Lista 1 de exercícios de MCMA 
1. Quais são as 14 células unitárias de Bravais  
2. Quais são as estruturas cristalinas m...
Lista 1 de exercícios de MCMA 
15. No ensaio de dureza Rockwell, a profundidade da impressão que serve como base da medida...
Lista 1 de exercícios de MCMA 
b. II e IV, apenas. 
c. I, II e III, apenas. 
d. II, III e IV, apenas. 
e. I, II, III e IV....
Lista 1 de exercícios de MCMA 
29. A figura ao lado mostra as curvas do diagrama tensão de formação referente aos ensaios ...
Lista 1 de exercícios de MCMA 
Gabarito
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Lista de exercicios_de_mcma

506 visualizações

Publicada em

exercicio

Publicada em: Engenharia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
506
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lista de exercicios_de_mcma

  1. 1. Lista 1 de exercícios de MCMA 1. Quais são as 14 células unitárias de Bravais  2. Quais são as estruturas cristalinas metálicas mais comuns  Liste alguns metais que apresentam esta estrutura. 3. As estruturas cristalinas metálicas mais comuns são cúbico, tetragonal e hexagonal. a. Verdadeiro b. Falso 4. Qual é o número de coordenação dos átomos de uma estrutura CCC  a. 6 b. 8 c. 12 d. 10 e. nenhuma das alternativas anteriores 5. Qual é a relação entre tamanho da aresta “a” da célula CCC e raio atômico  6. Calcule o fator de empacotamento da estrutura CFC  7. Quantos átomos por célula existem na estrutura HC  8. Um material qualquer possui uma estrutura cristalina do tipo cúbica de corpo centrado, um parâmetro de rede de 0,3 nm e uma massa atômica de 54 g/mol. Qual será a massa específica, em g/cm3, do material? Número de Avogadro=6,0 1023 a. 2,3 b. 4,6 c. 6,7 d. 8,4 e. 10,9 9. O ensaio por líquido penetrante ... a. exige boa limpeza da superfície da peça b. apresenta pouca sensibilidade em materiais ferrosos c. não pode ser usado em ligas de níquel d. não é capaz de detectar defeitos superficiais e. nenhuma das respostas apresentadas 10. O ensaio por liquido penetrante... a. não proporciona registro permanente dos resultados b. apresenta pouca sensibilidade em materiais ferrosos c. não pode ser usado em ligas de níquel d. não é capaz de detectar defeitos superficiais e. nenhuma das respostas apresentadas 11. A presença de contaminantes na superfície de uma peça que será inspecionada por liquido penetrante é prejudicial, pois o contaminante pode reduzir ou inibir a ação capilar do penetrante a. Verdadeiro b. Falso 12. O ensaio de inspeção por líquido penetrante é recomendado para a detecção de fissuras no interior de peças fabricadas com materiais não-metálicos. a. Verdadeiro b. Falso 13. O resultado satisfatório obtido nos ensaios mecânicos: a. determina qual o nível de tensões que poderá suportar uma solda sem se romper b. assegura a qualidade mínima de uma solda no que diz respeito as propriedades mecânicas c. determina as condições limites de trabalho de uma estrutura soldada d. assegura a continuidade metálica de uma solda, considerando-se os esforços de natureza mecânica e. nenhuma das alternativas anteriores 14. A representação de dureza Rockwell normal tem a forma: a. 100RC10 b. 100RC c. 100RCN100 d. . nenhuma das alternativas anteriores
  2. 2. Lista 1 de exercícios de MCMA 15. No ensaio de dureza Rockwell, a profundidade da impressão que serve como base da medida de dureza é causada pela: a. pré-carga; b. carga maior; c. pré-carga mais carga maior; d. carga maior, menos pré-carga; e. Nenhuma das alternativas anteriores 16. O ensaio de dureza Rockwell normal utiliza as cargas maiores de: a. 60 - 100 - 150 kgf; b. 15 - 30 - 45 kgf; c. 15,625 - 31,25 - 62,5 kgf; d. qualquer valor de carga. e. nenhuma das alternativas anteriores 17. O ensaio por liquido penetrante somente detecta descontinuidades: a. sub-superficial b. superficiais que não estejam obstruídas c. superficiais e sub-superficiais d. nenhuma das alternativas anteriores 18. Qual das seguintes situações afetará a velocidade e o grau de penetração do liquido penetrante? a. Posição da superfície a ser testada na horizontal ou na vertical b. Dureza do material em teste c. Condutividade do material em teste d. Condição superficial do material em teste e. Existem duas respostas corretas 19. No ensaio por liquido penetrante, indicações falsas podem ser provenientes de: a. Remoção inadequada do excesso de penetrante b. Material fortemente magnético c. Cantos vivos d. Liquido com baixo efeito capilar 20. O ensaio por liquido penetrante não detectará: a. Porosidade superficial b. Trincas superficiais c. Dobra do forjado superficial d. Cavidades internas 21. O termo usado para definir a tendência de certos líquidos de penetrar em pequenas aberturas, tais como trincas e fissuras é: a. Saturação b. Capacidade c. Agente umedecedor d. Revelação e. Capilaridade 22. O excesso de penetrante, exceto aquele que estiver dentro da descontinuidade, é removido da peça: a. Depois que tenha decorrido o tempo de penetração b. Por meio de uma corrente de limpeza c. Somente quando são usados penetrantes laváveis em água d. Antes da aplicação de um emulsionador, se for usado penetrante removível com água, após emulsão 23. Líquidos penetrantes é uma das principais técnicas de ensaios não destrutivos. Nessa técnica, aplica-se um líquido sobre a superfície do componente. Esse líquido penetra no interior da descontinuidade, que é indicada por um agente revelador. Nesse contexto, considere as afirmativas abaixo. I - A presença de ar no interior da descontinuidade dificulta a penetração do líquido. II - O líquido penetra no interior da descontinuidade por efeito de forças capilares. III - Líquidos menos viscosos penetram mais facilmente nas descontinuidades. IV - Líquidos menos viscosos penetram com menor velocidade nas descontinuidades. Está correto o que se afirma em a. I e III, apenas.
  3. 3. Lista 1 de exercícios de MCMA b. II e IV, apenas. c. I, II e III, apenas. d. II, III e IV, apenas. e. I, II, III e IV. 24. Com o aumento da temperatura de um determinado aço, verifica-se... a. O aumento do seu limite de escoamento b. O aumento de seu coeficiente de dilatação térmica c. O aumento do seu módulo de elasticidade d. O aumento de sua condutividade térmica e. Nenhuma das alternativas anteriores 25. O diagrama Fe-C metaestável é constituído das seguintes fases na região de importância tecnológica: líquido, austenita, ferrita alfa, ferrita delta e cementita. Essas fases sofrem diversas transformações em função da temperatura, sabendo-se que, durante o a. resfriamento, o líquido eutético se transforma em ferrita e perlita. b. resfriamento, o líquido eutético se transforma em ferrita e austenita. c. resfriamento, a austenita eutetoide se transforma em ferrita e cementita. d. aquecimento, a ferrita e a austenita se transformam em líquido eutético. e. aquecimento, a ferrita peritetoide se transforma em austenita e líquido. 26. Um aço hipereutetoide é aquecido na região da fase austenita e resfriado ao ar. Que microestrutura será observada no microscópio óptico após preparação metalográfica? a. Cementita pró-eutetoide e perlita b. Cementita e perlita pró-eutetoide c. Austenita e cementita d. Ferrita e perlita pró-eutetoide e. Ferrita pró-eutetoide e perlita 27. Ensaios de tração são muito empregados para a caracterização inicial das propriedades mecânicas de materiais estruturais. O engenheiro de controle da qualidade de uma indústria recebeu um novo carregamento de dois materiais estruturais e decidiu fazer um ensaio de tração antes de aceitar o carregamento. Retirou uma quantidade apropriada de cada material e enviou para o laboratório de ensaios mecânicos com o pedido de que assim que terminasse o ensaio fosse informado sobre os valores das principais propriedades. O técnico do laboratório realizou o ensaio de tração e apresentou as seguintes informações: • Material A: 525 MPa, 345 MPa e redução de área 32,0% • Material B: 1015 MPa, 525 MPa e redução de área 11,0% I - O material B é mais dútil que o material A, porque apresenta um limite de escoamento de 1015 MPa e um limite de resistência mecânica de 525 MPa. II - O material A é mais dútil que o material B, porque apresenta uma redução de área de 32,0% III - O material A apresenta um limite de escoamento de 525 MPa e, portanto, igual ao limite de escoamento do material B. IV - O material B apresenta um limite de resistência mecânica de 1015 MPa, quase o dobro do limite de resistência mecânica do material A, de 525 MPa. Apesar de os resultados experimentais estarem corretos, o técnico se confundiu na interpretação e concluiu corretamente APENAS o que está informado em: a. I e II b. I e III c. II e III d. II e IV e. III e IV 28. Um cabo de estai, com diâmetro de 5 cm e comprimento de 10 m, está sob ação de uma força de 5.000 N. A maior deformação elástica que esse cabo pode sofrer sob a ação dessa força é de 1 mm. Qual o menor módulo de elasticidade que um material deve apresentar para atender essas condições de projeto? a. 1,3 GPa b. 6,4 GPa c. 12,8 GPa d. 25,5 GPa e. 80,0 GPa
  4. 4. Lista 1 de exercícios de MCMA 29. A figura ao lado mostra as curvas do diagrama tensão de formação referente aos ensaios de tração realizados com dois corpos de prova. Esses resultados experimentais estabelecem que os pontos B e E das curvas representam, respectivamente, para os corpos de prova 1 e 2: a. ponto de ruptura e o limite de escoamento. b. limite elástico linear e o ponto de ruptura. c. limite elástico linear e o limite de escoamento. d. limite de escoamento e o limite elástico linear. e. limite de escoamento e o ponto de ruptura. 30. O ferro fundido é uma liga de ferro e carbono com baixa ductilidade. a. Verdadeiro b. Falso 31. A estricção, que é uma medida da ductilidade de um material, costuma ser expressa em unidades de comprimento. a. Verdadeiro b. Falso 32. O diagrama do alumínio apresenta patamar de escoamento bem definido. a. Verdadeiro b. Falso 33. Nos diagramas de tensão versus deformação, o limite de escoamento e o limite de proporcionalidade marcam o final da fase elástica. a. Verdadeiro b. Falso 34. O comportamento elástico é caracterizado pela inexistência de deformações residuais, quando o carregamento é retirado. a. Verdadeiro b. Falso 35. Em relação às ligas de ferro-carbono e considerando um processo de resfriamento lento, afirma-se que, para teores de carbono: I - inferiores a 0,8%, as ligas de ferro-carbono são constituídas, à temperatura ambiente, de ferrita e perlita; II - entre 0,8% e 2,0%, as ligas de ferro-carbono são constituídas, à temperatura ambiente, de perlita e cementita; III - acima de 0,8%, as ligas de ferro-carbono são constituídas, à temperatura ambiente, de perlita e cementita. Está(ão) correta(s) a(s) afirmação(ões): a. II, apenas. b. I e II, apenas. c. I e III, apenas. d. II e III, apenas. e. I, II e III.
  5. 5. Lista 1 de exercícios de MCMA Gabarito

×