SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 16
Método de Melhoria
de Resultados - MMR
Reunião de acompanhamento de
planos e resultados - Nível 3
14/08/2020
E.E. PROF. HENRIQUE ROCHA DE
ANDRADE
GOOGLE MEET
Número de participantes: 9
Pauta da Reunião
1. Painel de Metas
2. Acompanhando os Planos de Melhoria
4. Encerramento
3. Apresentação das Escolas
Painel de Metas
Segmento Resultado 2019 Meta 2020
ANOS INICIAIS
ANOS FINAIS
ENSINO MÉDIO
ID.: Indicador de desempenho
Fonte: Coordenadoria de Informação, Tecnologia, Evidência e Matrícula - CITEM
O principal indicador para acompanhamento da qualidade da educação na rede paulista de ensino é o
Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo - IDESP.
Nossa escola possui os seguintes resultados no IDESP em 2019 e desafios para 2020.
3
Fluxo
ID.
Fluxo
ID.
Fluxo
ID.
IDESP 2019
IDESP 2019
IDESP 2019
Meta 2020 2,53
Meta 2020 1,35
0,9202
1,92
0,788
0,99
Pauta da Reunião
1. Painel de Metas
2. Acompanhando os Planos de Melhoria
4. Encerramento
3. Apresentação das Escolas
Avaliação do Plano de Melhoria
A escola iniciou o ano letivo elaborando seu Plano de Melhoria 2020. Porém, em
decorrência do momento ímpar que vivemos, sua execução viu-se comprometida.
Nossas ações estavam direcionadas as aulas presencias, porém a adaptação para a
mídia digital no nosso caso seria inviável, visto que nossa comunidade é carente e a
maioria não tem recursos digitais.
7
Olhando para o Plano de Melhoria da escola, o que foi possível realizar (com ajustes
ou não) até o momento? Comente:
A criação de salas ambientes nas áreas da Ciência da Natureza, Linguagens, Ciências Humanas.
A aquisição de um roteador para uso pedagógico nas salas de aulas e informática, tendo como
objetivo diferenciar as aulas do professor, além de prepara-los para um novo modo de ensino
(híbrido).
Os professores tiveram durante até então neste período de pandemia, formações básicas e
avançadas nos diversos ATPCs, tanto nos da Escola, da Diretoria de Ensino e Seduc, no
segmento tecnológico, e alguns dos nossos alunos apoderaram dessas novas tecnologia.
Ensino Remoto
9
Acompanhando as ações da escola com foco
no ensino remoto
Engajamento Escolar
10
A Busca Ativa já faz parte do cotidiano escolar. Contudo, o cenário
pedagógico atual necessita de ações mais pontuais e assertivas para a
garantia do direito à educação.
Nesse sentido, a promoção de técnicas de engajamento escolar, no
ensino remoto, se tornou parte fundamental no processo e,
consequentemente, na reversão dos índices de abandono e reprovação.
Entende-se por engajamento escolar o grau em que o estudante está
comprometido ativamente com as atividades escolares (Fredricks,
Blumenfeld, & Paris, 2004), desenvolvidas por meio dos níveis
comportamentais, emocionais e cognitivos.
Engajamento Escolar
11
 O engajamento emocional, refere-se às reações afetivas dos estudantes. Isso
inclui interesse, tédio, tristeza e ansiedade, como também o sentimento de
pertença em relação à escola - proximidade dos estudantes em relação às
pessoas de sua escola, demonstrando o quanto o aluno sente que faz parte da
comunidade escolar - (Fredricks et al., 2004).
 O engajamento cognitivo demonstra o nível de investimento e de valorização
que o estudante apresenta em relação ao próprio aprendizado (Fredricks et al.,
2004). A dimensão cognitiva também inclui os investimentos pessoais,
esforços e disposições que se destinam à aprendizagem e ao domínio do
conhecimento.
 O engajamento comportamental se refere às atitudes positivas dos estudantes
em relação ao cumprimento de regras e à adesão às normas, bem como o
desempenho e as ações que podem ser observadas nos alunos, como
completar os deveres e estar presente e atento às aulas (Dotterer & Lowe,
2011).
Engajamento Escolar
12
3
2
1
A escola está promovendo o engajamento de seus alunos a partir do
seguinte cenário.
Engajamento comportamental
Engajamento emocional
Engajamento cognitivo
Priorização por relevância (1 a 3) para ações de engajamento realizadas pela
escola. Sendo 1 o peso maior e 3 o menor.
Engajamento Escolar
13
Dentre os três níveis de engajamento escolar, qual necessita de maior
investimento por parte da equipe? Explique:
Nível de Engajamento: COGNITIVO
Descrição das necessidades: Os alunos engajados se sentem motivados a se
esforçarem mais e melhorarem a si mesmos. O engajamento tem um papel importante
na área da aprendizagem. A motivação do aluno não está apenas relacionado à sua
nota, mas sim em sua participação nos diversos contextos escolar, seja em um debate
ou em fórum, enfim em diversos meios colaborativos que possam despertar a buscar
a motivação;
Essa busca depende do aluno sim, porém a escola deve propiciar e estimular esta
motivação para buscar novidades em sua vida, não apenas lhe dando nota “dez”, mas
sim engajando o aluno, de modo que ele passe a sentir-se importante. Atividades
oferecidas aos alunos devem serem mais significativas, incluindo o desenvolvimento
pessoal e com isso promover a ansiedade de participação. Quando temos os alunos
engajados no nível cognitivo eles acabam adotando uma abordagem ativa e
comprometida com as estratégias de aprendizado.
Engajamento Escolar
14
Nome da ação: Alunos em Foco
Objetivo: Melhorar os níveis de engajamentos.
Público Alvo: Discentes
Resultados : Participaram em torno de 30 alunos
Dentre as ações de engajamento que a escola implementou no último
bimestre a mais significativa.
A escola tem as seguintes ações:
Mantemos um grupo geral de informações que
no momento temos 134 participantes (em torno
de 37% dos alunos matriculados). Objetivando
uma maior aproximação entre alunos e
professores em vista aos engajamentos
(emocional, comportamental, e cognitivo) foi
criado grupos individualizados por sala de aula,
onde prioritariamente os professores é que
mantem contato com os seus alunos, com
orientações e “bate papo geral”.
Breve descrição da ação.
Acolhimento
Estamos nos preparando para o retorno presencial e, nesse momento, se faz
necessário refletir sobre as estratégias de acolhimento para toda a comunidade
escolar (alunos, professores, pais, funcionários etc).
15
• Alunos sem recurso tecnológicos;
• Alunos sem acesso à internet; (apesar do Estado ter fornecido esse acesso gratuito, os alunos
necessitam também de acessos à outros tipos de informações, por exemplo: A escola mantém
um aplicativo para acesso as atividades, ou ainda para acessos em vídeos);
• O maior entrave é a pandemia do covid, pois os pais não sentem-se seguros em ter seus filhos
inseridos em sala de aula.
O que o grupo escolar considera como pontos de atenção em relação ao início do
ensino híbrido (dificultadores para o retorno presencial de uma parcela da
comunidade escolar em concomitância com o ensino remoto)?
CONFORME NA REUNIÃO DO MMR EM 14/08/2020 AS MÃES VIRAM
TAMBÉM ESTES PROBLEMAS, OS QUAIS ELENQUEI, E NÃO DEPENDE
DA REUNIÃO DE HOJE!!!, SE NECESSIDADE POR FAVOR ENVIAR
Pauta da Reunião
1. Painel de Metas
2. Acompanhando os Planos de Melhoria
4. Encerramento
3. Apresentação das Escolas
Conclusões da Reunião
17
•
Já conversei com o Gustavo e ele também não viu
nenhum apoio necessário da diretoria de ensino
NAS NOSSAS DEMANDAS, após a reunião.
PODERIA COLOCAR QUE A REUNIÃO FOI
PRODUTIVA, TODOS FORAM PARTICIPATIVOS,
Após a reunião, chegamos à conclusão que a escola necessita de apoio da
Diretoria de Ensino para as seguintes demandas:
Gestão à Vista
18
O painel de Gestão à Vista da escola foi atualizado conforme foto/link abaixo.
Escreva o nome da escola
AQUI, A INTENÇÃO SERIA CRIAR ESTE PAINEL VIRTUAL, VISTO
QUE É UMA DEMANDA DESDE A REUNIÃO ANTERIOR, E PARA
PASSAR UMA VISÃO BOA PARA A DIRETORIA DE ENSINO, PENSEI
EM CRIA-LO.
PORÉM QUERO SUGESTÃO SUA, FOTOS, LOCAL PARA NÓS
HOSPEDARMOS, VISTO QUE NO FACEBOOK NÃO É IDEAL E
MUITO MENOS APRESENTAVEL, NO “MEU VER”.
OBRIGADO(A)!
Uma escola que
muda, transforma
uma comunidade,
uma comunidade
que participa
transforma uma
escola!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Diagnótico emiep são vicente
Diagnótico emiep são vicenteDiagnótico emiep são vicente
Diagnótico emiep são vicente
Sara Cristina
 
FormAção pela Escola 2010
FormAção pela Escola 2010FormAção pela Escola 2010
FormAção pela Escola 2010
tecampinasoeste
 
Cefapro orientativo para a elaboração do projeto sala de educador (passo a ...
Cefapro   orientativo para a elaboração do projeto sala de educador (passo a ...Cefapro   orientativo para a elaboração do projeto sala de educador (passo a ...
Cefapro orientativo para a elaboração do projeto sala de educador (passo a ...
joelson10
 
Tarefa 4 Plano De AvaliaçãO (Recuperado)
Tarefa 4   Plano De AvaliaçãO (Recuperado)Tarefa 4   Plano De AvaliaçãO (Recuperado)
Tarefa 4 Plano De AvaliaçãO (Recuperado)
joana56
 
Circuito CampeãO Oficina
Circuito CampeãO  OficinaCircuito CampeãO  Oficina
Circuito CampeãO Oficina
Cleidiomar
 

Mais procurados (20)

É possível colocar a Provinha Brasil a serviço das aprendizagens do aluno com...
É possível colocar a Provinha Brasil a serviço das aprendizagens do aluno com...É possível colocar a Provinha Brasil a serviço das aprendizagens do aluno com...
É possível colocar a Provinha Brasil a serviço das aprendizagens do aluno com...
 
Planejamento pip 2014 apresent março
Planejamento pip 2014 apresent marçoPlanejamento pip 2014 apresent março
Planejamento pip 2014 apresent março
 
A Prova Brasil e a realidade local - RS
A Prova Brasil e a realidade local - RSA Prova Brasil e a realidade local - RS
A Prova Brasil e a realidade local - RS
 
SEMED
SEMEDSEMED
SEMED
 
Lsi e ie 2015 reunião diretores
Lsi e ie 2015 reunião diretoresLsi e ie 2015 reunião diretores
Lsi e ie 2015 reunião diretores
 
Educação: o desafio de mudar
Educação: o desafio de mudar Educação: o desafio de mudar
Educação: o desafio de mudar
 
Diagnótico emiep são vicente
Diagnótico emiep são vicenteDiagnótico emiep são vicente
Diagnótico emiep são vicente
 
Pedagogia para Concursos - Projeto político pedagógico
Pedagogia para Concursos - Projeto político pedagógicoPedagogia para Concursos - Projeto político pedagógico
Pedagogia para Concursos - Projeto político pedagógico
 
Tutoria l saerjinho mapa de resultados e banco de ítens nterj18 itaocara
Tutoria l saerjinho   mapa de resultados e banco de ítens nterj18 itaocaraTutoria l saerjinho   mapa de resultados e banco de ítens nterj18 itaocara
Tutoria l saerjinho mapa de resultados e banco de ítens nterj18 itaocara
 
Saers 2008
Saers 2008Saers 2008
Saers 2008
 
Destaques da Análise Setorial do Ensino Superior Privado 2014
Destaques da Análise Setorial do Ensino Superior Privado 2014Destaques da Análise Setorial do Ensino Superior Privado 2014
Destaques da Análise Setorial do Ensino Superior Privado 2014
 
Saeb
SaebSaeb
Saeb
 
FormAção pela Escola 2010
FormAção pela Escola 2010FormAção pela Escola 2010
FormAção pela Escola 2010
 
Os Desafios daconcomitância
Os Desafios daconcomitânciaOs Desafios daconcomitância
Os Desafios daconcomitância
 
Uma nova sala de aula para um novo aluno, por Adélia Aguilar
Uma nova sala de aula para um novo aluno, por Adélia AguilarUma nova sala de aula para um novo aluno, por Adélia Aguilar
Uma nova sala de aula para um novo aluno, por Adélia Aguilar
 
Cefapro orientativo para a elaboração do projeto sala de educador (passo a ...
Cefapro   orientativo para a elaboração do projeto sala de educador (passo a ...Cefapro   orientativo para a elaboração do projeto sala de educador (passo a ...
Cefapro orientativo para a elaboração do projeto sala de educador (passo a ...
 
03 andre lopes_conviva_ferramenta_pme
03 andre lopes_conviva_ferramenta_pme03 andre lopes_conviva_ferramenta_pme
03 andre lopes_conviva_ferramenta_pme
 
Tarefa 4 Plano De AvaliaçãO (Recuperado)
Tarefa 4   Plano De AvaliaçãO (Recuperado)Tarefa 4   Plano De AvaliaçãO (Recuperado)
Tarefa 4 Plano De AvaliaçãO (Recuperado)
 
Circuito CampeãO Oficina
Circuito CampeãO  OficinaCircuito CampeãO  Oficina
Circuito CampeãO Oficina
 
“Por que ETI – Escolas em Tempo Integral?” - David Saad
“Por que ETI – Escolas em Tempo Integral?” - David Saad“Por que ETI – Escolas em Tempo Integral?” - David Saad
“Por que ETI – Escolas em Tempo Integral?” - David Saad
 

Semelhante a MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS

Guia metodologia formaç¦o 19 e 20.03
Guia metodologia formaç¦o 19 e 20.03Guia metodologia formaç¦o 19 e 20.03
Guia metodologia formaç¦o 19 e 20.03
Kelly Christine
 
Orientacoes 2020 2021 bom do ministerio tenho de ler
Orientacoes 2020 2021 bom do ministerio tenho de lerOrientacoes 2020 2021 bom do ministerio tenho de ler
Orientacoes 2020 2021 bom do ministerio tenho de ler
paulaoliveiraoliveir2
 
Faculdade integrada do brasil
Faculdade integrada do brasilFaculdade integrada do brasil
Faculdade integrada do brasil
cidaslide
 
Apresentação programa teip3 versão final
Apresentação programa teip3   versão finalApresentação programa teip3   versão final
Apresentação programa teip3 versão final
programateip
 

Semelhante a MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS (20)

H25c
H25cH25c
H25c
 
A motivação nos cursos EaD: uma questão de envolvimento
A motivação nos cursos EaD: uma questão de envolvimentoA motivação nos cursos EaD: uma questão de envolvimento
A motivação nos cursos EaD: uma questão de envolvimento
 
Guia metodologia formaç¦o 19 e 20.03
Guia metodologia formaç¦o 19 e 20.03Guia metodologia formaç¦o 19 e 20.03
Guia metodologia formaç¦o 19 e 20.03
 
Orientacoes 2020 2021 bom do ministerio tenho de ler
Orientacoes 2020 2021 bom do ministerio tenho de lerOrientacoes 2020 2021 bom do ministerio tenho de ler
Orientacoes 2020 2021 bom do ministerio tenho de ler
 
A Formação Continuada a distância como suporte para a prática do docente da m...
A Formação Continuada a distância como suporte para a prática do docente da m...A Formação Continuada a distância como suporte para a prática do docente da m...
A Formação Continuada a distância como suporte para a prática do docente da m...
 
A Formação Continuada e o uso das Novas Tecnologias da Informação e Comunicaç...
A Formação Continuada e o uso das Novas Tecnologias da Informação e Comunicaç...A Formação Continuada e o uso das Novas Tecnologias da Informação e Comunicaç...
A Formação Continuada e o uso das Novas Tecnologias da Informação e Comunicaç...
 
Caderno Pedagógico 2013. Contribuição ao debate por uma educação de qualidade.
Caderno Pedagógico 2013.  Contribuição ao debate por uma educação de qualidade.Caderno Pedagógico 2013.  Contribuição ao debate por uma educação de qualidade.
Caderno Pedagógico 2013. Contribuição ao debate por uma educação de qualidade.
 
Guia de tutoria.pdf
Guia de tutoria.pdfGuia de tutoria.pdf
Guia de tutoria.pdf
 
A FORMAÇÃO CONTINUADA E O USO DAS NOVAS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAC...
A FORMAÇÃO CONTINUADA E O USO DAS NOVAS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAC...A FORMAÇÃO CONTINUADA E O USO DAS NOVAS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAC...
A FORMAÇÃO CONTINUADA E O USO DAS NOVAS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAC...
 
12 ARTIGO TECNOLOGIA EDUCACIONAL QUAL O PAPEL E A APLICAÇÃO NA PRÁTICA DA INC...
12 ARTIGO TECNOLOGIA EDUCACIONAL QUAL O PAPEL E A APLICAÇÃO NA PRÁTICA DA INC...12 ARTIGO TECNOLOGIA EDUCACIONAL QUAL O PAPEL E A APLICAÇÃO NA PRÁTICA DA INC...
12 ARTIGO TECNOLOGIA EDUCACIONAL QUAL O PAPEL E A APLICAÇÃO NA PRÁTICA DA INC...
 
ARTIGO 3 TECNOLOGIA EDUCACIONAL QUAL O PAPEL E A APLICAÇÃO NA PRÁTICA DA INCL...
ARTIGO 3 TECNOLOGIA EDUCACIONAL QUAL O PAPEL E A APLICAÇÃO NA PRÁTICA DA INCL...ARTIGO 3 TECNOLOGIA EDUCACIONAL QUAL O PAPEL E A APLICAÇÃO NA PRÁTICA DA INCL...
ARTIGO 3 TECNOLOGIA EDUCACIONAL QUAL O PAPEL E A APLICAÇÃO NA PRÁTICA DA INCL...
 
PERCEPÇÕES E POSSIBILIDADES DIDÁTICAS COM A ROBÓTICA NA RELAÇÃO ENSINO APREND...
PERCEPÇÕES E POSSIBILIDADES DIDÁTICAS COM A ROBÓTICA NA RELAÇÃO ENSINO APREND...PERCEPÇÕES E POSSIBILIDADES DIDÁTICAS COM A ROBÓTICA NA RELAÇÃO ENSINO APREND...
PERCEPÇÕES E POSSIBILIDADES DIDÁTICAS COM A ROBÓTICA NA RELAÇÃO ENSINO APREND...
 
Faculdade integrada do brasil
Faculdade integrada do brasilFaculdade integrada do brasil
Faculdade integrada do brasil
 
Faculdade integrada do brasil
Faculdade integrada do brasilFaculdade integrada do brasil
Faculdade integrada do brasil
 
Faculdade integrada do brasil
Faculdade integrada do brasilFaculdade integrada do brasil
Faculdade integrada do brasil
 
Dificuldade de aprendizagem.2
Dificuldade de aprendizagem.2Dificuldade de aprendizagem.2
Dificuldade de aprendizagem.2
 
Documento Orientador 2022 AI.pdf
Documento Orientador 2022 AI.pdfDocumento Orientador 2022 AI.pdf
Documento Orientador 2022 AI.pdf
 
DIA D 2014 - A COMUNIDADE ESCOLAR - O dia d e o pip 2
DIA D 2014 - A COMUNIDADE ESCOLAR - O dia d e o pip 2DIA D 2014 - A COMUNIDADE ESCOLAR - O dia d e o pip 2
DIA D 2014 - A COMUNIDADE ESCOLAR - O dia d e o pip 2
 
Expandindo a qualidade da educação pública de minas gerais
Expandindo a qualidade da educação pública de minas geraisExpandindo a qualidade da educação pública de minas gerais
Expandindo a qualidade da educação pública de minas gerais
 
Apresentação programa teip3 versão final
Apresentação programa teip3   versão finalApresentação programa teip3   versão final
Apresentação programa teip3 versão final
 

Mais de Wilson Barbieri

Mais de Wilson Barbieri (20)

grandezas2.ppsx
grandezas2.ppsxgrandezas2.ppsx
grandezas2.ppsx
 
Informativo abril edição 1
Informativo abril edição 1Informativo abril edição 1
Informativo abril edição 1
 
Portfolio 2018
Portfolio 2018 Portfolio 2018
Portfolio 2018
 
Informativo 8 e 9 de dezembro de 2018
Informativo 8 e 9 de dezembro de 2018Informativo 8 e 9 de dezembro de 2018
Informativo 8 e 9 de dezembro de 2018
 
Informativo 15 e 16 de dezembro de 2018
Informativo 15 e 16 de dezembro de 2018Informativo 15 e 16 de dezembro de 2018
Informativo 15 e 16 de dezembro de 2018
 
Informativo 01 e 02 de dezembro de 2018
Informativo 01 e 02 de dezembro de 2018Informativo 01 e 02 de dezembro de 2018
Informativo 01 e 02 de dezembro de 2018
 
Aconteceu na escola maio 2018
Aconteceu na escola maio 2018Aconteceu na escola maio 2018
Aconteceu na escola maio 2018
 
Informativo 24 e 25 de novembro 2018
Informativo 24 e 25 de novembro 2018Informativo 24 e 25 de novembro 2018
Informativo 24 e 25 de novembro 2018
 
Informativo 17 e 18 de novembro de 2018
Informativo 17 e 18 de novembro de 2018Informativo 17 e 18 de novembro de 2018
Informativo 17 e 18 de novembro de 2018
 
Informativo 10 e 11 de novembro de 2018
Informativo 10 e 11 de novembro de 2018Informativo 10 e 11 de novembro de 2018
Informativo 10 e 11 de novembro de 2018
 
Informativo 13 e 14 de outubro
Informativo 13 e 14 de outubroInformativo 13 e 14 de outubro
Informativo 13 e 14 de outubro
 
Informativo 20 e 21 de outubro de 2018
Informativo 20 e 21 de outubro de 2018Informativo 20 e 21 de outubro de 2018
Informativo 20 e 21 de outubro de 2018
 
Informativo 29 e 30 de setembro 2018
Informativo 29 e 30 de setembro 2018Informativo 29 e 30 de setembro 2018
Informativo 29 e 30 de setembro 2018
 
Informativo 15 e 16 de setembro 2018
Informativo 15 e 16 de setembro 2018Informativo 15 e 16 de setembro 2018
Informativo 15 e 16 de setembro 2018
 
Informativo 22 e 23 de setembro 2018
Informativo 22 e 23 de setembro 2018Informativo 22 e 23 de setembro 2018
Informativo 22 e 23 de setembro 2018
 
Informativo 08 e 09 de setembro de 2018
Informativo 08 e 09 de setembro de 2018Informativo 08 e 09 de setembro de 2018
Informativo 08 e 09 de setembro de 2018
 
Informativo 01 e 02 de setembro de 2018
Informativo 01 e 02 de setembro de 2018Informativo 01 e 02 de setembro de 2018
Informativo 01 e 02 de setembro de 2018
 
Informativo 25 e 26 de agosto de 2018
Informativo 25 e 26 de agosto de 2018Informativo 25 e 26 de agosto de 2018
Informativo 25 e 26 de agosto de 2018
 
Informativo 18 e 19 de agosto 2018
Informativo 18 e 19 de agosto 2018Informativo 18 e 19 de agosto 2018
Informativo 18 e 19 de agosto 2018
 
Informativo 11 de agosto 2018
Informativo 11 de agosto 2018Informativo 11 de agosto 2018
Informativo 11 de agosto 2018
 

Último

Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
carlaOliveira438
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
sfwsoficial
 

Último (20)

Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxMovimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 

MMR - MÉTODO DE MELHORIA DE RESULTADOS

  • 1. Método de Melhoria de Resultados - MMR Reunião de acompanhamento de planos e resultados - Nível 3 14/08/2020 E.E. PROF. HENRIQUE ROCHA DE ANDRADE GOOGLE MEET Número de participantes: 9
  • 2. Pauta da Reunião 1. Painel de Metas 2. Acompanhando os Planos de Melhoria 4. Encerramento 3. Apresentação das Escolas
  • 3. Painel de Metas Segmento Resultado 2019 Meta 2020 ANOS INICIAIS ANOS FINAIS ENSINO MÉDIO ID.: Indicador de desempenho Fonte: Coordenadoria de Informação, Tecnologia, Evidência e Matrícula - CITEM O principal indicador para acompanhamento da qualidade da educação na rede paulista de ensino é o Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo - IDESP. Nossa escola possui os seguintes resultados no IDESP em 2019 e desafios para 2020. 3 Fluxo ID. Fluxo ID. Fluxo ID. IDESP 2019 IDESP 2019 IDESP 2019 Meta 2020 2,53 Meta 2020 1,35 0,9202 1,92 0,788 0,99
  • 4. Pauta da Reunião 1. Painel de Metas 2. Acompanhando os Planos de Melhoria 4. Encerramento 3. Apresentação das Escolas
  • 5. Avaliação do Plano de Melhoria A escola iniciou o ano letivo elaborando seu Plano de Melhoria 2020. Porém, em decorrência do momento ímpar que vivemos, sua execução viu-se comprometida. Nossas ações estavam direcionadas as aulas presencias, porém a adaptação para a mídia digital no nosso caso seria inviável, visto que nossa comunidade é carente e a maioria não tem recursos digitais. 7 Olhando para o Plano de Melhoria da escola, o que foi possível realizar (com ajustes ou não) até o momento? Comente: A criação de salas ambientes nas áreas da Ciência da Natureza, Linguagens, Ciências Humanas. A aquisição de um roteador para uso pedagógico nas salas de aulas e informática, tendo como objetivo diferenciar as aulas do professor, além de prepara-los para um novo modo de ensino (híbrido). Os professores tiveram durante até então neste período de pandemia, formações básicas e avançadas nos diversos ATPCs, tanto nos da Escola, da Diretoria de Ensino e Seduc, no segmento tecnológico, e alguns dos nossos alunos apoderaram dessas novas tecnologia.
  • 6. Ensino Remoto 9 Acompanhando as ações da escola com foco no ensino remoto
  • 7. Engajamento Escolar 10 A Busca Ativa já faz parte do cotidiano escolar. Contudo, o cenário pedagógico atual necessita de ações mais pontuais e assertivas para a garantia do direito à educação. Nesse sentido, a promoção de técnicas de engajamento escolar, no ensino remoto, se tornou parte fundamental no processo e, consequentemente, na reversão dos índices de abandono e reprovação. Entende-se por engajamento escolar o grau em que o estudante está comprometido ativamente com as atividades escolares (Fredricks, Blumenfeld, & Paris, 2004), desenvolvidas por meio dos níveis comportamentais, emocionais e cognitivos.
  • 8. Engajamento Escolar 11  O engajamento emocional, refere-se às reações afetivas dos estudantes. Isso inclui interesse, tédio, tristeza e ansiedade, como também o sentimento de pertença em relação à escola - proximidade dos estudantes em relação às pessoas de sua escola, demonstrando o quanto o aluno sente que faz parte da comunidade escolar - (Fredricks et al., 2004).  O engajamento cognitivo demonstra o nível de investimento e de valorização que o estudante apresenta em relação ao próprio aprendizado (Fredricks et al., 2004). A dimensão cognitiva também inclui os investimentos pessoais, esforços e disposições que se destinam à aprendizagem e ao domínio do conhecimento.  O engajamento comportamental se refere às atitudes positivas dos estudantes em relação ao cumprimento de regras e à adesão às normas, bem como o desempenho e as ações que podem ser observadas nos alunos, como completar os deveres e estar presente e atento às aulas (Dotterer & Lowe, 2011).
  • 9. Engajamento Escolar 12 3 2 1 A escola está promovendo o engajamento de seus alunos a partir do seguinte cenário. Engajamento comportamental Engajamento emocional Engajamento cognitivo Priorização por relevância (1 a 3) para ações de engajamento realizadas pela escola. Sendo 1 o peso maior e 3 o menor.
  • 10. Engajamento Escolar 13 Dentre os três níveis de engajamento escolar, qual necessita de maior investimento por parte da equipe? Explique: Nível de Engajamento: COGNITIVO Descrição das necessidades: Os alunos engajados se sentem motivados a se esforçarem mais e melhorarem a si mesmos. O engajamento tem um papel importante na área da aprendizagem. A motivação do aluno não está apenas relacionado à sua nota, mas sim em sua participação nos diversos contextos escolar, seja em um debate ou em fórum, enfim em diversos meios colaborativos que possam despertar a buscar a motivação; Essa busca depende do aluno sim, porém a escola deve propiciar e estimular esta motivação para buscar novidades em sua vida, não apenas lhe dando nota “dez”, mas sim engajando o aluno, de modo que ele passe a sentir-se importante. Atividades oferecidas aos alunos devem serem mais significativas, incluindo o desenvolvimento pessoal e com isso promover a ansiedade de participação. Quando temos os alunos engajados no nível cognitivo eles acabam adotando uma abordagem ativa e comprometida com as estratégias de aprendizado.
  • 11. Engajamento Escolar 14 Nome da ação: Alunos em Foco Objetivo: Melhorar os níveis de engajamentos. Público Alvo: Discentes Resultados : Participaram em torno de 30 alunos Dentre as ações de engajamento que a escola implementou no último bimestre a mais significativa. A escola tem as seguintes ações: Mantemos um grupo geral de informações que no momento temos 134 participantes (em torno de 37% dos alunos matriculados). Objetivando uma maior aproximação entre alunos e professores em vista aos engajamentos (emocional, comportamental, e cognitivo) foi criado grupos individualizados por sala de aula, onde prioritariamente os professores é que mantem contato com os seus alunos, com orientações e “bate papo geral”. Breve descrição da ação.
  • 12. Acolhimento Estamos nos preparando para o retorno presencial e, nesse momento, se faz necessário refletir sobre as estratégias de acolhimento para toda a comunidade escolar (alunos, professores, pais, funcionários etc). 15 • Alunos sem recurso tecnológicos; • Alunos sem acesso à internet; (apesar do Estado ter fornecido esse acesso gratuito, os alunos necessitam também de acessos à outros tipos de informações, por exemplo: A escola mantém um aplicativo para acesso as atividades, ou ainda para acessos em vídeos); • O maior entrave é a pandemia do covid, pois os pais não sentem-se seguros em ter seus filhos inseridos em sala de aula. O que o grupo escolar considera como pontos de atenção em relação ao início do ensino híbrido (dificultadores para o retorno presencial de uma parcela da comunidade escolar em concomitância com o ensino remoto)? CONFORME NA REUNIÃO DO MMR EM 14/08/2020 AS MÃES VIRAM TAMBÉM ESTES PROBLEMAS, OS QUAIS ELENQUEI, E NÃO DEPENDE DA REUNIÃO DE HOJE!!!, SE NECESSIDADE POR FAVOR ENVIAR
  • 13. Pauta da Reunião 1. Painel de Metas 2. Acompanhando os Planos de Melhoria 4. Encerramento 3. Apresentação das Escolas
  • 14. Conclusões da Reunião 17 • Já conversei com o Gustavo e ele também não viu nenhum apoio necessário da diretoria de ensino NAS NOSSAS DEMANDAS, após a reunião. PODERIA COLOCAR QUE A REUNIÃO FOI PRODUTIVA, TODOS FORAM PARTICIPATIVOS, Após a reunião, chegamos à conclusão que a escola necessita de apoio da Diretoria de Ensino para as seguintes demandas:
  • 15. Gestão à Vista 18 O painel de Gestão à Vista da escola foi atualizado conforme foto/link abaixo. Escreva o nome da escola AQUI, A INTENÇÃO SERIA CRIAR ESTE PAINEL VIRTUAL, VISTO QUE É UMA DEMANDA DESDE A REUNIÃO ANTERIOR, E PARA PASSAR UMA VISÃO BOA PARA A DIRETORIA DE ENSINO, PENSEI EM CRIA-LO. PORÉM QUERO SUGESTÃO SUA, FOTOS, LOCAL PARA NÓS HOSPEDARMOS, VISTO QUE NO FACEBOOK NÃO É IDEAL E MUITO MENOS APRESENTAVEL, NO “MEU VER”.
  • 16. OBRIGADO(A)! Uma escola que muda, transforma uma comunidade, uma comunidade que participa transforma uma escola!