FENÔMENOS CLIMO-METEOROLÓGICOS
TIPOS DE CHUVAS
TIPO DE CHUVAS
OCORRE NA ZONA DE CONTATO ENTRE DUAS FRENTES, UMA
FRIA E OUTRA QUENTE.
O RELEVO ATUA COMO UMA BARREIRA IMPEDINDO A
CIRCULAÇÃO DAS MASSAS DE AR.
EM DIAS QUENTES O AR QUENTE E UMIDO FICA
LEVE E SOBE, FORMANDO NUVENS QUE VÃO PROVOCAR
CHUVA.
FRONTAIS: QUANDO DUAS MASSAS COM TEMPERATURA
E PRESSÃO OPOSTAS E PROPORCIONAIS SE
ENCONTRAM OCORRE A CONDENSAÇÃO DO VAPOR ...
CONVECTIVA: OCORRE EM FUNÇÃO DA SUBIDA DO AR CONTENDO
MUITO VAPOR D`ÁGUA E QUE AO GANHAR ALTITUDE ENTRA EM
CONTATO COM AS ...
OROGRÁFICA OU DE RELEVO: QUANDO A MASSA DE AR
ENCONTRA UMA BARREIRA NATURAL (MONTANHA) É
OBRIGADA A GANHAR ALTITUDE ONDE P...
1) TORNADO
É UMA NUVEM
FUNIL QUE
DESCE
DA NUVEM
MAIOR
E PODE VARRER
UMA ÁREA A
VELOCIDADES
DE
ATÉ 400 KM/.SE
FORMA DO
ENCO...
Os furacões formam-se depois que os
raios do Sol incidem durante vários dias
sobre o oceano, provocando o
aquecimento da m...
2) MICROEXPLOSÃO
UM FORTÍSSIMO
JATO DE VENTO
DESCE AO SOLO
DE UMA ÚNICA VEZ,
CAUSANDO
ESTRAGOS. É
RESULTADO DO
CONTATO ENT...
3) FRENTE
DE RAJADA
VENTO DE
CERCA DE
100 KM/H,
EM UM
ÚNICO
SENTIDO.
RESULTADO
ENCONTRO DE
UMA MASSA DE AR
FRIA E OUTRA
QU...
GEADA
A geada é um fenômeno que
ocorre quando a temperatura
está muito baixa (abaixo de
0ºC). O vapor de água
presente no ...
GRANIZO-FORMAÇÃO
O granizo forma-se quando
pequenas partículas de gelo
caem dentro das nuvens,
recolhendo assim a umidade....
EL NIÑO- LA NIÑA
EL NIÑO
EL NIÑO É UM FENÔMENO ATMOSFÉRICO-OCEÂNICO
CARACTERIZADO POR UM AQUECIMENTO ANORMAL
DAS ÁGUAS SUP...
LA NIÑA
LA NIÑA REPRESENTA UM FENÔMENO OCEÂNICO-
ATMOSFÉRICO COM CARACTERÍSTICAS OPOSTAS AO
EL NIÑO, E QUE CARACTERIZA-SE ...
RAIOS, RELÂMPAGOS E TROVÕES
A neblina ocorre quando há formação de nuvens
muito baixas. Ela nada mais é do que o acúmulo de
vapor de água perto do sol...
CICLONE EXTRATROPICAL
COMO SE FORMA CHUVA DE GRANIZO
1 - AS TEMPERATURAS ELEVADAS E O ALTO ÍNDICE DE
UMIDADE RELATIVA DO AR FAVORECEM A FORMAÇÃO DE
NUVENS DE TEMPESTADE.
2 - N...
PREVISÃO DO TEMPO
PREVISÃO DO TEMPO- EUA
Climo meteorológicos
Climo meteorológicos
Climo meteorológicos
Climo meteorológicos
Climo meteorológicos
Climo meteorológicos
Climo meteorológicos
Climo meteorológicos
Climo meteorológicos
Climo meteorológicos
Climo meteorológicos
Climo meteorológicos
Climo meteorológicos
Climo meteorológicos
Climo meteorológicos
Climo meteorológicos
Climo meteorológicos
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Climo meteorológicos

484 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
484
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
41
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Climo meteorológicos

  1. 1. FENÔMENOS CLIMO-METEOROLÓGICOS
  2. 2. TIPOS DE CHUVAS
  3. 3. TIPO DE CHUVAS OCORRE NA ZONA DE CONTATO ENTRE DUAS FRENTES, UMA FRIA E OUTRA QUENTE.
  4. 4. O RELEVO ATUA COMO UMA BARREIRA IMPEDINDO A CIRCULAÇÃO DAS MASSAS DE AR.
  5. 5. EM DIAS QUENTES O AR QUENTE E UMIDO FICA LEVE E SOBE, FORMANDO NUVENS QUE VÃO PROVOCAR CHUVA.
  6. 6. FRONTAIS: QUANDO DUAS MASSAS COM TEMPERATURA E PRESSÃO OPOSTAS E PROPORCIONAIS SE ENCONTRAM OCORRE A CONDENSAÇÃO DO VAPOR E A PRECIPITAÇÃO DA ÁGUA EM FORMA DE CHUVA.
  7. 7. CONVECTIVA: OCORRE EM FUNÇÃO DA SUBIDA DO AR CONTENDO MUITO VAPOR D`ÁGUA E QUE AO GANHAR ALTITUDE ENTRA EM CONTATO COM AS CAMADAS FRIAS E SOFRE CONDENSAÇÃO E POSTERIOR PRECIPITAÇÃO. O AR QUENTE E ÚMIDO SOBE E DESCE FRIO. EVAPOTRANSPIRAÇÃO
  8. 8. OROGRÁFICA OU DE RELEVO: QUANDO A MASSA DE AR ENCONTRA UMA BARREIRA NATURAL (MONTANHA) É OBRIGADA A GANHAR ALTITUDE ONDE PODE OCORRER A QUEDA DE TEMPERATURA E A CONDENSAÇÃO DO VAPOR.
  9. 9. 1) TORNADO É UMA NUVEM FUNIL QUE DESCE DA NUVEM MAIOR E PODE VARRER UMA ÁREA A VELOCIDADES DE ATÉ 400 KM/.SE FORMA DO ENCONTRO DE UMA MASSA DE AR QUENTE COM OUTRA FRIA.
  10. 10. Os furacões formam-se depois que os raios do Sol incidem durante vários dias sobre o oceano, provocando o aquecimento da massa de ar situada próximo de sua superfície líquida, quando a sua umidade se eleva. Quanto mais ar quente e úmido sobe, mais a temperatura diminui, o que favorece a condensação do vapor em gotas de chuva para formar as nuvens. Quanto mais umidade e calor existirem, mais evaporação irá ocorrer, o que poderia provocar o surgimento de várias centenas de tempestades.
  11. 11. 2) MICROEXPLOSÃO UM FORTÍSSIMO JATO DE VENTO DESCE AO SOLO DE UMA ÚNICA VEZ, CAUSANDO ESTRAGOS. É RESULTADO DO CONTATO ENTRE UMA MASSA DE AR QUENTE E OUTRA FRIA.
  12. 12. 3) FRENTE DE RAJADA VENTO DE CERCA DE 100 KM/H, EM UM ÚNICO SENTIDO. RESULTADO ENCONTRO DE UMA MASSA DE AR FRIA E OUTRA QUENTE.
  13. 13. GEADA A geada é um fenômeno que ocorre quando a temperatura está muito baixa (abaixo de 0ºC). O vapor de água presente no ar sublima (passa do estado gasoso direto para o estado sólido, sem passar pelo líquido) devido ao frio intenso, formando cristais de gelo sobre qualquer superfície
  14. 14. GRANIZO-FORMAÇÃO O granizo forma-se quando pequenas partículas de gelo caem dentro das nuvens, recolhendo assim a umidade. Essa umidade se congela e as partículas são levadas para cima novamente pelas correntes de ar, aumentando de tamanho. Isso acontece várias vezes, até que a partícula se transforma em granizo, que tem o peso suficiente para vencer as correntes de ar e cair em direção à terra.
  15. 15. EL NIÑO- LA NIÑA EL NIÑO EL NIÑO É UM FENÔMENO ATMOSFÉRICO-OCEÂNICO CARACTERIZADO POR UM AQUECIMENTO ANORMAL DAS ÁGUAS SUPERFICIAIS NO OCEANO PACÍFICO TROPICAL, E QUE PODE AFETAR O CLIMA REGIONAL E GLOBAL, MUDANDO OS PADRÕES DE VENTO A NÍVEL MUNDIAL, E AFETANDO ASSIM, OS REGIMES DE CHUVA EM REGIÕES TROPICAIS E DE LATITUDES MÉDIAS
  16. 16. LA NIÑA LA NIÑA REPRESENTA UM FENÔMENO OCEÂNICO- ATMOSFÉRICO COM CARACTERÍSTICAS OPOSTAS AO EL NIÑO, E QUE CARACTERIZA-SE POR UM ESFRIAMENTO ANORMAL NAS ÁGUAS SUPERFICIAIS DO OCEANO PACÍFICO TROPICAL. ALGUNS DOS IMPACTOS DE LA NIÑA TENDEM A SER OPOSTOS AOS DE EL NIÑO, MAS NEM SEMPRE UMA REGIÃO AFETADA PELO EL NIÑO APRESENTA IMPACTOS SIGNIFICATIVOS NO TEMPO E CLIMA DEVIDO À LA NIÑA
  17. 17. RAIOS, RELÂMPAGOS E TROVÕES
  18. 18. A neblina ocorre quando há formação de nuvens muito baixas. Ela nada mais é do que o acúmulo de vapor de água perto do solo, que resfria e condensa diminuindo a visibilidade. Também chamada de “névoa”, “nevoeiro” ou “chuvisco”, ela é muito comum em regiões altas e frias, ou então próximas a rios, represas, etc. Um tipo de neblina, porém, mais intensa é a “cerração” quando a visibilidade não ultrapassa os 500 metros de distância. A neblina pode ocorrer também, devido a fatores como relevo, proximidade de corpos d’água, ou pela influência de uma frente fria
  19. 19. CICLONE EXTRATROPICAL
  20. 20. COMO SE FORMA CHUVA DE GRANIZO
  21. 21. 1 - AS TEMPERATURAS ELEVADAS E O ALTO ÍNDICE DE UMIDADE RELATIVA DO AR FAVORECEM A FORMAÇÃO DE NUVENS DE TEMPESTADE. 2 - NO INTERIOR DESSAS NUVENS, OCORREM INTENSAS CORRENTES DE AR, ASCENDENTES E DESCENDENTES, ONDE A TEMPERATURA FICA ABAIXO DE -80°C. 3 - O VAPOR D’ÁGUA QUE ESTÁ NA ATMOSFERA É EMPURRADO PARA AS REGIÕES MAIS ALTAS DAS NUVENS, ONDE A TEMPERATURA É MENOR, E SE CONGELA. 4 - CONGELADO, O VAPOR ADQUIRE UM PESO MAIOR QUE A GRAVIDADE, PRECIPITANDO EM FORMA DE GELO, FENÔMENO CONHECIDO COMO CHUVA DE GRANIZO. COMO OCORRE A CHUVA DE GRANIZO
  22. 22. PREVISÃO DO TEMPO
  23. 23. PREVISÃO DO TEMPO- EUA

×