Anderson Correa RibeiroInstituto Dante Pazzanese deCardiologia13/03/2013Clin. Cardiol. 35, 3, 141-148 (2012)
 Doença Cardiovascular : causa líder de morteem mulheres Queda da mortalidade por DCV global- menorem mulheres Aumento ...
 Descrever fisiopatologia e mecanismos deisquemia em mulheres Prevalência Novos fatores de Risco Métodos diagnósticos...
 WISE = Women´s Ischemia SyndromeEvaluation Fisiopatologia da miocardiopatia isquêmicaespecífica para mulheres:- Disfunç...
 Maior mortalidade e maior prevalência demorte súbita Maior prevalência de sintomas ehospitalização Maiores custosMenor...
 Obesidade, TG e CT elevados, DM:frequência em mulheres Sindrome metabólica MCPisquêmica Escore de risco de Framingham...
 Novos fatores de risco:- PCR de alta sensibilidade- Alteração da ovulação ( SOP, disfunçãohipotalâmica)- Pre-eclâmpsia (...
 Mais sintomáticas ( prevalência desintomas típicos) Mais sintomas atípicos em relação aoshomens WISE: 57% das mulheres...
 TE: < 5 METs / não atingir 85% do exercíciopredito para idade = preditor de IAM/Morte portodas as causas ECOSTRESS = VP...
 TESTE DE REATIVIDADE CORONARIANA- Reatividade vascular ocorre mais frequentemente namulher: migrânea, fenômeno de Raynau...
 WISE: em aprox. 50% das mulheres em que foiverificado o fluxo de reserva coronariano houveresposta anormal:DISFUNÇÃO MIC...
 Tratamento medicamentoso semelhante Diferenças quanto ao tratamento invasivo:- Maior beneficio para mulheres com MNMpos...
 2% de risco de morte e novo IAM em 30 dias Maior risco de doença obstrutiva em 10 anos WISE: chance de evento CV em 5 ...
 MEDICAMENTOS: Bbloq: melhora sintomas BRA/ IECA/ estatina: melhorar disfunçãoendotelial NOVOS: Imipramina / L-arginin...
 Maior prevalência de sintomas, isquemia e morte emmulheres, apesar da menor prevalência de doençacoronariana obstrutiva...
myocardial ischemia in women : WISE study
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

myocardial ischemia in women : WISE study

236 visualizações

Publicada em

Doença coronaria em mulheres.
Aspectos praticos e fisiopatologicos.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
236
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

myocardial ischemia in women : WISE study

  1. 1. Anderson Correa RibeiroInstituto Dante Pazzanese deCardiologia13/03/2013Clin. Cardiol. 35, 3, 141-148 (2012)
  2. 2.  Doença Cardiovascular : causa líder de morteem mulheres Queda da mortalidade por DCV global- menorem mulheres Aumento da mortalidade em mulheres < 55anos Homens x mulheres
  3. 3.  Descrever fisiopatologia e mecanismos deisquemia em mulheres Prevalência Novos fatores de Risco Métodos diagnósticos Estratégias de tratamento Conclusão
  4. 4.  WISE = Women´s Ischemia SyndromeEvaluation Fisiopatologia da miocardiopatia isquêmicaespecífica para mulheres:- Disfunção microvascular- Erosão de placa- Microembolização distal- Reatividade coronária
  5. 5.  Maior mortalidade e maior prevalência demorte súbita Maior prevalência de sintomas ehospitalização Maiores custosMenor prevalência de lesão obstrutiva decoronária e melhor função ventricular
  6. 6.  Obesidade, TG e CT elevados, DM:frequência em mulheres Sindrome metabólica MCPisquêmica Escore de risco de Framingham Escore de risco de Reynolds Troponina I Pró-BNP Cistatina C
  7. 7.  Novos fatores de risco:- PCR de alta sensibilidade- Alteração da ovulação ( SOP, disfunçãohipotalâmica)- Pre-eclâmpsia ( aumenta 2x risco dçaisquêmica)- Diabetes gestacional DM- CA de mama
  8. 8.  Mais sintomáticas ( prevalência desintomas típicos) Mais sintomas atípicos em relação aoshomens WISE: 57% das mulheres sintomáticassem obstrução de coronária, porém aindaapresentaram mortalidade maior emrelação aos pacientes assintomáticos.
  9. 9.  TE: < 5 METs / não atingir 85% do exercíciopredito para idade = preditor de IAM/Morte portodas as causas ECOSTRESS = VPN SPECT :- Normal = isquemia em 0,6%/anual;- Anormal = isquemia em 5%/anual RM: isquemia subendocárdica com CATE normal esintomasCoração pequeno Multiarterial Mama grande Exposição à radiação
  10. 10.  TESTE DE REATIVIDADE CORONARIANA- Reatividade vascular ocorre mais frequentemente namulher: migrânea, fenômeno de Raynaud, arterite autoimuneDISFUNCAO MICROVASCULAR: estágio inicial da MCPisquêmicaErosao de placaMicroembolizaçao distalRemodelamentoVasos finos
  11. 11.  WISE: em aprox. 50% das mulheres em que foiverificado o fluxo de reserva coronariano houveresposta anormal:DISFUNÇÃO MICROVASCULAR- : Mulheres com menor taxa de obstrução, porémcom maior taxa de disfunção microvascular- Maior taxa de angina em mulheres , na ausênciade obstrução coronariana DISFUNCÃO ENDOTELIAL:- Alterada por tabagismo, HAS, DM,DLP- Pior após menopausa
  12. 12.  Tratamento medicamentoso semelhante Diferenças quanto ao tratamento invasivo:- Maior beneficio para mulheres com MNMpositivos- Maior mortalidade com intervenção coronáriapercutânea no IAM com e sem supra de ST
  13. 13.  2% de risco de morte e novo IAM em 30 dias Maior risco de doença obstrutiva em 10 anos WISE: chance de evento CV em 5 anos paramulheres sintomáticas com obstrução de 1-45%= 16% 7,9% sem obstrução 2,4% em assintomáticas
  14. 14.  MEDICAMENTOS: Bbloq: melhora sintomas BRA/ IECA/ estatina: melhorar disfunçãoendotelial NOVOS: Imipramina / L-arginina/ Ranolazina
  15. 15.  Maior prevalência de sintomas, isquemia e morte emmulheres, apesar da menor prevalência de doençacoronariana obstrutiva A DCI continua mantando mais mulheres que homensapesar de fortes evidências mostrarem que otratamento medicamentoso intenso e mudança doestilo de vida alteram a mortalidadeDesafio: Isquemia e ausência DAC Avaliação de disfunção microvascular/endotelial

×