SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
Baixar para ler offline
E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE 
AVALIAÇÃO DE APRENDIZAGEM EM PROCESSO - 1º BIMESTRE 
Segmento: FUNDAMENTAL: 6º ANO Língua Portuguesa 
GRÁFICO POR QUANTIDADE ACERTO 
GRÁFICO POR QUANTIDADE ERRO 
47 
54 
30 
33 
49 
33 
46 
46 
56 
43 
0 
10 
20 
30 
40 
50 
60 
1 
2 
3 
4 
5 
6 
7 
8 
9 
10 
QUESTÕES 
Acertos L.P. 6º Total- Alunos avaliados-75 
28 
21 
45 
42 
26 
42 
29 
29 
19 
32 
0 
10 
20 
30 
40 
50 
1 
2 
3 
4 
5 
6 
7 
8 
9 
10 
QUESTÕES 
Erro - L.P. - 6º Total - Alunos avaliados-75
E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE 
AS 3 QUESTÕES MAIS ERRADAS PELOS ALUNOS 
Questão 03 – 45 ALUNOS ERRARAM -60% - VER TEXTO 
Observe o trecho: “Eu ensinava alguma coisa, é verdade, mas a gente se guiava mesmo era pelo instinto. Isso acabou.” A palavra Isso se refere 
(A) ao time que só perdia quando jogava com o adversário tradicional. 
(B) aos jogadores que jogavam o futebol que sabiam e se guiavam pelo instinto. 
(C) aos jogadores que esperavam pelo segundo tempo para começar a marcar gol. 
(D) ao impedimento do time adversário em marcar gol aos 12 minutos do primeiro tempo. 
HABILIDADE – NÃO CONTEMPLADA 
Habilidades - Matriz de Referência para a AAP H17 – Eixo IV 
Estabelecer relações lógico-discursivas presentes no texto, marcadas por conectivos. 
Questão 4 - 42 ALUNOS ERRARAM 56% - VER TEXTO 
O assunto principal do texto é 
(A) informar que a data 17 de julho é o dia do Protetor da Floresta. 
(B) mostrar que a natureza é importante e que devemos protegê-la. 
(C) apresentar Curupira, que é um garoto travesso, protetor da natureza. 
(D) apresentar Cauã, garoto de origem indígena, defensor das matas. 
HABILIDADE – NÃO CONTEMPLADA 
Habilidades - Matriz de Referência para a AAP H4 --- Eixo I 
Identificar tema ou assunto principal deum texto. 
Questão 6 – 42 ALUNOS ERRARAM – 56% - VER TEXTO 
O texto nos informa que 
(A) nos lugares onde o refrigerante não é uma bebida popular, consome-se água. 
(B) o consumo de refrigerante nos EUA é 16% maior do que a soma de todos os países. 
(C) o consumo de refrigerantes nos EUA preocupa os agentes da saúde pública. 
(D) o consumo de refrigerantes no mundo preocupa, pois o número é de 170 litros por ano. 
HABILIDADE – NÃO CONTEMPLADA 
Habilidades - Matriz de Referência para a AAP. H9 --- Eixo I 
Localizar os elementos constitutivos da organização interna de um texto.
E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE 
O futebol e a matemática Moacyr Scliar 
Modelo matemático prevê gols no futebol Mundo, 23 mar. 1999 
O técnico reuniu o time dois dias antes da partida com o tradicional adversário. Tinha uma importante comunicação a fazer. 
— Meus amigos, hoje começa uma nova fase na vida do nosso clube. Até ago- ra, cada um jogava o futebol que sabia. Eu ensinava alguma coisa, é verdade, mas a gente se guiava mesmo era pelo instinto. Isso acabou. Graças a um dos nossos diretores, que é um cara avançado e sabe das coisas, nós vamos jogar de maneira completamente diferente. Nós vamos jogar de maneira científica. 
Abriu uma pasta e de lá tirou uma série de tabelas e gráficos feitos em compu- tador. 
— Sabem o que é isso? É o modelo matemático para o nosso jogo. Foi feito com base em todas as partidas que jogamos contra o nosso adversário, desde 1923. Está tudo aqui, cientificamente analisado. E está aqui também a previ- são para a nossa partida. Eles provaram estatisticamente que o adversário vai marcar um gol aos 12 minutos do primeiro tempo. Nós vamos empatar aos 24 minutos do segundo tempo e vamos marcar o gol da vitória aos 43 minutos. Portanto, não percam a calma. Esperem pelo segundo tempo. É aí que vamos ganhar. 
Os jogadores se olharam, perplexos. Mas ciência é ciência, tudo o que eles ti- nham a fazer era jogar de acordo com o modelo matemático. 
Veio o grande dia. Estádio lotado, começou a partida, e, tal como previsto, o adversário fez um gol aos 12 minutos. E aí sucedeu o inesperado. 
Um jogador chamado Fuinha, um rapaz magrinho, novo no time, pegou a bola, invadiu a área, chutou forte e empatou. Cinco minutos depois, fez mais um gol. 
E outro. E outro. O jogo terminou com o marcador de 7 a 1, um escore nunca registrado na história dos dois times. 
Todos se cumprimentavam, felizes. Só o técnico não estava muito satisfeito: 
— Gostei muito de sua atuação, Fuinha, mas você não me obedeceu. Por que não seguiu o modelo matemático? 
O rapaz fez uma cara de triste: 
— Ah, seu Osvaldo, eu nunca fui muito bom nessa tal de matemática. Aliás, foi por isso que o meu pai me tirou do colégio e me mandou jogar futebol. Se eu soubesse fazer contas, não estaria aqui, jogando para o senhor. 
— O técnico suspirou. Acabara de concluir: uma coisa é o modelo matemático. Outra coisa é a vida propriamente dita, nela incluída o futebol. 
SCLIAR, Moacyr. O futebol e a matemática. In: Prosas Urbanas. São Paulo: Global Editora, 2006, p.15-18.
E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE 
Leia o texto e responda à questão 4. 
Cauã, o Protetor de Florestas 
Hoje, dia 17 de Julho, é comemorado o Dia do Protetor de Florestas, por isso, convidamos o Cauã, garoto da nossa turminha, de origem indígena e grande defensor das nossas matas, para nos contar a origem desta data. 
Solta a voz, Cauã: 
“Olá, galerinha, como vocês já sabem, sou de origem indígena e conheço mui- tas lendas que aprendi com as pessoas mais velhas da minha tribo. Hoje vou contar para vocês a história do Protetor de Florestas, mais conhecido como Curupira. 
O Curupira é um anão de cabelos avermelhados, dentes verdes que possui os pés voltados para trás. O seu nome significa “garoto travesso”. Não é um meni- no mau, mas faz traquinagens para proteger a natureza, plantas e animais dos homens malvados, que a tentam destruir. 
Ele sabe o quanto as florestas são importantes para o clima, o ar, a água, o solo e principalmente para a nossa saúde. Diz a lenda que ele mora na Floresta Amazônica, mas eu acho que deveria ter um Curupira em todas as florestas para protegê-las. 
E essa é a história do Curupira! Espero que tenham gostado e que sejam ver- dadeiros protetores das florestas. Assim como o Curupira, não se esqueçam do quanto a natureza é importante para nós e façam de tudo para protegê-la, sempre.” 
Disponível em: <http://www.clubinhosabesp.com.br/clubinho_sabesp/ligadinho/noticia.asp?idConteu do=384#tituloLigadinho>. Acesso em: 07 de agosto de 2013. (Adaptado) 
Leia o texto e responda à questão 6. 
13 de julho, 2012
E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE 
Se existe um país no mundo que tem problemas com refrigerantes é os Esta- dos Unidos. A sede dos EUA por refrigerantes é tão grande que representantes da saúde pública querem criar taxas para o produto e o Estado de Nova York quer limitar a quantidade servida. 
Os EUA são de longe os maiores fanáticos por refrigerantes de cola no mundo. Ao longo de um ano, os americanos compram em média o número impres- sionante de 170 litros de refrigerante. Isto é 16% a mais do que consomem o segundo maior consumidor de refrigerante do mundo: o México. 
Claro que, onde o refrigerante não é uma bebida popular, as pessoas saciam a sede com outras bebidas, como chá, suco e cerveja. 
Disponível em: <http://opiniaoenoticia.com.br/vida/saude/eua-sao-o-maior-consumidor-mundial-de- -refrigerantes/>. Acesso em: 22 de agosto de 2013.
E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE 
DISTRIBUIÇÃO POR SALA DE AULA- QUESTÃO CORRETA - 
14 
18 
9 
9 
16 
12 
15 
18 
19 
15 
0 
2 
4 
6 
8 
10 
12 
14 
16 
18 
20 
1 
2 
3 
4 
5 
6 
7 
8 
9 
10 
QUESTÕES 
Acertos L.P. - 6º A - Alunos avaliados-26 
19 
21 
12 
12 
19 
8 
16 
17 
20 
14 
0 
5 
10 
15 
20 
25 
1 
2 
3 
4 
5 
6 
7 
8 
9 
10 
QUESTÕES 
Acertos L.P. - 6º B - Alunos avaliados-25 
14 
15 
9 
12 
14 
13 
15 
11 
17 
14 
0 
2 
4 
6 
8 
10 
12 
14 
16 
18 
1 
2 
3 
4 
5 
6 
7 
8 
9 
10 
QUESTÕES 
Acertos L.P. - 6º C- Alunos avaliados-24
E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE 
DISTRIBUIÇÃO POR SALA DE AULA - QUESTÃO INCORRETA 
12 
8 
17 
17 
10 
14 
11 
8 
7 
11 
0 
2 
4 
6 
8 
10 
12 
14 
16 
18 
1 
2 
3 
4 
5 
6 
7 
8 
9 
10 
QUESTÕES 
Erro - L.P. - 6º A - Alunos avaliados-26 
6 
4 
13 
13 
6 
17 
9 
8 
5 
11 
0 
2 
4 
6 
8 
10 
12 
14 
16 
18 
1 
2 
3 
4 
5 
6 
7 
8 
9 
10 
QUESTÕES 
Erro - L.P. - 6º B - Alunos avaliados-25 
10 
9 
15 
12 
10 
11 
9 
13 
7 
10 
0 
2 
4 
6 
8 
10 
12 
14 
16 
1 
2 
3 
4 
5 
6 
7 
8 
9 
10 
QUESTÕES 
Erro - L.P. - 6º C - Alunos avaliados-24
E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE 
TABULAÇÃO DE CADA SALA DE AULA ENSINO FUNDAMENTAL 6º ANO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Exercicios extra 6 ano artigos e numerais
Exercicios extra 6 ano artigos e numeraisExercicios extra 6 ano artigos e numerais
Exercicios extra 6 ano artigos e numeraisElaine Rabelo
 
Português Simulado 4-ano-segundo-semestre
Português Simulado 4-ano-segundo-semestrePortuguês Simulado 4-ano-segundo-semestre
Português Simulado 4-ano-segundo-semestreVivian Harrizvivian
 
Atividades sobre Energia
Atividades sobre EnergiaAtividades sobre Energia
Atividades sobre EnergiaAndrea Alves
 
Prova de Ciências 5º ano
Prova de Ciências 5º anoProva de Ciências 5º ano
Prova de Ciências 5º anoJasmine Leme
 
Gabarito exercícios de orações coordenadas, coesão e coerência
Gabarito exercícios de orações coordenadas, coesão e coerênciaGabarito exercícios de orações coordenadas, coesão e coerência
Gabarito exercícios de orações coordenadas, coesão e coerênciaRoberto Luiz
 
Caderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da Infância
Caderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da InfânciaCaderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da Infância
Caderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da InfânciaJairo Felipe
 
Simulado de Matemática 5º ano
Simulado de Matemática 5º anoSimulado de Matemática 5º ano
Simulado de Matemática 5º anoMary Alvarenga
 
Atividade de ciências - plantas 2º ano.pdf
Atividade de ciências - plantas 2º ano.pdfAtividade de ciências - plantas 2º ano.pdf
Atividade de ciências - plantas 2º ano.pdfElivaneidePereira
 
Prova.pb.historia.3ano.manha.1bim
Prova.pb.historia.3ano.manha.1bimProva.pb.historia.3ano.manha.1bim
Prova.pb.historia.3ano.manha.1bimCinthia Santos
 

Mais procurados (20)

Exercicios extra 6 ano artigos e numerais
Exercicios extra 6 ano artigos e numeraisExercicios extra 6 ano artigos e numerais
Exercicios extra 6 ano artigos e numerais
 
Avaliação de recup. historia 4º ano
Avaliação de recup. historia 4º anoAvaliação de recup. historia 4º ano
Avaliação de recup. historia 4º ano
 
Português Simulado 4-ano-segundo-semestre
Português Simulado 4-ano-segundo-semestrePortuguês Simulado 4-ano-segundo-semestre
Português Simulado 4-ano-segundo-semestre
 
Atividades sobre Energia
Atividades sobre EnergiaAtividades sobre Energia
Atividades sobre Energia
 
Prova de Ciências 5º ano
Prova de Ciências 5º anoProva de Ciências 5º ano
Prova de Ciências 5º ano
 
D22 (mat. 5º ano)
D22 (mat. 5º ano)D22 (mat. 5º ano)
D22 (mat. 5º ano)
 
Produção textual
Produção textual Produção textual
Produção textual
 
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4...
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4...AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4...
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4...
 
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...
 
Gabarito exercícios de orações coordenadas, coesão e coerência
Gabarito exercícios de orações coordenadas, coesão e coerênciaGabarito exercícios de orações coordenadas, coesão e coerência
Gabarito exercícios de orações coordenadas, coesão e coerência
 
Caderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da Infância
Caderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da InfânciaCaderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da Infância
Caderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da Infância
 
AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA - 5º ANO - PROCESSO DE REAVALIAÇAO 2017
AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA - 5º ANO - PROCESSO DE REAVALIAÇAO  2017AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA - 5º ANO - PROCESSO DE REAVALIAÇAO  2017
AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA - 5º ANO - PROCESSO DE REAVALIAÇAO 2017
 
Simulado de Matemática 5º ano
Simulado de Matemática 5º anoSimulado de Matemática 5º ano
Simulado de Matemática 5º ano
 
Atividade avaliativa de história
Atividade avaliativa de históriaAtividade avaliativa de história
Atividade avaliativa de história
 
Atividade de ciências - plantas 2º ano.pdf
Atividade de ciências - plantas 2º ano.pdfAtividade de ciências - plantas 2º ano.pdf
Atividade de ciências - plantas 2º ano.pdf
 
Atividades avaliativas para o 2º ano
Atividades avaliativas para o 2º anoAtividades avaliativas para o 2º ano
Atividades avaliativas para o 2º ano
 
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...
AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BIMEST...
 
Prova.pb.historia.3ano.manha.1bim
Prova.pb.historia.3ano.manha.1bimProva.pb.historia.3ano.manha.1bim
Prova.pb.historia.3ano.manha.1bim
 
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLOAVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
 
D5 (5º ano l.p.)
D5 (5º ano   l.p.)D5 (5º ano   l.p.)
D5 (5º ano l.p.)
 

Destaque

Projeto EJA_ 2º bimestre - Profa. Dafiana Carlos
Projeto  EJA_ 2º bimestre - Profa.  Dafiana CarlosProjeto  EJA_ 2º bimestre - Profa.  Dafiana Carlos
Projeto EJA_ 2º bimestre - Profa. Dafiana CarlosDafianaCarlos
 
Programa Mais Educação - Relatório das Atividades _ 1º bimestre
Programa Mais Educação  - Relatório das Atividades _ 1º bimestrePrograma Mais Educação  - Relatório das Atividades _ 1º bimestre
Programa Mais Educação - Relatório das Atividades _ 1º bimestrePatrícia Fernanda da Costa Santos
 
1º bimestre todas as disciplinas
1º bimestre todas as disciplinas1º bimestre todas as disciplinas
1º bimestre todas as disciplinasjosivaldopassos
 
Relatorio de estágio do ensino médio
Relatorio de estágio do ensino médio Relatorio de estágio do ensino médio
Relatorio de estágio do ensino médio Giselle Coutinho
 
Relatório do Primeiro Bimestre - Março/Abril 2012.
Relatório do Primeiro Bimestre - Março/Abril 2012. Relatório do Primeiro Bimestre - Março/Abril 2012.
Relatório do Primeiro Bimestre - Março/Abril 2012. DafianaCarlos
 
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regularRelatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regularNethy Marques
 

Destaque (8)

Projeto EJA_ 2º bimestre - Profa. Dafiana Carlos
Projeto  EJA_ 2º bimestre - Profa.  Dafiana CarlosProjeto  EJA_ 2º bimestre - Profa.  Dafiana Carlos
Projeto EJA_ 2º bimestre - Profa. Dafiana Carlos
 
Programa Mais Educação - Relatório das Atividades _ 1º bimestre
Programa Mais Educação  - Relatório das Atividades _ 1º bimestrePrograma Mais Educação  - Relatório das Atividades _ 1º bimestre
Programa Mais Educação - Relatório das Atividades _ 1º bimestre
 
1º bimestre todas as disciplinas
1º bimestre todas as disciplinas1º bimestre todas as disciplinas
1º bimestre todas as disciplinas
 
Relatorio de estágio do ensino médio
Relatorio de estágio do ensino médio Relatorio de estágio do ensino médio
Relatorio de estágio do ensino médio
 
Relatório do Primeiro Bimestre - Março/Abril 2012.
Relatório do Primeiro Bimestre - Março/Abril 2012. Relatório do Primeiro Bimestre - Março/Abril 2012.
Relatório do Primeiro Bimestre - Março/Abril 2012.
 
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regularRelatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
 
Relatorio final pronto!
Relatorio final pronto!Relatorio final pronto!
Relatorio final pronto!
 
Modelos relatorios
Modelos relatoriosModelos relatorios
Modelos relatorios
 

Semelhante a Avaliação Língua Portuguesa 6o ano

Relatório ensino fundamental 9ºano 8ª série lingua portuguesa
Relatório ensino fundamental 9ºano 8ª série   lingua portuguesaRelatório ensino fundamental 9ºano 8ª série   lingua portuguesa
Relatório ensino fundamental 9ºano 8ª série lingua portuguesaWilson Barbieri
 
Fala galera agosto
Fala galera agostoFala galera agosto
Fala galera agostoFalaGalera
 
Prova cfs 1 2021 cod_69_05 10 2020 08 34 55_
Prova cfs 1 2021 cod_69_05 10 2020 08 34 55_Prova cfs 1 2021 cod_69_05 10 2020 08 34 55_
Prova cfs 1 2021 cod_69_05 10 2020 08 34 55_Airton Coelho
 
PV NOTÍCIAS - EDIÇÃO 2
PV NOTÍCIAS - EDIÇÃO 2PV NOTÍCIAS - EDIÇÃO 2
PV NOTÍCIAS - EDIÇÃO 2Jonasblog
 
(Jornal escolar palavras d'encanta 6.º ed.
(Jornal escolar   palavras d'encanta 6.º ed.(Jornal escolar   palavras d'encanta 6.º ed.
(Jornal escolar palavras d'encanta 6.º ed.maxteles2004
 
Cerno do futuro hist e geo
Cerno do futuro hist e geoCerno do futuro hist e geo
Cerno do futuro hist e geoVanessa Reis
 
PV NOTÍCIAS - EDIÇÃO Nº 6
PV NOTÍCIAS - EDIÇÃO Nº 6PV NOTÍCIAS - EDIÇÃO Nº 6
PV NOTÍCIAS - EDIÇÃO Nº 6Jonasblog
 
Relatório ensino fundamental 8ºano lingua portuguesa
Relatório ensino fundamental  8ºano   lingua portuguesaRelatório ensino fundamental  8ºano   lingua portuguesa
Relatório ensino fundamental 8ºano lingua portuguesaWilson Barbieri
 

Semelhante a Avaliação Língua Portuguesa 6o ano (9)

Pesquisando opiniões
Pesquisando opiniõesPesquisando opiniões
Pesquisando opiniões
 
Relatório ensino fundamental 9ºano 8ª série lingua portuguesa
Relatório ensino fundamental 9ºano 8ª série   lingua portuguesaRelatório ensino fundamental 9ºano 8ª série   lingua portuguesa
Relatório ensino fundamental 9ºano 8ª série lingua portuguesa
 
Fala galera agosto
Fala galera agostoFala galera agosto
Fala galera agosto
 
Prova cfs 1 2021 cod_69_05 10 2020 08 34 55_
Prova cfs 1 2021 cod_69_05 10 2020 08 34 55_Prova cfs 1 2021 cod_69_05 10 2020 08 34 55_
Prova cfs 1 2021 cod_69_05 10 2020 08 34 55_
 
PV NOTÍCIAS - EDIÇÃO 2
PV NOTÍCIAS - EDIÇÃO 2PV NOTÍCIAS - EDIÇÃO 2
PV NOTÍCIAS - EDIÇÃO 2
 
(Jornal escolar palavras d'encanta 6.º ed.
(Jornal escolar   palavras d'encanta 6.º ed.(Jornal escolar   palavras d'encanta 6.º ed.
(Jornal escolar palavras d'encanta 6.º ed.
 
Cerno do futuro hist e geo
Cerno do futuro hist e geoCerno do futuro hist e geo
Cerno do futuro hist e geo
 
PV NOTÍCIAS - EDIÇÃO Nº 6
PV NOTÍCIAS - EDIÇÃO Nº 6PV NOTÍCIAS - EDIÇÃO Nº 6
PV NOTÍCIAS - EDIÇÃO Nº 6
 
Relatório ensino fundamental 8ºano lingua portuguesa
Relatório ensino fundamental  8ºano   lingua portuguesaRelatório ensino fundamental  8ºano   lingua portuguesa
Relatório ensino fundamental 8ºano lingua portuguesa
 

Mais de Wilson Barbieri

MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOSMMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOSWilson Barbieri
 
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOSMMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOSWilson Barbieri
 
Informativo abril edição 1
Informativo abril edição 1Informativo abril edição 1
Informativo abril edição 1Wilson Barbieri
 
Informativo 8 e 9 de dezembro de 2018
Informativo 8 e 9 de dezembro de 2018Informativo 8 e 9 de dezembro de 2018
Informativo 8 e 9 de dezembro de 2018Wilson Barbieri
 
Informativo 15 e 16 de dezembro de 2018
Informativo 15 e 16 de dezembro de 2018Informativo 15 e 16 de dezembro de 2018
Informativo 15 e 16 de dezembro de 2018Wilson Barbieri
 
Informativo 01 e 02 de dezembro de 2018
Informativo 01 e 02 de dezembro de 2018Informativo 01 e 02 de dezembro de 2018
Informativo 01 e 02 de dezembro de 2018Wilson Barbieri
 
Aconteceu na escola maio 2018
Aconteceu na escola maio 2018Aconteceu na escola maio 2018
Aconteceu na escola maio 2018Wilson Barbieri
 
Informativo 24 e 25 de novembro 2018
Informativo 24 e 25 de novembro 2018Informativo 24 e 25 de novembro 2018
Informativo 24 e 25 de novembro 2018Wilson Barbieri
 
Informativo 17 e 18 de novembro de 2018
Informativo 17 e 18 de novembro de 2018Informativo 17 e 18 de novembro de 2018
Informativo 17 e 18 de novembro de 2018Wilson Barbieri
 
Informativo 10 e 11 de novembro de 2018
Informativo 10 e 11 de novembro de 2018Informativo 10 e 11 de novembro de 2018
Informativo 10 e 11 de novembro de 2018Wilson Barbieri
 
Informativo 13 e 14 de outubro
Informativo 13 e 14 de outubroInformativo 13 e 14 de outubro
Informativo 13 e 14 de outubroWilson Barbieri
 
Informativo 20 e 21 de outubro de 2018
Informativo 20 e 21 de outubro de 2018Informativo 20 e 21 de outubro de 2018
Informativo 20 e 21 de outubro de 2018Wilson Barbieri
 
Informativo 29 e 30 de setembro 2018
Informativo 29 e 30 de setembro 2018Informativo 29 e 30 de setembro 2018
Informativo 29 e 30 de setembro 2018Wilson Barbieri
 
Informativo 15 e 16 de setembro 2018
Informativo 15 e 16 de setembro 2018Informativo 15 e 16 de setembro 2018
Informativo 15 e 16 de setembro 2018Wilson Barbieri
 
Informativo 22 e 23 de setembro 2018
Informativo 22 e 23 de setembro 2018Informativo 22 e 23 de setembro 2018
Informativo 22 e 23 de setembro 2018Wilson Barbieri
 
Informativo 08 e 09 de setembro de 2018
Informativo 08 e 09 de setembro de 2018Informativo 08 e 09 de setembro de 2018
Informativo 08 e 09 de setembro de 2018Wilson Barbieri
 

Mais de Wilson Barbieri (20)

grandezas2.ppsx
grandezas2.ppsxgrandezas2.ppsx
grandezas2.ppsx
 
3ª REUNIÃO MMR 2020
3ª REUNIÃO MMR 20203ª REUNIÃO MMR 2020
3ª REUNIÃO MMR 2020
 
Mmr reuniao 2
Mmr reuniao 2 Mmr reuniao 2
Mmr reuniao 2
 
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOSMMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS
 
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOSMMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS
MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS
 
Informativo abril edição 1
Informativo abril edição 1Informativo abril edição 1
Informativo abril edição 1
 
Portfolio 2018
Portfolio 2018 Portfolio 2018
Portfolio 2018
 
Informativo 8 e 9 de dezembro de 2018
Informativo 8 e 9 de dezembro de 2018Informativo 8 e 9 de dezembro de 2018
Informativo 8 e 9 de dezembro de 2018
 
Informativo 15 e 16 de dezembro de 2018
Informativo 15 e 16 de dezembro de 2018Informativo 15 e 16 de dezembro de 2018
Informativo 15 e 16 de dezembro de 2018
 
Informativo 01 e 02 de dezembro de 2018
Informativo 01 e 02 de dezembro de 2018Informativo 01 e 02 de dezembro de 2018
Informativo 01 e 02 de dezembro de 2018
 
Aconteceu na escola maio 2018
Aconteceu na escola maio 2018Aconteceu na escola maio 2018
Aconteceu na escola maio 2018
 
Informativo 24 e 25 de novembro 2018
Informativo 24 e 25 de novembro 2018Informativo 24 e 25 de novembro 2018
Informativo 24 e 25 de novembro 2018
 
Informativo 17 e 18 de novembro de 2018
Informativo 17 e 18 de novembro de 2018Informativo 17 e 18 de novembro de 2018
Informativo 17 e 18 de novembro de 2018
 
Informativo 10 e 11 de novembro de 2018
Informativo 10 e 11 de novembro de 2018Informativo 10 e 11 de novembro de 2018
Informativo 10 e 11 de novembro de 2018
 
Informativo 13 e 14 de outubro
Informativo 13 e 14 de outubroInformativo 13 e 14 de outubro
Informativo 13 e 14 de outubro
 
Informativo 20 e 21 de outubro de 2018
Informativo 20 e 21 de outubro de 2018Informativo 20 e 21 de outubro de 2018
Informativo 20 e 21 de outubro de 2018
 
Informativo 29 e 30 de setembro 2018
Informativo 29 e 30 de setembro 2018Informativo 29 e 30 de setembro 2018
Informativo 29 e 30 de setembro 2018
 
Informativo 15 e 16 de setembro 2018
Informativo 15 e 16 de setembro 2018Informativo 15 e 16 de setembro 2018
Informativo 15 e 16 de setembro 2018
 
Informativo 22 e 23 de setembro 2018
Informativo 22 e 23 de setembro 2018Informativo 22 e 23 de setembro 2018
Informativo 22 e 23 de setembro 2018
 
Informativo 08 e 09 de setembro de 2018
Informativo 08 e 09 de setembro de 2018Informativo 08 e 09 de setembro de 2018
Informativo 08 e 09 de setembro de 2018
 

Último

Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceRonisHolanda
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evoluçãoprofleticiasantosbio
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfceajajacu
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...DominiqueFaria2
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Mary Alvarenga
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 

Último (20)

Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 

Avaliação Língua Portuguesa 6o ano

  • 1. E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE AVALIAÇÃO DE APRENDIZAGEM EM PROCESSO - 1º BIMESTRE Segmento: FUNDAMENTAL: 6º ANO Língua Portuguesa GRÁFICO POR QUANTIDADE ACERTO GRÁFICO POR QUANTIDADE ERRO 47 54 30 33 49 33 46 46 56 43 0 10 20 30 40 50 60 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 QUESTÕES Acertos L.P. 6º Total- Alunos avaliados-75 28 21 45 42 26 42 29 29 19 32 0 10 20 30 40 50 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 QUESTÕES Erro - L.P. - 6º Total - Alunos avaliados-75
  • 2. E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE AS 3 QUESTÕES MAIS ERRADAS PELOS ALUNOS Questão 03 – 45 ALUNOS ERRARAM -60% - VER TEXTO Observe o trecho: “Eu ensinava alguma coisa, é verdade, mas a gente se guiava mesmo era pelo instinto. Isso acabou.” A palavra Isso se refere (A) ao time que só perdia quando jogava com o adversário tradicional. (B) aos jogadores que jogavam o futebol que sabiam e se guiavam pelo instinto. (C) aos jogadores que esperavam pelo segundo tempo para começar a marcar gol. (D) ao impedimento do time adversário em marcar gol aos 12 minutos do primeiro tempo. HABILIDADE – NÃO CONTEMPLADA Habilidades - Matriz de Referência para a AAP H17 – Eixo IV Estabelecer relações lógico-discursivas presentes no texto, marcadas por conectivos. Questão 4 - 42 ALUNOS ERRARAM 56% - VER TEXTO O assunto principal do texto é (A) informar que a data 17 de julho é o dia do Protetor da Floresta. (B) mostrar que a natureza é importante e que devemos protegê-la. (C) apresentar Curupira, que é um garoto travesso, protetor da natureza. (D) apresentar Cauã, garoto de origem indígena, defensor das matas. HABILIDADE – NÃO CONTEMPLADA Habilidades - Matriz de Referência para a AAP H4 --- Eixo I Identificar tema ou assunto principal deum texto. Questão 6 – 42 ALUNOS ERRARAM – 56% - VER TEXTO O texto nos informa que (A) nos lugares onde o refrigerante não é uma bebida popular, consome-se água. (B) o consumo de refrigerante nos EUA é 16% maior do que a soma de todos os países. (C) o consumo de refrigerantes nos EUA preocupa os agentes da saúde pública. (D) o consumo de refrigerantes no mundo preocupa, pois o número é de 170 litros por ano. HABILIDADE – NÃO CONTEMPLADA Habilidades - Matriz de Referência para a AAP. H9 --- Eixo I Localizar os elementos constitutivos da organização interna de um texto.
  • 3. E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE O futebol e a matemática Moacyr Scliar Modelo matemático prevê gols no futebol Mundo, 23 mar. 1999 O técnico reuniu o time dois dias antes da partida com o tradicional adversário. Tinha uma importante comunicação a fazer. — Meus amigos, hoje começa uma nova fase na vida do nosso clube. Até ago- ra, cada um jogava o futebol que sabia. Eu ensinava alguma coisa, é verdade, mas a gente se guiava mesmo era pelo instinto. Isso acabou. Graças a um dos nossos diretores, que é um cara avançado e sabe das coisas, nós vamos jogar de maneira completamente diferente. Nós vamos jogar de maneira científica. Abriu uma pasta e de lá tirou uma série de tabelas e gráficos feitos em compu- tador. — Sabem o que é isso? É o modelo matemático para o nosso jogo. Foi feito com base em todas as partidas que jogamos contra o nosso adversário, desde 1923. Está tudo aqui, cientificamente analisado. E está aqui também a previ- são para a nossa partida. Eles provaram estatisticamente que o adversário vai marcar um gol aos 12 minutos do primeiro tempo. Nós vamos empatar aos 24 minutos do segundo tempo e vamos marcar o gol da vitória aos 43 minutos. Portanto, não percam a calma. Esperem pelo segundo tempo. É aí que vamos ganhar. Os jogadores se olharam, perplexos. Mas ciência é ciência, tudo o que eles ti- nham a fazer era jogar de acordo com o modelo matemático. Veio o grande dia. Estádio lotado, começou a partida, e, tal como previsto, o adversário fez um gol aos 12 minutos. E aí sucedeu o inesperado. Um jogador chamado Fuinha, um rapaz magrinho, novo no time, pegou a bola, invadiu a área, chutou forte e empatou. Cinco minutos depois, fez mais um gol. E outro. E outro. O jogo terminou com o marcador de 7 a 1, um escore nunca registrado na história dos dois times. Todos se cumprimentavam, felizes. Só o técnico não estava muito satisfeito: — Gostei muito de sua atuação, Fuinha, mas você não me obedeceu. Por que não seguiu o modelo matemático? O rapaz fez uma cara de triste: — Ah, seu Osvaldo, eu nunca fui muito bom nessa tal de matemática. Aliás, foi por isso que o meu pai me tirou do colégio e me mandou jogar futebol. Se eu soubesse fazer contas, não estaria aqui, jogando para o senhor. — O técnico suspirou. Acabara de concluir: uma coisa é o modelo matemático. Outra coisa é a vida propriamente dita, nela incluída o futebol. SCLIAR, Moacyr. O futebol e a matemática. In: Prosas Urbanas. São Paulo: Global Editora, 2006, p.15-18.
  • 4. E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE Leia o texto e responda à questão 4. Cauã, o Protetor de Florestas Hoje, dia 17 de Julho, é comemorado o Dia do Protetor de Florestas, por isso, convidamos o Cauã, garoto da nossa turminha, de origem indígena e grande defensor das nossas matas, para nos contar a origem desta data. Solta a voz, Cauã: “Olá, galerinha, como vocês já sabem, sou de origem indígena e conheço mui- tas lendas que aprendi com as pessoas mais velhas da minha tribo. Hoje vou contar para vocês a história do Protetor de Florestas, mais conhecido como Curupira. O Curupira é um anão de cabelos avermelhados, dentes verdes que possui os pés voltados para trás. O seu nome significa “garoto travesso”. Não é um meni- no mau, mas faz traquinagens para proteger a natureza, plantas e animais dos homens malvados, que a tentam destruir. Ele sabe o quanto as florestas são importantes para o clima, o ar, a água, o solo e principalmente para a nossa saúde. Diz a lenda que ele mora na Floresta Amazônica, mas eu acho que deveria ter um Curupira em todas as florestas para protegê-las. E essa é a história do Curupira! Espero que tenham gostado e que sejam ver- dadeiros protetores das florestas. Assim como o Curupira, não se esqueçam do quanto a natureza é importante para nós e façam de tudo para protegê-la, sempre.” Disponível em: <http://www.clubinhosabesp.com.br/clubinho_sabesp/ligadinho/noticia.asp?idConteu do=384#tituloLigadinho>. Acesso em: 07 de agosto de 2013. (Adaptado) Leia o texto e responda à questão 6. 13 de julho, 2012
  • 5. E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE Se existe um país no mundo que tem problemas com refrigerantes é os Esta- dos Unidos. A sede dos EUA por refrigerantes é tão grande que representantes da saúde pública querem criar taxas para o produto e o Estado de Nova York quer limitar a quantidade servida. Os EUA são de longe os maiores fanáticos por refrigerantes de cola no mundo. Ao longo de um ano, os americanos compram em média o número impres- sionante de 170 litros de refrigerante. Isto é 16% a mais do que consomem o segundo maior consumidor de refrigerante do mundo: o México. Claro que, onde o refrigerante não é uma bebida popular, as pessoas saciam a sede com outras bebidas, como chá, suco e cerveja. Disponível em: <http://opiniaoenoticia.com.br/vida/saude/eua-sao-o-maior-consumidor-mundial-de- -refrigerantes/>. Acesso em: 22 de agosto de 2013.
  • 6. E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE DISTRIBUIÇÃO POR SALA DE AULA- QUESTÃO CORRETA - 14 18 9 9 16 12 15 18 19 15 0 2 4 6 8 10 12 14 16 18 20 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 QUESTÕES Acertos L.P. - 6º A - Alunos avaliados-26 19 21 12 12 19 8 16 17 20 14 0 5 10 15 20 25 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 QUESTÕES Acertos L.P. - 6º B - Alunos avaliados-25 14 15 9 12 14 13 15 11 17 14 0 2 4 6 8 10 12 14 16 18 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 QUESTÕES Acertos L.P. - 6º C- Alunos avaliados-24
  • 7. E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE DISTRIBUIÇÃO POR SALA DE AULA - QUESTÃO INCORRETA 12 8 17 17 10 14 11 8 7 11 0 2 4 6 8 10 12 14 16 18 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 QUESTÕES Erro - L.P. - 6º A - Alunos avaliados-26 6 4 13 13 6 17 9 8 5 11 0 2 4 6 8 10 12 14 16 18 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 QUESTÕES Erro - L.P. - 6º B - Alunos avaliados-25 10 9 15 12 10 11 9 13 7 10 0 2 4 6 8 10 12 14 16 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 QUESTÕES Erro - L.P. - 6º C - Alunos avaliados-24
  • 8. E.E. PROFESSOR DURVAL GUEDES DE AZEVEDO – BAURU – RELATÓRIO AAP - 1º BIMESTRE TABULAÇÃO DE CADA SALA DE AULA ENSINO FUNDAMENTAL 6º ANO