Dispositivos Móveis

207 visualizações

Publicada em

Categorias jornalismo móvel

Publicada em: Celular
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
207
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dispositivos Móveis

  1. 1. Uma proposta de categorias de qualidade e avaliação para interfaces jornalísticas em tablets Vivian Rodrigues de Oliveira Rita de Cássia R. Paulino Universidade Federal de Santa Catarina Centro de Comunicação e Expressão Programa de Pós-Graduação em Jornalismo
  2. 2. O consumo de aparelhos tablets triplicou no Brasil em 2012: o país passou de 17º lugar para 10º lugar no ranking mundial do consumo, segundo pesquisa do International Data Corporation (IDC). Durante todo o ano de 2012 foram vendidos 3,1 milhões de unidades de tablets, ou seja, 171% mais do que em 2011. No Brasil, o número de consumo de informação em tablets também cresceu, de modo que os jornais de maior circulação (O Globo, Folha de S. Pauloe O Estado de S. Paulo) já incorporaram aplicativos como forma de distribuição de suas publicações. Assim como ocorreu anteriormente nos estudos dos softwares para computadores pessoais (PC´s) , a busca por um conteúdo melhor estruturado e mais amigável justifica a importância de se sistematizar instrumentos e procedimentos de análise e avaliação de interfaces para tablets.
  3. 3. Segundo relatório do IDC, as vendas globais de tabletsdevem superar os números de notebooks e netbooksem 2013, e dos computadores pessoais (PCs) em geral em 2015. De acordo com a previsão, as vendas de tabletsdevem alcançar 229,3 milhões de unidades em 2013, o que representa um crescimento de 58,7% em relação aos 144,5 milhões de vendas registradas no ano passado As vendas de tabletssuperaram os notebooks pela primeira vez no Brasil no último mês de agosto de 2013. Foram vendidos 627 mil tablets: crescimento de 134% em relação ao mesmo período de 2012, contra 597 mil notebooks, número 28% menor
  4. 4. GRÁTISPARA IPHONE PAGO PARA IPHONE GRÁTISPARA IPAD PAGO PARA IPAD 1. Facebook2. Pandora Radio3. WordsWithFriendsFree4. Skype5. The WeatherChannel6. Google Search7. Google Earth8. AngryBirdsFree9. Shazam10. Netflix11. PaperToss12. Twitter13. MoviesbyFlixster14. Bump15. PAC-MAN Lite16. Flashlight. 17. UnblockMe FREE18. TempleRun19. Instagram20. TouchHockey21. AngryBirdsLite22. ESPN ScoreCenter23. FruitNinja Lite24. Groupon25. AngryBirdsRio Free 1. AngryBirds2. FruitNinja3. DoodleJump4. CutThe Rope5. AngryBirdsSeasons6. WordsWithFriends7. TinyWings8. AngryBirdsRio9. PocketGod10. Camera+ 11. The Moron Test12. Plantsvs. Zombies13. Skee-Ball14. The Game ofLife15. Scrabble16. Monopoly17. Fat Booth18. WhatsApp19. UNO20. Color Splash21. The Sims322. FlightControl23. MotionXGPS Drive24. Where’sWaldo25. I AmT-Pain2.0 1. AngryBirdsHD Free2. The WeatherChannelfor iPad3. Netflix4. Skype for iPad5. Kindle6. ABC Player7. Pandora Radio8. AngryBirdsHD Free9. CNN Appfor iPad10. WordsWithFriendsHD Free11. Google Earth12. CalculatorPro for iPadFree13. FruitNinja HD Lite14. Calculatorfor iPadFree15. NYTimesfor iPad16. USA TODAY for iPad17. Facebook18. MyPad–for Facebook& Twitter19. Flipboard20. eBay for iPad21. AngryBirdsSeasonsHD Free22. Dictionary.com23. Twitter24. Solitaire25. Friendlyfor Facebook 1. Pages2. AngryBirdsHD3. AngryBirdsSeasonsHD4. Penultimate5. Scrabblefor iPad6. FruitNinja HD7. GarageBand8. GoodReader9. AngryBirdsRio HD10. CutThe RopeHD11. Numbers12. Keynote13. WordsWithFriendsHD14. Star Walkfor iPad15. MONOPOLY for iPad16. Plantsvs. Zombies HD17. Where’sMyWater? 18. FriendlyPlus for Facebook19. QuickOfficePro HD20. Notability21. SplashtopRemote Desktop for iPad22. Pinball HD23. MyPad+ –For Facebook& Twitter24. InfinityBlade25. 50 aplicativos mais baixados da Apple
  5. 5. Características dos dispositivos móveis tablets Portabilidade/mobilidade Tela touchscreen (tactilidade) Personalização Dupla orientação de layout (retrato e paisagem) e navegação (horizontal e vertical) Acesso à internet 4G, Wi-Fi (ubiquidade) Interatividade Suporte multimídia Linguagem híbrida (impresso + digital)
  6. 6. O objeto de pesquisa são as categorias de qualidade e avaliação para interfaces jornalísticas em tablets.
  7. 7. O objetivo mais amplo é elaborar um conjunto de categorias de qualidade e avaliação de interfaces para tablets (a ser utilizado nas etapas empírica e aplicada da dissertação que abrange este trabalho)
  8. 8. Enfoque nas pesquisas para interface de Jakob Nielsen (1995, 2011, 2012); Dan Saffer (2009, 2011); Bastien e Scapin (1993); das normas ISO/IEC 25010 e ISO/IEC 9126-1. Enfoque nas pesquisas para jornalismo digital de Palácios (1999, 2004), e Bardoele Deuze(2001).
  9. 9. Orientação Contextualização Padronização Autonomia Precisão Assimilação Economia Estética Documentação Imersão
  10. 10. Modelo de Qualidade -ISO 9126 (Qualidade interna e externa)
  11. 11. Modelo de qualidade de produto de software (ISO/IEC 25010, 2011)
  12. 12. AUTOR CATEGORIAS Nielsen (para sites) Feedback / Visibilidade dos status do sistema (1) Adequação à linguagem do usuário/correspondência (2) Controle e liberdade (3) Consistência e padrões / convenções (4) Prevenção de erros (5) Aprendizado e reconhecimento x memória e recordação (6) Flexibilidade e eficiência (atalhos) (7) Estética, diálogo e design simples (8) Boas mensagens de erros (5) Ajuda e documentação (5)
  13. 13. Nielsen (para iPad) Erro: áreas para toques apresentam erros básicos (8) Erro: confusão do botão voltar (4) (5) Mais aplicativos no mercado tornam os usuários mais familiarizados (4) (6) Formulários não são bem aceitos em iPads(2) (5) Animações descontextualizadas irritam usuários (8) Efeito deslizar fora de padrão confunde os usuários (4) (5) Excesso de possibilidades de navegação confunde o usuário (3) (4) (7) Os aplicativos deveriam ser chaveados por usuário (3) Quando o foco do conteúdo é interação, aplicativos são mais apropriados do que sites (3) Os iPadssão usados para jogos, e-mails, vídeos, redes sociais e notícias. (5) (10) AUTOR CATEGORIAS
  14. 14. Saffer(2008)destacaalgunspadrõesqueseriamespecíficosdetelassensíveisaotoque:tocarparaabrir/ativar;tocarparaselecionar;tocarparaparar;arrastarparamoveroobjeto; deslizarpararolar;doisdedospararolar;girarpararolar; agitar;beliscarparaencolher;espalharparaampliar;dedosfantasmas(ghostfingers);moverocorpoparaativar;apontarparaselecionar/ativar.
  15. 15. AUTOR CATEGORIAS Dan Saffer (interfaces gestuais) Detectibilidade (1) Confiabilidade (5) Responsividade (1) Adequação e adaptação ao contextos (2) Inteligência (6) Significância (6) Sutileza (7) Divertimento (10) Estética (8) Ética (2)
  16. 16. AUTOR CATEGORIAS Bastiene Scapin(analisados por Cybis) Condução (1) (8) convite, agrupamento, distinção entre itens, legibilidade e feedback Carga de Trabalho (7) brevidade e densidade informacional Controle Explícito (3) ação explícita do usuário e controle do usuário Adaptabilidade (2) flexibilidade e consideração da experiência do usuário Gestão de erros (5) proteção contra erros, qualidade de mensagens e correção dos erros Consistência (4) conservação Significados de códigos e denominações (6) clareza para recordar e reconhecer Compatibilidade (2)
  17. 17. Bardoele Deuze(jornalismo na web) Interatividade Customização de conteúdo Hipertextualidade Multimidialidade AUTOR CATEGORIAS
  18. 18. AUTOR CATEGORIAS Palácios (jornalismo online) Multimidialidade/Convergência Interatividade Hipertextualidade Personalização Memória Instantaneidade de acesso
  19. 19. CATEGORIAS INTERFACE FORMA JORNALÍSTICA ORIENTAÇÃO A interface permite navegação consciente As informações estão dispostas em diversas camadas e fluxos multidirecionais CONTEXTUALIZAÇÃO A interface considera as características do usuário, do tempo e do espaço As informações se conectam com conteúdos complementares e suplementares AUTONOMIA A interface permite que o usuário faça escolhas e seja correspondido As informações podem ser agrupadas de modo que atendam a interesses específicos de um perfil de usuário PADRONIZAÇÃO A interface é coerente e coesa As informações estão expostas de forma equilibrada PRECISÃO A interface minimiza os erros e seus impactos As informações são apresentadas com clareza e minimizam erros relacionados ao fator “tempo real” ASSIMILAÇÃO Navegar pela interface pode ser ensinado e compreendido As informações devem ser organizadas por meio do aprofundamento e do enfoque ECONOMIA A interface evita esforço desnecessário As informações não apresentam excessos e ambiguidades visuais que confundam o leitor ESTÉTICA A interface é visualmente eficaz As informações estão apresentadas com recursos visuais e imagéticos DOCUMENTAÇÃO A utilização da interface está bem explicada As informações estão inseridas em um produto e obedecem a lógica de mercado IMERSÃO A interface é capaz envolver o usuário As informações prendem a atenção do leitor

×