Aulas de Redação

314 visualizações

Publicada em

Aulas de Redação do Programa Maranhão Profissional Coordenador URE São João dos Patos: Walter Alencar de Sousa

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
314
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
46
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aulas de Redação

  1. 1. 1
  2. 2. Texto dissertativo-argumentativo Estrutura completa: introdução/desenvolvimento/conclusã o 2 Coordenador Regional: Walter Alencar de Sousa maranhaoprofissionaluresjp.blogspot.com
  3. 3. 3 Coordenador Regional: Walter Alencar de Sousa maranhaoprofissionaluresjp.blogspot.com
  4. 4. O que é uma dissertação? É um texto que se caracteriza pela exposição, defesa de uma idéia que será analisada e discutida a partir de um ponto de vista. Para tal defesa o autor do texto dissertativo trabalha com argumentos, com fatos, com dados, os quais utiliza para reforçar ou justificar o desenvolvimento de suas idéias. 4 Coordenador Regional: Walter Alencar de Sousa maranhaoprofissionaluresjp.blogspot.com
  5. 5. Parte 1 • Introdução: parte do texto em que se delineiam as ideias, em que se declara brevemente o assunto sobre o qual vai se discorrer, chamando atenção para sua importância. 5 Coordenador Regional: Walter Alencar de Sousa maranhaoprofissionaluresjp.blogspot.com
  6. 6. Parte 2 • Desenvolvimento: parte mais longa do texto. É aquela em que se desenvolvem as ideias, em que se debate o assunto, em que se argumenta contra ou a favor, de modo que fique bem clara para o leitor a posição assumida pelo autor. 6 Coordenador Regional: Walter Alencar de Sousa maranhaoprofissionaluresjp.blogspot.com
  7. 7. Parte 3 • Conclusão: parte final do texto, fechamento, o lugar em que as ideias e os argumentos até então introduzidos e desenvolvidos amaram-se, num resumo conciso. 7 Coordenador Regional: Walter Alencar de Sousa maranhaoprofissionaluresjp.blogspot.com
  8. 8. Como iniciar uma dissertação? 8 Coordenador Regional: Walter Alencar de Sousa maranhaoprofissionaluresjp.blogspot.com
  9. 9. 1º) Apresentar o tema. Esse é o momento em que contextualizamos o leitor a respeito do assunto que será abordado no texto. 2º) Formulação de uma TESE, ou seja, um ideia central sobre o tema. A tese compreende sua opinião acerca do tema. 9 Coordenador Regional: Walter Alencar de Sousa maranhaoprofissionaluresjp.blogspot.com
  10. 10. Tese e argumentação • A tese é a ideia central, lançada na introdução; • É o ponto de vista definido acerca do tema proposto e deverá ser sustentada ao longo do texto, através de uma argumentação forte e convincente. 10 Coordenador Regional: Walter Alencar de Sousa maranhaoprofissionaluresjp.blogspot.com
  11. 11. Os tipos de introdução • Declaração inicial; • Divisão de assunto; • Trechos narrativos; • Sequência interrogativa; • Definição; • Alusão histórica; • Enumeração de argumentos. 11 Coordenador Regional: Walter Alencar de Sousa maranhaoprofissionaluresjp.blogspot.com
  12. 12. Desenvolvimento do texto dissertativo Argumentação 12 Coordenador Regional: Walter Alencar de Sousa maranhaoprofissionaluresjp.blogspot.com
  13. 13. • 2 ou 3 parágrafos; • UMA ideia por parágrafo; • Argumentos fortes, pertinentes. 13 Coordenador Regional: Walter Alencar de Sousa maranhaoprofissionaluresjp.blogspot.com
  14. 14. Como distribuir os parágrafos? O ideal é termos dois ou três parágrafos de desenvolvimento. Cada um deve conter um argumento, uma ideia-núcleo. A partir de um tópico frasal (frase-síntese), devemos conduzir o discurso de uma maneira objetiva, clara e convincente. 14 Coordenador Regional: Walter Alencar de Sousa maranhaoprofissionaluresjp.blogspot.com
  15. 15. Conclusão e título do texto Conclusão é fecho, arremate, acabamento. Título é síntese, resumo, integração. 15 Coordenador Regional: Walter Alencar de Sousa maranhaoprofissionaluresjp.blogspot.com
  16. 16. A estrutura da conclusão • O último parágrafo do texto é tão importante quando o primeiro; • Mais ou menos o mesmo número de linhas da introdução; • Mostrar para o leitor que o texto está acabando = conectivo de caráter conclusivo. 16 Coordenador Regional: Walter Alencar de Sousa maranhaoprofissionaluresjp.blogspot.com
  17. 17. • Esclarecer o seu ponto de vista, ratificando a sua tese; • Fazer uma paráfrase do que foi colocado na introdução; • Apresentar uma solução a problemática proposta. 17 Coordenador Regional: Walter Alencar de Sousa maranhaoprofissionaluresjp.blogspot.com
  18. 18. INTRODUÇÃO A democracia apresenta falhas no Brasil. CONCLUSÃO O regime democrático de nosso país ainda está longe do que é o ideal. 18 Coordenador Regional: Walter Alencar de Sousa maranhaoprofissionaluresjp.blogspot.com
  19. 19. A construção dos sentidos Coerência e coesão textual 19 Coordenador Regional: Walter Alencar de Sousa maranhaoprofissionaluresjp.blogspot.com
  20. 20. • Coerência textual: faz com que uma simples sequência de palavras ou frases seja considerada um texto; • Não existe texto incoerente em sim, mas texto que pode ser incoerente em determinada situação comunicativa. 20 Coordenador Regional: Walter Alencar de Sousa maranhaoprofissionaluresjp.blogspot.com
  21. 21. • O texto será incoerente se seu produtor não souber adequá-lo à situação, levando em conta intenção comunicativa; • A coerência num texto comunicativo pode ser observada na gradação e aprofundamento das ideias e argumentos. 21 Coordenador Regional: Walter Alencar de Sousa maranhaoprofissionaluresjp.blogspot.com
  22. 22. OBSERVAÇÃO: Ao escrever a sua redação, antes de passá-la a limpo, observe se há continuidade no desenvolvimento de duas ideias, se uma puxa a outra, se você as percebe globalmente, como um todo, se não há contradição, enfim, se é um texto coerente. 22 Coordenador Regional: Walter Alencar de Sousa maranhaoprofissionaluresjp.blogspot.com
  23. 23. • Coesão textual: é preciso alinhavar as ideias de um texto, para que haja harmonia e clareza no conjunto; • Conjunto de recursos linguisticos responsáveis pelas ligações que se estabelecem entre os termos de uma frase, entre as orações de um período ou entre os parágrafos de um texto. 23 Coordenador Regional: Walter Alencar de Sousa maranhaoprofissionaluresjp.blogspot.com

×