SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 24
PROFESSORES REFLEXIVOS
EM UMA ESCOLA REFLEXIVA
  Isabel Alarcão, doutora em
  Educação pela Universidade de
  Liverpool.



              Itapecuru-Mirim
                 07/05/2009
Alunos, professores e escola
face à sociedade da informação
   A sociedade da informação exige
    competências de acesso, avaliação e
    gestão da informação oferecida
   As escolas são lugares onde as novas
    competências devem ser adquiridas
    ou reconhecidas e desenvolvidas
   Novas atitudes dos alunos, dos
    professores e das escolas
A sociedade da informação em
que vivemos
   Existem muitas informações numa
    oferta de “sirva-se quem precisar e
    do que precisar” e “faça de mim o uso
    que entender”
   Estamos na era da informação e da
    comunicação
   Precisamos do poder do pensamento
    para poder organizar o conhecimento
   A escola não detém o monopólio do saber.
   O professor não é o único transmissor do
    saber e tem que aceitar a situar-se nas
    mudanças, que são bem mais exigentes.
   O aluno já não é mais o receptor a deixar-se
    rechear de conteúdos.
   Precisa aprender a gerir e a relacionar
    informações para as transformar no seu
    conhecimento e no seu saber.
Sociedade da informação e do
conhecimento – sociedade da
aprendizagem

   A rápida evolução dos conhecimentos
    com a evolução das necessidades da
    sociedade, exigem de todos uma
    permanente aprendizagem individual
    e colaborativa
   O conhecimento tornou-se e tem de
    ser um bem comum. A aprendizagem
    ao longo da vida, um direito e uma
    necessidade.
As novas competências exigidas pela
sociedade da informação e da comunicação,
do conhecimento e da aprendizagem

   Absorver o conhecimento (fatos,
    métodos, conceitos e princípios).
   Saber o que fazer e como fazer, com os
    conhecimentos.
   Experiência (capacidade de aprender com
    o sucesso e com os erros).
   Ter boa relação, formar redes de contatos
    e influência, integrar-se.
   Vontade de agir, acreditar, empenhar-se,
    aceitar responsabilidades e poder.
   Ser capaz de se adaptar diante das
    diferenças.
   Desenvolver a compreensão.
   Capacidade de utilizar as várias
    linguagens que permitem ao ser humano
    estabelecer com os outros e com o
    mundo mecanismos de interação e
    comunicação – a linguagem informática.
Conceitualizações



Formação completa e integrada



         Sabedoria
A competência para lidar com a
informação na sociedade da
aprendizagem
   A capacidade de utilizar a informação
    de modo rápido e flexível.
   A capacidade de para lidar com a
    informação e os meios que a tornam
    acessível.
   Por em ação a mente interpretativa,
    seletiva, sistematizadora e criadora.
Os alunos na sociedade da
aprendizagem

   Aprender a ser aprendente ao longo da
    vida.
   Tem de se convencer de que tem de ir
    à procura do saber.
   Tem de descobrir o prazer de ser uma
    mente ativa e não meramente
    receptiva.
RESULTADOS
   Afastamento de uma pedagogia da
    dependência para uma pedagogia da
    autonomia
   Maior consciência crítica
   Maior participação perante os contextos
   Valorização das suas capacidades
   Maior responsabilidade
   Criação de comunidade de aprendizagem
Os professores na sociedade da
aprendizagem
Qual o papel dos professores?
- Criar, estruturar e dinamizar situações
   de aprendizagens e estimular a
   aprendizagem e a auto-confiança nas
   capacidades individuais para aprender
- O professor deve se conscientizar que
   são apenas uma fonte de informação
   entre muitas outras
   Para não se sentirem ultrapassados,
    os professores precisamurgentemente
    de se recontextualizarem na sua
    identidade responsabilidades
    profissionais
   Precisa estar num constante processo
    de auto-formação e identificação
A escola na sociedade da
aprendizagem
   Nova organização da escola:
   Acesso facilitado tanto a livros e revistas
    quanto a computadores e base de dados e
    aos serviços da internet
   Tempos e espaços para a realização de
    tarefas concretas, interpelativas da teoria
   As escolas precisam funcionar como
    comunidades auto-críticas, aprendentes e
    reflexivas
O que é uma escola reflexiva?
 “é uma escola que sabe onde está e
  para onde que ir. Pensa-se, tem um
  projeto orientador de ação e trabalho
  em equipe. É uma comunidade
  pensante. Ao pensar a escola, os seus
  membros enriquecem-se e
  qualificam-se a si próprios. Nessa
  medida, a escola é uma organização
  simultaneamente aprendente e
  qualificante”.
Em que se baseia a noção de
professor reflexivo?
  Baseia-se na consciência da capacidade de
   pensamento e reflexão que caracteriza o ser
   humano como criativo e não como mero
   reprodutor de idéias e práticas.
Qual a relação entre o professor reflexivo e
a escola reflexiva?
-  o professor não pode agir isoladamente na
   sua escola.
-  a escola tem de ser organizada de modo a
  criar condições de reflexividade individuais e
  coletivas.
Contributos da supervisão pedagógica
para a construção reflexiva do
conhecimento profissional dos
professores.

   A supervisão é uma atividade cuja
    finalidade visa o desenvolvimento
    profissional dos professores, na sua
    dimensão de conhecimento e de ação,
    desde uma situação pré-profissional
    até uma situação de acompanhamento
    no exercício da profissão e na inserção
    na vida da escola.
   A supervisão deve propiciar o
    desenvolvimento de capacidades, atitudes e
    conhecimentos e o contributo destes para a
    competência profissional.

   O supervisor é fundamentalmente um gestor
    e animador de situações e recursos intra e
    interpessoais com vista à formação.
O supervisor e a construção do
conhecimento pedagógico
Como é que o supervisor pedagógico
pode ajudar a construir o conhecimento
pedagógico?
Pela sua presença e atuação, pelo diálogo
propiciador da compreensão dos fenômenos
educativos e das potencialidades dos
professores.
Gerir uma escola reflexiva
   Escola, comunidade com projeto
   “ o projeto educativo surge como o
    instrumento, por excelência, da construção
    da autonomia do estabelecimento de
    ensino. Corresponde a um processo de
    produção de conhecimentos(investigação),
    a um processo de mudança
    organizacional(inovação) e a um processo
    de mudança de representações e de
    práticas dos indivíduos(formação)”
Gerir uma escola reflexiva é:
-   Ser capaz de liderar e mobilizar as pessoas;
-   Saber agir em situação;
-   Nortear-se pelo projeto de escola;
-   Assegurar uma atuação sistémica;
-   Assegurar uma participação democrática;
-   Pensar e escutar antes de decidir
-   Saber avaliar e deixar-se avaliar
   Ser consequente;
   Ser capaz de ultrapassar dicotomias
    paralizantes;
   Decidir;
   Acreditar que todos e a própria escola
    se encontram num processo de
    desenvolvimento e de aprendizagem
Resultado
   O resultado de gerir uma escola
    reflexiva é ter a satisfação de saber
    que a sua instituição tem rosto
    próprio e é respeitada por isso
    mesmo, como nome próprio, com
    identidade.
“Comece fazendo o que é
necessário, depois o que é possível
e de repente você estará fazendo o
que seria impossível”.
                São Francisco de Assis

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aprender e ensinar
Aprender e ensinarAprender e ensinar
Aprender e ensinar
Deia Araujo
 
Formação do Coordenador Pedagógico - Edição Especial (Estudos e Pesquisas Edu...
Formação do Coordenador Pedagógico - Edição Especial (Estudos e Pesquisas Edu...Formação do Coordenador Pedagógico - Edição Especial (Estudos e Pesquisas Edu...
Formação do Coordenador Pedagógico - Edição Especial (Estudos e Pesquisas Edu...
Fundação Victor Civita
 
Alfabetização e letramento (slide)
Alfabetização e letramento (slide)Alfabetização e letramento (slide)
Alfabetização e letramento (slide)
PamelaAschoff
 
Formação continuada de professores
Formação continuada de professoresFormação continuada de professores
Formação continuada de professores
ditadoida
 
Currículo e educação infantil - teóricos atuais
Currículo e educação infantil - teóricos atuaisCurrículo e educação infantil - teóricos atuais
Currículo e educação infantil - teóricos atuais
Instituto Consciência GO
 

Mais procurados (20)

A atuação do pedagogo em espaços não escolares
A atuação do pedagogo em espaços não escolaresA atuação do pedagogo em espaços não escolares
A atuação do pedagogo em espaços não escolares
 
Fracasso escolar
Fracasso escolarFracasso escolar
Fracasso escolar
 
Org do tempo e espaço
Org do tempo e espaçoOrg do tempo e espaço
Org do tempo e espaço
 
Metodologias Ativas
Metodologias AtivasMetodologias Ativas
Metodologias Ativas
 
Apresentação gestão educacional
Apresentação gestão  educacionalApresentação gestão  educacional
Apresentação gestão educacional
 
O uso do lúdico na educação infantil
O uso do lúdico na educação infantilO uso do lúdico na educação infantil
O uso do lúdico na educação infantil
 
Educação 5.0 e Metodologias Ativas e Inovadoras
Educação 5.0 e Metodologias Ativas e InovadorasEducação 5.0 e Metodologias Ativas e Inovadoras
Educação 5.0 e Metodologias Ativas e Inovadoras
 
Aprender e ensinar
Aprender e ensinarAprender e ensinar
Aprender e ensinar
 
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicasSlides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
Slides Sextas inclusivas- práticas pedagógicas
 
Educação infantil
Educação infantilEducação infantil
Educação infantil
 
Formação do Coordenador Pedagógico - Edição Especial (Estudos e Pesquisas Edu...
Formação do Coordenador Pedagógico - Edição Especial (Estudos e Pesquisas Edu...Formação do Coordenador Pedagógico - Edição Especial (Estudos e Pesquisas Edu...
Formação do Coordenador Pedagógico - Edição Especial (Estudos e Pesquisas Edu...
 
Alfabetização e letramento (slide)
Alfabetização e letramento (slide)Alfabetização e letramento (slide)
Alfabetização e letramento (slide)
 
A formação do professor do futuro
A formação do professor do futuroA formação do professor do futuro
A formação do professor do futuro
 
EDUCAÇÃO INFANTIL
EDUCAÇÃO INFANTILEDUCAÇÃO INFANTIL
EDUCAÇÃO INFANTIL
 
Formação continuada de professores
Formação continuada de professoresFormação continuada de professores
Formação continuada de professores
 
Educação Inclusiva
Educação Inclusiva Educação Inclusiva
Educação Inclusiva
 
Terezinha Rios
Terezinha RiosTerezinha Rios
Terezinha Rios
 
Organização e gestão da escola
Organização e gestão da escolaOrganização e gestão da escola
Organização e gestão da escola
 
Currículo e educação infantil - teóricos atuais
Currículo e educação infantil - teóricos atuaisCurrículo e educação infantil - teóricos atuais
Currículo e educação infantil - teóricos atuais
 
Organização do tempo e do espaço escolar
Organização do tempo e do espaço escolarOrganização do tempo e do espaço escolar
Organização do tempo e do espaço escolar
 

Destaque

Ensinar não é transferir conhecimento
Ensinar não é transferir conhecimentoEnsinar não é transferir conhecimento
Ensinar não é transferir conhecimento
T_Mydas
 
Declara�����o de jomtien gt08
Declara�����o de jomtien   gt08Declara�����o de jomtien   gt08
Declara�����o de jomtien gt08
♥Marcinhatinelli♥
 
Convenção de Guatemala
Convenção de GuatemalaConvenção de Guatemala
Convenção de Guatemala
asustecnologia
 
Resumo do livro professores reflexivos
Resumo do livro professores reflexivosResumo do livro professores reflexivos
Resumo do livro professores reflexivos
profis123
 
A prática reflexiva no ofício do professor
A prática reflexiva no ofício do professorA prática reflexiva no ofício do professor
A prática reflexiva no ofício do professor
Helenice Silva
 
C:\Fakepath\Os Sete Saberes
C:\Fakepath\Os Sete SaberesC:\Fakepath\Os Sete Saberes
C:\Fakepath\Os Sete Saberes
analuciacola
 
Análise do código de ética para os profissionais
Análise do código de ética para os profissionaisAnálise do código de ética para os profissionais
Análise do código de ética para os profissionais
mariasalgueiro
 
Educação na UE - Ricardo e Naiola
Educação na UE - Ricardo e NaiolaEducação na UE - Ricardo e Naiola
Educação na UE - Ricardo e Naiola
TurmaD
 

Destaque (20)

Professor reflexivo
Professor reflexivoProfessor reflexivo
Professor reflexivo
 
PROFESSOR REFLEXIVO EM UMA ESCOLA REFLEXIVA
PROFESSOR REFLEXIVO EM UMA ESCOLA REFLEXIVAPROFESSOR REFLEXIVO EM UMA ESCOLA REFLEXIVA
PROFESSOR REFLEXIVO EM UMA ESCOLA REFLEXIVA
 
Formar professores-como-profissionais-reflexivos-donald-schon-p
Formar professores-como-profissionais-reflexivos-donald-schon-pFormar professores-como-profissionais-reflexivos-donald-schon-p
Formar professores-como-profissionais-reflexivos-donald-schon-p
 
Declaração de jomtien
Declaração de jomtienDeclaração de jomtien
Declaração de jomtien
 
RESUMO :declaração de Jomtien
RESUMO :declaração de JomtienRESUMO :declaração de Jomtien
RESUMO :declaração de Jomtien
 
Ensinar não é transferir conhecimento
Ensinar não é transferir conhecimentoEnsinar não é transferir conhecimento
Ensinar não é transferir conhecimento
 
Avaliação e aprendizagem na escola: a prática pedagógica como eixo da reflexão
Avaliação e aprendizagem na escola: a prática pedagógica como eixo da reflexãoAvaliação e aprendizagem na escola: a prática pedagógica como eixo da reflexão
Avaliação e aprendizagem na escola: a prática pedagógica como eixo da reflexão
 
Declara�����o de jomtien gt08
Declara�����o de jomtien   gt08Declara�����o de jomtien   gt08
Declara�����o de jomtien gt08
 
Convenção de Guatemala
Convenção de GuatemalaConvenção de Guatemala
Convenção de Guatemala
 
Resumo do livro professores reflexivos
Resumo do livro professores reflexivosResumo do livro professores reflexivos
Resumo do livro professores reflexivos
 
Texto Planejamento
Texto PlanejamentoTexto Planejamento
Texto Planejamento
 
Convenção de guatemala unesp 2010
Convenção de guatemala unesp 2010Convenção de guatemala unesp 2010
Convenção de guatemala unesp 2010
 
A prática reflexiva no ofício do professor
A prática reflexiva no ofício do professorA prática reflexiva no ofício do professor
A prática reflexiva no ofício do professor
 
O professor reflexivo
O professor reflexivoO professor reflexivo
O professor reflexivo
 
C:\Fakepath\Os Sete Saberes
C:\Fakepath\Os Sete SaberesC:\Fakepath\Os Sete Saberes
C:\Fakepath\Os Sete Saberes
 
Análise do código de ética para os profissionais
Análise do código de ética para os profissionaisAnálise do código de ética para os profissionais
Análise do código de ética para os profissionais
 
Linha do tempo
Linha do tempoLinha do tempo
Linha do tempo
 
Educação
EducaçãoEducação
Educação
 
Educação na UE - Ricardo e Naiola
Educação na UE - Ricardo e NaiolaEducação na UE - Ricardo e Naiola
Educação na UE - Ricardo e Naiola
 
Que serviço público de educação para portugal v finalm
Que serviço público de educação para portugal v finalmQue serviço público de educação para portugal v finalm
Que serviço público de educação para portugal v finalm
 

Semelhante a Professores reflexivos em uma escola reflexiva

A escola reflexiva resumo
A escola reflexiva   resumoA escola reflexiva   resumo
A escola reflexiva resumo
Kelly Sauerbonn
 
PÓS.2023.ITAJAÍ.CRIANÇA FELIZ, FELIZ A CANTAR, BRILHANTEtransd....ppt
PÓS.2023.ITAJAÍ.CRIANÇA FELIZ, FELIZ A CANTAR, BRILHANTEtransd....pptPÓS.2023.ITAJAÍ.CRIANÇA FELIZ, FELIZ A CANTAR, BRILHANTEtransd....ppt
PÓS.2023.ITAJAÍ.CRIANÇA FELIZ, FELIZ A CANTAR, BRILHANTEtransd....ppt
AndersonEscobar24
 
Projecto educativo e curricular em consulta para aprovação
Projecto educativo e curricular   em consulta para aprovaçãoProjecto educativo e curricular   em consulta para aprovação
Projecto educativo e curricular em consulta para aprovação
ANA GRALHEIRO
 
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
ANA GRALHEIRO
 
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
ANA GRALHEIRO
 
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
AMG Sobrenome
 
Plano de acao_escola_mundo_de_alice
Plano de acao_escola_mundo_de_alicePlano de acao_escola_mundo_de_alice
Plano de acao_escola_mundo_de_alice
Jesica Hencke
 
Plano de acao_escola_mundo_de_alice
Plano de acao_escola_mundo_de_alicePlano de acao_escola_mundo_de_alice
Plano de acao_escola_mundo_de_alice
Jesica Hencke
 
A escola que educa para o pensar
A escola que educa para o pensarA escola que educa para o pensar
A escola que educa para o pensar
Renata Peruce
 
Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01
Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01
Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01
Geija Fortunato
 

Semelhante a Professores reflexivos em uma escola reflexiva (20)

Professores e Alunos reflexivos em uma Escola Reflexiva
Professores e Alunos reflexivos em uma Escola ReflexivaProfessores e Alunos reflexivos em uma Escola Reflexiva
Professores e Alunos reflexivos em uma Escola Reflexiva
 
A prática refelxiva no ensino médio
A prática refelxiva no ensino médioA prática refelxiva no ensino médio
A prática refelxiva no ensino médio
 
A escola reflexiva resumo
A escola reflexiva   resumoA escola reflexiva   resumo
A escola reflexiva resumo
 
Izabel pb01-grupo ab-is-consolidacaodocproposta
Izabel pb01-grupo ab-is-consolidacaodocpropostaIzabel pb01-grupo ab-is-consolidacaodocproposta
Izabel pb01-grupo ab-is-consolidacaodocproposta
 
PÓS.2023.ITAJAÍ.CRIANÇA FELIZ, FELIZ A CANTAR, BRILHANTEtransd....ppt
PÓS.2023.ITAJAÍ.CRIANÇA FELIZ, FELIZ A CANTAR, BRILHANTEtransd....pptPÓS.2023.ITAJAÍ.CRIANÇA FELIZ, FELIZ A CANTAR, BRILHANTEtransd....ppt
PÓS.2023.ITAJAÍ.CRIANÇA FELIZ, FELIZ A CANTAR, BRILHANTEtransd....ppt
 
Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y
Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y
Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y
 
Escola e sociedade
Escola e sociedadeEscola e sociedade
Escola e sociedade
 
Projecto educativo e curricular em consulta para aprovação
Projecto educativo e curricular   em consulta para aprovaçãoProjecto educativo e curricular   em consulta para aprovação
Projecto educativo e curricular em consulta para aprovação
 
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
 
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
 
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
Projetos educativo e curricular do agrupamento 2011 13
 
Plano de acao_escola_mundo_de_alice
Plano de acao_escola_mundo_de_alicePlano de acao_escola_mundo_de_alice
Plano de acao_escola_mundo_de_alice
 
Plano de acao_escola_mundo_de_alice
Plano de acao_escola_mundo_de_alicePlano de acao_escola_mundo_de_alice
Plano de acao_escola_mundo_de_alice
 
Apresentação1.pptx
Apresentação1.pptxApresentação1.pptx
Apresentação1.pptx
 
A escola que educa para o pensar
A escola que educa para o pensarA escola que educa para o pensar
A escola que educa para o pensar
 
Desafio de aprender diferente
Desafio de aprender diferenteDesafio de aprender diferente
Desafio de aprender diferente
 
Desafio de aprender diferente completo
Desafio de aprender diferente completoDesafio de aprender diferente completo
Desafio de aprender diferente completo
 
Desafio de aprender diferente completo
Desafio de aprender diferente completoDesafio de aprender diferente completo
Desafio de aprender diferente completo
 
Apresentação 2014 4
Apresentação 2014 4Apresentação 2014 4
Apresentação 2014 4
 
Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01
Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01
Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01
 

Último

Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
profbrunogeo95
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
GisellySobral
 

Último (20)

"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 

Professores reflexivos em uma escola reflexiva

  • 1. PROFESSORES REFLEXIVOS EM UMA ESCOLA REFLEXIVA Isabel Alarcão, doutora em Educação pela Universidade de Liverpool. Itapecuru-Mirim 07/05/2009
  • 2. Alunos, professores e escola face à sociedade da informação  A sociedade da informação exige competências de acesso, avaliação e gestão da informação oferecida  As escolas são lugares onde as novas competências devem ser adquiridas ou reconhecidas e desenvolvidas  Novas atitudes dos alunos, dos professores e das escolas
  • 3. A sociedade da informação em que vivemos  Existem muitas informações numa oferta de “sirva-se quem precisar e do que precisar” e “faça de mim o uso que entender”  Estamos na era da informação e da comunicação  Precisamos do poder do pensamento para poder organizar o conhecimento
  • 4. A escola não detém o monopólio do saber.  O professor não é o único transmissor do saber e tem que aceitar a situar-se nas mudanças, que são bem mais exigentes.  O aluno já não é mais o receptor a deixar-se rechear de conteúdos.  Precisa aprender a gerir e a relacionar informações para as transformar no seu conhecimento e no seu saber.
  • 5. Sociedade da informação e do conhecimento – sociedade da aprendizagem  A rápida evolução dos conhecimentos com a evolução das necessidades da sociedade, exigem de todos uma permanente aprendizagem individual e colaborativa  O conhecimento tornou-se e tem de ser um bem comum. A aprendizagem ao longo da vida, um direito e uma necessidade.
  • 6. As novas competências exigidas pela sociedade da informação e da comunicação, do conhecimento e da aprendizagem  Absorver o conhecimento (fatos, métodos, conceitos e princípios).  Saber o que fazer e como fazer, com os conhecimentos.  Experiência (capacidade de aprender com o sucesso e com os erros).  Ter boa relação, formar redes de contatos e influência, integrar-se.
  • 7. Vontade de agir, acreditar, empenhar-se, aceitar responsabilidades e poder.  Ser capaz de se adaptar diante das diferenças.  Desenvolver a compreensão.  Capacidade de utilizar as várias linguagens que permitem ao ser humano estabelecer com os outros e com o mundo mecanismos de interação e comunicação – a linguagem informática.
  • 9. A competência para lidar com a informação na sociedade da aprendizagem  A capacidade de utilizar a informação de modo rápido e flexível.  A capacidade de para lidar com a informação e os meios que a tornam acessível.  Por em ação a mente interpretativa, seletiva, sistematizadora e criadora.
  • 10. Os alunos na sociedade da aprendizagem  Aprender a ser aprendente ao longo da vida.  Tem de se convencer de que tem de ir à procura do saber.  Tem de descobrir o prazer de ser uma mente ativa e não meramente receptiva.
  • 11. RESULTADOS  Afastamento de uma pedagogia da dependência para uma pedagogia da autonomia  Maior consciência crítica  Maior participação perante os contextos  Valorização das suas capacidades  Maior responsabilidade  Criação de comunidade de aprendizagem
  • 12. Os professores na sociedade da aprendizagem Qual o papel dos professores? - Criar, estruturar e dinamizar situações de aprendizagens e estimular a aprendizagem e a auto-confiança nas capacidades individuais para aprender - O professor deve se conscientizar que são apenas uma fonte de informação entre muitas outras
  • 13. Para não se sentirem ultrapassados, os professores precisamurgentemente de se recontextualizarem na sua identidade responsabilidades profissionais  Precisa estar num constante processo de auto-formação e identificação
  • 14. A escola na sociedade da aprendizagem  Nova organização da escola:  Acesso facilitado tanto a livros e revistas quanto a computadores e base de dados e aos serviços da internet  Tempos e espaços para a realização de tarefas concretas, interpelativas da teoria  As escolas precisam funcionar como comunidades auto-críticas, aprendentes e reflexivas
  • 15. O que é uma escola reflexiva? “é uma escola que sabe onde está e para onde que ir. Pensa-se, tem um projeto orientador de ação e trabalho em equipe. É uma comunidade pensante. Ao pensar a escola, os seus membros enriquecem-se e qualificam-se a si próprios. Nessa medida, a escola é uma organização simultaneamente aprendente e qualificante”.
  • 16. Em que se baseia a noção de professor reflexivo?  Baseia-se na consciência da capacidade de pensamento e reflexão que caracteriza o ser humano como criativo e não como mero reprodutor de idéias e práticas. Qual a relação entre o professor reflexivo e a escola reflexiva? - o professor não pode agir isoladamente na sua escola. - a escola tem de ser organizada de modo a criar condições de reflexividade individuais e coletivas.
  • 17. Contributos da supervisão pedagógica para a construção reflexiva do conhecimento profissional dos professores.  A supervisão é uma atividade cuja finalidade visa o desenvolvimento profissional dos professores, na sua dimensão de conhecimento e de ação, desde uma situação pré-profissional até uma situação de acompanhamento no exercício da profissão e na inserção na vida da escola.
  • 18. A supervisão deve propiciar o desenvolvimento de capacidades, atitudes e conhecimentos e o contributo destes para a competência profissional.  O supervisor é fundamentalmente um gestor e animador de situações e recursos intra e interpessoais com vista à formação.
  • 19. O supervisor e a construção do conhecimento pedagógico Como é que o supervisor pedagógico pode ajudar a construir o conhecimento pedagógico? Pela sua presença e atuação, pelo diálogo propiciador da compreensão dos fenômenos educativos e das potencialidades dos professores.
  • 20. Gerir uma escola reflexiva  Escola, comunidade com projeto  “ o projeto educativo surge como o instrumento, por excelência, da construção da autonomia do estabelecimento de ensino. Corresponde a um processo de produção de conhecimentos(investigação), a um processo de mudança organizacional(inovação) e a um processo de mudança de representações e de práticas dos indivíduos(formação)”
  • 21. Gerir uma escola reflexiva é: - Ser capaz de liderar e mobilizar as pessoas; - Saber agir em situação; - Nortear-se pelo projeto de escola; - Assegurar uma atuação sistémica; - Assegurar uma participação democrática; - Pensar e escutar antes de decidir - Saber avaliar e deixar-se avaliar
  • 22. Ser consequente;  Ser capaz de ultrapassar dicotomias paralizantes;  Decidir;  Acreditar que todos e a própria escola se encontram num processo de desenvolvimento e de aprendizagem
  • 23. Resultado  O resultado de gerir uma escola reflexiva é ter a satisfação de saber que a sua instituição tem rosto próprio e é respeitada por isso mesmo, como nome próprio, com identidade.
  • 24. “Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível e de repente você estará fazendo o que seria impossível”. São Francisco de Assis