E Os Sites Perecem Por Falta de Conhecimento 
Por: Wilder Patric 
Recentemente, comecei a trabalhar dando assessoria em SE...
Porém, essa questão de aprendizado depende mais do aprendiz do que de seus professores, pois se 
aquele não tem disposição...
Outro ponto que também colabora para o recebimento de conteúdos escritos de baixa qualidade é o fato 
das próprias pessoas...
uma das plataformas de serviços freelancer na qual também trabalho) para postar artigos em seu site e 
ela não realizou um...
Quanto ao conteúdo em si, pode até ser informativo, mas não havia sido publicado de forma adequada 
como você mesmo pode v...
Será que esse problema um dia vai acabar? 
Eu acredito que este é um problema que se renova a cada dia, pois diariamente m...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

E Os Sites Perecem por Falta de Conhecimento

160 visualizações

Publicada em

Publicada em: Internet
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
160
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

E Os Sites Perecem por Falta de Conhecimento

  1. 1. E Os Sites Perecem Por Falta de Conhecimento Por: Wilder Patric Recentemente, comecei a trabalhar dando assessoria em SEO, depois de perceber que TODOS os clientes que me contrataram como redator freela também tinham uma necessidade urgente quanto à melhoria de seus sites em todos os sentidos. A partir de então, cobrando um valor mensal pequeno pelo fato de eu ainda estar iniciando na parte de assessoria em SEO, comecei a atuar na referida área. Porém, já com o primeiro cliente, percebi que o website dele (e os de tantos outros) estava bem pior do que eu imaginava. A ponta do iceberg Infelizmente, muitos criam sites sem entender nada do assunto, ao invés de criarem um blog primeiro e construírem um Know­How básico antes de se aventurarem mais a fundo no mundo virtual. E, dessa forma, no desejo de navegarem por mares de dinheiro (pois é isto o que visam ao criarem um site), acabam se afogando em um oceano totalmente desconhecido e ainda saem com um enorme prejuízo financeiro. Depois de dar início como assessor em otimização de sites, percebi que realmente o que eu suspeitava era real: a deficiência dos websites é bem maior do que se imagina, sendo apenas a ponta de um enorme iceberg formado, principalmente, da inexperiência e falta de conhecimento dos que querem se aventurar no mundo virtual, mas não sabem sequer por onde começar. Por que os sites perecem? Como dito acima, este é um problema proveniente da falta de experiência e conhecimento das próprias pessoas que criam um site. Isto não significa que só podem criar websites os que já entendem do assunto, afinal de contas nenhum de nós nasce sabendo das coisas, mas aprendemos a vida toda, principalmente com os nossos próprios erros.
  2. 2. Porém, essa questão de aprendizado depende mais do aprendiz do que de seus professores, pois se aquele não tem disposição e força de vontade para colocar em prática o que aprendeu, de nada valerão os ensinamentos de seus mestres. O que quero dizer com isto é que, dando assessoria em SEO, tenho visto que não adianta eu dizer ao meu cliente “faça x”, sendo que ele não sabe como fazer x. Exemplos: Precisa arrumar as URLs do site; e o dono do site sequer sabe o que é uma URL. Que palavra­chave você quer trabalhar no texto? E o dono do site também não sabe. A questão é que, além da falta de conhecimento, falta também o desejo de aprender de fato e de verdade, pois há tantos tutoriais no Youtube e fóruns do próprio Wordpress, por exemplo, que ensinam de tudo, mas quase ninguém quer ou tem tempo para aprender. Aliás, essa questão de não ter tempo para o próprio site já demonstra que a pessoa não está realmente se importando com o seu espaço online. Conteúdo de baixa qualidade x Conteúdo postado de qualquer jeito Um dos maiores problemas é a questão do conteúdo. Normalmente, quem possui um site, mas não quer se dar ao trabalho de cansar os dedos e a mente escrevendo, prefere pagar a redatores freelancer para que o façam. Então, se cadastram em uma plataforma de contratação de serviços freela, COPIAM o enunciado de algum projeto já publicado na mesma área e publicam, sem revisar o próprio projeto que eles mesmo acabaram de publicar. É sempre aquela velha história: Preciso de redatores, o texto deve ter 600 a 800 palavras, vou testar no copyscape (que é mentira, pois é uma ferramenta paga e os donos de sites mal querem gastar com conteúdo, vão pagar pelo acesso ao Copyscape??), etc, etc. Tirei um print de um projeto no qual eu mesmo estou trabalhando como redator. Veja que há erros de digitação (retador ao invés de redator) e o papo do Copyscape.
  3. 3. Outro ponto que também colabora para o recebimento de conteúdos escritos de baixa qualidade é o fato das próprias pessoas que possuem sites pagarem um valor baixíssimo por cada artigo. Isto também decorre da falta de conhecimento destas, pois conteúdo é a alma do site e vale a pena investir na criação de textos. Porém, o problema é que desejam receber conteúdo de qualidade e original, mas só estão dispostos a pagar o valor de conteúdo digitado. Lamentável, mas é a realidade. Recomendação de escritores: Funciona ou não? Infelizmente nem sempre e afirmo isto porque tenho um cliente para o qual dou assessoria em SEO e este contratou uma redatora que já é famosa na internet (a qual tem uma excelente classificação em
  4. 4. uma das plataformas de serviços freelancer na qual também trabalho) para postar artigos em seu site e ela não realizou um bom trabalho, além de não cumprir com os prazos combinados. Quando vi a publicação dela no site, quase caí de costas. Porém, antes perguntei ao meu cliente de SEO o que ele tinha achado do post e a resposta foi decepcionante como podem ver na imagem acima. A publicação que ele disse ter achado boa, estava péssima a começar pelo título errado, que gerou uma url errada. Havia apenas 3 enormes parágrafos, nem linkagem no texto, sem bold e as imagens ainda estavam com links para os próprios arquivos de imagem. Então, o que sugeri ao cliente foi que ele comparasse um texto escrito e publicado por mim com um dela, mas mesmo assim ainda continuei decepcionado, pois ele foi incapaz de fazer uma avaliação justa a princípio.
  5. 5. Quanto ao conteúdo em si, pode até ser informativo, mas não havia sido publicado de forma adequada como você mesmo pode ver na imagem acima. No caso dos textos que escrevo e publico, presto muita atenção em todos os detalhes, incluindo no Title, Description, H1, H2, alt tags, linkagem, etc, mas muitos redatores freela não dominam essa área.
  6. 6. Será que esse problema um dia vai acabar? Eu acredito que este é um problema que se renova a cada dia, pois diariamente mais pessoas criam sites sem ter conhecimento na área, sem disposição e força de vontade para aprender, sem se disporem também a investir na criação de conteúdo e sem um senso crítico coerente devido à falta de conhecimento, o que os impede de evoluir. Se você tem um site e realmente se importa com ele e com seu público, dedique tempo ao seu site. 1. Estude mais! Esteja disposto a aprender o básico de SEO e o básico de gerenciamento de sites. 2. Leia mais! Isto vai te ajudar a desenvolver suas habilidades linguísticas e melhorar o conteúdo do seu site. 3. Conte com a ajuda de um profissional em SEO! Alguém que tenha experiência na área pode te ajudar a começar e a tornar seu site um espaço online de qualidade e com potencial para receber tráfego proveniente dos resultados orgânicos dos motores de busca. 4. Veja seu site como uma empresa! Dessa forma, você passará a cuidar mais do seu site e entenderá que sem investimento, não há retorno (em todos os âmbitos). Não deixe que o seu site pereça por falta de conhecimento e por falta de investimento! Destaque­se dos demais ou permaneça entre a maioria, a qual se encontra hoje em estado crítico e afundando cada dia mais.

×