9 ano ul1_aula2_

1.616 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.616
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
989
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

9 ano ul1_aula2_

  1. 1. ano C olégio do A mor de D eus U nidade L ectiva 1 A dignidade da vida humana
  2. 2. ano CAD A dignidade da vida humana UL 1
  3. 3. <ul><li>Também o consumo excessivo: </li></ul><ul><li>tabaco, </li></ul><ul><li>álcool </li></ul><ul><li>drogas, como a cocaína, pode ocasionar o aborto espontâneo. </li></ul><ul><li>A expressão eufemística «Interrupção Voluntária da Gravidez» (IVG) designa oficialmente o aborto induzido. </li></ul>ano CAD A dignidade da vida humana UL 1
  4. 4. ano CAD A dignidade da vida humana UL 1 tipos de aborto ABORTO espontâneo induzido (químico ou cirúrgico) TERAPÊUTICO VOLUNTÁRIO mal formação congénita perigo da vida da mãe violação mãe adolescente falta de condições económicas bebé não desejável
  5. 5. O preconceito funda-se num juízo preconcebido, injustificado e irracional. Manifesta-se geralmente em atitudes discriminatórias relativamente a determinadas pessoas, lugares ou tradições que, pelo simples facto de serem diferentes, são considerados destituídos de valor. Indica, portanto, desconhecimento e ignorância relativamente ao outro que é desconsiderado. A ignorância produz o medo que leva à indiferença até à violência explícita. O outro é uma ameaça, potencial inimigo a eliminado. ano CAD A dignidade da vida humana UL 1
  6. 6. <ul><li>preconceito = estereótipo </li></ul><ul><li>exemplo: «todos os ciganos são ladrões», «todos os brancos são </li></ul><ul><li>arrogantes», «os espanhóis não são de fiar»… </li></ul><ul><li>É possível identificar preconceitos de ordem religiosa, económica, política, cultural, étnica, racial… </li></ul><ul><li>os Egípcios, por exemplo, mantiveram os Hebreus na escravidão; </li></ul><ul><li>os Gregos consideravam bárbaros </li></ul><ul><li>os povos que não falassem o grego; </li></ul><ul><li>os Romanos eram bárbaros todos </li></ul><ul><li>os povos que não falavam latim… </li></ul>ano CAD A dignidade da vida humana UL 1
  7. 7. O racismo baseia-se em opiniões preconcebidas e injustificadas. O racismo pretende justificar a escravidão, a opressão, o domínio de uns povos sobre outros, o genocídio contra um grupo, uma etnia… ano CAD A dignidade da vida humana UL 1
  8. 8. O racismo afirma a necessidade de um grupo social dominante, seja em termos económicos seja numéricos, se distanciar de outros grupos que, por razões históricas, possuem tradições ou comportamentos diferentes. O grupo dominante constrói um mito (um estereótipo) Ser racista é desprezar o outro em nome da sua pertença a um grupo que se distingue pela cor da pele ou por outras características físicas, normalmente associadas ao uso de uma língua própria, à prática de uma religião diferente, etc. ano CAD A dignidade da vida humana UL 1
  9. 9. ano CAD A dignidade da vida humana UL 1 Em pleno século XX, a partir de 1948, na África do Sul, o regime do apartheid manteve a população africana sob o domínio de um povo de origem europeia. Este regime político racista chegou ao seu termo quando, por pressão mundial e após a libertação de Nelson Mandela , foram convocadas as primeiras eleições para um governo multirracial de transição, em Abril de 1994. Os racistas utilizam sempre argumentos de ordem irracional para justificar a hierarquização entre as pessoas. Cícero, filósofo romano, já dizia que «os homens diferem pelo saber, mas são iguais na sua aptidão para o saber».
  10. 10. Um desses partidos chamava-se Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães ( Partido Nazi) liderado por Adolfo Hitler. ano CAD A dignidade da vida humana UL 1
  11. 11. Milhões de desempregados e grupos dominantes descontentes passaram a acreditar nas promessas de Hitler. O führer (líder, chefe) iniciou uma propaganda alienante, recorrendo à violência policial para implantar uma cruel ditadura. O povo alemão, como todos os outros, era bastante miscigenado (mistura de várias raças e etnias) e, portanto, não havia propriamente uma «raça pura» cujos traços físicos fossem inteiramente distintos do resto da humanidade. Mas a propaganda nazi defendia a pureza racial do povo alemão e a sua superioridade em relação a todos os povos Um sentimento de hostilidade e aversão dirigido a pessoas, culturas e religiões não dominantes fez-se sentir de forma violenta. A sede de poder de Hitler não tinha limites. Invadiu e anexou vários países europeus, dando origem à Segunda Guerra Mundial. ano CAD A dignidade da vida humana UL 1
  12. 12. De entre todos os povos, alguns foram vítimas de um ódio especial: os judeus. O grande objectivo de Hitler era a extinção do povo judeu (a «solução final»). Por isso, confinou a população judaica a guetos, sujeitou-a à deportação em massa e isolou-a em campos de concentração, onde, para além de ser sujeita a trabalhos forçados, vivia em condições degradantes e desumanas, era permanentemente torturada e utilizada como cobaia em experiências científicas. Estima-se que cerca de seis milhões de judeus foram vítimas. A este genocídio chama-se geralmente «holocausto». ano CAD A dignidade da vida humana UL 1
  13. 13. <ul><li>Incluía também: </li></ul><ul><ul><li>militantes comunistas </li></ul></ul><ul><ul><li>homossexuais </li></ul></ul><ul><ul><li>ciganos </li></ul></ul><ul><ul><li>deficientes motores </li></ul></ul><ul><ul><li>deficientes mentais </li></ul></ul><ul><ul><li>activistas políticos </li></ul></ul><ul><ul><li>testemunhas de Jeová </li></ul></ul><ul><ul><li>crentes de Igrejas </li></ul></ul><ul><ul><li>cristãos que se lhe opuseram </li></ul></ul><ul><ul><li>sindicalistas </li></ul></ul><ul><ul><li>doentes psiquiátricos </li></ul></ul><ul><ul><li>etc. </li></ul></ul>ano CAD A dignidade da vida humana UL 1
  14. 14. e tu que sonhas para amanhã ano CAD A dignidade da vida humana UL 1

×