SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
Baixar para ler offline
E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE 
AVALIAÇÃO DE APRENDIZAGEM EM PROCESSO - 1º BIMESTRE 
Segmento: FUNDAMENTAL: 8º ANO Língua Portuguesa 
GRÁFICO POR QUANTIDADE ACERTO 
GRÁFICO POR QUANTIDADE ERRO 
54 
96 
74 
89 
56 
79 
78 
84 
71 
63 
0 
20 
40 
60 
80 
100 
120 
1 
2 
3 
4 
5 
6 
7 
8 
9 
10 
QUESTÕES 
Acertos L.P. 8º Ano - Alunos avaliados- 124 
70 
28 
50 
35 
68 
45 
46 
40 
53 
61 
0 
10 
20 
30 
40 
50 
60 
70 
80 
1 
2 
3 
4 
5 
6 
7 
8 
9 
10 
QUESTÕES 
Erro - L.P. - 8º Ano - Alunos avaliados- 124
E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE 
AS 3 QUESTÕES MAIS ERRADAS PELOS ALUNOS 
Questão 01 – 54 ALUNOS ERRARAM -56,45% - VER TEXTO 
Assinale a alternativa em que os trechos do texto expressam a ideia de “tranquilidade” 
e de “dificuldade” vividas pelas famílias de antigamente: 
(A) “As fotografias eram feitas por um homem que colocava um pano preto na cabeça e falava “olha o passarinho”, para as pessoas sorrirem”. “As crianças podiam brincar nas ruas e calçadas, pois não havia perigo de acidentes ou assaltos”. 
(B) “Era comum matarem galinhas e porcos no quintal de casa, onde também se colhiam verduras e legumes de uma horta que os mais velhos cuidavam”. 
“As crianças podiam brincar nas ruas e calçadas, pois não havia perigo de acidentes ou assaltos”. 
(C) “Antigamente a vida das famílias era mais simples e tranquila, não existia a correria que vemos hoje em dia”. “Não existia água encanada (...) E ainda falam que a vida era mais fácil!”. 
(D) “As brincadeiras, nessa época, eram: roda, pega-pega, esconde-esconde, passa anel, barra manteiga, bolinha de gude etc”. “Nas casas não existiam aparelhos de televisão, ouvia-se música em vitrolas com discos de vinil ouno rádio”. 
HABILIDADE – NÃO CONTEMPLADA 
Habilidades - Matriz de Referência para a AAP H12– Eixo III 
Identificar o conflito gerador do enredo 
Questão 5 - 68 ALUNOS ERRARAM 54,84% - VER TEXTO 
A ideia principal do texto está em: 
(A) No Nordeste, iniciou-se a matança de sapos, tornando-os uma verdadeira raridade devido a seu extermínio. 
(B) Os insetos incomodavam os habitantes, pois entravam nas casas ou se acumulavam nas ruas. 
(C) A moda de usar sapatos e bolsas de pele de sapo provocou seu extermínio e resultou em desequilíbrio ecológico. 
(D) O prejuízo às plantações devido à ação das larvas, dos besouros e das mariposas que devoram folhas. 
HABILIDADE – NÃO CONTEMPLADA 
Habilidades - Matriz de Referência para a AAP H4 --- Eixo I 
Localizar os elementos constitutivos da organização interna de um texto. 
Questão 10 – 61 ALUNOS ERRARAM – 49,19% - VER TEXTO 
Assinale a alternativa que apresenta os fatos principais do texto na sequência em que ocorreram. 
(A) “Até o século XVI, as mulheres ‘cheinhas’ eram o ideal feminino de beleza.” “Já as mulheres magras eram associadas ao trabalho [...]”. 
(B) “Já as mulheres magras eram associadas ao trabalho e à pobreza”. “Nem sempre as pessoas magras foram as mais desejadas e invejadas”. 
(C) “é considerado bonito quem tem tempo e dinheiro para malhar”. “Nem sempre as pessoas magras foram as mais desejadas e invejadas”. 
(D) “Hoje, embora os tempos e os valores sejam outros”. “Isso porque gordurinhas a mais representavam um estilo de vida elevado [...]”.
E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE 
HABILIDADE – NÃO CONTEMPLADA 
Habilidades - Matriz de Referência para a AAP. H7 --- Eixo I 
Identificar as marcas linguísticas que evidenciam o locutor e o interlocutor de um texto.
E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE 
Leia o texto e responda às questões 1 e 2. 
A Família e o Tempo 
Jussara de Barros 
Antigamente a vida das famílias era mais simples e tranquila, não existia a cor- reria que vemos hoje em dia. As pessoas andavam a pé, pois quase não exis- tiam carros. As ruas eram de terra ou de paralelepípedos. As crianças podiam brincar nas ruas e calçadas, pois não havia perigo de acidentes ou assaltos. Os vizinhos eram como integrantes das outras famílias, todos os dias se reuniam nas varandas de suas casas para conversar enquanto as crianças brincavam. As brincadeiras, nessa época, eram: roda, pega-pega, esconde-esconde, passa anel, barra manteiga, bolinha de gude etc. 
As famílias eram bem grandes, um casal tinha mais de seis filhos. Mas hoje o número de pessoas na família diminuiu muito, o normal é um casal ter um ou dois filhos. Isso aconteceu porque a vida moderna fez com que a mulher tives- se que trabalhar para ajudar nas despesas da casa. A violência e as dificuldades para se viver bem, também são motivos que influenciaram no tamanho das famílias. 
Além da quantidade de pessoas de uma família, outras diferenças existem se compararmos à vida de hoje. Nas casas não existiam aparelhos de televisão, ouvia-se música em vitrolas com discos de vinil ou no rádio. Neste também eram transmitidas as notícias e até novelas. As fotografias eram feitas por um homem que colocava um pano preto na cabeça e falava “olha o passarinho”, para as pessoas sorrirem. 
Era comum matarem galinhas e porcos no quintal de casa, onde também se colhiam verduras e legumes de uma horta que os mais velhos cuidavam. Como não existia geladeira, as carnes eram cozidas em fogões à lenha e armazenadas em latões, mergulhadas em gordura de porco – banha, para não estragarem. 
Não existia água encanada e as pessoas precisavam buscar baldes de água para lavar as louças, roupas, cozinhar ou tomar banho. E ainda falam que a vida era mais fácil! 
Disponível em: <http://www.escolakids.com/a-familia-e-o-tempo.htm>. Acesso em: 07 de setembro de 2013. (Adaptado) 
Leia o texto para responder à questão 5. 
Há vários anos surgiu nos Estados Unidos uma dessas modas esquisitas: sapa- tos e bolsas de pele de sapo! É claro que o Brasil, país que abriga diversas es- pécies desses animais, logo iniciou a matança de sapos e a exportação de suas peles. Em alguns lugares, principalmente no Nordeste, o sapo tornou-se uma verdadeira raridade, tal a intensidade de seu extermínio. O resultado, na forma de desequilíbrio ecológico, não se fez esperar. Várias regiões começaram a ser invadidas por milhões e milhões de besouros ou mariposas. Isso não apenas incomodou terrivelmente seus habitantes – porque esses insetos entravam nas casas ou se acumulavam nas ruas, principalmente em volta dos postes de iluminação -, como também causou enorme prejuízo às plantações, pois as lar- vas dos besouros são brocas1 de árvore, e as lagartas das mariposas devoram folhas. Por causa disso, foi decretada a proibição da matança e exportação de sapos no Brasil. 
BRANCO, Samuel Murgel. O meio ambiente em debate. São Paulo: Moderna, 1997. In: EJA 7º ano – Vo- lume 2 – 2. ed. – São Paulo – IBEP, 2009, p. 330. (Coleção Tempo de Aprender. Vários autores). 
Leia o texto e responda à questão 10. 
Padrões de beleza e classe social 
Nem sempre as pessoas magras foram as mais desejadas e invejadas. Até o século XVI, as mulheres “cheinhas” encarnavam o ideal feminino de beleza. Isso porque gordurinhas a mais representavam um
E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE 
estilo de vida elevado, próprio de quem tinha dinheiro e não trabalhava. Já as mulheres magras eram associadas ao trabalho e à pobreza, sendo, por isso, consideradas mais feias ou “inferiores” socialmente. 
Hoje, embora os tempos e os valores sejam outros, ainda há um fundo economico nos padrões de beleza, que valorizam os magros: é considerado bonito quem tem tempo e dinheiro para malhar nas academias e cuidar esteticamente do corpo. 
CEREJA, William Roberto. MAGALHÃES Thereza Cochar. Português: linguagens, 8º ano. 5. ed. reform. São Paulo: Atual, 2009, p. 184.
E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE 
DISTRIBUIÇÃO POR SALA DE AULA- QUESTÃO CORRETA - 
20 
30 
25 
27 
17 
25 
21 
28 
24 
15 
0 
5 
10 
15 
20 
25 
30 
35 
1 
2 
3 
4 
5 
6 
7 
8 
9 
10 
QUESTÕES 
Acertos L.P. - 8º A - Alunos avaliados- 37 
15 
23 
20 
26 
16 
23 
20 
24 
16 
16 
0 
5 
10 
15 
20 
25 
30 
1 
2 
3 
4 
5 
6 
7 
8 
9 
10 
QUESTÕES 
Acertos L.P. - 8º B - Alunos avaliados- 34
E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE 
8 
24 
21 
22 
11 
15 
20 
21 
19 
21 
0 
5 
10 
15 
20 
25 
30 
1 
2 
3 
4 
5 
6 
7 
8 
9 
10 
QUESTÕES 
Acertos L.P. - 8º C - Alunos avaliados- 28 
11 
19 
8 
14 
12 
16 
17 
11 
12 
11 
0 
2 
4 
6 
8 
10 
12 
14 
16 
18 
20 
1 
2 
3 
4 
5 
6 
7 
8 
9 
10 
QUESTÕES 
Acertos L.P. - 8º D - Alunos avaliados- 25
E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE 
DISTRIBUIÇÃO POR SALA DE AULA - QUESTÃO INCORRETA 
17 
7 
12 
10 
20 
12 
16 
9 
13 
22 
0 
5 
10 
15 
20 
25 
1 
2 
3 
4 
5 
6 
7 
8 
9 
10 
QUESTÕES 
Erro - L.P. - 8º A - Alunos avaliados - 37 
19 
11 
14 
8 
18 
11 
14 
10 
18 
18 
0 
5 
10 
15 
20 
1 
2 
3 
4 
5 
6 
7 
8 
9 
10 
QUESTÕES 
Erro - L.P. - 8º B - Alunos avaliados - 34
E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE 
20 
4 
7 
6 
17 
13 
8 
7 
9 
7 
0 
5 
10 
15 
20 
25 
1 
2 
3 
4 
5 
6 
7 
8 
9 
10 
QUESTÕES 
Erro - L.P. - 8º C - Alunos avaliados - 28 
14 
6 
17 
11 
13 
9 
8 
14 
13 
14 
0 
2 
4 
6 
8 
10 
12 
14 
16 
18 
1 
2 
3 
4 
5 
6 
7 
8 
9 
10 
QUESTÕES 
Erro - L.P. - 8º D - Alunos avaliados - 25
E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE 
TABULAÇÃO DE CADA SALA DE AULA ENSINO FUNDAMENTAL 8º ANO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Projeto poetas na escola
Projeto poetas na escolaProjeto poetas na escola
Projeto poetas na escolaEunice Vieira
 
Sequência didática poemas
Sequência didática poemasSequência didática poemas
Sequência didática poemasDário Reis
 
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regularRelatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regularNethy Marques
 
Avaliação adaptada de ciências
Avaliação adaptada de ciênciasAvaliação adaptada de ciências
Avaliação adaptada de ciênciasIsa ...
 
Modelo de parecer de uma criança com necessidades especiais.
Modelo de parecer de uma criança com necessidades especiais.Modelo de parecer de uma criança com necessidades especiais.
Modelo de parecer de uma criança com necessidades especiais.SimoneHelenDrumond
 
Sequência de atividades despertar da cidadania_hino nacional
Sequência de atividades despertar da cidadania_hino nacionalSequência de atividades despertar da cidadania_hino nacional
Sequência de atividades despertar da cidadania_hino nacionalAdriana Melo
 
Oficina de histórias em quadrinhos
Oficina de histórias em quadrinhosOficina de histórias em quadrinhos
Oficina de histórias em quadrinhosAldean
 
Projeto de Incentivo a Leitura
Projeto de Incentivo a LeituraProjeto de Incentivo a Leitura
Projeto de Incentivo a LeituraCirlei Santos
 
DISCURSO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO - Prof. Noe Assunção
DISCURSO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO - Prof. Noe AssunçãoDISCURSO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO - Prof. Noe Assunção
DISCURSO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO - Prof. Noe AssunçãoProf. Noe Assunção
 
Modelo relatório pedagogico aluno especial
Modelo relatório pedagogico aluno especialModelo relatório pedagogico aluno especial
Modelo relatório pedagogico aluno especialstraraposa
 
Atividade 3 projeto de artes simone helen drumond
Atividade 3 projeto de artes simone helen drumondAtividade 3 projeto de artes simone helen drumond
Atividade 3 projeto de artes simone helen drumondSimoneHelenDrumond
 
Provinha português dudu
Provinha português duduProvinha português dudu
Provinha português duduIsa ...
 
Avaliação adaptada_português (alfabetização)
Avaliação adaptada_português (alfabetização)Avaliação adaptada_português (alfabetização)
Avaliação adaptada_português (alfabetização)Isa ...
 

Mais procurados (20)

Projeto poetas na escola
Projeto poetas na escolaProjeto poetas na escola
Projeto poetas na escola
 
Projeto de Leitura _ História em Quadrinhos
Projeto de Leitura _  História em QuadrinhosProjeto de Leitura _  História em Quadrinhos
Projeto de Leitura _ História em Quadrinhos
 
Sequência didática poemas
Sequência didática poemasSequência didática poemas
Sequência didática poemas
 
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regularRelatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
 
Avaliação adaptada de ciências
Avaliação adaptada de ciênciasAvaliação adaptada de ciências
Avaliação adaptada de ciências
 
Modelo de parecer de uma criança com necessidades especiais.
Modelo de parecer de uma criança com necessidades especiais.Modelo de parecer de uma criança com necessidades especiais.
Modelo de parecer de uma criança com necessidades especiais.
 
Gincana final- descritores do 5 ano
Gincana final- descritores do 5 ano Gincana final- descritores do 5 ano
Gincana final- descritores do 5 ano
 
Sequência de atividades despertar da cidadania_hino nacional
Sequência de atividades despertar da cidadania_hino nacionalSequência de atividades despertar da cidadania_hino nacional
Sequência de atividades despertar da cidadania_hino nacional
 
Oficina de histórias em quadrinhos
Oficina de histórias em quadrinhosOficina de histórias em quadrinhos
Oficina de histórias em quadrinhos
 
Gabarito: Atividade de português: Questões sobre verbos de ligação – 8º ano –...
Gabarito: Atividade de português: Questões sobre verbos de ligação – 8º ano –...Gabarito: Atividade de português: Questões sobre verbos de ligação – 8º ano –...
Gabarito: Atividade de português: Questões sobre verbos de ligação – 8º ano –...
 
Projeto de Incentivo a Leitura
Projeto de Incentivo a LeituraProjeto de Incentivo a Leitura
Projeto de Incentivo a Leitura
 
DISCURSO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO - Prof. Noe Assunção
DISCURSO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO - Prof. Noe AssunçãoDISCURSO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO - Prof. Noe Assunção
DISCURSO DE CONCLUSÃO DO ENSINO MÉDIO - Prof. Noe Assunção
 
Avaliação bimestral de historia
Avaliação bimestral de historiaAvaliação bimestral de historia
Avaliação bimestral de historia
 
Modelo relatório pedagogico aluno especial
Modelo relatório pedagogico aluno especialModelo relatório pedagogico aluno especial
Modelo relatório pedagogico aluno especial
 
Atividade 3 projeto de artes simone helen drumond
Atividade 3 projeto de artes simone helen drumondAtividade 3 projeto de artes simone helen drumond
Atividade 3 projeto de artes simone helen drumond
 
Provinha português dudu
Provinha português duduProvinha português dudu
Provinha português dudu
 
Projeto carnaval
Projeto carnavalProjeto carnaval
Projeto carnaval
 
REGRAS DE JOGO
REGRAS DE JOGOREGRAS DE JOGO
REGRAS DE JOGO
 
Avaliação adaptada_português (alfabetização)
Avaliação adaptada_português (alfabetização)Avaliação adaptada_português (alfabetização)
Avaliação adaptada_português (alfabetização)
 
Conto Branca de Neve
Conto Branca de NeveConto Branca de Neve
Conto Branca de Neve
 

Destaque

Aap 1 para o 8º ano
Aap 1 para o 8º anoAap 1 para o 8º ano
Aap 1 para o 8º anoLari Aveiro
 
Prova diagnositica portugues
Prova diagnositica portuguesProva diagnositica portugues
Prova diagnositica portuguesMirelli Santos
 
Aap recomendações de língua portuguesa - 8º ano do ensino fundamental - atu...
Aap   recomendações de língua portuguesa - 8º ano do ensino fundamental - atu...Aap   recomendações de língua portuguesa - 8º ano do ensino fundamental - atu...
Aap recomendações de língua portuguesa - 8º ano do ensino fundamental - atu...JULIO CESAR DURVAL
 
Modelos de relatórios dscritivos simone helen drumond
Modelos de relatórios dscritivos simone helen drumondModelos de relatórios dscritivos simone helen drumond
Modelos de relatórios dscritivos simone helen drumondSimoneHelenDrumond
 
Aluna com dificuldade e baixo rendimento escolar1
Aluna com dificuldade e baixo rendimento escolar1Aluna com dificuldade e baixo rendimento escolar1
Aluna com dificuldade e baixo rendimento escolar1SimoneHelenDrumond
 

Destaque (7)

Modelos relatorios
Modelos relatoriosModelos relatorios
Modelos relatorios
 
AVALIAÇÃO DE PORTUGUÊS_9ºano
AVALIAÇÃO DE PORTUGUÊS_9ºanoAVALIAÇÃO DE PORTUGUÊS_9ºano
AVALIAÇÃO DE PORTUGUÊS_9ºano
 
Aap 1 para o 8º ano
Aap 1 para o 8º anoAap 1 para o 8º ano
Aap 1 para o 8º ano
 
Prova diagnositica portugues
Prova diagnositica portuguesProva diagnositica portugues
Prova diagnositica portugues
 
Aap recomendações de língua portuguesa - 8º ano do ensino fundamental - atu...
Aap   recomendações de língua portuguesa - 8º ano do ensino fundamental - atu...Aap   recomendações de língua portuguesa - 8º ano do ensino fundamental - atu...
Aap recomendações de língua portuguesa - 8º ano do ensino fundamental - atu...
 
Modelos de relatórios dscritivos simone helen drumond
Modelos de relatórios dscritivos simone helen drumondModelos de relatórios dscritivos simone helen drumond
Modelos de relatórios dscritivos simone helen drumond
 
Aluna com dificuldade e baixo rendimento escolar1
Aluna com dificuldade e baixo rendimento escolar1Aluna com dificuldade e baixo rendimento escolar1
Aluna com dificuldade e baixo rendimento escolar1
 

Semelhante a Relatório ensino fundamental 8ºano lingua portuguesa

Relatório ensino fundamental 7ºano lingua portuguesa
Relatório ensino fundamental 7ºano   lingua portuguesaRelatório ensino fundamental 7ºano   lingua portuguesa
Relatório ensino fundamental 7ºano lingua portuguesaWilson Barbieri
 
Relatório ensino fundamental 9ºano 8ª série lingua portuguesa
Relatório ensino fundamental 9ºano 8ª série   lingua portuguesaRelatório ensino fundamental 9ºano 8ª série   lingua portuguesa
Relatório ensino fundamental 9ºano 8ª série lingua portuguesaWilson Barbieri
 
Relatório ensino médio 1ª série lingua portuguesa
Relatório ensino médio 1ª série   lingua portuguesaRelatório ensino médio 1ª série   lingua portuguesa
Relatório ensino médio 1ª série lingua portuguesaWilson Barbieri
 
5°ANO-ANEXO II-SEMANA 22--AVALIAÇÃO 2° BIMESTRE== 05 A 09 DE JULHO.pdf
5°ANO-ANEXO II-SEMANA 22--AVALIAÇÃO 2° BIMESTRE== 05 A 09 DE JULHO.pdf5°ANO-ANEXO II-SEMANA 22--AVALIAÇÃO 2° BIMESTRE== 05 A 09 DE JULHO.pdf
5°ANO-ANEXO II-SEMANA 22--AVALIAÇÃO 2° BIMESTRE== 05 A 09 DE JULHO.pdfssusere36b3e1
 
Atividades educativas 2 ano 24 a 28 agosto por revisao
Atividades educativas 2 ano 24 a 28 agosto por revisaoAtividades educativas 2 ano 24 a 28 agosto por revisao
Atividades educativas 2 ano 24 a 28 agosto por revisaoWashington Rocha
 
Simulado lingua portuguesa 2º ano vanessa
Simulado lingua portuguesa 2º ano vanessaSimulado lingua portuguesa 2º ano vanessa
Simulado lingua portuguesa 2º ano vanessassuser0fbd94
 
APRESENTAÇÃO DOS DESCRITORES 05, 07, 12,14.pptx
APRESENTAÇÃO DOS DESCRITORES 05, 07, 12,14.pptxAPRESENTAÇÃO DOS DESCRITORES 05, 07, 12,14.pptx
APRESENTAÇÃO DOS DESCRITORES 05, 07, 12,14.pptxGabrielaMesquita33
 
Apostila enem 2010 2° dia
Apostila enem 2010 2° diaApostila enem 2010 2° dia
Apostila enem 2010 2° diaLeciOne
 
Simulado spaece 1ºano2010
Simulado spaece 1ºano2010Simulado spaece 1ºano2010
Simulado spaece 1ºano2010Adson Nunes
 
Relatório ensino médio 2ª série lingua portuguesa
Relatório ensino médio 2ª série   lingua portuguesaRelatório ensino médio 2ª série   lingua portuguesa
Relatório ensino médio 2ª série lingua portuguesaWilson Barbieri
 
Relatório ensino médio 3ª série lingua portuguesa
Relatório ensino médio 3ª série   lingua portuguesaRelatório ensino médio 3ª série   lingua portuguesa
Relatório ensino médio 3ª série lingua portuguesaWilson Barbieri
 
Plau Workshop Tipos da Copa (World Cup Type).
Plau Workshop Tipos da Copa (World Cup Type).Plau Workshop Tipos da Copa (World Cup Type).
Plau Workshop Tipos da Copa (World Cup Type).Plau
 
Exposição Cenários Urbanos 2013 - EMEF Des. Achilles de Oliveira Ribeiro
Exposição Cenários Urbanos 2013 - EMEF Des. Achilles de Oliveira RibeiroExposição Cenários Urbanos 2013 - EMEF Des. Achilles de Oliveira Ribeiro
Exposição Cenários Urbanos 2013 - EMEF Des. Achilles de Oliveira RibeiroNagila Polido
 
Relatório ensino fundamental 6ºano lingua portuguesa
Relatório ensino fundamental 6ºano   lingua portuguesaRelatório ensino fundamental 6ºano   lingua portuguesa
Relatório ensino fundamental 6ºano lingua portuguesaWilson Barbieri
 

Semelhante a Relatório ensino fundamental 8ºano lingua portuguesa (16)

Relatório ensino fundamental 7ºano lingua portuguesa
Relatório ensino fundamental 7ºano   lingua portuguesaRelatório ensino fundamental 7ºano   lingua portuguesa
Relatório ensino fundamental 7ºano lingua portuguesa
 
Relatório ensino fundamental 9ºano 8ª série lingua portuguesa
Relatório ensino fundamental 9ºano 8ª série   lingua portuguesaRelatório ensino fundamental 9ºano 8ª série   lingua portuguesa
Relatório ensino fundamental 9ºano 8ª série lingua portuguesa
 
Relatório ensino médio 1ª série lingua portuguesa
Relatório ensino médio 1ª série   lingua portuguesaRelatório ensino médio 1ª série   lingua portuguesa
Relatório ensino médio 1ª série lingua portuguesa
 
5°ANO-ANEXO II-SEMANA 22--AVALIAÇÃO 2° BIMESTRE== 05 A 09 DE JULHO.pdf
5°ANO-ANEXO II-SEMANA 22--AVALIAÇÃO 2° BIMESTRE== 05 A 09 DE JULHO.pdf5°ANO-ANEXO II-SEMANA 22--AVALIAÇÃO 2° BIMESTRE== 05 A 09 DE JULHO.pdf
5°ANO-ANEXO II-SEMANA 22--AVALIAÇÃO 2° BIMESTRE== 05 A 09 DE JULHO.pdf
 
Atividades educativas 2 ano 24 a 28 agosto por revisao
Atividades educativas 2 ano 24 a 28 agosto por revisaoAtividades educativas 2 ano 24 a 28 agosto por revisao
Atividades educativas 2 ano 24 a 28 agosto por revisao
 
Simulado lingua portuguesa 2º ano vanessa
Simulado lingua portuguesa 2º ano vanessaSimulado lingua portuguesa 2º ano vanessa
Simulado lingua portuguesa 2º ano vanessa
 
APRESENTAÇÃO DOS DESCRITORES 05, 07, 12,14.pptx
APRESENTAÇÃO DOS DESCRITORES 05, 07, 12,14.pptxAPRESENTAÇÃO DOS DESCRITORES 05, 07, 12,14.pptx
APRESENTAÇÃO DOS DESCRITORES 05, 07, 12,14.pptx
 
Apostila enem 2010 2° dia
Apostila enem 2010 2° diaApostila enem 2010 2° dia
Apostila enem 2010 2° dia
 
Simulado spaece 1ºano2010
Simulado spaece 1ºano2010Simulado spaece 1ºano2010
Simulado spaece 1ºano2010
 
Relatório ensino médio 2ª série lingua portuguesa
Relatório ensino médio 2ª série   lingua portuguesaRelatório ensino médio 2ª série   lingua portuguesa
Relatório ensino médio 2ª série lingua portuguesa
 
5a4
5a45a4
5a4
 
Relatório ensino médio 3ª série lingua portuguesa
Relatório ensino médio 3ª série   lingua portuguesaRelatório ensino médio 3ª série   lingua portuguesa
Relatório ensino médio 3ª série lingua portuguesa
 
Plau Workshop Tipos da Copa (World Cup Type).
Plau Workshop Tipos da Copa (World Cup Type).Plau Workshop Tipos da Copa (World Cup Type).
Plau Workshop Tipos da Copa (World Cup Type).
 
Exposição Cenários Urbanos 2013 - EMEF Des. Achilles de Oliveira Ribeiro
Exposição Cenários Urbanos 2013 - EMEF Des. Achilles de Oliveira RibeiroExposição Cenários Urbanos 2013 - EMEF Des. Achilles de Oliveira Ribeiro
Exposição Cenários Urbanos 2013 - EMEF Des. Achilles de Oliveira Ribeiro
 
Procedimentos De Leitura 2
Procedimentos De Leitura 2Procedimentos De Leitura 2
Procedimentos De Leitura 2
 
Relatório ensino fundamental 6ºano lingua portuguesa
Relatório ensino fundamental 6ºano   lingua portuguesaRelatório ensino fundamental 6ºano   lingua portuguesa
Relatório ensino fundamental 6ºano lingua portuguesa
 

Mais de Wilson Barbieri

MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOSMMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOSWilson Barbieri
 
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOSMMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOSWilson Barbieri
 
Informativo abril edição 1
Informativo abril edição 1Informativo abril edição 1
Informativo abril edição 1Wilson Barbieri
 
Informativo 8 e 9 de dezembro de 2018
Informativo 8 e 9 de dezembro de 2018Informativo 8 e 9 de dezembro de 2018
Informativo 8 e 9 de dezembro de 2018Wilson Barbieri
 
Informativo 15 e 16 de dezembro de 2018
Informativo 15 e 16 de dezembro de 2018Informativo 15 e 16 de dezembro de 2018
Informativo 15 e 16 de dezembro de 2018Wilson Barbieri
 
Informativo 01 e 02 de dezembro de 2018
Informativo 01 e 02 de dezembro de 2018Informativo 01 e 02 de dezembro de 2018
Informativo 01 e 02 de dezembro de 2018Wilson Barbieri
 
Aconteceu na escola maio 2018
Aconteceu na escola maio 2018Aconteceu na escola maio 2018
Aconteceu na escola maio 2018Wilson Barbieri
 
Informativo 24 e 25 de novembro 2018
Informativo 24 e 25 de novembro 2018Informativo 24 e 25 de novembro 2018
Informativo 24 e 25 de novembro 2018Wilson Barbieri
 
Informativo 17 e 18 de novembro de 2018
Informativo 17 e 18 de novembro de 2018Informativo 17 e 18 de novembro de 2018
Informativo 17 e 18 de novembro de 2018Wilson Barbieri
 
Informativo 10 e 11 de novembro de 2018
Informativo 10 e 11 de novembro de 2018Informativo 10 e 11 de novembro de 2018
Informativo 10 e 11 de novembro de 2018Wilson Barbieri
 
Informativo 13 e 14 de outubro
Informativo 13 e 14 de outubroInformativo 13 e 14 de outubro
Informativo 13 e 14 de outubroWilson Barbieri
 
Informativo 20 e 21 de outubro de 2018
Informativo 20 e 21 de outubro de 2018Informativo 20 e 21 de outubro de 2018
Informativo 20 e 21 de outubro de 2018Wilson Barbieri
 
Informativo 29 e 30 de setembro 2018
Informativo 29 e 30 de setembro 2018Informativo 29 e 30 de setembro 2018
Informativo 29 e 30 de setembro 2018Wilson Barbieri
 
Informativo 15 e 16 de setembro 2018
Informativo 15 e 16 de setembro 2018Informativo 15 e 16 de setembro 2018
Informativo 15 e 16 de setembro 2018Wilson Barbieri
 
Informativo 22 e 23 de setembro 2018
Informativo 22 e 23 de setembro 2018Informativo 22 e 23 de setembro 2018
Informativo 22 e 23 de setembro 2018Wilson Barbieri
 
Informativo 08 e 09 de setembro de 2018
Informativo 08 e 09 de setembro de 2018Informativo 08 e 09 de setembro de 2018
Informativo 08 e 09 de setembro de 2018Wilson Barbieri
 

Mais de Wilson Barbieri (20)

grandezas2.ppsx
grandezas2.ppsxgrandezas2.ppsx
grandezas2.ppsx
 
3ª REUNIÃO MMR 2020
3ª REUNIÃO MMR 20203ª REUNIÃO MMR 2020
3ª REUNIÃO MMR 2020
 
Mmr reuniao 2
Mmr reuniao 2 Mmr reuniao 2
Mmr reuniao 2
 
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOSMMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS
 
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOSMMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS
 
Informativo abril edição 1
Informativo abril edição 1Informativo abril edição 1
Informativo abril edição 1
 
Portfolio 2018
Portfolio 2018 Portfolio 2018
Portfolio 2018
 
Informativo 8 e 9 de dezembro de 2018
Informativo 8 e 9 de dezembro de 2018Informativo 8 e 9 de dezembro de 2018
Informativo 8 e 9 de dezembro de 2018
 
Informativo 15 e 16 de dezembro de 2018
Informativo 15 e 16 de dezembro de 2018Informativo 15 e 16 de dezembro de 2018
Informativo 15 e 16 de dezembro de 2018
 
Informativo 01 e 02 de dezembro de 2018
Informativo 01 e 02 de dezembro de 2018Informativo 01 e 02 de dezembro de 2018
Informativo 01 e 02 de dezembro de 2018
 
Aconteceu na escola maio 2018
Aconteceu na escola maio 2018Aconteceu na escola maio 2018
Aconteceu na escola maio 2018
 
Informativo 24 e 25 de novembro 2018
Informativo 24 e 25 de novembro 2018Informativo 24 e 25 de novembro 2018
Informativo 24 e 25 de novembro 2018
 
Informativo 17 e 18 de novembro de 2018
Informativo 17 e 18 de novembro de 2018Informativo 17 e 18 de novembro de 2018
Informativo 17 e 18 de novembro de 2018
 
Informativo 10 e 11 de novembro de 2018
Informativo 10 e 11 de novembro de 2018Informativo 10 e 11 de novembro de 2018
Informativo 10 e 11 de novembro de 2018
 
Informativo 13 e 14 de outubro
Informativo 13 e 14 de outubroInformativo 13 e 14 de outubro
Informativo 13 e 14 de outubro
 
Informativo 20 e 21 de outubro de 2018
Informativo 20 e 21 de outubro de 2018Informativo 20 e 21 de outubro de 2018
Informativo 20 e 21 de outubro de 2018
 
Informativo 29 e 30 de setembro 2018
Informativo 29 e 30 de setembro 2018Informativo 29 e 30 de setembro 2018
Informativo 29 e 30 de setembro 2018
 
Informativo 15 e 16 de setembro 2018
Informativo 15 e 16 de setembro 2018Informativo 15 e 16 de setembro 2018
Informativo 15 e 16 de setembro 2018
 
Informativo 22 e 23 de setembro 2018
Informativo 22 e 23 de setembro 2018Informativo 22 e 23 de setembro 2018
Informativo 22 e 23 de setembro 2018
 
Informativo 08 e 09 de setembro de 2018
Informativo 08 e 09 de setembro de 2018Informativo 08 e 09 de setembro de 2018
Informativo 08 e 09 de setembro de 2018
 

Último

v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETODouglasVasconcelosMa
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxAntonioVieira539017
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAEdioFnaf
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxProva de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxJosAurelioGoesChaves
 

Último (20)

v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZAAVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
AVALIAÇÃO INTEGRADA 1ª SÉRIE - EM - 1º BIMESTRE ITINERÁRIO CIÊNCIAS DAS NATUREZA
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxProva de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
 

Relatório ensino fundamental 8ºano lingua portuguesa

  • 1. E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE AVALIAÇÃO DE APRENDIZAGEM EM PROCESSO - 1º BIMESTRE Segmento: FUNDAMENTAL: 8º ANO Língua Portuguesa GRÁFICO POR QUANTIDADE ACERTO GRÁFICO POR QUANTIDADE ERRO 54 96 74 89 56 79 78 84 71 63 0 20 40 60 80 100 120 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 QUESTÕES Acertos L.P. 8º Ano - Alunos avaliados- 124 70 28 50 35 68 45 46 40 53 61 0 10 20 30 40 50 60 70 80 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 QUESTÕES Erro - L.P. - 8º Ano - Alunos avaliados- 124
  • 2. E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE AS 3 QUESTÕES MAIS ERRADAS PELOS ALUNOS Questão 01 – 54 ALUNOS ERRARAM -56,45% - VER TEXTO Assinale a alternativa em que os trechos do texto expressam a ideia de “tranquilidade” e de “dificuldade” vividas pelas famílias de antigamente: (A) “As fotografias eram feitas por um homem que colocava um pano preto na cabeça e falava “olha o passarinho”, para as pessoas sorrirem”. “As crianças podiam brincar nas ruas e calçadas, pois não havia perigo de acidentes ou assaltos”. (B) “Era comum matarem galinhas e porcos no quintal de casa, onde também se colhiam verduras e legumes de uma horta que os mais velhos cuidavam”. “As crianças podiam brincar nas ruas e calçadas, pois não havia perigo de acidentes ou assaltos”. (C) “Antigamente a vida das famílias era mais simples e tranquila, não existia a correria que vemos hoje em dia”. “Não existia água encanada (...) E ainda falam que a vida era mais fácil!”. (D) “As brincadeiras, nessa época, eram: roda, pega-pega, esconde-esconde, passa anel, barra manteiga, bolinha de gude etc”. “Nas casas não existiam aparelhos de televisão, ouvia-se música em vitrolas com discos de vinil ouno rádio”. HABILIDADE – NÃO CONTEMPLADA Habilidades - Matriz de Referência para a AAP H12– Eixo III Identificar o conflito gerador do enredo Questão 5 - 68 ALUNOS ERRARAM 54,84% - VER TEXTO A ideia principal do texto está em: (A) No Nordeste, iniciou-se a matança de sapos, tornando-os uma verdadeira raridade devido a seu extermínio. (B) Os insetos incomodavam os habitantes, pois entravam nas casas ou se acumulavam nas ruas. (C) A moda de usar sapatos e bolsas de pele de sapo provocou seu extermínio e resultou em desequilíbrio ecológico. (D) O prejuízo às plantações devido à ação das larvas, dos besouros e das mariposas que devoram folhas. HABILIDADE – NÃO CONTEMPLADA Habilidades - Matriz de Referência para a AAP H4 --- Eixo I Localizar os elementos constitutivos da organização interna de um texto. Questão 10 – 61 ALUNOS ERRARAM – 49,19% - VER TEXTO Assinale a alternativa que apresenta os fatos principais do texto na sequência em que ocorreram. (A) “Até o século XVI, as mulheres ‘cheinhas’ eram o ideal feminino de beleza.” “Já as mulheres magras eram associadas ao trabalho [...]”. (B) “Já as mulheres magras eram associadas ao trabalho e à pobreza”. “Nem sempre as pessoas magras foram as mais desejadas e invejadas”. (C) “é considerado bonito quem tem tempo e dinheiro para malhar”. “Nem sempre as pessoas magras foram as mais desejadas e invejadas”. (D) “Hoje, embora os tempos e os valores sejam outros”. “Isso porque gordurinhas a mais representavam um estilo de vida elevado [...]”.
  • 3. E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE HABILIDADE – NÃO CONTEMPLADA Habilidades - Matriz de Referência para a AAP. H7 --- Eixo I Identificar as marcas linguísticas que evidenciam o locutor e o interlocutor de um texto.
  • 4. E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE Leia o texto e responda às questões 1 e 2. A Família e o Tempo Jussara de Barros Antigamente a vida das famílias era mais simples e tranquila, não existia a cor- reria que vemos hoje em dia. As pessoas andavam a pé, pois quase não exis- tiam carros. As ruas eram de terra ou de paralelepípedos. As crianças podiam brincar nas ruas e calçadas, pois não havia perigo de acidentes ou assaltos. Os vizinhos eram como integrantes das outras famílias, todos os dias se reuniam nas varandas de suas casas para conversar enquanto as crianças brincavam. As brincadeiras, nessa época, eram: roda, pega-pega, esconde-esconde, passa anel, barra manteiga, bolinha de gude etc. As famílias eram bem grandes, um casal tinha mais de seis filhos. Mas hoje o número de pessoas na família diminuiu muito, o normal é um casal ter um ou dois filhos. Isso aconteceu porque a vida moderna fez com que a mulher tives- se que trabalhar para ajudar nas despesas da casa. A violência e as dificuldades para se viver bem, também são motivos que influenciaram no tamanho das famílias. Além da quantidade de pessoas de uma família, outras diferenças existem se compararmos à vida de hoje. Nas casas não existiam aparelhos de televisão, ouvia-se música em vitrolas com discos de vinil ou no rádio. Neste também eram transmitidas as notícias e até novelas. As fotografias eram feitas por um homem que colocava um pano preto na cabeça e falava “olha o passarinho”, para as pessoas sorrirem. Era comum matarem galinhas e porcos no quintal de casa, onde também se colhiam verduras e legumes de uma horta que os mais velhos cuidavam. Como não existia geladeira, as carnes eram cozidas em fogões à lenha e armazenadas em latões, mergulhadas em gordura de porco – banha, para não estragarem. Não existia água encanada e as pessoas precisavam buscar baldes de água para lavar as louças, roupas, cozinhar ou tomar banho. E ainda falam que a vida era mais fácil! Disponível em: <http://www.escolakids.com/a-familia-e-o-tempo.htm>. Acesso em: 07 de setembro de 2013. (Adaptado) Leia o texto para responder à questão 5. Há vários anos surgiu nos Estados Unidos uma dessas modas esquisitas: sapa- tos e bolsas de pele de sapo! É claro que o Brasil, país que abriga diversas es- pécies desses animais, logo iniciou a matança de sapos e a exportação de suas peles. Em alguns lugares, principalmente no Nordeste, o sapo tornou-se uma verdadeira raridade, tal a intensidade de seu extermínio. O resultado, na forma de desequilíbrio ecológico, não se fez esperar. Várias regiões começaram a ser invadidas por milhões e milhões de besouros ou mariposas. Isso não apenas incomodou terrivelmente seus habitantes – porque esses insetos entravam nas casas ou se acumulavam nas ruas, principalmente em volta dos postes de iluminação -, como também causou enorme prejuízo às plantações, pois as lar- vas dos besouros são brocas1 de árvore, e as lagartas das mariposas devoram folhas. Por causa disso, foi decretada a proibição da matança e exportação de sapos no Brasil. BRANCO, Samuel Murgel. O meio ambiente em debate. São Paulo: Moderna, 1997. In: EJA 7º ano – Vo- lume 2 – 2. ed. – São Paulo – IBEP, 2009, p. 330. (Coleção Tempo de Aprender. Vários autores). Leia o texto e responda à questão 10. Padrões de beleza e classe social Nem sempre as pessoas magras foram as mais desejadas e invejadas. Até o século XVI, as mulheres “cheinhas” encarnavam o ideal feminino de beleza. Isso porque gordurinhas a mais representavam um
  • 5. E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE estilo de vida elevado, próprio de quem tinha dinheiro e não trabalhava. Já as mulheres magras eram associadas ao trabalho e à pobreza, sendo, por isso, consideradas mais feias ou “inferiores” socialmente. Hoje, embora os tempos e os valores sejam outros, ainda há um fundo economico nos padrões de beleza, que valorizam os magros: é considerado bonito quem tem tempo e dinheiro para malhar nas academias e cuidar esteticamente do corpo. CEREJA, William Roberto. MAGALHÃES Thereza Cochar. Português: linguagens, 8º ano. 5. ed. reform. São Paulo: Atual, 2009, p. 184.
  • 6. E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE DISTRIBUIÇÃO POR SALA DE AULA- QUESTÃO CORRETA - 20 30 25 27 17 25 21 28 24 15 0 5 10 15 20 25 30 35 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 QUESTÕES Acertos L.P. - 8º A - Alunos avaliados- 37 15 23 20 26 16 23 20 24 16 16 0 5 10 15 20 25 30 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 QUESTÕES Acertos L.P. - 8º B - Alunos avaliados- 34
  • 7. E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE 8 24 21 22 11 15 20 21 19 21 0 5 10 15 20 25 30 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 QUESTÕES Acertos L.P. - 8º C - Alunos avaliados- 28 11 19 8 14 12 16 17 11 12 11 0 2 4 6 8 10 12 14 16 18 20 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 QUESTÕES Acertos L.P. - 8º D - Alunos avaliados- 25
  • 8. E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE DISTRIBUIÇÃO POR SALA DE AULA - QUESTÃO INCORRETA 17 7 12 10 20 12 16 9 13 22 0 5 10 15 20 25 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 QUESTÕES Erro - L.P. - 8º A - Alunos avaliados - 37 19 11 14 8 18 11 14 10 18 18 0 5 10 15 20 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 QUESTÕES Erro - L.P. - 8º B - Alunos avaliados - 34
  • 9. E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE 20 4 7 6 17 13 8 7 9 7 0 5 10 15 20 25 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 QUESTÕES Erro - L.P. - 8º C - Alunos avaliados - 28 14 6 17 11 13 9 8 14 13 14 0 2 4 6 8 10 12 14 16 18 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 QUESTÕES Erro - L.P. - 8º D - Alunos avaliados - 25
  • 10. E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE TABULAÇÃO DE CADA SALA DE AULA ENSINO FUNDAMENTAL 8º ANO