O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Fauna e a Flora

4.541 visualizações

Publicada em

Trabalho sobre a fauna e a flora existente na área do Hospital São Julião - trabalho realizado pelos alunos da Sala de Recursos - Professora Lauriane Magalhães - Nov/2013

Publicada em: Educação, Tecnologia, Negócios
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Fauna e a Flora

  1. 1. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  2. 2. SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO NÚCLEO DE EDUCAÇÃO ESPECIAL - NUESP ESCOLA ESTADUAL PADRE FRANCO DELPIANO SALA DE RECURSOS MULTIFUNCIONAIS CAMPO GRANDE, 13 DE DEZEMBRO DE 2013 PROFESSORA: LAURIANE MAGALHÃES DA COSTA COORD. PEDAGÓGICA: DENISE NASCIMENTO DIRETORA: ANJELA REGINA D’ELIA Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  3. 3. O PROJETO “MINHA ESCOLA” FAZ PARTE DO PROJETO DA SALA DE RECURSOS MULTIFUNCIONAIS NOMEADO DE “MINHA HISTÓRIA” QUE FOI INICIADO EM MARÇO DE 2013 NA ESCOLA ESTADUAL PADRE FRANCO DELPIANO . NESSE TRABALHO BUSCOU-SE SENSIBILIZAR OS ALUNOS DIANTE DAS QUESTÕES AMBIENTAIS PRINCIPALMENTE SALIENTANDO QUE TODO AMBIENTE QUE VIVEMOS É UM “MEIO AMBIENTE”, COMO A ESCOLA, A SALA DE AULA E ENTORNO. ASSIM , FOI TRABALHADO QUE ESSE AMBIENTE NECESSITA DE CUIDADOS , MAS PARA SE TER CUIDADOS É NECESSÁRIO CONHECER , PESQUISAR E ENTENDER. AS ATIVIDADES REALIZADAS PELOS ALUNOS ATENDIDOS FORAM DESDE PASSEIOS DE CONTEMPLAÇÃO E OBSERVAÇÃO DA PAISAGEM DA ESCOLA E DO HOSPITAL SÃO JULIÃO, REGISTROS POR MEIO DE RELAÇÃO DOS ANIMAIS E PLANTAS ENCONTRADOS E FOTOGRAFIAS, PESQUISA NA INTERNET E FINALMENTE A CRIAÇÃO DO LIVRO DIGITAL. (EBOOK). TRABALHOS COMO ESSE SÃO FUNDAMENTAIS PARA AMPLIAR O ACESSO DOS ALUNOS ÀS NOVAS TECNOLOGIAS, BEM COMO O DESENVOLVIMENTO DO CONHECIMENTO, DA SOCIALIZAÇÃO, DA HABILIDADE DE REALIZAR ALGO ANTES DESCONHECIDA. ENFIM , ESTE É SOMENTE UM EXEMPLO DA CAPACIDADE DE SUPERAÇÃO DESSES ALUNOS E ALUNAS ATENDIDOS NA SRM EM 2013. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  4. 4. FAUNA Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  5. 5. ARAPAÇU DO CERRADO Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  6. 6. O ARAPAÇU-DE-CERRADO (LEPIDOCOLAPTES ANGUSTIROSTRIS) É UMA AVE PASSERIFORME DA FAMÍLIA DENDROCOLAPTIDAE. RECEBE, TAMBÉM, OS NOMES POPULARES DE ARAPAÇU-DE-SUPERCÍLIOBRANCO, ARAPAÇU-DO-CERRADO, CATA-BARATA E CUTIA-DE-PAU. SEU NOME SIGNIFICA: DO (GREGO) LEPIS, LEPIDOS = COM ESCALA, COM MARCAÇÕES, COM LISTAS; EKOLAPTËS = BICADOR; E DO (LATIM) ANGUSTUS = ESTREITO; E ROSTRIS, ROSTRUM = BICADOR, BICO. ⇒AVE BICADORA COM LISTAS E BICO ESTREITO. TEM CERCA DE 20 CENTÍMETROS. É INCONFUNDÍVEL PELO BRANCO MUITO VIVO DA FAIXA SUPRA-OCULAR E DAS PARTES INFERIORES. SUA VOZ CARACTERIZA-SE POR UM CHAMADO MELODIOSO “DJÜ-RÜT” E POR MELANCÓLICOS TREMULANTES ASSOBIOS, “DRÜIÜ”. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  7. 7. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  8. 8. BEM-TE-VI Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  9. 9. BESOURO RINOCERONTE Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  10. 10. O BESOURO RINOCERONTE É NATIVO DA AMÉRICA DO SUL E PODE ERGUER OITOCENTAS E CINQÜENTA VEZES SEU PRÓPRIO PESO. MEDE ENTRE 30 A 57 MM DE COMPRIMENTO E ENTRE 14 A 21 MM DE LARGURA, NORMALMENTE É PRETO COM MESCLAS DE ENCARNADO MUITO ESCURO. POSSUI GRANDES CHIFRES (APÊNDICES CEFÁLICOS E TORÁCICOS), OS QUAIS SÃO UTILIZADOS DURANTE AS DISPUTAS ENTRE MACHOS POR ACASALAMENTO. O BESOURO-RINOCERONTE POSSUI GRANDES CHIFRES (APÊNDICES CEFÁLICOS E TORÁCICOS), OS QUAIS SÃO UTILIZADOS DURANTE AS DISPUTAS ENTRE MACHOS POR ACASALAMENTO. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  11. 11. BORBOLETA AMARELA Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  12. 12. BORBOLETA-AMARELA (PHOEBIS PHILEA PHILEA), OU BORBOLETA-GEMA OU BORBOLETA-DE-BANDO, É NOME DADO, NO BRASIL, A DIVERSAS BORBOLETAS GREGÁRIAS, DA FAMÍLIA DOS PIERÍDEOS, DE COLORAÇÃO AMARELA, E ENCONTRADAS NO CONTINENTE AMERICANO, DOS EUA À ARGENTINA. ATINGE ATÉ NOVE CENTÍMETROS, CONTANDO A ENVERGADURA DAS ASAS. APRESENTA VOO RÁPIDO, DO CHÃO A COPAS DAS ÁRVORES, HABITANDO JARDINS, MATAS E PRÓXIMO DE LAGOS E RIACHOS. OS MACHOS DA BORBOLETA-AMARELA SUGAM O BARRO, APROVEITANDO OS SAIS MINERAIS DISSOLVIDOS NA ÁGUA. AS FÊMEAS ALIMENTAM-SE COM O NÉCTAR DAS FLORES. REPRODUZ-SE COLOCANDO OVOS EM BOTÕES FLORAIS OU FOLHAS JOVENS DE VEGETAIS DO GÊNERO CASSIA, COMO A CHUVA-DE-OURO, MATA-PASTO E MANGUEIROBA. OS PÁSSAROS SÃO SEUS PREDADORES NATURAIS. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  13. 13. CACHORRO Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  14. 14. O CÃO (CANIS LUPUS FAMILIARIS), NO BRASIL TAMBÉM CHAMADO DE CACHORRO, É UM MAMÍFERO CANÍDEO E TALVEZ O MAIS ANTIGO ANIMAL DOMESTICADO PELO SER HUMANO. TEORIAS POSTULAM QUE SURGIU DO LOBO CINZENTO NO CONTINENTE ASIÁTICO HÁ MAIS DE 100 000 ANOS. AO LONGO DOS SÉCULOS, ATRAVÉS DA DOMESTICAÇÃO, O SER HUMANO REALIZOU UMA SELEÇÃO ARTIFICIAL DOS CÃES POR SUAS APTIDÕES, CARACTERÍSTICAS FÍSICAS OU TIPOS DE COMPORTAMENTOS. O RESULTADO FOI UMA GRANDE DIVERSIDADE DE RAÇAS CANINAS, AS QUAIS VARIAM EM PELAGEM E TAMANHO DENTRO DE SUAS PRÓPRIAS RAÇAS, ATUALMENTE CLASSIFICADAS EM DIFERENTES GRUPOS OU CATEGORIAS. AS DESIGNAÇÕES VIRA-LATA (NO BRASIL) OU RAFEIRO (EM PORTUGAL) SÃO DADAS AOS CÃES SEM RAÇA DEFINIDA OU MESTIÇOS DESCENDENTES. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  15. 15. CATURRITA Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  16. 16. A CATURRITA (MYIOPSITTA MONACHUS), TAMBÉM CONHECIDA COMO CATORRA OU COCOTA, É UMA AVE DA FAMÍLIA PSITTACIDAE. A CATURRITA É NATIVA DAS REGIÕES SUBTROPICAL E TEMPERADA DA AMÉRICA DO SUL. SÃO ENCONTRADAS NOS PAMPAS À LESTE DOS ANDES NA BOLÍVIA, PARAGUAI, URUGUAI E SUL DO BRASIL ATÉ A REGIÃO DA PATAGÔNIA NA ARGENTINA. A CATURRITA TAMBÉM É CONHECIDA NO BRASIL POR CATORRA, COCOTA, PERIQUITO BARROSO, PAPO BRANCO E OUTROS NOMES, DEPENDENDO DA REGIÃO. AS CATURRITAS TÊM PENAS VERDES NO DORSO, QUE CONTRASTAM COM A BARRIGA, PEITO, GARGANTA E TESTA ACINZENTADOS. O BICO É PEQUENO E ALARANJADO. NO PEITO, A PLUMAGEM É ESCAMADA E NAS ASAS E CAUDA POSSUEM PENAS LONGAS AZULADAS. AS CATURRITAS ADULTAS TÊM 28 A 30 CM DE COMPRIMENTO TOTAL. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  17. 17. CAVALO Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  18. 18. O CAVALO (DO LATIM CABALLU) É UM MAMÍFERO HIPOMORFO, DA ORDEM DOS UNGULADOS, UMA DAS TRÊS SUBESPÉCIES MODERNAS DA ESPÉCIE EQUUS FERUS. A DENOMINAÇÃO PARA AS FÊMEAS É ÉGUA, PARA OS MACHOS NÃO CASTRADOS, GARANHÃO E PARA OS FILHOTES, POTRO. ESSE GRANDE UNGULADO É MEMBRO DA MESMA FAMÍLIA DOS ASNOS E DAS ZEBRAS, A DOS EQUÍDEOS. TODOS OS SETE MEMBROS DA FAMÍLIA DOS EQUÍDEOS SÃO DO MESMO GÊNERO, EQUUS, E PODEM RELACIONAR-SE E PRODUZIR HÍBRIDOS, NÃO FÉRTEIS, COMO AS MULAS. PERTENCEM A ORDEM DOS PERISSODÁCTILOS, SENDO POR ISSO PARENTES DOS RINOCERONTES E DOS TAPIRES, OU ANTAS. ESSES ANIMAIS DEPENDEM DA VELOCIDADE PARA ESCAPAR DE PREDADORES. SÃO ANIMAIS SOCIAIS, QUE VIVEM EM GRUPOS LIDERADOS POR MATRIARCAS. OS CAVALOS USAM UMA ELABORADA LINGUAGEM CORPORAL PARA COMUNICAR UNS COM OS OUTROS, A QUAL OS HUMANOS PODEM APRENDER A COMPREENDER PARA MELHORAR A COMUNICAÇÃO COM ESSES ANIMAIS. SEU TEMPO DE VIDA VARIA DE 25 A 40 ANOS. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  19. 19. CIGARRA Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  20. 20. O TERMO CIGARRA É A DESIGNAÇÃO COMUM AOS INSETOS DA FAMÍLIA DOS CICADÍDEOS, QUE REÚNE OS MAIORES REPRESENTANTES DA ORDEM. EXISTEM MAIS DE 1.500 ESPÉCIES CONHECIDAS DESTE INSETO (SENDO QUE A CARINETA FASCICULATA PODE SER CONSIDERADA COMO A ESPÉCIETIPO BRASILEIRA). SÃO NOTÁVEIS DEVIDO À CANTORIA ENTOADA PELOS MACHOS, DIFERENTE EM CADA ESPÉCIE E QUE É OUVIDA NO PERÍODO QUENTE DO ANO. OS MACHOS DESTES INSETOS POSSUEM APARELHO ESTRIDULATÓRIO, SITUADO NOS LADOS DO PRIMEIRO SEGMENTO ABDOMINAL, EMITINDO CADA ESPÉCIE SOM CARACTERÍSTICO. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  21. 21. CURICACA Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  22. 22. A CURICACA É UMA AVE DA ORDEM CICONIIFORME DA FAMÍLIA DOS TRESQUIORNITÍDEOS (THRESKIORNITHIDAE). ESTA FAMÍLIA É COMPOSTA POR AVES COMO O CORÓ-CORÓ, MAÇARICOS, GUARÁ, COLHEREIROS, DENTRE OUTROS QUE LEMBRAM, NA SILUETA, AS GARÇAS. POSSUI BICOS CURVADOS PARA BAIXO E VOAM COM O PESCOÇO ESTICADO. MEDEM APROXIMADAMENTE 69 CM DE COMPRIMENTO E TÊM CERCA DE 43 CM DE ALTURA E SUA ALIMENTAÇÃO É A BASE DE INSETOS E LARVAS, PEQUENOS RÉPTEIS, CARAMUJOS, ARANHAS E OUTROS INVERTEBRADOS, ANFÍBIOS E PEQUENAS COBRAS.O FORMATO DO SEU BICO FACILITA EXTRAIR O ALIMENTO DE DENTRO DA TERRA.UM DETALHE INTERESSANTE DESTA AVE É QUE, DIFERENTE DE OUTROS MEMBROS DA FAMÍLIA, NÃO ESTÁ ASSOCIADA A ÁGUA E RARAMENTE FREQUENTA ÁREAS ALAGADAS. ESTA AVE PODE SER ENCONTRADA EM DIVERSAS CIDADES DE MATO GROSSO DO SUL BEM COMO NA REGIÃO DO PANTANAL-SUL. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  23. 23. FORMIGA Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  24. 24. AS FORMIGAS SÃO ANIMAIS PERTENCENTES À FAMÍLIA FORMICIDAE, O GRUPO MAIS NUMEROSO DENTRE OS INSETOS. SÃO SERES PARTICULARMENTE INTERESSANTES PORQUE FORMAM NÍVEIS AVANÇADOS DE SOCIEDADE, OU SEJA, A EUSOCIALIDADE. TODAS AS FORMIGAS, ALGUMAS VESPAS E ABELHAS, SÃO CONSIDERADOS COMO INSETOS EUSOCIAIS, FAZENDO PARTE DA ORDEM HYMENOPTERA. AS FORMIGAS ESTÃO INCLUÍDAS EM UMA ÚNICA FAMÍLIA, FORMICIDAE, COM 12.585 ESPÉCIES DESCRITAS ATÉ 2 DE SETEMBRO DE 2010, DISTRIBUÍDAS POR TODAS AS REGIÕES DO PLANETA, EXCETO NAS REGIÕES POLARES. AS FORMIGAS SÃO O GÊNERO ANIMAL DE MAIOR SUCESSO NA HISTÓRIA TERRESTRE, CONSTITUINDO DE 15% A 20% DE TODA A BIOMASSA ANIMAL TERRESTRE. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  25. 25. GAMBÁ Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  26. 26. O GAMBÁ É UM MAMÍFERO MARSUPIAL QUE HABITA DESDE O SUL DOS ESTADOS UNIDOS ATÉ A AMÉRICA DO SUL. É UM DOS MAIORES MARSUPIAIS DA FAMÍLIA DOS DIDELFÍDEOS. PERTENCE AO GÊNERO DIDELPHIS. SÃO ONÍVOROS. NA NATUREZA, TÊM, COMO PRINCIPAL PREDADOR, O GATO-DO-MATO (LEOPARDUS SP.), ENQUANTO QUE, NAS CIDADES, SÃO FREQUENTEMENTE ATROPELADOS POR TEREM A VISÃO OFUSCADA PELOS FARÓIS E POR TEREM POUCA MOBILIDADE – EXCETO NAS ÁRVORES. SÃO, POR VEZES, CONFUNDIDOS COM O CANGAMBÁ (MEPHITIS MEPHITIS), QUE, EMBORA SEMELHANTE, NÃO É UM MARSUPIAL, MAS UM MUSTELÍDEO. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  27. 27. GARÇA BRANCA PEQUENA Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  28. 28. A GARÇA-BRANCA-PEQUENA É UMA AVE DA ORDEM PELECANIFORMES DA FAMÍLIA ARDEIDAE. TAMBÉM CONHECIDA COMO GARCINHA-BRANCA, GARÇA-PEQUENA E GARCINHA. SEU NOME SIGNIFICA: DO (FRANCÊS) AIGRETTE = GARÇA; E DO (ARAUCANO) THULA = DE PESCOÇO NEGRO. ⇒ GARÇA DE PESCOÇO NEGRO. ESTE NOME FOI DADO A GARÇA-BRANCAPEQUENA (EGRETTA THULA) EM ERRO COMETIDO POR MOLINA (1782): “ARDEA THULA, NOME, CHE VIENE DALLA LINGUA CHILESE”) (EGRETTA). Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  29. 29. JOÃO DE BARRO Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  30. 30. O JOÃO-DE-BARRO OU FORNEIRO (FURNARIUS RUFOS) É UMA AVE PASSERIFORME DA FAMÍLIA FURNARIIDAE. É CONHECIDO POR SEU CARACTERÍSTICO NINHO DE BARRO EM FORMA DE FORNO (CARACTERÍSTICA COMPARTILHADA COM MUITAS ESPÉCIES DESSA FAMÍLIA). É A AVE SÍMBOLO DA ARGENTINA, ONDE É CHAMADO DE ONERO ("AVE DE LA PÁTRIA" - DESDE 1928). Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  31. 31. LIBÉLULA Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  32. 32. COMO CARACTERÍSTICAS DISTINTIVAS CONTAM-SE O CORPO FUSIFORME, COM O ABDÓMEN MUITO ALONGADO, OLHOS COMPOSTOS E DOIS PARES DE ASAS SEMITRANSPARENTES. AS LIBE LINHAS SÃO PREDADORAS E ALIMENTAM-SE DE OUTROS INSETOS, NOMEADAMENTE MOSQUITOS E MOSCAS. ESTE GRUPO TEM DISTRIBUIÇÃO MUNDIAL E TEM PREFERÊNCIA POR HABITATS NAS IMEDIAÇÕES DE CORPOS DE ÁGUA ESTAGNADA (POÇAS OU LAGOS TEMPORÁRIOS), ZONAS PANTANOSAS OU PERTO DE RIBEIROS E RIACHOS. AS LARVAS DE LIBELINHA (CHAMADAS NÁIADE) SÃO AQUÁTICAS, CARNÍVORAS E EXTREMAMENTE AGRESSIVAS, PODENDO ALIMENTAR-SE NÃO SÓ DE INSETOS MAS TAMBÉM DE GIRINOS E PEIXES JUVENIS. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  33. 33. MAÇARICO PRETO Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  34. 34. TAMBÉM CONHECIDO COMO CARAÚNA (PLEGADIS CHIHI) AVE MIGRATÓRIA NATURAL DOS BANHADOS SUL-AMERICANOS, TAMBÉM SÃO CONHECIDOS COMO MAÇARICO-PRETO, TAPICURU E IBIS-NEGRA. VIVEM EM BANDOS DE 40 A 60 INDIVÍDUOS, ALIMENTAM-SE DE CRUSTÁCEOS E PEQUENOS PEIXES, NAS PRAIAS DO SUL DO BRASIL. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  35. 35. PÁSSARO PRETO Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  36. 36. MUITO SOCIÁVEL E COMPANHEIRO, O PÁSSARO PRETO (GNORIMOPSAR CHOPI) É UMA AVE NATIVA MUITO CONHECIDA NO PAÍS. VALE RESSALTAR QUE, APESAR DE SEU NOME CIENTÍFICO, ESTE PÁSSARO NÃO É O CHUPIM OU CHOPIM (MOLOTHRUS BONARIENSIS), CUJO MACHO É PRETO AZULADO E A FÊMEA AMARRONZADA. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  37. 37. PORCO Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  38. 38. PORCO DOMÉSTICO (SUS DOMESTICUS OU SUS SCROFA DOMESTICUS) É UM MAMÍFERO BUNODONTE NÃO-RUMINANTE, DA FAMÍLIA DOS SUIDAE. A DENOMINAÇÃO PARA AS FÊMEAS É PORCA, PARA OS PORCOS MACHOS NÃO CASTRADOS VARRÃO OU VARRASCO E PARA OS FILHOTES A DENOMINAÇÃO É LEITÃO. A ESPÉCIE EVOLUIU A PARTIR DO JAVALI SELVAGEM, EMBORA HAJA CONTROVÉRSIA QUANTO À SUBESPÉCIE EXATA: HÁ QUEM ACREDITE QUE DESCENDEM DO SUS SCROFA SCROFA, QUE HABITA GRANDES REGIÕES DA EURÁSIA, E TAMBÉM QUEM ACREDITE QUE SUA ORIGEM É O SUS SCROFA VITATUS, QUE VIVE NA ÁSIA E NA BACIA DO MAR MEDITERRÂNEO . É UM ANIMAL MACIÇO, DE PATAS CURTAS TERMINADAS POR QUATRO DEDOS COMPLETOS MUNIDOS DE CASCOS. SUA CABEÇA TEM PERFIL TRIANGULAR E TEM UM FOCINHO CARTILAGINOSO. OS PORCOS SÃO ANIMAIS ONÍVOROS. DIGEREM BEM TODOS OS ALIMENTOS, EXCETO OS CELULÓSICOS. EMBORA O CONSUMO DE SUA CARNE SEJA PROIBIDO POR ALGUMAS DAS PRINCIPAIS RELIGIÕES (COMO O ISLAMISMO E O JUDAÍSMO), A CARNE SUÍNA É A MAIS CONSUMIDA NO MUNDO (RESPONDE POR 44% DO MERCADO DE CARNES), SENDO CONSIDERADA SABOROSA POR GASTRÔNOMOS. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  39. 39. QUERO-QUERO Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  40. 40. O QUERO-QUERO (BRASIL) OU ABIBE-DOSUL (PORTUGAL) [VANELLUS CHILENSIS (MOLINA, 1782)], TAMBÉM CONHECIDO POR TETÉU, TÉUTÉU, TERÉM-TERÉM E ESPANTA-BOIADA, É UMA AVE DA ORDEM DOS CHARADRIIFORMES, PERTENCENDO A FAMÍLIA DOS CHARADRIIDAE. EM ESPANHOL É CONHECIDO POR TERO COMÚN OU TERU-TERU, E EM INGLÊS COMO SOUTHERN LAPWING. OCORRE EM TODA A AMÉRICA DO SUL E EM ALGUNS PONTOS DA AMÉRICA CENTRAL, E SENDO UMA AVE MUITO POPULAR ACABOU POR FAZER PARTE DO FOLCLORE DE VÁRIAS REGIÕES. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  41. 41. SAPO Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  42. 42. SAPO-CURURU É O NOME POPULAR ATRIBUÍDO AOS ANFÍBIOS ANUROS DA FAMÍLIA BUFONIDAE. NO BRASIL TEMOS MAIS DE 65 ESPÉCIES PERTENCENTES A ESTE GRUPO. A CARACTERÍSTICA PRINCIPAL DESSES ANIMAIS É A PELE GROSSA E RICA EM GLÂNDULAS. AS PATAS SÃO CURTAS, O CORPO É LARGO, E SEUS HÁBITOS SÃO MAIS TERRESTRES QUE OUTROS ANFÍBIOS. GERALMENTE, RECORREM A AMBIENTES AQUÁTICOS SOMENTE EM ÉPOCAS REPRODUTIVAS, E PARA A DESOVA. NESTES PERÍODOS, ASSIM COMO DIVERSOS OUTROS ANFÍBIOS, OS MACHOS TENDEM A VOCALIZAR (COACHAR), COMO UMA ESTRATÉGIA DE ACASALAMENTO, ATRAINDO FÊMEAS. COSTUMAM ALIMENTAR-SE DE PEQUENOS INVERTEBRADOS VOADORES, CAPTURADOS COM SUA LÍNGUA ELÁSTICA E PEGAJOSA. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  43. 43. SABIÁ LARANJEIRA Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  44. 44. O SABIÁ-LARANJEIRA [TURDUS RUFIVENTRIS (VIEILLOT, 1818)] É UMA AVE MUITO COMUM NA AMÉRICA DO SUL E O MAIS CONHECIDO DE TODOS OS SABIÁS, IDENTIFICADO PELA COR DE FERRUGEM DO VENTRE E POR SEU CANTO MELODIOSO DURANTE O PERÍODO REPRODUTIVO. É POPULAR ESPECIALMENTE NO BRASIL, TENDO SE TORNADO POR LEI, EM 2002, A AVE-SÍMBOLO DO PAÍS JÁ ERA SÍMBOLO DO ESTADO DE SÃO PAIULO DESDE 1966. É CITADA POR DIVERSOS POETAS COMO O PÁSSARO QUE CANTA O AMOR E A PRIMAVERA. A AVE TAMBÉM ESTÁ PRESENTE NO EMBLEMA OFICIAL DA COPA DAS CONFEDERAÇÕES 2013, REALIZADA NO BRASIL. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  45. 45. SIRIEMA Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  46. 46. SERIEMA, SARIEMA SIRIEMA É O NOME VULGAR DADO ÀS AVES PERTENCENTES À FAMÍLIA DOS CARIAMÍDEOS (CARIAMIDAE) , DA ORDEM DOS CARIAMIFORMES (CARIAMIFORMES). SÃO AVES DE MÉDIO PORTE, TERRESTRES, QUE PREFEREM CORRER A VOAR. O GRUPO É NATIVO DA AMÉRICA DO SUL E HABITA ZONAS DE PRADARIA OU FLORESTAS ABERTAS. AS SERIEMAS ALIMENTAM-SE DE INSETOS, LAGARTOS E PEQUENAS COBRAS, COMO TAMBÉM DE CAJUS DO CERRADO. EM CONTATO COM OS HUMANOS, AS SERIEMAS SÃO SEMPRE DESCONFIADAS E QUANDO SE SENTEM AMEAÇADAS POR ELES, COSTUMAM ABRIR SUAS ASAS E ENFRENTÁ-LOS. DIZ A LENDA QUE O CANTO DESTE PÁSSARO INDICA O FINAL DA ÉPOCA DAS CHUVAS. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  47. 47. TATU Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  48. 48. O TATU OU ARMADILHO EM PORTUGAL, É UM MAMÍFERO PERTENCENTE À ORDEM CINGULATA E À FAMÍLIA DASYPODIDAE. CARACTERIZA-SE PELA ARMADURA QUE COBRE O CORPO. NATIVOS DO CONTINENTE AMERICANO, OS TATUS HABITAM AS SAVANAS, CERRADOS, MATAS CILIARES E FLORESTAS MOLHADAS. TÊM IMPORTÂNCIA PARA A MEDICINA, UMA VEZ QUE SÃO OS ÚNICOS ANIMAIS, PARA ALÉM DO HOMEM, CAPAZES DE CONTRAIR LEPRA, SENDO USADOS NOS ESTUDOS DESSA ENFERMIDADE. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  49. 49. TUCANO Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  50. 50. POSSUEM UM BICO GRANDE E OCO. A PARTE SUPERIOR É CONSTITUÍDA POR TRABÉCULAS DE SUSTENTAÇÃO E A PARTE INFERIOR É DE NATUREZA ÓSSEA. NÃO É UM BICO FORTE, JÁ QUE É MUITO COMPRIDO E A ALAVANCA (MAXILAR) NÃO É SUFICIENTE PARA CONFERIR TAL QUALIDADE. SEU SISTEMA DIGESTIVO É EXTREMAMENTE CURTO, O QUE EXPLICA SUA BASE ALIMENTAR, JÁ QUE AS FRUTAS SÃO FACILMENTE DIGERIDAS E ABSORVIDAS PELO TRATO GASTROINTESTINAL. ALÉM DE SEREM FRUGÍVOROS (COMEREM FRUTA), NECESSITAM DE UM CERTO NÍVEL PROTÉICO NA DIETA, O QUAL ALCANÇAM CAÇANDO ALGUNS INSETOS, PEQUENAS PRESAS (COMO LAGARTO, PERERECA, ETC) E MESMO OVOS DE OUTRAS AVES. POSSUEM PÉS ZIGODÁCTILOS (DOIS DEDOS DIRECIONADOS PARA FRENTE E DOIS PARA TRÁS), TÍPICOS DE ANIMAIS Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  51. 51. URUBU Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  52. 52. O URUBU-DE-CABEÇA-PRETA (CORAGYPS ATRATUS) É UMA AVE CATARTIFORME DA FAMÍLIA CATHARTIDAE, PERTENCENTE AO GRUPO DOS ABUTRES DO NOVO MUNDO. É UMA DAS ESPÉCIES DO GRUPO MAIS FREQUENTEMENTE OBSERVADAS, DEVIDO AO FATO DE REALIZAR VOOS PLANADOS A GRANDES ALTURAS, POR SER CONSUMIDOR DE CARCAÇAS ANIMAIS E POR POSSUIR ATIVIDADE DURANTE TODO O DIA. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  53. 53. VACA Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  54. 54. O TOURO OU BOI (BOS TAURUS), JUNTAMENTE COM SUA FÊMEA, A VACA E A FORMA JOVEM DA ESPÉCIE, CHAMADA DE BEZERRO, FORMAM O GADO BOVINO, TERMO QUE, EM SENTIDO AMPLO, DÁ NOME AOS ANIMAIS MAMÍFEROS, RUMINANTES, ARTIODÁCTILOS, COM PAR DE CHIFRES NÃO RAMIFICADOS, OCOS E PERMANENTES, DO GÊNERO BOS EM QUE SE INCLUEM AS ESPÉCIES DOMESTICADAS PELO HOMEM. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  55. 55. FLORA Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  56. 56. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  57. 57. ABACATE Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  58. 58. O ABACATE É O FRUTO COMESTÍVEL DO ABACATEIRO, QUE É UMA ÁRVORE DA FAMÍLIA DA LAUREÁCEAS, NATIVA DO MÉXICO OU DA AMÉRICA DO SUL (PERSEA AMERICANA), HOJE EXTENSAMENTE CULTIVADA - INCLUINDO NAS ILHAS CANÁRIAS E NA ILHA DA MADEIRA E MUITO POPULAR NO BRASIL. A PARTE COMESTÍVEL É A POLPA VERDEAMARELADA, DE CONSISTÊNCIA MOLE, QUE ENVOLVE A GRANDE SEMENTE. TEM MAIS DE 30% DE GORDURAS, É RICA EM AÇÚCARES E VITAMINAS E POSSUI UM DOS MAIS ELEVADOS TEORES DE PROTEÍNAS DENTRE AS FRUTAS. O ABACATE ERA AMPLAMENTE CULTIVADO ANTES DA CONQUISTA ESPANHOLA, MAS SÓ MERECEU A ATENÇÃO DOS HORTICULTORES NO SÉCULO XIX. O ABACATE É UM FRUTO ARRENDONDADO OU PIRIFORME, DE PESO MÉDIO DE 500 A 1.500G. AS SUAS DUAS PRINCIPAIS VARIEDADES SÃO A STRONG (COR VERDE) E A HASS (COR ROXA). A ÁRVORE, O ABACATEIRO, ATINGE ATÉ 15 OU 20 M E CRESCE MELHOR EM CLIMAS QUENTES. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  59. 59. ALAMANDA Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  60. 60. TREPADEIRA BASTANTE CONHECIDA E UTILIZADA NO PAISAGISMO NO BRASIL. A ALAMANDA APRESENTA VISTOSAS FLORES AMARELO-OURO, PRATICAMENTE O ANO INTEIRO. A FOLHAGEM TAMBÉM É BASTANTE ORNAMENTAL, COMPOSTA DE FOLHAS VERDES E BRILHANTES. É CONSIDERADA PLANTA TÓXICA E POR ESTE MOTIVO DEVE-SE MANTÊ-LA LONGE DO ALCANCE DE CRIANÇAS PEQUENAS E FILHOTES DE CÃES. DEVE SER CULTIVADA A PLENO SOL, EM SOLO FÉRTIL E COM REGAS REGULARES. É PERFEITA PARA COBRIR PÉRGOLAS, MUROS E CARAMANCHÕES, MAS DEVE SER TUTORADA INICIALMENTE. DEVIDO AO PESO DA RAMAGEM VIGOROSA, DEVE-SE EVITAR SEU USO EM TRELIÇAS E CERCAS MAIS FRÁGEIS. SEU CRESCIMENTO É MODERADO. ADAPTA-SE A TODOS OS ESTADOS BRASILEIROS, MAS PREFERE O CALOR. MULTIPLICA-SE POR SEMENTES E POR ESTAQUIA. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  61. 61. BOCAIÚVA Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  62. 62. A BOCAIÚVA É UMA PALMEIRA EXISTENTE EM TODO O BRASIL, MAS É MAIS COMUM NO CERRADO BRASILEIRO. EM MATO GROSSO É MUITO UTILIZADA PARA A CULINÁRIA, E PODE SER ENCONTRADA NO ARTESANATO LOCAL. NA CAPITAL MATO-GROSSENSE, É CONHECIDO COMO “CHICLETE CUIABANO” POR TER A POLPA ‘GRUDENTA’. ALÉM DOS FRUTOS, TODA A PLANTA SERVE PARA ALGUM TIPO DE PROVEITO DOMÉSTICO E SERVIÇOS NO CAMPO. AS FOLHAS PODEM SER UTILIZADAS PARA SUPLEMENTOS ALIMENTARES DE CAVALOS E BOIS. SUA MADEIRA, NAS CONSTRUÇÕES DE CASA COMO SUPORTE DOS TELHADOS. SEUS FRUTOS, RICOS EM CÁLCIO E POTÁSSIO, SUA POLPA E A FARINHA DA BOCAIÚVA SÃO VALORIZADAS NO MERCADO ECONÔMICO DE ALGUNS ESTADOS BRASILEIROS COMO MATO GROSSO E MATO GROSSO DO SUL. USADAS EM VITAMINAS, FABRICAÇÃO DE SORVETE, BOLOS E PÃES, A FRUTA É SINÔNIMO DE DIVERSIDADE. SÃO ENCONTRADOS ENTRE OS MESES DE SETEMBRO E DEZEMBRO. AS BOCAIUVEIRAS SÃO ESPÉCIES DE PLANTAS RESISTENTES AO CALOR POR ISSO SÃO MUITO ENCONTRADAS EM CIDADES DA REGIÃO CENTRO-OESTE (CERRADO). A ESPÉCIE DESTA PLANTA É CONSIDERADA COM ALTA POTENCIALIDADE DE FORNECIMENTO E ÓLEO PARA A PRODUÇÃO DE BIODIESEL, POIS É UMA PALMEIRA ADAPTADA AS CONDIÇÕES CLIMÁTICAS DO CERRADO, COM ALTA PRODUTIVIDADE, E PODE OBTER CERCA DE DEZ VEZES MAIS ÓLEO QUE A SOJA EM MUITAS ÁREA. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  63. 63. COQUEIRO Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  64. 64. O COQUEIRO (COCOS NUCIFERA), É UM MEMBRO DA FAMÍLIA ARECACEAE (FAMÍLIA DAS PALMEIRAS). É UMA PLANTA QUE PODE CRESCER ATÉ 30 M DE ALTURA, COM FOLHAS PINADAS DE 4–6 M DE COMPRIMENTO, COM PINAS DE 60–90 CM. AS FOLHAS CAEM COMPLETAMENTE, DEIXANDO O TRONCO LISO. AS ORIGENS DESTA PLANTA SÃO PASSÍVEIS DE DISCUSSÃO. ENQUANTO ALGUMAS AUTORIDADES RECLAMAM O SUDESTE ASIÁTICO COMO O SEU LOCAL DE ORIGEM, OUTROS COLOCAM A SUA ORIGEM NO NORDESTE DA AMÉRICA DO SUL. REGISTROS FÓSSEIS DA NOVA ZELÂNDIA INDICAM AÍ A EXISTÊNCIA DE PEQUENAS PLANTAS SIMILARES AO COQUEIRO DE MAIS DE 15 MILHÕES DE ANOMÉRICA DOS S. QUALQUER QUE FOSSE A SUA ORIGEM, OS COCOS ESPALHARAM-SE ATRAVÉS DOS TRÓPICOS, EM PARTICULAR AO LONGO DA LINHA COSTEIRA TROPICAL. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  65. 65. EUCALIPTO Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  66. 66. EUCALIPTO (DO GREGO EU + ΚΑΛΎΠΤΩ = "VERDADEIRA COBERTURA") É A DESIGNAÇÃO VULGAR DAS VÁRIAS ESPÉCIES VEGETAIS DO GÉNERO EUCALYPTUS. SÃO, EM TERMOS GERAIS, ÁRVORES E, EM ALGUNS RAROS CASOS, ARBUSTOS NATIVAS DA OCEANIA, ONDE CONSTITUEM, DE LONGE O GÊNERO DOMINANTE DA FLORA. O GÊNERO INCLUI MAIS DE 700 ESPÉCIES, QUASE TODAS ORIGINÁRIAS DA AUSTRÁLIA, EXISTINDO APENAS UM PEQUENO NÚMERO DE ESPÉCIES PRÓPRIAS DOS TERRITÓRIOS VIZINHOS DA NOVA GUINÉ E INDONÉSIA E MAIS UMA ESPÉCIE (A MAIS SETENTRIONAL) NO SUL DAS FILIPINAS. ADAPTADOS A PRATICAMENTE TODAS AS CONDIÇÕES CLIMÁTICAS, OS EUCALIPTOS CARACTERIZAM A PAISAGEM DA OCEANIA DE UMA FORMA QUE NÃO É COMPARÁVEL A QUALQUER OUTRA ESPÉCIE, NOUTRO CONTINENTE. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  67. 67. FLAMBOYANT Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  68. 68. EMBORA ESTEJA AMEAÇADA DE EXTINÇÃO NO ESTADO SELVAGEM, É MUITO CULTIVADA PELO SEU VALOR ORNAMENTAL. NOBRASIL, É USADA NA ARBORIZAÇÃO DE RUAS E PRAÇAS. APESAR DE SER MUITO ORNAMENTAL DEVIDO ÀS SUAS BELÍSSIMAS FLORES, SEU USO NA ARBORIZAÇÃO URBANA FICA RECOMENDADO APENAS A PARQUES E GRANDES ESPAÇOS, DEVIDO À SUA ALTURA MÉDIA DE 7 A 10 M E A SUASRAÍZES MUITO SUPERFICIAIS E DANOSAS, QUE DESTROEM AS CALÇADAS AO SEU REDOR. SUAS FLORES SÃO MAJESTOSAS E DE COR VERMELHA-ALARANJADA OU AMARELAS. A ÉPOCA DE FLORAÇÃO É DE OUTUBRO A DEZEMBRO. O SEU FRUTO É DO TIPO VAGEM, CONHECIDO TAMBÉM COMO LEGUME. DE COLORAÇÃO CASTANHO-ESCURA, POSSUI TAMANHO AVANTAJADO E PERMANECE NA ÁRVORE POR MAIS DE SEIS MESES. A SEMENTE É DURA, ALONGADA, COM 1,70 CM DE COMPRIMENTO EM MÉDIA (NUNCA MAIS DE 2 CM) E SUA COLORAÇÃO É CASTANHO-CLARA. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  69. 69. FICUS Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  70. 70. PLANTA ANGIOSPÉRMICA (SEMENTES ESCONDIDAS NO FRUTO) DA FAMÍLIA DAS MORACEAE, DE FOLHAS PERENES (PERENIFÓLIA), A FICUS BENJAMINA É ORIGINÁRIA DA ÍNDIA, HIMALAIAS, MALÁSIA, NORTE DA AUSTRÁLIA. ATUALMENTE ENCONTRA-SE DISSEMINADA POR QUASE TODOS OS PAÍSES TROPICAIS E SUB-TROPICAIS. OS SEUS RAMOS PENDENTES E A FOLHAGEM DENSA (QUANDO SAUDÁVEL) DÃO-LHE UM ASPECTO MUITO ATRAENTE E POR ISSO TEM GRANDE PROCURA COMO PLANTA ORNAMENTAL. AS FOLHAS SÃO OVALADAS E TEM A ORLA LIGEIRAMENTE ONDULADA, DE CORES QUE VÃO DO VERDE ESCURO ATÉ VERDE ACINZENTADO, COM MANCHAS MAIS CLARAS, NA SUBESPÉCIE “VARIEGATA”. PODE POSSUIR FRUTOS PEQUENOS, DE COR VERDE, TIPO FIGO, QUE FICAM VERMELHOS AO AMADURECER. A FÍCUS BENJAMINA ADAPTA-SE BEM A PLANTA DE INTERIOR E É MUITO CONHECIDA, DIFUNDIDA E PREFERIDA PELA SUA RESISTÊNCIA E BELEZA. AS VARIEDADES DISTINGUEM-SE PELO TAMANHO DAS FOLHAS. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  71. 71. JACA Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  72. 72. A JAQUEIRA (ARTOCARPUS HETEROPHYLLUS) É UMA ÁRVORE TROPICAL DE GRANDE PORTE, PERTENCENTE À FAMÍLIA DAS MORACEAE, NATIVA DA ÍNDIA. ESTA ESPÉCIE PRODUZ O MAIOR DE TODOS OS FRUTOS COMESTÍVEIS QUE CRESCEM DIRETAMENTE SOBRE O TRONCO DE ÁRVORE, A JACA, QUE É CULTIVADA PRINCIPALMENTE NA ÁSIA E NO BRASIL. CHEGANDO A PESAR MAIS DE 30 QUILOS E ATINGINDO ATÉ 40 CENTÍMETROS DE COMPRIMENTO, AS JACAS SÃO FRUTOS DE GRANDES DIMENSÕES APRECIADOS POR SEREM SUCULENTOS, AROMÁTICOS E SABOROSOS. CARACTERIZAM-SE POR POSSUÍREM FORMATO OVALADO, CASCA COM PEQUENAS SALIÊNCIAS PONTIAGUDAS E VERDE QUANDO IMATUROS. ATINGEM A COR VERDE-AMARELADO AO AMARELOMARROM QUANDO ESTÃO MADUROS E PRONTOS PARA O CONSUMO. NO INTERIOR DA FRUTA ENCONTRA-SE A POLPA FIBROSA DE COR AMARELADA, QUE CONTÉM VÁRIAS SEMENTES DISPERSAS (BAGOS), QUE POSSUEM DE 2 A 3 CM DE COMPRIMENTO. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  73. 73. MANGUEIRA Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  74. 74. A MANGA É O FRUTO DA MANGUEIRA (MANGIFERA INDICA L.), ÁRVORE FRUTÍFERA DA FAMÍLIA ANACARDIACEAE, NATIVA DO SUL E DO SUDESTE ASIÁTICOS DESDE O LESTE DA ÍNDIA ATÉ AS FILIPINAS, E INTRODUZIDA COM SUCESSO NO BRASIL, EM ANGOLA, EM MOÇAMBIQUE E EM OUTROS PAÍSES TROPICAIS. O NOME DA FRUTA VEM DA PALAVRA MALAYALAM MANGA E FOI POPULARIZADA NA EUROPA PELOS PORTUGUESES, QUE CONHECERAM A FRUTA EM KERALA (QUE CONSEGUIRAM PELAS TROCAS DE TEMPEROS). A MANGA É A FRUTA NACIONAL DA INDIA, FILIPINAS E PAQUISTÃO. SÃO ENCONTRADAS MENÇÕES A ELA EM CANÇÕES DO SÉCULO IV EM POEMAS ESCRITOS EMSÂNSCRITO, POR POETAS COMO KALIDASA. SE ACREDITA TER SIDO PROVADA POR ALEXANDRE, O GRANDE (SÉCULO 3 AC) E O PEREGRINO CHINÊS HIEUN TSANG (7 º SÉCULO DC). MAIS TARDE, NO SÉCULO 16, O IMPERADOR MOGOL, AKBAR PLANTOU 100.000 ÁRVORES DE MANGA EM DARBHANGA, BIHAR EM UM LUGAR AGORA CONHECIDO COMO LAKHI BAGH. AS MANGAS SÃO USADAS NA ALIMENTAÇÃO DAS MAIS VARIADAS FORMAS, MAS É MAIS CONSUMIDA AO NATURAL. ACREDITA-SE QUE A MANGA É A FRUTA FRESCA MAIS CONSUMIDA EM TODO O MUNDO. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  75. 75. ORQUÍDEA Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  76. 76. ORQUÍDEAS SÃO TODAS AS PLANTAS QUE COMPÕEM A FAMÍLIA ORCHIDACEAE, PERTENCENTE À ORDEM ASPARAGALES, UMA DAS MAIORES FAMÍLIAS DE PLANTAS EXISTENTES. APRESENTAM MUITÍSSIMAS E VARIADAS FORMAS, CORES E TAMANHOS E EXISTEM EM TODOS OS CONTINENTES, EXCETO NA ANTÁRTIDA, PREDOMINANDO NAS ÁREAS TROPICAIS. MAJORITARIAMENTE EPÍFITAS, AS ORQUÍDEAS CRESCEM SOBRE AS ÁRVORES, USANDO-AS SOMENTE COMO APOIO PARA BUSCAR LUZ; NÃO SÃO PLANTAS PARASITAS, NUTRINDO-SE APENAS DE MATERIAL EM DECOMPOSIÇÃO QUE CAI DAS ÁRVORES E ACUMULA-SE AO EMARANHAR-SE EM SUAS RAÍZES. ELAS ENCONTRAM MUITAS FORMAS DE REPRODUÇÃO: NA NATUREZA, PRINCIPALMENTE PELA DISPERSÃO DAS SEMENTES MAS EM CULTIVO PELA DIVISÃO DE TOUCEIRAS, SEMEADURA IN-VITRO OU MERISTEMAGEM. POR OUTRO LADO, DAS ESPÉCIES VISTOSAS, OS ORQUIDICULTORES VÊM OBTENDO MILHARES DE DIFERENTES HÍBRIDOS DE GRANDE EFEITO E APELO COMERCIAL. COMO NENHUMA OUTRA FAMÍLIA DE PLANTAS, AS ORQUÍDEAS DESPERTAM INTERESSE EM COLECIONADORES QUE AJUNTAMSE EM ASSOCIAÇÕES ORQUIDÓFILAS, PRESENTES EM GRANDE PARTE DAS CIDADES POR TODO O MUNDO. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  77. 77. PAPOULA Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  78. 78. A PAPOILA OU PAPOULA É UMA FLOR DA FAMÍLIA DAS PAPAVERACEAE, ABUNDANTE NO HEMISFÉRIO NORTE, CULTIVADA PARA ORNAMENTO, ÓPIO OU COMIDA. COM RELAÇÃO A SUA REPRODUÇÃO, O OVÁRIO DA PAPOILA LOCALIZA-SE ACIMA DO RECEPTÁCULO INSERINDO-SE OS ESTAMES E PÉTALAS ABAIXO DELE. HÁ MUITOS ANOS A PAPOULA VEM SENDO USADA PARA FINS MEDICINAIS. NA MESOPOTÂMIA, POR EXEMPLO, UM CHÁ FEITO COM A PAPOULA SERVIA PARA TRATAR INSÔNIAS E PRISÃO DE VENTRE. ALGUM TEMPO MAIS TARDE OS BABILÔNIOS E ASSÍRIOS USAVAM A SEIVA DA PAPOULA PARA PRODUZIREM REMÉDIOS. O PAI DA MEDICINA, HIPÓCRATES, FOI DOS PRIMEIROS A REGISTRAR OS EFEITOS MEDICINAIS DESTA PLANTA. ALGUNS AUTORES ACREDITAM QUE UM MÉDICO GREGO USAVA O ÓPIO NOS GLADIADORES EM ROMA. ESTA SUBSTÂNCIA GANHOU POPULARIDADE NA EUROPA NO PRINCÍPIO DO SÉC XVI, MAS A SUA PROPAGAÇÃO FOI CONTROLADA PELA IGREJA CATÓLICA. POR VOLTA DESSA ALTURA, UMA FÓRMULA À BASE DE SUCO DE PAPOULA FOI CRIADA PELO MÉDICO SUÍÇO PARACELSO. A CRENÇA QUE ESTE REMÉDIO - O LÁUDANO - CURAVA VÁRIAS DOENÇAS E ATÉ TINHA O PODER DO REJUVENESCIMENTO, FEZ COM QUE O ÓPIO FICASSE AINDA MAIS FAMOSO EM TODO O MUNDO. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  79. 79. PINHEIRO Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  80. 80. OS PINHEIROS SÃO ÁRVORES PERTENCENTES À DIVISÃO PINOPHYTA, TRADICIONALMENTE INCLUÍDA NO GRUPO DAS GIMNOSPÉRMICAS. ESTE ARTIGO SE REFERE APENAS ÀS PLANTAS DO GÉNERO PINUS, DA FAMÍLIA PINACEAE. SÃO NATIVOS A MAIORIA DO HEMISFÉRIO NORTE. NA AMÉRICA DO NORTE, COM DIVERSIDADE MAIS ALTA NO MÉXICO E NA CALIFÓRNIA. NA EURÁSIA, ELES OCORREM DESDE PORTUGAL E LESTE DA ESCÓCIA ATÉ O EXTREMO ORIENTAL DA RÚSSIA, JAPÃO, NORTE DA ÁFRICA, O HIMALAIA COM UMA ESPÉCIE FORMANDO A FLORESTA DE CONÍFERAS SUBTROPICAL, O (PINHEIRO DE SUMATRA) QUE JÁ CRUZOU O EQUADOR EM SUMATRA. OS PINHEIROS SÃO TAMBÉM PLANTADOS EXTENSIVAMENTE EM MUITAS PARTES DO HEMISFÉRIO SUL. NO BRASIL TAMBÉM SÃO CHAMADOS PINHEIROS, ESPÉCIES QUE NA VERDADE NÃO FAZEM PARTE DA FAMÍLIA PINACEAE, COMO A ARAUCÁRIA (ARAUCARIA ANGUSTIFOLIA), MAIS CONHECIDA COMO PINHEIRO-DO-PARANÁ. ESTE PERTENCE A FAMÍLIA ARAUCARIACEAE, QUE É PEQUENA E NATIVA APENAS DO HEMISFÉRIO SUL. ABRANGE DOIS GÊNEROS SOMENTE: O AGATHIS, (NATURAL DA AUSTRÁLIA) E O ARAUCARIA QUE APARECE NO CHILE, ARGENTINA E SUL-SUDESTE DO BRASIL, EM REGIÕES DE ALTITUDE ELEVADA, OU SEJA, ACIMA DE 500 M. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  81. 81. PRIMAVERA Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  82. 82. BOUGAINVILLEA É UM GÊNERO BOTÂNICO DA FAMÍLIA NYCTAGINACEAE, DE ESPÉCIES GERALMENTE DESIGNADAS COMO BUGANVÍLIAS. NATIVAS DA AMÉRICA DO SUL, ESSAS ANGIOSPERMAS RECEBEM VÁRIOS NOMES POPULARES COMO PRIMAVERA, TRÊS-MARIAS, SEMPRE-LUSTROSA, SANTA-RITA, CEBOLEIRO, ROSEIRO, ROSETA, RISO, PATAGUINHA, PAU-DEROSEIRA E FLOR-DE-PAPEL. TAMBÉM SÃO ENCONTRADAS EM DIVERSAS CORES COMO: BRANCA, ROXA, ROSA CLARO, PINK, VERMELHA, AMARELA, LARANJA, E DIVERSAS OUTRAS, SIMPLES OU COM DUAS CORES. O MAIOR EXEMPLAR CONHECIDO DE BOUGAINVILLEA DO MUNDO ESTÁ LOCALIZADO Á BEIRA DO LAGO GUANABARA NO MUNICÍPIO DE LAMBARI NO SUL DE MINAS GERAIS ; DE TÃO GRANDE VIROU ÁRVORE FRONDOSA DE 18 METROS DE ALTURA. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  83. 83. TAMARINDO Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  84. 84. TAMARINDUS É UM GÉNERO BOTÂNICO, PERTENCENTE À FAMÍLIA FABACEAE. É UM GÊNERO MONOTÍPICO, TENDO APENAS UMA ESPÉCIE. O TERMO "TAMARINDO" ORIGINA-SE DO ÁRABE TAMR HINDĪ], QUE EM PORTUGUÊS SIGNIFICA "TÂMARA DA ÍNDIA". A PALAVRA CHEGOU À LÍNGUA PORTUGUESA PELO LATIM MEDIEVAL TAMARINDUS , DAÍ A DENOMINAÇÃO DO GÊNERO, EM LATIM CIENTÍFICO, TAMARINDUS (1753). O TAMARINDEIRO, TAMARINEIRO OU TAMARINEIRA (TAMARINDUS INDICA L., SP. PL. 1: 34. 1753), É ORIGINÁRIO DAS SAVANAS AFRICANAS, EMBORA SEJA CULTIVADO PRINCIPALMENTE NA ÍNDIA. NO BRASIL, O FRUTO É BASTANTE CONSUMIDO NAS REGIÕES NORTE E NORDESTE. ÁRVORE BASTANTE DECORATIVA, SUA ALTURA PODE CHEGAR AOS 25 METROS. O TRONCO DIVIDE-SE EM NUMEROSOS RAMOS CURVADOS, FORMANDO COPA DENSA E ORNAMENTAL. AS SEMENTES EM NÚMEROS DE 3 A 8 ESTÃO ENVOLVIDAS POR UMA POLPA PARDA E ÁCIDA CONTENDO AÇUCARES (33%), ÁCIDO TARTÁRICO (11%), ÁCIDO ACÉTICO, ÁCIDO CÍTRICO. FRUTO: A POLPA, COM SABOR AGRIDOCE, É USADA NO PREPARO DE DOCES, BOLOS, SORVETES, XAROPES, BEBIDAS, LICORES, REFRESCOS, SUCOS CONCENTRADOS E AINDA COMO TEMPERO PARA ARROZ, CARNE, PEIXE E OUTROS ALIMENTOS. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  85. 85. TANGERINA Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  86. 86. A TANGERINA (CITRUS RETICULATA), TAMBÉM LARANJA-MIMOSA, MANDARINA, FUXIQUEIRA, PONCÃ, LARANJA-CRAVO, MIMOSA, VERGAMOTA,CLEMENTINA, BERGAMOTA OU MEXERICA, É UMA FRUTA CÍTRICA DE COR ALARANJADA E SABOR ADOCICADO. PARECE SER UMA ANTIGA ESPÉCIE SELVAGEM , NATIVA DA ÁSIA (ÍNDIA, CHINA E PAÍSES VIZINHOS DE CLIMAS SUBTROPICAL E TROPICAL ÚMIDO). "TANGERINA" VEM DE "LARANJA TANGERINA", ISTO É, "LARANJA DE TÂNGER". "BERGAMOTA" E "VERGAMOTA" VÊM DO TURCO BEG ARMUDI, "PERA DO PRÍNCIPE", ATRAVÉS DO ITALIANO BERGAMOTTA OU DO FRANCÊS BERGAMOTTE . "MANDARINA" VEM DO CASTELHANO MANDARINA. "BERGAMOTA" OU "VERGAMOTA" SÃO AS DENOMINAÇÕES DADAS À TANGERINA NA REGIÃO SUL DO BRASIL, PRINCIPALMENTE NO RIO GRANDE DO SUL. EM ALGUNS POUCOS LUGARES, COMO EM CURITIBA E NO LITORAL PARANAENSE (PRINCIPALMENTE EM PARANAGUÁ), É CHAMADA DE "MIMOSA". NO MATO GROSSO E MATO GROSSO DO SUL, QUALQUER QUALIDADE DE TANGERINA É CHAMADA "PONCÃ". EM GOIÁS E EM SÃO PAULO, A FRUTA É POPULARMENTE CONHECIDA POR "MEXERICA". JÁ "PONCÃ" É USADO PARA DENOMINAR APENAS UMA DAS VARIEDADES COMERCIAIS QUE TEM A CASCA MACIA E SOLTA DOS GOMOS. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  87. 87. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  88. 88. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  89. 89. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  90. 90. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  91. 91. ALUNOS - SRM 2º SEMESTRE 2013 ALEXSANDRO DOUGLAS DE ALMEIDA TORRES ANNA VYTORIA RODRIGUES BARBOSA BRUNO F. L. TRINDADE CRYSTHOPHER GABRIEL RODRIGUES CAVALCANTI DANIEL DAVI BORGES PAPA DIOGO HENRIQUE DUARTE ELIZEU RODRIGUES DA SILVA EMILLY BARBOSA DA SILVA FÁBIO HENRIQUE PINHEIRO JACKISON WAGNER TRINDADE DE SOUZA JOÃO VICTOR OLIVEIRA DA CRUZ JOÃO VICTOR DA SILVA JULIANO JOAQUIM CARVALHO BEZERRA LUCAS PEREIRA ARCE MARIA ELOISA VITOR GOMES PEDRO MACHADO ROMÉRIO PEDRO PAULO FERREIRA LEMES RULIANDER FARIA LAZARI WILKER DE SOUZA RODRIGUES JR. Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  92. 92. ESCOLA ESTADUAL PADRE FRANCO DELPIANO CAMPO GRANDE MS/BRASIL SALA DE RECURSOS PROFESSORA: LAURIANE MAGALHÃES COORD. PEDAGÓGICA: DENISE FERREIRA DIRETORA: ANJELA REGINA PROGETEC: MARCOS FERNANDES TURMA DE 2013 Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)
  93. 93. FONTES: WWW.INFOESCOLA.COM.BR WWW.WIKIPEDIA.COM.BR WWW.COLECIONANDOFRUTAS.ORG/ACROCOMIATOTAI.HTM WWW.JARDINEIRO.NET/PLANTAS/ALAMANDA-ALLAMANDACATHARTICA.HTML Print to PDF without this message by purchasing novaPDF (http://www.novapdf.com/)

×