Engenharia da Qualidade Integrada
1
Centro Universitário Anhanguera
Wilson Rodrigues 2250274842
Metodologia da Pesquisa Ci...
Engenharia da Qualidade Integrada
2
Wilson Rodrigues de Souza RA: 2250274842
Centro Universitário Anhanguera
Qualidade de ...
Engenharia da Qualidade Integrada
3
Sumário
INTRODUÇÃO ......................................................................
Engenharia da Qualidade Integrada
4
INTRODUÇÃO
Neste estudo vamos abrir um espaço para a visão crítica da qualidade de vid...
Engenharia da Qualidade Integrada
5
Nos dias de hoje, embora exista um descontentamento geral a maioria das
pessoas ainda ...
Engenharia da Qualidade Integrada
6
efetivos, salários melhores, uma republica para funcionário da segurança
publica inves...
Engenharia da Qualidade Integrada
7
O ciclo da qualidade de vida. (figura 1).
Nossos lideres entendera que, para ter uma v...
Engenharia da Qualidade Integrada
8
Determinado a aprofundar a democracia, incorporando os brasileiros mais
pobres à cidad...
Engenharia da Qualidade Integrada
9
Todas essas expressões da violência se alimentam reciprocamente: a
impunidade promove ...
Engenharia da Qualidade Integrada
10
modalidades da violência que se manifestam sob a forma da criminalidade.
Esse gravíss...
Engenharia da Qualidade Integrada
11
Através de reciclagens e educação, podem limpar o mundo e evitar futuras contaminaçõe...
Engenharia da Qualidade Integrada
12
Ambientes poluídos como a figura afetam a todos, pessoas, animais, seres que convivem...
Engenharia da Qualidade Integrada
13
viabilizaram as ações das quais já obtivemos uma pequena noção das reais
necessidades...
Engenharia da Qualidade Integrada
14
Profissionais, hospitais, reformas e melhorias no sistema de saúde do Brasil. (figura...
Engenharia da Qualidade Integrada
15
Por falta de investimento os hospitais estão sem infraestruturas para uma atendimento...
Engenharia da Qualidade Integrada
16
LAZER
A criação de áreas de lazer, a pratica de esportes para diminuir a alta taxa de...
Engenharia da Qualidade Integrada
17
qualidade de vida da comunidade. A ampliação do mercado consumidor dos
eventos e expe...
Engenharia da Qualidade Integrada
18
EDUCAÇÃO
Para uma educação de primeiro a figura acima mostra o “CICLO DA EDUCAÇÃO” ut...
Engenharia da Qualidade Integrada
19
A educação no Brasil esta tão ruim que professores sentem medo de seus alunos que por...
Engenharia da Qualidade Integrada
20
OBJETIVO GERAL
O conceito de QV é subjetivo, multidimensional e influenciado por vári...
Engenharia da Qualidade Integrada
21
relatadas, bem como as mudanças específicas realizadas, e as evidências
observadas na...
Engenharia da Qualidade Integrada
22
florestais, uma punição pra quem não obedecem as leis de preservação e leis
pesadas. ...
Engenharia da Qualidade Integrada
23
Produto Interno Bruto (PIB), o percentual do investimento em educação em
relação ao G...
Engenharia da Qualidade Integrada
24
CRONOGRAMA
ATIVIDADES AGOSTO SETEMBRO OUTUBRO NOVEMBRO
Pesquisa
Bibliográfica
Resenha...
Engenharia da Qualidade Integrada
25
BIBLIOGRAFIA INDICADA
BUENO, Marielys Siqueira. Lazer, Festa e Festejar. Revista de C...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Qualidade de Vida no Brasil, Para Todas as Idades

375 visualizações

Publicada em

Lazer, Segurança, Habitação, Emprego, Saúde, Transporte, entre outros elementos, são os requisitos que atua na qualidade de vida de uma nação...

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Qualidade de Vida no Brasil, Para Todas as Idades

  1. 1. Engenharia da Qualidade Integrada 1 Centro Universitário Anhanguera Wilson Rodrigues 2250274842 Metodologia da Pesquisa Científica Professora: Monica Aparecida Fantinati Engenharia da Qualidade Integrada Santo André 2013
  2. 2. Engenharia da Qualidade Integrada 2 Wilson Rodrigues de Souza RA: 2250274842 Centro Universitário Anhanguera Qualidade de Vida Santo André 2013 Projeto de pesquisa Há apresentar como requisito para aprovação no curso, trabalha de conclusão do curso de Engenharia da Qualidade Integrada, do Centro Universitário Anhanguera, de Santo André, São Paulo.
  3. 3. Engenharia da Qualidade Integrada 3 Sumário INTRODUÇÃO ............................................................................................................... 4 QUALIDADE DE VIDA.................................................................................................. 5 PROBLEMATIZAÇÃO................................................................................................... 7 SEGURANÇA................................................................................................................. 7 MEIO AMBIENTE ........................................................................................................ 10 SAÚDE .......................................................................................................................... 13 LAZER ........................................................................................................................... 16 EDUCAÇÃO ................................................................................................................. 18 OBJETIVOS.................................................................................................................. 19 OBJETIVO GERAL...................................................................................................... 20 OBJETIVOS ESPECÍFICOS...................................................................................... 21 METODOLOGIA .......................................................................................................... 23 CRONOGRAMA........................................................................................................... 24 BIBLIOGRAFIA INDICADA ........................................................................................ 25
  4. 4. Engenharia da Qualidade Integrada 4 INTRODUÇÃO Neste estudo vamos abrir um espaço para a visão crítica da qualidade de vida e do sistema de saúde, Educação, Lazer (entretenimentos e moradia), Meio Ambiente e segurança questionando as nossas respostas aos estímulos estressantes dentro de um contexto social. Nos dias de hoje o excessivo crescimento tecnológico criou um meio ambiente, no qual a vida se tornou física e mentalmente comprometida; ar poluído, ruídos estressantes, congestionamento de trânsito, e outros fatores, físico e psicológico estressantes, passaram a fazer parte da vida cotidiana da maioria das pessoas. Nossa obsessão pelo crescimento econômico e emergência pessoal, subjugado por um sistema de valores de uma sociedade altamente competitiva, no qual o objetivo maior passou a ser a busca desarrazoada por dinheiro, prestígio e poder. Muitos desses riscos são ainda agravados pelo nosso sistema de assistência a saúde que adota o mesmo paradigma que está perpetuando a saúde precária. Reduzem-se, assim, os cuidados à saúde à medicina hospitalar e farmacêutica, tratando a prevenção e a saúde como processos distintos. Além disso, considera-se o corpo humano como uma máquina que pode ser reduzida em termos de suas peças. Há no modelo biomédico de hoje uma divisão entre corpo e mente, onde se atém apenas ao corpo físico negligenciando os aspectos psicológicos, sociais e ambientais na geração de doenças e sua interação. Antigamente, o homem satisfazia apenas com a sobrevivência. Atualmente, o homem passou a aspirar algum conforto pessoal, além naturalmente, da preocupação com a própria sobrevivência, da família e da comunidade, diante de um mundo que poderia oferecer muita comodidade com o consumo de produtos de toda natureza. Subentendia que tudo isto iria satisfazer o bem querer de si e o afeto dos que lhes eram caros.
  5. 5. Engenharia da Qualidade Integrada 5 Nos dias de hoje, embora exista um descontentamento geral a maioria das pessoas ainda não percebe quão profundamente a vida é influenciada por complexos fatores. Prefere-se falar em hipertensão, estresse, doenças cardíacas etc, como algo fisiológico isolado ao invés de conceber uma visão. Política da saúde e promover uma transformação social e cultural. Por outro lado, esse movimento holístico da saúde está cada vez mais ativo e procura-se entender e conceber as doenças como um fenômeno multidimensional que envolve três níveis interdependentes:  Para isto, o funcionamento do sistema nervoso autônomo parassimpático, que é restaurador, deveria predominar e muito sobre o simpático, desgastante.  A sociedade deveria formular e adotar novos modelos políticos, produzindo um novo sistema de valores na cultura social, em que se buscasse com prioridade a qualidade de vida e o de atingir a qualquer preço os indicadores econômicos.  As novas políticas a serem adotadas deveriam visar à manutenção de um ambiente sadio e auto-sustentável, diminuindo os fatores agressivos do dia-a-dia e aumentando a chance de uma integração natural do homem com seu meio. QUALIDADE DE VIDA Esta pesquisa abordará alguns conceitos importantes como, lazer, segurança, saúde, educação e educação ambiental. Diante de tantos fatos, para ter uma qualidade de vida nos dias atuais abordamos fatores importantes como; Lazer: necessita muito de um entretenimento para que uma família possa ter uma variabilidade como, Parques, Cinemas, Clubes aquáticos, Museus, entre outros. Segurança: para ter um lazer com qualidade necessita de segurança, para que a sociedade possa andar sem preocupação, precisa de alguns fatores como,
  6. 6. Engenharia da Qualidade Integrada 6 efetivos, salários melhores, uma republica para funcionário da segurança publica investimento e matérias de trabalhos como viaturas, armas, treinamentos entre outros. Saúde: A saúde é muito importante para a qualidade de vida, sem ela não conseguimos os outros fatores, precisamente é necessária a contratação de profissionais, a construção de hospitais, investimentos em equipamentos, liberar bolsas para que a classe mais pobre possa se qualificar na área da medicina. Educação: A educação é importante para a qualidade de vida na escola e em casa, junto com aulas religiosas (bíblia). Educação Ambiental: A importância da preservação do meio ambiente, como reaproveitar tudo de possa prejudicar o mesmo. JUSTIFICATIVA Após o fim da pesquisa científica, estarei ciente de que a qualidade de vida pra mim será fundamental porque aborda os principais pilares da vida. Numa época de grandes mudanças no mundo, a qualidade de vida é o método fundamental para que você e sua família tenham um circulo de vida com saúde, educação, lazer, segurança entre outros pilares da qualidade de vida. Com esse estudo veremos que não importa onde você mora ou seu salário, sempre necessita da obediência dos pilares como;
  7. 7. Engenharia da Qualidade Integrada 7 O ciclo da qualidade de vida. (figura 1). Nossos lideres entendera que, para ter uma vida com saúde, liberdade, educação e consciência ambiental, precisa de grandes investimentos, a utilização dos nossos impostos. PROBLEMATIZAÇÃO Abordarei os principais problemas, como má distribuição de verbas publica problemas de urbanização, respeito ao meio ambiente, educação, saúde entre outros. SEGURANÇA A segurança e cidadania esta na população. (figura 2). Um governo comprometido com a justiça e o exercício da ética na política,
  8. 8. Engenharia da Qualidade Integrada 8 Determinado a aprofundar a democracia, incorporando os brasileiros mais pobres à cidadania plena, estendendo a todos os homens e mulheres de nosso país os direitos civis e os benefícios do Estado de Direito Democrático, terá de dedicar-se com prioridade ao combate à violência, em todas as suas formas. Da fome à tortura, do desemprego à corrupção, da desigualdade injusta à criminalidade. O estado precisa olhar mais para os jovens principalmente nas áreas pobres onde o índice de violência é maior, a probabilidade de um jovem ingressar no mundo do crime é maior que de qualquer outra área. (figura 3). A violência no Brasil cresceu tanto que esta afetando a todas as classes, idades, locais e instituições. (figura 4).
  9. 9. Engenharia da Qualidade Integrada 9 Todas essas expressões da violência se alimentam reciprocamente: a impunidade promove injustiças, que estimulam crimes, que geram gastos, difundem a cultura do medo, condicionam a redução de investimentos e ameaça a indústria do turismo (entre outras), o que, por sua vez, exerce impacto negativo sobre o nível de emprego e amplia a crise social. O ciclo vicioso gira indefinidamente em torno do próprio eixo, aprofundando os problemas pela degradação de toda a rede de interconexões em que prosperam. O tecido social se esgarça e deteriora. Fica abaladas a confiança mútua entre as pessoas, esteio da sociabilidade cidadã e do convívio humanocooperativo; e também a confiança nas instituições públicas. Sem credibilidade, elas perdem as bases de sua legitimidade, o que traz riscos aos alicerces da democracia, cuja reconstrução vem custando tanto ao povo brasileiro. O Instituto Cidadania tem se dedicado à elaboração de propostas de políticas públicas destinadas a enfrentar diferentes pontas desse novelo complexo, no qual se articulam diversos tipos de violência. Foram divulgados recentemente projetos de combate à fome, de democratização da moradia e de transformação estrutural da economia brasileira. Enquanto os políticos assaltam o país, corrupção obras superfaturadas, desvios de verbas. (figura 5). Outros estão sendo desenvolvidos, visando tópicos específicos, todos eles importantes para mudar o Brasil e torná-lo menos violento, mais justo e democrático. O objetivo do presente documento é submeter à apreciação da sociedade um projeto de segurança pública cuja meta é a redução daquelas
  10. 10. Engenharia da Qualidade Integrada 10 modalidades da violência que se manifestam sob a forma da criminalidade. Esse gravíssimo problema é parte de uma constelação mais ampla de práticas, circunstâncias históricas, condições institucionais e relações sociais violentas. As interfaces e superposições com outras problemáticas são tantas e tão relevantes, que se torna imperioso tratá-las, definindo as como pertinentes ao âmbito de abrangência do objeto principal. MEIO AMBIENTE A educação ambiental, preservação do meio ambiente é o caminho para um mundo sustentável, a fabricação de produtos sustentável. (figura 6). Para tanto, os objetivos específicos são reconhecer a importância de preservar o meio escolar e o meio social para se ter qualidade de vida; propiciar atividades nas qual a comunidade escolar perceba a importância da boa convivência; estimular os estudantes a repassar os conhecimentos adquiridos na escola aos familiares e demais membros da comunidade; integrar os conteúdos das diversas áreas do conhecimento através de atividades, Interdisciplinares; levar dados relacionados ao desperdício de alimentos da merenda e outros materiais; envolver professores, estudantes e demais funcionários da escola em eventos e atividades voltadas para a qualidade de vida; estimular a participação dos estudantes no processo de reaproveitamento e reutilização de materiais recicláveis.
  11. 11. Engenharia da Qualidade Integrada 11 Através de reciclagens e educação, podem limpar o mundo e evitar futuras contaminações, com certas reciclagens podemos produzir novos produtos. (figura 7). Demonstrar que o lixo que consideramos inutilizáveis pode ser reaproveitado. Dessa forma, a necessidade de trabalhar esse tema é importante porque as pessoas precisam se conscientizar da necessidade de preservar, de cuidar do meio ambiente devido ao consumismo no qual elas estão inseridas. A educação ambiental a população consegue distinguir os recipientes para depositar os materiais de reciclagens. Hoje em dia podemos visualizar esses tipos de recipientes pela cidade. (figura 8). Sabemos que o ambiente onde vivemos está em constante modificação e que nós, seres humanos, somos os responsáveis por isso. Muitas pessoas descartam seus lixos e não ideia de que mal possa fazer desde uma embalagem da bala ate uma garrafa pet.
  12. 12. Engenharia da Qualidade Integrada 12 Ambientes poluídos como a figura afetam a todos, pessoas, animais, seres que convivem no ecossistema. (figura 9). As Grandes metrópoles enfrentam os problemas de poluição, do Ar, Visual, Lixo, Sonora entre outros. Possam ter consciência de que podemos ser cidadãos participativos e contribuir para a transformação e preservação do meio ambiente, influenciando e inspirando as mudanças de atitude, não apenas relacionada ao meio ambiente, mas também nas relações interpessoais, visando à boa convivência em sociedade. Por fim, foi possível proporcionar através dos trabalhos efetuados, diferentes experiências aos estudantes, parte fundamental do projeto, pois
  13. 13. Engenharia da Qualidade Integrada 13 viabilizaram as ações das quais já obtivemos uma pequena noção das reais necessidades da escola, bem como dos estudantes envolvidos, possibilitando dessa forma, que consigamos no fim desse semestre e decorrer do próximo finalizar os trabalhos detectando os reais problemas e as possíveis soluções. SAÚDE O SUS sistema único de saúde, é o sistema de saúde do Brasil sistema publico, e necessita de mais investimento, precisa de atenção para os idosos e crianças recém nascido. (figura 10). A área médica, por sua vez, já incorporou o tema qualidade de vida na sua prática profissional. Quando se apropria do termo, porém, o utiliza dentro do referencial da clínica, para designar o movimento em que, a partir de situações de lesões físicas ou biológicas, se oferecem indicações técnicas de melhorias nas condições de vida dos enfermos. A expressão usada é qualidade de vida em saúde. No entanto, a noção de saúde é totalmente funcional e corresponde ao seu contrário:
  14. 14. Engenharia da Qualidade Integrada 14 Profissionais, hospitais, reformas e melhorias no sistema de saúde do Brasil. (figura 11). A doença em causa, evidenciando uma visão medicalizada do tema. Os indicadores criados para medir esta qualidade de vida são notadamente bioestatísticos, psicométricos e econômicos, fundamentados em uma lógica de custo-benefício. Quanto mais aprimorada a democracia, mais ampla é a noção de qualidade de vida, o grau de bem-estar da sociedade e de igual acesso a bens materiais e culturais, No campo da saúde, o discurso da relação entre saúde e qualidade de vida, embora bastante inespecífico e generalizante, existe desde o nascimento da medicina social, nos séculos XVIII e XIX, quando investigações sistemáticas começaram a referendar esta tese e der subsídios para políticas públicas e movimentos sociais.
  15. 15. Engenharia da Qualidade Integrada 15 Por falta de investimento os hospitais estão sem infraestruturas para uma atendimento com qualidade, eficiente e eficácia, aos brasileiros, a tudo dia morre pacientes por falta de estruturas. (figura 12). A situação da classe trabalhadora na Inglaterra, de Engels, ou Mortalidade diferencial na França, de Villermé, ambas citadas por Rosen (1980), são exemplos de tal preocupação. Na verdade, a idéia dessa relação atravessa toda a história da medicina social ocidental e também latinoamericana. De fato, na maioria dos estudos, o termo de referência não é qualidade de vida, mas condições de vida. Estilo de vida e situação de vida são termos que compõem parte do campo semântico em que o tema é debatido. Em todas as sondagens feitas sobre qualidade de vida, valores não materiais, como amor, liberdade, solidariedade e inserção social, realização pessoal e felicidade, compõem sua concepção. Redimensionado pelo pensamento sanitarista canadense a partir do conhecido relatório Lalonde (1974), tal conceito foi definido, tomando como base na concepção atual do que se consideram os determinantes da saúde: l) o estilo de vida; 2) os avanços da biologia humana; 3) o ambiente físico e social e 4) serviços de saúde. Conferências mundiais e regionais (MS, 1997) têm debatido e ampliado o sentido do conceito de promoção que, a nosso ver, constitui a estratégia chave da discussão da qualidade de vida pelo setor.
  16. 16. Engenharia da Qualidade Integrada 16 LAZER A criação de áreas de lazer, a pratica de esportes para diminuir a alta taxa de sedentarismo. (figura 13). Mundo contemporâneo de forma expressiva e economicamente viável, gerador de imenso aporte econômico, está o fenômeno de ocupação do tempo livre. Pensar hoje a organização da produção e as novas formas de trabalho passa, Necessariamente, por rever, recriar e criar novas possibilidades de vivenciar o tempo disponível livre das obrigações. O governo precisa incentivar a população a pratica de esporte. (figura 14). A oportunidade da vivência do lazer como uma manifestação humana coloca, para a sociedade, a necessidade de discutir e encaminhar políticas públicas e privadasde acesso ao lazer para toda a sociedade, e não apenas como paliativo descontextualizado das questões sociais que interferem diretamente na
  17. 17. Engenharia da Qualidade Integrada 17 qualidade de vida da comunidade. A ampliação do mercado consumidor dos eventos e experiências do lazer, numa sociedade em acelerado processo de globalização da economia, implica na necessidade de ter, na identidade cultural de cada comunidade, um suporte de resistência do próprio homem como ser no mundo. O potencial turístico, as manifestações culturais, a arte culinária e os eventos esportivos são uma evidencia real o crescimento das possibilidades nessa esfera do mundo do trabalho em franco crescimento, necessitando, consequentemente, de profissionais qualificados para atuar no setor. O profissional do lazer exige uma sólida formação cultural e social, em virtude de sua atuação situar-se em um segmento que atinge tanto as políticas públicas do lazer, como também os investimentos realizados nas políticas privadas. Nesse sentido, a aparente dualidade entre a indústria cultural do lazer, embasada em sua essência pela lógica do consumo, necessita ser balizada pela lógica da qualidade de vida para todos, sendo a cultura o eixo norteador da identidade e, ao mesmo tempo, o ponto de equilíbrio da sociedade.
  18. 18. Engenharia da Qualidade Integrada 18 EDUCAÇÃO Para uma educação de primeiro a figura acima mostra o “CICLO DA EDUCAÇÃO” utilizado pelos países que tem uma educação excelente. (figura 15). Educar para a qualidade de vida, não é uma tarefa da mais fácies numa sociedade em que o corpo suporta uma carga muito grande de preconceitos. Nossa cultura dita normas e o corpo sofrem influências de todos os lados, Estas questões referentes ao corpo são alvas de preocupações e debates. Torna-se cada vez mais presente a necessidade de observação do corpo em uma nova perspectiva, ou seja, apoiada numa abordagem que requer uma amplitude de conhecimentos e possibilita o entendimento da complexidade humana e do significado do corpo num sentido mais amplo.
  19. 19. Engenharia da Qualidade Integrada 19 A educação no Brasil esta tão ruim que professores sentem medo de seus alunos que por sua vez são violentos frutos da má educação, falta de verbas. (figura 16). Crianças e jovens estão secundarizando a prática de uma atividade física consciente, com grandes probabilidades de se tornarem futuros adultos que não sentem atração e nem disposição para a realização de atividades físicas. Os professores e em especial, aqueles que ministram aulas de Educação Física podem educar seus alunos para que estes possam se conscientizar da necessidade da prática regular da atividade física consciente como meio favorável para a saúde e a qualidade de vida. OBJETIVOS Mostrar á importância da qualidade de vida no nosso dia a dia, no trabalho, harmonia na família, liberdade d variedade no lezer, saúde com eficiência, eficácia e qualidade para uma longa vida, segurança com competência eficiência e eficácia, educação solida, investimentos alto em urbanização e melhorias e educação ambiental e sua importância nas nossas vidas. Todos os conceitos citados acima são fundamentais no desenvolvimento da qualidade de vida, haverá alguns conceitos que dependerá dos outros.
  20. 20. Engenharia da Qualidade Integrada 20 OBJETIVO GERAL O conceito de QV é subjetivo, multidimensional e influenciado por vários fatores relacionados à educação, à economia e aos aspectos socioculturais, não havendo um consenso quanto à sua definição. Atualmente, há uma tendência em se reconhecer a importância do ponto de vista do paciente em relação à sua própria doença para a monitoração da qualidade das medidas terapêuticas empregadas1. Apesar de não haver consenso quanto à definição de QV, a maioria dos autores concorda que em sua avaliação devem ser contemplados os domínios físico, social, psicológico e espiritual, buscando-se captar a experiência pessoal de cada indivíduo. Nesse contexto questiona-se como transformar informações subjetivas, que envolvem conceitos individuais, em dados objetivos e mensuráveis e, também, como essas informações podem ser quantificadas e comparadas entre populações diferentes. Pesquisas habitualmente incluem a qualidade de vida em seus objetivos gerais e específicos, mas poucas, como objetivo principal. O objetivo principal é de grande importância, pois é usualmente utilizado para o cálculo de tamanho amostral. Todas as avaliações ou medições para responder às perguntas dos objetivos, tanto as referentes a desfechos clínicos como à qualidade de vida, devem ser claramente identificadas e definidas, com detalhes suficientes para que os leitores entendam os desfechos avaliados ou a pergunta a ser respondida. Muitos estudos não apresentam justificativas para a inclusão da qualidade de vida como um de seus objetivos e muito menos esclarecem o porquê do uso de determinado instrumento/questionário para a avaliação. Quando se utilizam instrumentos de avaliação da qualidade de vida recentemente desenvolvidos, é muito importante esclarecer detalhes sobre seu desenvolvimento, características psicométricas (por exemplo, dados referentes à sua validação) e sua consistência interna (teste e reteste). Se o instrumento tiver sido modificado para o estudo em questão, as justificativas para tal modificação devem ser
  21. 21. Engenharia da Qualidade Integrada 21 relatadas, bem como as mudanças específicas realizadas, e as evidências observadas na qualidade psicométrica que tais mudanças acarretam. OBJETIVOS ESPECÍFICOS É preciso o investimento em infraestruturas nos principais pilares da qualidade de vida como: Segurança Investimentos em equipamentos, viaturas, armamentos, a contratação de mais policiais, um plano salariais, planos de carreira, treinamentos, cursos e palestras, um local seguro para moradias dos funcionários da segurança publica e um plano para família dos mesmos. A população quer mais rigor no tratamento daqueles que infringem a lei. Como exemplo disso, 87% dos entrevistados concordou que menores de idade infratores recebam punições iguais às de indivíduos adultos. No Brasil, a maioridade penal se dá aos 18 anos e, hoje, menores de idade são submetidos a um regime penal diferenciado. Alguns benefícios concedidos aos presos pela legislação também foram questionados. Foi o caso dos indultos (os chamados saidões), aos quais quase 70% dos entrevistados se opuseram. A possibilidade de cumprimento de pena em regime aberto também foi contestada: 70% dos entrevistados discordam que presos com bom comportamento passem o dia fora da prisão. Meio Ambiente Conscientização na população sobre a importância de reciclagem, como cursos, palestra nas escolas, empresas e a atuação forte da ABNT NBR ISO 14001, normas especifica para a preservação ao meio ambiente. Apoio a investimentos envolvendo saneamento básico, eco-eficiência, racionalização do uso de recursos naturais, mecanismo de desenvolvimento limpo, recuperação e conservação de ecossistemas e biodiversidade, sistemas de gestão e recuperação de passivos ambientais. Investir em segurança principalmente nas áreas
  22. 22. Engenharia da Qualidade Integrada 22 florestais, uma punição pra quem não obedecem as leis de preservação e leis pesadas. Implantação de redes coletoras com destinação final adequada e de sistemas de tratamento de esgotos sanitários. Gerenciamento de recursos hídricos: modernização da gestão, monitoramento e aperfeiçoamento de sistemas de informação; serviços e processos voltados ao controle e fiscalização dos diferentes usos da água e de implantação de iniciativas na área de educação ambiental. Saúde Mais hospitais, mais postos de saúde principalmente nas áreas rurais, investimentos em equipamentos, a qualificação em profissionais, a oportunidades para a classe pobre para que possa cursar medicina, remédio barato ou de graça, planos de carreiras para os profissionais da área e um plano de saúde para a classe pobre principalmente para criança e idosos. Lazer Nas grandes metrópoles existem problemas em lazer, e em pequenas cidades os problemas são piores, os investimentos em esportes, a construção de parques com quadras, praças com entretecimentos em geral, a construção de CENTROS ESPORTIVOS, mais bolsa atletas, investimentos em diversos esportes, mais museus, cinemas. A facilidade de moradia para a classe pobre. Educação O investimento de recursos públicos na área educacional compreende os valores financeiros brutos aplicados pelo setor público no atendimento de demandas educacionais, como no custo de bens e serviços - inclusive bens de capital - e nas transferências, excetuando-se a depreciação e a amortização dos investimentos em estoque. O conceito utilizado para a agregação corresponde à finalidade dos recursos alocados por área de atuação. Os índices financeiros educacionais, como o percentual do investimento em educação em relação ao
  23. 23. Engenharia da Qualidade Integrada 23 Produto Interno Bruto (PIB), o percentual do investimento em educação em relação ao Gasto Público Social (GPS), o percentual do investimento em educação por aluno em relação ao PIB per capita e o investimento público por aluno, são desagregados por níveis de ensino. Os recursos públicos aplicados em educação correspondem aos dispêndios realizados pela administração direta, por autarquias e fundações, financiadas com recursos de impostos e de contribuições e com receitas próprias. METODOLOGIA Este trabalho cientifica será desenvolvido em cinco ETAPAS, todas descrita para entregar nas suas devidas datas citada no cronograma. Serão usados métodos de pesquisas Bibliográficas de artigos de profissionais especialistas no assunto. Revista de Cultura e Turismo: www.turismo.gov.br Projeto Segurança Pública: www.datasafe.com.br Educação Para a Qualidade de Vida: www.polemica.uerj.br Ciência & Saúde Coletiva: www.ergonomianotrabalho.com.br Direito à Moradia no Brasil: www.fna.org.br Meio Ambiente e Qualidade de Vida: www.fpabramo.org.br
  24. 24. Engenharia da Qualidade Integrada 24 CRONOGRAMA ATIVIDADES AGOSTO SETEMBRO OUTUBRO NOVEMBRO Pesquisa Bibliográfica Resenha Cronograma Pré-projeto Projeto de Artigo
  25. 25. Engenharia da Qualidade Integrada 25 BIBLIOGRAFIA INDICADA BUENO, Marielys Siqueira. Lazer, Festa e Festejar. Revista de Cultura e Turismo, São Paulo, 2008. CARVALHO, José Murilo de; CARNEIRO, Leandro Piquet; CANNO, Ignácio. Projeto Segurança Pública. CPDOC-FGV-RJ e ISER-RJ, Rio de Janeiro, entre 1995 e 2000. LIMA, Márcia Regina Canhoto de. Educação Para a Qualidade de Vida: A escola e a família como aliados na luta de conscientização. 2008. Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Maracanã - Rio de Janeiro – RJ, 2008. MINAYO, Maria Cecília. Qualidade de Vida e Saúde: Um Debate Necessário. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, 2000. OSÓRIO, Letícia. Direito à Moradia no Brasil. Fórum Nacional da Reforma Urbana, São Paulo, 2000. ROSA, Antônia Rodrigues Garcia da; BERNARDO, Carina Silveira; FIRMIANO, Camila Corrêa. Meio Ambiente e Qualidade de Vida. 2013. Universidade de Tubarão, Santa Catarina, 2013.

×