SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA

ECONOMIA POLÍTICA

Weslley H. Cruz
Mauricio Reis Junior
Mariane Braga
Thalisson Rodrigues
Bianka Vieira
Introdução:
o Economia política é a ciência social que trata das leis
governamentais de produção, circulação e consumo das
riquezas.
o Tal ciência se sobressai na sociedade por evidenciar
problemas econômicos decorrente das relações do homem
em sociedade.
o No final do século XIX o termo Economia Política, foi
sendo substituído apenas por Economia, sendo apenas
restrito o antigo termo ao pensamento Marxista.
Princípio do Excedente
(Abordagem clássica)
o O excedente é
determinado pelas condições
técnicas de produção e que
produz além do consumo de
subsistência. Esse
excedente é apropriado e
dividido pelos diversos
grupos sociais.
Capitalismo
o A Economia Política tem como foco principal, dentro do
sistema capitalista, criar um mecanismo que garante a
apropriação e a forma de divisão desse produto que
excede o consumo socialmente necessário entre os
membros da sociedade.
o A competição age distribuindo o excedente entre vários
tipos de renda, por meio do sistema de preços
o Todas as sociedades modernas utilizam sistema de
preços. Eles motivam os consumidores e produtores a
tomar decisões, ou seja, comprar o que não é necessário
para sobreviver.
o O governo regulamenta e controla o sistema de
preços, não permitindo que fique totalmente fixo e nem
totalmente livre.
Princípio da Substituição
(a base do marginalismo ou teoria
neoclássica)
o Na teoria neoclássica o mercado promove a
alocação ótima dos recursos escassos, satisfazendo
os desejos e necessidades dos agentes econômicos.
o O processo de alocação de recursos em condições
competitivas é feito pelo princípio da substituição. Esse
princípio age de duas formas, na produção e no
consumo.
o Na produção conhecida como substituição direta ou
tecnológica, a queda do preço de um fator induz o
produtor a utilizar métodos de produção mais intensivos
nesse fator
o O aumento do preço de um fator induz o produtor a
utilizar métodos de produção menos intensivos nesse
fator.
o No consumo, conhecida como substituição direta,
mesmo sem mudar os métodos de produção, se o preço
de um fator “mais intensivo” aumentar, leva os
consumidores a consumirem menos desse produto.
o Esse princípio mostra que sempre
algo mais caro será substituído pelo
substituto mais próximo com preço
menor.
o Vale lembrar que de acordo com a
crítica de Sraffa, a teoria marginalista
é uma teoria especial, totalmente
restritiva, não válida em condições
gerais.

Piero Sraffa
Princípio da demanda efetiva
(Keynesianismo)
o Keynes argumentava que o fato
que determina os níveis de emprego é
a demanda efetiva, se as pessoas
forem demitidas, as pessoas
consomem menos, poupariam mais e
consequentemente a demanda cai.

John M. Keynes
o Essa retração aconteceria automaticamente, as
fábricas fechariam e as empresas seriam forçadas a
diminuir o preço para poder vender, consequentemente
quebrariam. Foi o que aconteceu com a Grande
Depressão (crash da bolsa de Nova York).
o Keynes reconheceu que decisões
econômicas são impulsivas e
movidas por acontecimentos,
incertas e condicionais.

o A solução para Keynes era a
intervenção estatal com medidas
econômicas e políticas para a
garantia do pleno emprego,
alcançado com o equilíbrio da
demanda e a capacidade de
produção. A ideia serviu de base
para a formulação de políticas
econômicas como o New Deal nos
Estados Unidos pelo Presidente
Roosevelt.
Presidente Roosevelt
BIBLIOGRAFIA:
SERRANO, Freitas; MEDEIROS, O Desenvolvimento Econômico e a
Retomada da Abordagem Clássica do Excedente. Revista de Economia
Política, Rio de Janeiro. v. 24, n. 2, 2004.
DAUDT, Gabriel. A Crítica Sraffiana à Teoria Neoclássica no Âmbito do
Equilíbrio
Geral de Longo Prazo [Monografia]. Rio de Janeiro: UFRJ; 2010.
FURTADO, Celso. Prefácio a Nova Economia Política [Internet]. Disponível
em: endereço eletrônico (URL)
http://andreboelter.blogspot.com.br/2012/03/furtado-celso-prefacio-novaeconomia.html - acesso em 14/02/14
BRANCO, Renata. Em Economia, o que é Sistema de Preços [Internet]
Disponível em: endereço eletrônico (URL)
http://www.manutencaoesuprimentos.com.br/conteudo/6983-em-economia-oque-e-sistema-de-precos/ - acesso em 16/02/14

Dadalto, Lucas; Gomes, Silvana. Keynes e o princípio da demanda efetiva.
[Internet] Disponível em: endereço eletrônico (URL)
http://ecopoliticauff.blogspot.com.br/2013/07/keynes-e-o-principio-dademanda-efetiva.html - acesso em 16/02/14

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Aula 4-sociologia-aula-4-antropologia
Aula 4-sociologia-aula-4-antropologiaAula 4-sociologia-aula-4-antropologia
Aula 4-sociologia-aula-4-antropologia
 
teoria Crítica e Escola de Frankfurt
teoria Crítica e Escola de Frankfurtteoria Crítica e Escola de Frankfurt
teoria Crítica e Escola de Frankfurt
 
Trabalho e sociedade
Trabalho e sociedadeTrabalho e sociedade
Trabalho e sociedade
 
Industria cultural
Industria culturalIndustria cultural
Industria cultural
 
Max weber
Max weberMax weber
Max weber
 
Karl marx
Karl marxKarl marx
Karl marx
 
Aula 4 - Max Weber
Aula 4 - Max WeberAula 4 - Max Weber
Aula 4 - Max Weber
 
Karl Marx
Karl MarxKarl Marx
Karl Marx
 
Sociologia Capítulo 18 - Cultura e Ideologia
Sociologia Capítulo 18 - Cultura e IdeologiaSociologia Capítulo 18 - Cultura e Ideologia
Sociologia Capítulo 18 - Cultura e Ideologia
 
Surgimento da Sociologia
Surgimento da SociologiaSurgimento da Sociologia
Surgimento da Sociologia
 
Principais reflexões sobre política
Principais reflexões sobre políticaPrincipais reflexões sobre política
Principais reflexões sobre política
 
Política e poder
Política e poderPolítica e poder
Política e poder
 
Fatos sociais
Fatos sociaisFatos sociais
Fatos sociais
 
A Evolução do Pensamento Econômico
A Evolução do Pensamento EconômicoA Evolução do Pensamento Econômico
A Evolução do Pensamento Econômico
 
Introdução à Política
Introdução à PolíticaIntrodução à Política
Introdução à Política
 
Aula de Filosofia - Filosofia Contemporânea
Aula de Filosofia - Filosofia ContemporâneaAula de Filosofia - Filosofia Contemporânea
Aula de Filosofia - Filosofia Contemporânea
 
Conceito e origem da antropologia
Conceito e origem da antropologiaConceito e origem da antropologia
Conceito e origem da antropologia
 
Teoria Crítica
Teoria CríticaTeoria Crítica
Teoria Crítica
 
As teorias socialistas 1
As teorias socialistas 1As teorias socialistas 1
As teorias socialistas 1
 
1º ano filosofia - atividade 18092012
1º ano   filosofia - atividade 180920121º ano   filosofia - atividade 18092012
1º ano filosofia - atividade 18092012
 

Destaque

Economia Política, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Curso de Direito, 1º ano...
Economia Política, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Curso de Direito, 1º ano...Economia Política, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Curso de Direito, 1º ano...
Economia Política, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Curso de Direito, 1º ano...A. Rui Teixeira Santos
 
Economía política
Economía políticaEconomía política
Economía políticaFer
 
Economia politica
Economia politicaEconomia politica
Economia politica31angie
 
Introdução ao Estudo do Direito (IED)
Introdução ao Estudo do Direito (IED)Introdução ao Estudo do Direito (IED)
Introdução ao Estudo do Direito (IED)brigidoh
 
Introdução ao estudo do direito aula
Introdução ao estudo do direito   aulaIntrodução ao estudo do direito   aula
Introdução ao estudo do direito aulajovenniu
 
NOÇÕES DE DIREITO
NOÇÕES DE DIREITONOÇÕES DE DIREITO
NOÇÕES DE DIREITOURCAMP
 
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO, APONTAMENTOS DAS AULAS DO PROF. DOUTOR RUI T...
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO, APONTAMENTOS DAS AULAS DO PROF. DOUTOR RUI T...INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO, APONTAMENTOS DAS AULAS DO PROF. DOUTOR RUI T...
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO, APONTAMENTOS DAS AULAS DO PROF. DOUTOR RUI T...A. Rui Teixeira Santos
 
Portugues i
Portugues iPortugues i
Portugues icrisdays
 
Apostila curso estrategias de leitura compreensao e interpretacao de textos (1)
Apostila curso estrategias de leitura compreensao e interpretacao de textos (1)Apostila curso estrategias de leitura compreensao e interpretacao de textos (1)
Apostila curso estrategias de leitura compreensao e interpretacao de textos (1)Marcia Tscherkas
 
Economìa polìtica pawer 2
Economìa polìtica pawer 2Economìa polìtica pawer 2
Economìa polìtica pawer 2Micaelasalatino
 
Dicionário básico latim-português - expressões e termos jurídicos
Dicionário básico latim-português - expressões e termos jurídicosDicionário básico latim-português - expressões e termos jurídicos
Dicionário básico latim-português - expressões e termos jurídicosEscola Paulista de Direito
 
Economia política do bem público
Economia política do bem públicoEconomia política do bem público
Economia política do bem públicoJosé Mota
 

Destaque (20)

Economia politica
Economia politicaEconomia politica
Economia politica
 
Economia Política, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Curso de Direito, 1º ano...
Economia Política, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Curso de Direito, 1º ano...Economia Política, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Curso de Direito, 1º ano...
Economia Política, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Curso de Direito, 1º ano...
 
Economia politica
Economia politicaEconomia politica
Economia politica
 
Economía política
Economía políticaEconomía política
Economía política
 
Economia politica
Economia politicaEconomia politica
Economia politica
 
Economia politica
Economia politicaEconomia politica
Economia politica
 
Introdução ao Estudo do Direito (IED)
Introdução ao Estudo do Direito (IED)Introdução ao Estudo do Direito (IED)
Introdução ao Estudo do Direito (IED)
 
Introdução ao estudo do direito aula
Introdução ao estudo do direito   aulaIntrodução ao estudo do direito   aula
Introdução ao estudo do direito aula
 
NOÇÕES DE DIREITO
NOÇÕES DE DIREITONOÇÕES DE DIREITO
NOÇÕES DE DIREITO
 
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO, APONTAMENTOS DAS AULAS DO PROF. DOUTOR RUI T...
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO, APONTAMENTOS DAS AULAS DO PROF. DOUTOR RUI T...INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO, APONTAMENTOS DAS AULAS DO PROF. DOUTOR RUI T...
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DO DIREITO, APONTAMENTOS DAS AULAS DO PROF. DOUTOR RUI T...
 
Portugues i
Portugues iPortugues i
Portugues i
 
Exercicios de latim
Exercicios de latimExercicios de latim
Exercicios de latim
 
Tabela gabarito port-3serie_m t n
Tabela gabarito port-3serie_m t nTabela gabarito port-3serie_m t n
Tabela gabarito port-3serie_m t n
 
Apostila curso estrategias de leitura compreensao e interpretacao de textos (1)
Apostila curso estrategias de leitura compreensao e interpretacao de textos (1)Apostila curso estrategias de leitura compreensao e interpretacao de textos (1)
Apostila curso estrategias de leitura compreensao e interpretacao de textos (1)
 
Portugues 2015
Portugues 2015Portugues 2015
Portugues 2015
 
Lusofonia
Lusofonia Lusofonia
Lusofonia
 
Portugues.ppt 0
Portugues.ppt 0Portugues.ppt 0
Portugues.ppt 0
 
Economìa polìtica pawer 2
Economìa polìtica pawer 2Economìa polìtica pawer 2
Economìa polìtica pawer 2
 
Dicionário básico latim-português - expressões e termos jurídicos
Dicionário básico latim-português - expressões e termos jurídicosDicionário básico latim-português - expressões e termos jurídicos
Dicionário básico latim-português - expressões e termos jurídicos
 
Economia política do bem público
Economia política do bem públicoEconomia política do bem público
Economia política do bem público
 

Semelhante a Economia política

As Principais Escolas Da Econimia E A Crise Atual
As Principais Escolas Da Econimia E A Crise AtualAs Principais Escolas Da Econimia E A Crise Atual
As Principais Escolas Da Econimia E A Crise Atualgustavocorreia
 
Apostila introdutória
Apostila introdutória Apostila introdutória
Apostila introdutória colhomagno
 
Teoria Econômica
Teoria EconômicaTeoria Econômica
Teoria EconômicaYuri Silver
 
Sustentabilidade e Inovação Social, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Escola ...
Sustentabilidade e Inovação Social, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Escola ...Sustentabilidade e Inovação Social, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Escola ...
Sustentabilidade e Inovação Social, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Escola ...A. Rui Teixeira Santos
 
Inovação Social e Sustentabilidade, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Escola ...
Inovação Social e Sustentabilidade, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Escola ...Inovação Social e Sustentabilidade, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Escola ...
Inovação Social e Sustentabilidade, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Escola ...A. Rui Teixeira Santos
 
8 RESUMO KEYNESIANAS E CLÁSSICA LIBERAL AULA 3 ECONOMIA POLITICA.pdf
8 RESUMO  KEYNESIANAS E CLÁSSICA LIBERAL AULA 3 ECONOMIA POLITICA.pdf8 RESUMO  KEYNESIANAS E CLÁSSICA LIBERAL AULA 3 ECONOMIA POLITICA.pdf
8 RESUMO KEYNESIANAS E CLÁSSICA LIBERAL AULA 3 ECONOMIA POLITICA.pdfSimoneHelenDrumond
 
Cultura económica e social
Cultura económica e socialCultura económica e social
Cultura económica e socialMarco Coelho
 
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
 Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e... Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...A. Rui Teixeira Santos
 
Microeconomia março 2010
Microeconomia março 2010Microeconomia março 2010
Microeconomia março 2010Yuri Silver
 
Microeconomia março 2010
Microeconomia março 2010Microeconomia março 2010
Microeconomia março 2010Yuri Silver
 
economia - 2 ano.pptaulaensinomedio2anod
economia - 2 ano.pptaulaensinomedio2anodeconomia - 2 ano.pptaulaensinomedio2anod
economia - 2 ano.pptaulaensinomedio2anodCarladeOliveira25
 
Lições de Economia Política I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT 2011/20...
Lições de Economia Política I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT 2011/20...Lições de Economia Política I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT 2011/20...
Lições de Economia Política I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT 2011/20...A. Rui Teixeira Santos
 
Curso de Economia Politica I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT, 2011/12)
Curso de Economia Politica I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT, 2011/12)Curso de Economia Politica I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT, 2011/12)
Curso de Economia Politica I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT, 2011/12)A. Rui Teixeira Santos
 
4 - O abandono da tradição clássica.ppt
4 - O abandono da tradição clássica.ppt4 - O abandono da tradição clássica.ppt
4 - O abandono da tradição clássica.pptValdir Conceição
 
Conceitos básicos de economia
Conceitos básicos de economiaConceitos básicos de economia
Conceitos básicos de economiaVinícius Morais
 
Desenvolvimento VS Crescimento Económico
Desenvolvimento VS Crescimento EconómicoDesenvolvimento VS Crescimento Económico
Desenvolvimento VS Crescimento EconómicoRicardo da Palma
 

Semelhante a Economia política (20)

As Principais Escolas Da Econimia E A Crise Atual
As Principais Escolas Da Econimia E A Crise AtualAs Principais Escolas Da Econimia E A Crise Atual
As Principais Escolas Da Econimia E A Crise Atual
 
Questões relevantes sobre economia
Questões relevantes sobre economiaQuestões relevantes sobre economia
Questões relevantes sobre economia
 
Apostila introdutória
Apostila introdutória Apostila introdutória
Apostila introdutória
 
Teoria Econômica
Teoria EconômicaTeoria Econômica
Teoria Econômica
 
Te 2011 31
Te 2011 31Te 2011 31
Te 2011 31
 
Sustentabilidade e Inovação Social, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Escola ...
Sustentabilidade e Inovação Social, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Escola ...Sustentabilidade e Inovação Social, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Escola ...
Sustentabilidade e Inovação Social, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Escola ...
 
Inovação Social e Sustentabilidade, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Escola ...
Inovação Social e Sustentabilidade, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Escola ...Inovação Social e Sustentabilidade, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Escola ...
Inovação Social e Sustentabilidade, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos, Escola ...
 
Td eco-01 apostila-de_economia[2]
Td eco-01 apostila-de_economia[2]Td eco-01 apostila-de_economia[2]
Td eco-01 apostila-de_economia[2]
 
Aula economia - modificado2
Aula   economia - modificado2Aula   economia - modificado2
Aula economia - modificado2
 
8 RESUMO KEYNESIANAS E CLÁSSICA LIBERAL AULA 3 ECONOMIA POLITICA.pdf
8 RESUMO  KEYNESIANAS E CLÁSSICA LIBERAL AULA 3 ECONOMIA POLITICA.pdf8 RESUMO  KEYNESIANAS E CLÁSSICA LIBERAL AULA 3 ECONOMIA POLITICA.pdf
8 RESUMO KEYNESIANAS E CLÁSSICA LIBERAL AULA 3 ECONOMIA POLITICA.pdf
 
Cultura económica e social
Cultura económica e socialCultura económica e social
Cultura económica e social
 
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
 Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e... Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
 
Microeconomia março 2010
Microeconomia março 2010Microeconomia março 2010
Microeconomia março 2010
 
Microeconomia março 2010
Microeconomia março 2010Microeconomia março 2010
Microeconomia março 2010
 
economia - 2 ano.pptaulaensinomedio2anod
economia - 2 ano.pptaulaensinomedio2anodeconomia - 2 ano.pptaulaensinomedio2anod
economia - 2 ano.pptaulaensinomedio2anod
 
Lições de Economia Política I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT 2011/20...
Lições de Economia Política I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT 2011/20...Lições de Economia Política I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT 2011/20...
Lições de Economia Política I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT 2011/20...
 
Curso de Economia Politica I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT, 2011/12)
Curso de Economia Politica I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT, 2011/12)Curso de Economia Politica I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT, 2011/12)
Curso de Economia Politica I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ULHT, 2011/12)
 
4 - O abandono da tradição clássica.ppt
4 - O abandono da tradição clássica.ppt4 - O abandono da tradição clássica.ppt
4 - O abandono da tradição clássica.ppt
 
Conceitos básicos de economia
Conceitos básicos de economiaConceitos básicos de economia
Conceitos básicos de economia
 
Desenvolvimento VS Crescimento Económico
Desenvolvimento VS Crescimento EconómicoDesenvolvimento VS Crescimento Económico
Desenvolvimento VS Crescimento Económico
 

Último

APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfMaiteFerreira4
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaIlda Bicacro
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfmaria794949
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfRILTONNOGUEIRADOSSAN
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfssuserbb4ac2
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxRaquelMartins389880
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxlucivaniaholanda
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdfARIANAMENDES11
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaCludiaRodrigues693635
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptxLuana240603
 

Último (20)

APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
 

Economia política

  • 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA ECONOMIA POLÍTICA Weslley H. Cruz Mauricio Reis Junior Mariane Braga Thalisson Rodrigues Bianka Vieira
  • 2. Introdução: o Economia política é a ciência social que trata das leis governamentais de produção, circulação e consumo das riquezas. o Tal ciência se sobressai na sociedade por evidenciar problemas econômicos decorrente das relações do homem em sociedade. o No final do século XIX o termo Economia Política, foi sendo substituído apenas por Economia, sendo apenas restrito o antigo termo ao pensamento Marxista.
  • 3. Princípio do Excedente (Abordagem clássica) o O excedente é determinado pelas condições técnicas de produção e que produz além do consumo de subsistência. Esse excedente é apropriado e dividido pelos diversos grupos sociais. Capitalismo
  • 4. o A Economia Política tem como foco principal, dentro do sistema capitalista, criar um mecanismo que garante a apropriação e a forma de divisão desse produto que excede o consumo socialmente necessário entre os membros da sociedade. o A competição age distribuindo o excedente entre vários tipos de renda, por meio do sistema de preços
  • 5. o Todas as sociedades modernas utilizam sistema de preços. Eles motivam os consumidores e produtores a tomar decisões, ou seja, comprar o que não é necessário para sobreviver. o O governo regulamenta e controla o sistema de preços, não permitindo que fique totalmente fixo e nem totalmente livre.
  • 6. Princípio da Substituição (a base do marginalismo ou teoria neoclássica) o Na teoria neoclássica o mercado promove a alocação ótima dos recursos escassos, satisfazendo os desejos e necessidades dos agentes econômicos. o O processo de alocação de recursos em condições competitivas é feito pelo princípio da substituição. Esse princípio age de duas formas, na produção e no consumo.
  • 7. o Na produção conhecida como substituição direta ou tecnológica, a queda do preço de um fator induz o produtor a utilizar métodos de produção mais intensivos nesse fator o O aumento do preço de um fator induz o produtor a utilizar métodos de produção menos intensivos nesse fator. o No consumo, conhecida como substituição direta, mesmo sem mudar os métodos de produção, se o preço de um fator “mais intensivo” aumentar, leva os consumidores a consumirem menos desse produto.
  • 8. o Esse princípio mostra que sempre algo mais caro será substituído pelo substituto mais próximo com preço menor. o Vale lembrar que de acordo com a crítica de Sraffa, a teoria marginalista é uma teoria especial, totalmente restritiva, não válida em condições gerais. Piero Sraffa
  • 9. Princípio da demanda efetiva (Keynesianismo) o Keynes argumentava que o fato que determina os níveis de emprego é a demanda efetiva, se as pessoas forem demitidas, as pessoas consomem menos, poupariam mais e consequentemente a demanda cai. John M. Keynes
  • 10. o Essa retração aconteceria automaticamente, as fábricas fechariam e as empresas seriam forçadas a diminuir o preço para poder vender, consequentemente quebrariam. Foi o que aconteceu com a Grande Depressão (crash da bolsa de Nova York).
  • 11. o Keynes reconheceu que decisões econômicas são impulsivas e movidas por acontecimentos, incertas e condicionais. o A solução para Keynes era a intervenção estatal com medidas econômicas e políticas para a garantia do pleno emprego, alcançado com o equilíbrio da demanda e a capacidade de produção. A ideia serviu de base para a formulação de políticas econômicas como o New Deal nos Estados Unidos pelo Presidente Roosevelt. Presidente Roosevelt
  • 12. BIBLIOGRAFIA: SERRANO, Freitas; MEDEIROS, O Desenvolvimento Econômico e a Retomada da Abordagem Clássica do Excedente. Revista de Economia Política, Rio de Janeiro. v. 24, n. 2, 2004. DAUDT, Gabriel. A Crítica Sraffiana à Teoria Neoclássica no Âmbito do Equilíbrio Geral de Longo Prazo [Monografia]. Rio de Janeiro: UFRJ; 2010. FURTADO, Celso. Prefácio a Nova Economia Política [Internet]. Disponível em: endereço eletrônico (URL) http://andreboelter.blogspot.com.br/2012/03/furtado-celso-prefacio-novaeconomia.html - acesso em 14/02/14 BRANCO, Renata. Em Economia, o que é Sistema de Preços [Internet] Disponível em: endereço eletrônico (URL) http://www.manutencaoesuprimentos.com.br/conteudo/6983-em-economia-oque-e-sistema-de-precos/ - acesso em 16/02/14 Dadalto, Lucas; Gomes, Silvana. Keynes e o princípio da demanda efetiva. [Internet] Disponível em: endereço eletrônico (URL) http://ecopoliticauff.blogspot.com.br/2013/07/keynes-e-o-principio-dademanda-efetiva.html - acesso em 16/02/14