LOGÍSTICA EMPRESARIAL      INTEGRADA       Prof. Ms. Wilian Gatti Junior
LOGÍSTICA REVERSA
COUNCIL OF SUPPLY CHAIN MANAGEMENT               PROFESSIONALS                http://cscmp.org/• “Logística empresarial é ...
O desafio do desenvolvimento                  sustentávelFonte:KIPERSTOK, Asher. Rede de tecnologias limpas da Bahia. Docu...
ContextoFonte: Hijjar (2011). Sustentabilidade ambiental no Supply Chain. Disponível em:http://www.ilos.com.br/site/index....
Percepção do MercadoFonte: Hijjar (2011). Sustentabilidade ambiental no Supply Chain. Disponível em:http://www.ilos.com.br...
Reverse Logistics Executive Council              http://www.rlec.org/LOGÍSTICA REVERSA:• O processo de planejamento, execu...
Atividades Logística Reversa               Retornar ao               fornecedor                Revender              Recon...
Pós-ConsumoFonte: Leite (2003)
Pós-VendaFonte: Leite (2003)
CATEGORIASDE RETORNO    Pós-consumo     Pós-vendaFonte: Roger (1998) apud Perim e Harris(2011). A Logística Reversa de Pro...
Fatores que influenciam a      eficiência do processoFonte: Lacerda (2002). Logística Reversa. Disponível em:http://www.il...
Política Nacional de       Resíduos Sólidos (PNRS)• Em agosto de 2010, após 21 anos de discussões, a lei  que criou a Polí...
Natura                          CASO 1            Materiais Provenientes             de Reciclagem (%)         O indicador...
CASO 2         Toshiba e UPS
CASO 2         Toshiba e UPS
CASO 2         Toshiba e UPS                     Capacitação e                        peças
BarreirasA efetivação em larga escala de operações de logísticareversa enfrenta algumas barreiras relacionadas a:• descaso...
Concluindo...•   Logística Reversa é motivada por:     1. questões ambientais;     2. diferenciação no serviço;     3. red...
Concluindo•   A logística reversa ainda está em seu início no país. Embora alguns    setores apresentem números muito posi...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Logística Reversa

14.038 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

Logística Reversa

  1. 1. LOGÍSTICA EMPRESARIAL INTEGRADA Prof. Ms. Wilian Gatti Junior
  2. 2. LOGÍSTICA REVERSA
  3. 3. COUNCIL OF SUPPLY CHAIN MANAGEMENT PROFESSIONALS http://cscmp.org/• “Logística empresarial é a parte do Supply Chain Management que planeja, implementa e controla o eficiente e efetivo fluxo direto e reverso, a estocagem de bens, serviços e as informações relacionadas entre o ponto de origem e o ponto de consumo, no sentido de satisfazer as necessidades do cliente”
  4. 4. O desafio do desenvolvimento sustentávelFonte:KIPERSTOK, Asher. Rede de tecnologias limpas da Bahia. Documento apresentado para o Edital PrêmioFERFA de Meio Ambiente. Categoria II – Idéia Sustentável, Sub-categoria – Pesquisa Acadêmica. Salvador, Bahia,2001.
  5. 5. ContextoFonte: Hijjar (2011). Sustentabilidade ambiental no Supply Chain. Disponível em:http://www.ilos.com.br/site/index.php?option=com_content&task=view&id=1753&Itemid=74
  6. 6. Percepção do MercadoFonte: Hijjar (2011). Sustentabilidade ambiental no Supply Chain. Disponível em:http://www.ilos.com.br/site/index.php?option=com_content&task=view&id=1753&Itemid=74
  7. 7. Reverse Logistics Executive Council http://www.rlec.org/LOGÍSTICA REVERSA:• O processo de planejamento, execução e controle do fluxo eficiente e eficaz de: (1) matérias-primas; (2) estoque em processo; (3) produtos acabados; e (4) informações relacionadas do ponto de consumo até o ponto de origem, com o objetivo de recapturar valor ou levar o produto ao descarte apropriado.
  8. 8. Atividades Logística Reversa Retornar ao fornecedor Revender Recondicionar Expedir Embalar ColetarMateriaisSecundários Reciclar Descarte
  9. 9. Pós-ConsumoFonte: Leite (2003)
  10. 10. Pós-VendaFonte: Leite (2003)
  11. 11. CATEGORIASDE RETORNO Pós-consumo Pós-vendaFonte: Roger (1998) apud Perim e Harris(2011). A Logística Reversa de Produtos eEmbalagens de Bens de Consumo.Disponível em:http://www.ilos.com.br/site/index.php?option=com_content&task=view&id=1756&Itemid=74
  12. 12. Fatores que influenciam a eficiência do processoFonte: Lacerda (2002). Logística Reversa. Disponível em:http://www.ilos.com.br/site/index.php?option=com_content&task=view&id=763&Itemid=74
  13. 13. Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS)• Em agosto de 2010, após 21 anos de discussões, a lei que criou a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) foi promulgada.• A lei distinguiu o resíduo (material descartado que pode ser reaproveitado ou reciclado) do rejeito (não pode ser reaproveitado ou reciclado) e trouxe como um dos seus pontos a logística reversa para o tratamento e o reaproveitamento de resíduos que já funciona para pilhas, pneus e embalagens de agrotóxicos.• A lei agora se estendeu para baterias, lubrificantes, lâmpadas fluorescentes e produtos eletroeletrônicos, mas aguarda proposta operacional das indústrias para o funcionamento da logística reversa.
  14. 14. Natura CASO 1 Materiais Provenientes de Reciclagem (%) O indicador considera materiais de embalagens e materiais de distribuição (revistas,caixas de distribuição e sacolas) reciclados pós-consumo.
  15. 15. CASO 2 Toshiba e UPS
  16. 16. CASO 2 Toshiba e UPS
  17. 17. CASO 2 Toshiba e UPS Capacitação e peças
  18. 18. BarreirasA efetivação em larga escala de operações de logísticareversa enfrenta algumas barreiras relacionadas a:• descaso da alta administração e a falta de investimentos;• falta de mão-de-obra especializada;• inexistência de um planejamento sistêmico para operar a logística reversa de modo rotineiro;• tensões entre varejistas e fabricantes na interpretação de quem é responsável pelo processo ou pelos danos causados ao produto;• elevados custos de transporte;• falta de intermediários especializados nos processos desse fluxo.
  19. 19. Concluindo...• Logística Reversa é motivada por: 1. questões ambientais; 2. diferenciação no serviço; 3. redução de custos.• O projeto de desenvolvimento de novos produtos tem impacto direto na logística reversa. As empresas já estão utilizando abordagens como a Avaliação do Ciclo de Vida (ACV) e o biodesign.
  20. 20. Concluindo• A logística reversa ainda está em seu início no país. Embora alguns setores apresentem números muito positivos com relação a, por exemplo, reciclagem: – indústria de alumínio (98%) – pneus (92%) – papelão (70%)• outros não exibem números tão expressivos, apesar do seu grande potencial: – garrafas pet (56%) – vidro (47%) – papel (28%) – embalagens longa vida (25%) – plástico (19%).• O governo tem conduzido algumas iniciativas interessantes, promovendo pressões por meio de uma legislação ambiental mais restritiva.

×