SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 9
Baixar para ler offline
E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE 
AVALIAÇÃO DE APRENDIZAGEM EM PROCESSO - 1º BIMESTRE 
Segmento: FUNDAMENTAL: 7º ANO Língua Portuguesa 
GRÁFICO POR QUANTIDADE ACERTO 
GRÁFICO POR QUANTIDADE ERRO 
45 
51 
64 
50 
51 
69 
55 
49 
47 
45 
0 
10 
20 
30 
40 
50 
60 
70 
80 
1 
2 
3 
4 
5 
6 
7 
8 
9 
10 
QUESTÕES 
Acertos L.P. 7º Ano - Alunos avaliados- 138 
93 
87 
74 
88 
87 
69 
83 
89 
91 
93 
0 
20 
40 
60 
80 
100 
1 
2 
3 
4 
5 
6 
7 
8 
9 
10 
QUESTÕES 
Erro - L.P. - 7º Ano - Alunos avaliados- 138
E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE 
AS 3 QUESTÕES MAIS ERRADAS PELOS ALUNOS 
Questão 01 – 93 ALUNOS ERRARAM -67,39% - VER TEXTO 
O assunto principal do texto é a 
(A) presença do bicho geográfico em várias praias brasileiras. 
(B) prevenção e o tratamento contra a infecção pelo Ancylostoma. 
(C) descrição do bicho geográfico e as formas de contaminação. 
(D) forma como o parasita causa danos somente a cães e gatos. 
HABILIDADE – NÃO CONTEMPLADA 
Habilidades - Matriz de Referência para a AAP H4– Eixo I 
Identificar tema ou assunto principal de um texto. 
Questão 9 - 91 ALUNOS ERRARAM 65,94% - VER TEXTO 
No texto, a palavra tardezinha (1º parágrafo) reforça ao leitor a ideia de que a tarde: 
(A) segue sem novidades. 
(B) passa muito rapidamente. 
(C) está fria e movimentada. 
(D) transcorre sem monotonia. 
HABILIDADE – NÃO CONTEMPLADA 
Habilidades - Matriz de Referência para a AAP H27 --- Eixo V 
Reconhecer o efeito de sentido decorrente da escolha de uma determinada palavra ou expressão. 
Questão 10 – 93 ALUNOS ERRARAM – 67,39% - VER TEXTO 
De acordo com o texto, Monteiro Lobato se voltou à literatura infantil porque 
(A) gostava de ter personagens infantis em seus livros para adultos. 
(B) era apresentado como candidato à Academia Brasileira de Letras. 
(C) se sentia frustrado em relação ao comportamento dos adultos. 
(D) tinha a intenção de criar o “Sítio do Picapau Amarelo” para crianças. 
HABILIDADE – NÃO CONTEMPLADA 
Habilidades - Matriz de Referência para a AAP. H16 --- Eixo IV 
Estabelecer relações entre causa e consequência, entre partes ou elementos de um texto.
E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE 
Tem bicho escondido na areia! 
Ele até que tem um apelido simpático: bicho geográfico. E levou essa fama porque fica debaixo da pele, desenhando linhas que se parecem com mapas inexistentes. 
Você já foi vítima? Pois é, o bicho geográfico é frequente em várias praias do nosso país. 
O parasita, de nome oficial Ancylosto- ma, gosta mesmo é de infectar gatos e cachorros, para se desenvolver em seus intestinos. Ele atinge essas vítimas pre- ferenciais quando elas comem ovos ou larvas do parasita, animais já contami- nados, ou ainda quando as larvas pe- netram através da pele. 
Depois de contaminados, os bichanos eliminam os ovos deste parasita junto com suas fezes. Ovos que viram larvas, ávidas por encontrar um novo hospe- deiro. Nós não somos os hospedeiros preferidos. Mas se a gente entrar em contato com as larvas, elas perfuram e entram na nossa pele. Assim como faz nos 
gatos e cachorros, o parasita tenta se aprofundar para atingir outros órgãos. Mas, para nossa sorte, a pele humana é uma barreira que essa larva não consegue transpor. Ela não ultrapassa além das camadas mais superficiais. E então fica por ali mes- mo, cavando túneis, andando sem rumo, dando uma de cartógrafo (profis- sional que desenha mapas). As lesões características do bicho geográfico são justamente os túneis que o parasita vai cavando e que conseguimos enxergar pela transparência da pele. São sulcos avermelhados, sinuosos e que coçam. [...] Por uma praia sem gatos e cachorros! 
Disponível em:<http://www.sobiologia.com.br/conteudos/jornal/noticia3.5.php>. Acesso em: 02 de outubro de 2013. (Adaptado) 
Leia o texto e responda à questão 9. Tarde de sábado 
Por Cecília Meireles 
A tardezinha de sábado, um pouco cinzenta, um pouco fria, parece não possuir nada de muito particular para ninguém. Os automóveis deslizam; as pessoas entram e saem dos cinemas; os namorados conversam por aqui e por ali; os bares funcionam ativamente, numa fabulosa produção de san- duíches e cachorros-quentes. Apesar da fresquidão, as mocinhas trazem nos pés sandálias douradas, enquanto agasalham a cabeça em echarpes de muitas voltas.
E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE 
Tudo isso é rotina. Há um certo ar de monotonia por toda parte. O bondinho do Pão de Açúcar lá vai cumprindo o seu destino turístico, e moços bem fa- lantes explicam, de lápis na mão, em seus escritórios coloridos e envidraça- dos, apartamentos que vão ser construídos em poucos meses, com tantos andares, vista para todos os lados, vestíbulos de mármore, tanto de entrada, mais tantas prestações, sem reajustamento — o melhor emprego de capital jamais oferecido! [...] 
Disponível em: <http://www.releituras.com/i_gemmal_cmeireles.asp>. Acesso em: 03 de outubro de 2013. 
Leia o texto e responda à questão 10. 
Texto autobiográfico de Monteiro Lobato 
Nasci José Renato Monteiro Lobato, em Taubaté-SP, aos 18 de abril de 1882. [...] 
Aos 9 anos resolvi mudar meu nome para José Bento Monteiro Lobato desejando usar uma bengala de meu pai, gravada com as iniciais J.B.M.L. 
Fui Juca, com as minhas irmãs Judite e Esther, fazendo bichos de chuchu com palitos nas pernas. Por isso, cada um de meus personagens (Pedrinho, Narizi- nho, Emília e Visconde) representa um pouco do que fui e um pouco do que não pude ser. 
Aos 14 anos escrevi, para o jornal “O Guarani”, minha primeira crônica. 
Sempre amei a leitura. Li Carlos Magno e os 12 pares de França, o Robinson Crusoé e todo o Júlio Verne. Formei- me em Direito em 1904, pela Universidade de São Paulo. Queria ter cursado Belas Artes ou até Engenharia, mas meu avô, Visconde de Tremembé, amigo de Dom Pedro II, queria ter na família um ba- charel em Ciências Jurídicas e Sociais. 
Em maio de 1907 fui nomeado promotor em Areias - SP, casando-me no ano seguinte com Maria Pureza da Natividade, com quem tive o Edgar, o Guilherme, a Marta e a Rute. [...] 
Em 1911 morreu o meu avô, Visconde de Tremembé, e dele herdei a fazenda Buquira, passando de promotor a fazendeiro. Na fazenda escrevi o Jeca Tatu, símbolo nacional. 
Comprei a “Revista do Brasil” e comecei, então, a editar meus livros para adultos. “Urupês” iniciou a fila em 1918. Surgia a primeira editora nacional “Mon- teiro Lobato & Cia”, neste mesmo ano. Antes de mim, os livros do Brasil eram impressos em Portugal. 
Quiseram me levar para a Academia Brasileira de Letras. Recusei. Não quis transigir com a praxe de lá implorar votos. 
Tive muitos convites para cargos oficiais de grande importância. Recusei a todos. Getúlio Vargas (presidente do Brasil na ocasião) convocou-me para ser o Ministro da Propaganda. Respondi que a melhor propaganda para o Brasil, no exterior, era a “Liberdade do Povo”, a constitucionalização do país. [...] 
Dediquei-me à Literatura Infantil já em 1921. E, retomei a ela, anos depois, desgostoso dos adultos. Com “Narizinho Arrebitado”, lancei o “Sítio do Picapau Amarelo”. O sítio é um reino de liberdade e encantamento. Muitos já o classifi- caram de República. [...] 
Disponível em:<http://alturl.com/co9rh>. Acesso em: 29 de agosto de 2013. (Adaptado)
E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE 
DISTRIBUIÇÃO POR SALA DE AULA- QUESTÃO CORRETA - 
12 
13 
18 
13 
15 
25 
16 
12 
10 
11 
0 
5 
10 
15 
20 
25 
30 
1 
2 
3 
4 
5 
6 
7 
8 
9 
10 
QUESTÕES 
Acertos L.P. - 7º A - Alunos avaliados- 38 
14 
16 
18 
9 
13 
19 
12 
9 
10 
8 
0 
2 
4 
6 
8 
10 
12 
14 
16 
18 
20 
1 
2 
3 
4 
5 
6 
7 
8 
9 
10 
QUESTÕES 
Acertos L.P. - 7º B - Alunos avaliados- 34 
14 
14 
22 
16 
20 
22 
15 
17 
17 
10 
0 
5 
10 
15 
20 
25 
1 
2 
3 
4 
5 
6 
7 
8 
9 
10 
QUESTÕES 
Acertos L.P. - 7º C - Alunos avaliados- 35
E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE 
5 
8 
6 
12 
3 
3 
12 
11 
10 
16 
0 
2 
4 
6 
8 
10 
12 
14 
16 
18 
1 
2 
3 
4 
5 
6 
7 
8 
9 
10 
QUESTÕES 
Acertos L.P. - 7º D - Alunos avaliados- 31
E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE 
DISTRIBUIÇÃO POR SALA DE AULA - QUESTÃO INCORRETA 
26 
25 
20 
25 
23 
13 
22 
26 
28 
27 
0 
5 
10 
15 
20 
25 
30 
1 
2 
3 
4 
5 
6 
7 
8 
9 
10 
QUESTÕES 
Erro - L.P. - 7º A - Alunos avaliados - 38 
20 
18 
16 
25 
21 
15 
22 
25 
24 
26 
0 
5 
10 
15 
20 
25 
30 
1 
2 
3 
4 
5 
6 
7 
8 
9 
10 
QUESTÕES 
Erro - L.P. - 7º B - Alunos avaliados - 34 
21 
21 
13 
19 
15 
13 
20 
18 
18 
25 
0 
5 
10 
15 
20 
25 
30 
1 
2 
3 
4 
5 
6 
7 
8 
9 
10 
QUESTÕES 
Erro - L.P. - 7º C - Alunos avaliados - 35
E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE 
26 
23 
25 
19 
28 
28 
19 
20 
21 
15 
0 
5 
10 
15 
20 
25 
30 
1 
2 
3 
4 
5 
6 
7 
8 
9 
10 
QUESTÕES 
Erro - L.P. - 7º D - Alunos avaliados - 31
E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE 
TABULAÇÃO DE CADA SALA DE AULA ENSINO FUNDAMENTAL 7º ANO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Exercicios extra 6 ano artigos e numerais
Exercicios extra 6 ano artigos e numeraisExercicios extra 6 ano artigos e numerais
Exercicios extra 6 ano artigos e numeraisElaine Rabelo
 
Autobiografia: proposta de produção textual
Autobiografia: proposta de produção textualAutobiografia: proposta de produção textual
Autobiografia: proposta de produção textualMaria Cecilia Silva
 
Projeto reforço escolar
Projeto reforço escolarProjeto reforço escolar
Projeto reforço escolarCLEAN LOURENÇO
 
Reunião de pais 3º bimestre
Reunião de pais   3º bimestreReunião de pais   3º bimestre
Reunião de pais 3º bimestreflaviacrm
 
Jogos de-lingua-portuguesa
Jogos de-lingua-portuguesaJogos de-lingua-portuguesa
Jogos de-lingua-portuguesaJorge Luciano
 
Atividades de português sobre variação linguística
Atividades de português sobre variação linguísticaAtividades de português sobre variação linguística
Atividades de português sobre variação linguísticaNivea Neves
 
Produção textual: Poemas
Produção textual: Poemas Produção textual: Poemas
Produção textual: Poemas Mary Alvarenga
 
Sugestões atividades oralidade
Sugestões atividades oralidadeSugestões atividades oralidade
Sugestões atividades oralidadeDyone Andrade
 
Literatura de cordel
Literatura de cordelLiteratura de cordel
Literatura de cordelEdson Alves
 
SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 7° ANO - doc
SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 7° ANO - docSIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 7° ANO - doc
SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 7° ANO - docwendell Viana
 
Avaliação 7º ano paradidático 1 gabarito
Avaliação 7º ano   paradidático 1 gabaritoAvaliação 7º ano   paradidático 1 gabarito
Avaliação 7º ano paradidático 1 gabaritoKarla Costa
 
Palavras do jogo soletrando - 8º e 9º ano
Palavras do jogo soletrando - 8º e 9º anoPalavras do jogo soletrando - 8º e 9º ano
Palavras do jogo soletrando - 8º e 9º anoTainá Almada
 
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANO
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANOCOLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANO
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANOMara Sueli
 
Proposta de atividade do conto terror oficia
Proposta de atividade do conto terror  oficiaProposta de atividade do conto terror  oficia
Proposta de atividade do conto terror oficiaJanete Garcia de Freitas
 

Mais procurados (20)

Exercicios extra 6 ano artigos e numerais
Exercicios extra 6 ano artigos e numeraisExercicios extra 6 ano artigos e numerais
Exercicios extra 6 ano artigos e numerais
 
Word: Atividade de português: Adjetivo – 6º ano – Modelo editável
Word: Atividade de português: Adjetivo – 6º ano – Modelo editávelWord: Atividade de português: Adjetivo – 6º ano – Modelo editável
Word: Atividade de português: Adjetivo – 6º ano – Modelo editável
 
Poema 6º ano
Poema 6º anoPoema 6º ano
Poema 6º ano
 
Exemplo de Relato Pessoal
Exemplo de Relato PessoalExemplo de Relato Pessoal
Exemplo de Relato Pessoal
 
Autobiografia: proposta de produção textual
Autobiografia: proposta de produção textualAutobiografia: proposta de produção textual
Autobiografia: proposta de produção textual
 
Projeto reforço escolar
Projeto reforço escolarProjeto reforço escolar
Projeto reforço escolar
 
Reunião de pais 3º bimestre
Reunião de pais   3º bimestreReunião de pais   3º bimestre
Reunião de pais 3º bimestre
 
Jogos de-lingua-portuguesa
Jogos de-lingua-portuguesaJogos de-lingua-portuguesa
Jogos de-lingua-portuguesa
 
Atividades de português sobre variação linguística
Atividades de português sobre variação linguísticaAtividades de português sobre variação linguística
Atividades de português sobre variação linguística
 
Produção textual: Poemas
Produção textual: Poemas Produção textual: Poemas
Produção textual: Poemas
 
Sugestões atividades oralidade
Sugestões atividades oralidadeSugestões atividades oralidade
Sugestões atividades oralidade
 
Plano de Aula
Plano de AulaPlano de Aula
Plano de Aula
 
Literatura de cordel
Literatura de cordelLiteratura de cordel
Literatura de cordel
 
FATO E OPINIAO.pptx
FATO E OPINIAO.pptxFATO E OPINIAO.pptx
FATO E OPINIAO.pptx
 
SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 7° ANO - doc
SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 7° ANO - docSIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 7° ANO - doc
SIMULADO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 7° ANO - doc
 
Avaliação 7º ano paradidático 1 gabarito
Avaliação 7º ano   paradidático 1 gabaritoAvaliação 7º ano   paradidático 1 gabarito
Avaliação 7º ano paradidático 1 gabarito
 
Palavras do jogo soletrando - 8º e 9º ano
Palavras do jogo soletrando - 8º e 9º anoPalavras do jogo soletrando - 8º e 9º ano
Palavras do jogo soletrando - 8º e 9º ano
 
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANO
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANOCOLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANO
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANO
 
Proposta de atividade do conto terror oficia
Proposta de atividade do conto terror  oficiaProposta de atividade do conto terror  oficia
Proposta de atividade do conto terror oficia
 
Divisão silábica
Divisão silábicaDivisão silábica
Divisão silábica
 

Destaque

Avaliação diagnóstica relatório
Avaliação diagnóstica   relatórioAvaliação diagnóstica   relatório
Avaliação diagnóstica relatórioMoniz Maria
 
Avaliação diagnóstica. textos.
Avaliação diagnóstica.   textos.Avaliação diagnóstica.   textos.
Avaliação diagnóstica. textos.rbellonia
 
Ficha diagnóstica - LÍNGUA PORTUGUESA
Ficha diagnóstica - LÍNGUA PORTUGUESAFicha diagnóstica - LÍNGUA PORTUGUESA
Ficha diagnóstica - LÍNGUA PORTUGUESAjosivaldopassos
 
Relatório do Primeiro Bimestre - Março/Abril 2012.
Relatório do Primeiro Bimestre - Março/Abril 2012. Relatório do Primeiro Bimestre - Março/Abril 2012.
Relatório do Primeiro Bimestre - Março/Abril 2012. DafianaCarlos
 
Relatório ensino fundamental 7ºano matemática
Relatório ensino fundamental 7ºano   matemáticaRelatório ensino fundamental 7ºano   matemática
Relatório ensino fundamental 7ºano matemáticaWilson Barbieri
 
Relatório ensino fundamental 9ºano 8ª série lingua portuguesa
Relatório ensino fundamental 9ºano 8ª série   lingua portuguesaRelatório ensino fundamental 9ºano 8ª série   lingua portuguesa
Relatório ensino fundamental 9ºano 8ª série lingua portuguesaWilson Barbieri
 
Modelo relatório-diagnostico fisica pibid 2014
Modelo relatório-diagnostico fisica pibid 2014Modelo relatório-diagnostico fisica pibid 2014
Modelo relatório-diagnostico fisica pibid 2014João Lima
 
Pareceres do 1º ano 2º semestre
Pareceres do 1º ano    2º semestrePareceres do 1º ano    2º semestre
Pareceres do 1º ano 2º semestreAraceli Kleemann
 
Modelos de relatórios de alunos simone helen drumond
Modelos de relatórios de alunos simone helen drumondModelos de relatórios de alunos simone helen drumond
Modelos de relatórios de alunos simone helen drumondSimoneHelenDrumond
 
Relatorio Sondagem-Escrita
Relatorio Sondagem-EscritaRelatorio Sondagem-Escrita
Relatorio Sondagem-EscritaGraça Sousa
 
Aluna com dificuldade e baixo rendimento escolar1
Aluna com dificuldade e baixo rendimento escolar1Aluna com dificuldade e baixo rendimento escolar1
Aluna com dificuldade e baixo rendimento escolar1SimoneHelenDrumond
 
Relatorio de estagio observação
Relatorio de estagio observaçãoRelatorio de estagio observação
Relatorio de estagio observaçãoLena_md
 
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regularRelatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regularNethy Marques
 
5° ano relatorios
5° ano relatorios5° ano relatorios
5° ano relatoriosLucas Kaaio
 
Sequencia didática 6º ao 9º sem. diagnóstica
Sequencia didática  6º ao 9º sem. diagnósticaSequencia didática  6º ao 9º sem. diagnóstica
Sequencia didática 6º ao 9º sem. diagnósticajosivaldopassos
 
Ficha avaliação educação infantil
Ficha avaliação educação infantilFicha avaliação educação infantil
Ficha avaliação educação infantilkeillacr
 
Sondagem de hipótese de escrita
Sondagem de hipótese de escritaSondagem de hipótese de escrita
Sondagem de hipótese de escritaMaristela Couto
 

Destaque (20)

Avaliação diagnóstica relatório
Avaliação diagnóstica   relatórioAvaliação diagnóstica   relatório
Avaliação diagnóstica relatório
 
Modelos relatorios
Modelos relatoriosModelos relatorios
Modelos relatorios
 
Avaliação diagnóstica. textos.
Avaliação diagnóstica.   textos.Avaliação diagnóstica.   textos.
Avaliação diagnóstica. textos.
 
Ficha diagnóstica - LÍNGUA PORTUGUESA
Ficha diagnóstica - LÍNGUA PORTUGUESAFicha diagnóstica - LÍNGUA PORTUGUESA
Ficha diagnóstica - LÍNGUA PORTUGUESA
 
Relatório do Primeiro Bimestre - Março/Abril 2012.
Relatório do Primeiro Bimestre - Março/Abril 2012. Relatório do Primeiro Bimestre - Março/Abril 2012.
Relatório do Primeiro Bimestre - Março/Abril 2012.
 
Relatório ensino fundamental 7ºano matemática
Relatório ensino fundamental 7ºano   matemáticaRelatório ensino fundamental 7ºano   matemática
Relatório ensino fundamental 7ºano matemática
 
Relatório ensino fundamental 9ºano 8ª série lingua portuguesa
Relatório ensino fundamental 9ºano 8ª série   lingua portuguesaRelatório ensino fundamental 9ºano 8ª série   lingua portuguesa
Relatório ensino fundamental 9ºano 8ª série lingua portuguesa
 
Modelo relatório-diagnostico fisica pibid 2014
Modelo relatório-diagnostico fisica pibid 2014Modelo relatório-diagnostico fisica pibid 2014
Modelo relatório-diagnostico fisica pibid 2014
 
Pareceres do 1º ano 2º semestre
Pareceres do 1º ano    2º semestrePareceres do 1º ano    2º semestre
Pareceres do 1º ano 2º semestre
 
Modelos de relatórios de alunos simone helen drumond
Modelos de relatórios de alunos simone helen drumondModelos de relatórios de alunos simone helen drumond
Modelos de relatórios de alunos simone helen drumond
 
Relatorio Sondagem-Escrita
Relatorio Sondagem-EscritaRelatorio Sondagem-Escrita
Relatorio Sondagem-Escrita
 
Aluna com dificuldade e baixo rendimento escolar1
Aluna com dificuldade e baixo rendimento escolar1Aluna com dificuldade e baixo rendimento escolar1
Aluna com dificuldade e baixo rendimento escolar1
 
Relatório de Regências Ensino Fundamental
Relatório de Regências Ensino Fundamental Relatório de Regências Ensino Fundamental
Relatório de Regências Ensino Fundamental
 
Relatorio de estagio observação
Relatorio de estagio observaçãoRelatorio de estagio observação
Relatorio de estagio observação
 
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regularRelatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
 
Anexo 034 relatório matemática
Anexo 034    relatório matemáticaAnexo 034    relatório matemática
Anexo 034 relatório matemática
 
5° ano relatorios
5° ano relatorios5° ano relatorios
5° ano relatorios
 
Sequencia didática 6º ao 9º sem. diagnóstica
Sequencia didática  6º ao 9º sem. diagnósticaSequencia didática  6º ao 9º sem. diagnóstica
Sequencia didática 6º ao 9º sem. diagnóstica
 
Ficha avaliação educação infantil
Ficha avaliação educação infantilFicha avaliação educação infantil
Ficha avaliação educação infantil
 
Sondagem de hipótese de escrita
Sondagem de hipótese de escritaSondagem de hipótese de escrita
Sondagem de hipótese de escrita
 

Semelhante a Relatório ensino fundamental 7ºano lingua portuguesa

Relatório ensino fundamental 8ºano lingua portuguesa
Relatório ensino fundamental  8ºano   lingua portuguesaRelatório ensino fundamental  8ºano   lingua portuguesa
Relatório ensino fundamental 8ºano lingua portuguesaWilson Barbieri
 
Relatório ensino médio 2ª série lingua portuguesa
Relatório ensino médio 2ª série   lingua portuguesaRelatório ensino médio 2ª série   lingua portuguesa
Relatório ensino médio 2ª série lingua portuguesaWilson Barbieri
 
Relatório ensino médio 1ª série lingua portuguesa
Relatório ensino médio 1ª série   lingua portuguesaRelatório ensino médio 1ª série   lingua portuguesa
Relatório ensino médio 1ª série lingua portuguesaWilson Barbieri
 
Prova da Cidade Portugues 5ª serie
Prova da Cidade Portugues 5ª serieProva da Cidade Portugues 5ª serie
Prova da Cidade Portugues 5ª serieClaudia Valério
 
Saresp port 7º ano 2011
Saresp port 7º ano 2011Saresp port 7º ano 2011
Saresp port 7º ano 2011Alda Cavalcante
 
cartilha-da-infancia-ensino-da-leitura-galhardo-1911-biblioteca-nacional-de-m...
cartilha-da-infancia-ensino-da-leitura-galhardo-1911-biblioteca-nacional-de-m...cartilha-da-infancia-ensino-da-leitura-galhardo-1911-biblioteca-nacional-de-m...
cartilha-da-infancia-ensino-da-leitura-galhardo-1911-biblioteca-nacional-de-m...MariGiopato
 
Segunda avaliacao saep_2013_5ano (1)
Segunda avaliacao saep_2013_5ano (1)Segunda avaliacao saep_2013_5ano (1)
Segunda avaliacao saep_2013_5ano (1)Elaine Gonçalves
 
leonardoportal-caderno-do-fututo-ano7 (3).pdf
leonardoportal-caderno-do-fututo-ano7 (3).pdfleonardoportal-caderno-do-fututo-ano7 (3).pdf
leonardoportal-caderno-do-fututo-ano7 (3).pdfValdireneSilveira6
 
Bateria de testes[1]
Bateria de testes[1]Bateria de testes[1]
Bateria de testes[1]Maria Cardoso
 
Simuladocomdescritores 130627120046-phpapp01
Simuladocomdescritores 130627120046-phpapp01Simuladocomdescritores 130627120046-phpapp01
Simuladocomdescritores 130627120046-phpapp01Abgail Vital Duarte
 
Simuladocomdescritores 130627120046-phpapp01
Simuladocomdescritores 130627120046-phpapp01Simuladocomdescritores 130627120046-phpapp01
Simuladocomdescritores 130627120046-phpapp01Abgail Vital Duarte
 
Jornal escolar palavras d'encantar 10.º edição
Jornal escolar   palavras d'encantar 10.º ediçãoJornal escolar   palavras d'encantar 10.º edição
Jornal escolar palavras d'encantar 10.º ediçãoMax Teles Teles
 
SAEP – Sistema de Avaliação Educacional de Palmas (TO) – Avaliação 2 – Abril/...
SAEP – Sistema de Avaliação Educacional de Palmas (TO) – Avaliação 2 – Abril/...SAEP – Sistema de Avaliação Educacional de Palmas (TO) – Avaliação 2 – Abril/...
SAEP – Sistema de Avaliação Educacional de Palmas (TO) – Avaliação 2 – Abril/...Elaine Gonçalves
 
Avaliacao port mat_5ano_saep4
Avaliacao port mat_5ano_saep4Avaliacao port mat_5ano_saep4
Avaliacao port mat_5ano_saep4Cristina Brandão
 
Avaliacao port mat_5ano_saep4
Avaliacao port mat_5ano_saep4Avaliacao port mat_5ano_saep4
Avaliacao port mat_5ano_saep4Rose Tavares
 
SEMANAS DE LEITURA 2017
SEMANAS DE LEITURA 2017SEMANAS DE LEITURA 2017
SEMANAS DE LEITURA 2017culturalmente
 
5°ANO-ANEXO II-SEMANA 22--AVALIAÇÃO 2° BIMESTRE== 05 A 09 DE JULHO.pdf
5°ANO-ANEXO II-SEMANA 22--AVALIAÇÃO 2° BIMESTRE== 05 A 09 DE JULHO.pdf5°ANO-ANEXO II-SEMANA 22--AVALIAÇÃO 2° BIMESTRE== 05 A 09 DE JULHO.pdf
5°ANO-ANEXO II-SEMANA 22--AVALIAÇÃO 2° BIMESTRE== 05 A 09 DE JULHO.pdfssusere36b3e1
 

Semelhante a Relatório ensino fundamental 7ºano lingua portuguesa (20)

Relatório ensino fundamental 8ºano lingua portuguesa
Relatório ensino fundamental  8ºano   lingua portuguesaRelatório ensino fundamental  8ºano   lingua portuguesa
Relatório ensino fundamental 8ºano lingua portuguesa
 
Relatório ensino médio 2ª série lingua portuguesa
Relatório ensino médio 2ª série   lingua portuguesaRelatório ensino médio 2ª série   lingua portuguesa
Relatório ensino médio 2ª série lingua portuguesa
 
Relatório ensino médio 1ª série lingua portuguesa
Relatório ensino médio 1ª série   lingua portuguesaRelatório ensino médio 1ª série   lingua portuguesa
Relatório ensino médio 1ª série lingua portuguesa
 
Prova da Cidade Portugues 5ª serie
Prova da Cidade Portugues 5ª serieProva da Cidade Portugues 5ª serie
Prova da Cidade Portugues 5ª serie
 
Saresp port 7º ano 2011
Saresp port 7º ano 2011Saresp port 7º ano 2011
Saresp port 7º ano 2011
 
cartilha-da-infancia-ensino-da-leitura-galhardo-1911-biblioteca-nacional-de-m...
cartilha-da-infancia-ensino-da-leitura-galhardo-1911-biblioteca-nacional-de-m...cartilha-da-infancia-ensino-da-leitura-galhardo-1911-biblioteca-nacional-de-m...
cartilha-da-infancia-ensino-da-leitura-galhardo-1911-biblioteca-nacional-de-m...
 
Portfolio 1º 2015
Portfolio 1º 2015Portfolio 1º 2015
Portfolio 1º 2015
 
7º ano portugues
7º ano portugues7º ano portugues
7º ano portugues
 
Segunda avaliacao saep_2013_5ano (1)
Segunda avaliacao saep_2013_5ano (1)Segunda avaliacao saep_2013_5ano (1)
Segunda avaliacao saep_2013_5ano (1)
 
leonardoportal-caderno-do-fututo-ano7 (3).pdf
leonardoportal-caderno-do-fututo-ano7 (3).pdfleonardoportal-caderno-do-fututo-ano7 (3).pdf
leonardoportal-caderno-do-fututo-ano7 (3).pdf
 
Bateria de testes[1]
Bateria de testes[1]Bateria de testes[1]
Bateria de testes[1]
 
Simuladocomdescritores 130627120046-phpapp01
Simuladocomdescritores 130627120046-phpapp01Simuladocomdescritores 130627120046-phpapp01
Simuladocomdescritores 130627120046-phpapp01
 
Simuladocomdescritores 130627120046-phpapp01
Simuladocomdescritores 130627120046-phpapp01Simuladocomdescritores 130627120046-phpapp01
Simuladocomdescritores 130627120046-phpapp01
 
Jornal escolar palavras d'encantar 10.º edição
Jornal escolar   palavras d'encantar 10.º ediçãoJornal escolar   palavras d'encantar 10.º edição
Jornal escolar palavras d'encantar 10.º edição
 
SAEP – Sistema de Avaliação Educacional de Palmas (TO) – Avaliação 2 – Abril/...
SAEP – Sistema de Avaliação Educacional de Palmas (TO) – Avaliação 2 – Abril/...SAEP – Sistema de Avaliação Educacional de Palmas (TO) – Avaliação 2 – Abril/...
SAEP – Sistema de Avaliação Educacional de Palmas (TO) – Avaliação 2 – Abril/...
 
Avaliacao port mat_5ano_saep4
Avaliacao port mat_5ano_saep4Avaliacao port mat_5ano_saep4
Avaliacao port mat_5ano_saep4
 
Avaliacao port mat_5ano_saep4
Avaliacao port mat_5ano_saep4Avaliacao port mat_5ano_saep4
Avaliacao port mat_5ano_saep4
 
D 102
D 102 D 102
D 102
 
SEMANAS DE LEITURA 2017
SEMANAS DE LEITURA 2017SEMANAS DE LEITURA 2017
SEMANAS DE LEITURA 2017
 
5°ANO-ANEXO II-SEMANA 22--AVALIAÇÃO 2° BIMESTRE== 05 A 09 DE JULHO.pdf
5°ANO-ANEXO II-SEMANA 22--AVALIAÇÃO 2° BIMESTRE== 05 A 09 DE JULHO.pdf5°ANO-ANEXO II-SEMANA 22--AVALIAÇÃO 2° BIMESTRE== 05 A 09 DE JULHO.pdf
5°ANO-ANEXO II-SEMANA 22--AVALIAÇÃO 2° BIMESTRE== 05 A 09 DE JULHO.pdf
 

Mais de Wilson Barbieri

MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOSMMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOSWilson Barbieri
 
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOSMMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOSWilson Barbieri
 
Informativo abril edição 1
Informativo abril edição 1Informativo abril edição 1
Informativo abril edição 1Wilson Barbieri
 
Informativo 8 e 9 de dezembro de 2018
Informativo 8 e 9 de dezembro de 2018Informativo 8 e 9 de dezembro de 2018
Informativo 8 e 9 de dezembro de 2018Wilson Barbieri
 
Informativo 15 e 16 de dezembro de 2018
Informativo 15 e 16 de dezembro de 2018Informativo 15 e 16 de dezembro de 2018
Informativo 15 e 16 de dezembro de 2018Wilson Barbieri
 
Informativo 01 e 02 de dezembro de 2018
Informativo 01 e 02 de dezembro de 2018Informativo 01 e 02 de dezembro de 2018
Informativo 01 e 02 de dezembro de 2018Wilson Barbieri
 
Aconteceu na escola maio 2018
Aconteceu na escola maio 2018Aconteceu na escola maio 2018
Aconteceu na escola maio 2018Wilson Barbieri
 
Informativo 24 e 25 de novembro 2018
Informativo 24 e 25 de novembro 2018Informativo 24 e 25 de novembro 2018
Informativo 24 e 25 de novembro 2018Wilson Barbieri
 
Informativo 17 e 18 de novembro de 2018
Informativo 17 e 18 de novembro de 2018Informativo 17 e 18 de novembro de 2018
Informativo 17 e 18 de novembro de 2018Wilson Barbieri
 
Informativo 10 e 11 de novembro de 2018
Informativo 10 e 11 de novembro de 2018Informativo 10 e 11 de novembro de 2018
Informativo 10 e 11 de novembro de 2018Wilson Barbieri
 
Informativo 13 e 14 de outubro
Informativo 13 e 14 de outubroInformativo 13 e 14 de outubro
Informativo 13 e 14 de outubroWilson Barbieri
 
Informativo 20 e 21 de outubro de 2018
Informativo 20 e 21 de outubro de 2018Informativo 20 e 21 de outubro de 2018
Informativo 20 e 21 de outubro de 2018Wilson Barbieri
 
Informativo 29 e 30 de setembro 2018
Informativo 29 e 30 de setembro 2018Informativo 29 e 30 de setembro 2018
Informativo 29 e 30 de setembro 2018Wilson Barbieri
 
Informativo 15 e 16 de setembro 2018
Informativo 15 e 16 de setembro 2018Informativo 15 e 16 de setembro 2018
Informativo 15 e 16 de setembro 2018Wilson Barbieri
 
Informativo 22 e 23 de setembro 2018
Informativo 22 e 23 de setembro 2018Informativo 22 e 23 de setembro 2018
Informativo 22 e 23 de setembro 2018Wilson Barbieri
 
Informativo 08 e 09 de setembro de 2018
Informativo 08 e 09 de setembro de 2018Informativo 08 e 09 de setembro de 2018
Informativo 08 e 09 de setembro de 2018Wilson Barbieri
 

Mais de Wilson Barbieri (20)

grandezas2.ppsx
grandezas2.ppsxgrandezas2.ppsx
grandezas2.ppsx
 
3ª REUNIÃO MMR 2020
3ª REUNIÃO MMR 20203ª REUNIÃO MMR 2020
3ª REUNIÃO MMR 2020
 
Mmr reuniao 2
Mmr reuniao 2 Mmr reuniao 2
Mmr reuniao 2
 
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOSMMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS
 
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOSMMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS
 
Informativo abril edição 1
Informativo abril edição 1Informativo abril edição 1
Informativo abril edição 1
 
Portfolio 2018
Portfolio 2018 Portfolio 2018
Portfolio 2018
 
Informativo 8 e 9 de dezembro de 2018
Informativo 8 e 9 de dezembro de 2018Informativo 8 e 9 de dezembro de 2018
Informativo 8 e 9 de dezembro de 2018
 
Informativo 15 e 16 de dezembro de 2018
Informativo 15 e 16 de dezembro de 2018Informativo 15 e 16 de dezembro de 2018
Informativo 15 e 16 de dezembro de 2018
 
Informativo 01 e 02 de dezembro de 2018
Informativo 01 e 02 de dezembro de 2018Informativo 01 e 02 de dezembro de 2018
Informativo 01 e 02 de dezembro de 2018
 
Aconteceu na escola maio 2018
Aconteceu na escola maio 2018Aconteceu na escola maio 2018
Aconteceu na escola maio 2018
 
Informativo 24 e 25 de novembro 2018
Informativo 24 e 25 de novembro 2018Informativo 24 e 25 de novembro 2018
Informativo 24 e 25 de novembro 2018
 
Informativo 17 e 18 de novembro de 2018
Informativo 17 e 18 de novembro de 2018Informativo 17 e 18 de novembro de 2018
Informativo 17 e 18 de novembro de 2018
 
Informativo 10 e 11 de novembro de 2018
Informativo 10 e 11 de novembro de 2018Informativo 10 e 11 de novembro de 2018
Informativo 10 e 11 de novembro de 2018
 
Informativo 13 e 14 de outubro
Informativo 13 e 14 de outubroInformativo 13 e 14 de outubro
Informativo 13 e 14 de outubro
 
Informativo 20 e 21 de outubro de 2018
Informativo 20 e 21 de outubro de 2018Informativo 20 e 21 de outubro de 2018
Informativo 20 e 21 de outubro de 2018
 
Informativo 29 e 30 de setembro 2018
Informativo 29 e 30 de setembro 2018Informativo 29 e 30 de setembro 2018
Informativo 29 e 30 de setembro 2018
 
Informativo 15 e 16 de setembro 2018
Informativo 15 e 16 de setembro 2018Informativo 15 e 16 de setembro 2018
Informativo 15 e 16 de setembro 2018
 
Informativo 22 e 23 de setembro 2018
Informativo 22 e 23 de setembro 2018Informativo 22 e 23 de setembro 2018
Informativo 22 e 23 de setembro 2018
 
Informativo 08 e 09 de setembro de 2018
Informativo 08 e 09 de setembro de 2018Informativo 08 e 09 de setembro de 2018
Informativo 08 e 09 de setembro de 2018
 

Último

Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdfmúsica paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdfWALDIRENEPINTODEMACE
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfSandra Pratas
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e Américawilson778875
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Mary Alvarenga
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfceajajacu
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evoluçãoprofleticiasantosbio
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesGilbraz Aragão
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfSandra Pratas
 
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.pptDaniloConceiodaSilva
 

Último (20)

Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
 
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdfmúsica paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e América
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das Religiões
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
 

Relatório ensino fundamental 7ºano lingua portuguesa

  • 1. E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE AVALIAÇÃO DE APRENDIZAGEM EM PROCESSO - 1º BIMESTRE Segmento: FUNDAMENTAL: 7º ANO Língua Portuguesa GRÁFICO POR QUANTIDADE ACERTO GRÁFICO POR QUANTIDADE ERRO 45 51 64 50 51 69 55 49 47 45 0 10 20 30 40 50 60 70 80 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 QUESTÕES Acertos L.P. 7º Ano - Alunos avaliados- 138 93 87 74 88 87 69 83 89 91 93 0 20 40 60 80 100 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 QUESTÕES Erro - L.P. - 7º Ano - Alunos avaliados- 138
  • 2. E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE AS 3 QUESTÕES MAIS ERRADAS PELOS ALUNOS Questão 01 – 93 ALUNOS ERRARAM -67,39% - VER TEXTO O assunto principal do texto é a (A) presença do bicho geográfico em várias praias brasileiras. (B) prevenção e o tratamento contra a infecção pelo Ancylostoma. (C) descrição do bicho geográfico e as formas de contaminação. (D) forma como o parasita causa danos somente a cães e gatos. HABILIDADE – NÃO CONTEMPLADA Habilidades - Matriz de Referência para a AAP H4– Eixo I Identificar tema ou assunto principal de um texto. Questão 9 - 91 ALUNOS ERRARAM 65,94% - VER TEXTO No texto, a palavra tardezinha (1º parágrafo) reforça ao leitor a ideia de que a tarde: (A) segue sem novidades. (B) passa muito rapidamente. (C) está fria e movimentada. (D) transcorre sem monotonia. HABILIDADE – NÃO CONTEMPLADA Habilidades - Matriz de Referência para a AAP H27 --- Eixo V Reconhecer o efeito de sentido decorrente da escolha de uma determinada palavra ou expressão. Questão 10 – 93 ALUNOS ERRARAM – 67,39% - VER TEXTO De acordo com o texto, Monteiro Lobato se voltou à literatura infantil porque (A) gostava de ter personagens infantis em seus livros para adultos. (B) era apresentado como candidato à Academia Brasileira de Letras. (C) se sentia frustrado em relação ao comportamento dos adultos. (D) tinha a intenção de criar o “Sítio do Picapau Amarelo” para crianças. HABILIDADE – NÃO CONTEMPLADA Habilidades - Matriz de Referência para a AAP. H16 --- Eixo IV Estabelecer relações entre causa e consequência, entre partes ou elementos de um texto.
  • 3. E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE Tem bicho escondido na areia! Ele até que tem um apelido simpático: bicho geográfico. E levou essa fama porque fica debaixo da pele, desenhando linhas que se parecem com mapas inexistentes. Você já foi vítima? Pois é, o bicho geográfico é frequente em várias praias do nosso país. O parasita, de nome oficial Ancylosto- ma, gosta mesmo é de infectar gatos e cachorros, para se desenvolver em seus intestinos. Ele atinge essas vítimas pre- ferenciais quando elas comem ovos ou larvas do parasita, animais já contami- nados, ou ainda quando as larvas pe- netram através da pele. Depois de contaminados, os bichanos eliminam os ovos deste parasita junto com suas fezes. Ovos que viram larvas, ávidas por encontrar um novo hospe- deiro. Nós não somos os hospedeiros preferidos. Mas se a gente entrar em contato com as larvas, elas perfuram e entram na nossa pele. Assim como faz nos gatos e cachorros, o parasita tenta se aprofundar para atingir outros órgãos. Mas, para nossa sorte, a pele humana é uma barreira que essa larva não consegue transpor. Ela não ultrapassa além das camadas mais superficiais. E então fica por ali mes- mo, cavando túneis, andando sem rumo, dando uma de cartógrafo (profis- sional que desenha mapas). As lesões características do bicho geográfico são justamente os túneis que o parasita vai cavando e que conseguimos enxergar pela transparência da pele. São sulcos avermelhados, sinuosos e que coçam. [...] Por uma praia sem gatos e cachorros! Disponível em:<http://www.sobiologia.com.br/conteudos/jornal/noticia3.5.php>. Acesso em: 02 de outubro de 2013. (Adaptado) Leia o texto e responda à questão 9. Tarde de sábado Por Cecília Meireles A tardezinha de sábado, um pouco cinzenta, um pouco fria, parece não possuir nada de muito particular para ninguém. Os automóveis deslizam; as pessoas entram e saem dos cinemas; os namorados conversam por aqui e por ali; os bares funcionam ativamente, numa fabulosa produção de san- duíches e cachorros-quentes. Apesar da fresquidão, as mocinhas trazem nos pés sandálias douradas, enquanto agasalham a cabeça em echarpes de muitas voltas.
  • 4. E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE Tudo isso é rotina. Há um certo ar de monotonia por toda parte. O bondinho do Pão de Açúcar lá vai cumprindo o seu destino turístico, e moços bem fa- lantes explicam, de lápis na mão, em seus escritórios coloridos e envidraça- dos, apartamentos que vão ser construídos em poucos meses, com tantos andares, vista para todos os lados, vestíbulos de mármore, tanto de entrada, mais tantas prestações, sem reajustamento — o melhor emprego de capital jamais oferecido! [...] Disponível em: <http://www.releituras.com/i_gemmal_cmeireles.asp>. Acesso em: 03 de outubro de 2013. Leia o texto e responda à questão 10. Texto autobiográfico de Monteiro Lobato Nasci José Renato Monteiro Lobato, em Taubaté-SP, aos 18 de abril de 1882. [...] Aos 9 anos resolvi mudar meu nome para José Bento Monteiro Lobato desejando usar uma bengala de meu pai, gravada com as iniciais J.B.M.L. Fui Juca, com as minhas irmãs Judite e Esther, fazendo bichos de chuchu com palitos nas pernas. Por isso, cada um de meus personagens (Pedrinho, Narizi- nho, Emília e Visconde) representa um pouco do que fui e um pouco do que não pude ser. Aos 14 anos escrevi, para o jornal “O Guarani”, minha primeira crônica. Sempre amei a leitura. Li Carlos Magno e os 12 pares de França, o Robinson Crusoé e todo o Júlio Verne. Formei- me em Direito em 1904, pela Universidade de São Paulo. Queria ter cursado Belas Artes ou até Engenharia, mas meu avô, Visconde de Tremembé, amigo de Dom Pedro II, queria ter na família um ba- charel em Ciências Jurídicas e Sociais. Em maio de 1907 fui nomeado promotor em Areias - SP, casando-me no ano seguinte com Maria Pureza da Natividade, com quem tive o Edgar, o Guilherme, a Marta e a Rute. [...] Em 1911 morreu o meu avô, Visconde de Tremembé, e dele herdei a fazenda Buquira, passando de promotor a fazendeiro. Na fazenda escrevi o Jeca Tatu, símbolo nacional. Comprei a “Revista do Brasil” e comecei, então, a editar meus livros para adultos. “Urupês” iniciou a fila em 1918. Surgia a primeira editora nacional “Mon- teiro Lobato & Cia”, neste mesmo ano. Antes de mim, os livros do Brasil eram impressos em Portugal. Quiseram me levar para a Academia Brasileira de Letras. Recusei. Não quis transigir com a praxe de lá implorar votos. Tive muitos convites para cargos oficiais de grande importância. Recusei a todos. Getúlio Vargas (presidente do Brasil na ocasião) convocou-me para ser o Ministro da Propaganda. Respondi que a melhor propaganda para o Brasil, no exterior, era a “Liberdade do Povo”, a constitucionalização do país. [...] Dediquei-me à Literatura Infantil já em 1921. E, retomei a ela, anos depois, desgostoso dos adultos. Com “Narizinho Arrebitado”, lancei o “Sítio do Picapau Amarelo”. O sítio é um reino de liberdade e encantamento. Muitos já o classifi- caram de República. [...] Disponível em:<http://alturl.com/co9rh>. Acesso em: 29 de agosto de 2013. (Adaptado)
  • 5. E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE DISTRIBUIÇÃO POR SALA DE AULA- QUESTÃO CORRETA - 12 13 18 13 15 25 16 12 10 11 0 5 10 15 20 25 30 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 QUESTÕES Acertos L.P. - 7º A - Alunos avaliados- 38 14 16 18 9 13 19 12 9 10 8 0 2 4 6 8 10 12 14 16 18 20 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 QUESTÕES Acertos L.P. - 7º B - Alunos avaliados- 34 14 14 22 16 20 22 15 17 17 10 0 5 10 15 20 25 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 QUESTÕES Acertos L.P. - 7º C - Alunos avaliados- 35
  • 6. E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE 5 8 6 12 3 3 12 11 10 16 0 2 4 6 8 10 12 14 16 18 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 QUESTÕES Acertos L.P. - 7º D - Alunos avaliados- 31
  • 7. E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE DISTRIBUIÇÃO POR SALA DE AULA - QUESTÃO INCORRETA 26 25 20 25 23 13 22 26 28 27 0 5 10 15 20 25 30 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 QUESTÕES Erro - L.P. - 7º A - Alunos avaliados - 38 20 18 16 25 21 15 22 25 24 26 0 5 10 15 20 25 30 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 QUESTÕES Erro - L.P. - 7º B - Alunos avaliados - 34 21 21 13 19 15 13 20 18 18 25 0 5 10 15 20 25 30 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 QUESTÕES Erro - L.P. - 7º C - Alunos avaliados - 35
  • 8. E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE 26 23 25 19 28 28 19 20 21 15 0 5 10 15 20 25 30 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 QUESTÕES Erro - L.P. - 7º D - Alunos avaliados - 31
  • 9. E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE TABULAÇÃO DE CADA SALA DE AULA ENSINO FUNDAMENTAL 7º ANO