O

172 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
172
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O

  1. 1. O plágio é o ato de assinar ou apresentar uma obra intelectual de qualquer natureza (texto, música, obra pictórica, fotografia, obra audiovisual, etc) contendo partes de uma obra que pertença a outra pessoa sem colocar os créditos para o autor original. No acto de plágio, o plagiador apropria-se indevidamente da obra intelectual de outra pessoa, assumindo a autoria da mesma Provém do latim plagium: ação de roubar uma pessoa, sequestrar, vender homens livres como escravos1 , relacionada ao verbo plagio, com significado análogo2 , de modo que a etimologia implica um ato criminoso. Plágio não é a mesma coisa que paródia. Na paródia, há uma intenção clara de homenagem, crítica ou de sátira, não existe a intenção de enganar o leitor ou o espectador quanto à identidade do autor da obra. Plágio é, por exemplo, pegar uma música de algum cantor, por exemplo: Justin Timberlake, e dizer que a música foi escrita por você e não colocar créditos Um blog ou blogue1 2 3 (contração do termo inglês web log, "diário da rede") é um site cuja estrutura permite a atualização rápida a partir de acréscimos dos chamados artigos, ou posts. Estes são, em geral, organizados de forma cronológica inversa, tendo como foco a temática proposta do blog, podendo ser escritos por um número variável de pessoas, de acordo com a pMuitos blogs fornecem comentários ou notícias sobre um assunto em particular; outros funcionam mais como diários online. Um blog típico combina texto, imagens e links para outros blogs, páginas da Web e mídias relacionadas a seu tema. A capacidade de leitores deixarem comentários de forma a interagir com o autor e outros leitores é uma parte importante de muitos blogs.olítica do blog. Alguns sistemas de criação e edição de blogs são muito atrativos pelas facilidades que oferecem, disponibilizando ferramentas próprias que dispensam o conhecimento de HTML. A maioria dosblogs são primariamente textuais, embora uma parte seja focada em temas exclusivos como arte, fotografia, vídeos, música ou áudio, formando uma ampla rede de mídias sociais. Outro formato é o microblogging, que consiste em blogs com textos curtos. m 1997, Jorn Barger concebeu o termo “weblog”, definindo-o como uma página da Web, onde qualquer pessoa pode colocar uma mensagem expondo todas as outras páginas interessantes que encontra.
  2. 2. O termo foi alterado por Peter Merholz, que decidiu pronunciar “wee- blog”, que tornou inevitável o encurtamento para o termo definitivo “blog”. Rebbecca Blood foi uma das pioneiras no uso dos blogs, referindo em 1999 que estes eram distintos tanto ao nível da forma como ao nível do conteúdo das publicações periódicas que os precederam. A blogosfera, termo que representa o mundo dos blogs, progrediu a um ritmo extraordinário. Em 1999 era poucos os que utilizavam esta ferramenta. Hoje em dia, existem cerca de 70 milhões de blogs. Com a criação do blogger em 1999 começaram a aparecer inúmeros blogues actualizados várias vezes ao dia, com reflexões do seu autor sobre muitos temas: local de trabalho, ou a escola, ou outros interesses, como desporto, música, animais etc. Atualmente, toda vez que me contratam para fazer um site, normalmente o que a pessoa quer é um blog. Para muita gente site e blog é a mesma coisa. Mas existem muitas diferenças que, para quem está começando a engatinhar pela internet, não são tão visíveis assim. É claro que não é vergonha nenhuma não saber isso! Quem acompanhou o surgimento da internet, sabe muito bem que antigamente existia apenas o site (redução da palavra website). Mesmo as páginas pessoais eram sites. A “World Wide Web” (que significa “rede de alcance mundial” e também é conhecida como Web ou WWW) surgiu no final de 1990 por Tim Berners-Lee e Robert Cailliau. Juntos eles criaram um sistema de documentos em hipermídia que são interligados e executados na Internet. Os documentos podem estar na forma de texto, vídeos, sons, hipertextos e figuras. Então o usuário pode seguir as hiperligações (hiperlinks) clicando nas palavras ou frases comumente sublinhadas e azuis (esse é o padrão, mas podem estar em outras cores). O ato de seguir as hiperligações é chamado de “navegar” ou “surfar” na Web. Visualizar uma página web, inicia-se ao digitar um endereço
  3. 3. (ex: www.google.com.br) no navegador ou seguir (acessando) uma hiperligação de outro site. Criar um blog é uma tarefa simples. Muitas empresas e pessoas decidem ter um blog como uma estratégia de marketing e forma de mostrar seus produtos e serviços, no entanto, ele traz alguns desafios, como por exemplo, sua atualização constante. Manter um blog atualizado requer dedicação, tempo e pesquisa para trazer aos visitantes informações que respondem perguntas e sejam pertinentes. Mesmo sendo uma tarefa difícil, manter um blog com conteúdo de qualidade, pode trazer muitas vantagens e criar engajamento. Engajamento, relacionamento e aumento da visibilidade Ao atualizar o seu blog, ele se tornará relevante, ou seja, seus visitantes e clientes sabem que sempre encontrarão conteúdo relevante e atualizado sempre. Além disso, seu blog vira referência e motiva seus visitantes a voltarem em busca de mais informações, dicas e etc. Dessa forma, você abre portas para que eles opinem, comentem e se comuniquem. Blogs sem atualização geram a sensação de abandono e descaso para com seus visitantes, e como resultado, eles não voltarão ao blog. Outra vantagem da atualização frequente é que seu blog ganhará relevância para as ferramentas de busca, como Google, Bing e Yahoo!, aumentando o tráfego do mesmo. Lembre-se que manter a qualidade dos posts é muito importante! Postar regularmente no blog sem manter a qualidade, com textos fracos e sem relevância são tão nocivos quanto a falta de atualização.

×