Coins 2015 Brasil - Portugal presentation - vg - 21-08

504 visualizações

Publicada em

A REALIDADE DA PROFISSÃO E
ESPECIALIZAÇÃO DO SECRETARIADO E
ASSESSORIA ADMINISTRATIVA EM PORTUGAL
Sumário:
- Contexto e Mitos do secretariado
- Realidade da formação no contexto português
- Realidade da profissão no contexto português
- Dos CET aos CTeSP
- Condições de acesso e de ingresso
- CTeSP em Secretariado e Línguas
- Considerações finais

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
504
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Coins 2015 Brasil - Portugal presentation - vg - 21-08

  1. 1. 22‐08‐2015 1 Sindicato das Secretárias e Secretários do Estado de São PauloSindicato das Secretárias e Secretários do Estado de São Paulo Rua Tupi, 118 Pacaembu - SP Rua Tupi, 118 Pacaembu - SP (11) 3662-0241 sinsesp@sinsesp.com.br (11) 3662-0241 sinsesp@sinsesp.com.br Evento: COINS 2015Evento: COINS 2015 www.coins.sinsesp.com.br www.sinsesp.com.br www.coins.sinsesp.com.br www.sinsesp.com.br A REALIDADE DA PROFISSÃO E ESPECIALIZAÇÃO DO SECRETARIADO E ASSESSORIA ADMINISTRATIVA EM PORTUGAL Vitor Barrigão Gonçalves Escola Superior de Educação Instituto Politécnico de Bragança Portugal P7 ‐ Palestra Internacional  Sindicato das Secretárias e Secretários do Estado de São PauloSindicato das Secretárias e Secretários do Estado de São Paulo Rua Tupi, 118 Pacaembu - SP Rua Tupi, 118 Pacaembu - SP (11) 3662-0241 sinsesp@sinsesp.com.br (11) 3662-0241 sinsesp@sinsesp.com.br Evento: COINS 2015Evento: COINS 2015 www.coins.sinsesp.com.br www.sinsesp.com.br www.coins.sinsesp.com.br www.sinsesp.com.br
  2. 2. 22‐08‐2015 2 Sindicato das Secretárias e Secretários do Estado de São PauloSindicato das Secretárias e Secretários do Estado de São Paulo Rua Tupi, 118 Pacaembu - SP Rua Tupi, 118 Pacaembu - SP (11) 3662-0241 sinsesp@sinsesp.com.br (11) 3662-0241 sinsesp@sinsesp.com.br Evento: COINS 2015Evento: COINS 2015 www.coins.sinsesp.com.br www.sinsesp.com.br www.coins.sinsesp.com.br www.sinsesp.com.br Sindicato das Secretárias e Secretários do Estado de São PauloSindicato das Secretárias e Secretários do Estado de São Paulo Rua Tupi, 118 Pacaembu - SP Rua Tupi, 118 Pacaembu - SP (11) 3662-0241 sinsesp@sinsesp.com.br (11) 3662-0241 sinsesp@sinsesp.com.br Evento: COINS 2015Evento: COINS 2015 www.coins.sinsesp.com.br www.sinsesp.com.br www.coins.sinsesp.com.br www.sinsesp.com.br
  3. 3. 22‐08‐2015 3 Sindicato das Secretárias e Secretários do Estado de São PauloSindicato das Secretárias e Secretários do Estado de São Paulo Rua Tupi, 118 Pacaembu - SP Rua Tupi, 118 Pacaembu - SP (11) 3662-0241 sinsesp@sinsesp.com.br (11) 3662-0241 sinsesp@sinsesp.com.br Evento: COINS 2015Evento: COINS 2015 www.coins.sinsesp.com.br www.sinsesp.com.br www.coins.sinsesp.com.br www.sinsesp.com.br Sindicato das Secretárias e Secretários do Estado de São PauloSindicato das Secretárias e Secretários do Estado de São Paulo Rua Tupi, 118 Pacaembu - SP Rua Tupi, 118 Pacaembu - SP (11) 3662-0241 sinsesp@sinsesp.com.br (11) 3662-0241 sinsesp@sinsesp.com.br Evento: COINS 2015Evento: COINS 2015 www.coins.sinsesp.com.br www.sinsesp.com.br www.coins.sinsesp.com.br www.sinsesp.com.br
  4. 4. 22‐08‐2015 4 Sindicato das Secretárias e Secretários do Estado de São PauloSindicato das Secretárias e Secretários do Estado de São Paulo Rua Tupi, 118 Pacaembu - SP Rua Tupi, 118 Pacaembu - SP (11) 3662-0241 sinsesp@sinsesp.com.br (11) 3662-0241 sinsesp@sinsesp.com.br Evento: COINS 2015Evento: COINS 2015 www.coins.sinsesp.com.br www.sinsesp.com.br www.coins.sinsesp.com.br www.sinsesp.com.br Sindicato das Secretárias e Secretários do Estado de São PauloSindicato das Secretárias e Secretários do Estado de São Paulo Rua Tupi, 118 Pacaembu - SP Rua Tupi, 118 Pacaembu - SP (11) 3662-0241 sinsesp@sinsesp.com.br (11) 3662-0241 sinsesp@sinsesp.com.br Evento: COINS 2015Evento: COINS 2015 www.coins.sinsesp.com.br www.sinsesp.com.br www.coins.sinsesp.com.br www.sinsesp.com.br
  5. 5. 22‐08‐2015 5 Sindicato das Secretárias e Secretários do Estado de São PauloSindicato das Secretárias e Secretários do Estado de São Paulo Rua Tupi, 118 Pacaembu - SP Rua Tupi, 118 Pacaembu - SP (11) 3662-0241 sinsesp@sinsesp.com.br (11) 3662-0241 sinsesp@sinsesp.com.br Evento: COINS 2015Evento: COINS 2015 www.coins.sinsesp.com.br www.sinsesp.com.br www.coins.sinsesp.com.br www.sinsesp.com.br Sindicato das Secretárias e Secretários do Estado de São PauloSindicato das Secretárias e Secretários do Estado de São Paulo Rua Tupi, 118 Pacaembu - SP Rua Tupi, 118 Pacaembu - SP (11) 3662-0241 sinsesp@sinsesp.com.br (11) 3662-0241 sinsesp@sinsesp.com.br Evento: COINS 2015Evento: COINS 2015 www.coins.sinsesp.com.br www.sinsesp.com.br www.coins.sinsesp.com.br www.sinsesp.com.br
  6. 6. 22‐08‐2015 6 AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL Sumário: 11 Contexto e Mitos do secretariado Realidade da formação no contexto português Realidade da profissão no contexto português  Dos CET aos CTeSP Condições de acesso e de ingresso CTeSP em Secretariado e Línguas Considerações finais  AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL Desafio: Escolha aquele com o qual se identifica enquanto secretário/a
  7. 7. 22‐08‐2015 7 AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL 13 O papel do secretário e do cliente e a relação entre ambos mudou… Contexto: De onde vimos? Onde estamos? Para onde vamos? AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL Contexto: sociedade da informação e do conhecimento “A evolução da sociedade atual não é motivada pela energia nem pela força, mas sim pelo domínio da informação.” (in Livro Verde para a Sociedade de Informação, 1997)
  8. 8. 22‐08‐2015 8 AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL Contexto: sociedade da informação e do conhecimento SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO E DO CONHECIMENTO 1ª VAGA Sociedade Agrícola (famílias multigeracionais) HOMEM - TERRA 2ª VAGA Sociedade Industrial (famílias pequenas e massificação) Máquina, Ouro (Papel, Acções) 3ª VAGA Sociedade Pós-Industrial (famílias mais pequenas) TIC - INFORMAÇÃO - CONHECIMENTO isto é Perspetivas de Evolução (Alvin Toffler) 1.ª VAGA Sociedade Agrícola 2.ª VAGA Sociedade Industrial 3.ª VAGA Sociedade Pós-Industrial Sociedade Digital AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL Contexto: sociedade da informação e do conhecimento
  9. 9. 22‐08‐2015 9 AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL Web bidirecional (secretário 2.0) ‐ Conteúdo = Páginas dinâmicas ‐ web como plataforma: Web social ‐ PROSUMER (Produtor + Consumidor) Alvin Tofler (1986) Web inteligente (secretário 3.0) ‐ Web de Docs  Web de Dados ‐ Interação Humano‐Máquina ‐ Agentes de software ou assistentes pessoais digitais (viagens, assessoria, secretariado) Web unidirecional (secretário 1.0) ‐ Conteúdo = Páginas estáticas ‐ Produtores  Consumidores ‐ EMEREC (Emissor + Recetor) Jean Cloutier (1973 e 2001) Contexto: sociedade da informação e do conhecimento AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL  Adequação da oferta educativa:  aos novos e constantes desafios da sociedade  à diversidade da procura  às necessidades do país em quadros qualificados  Qualificação do Capital Humano para fomentar a Competitividade Contexto: sociedade da informação e do conhecimento O Homem resiste à mudança… …mas a mudança é endémica…
  10. 10. 22‐08‐2015 10 AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL 19 Mito 1 O documento impresso morreu!  Realidade: documentos digitais Um media não substitui outro, complementa‐o Multimédia estende o livro impresso (e‐books, hipermédia) Mito 2 O papel é um suporte obsoleto! Realidade Tecnologias e suportes digitais tornam‐se obsoletos mais rapidamente  (Nativos digitais | Imigrantes digitais) Alguns mitos do Secretariado AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL 20 Mito 3 O arquivo é o local onde procurar respostas! Realidade Estão longe de sê‐lo (como primeira escolha).  As redes sociais são cada vez mais a porta de entrada na Web  (também podem ser a porta de entrada no arquivo, biblioteca e nos  serviços e recursos digitais da empresa). Mito 4 O papel do secretário é menosprezado! Realidade O papel do secretário e do cliente mudou.  A relação entre ambos também. O desafio nunca foi tão estimulante… Digital A mudança de paradigma está na agregação de serviços de mediação Alguns mitos do Secretariado
  11. 11. 22‐08‐2015 11 AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL 21 Mito 5 O Secretário não é um Assessor! Realidade A razão de ser da profissão é assessorar  os diversos níveis de gestão. Mito 6 O trabalho do secretário não gera resultados! Realidade O resultado existe e  pode ser medido através de indicadores técnicos e indicadores de satisfação do cliente.  Alguns mitos do Secretariado AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL 22 Mito 7 O secretário não é empreendedor! Realidade Certamente pode e deve ser intraempreendedor. Entre outros mitos… • Secretariado é só para mulheres! • Basta ter boa aparência e saber processamento de texto! Realidade Profissionais qualificados e imprescindíveis para contribuir  para a consecução dos objetivos organizacionais. Alguns mitos do Secretariado
  12. 12. 22‐08‐2015 12 AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL Realidade da formação no contexto português Até 2015 ‐ CETs Após 2015 ‐ CTeSP 5 CTeSP em Secretariado e Assessoria: Secretariado e Línguas  (I.P. Bragança ) Secretariado Executivo  (Univ. do Algarve) Gestão Clínica Administrativa  (I.P. Guarda) Práticas Administrativas e Comunicação Empresarial (I.P. Leiria) Secretariado de Administração  (I.P. Portalegre) AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL Após 2015  6 Licenciaturas em Secretariado e Assessoria: Secretariado de Direção e Administração (IP Coimbra) Secretariado e Assessoria de Direcção (IP Guarda) Secretariado de Administração (IP Viseu) Relações Públicas e Secretariado (IP Portalegre)  Assessoria de Administração (U Algarve) Assessoria e Tradução (IP Porto)  Ciências da Informação e da Documentação (U Évora) Ciências da Informação e da Documentação (UA Lisboa) e diversos cursos afins no âmbito da  Gestão da Informação e Documentação Realidade da formação no contexto português
  13. 13. 22‐08‐2015 13 AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL Após 2015 3 Licenciaturas com mestrado integrado em  Secretariado e Assessoria: Secretariado ‐ Assessoria de Direcção e Administração  (Instituto Superior de Novas Profissões ‐ Lisboa) Secretariado e Comunicação Empresarial  (Universidade Europeia ‐ Lisboa)  Secretariado Clínico  (CESPU – IP de Saúde do Norte ‐ Braga) Ciências da Informação e da Documentação  (Universidade Católica Portuguesa ‐ Braga) Ciências da Informação e da Documentação  (Universidade Fernando Pessoa ‐ Porto) Realidade da formação no contexto português AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL Após 2015 Não existe formação de 2º e 3º ciclos (Mestre/PhD) 15 a 20 cursos de mestrado com afinidade ao  Secretariado e Assessoria 3 cursos de doutoramentos em  Ciências da Informação e da Documentação Realidade da formação no contexto português Portal Infocursos (http://infocursos.mec.pt)
  14. 14. 22‐08‐2015 14 AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL Realidade da profissão no contexto português 1ª batalha: acabar com o estereótipo de que o profissional de secretariado é  apenas alguém que…  …atende o telefone, anota as mensagens e serve chá ou café. Empregabilidade e Ensino Superior em Portugal (http://www.a3es.pt/estudos) Aproximadamente 12% de desempregados em cursos de Secretariado e  Assessoria Administrativa AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL Realidade da profissão no contexto português Realidade IPB: ‐ os alunos do CET‐SAA que continuam a estudar na ESE  escolhem mais LpRI ‐ os inquiridos deste curso ‐ já licenciados ‐ indicam o seguinte:  88% estão empregados;  63% estão empregados em área do Secretariado  todos obtiveram emprego até 1 ano (após a conclusão da licenciatura)  63% auferem mais de 750 euros. Taxa de empregabilidade ‐ 65 a 70% 
  15. 15. 22‐08‐2015 15 AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL Dos CET aos CTeSP: o que são? que evolução? Lei de Bases do Sistema Educativo (n.º 1 do art. 15º) prevê que os estabelecimentos de Ensino Superior possam realizar ciclos de estudo curtos não conferentes de grau académico, cuja conclusão com aproveitamento conduz à atribuição de um diploma.  Cursos de Especialização Tecnológica (CET ): DL nº 88/2006, 23 de maio 60 a 90 ECTS (2 a 3 semestres) AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL CET - Secretariado e Assessoria Administrativa Ano letivo Nº de  matriculados Nº de  diplomados Nº de  matriculados  em Lic. 2008/09 23 16 2009/10 31 28 12 2010/11 19 15 12 2011/12 26 21 7 2012/13 42 34 21 2013/14 54 39 26 2014/15 42 37 ? Total 237 190 78 50% de alunos para licenciaturas do IPB Histórico
  16. 16. 22‐08‐2015 16 AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL Dos CET aos CTeSP: o que são? que evolução? Lei de Bases do Sistema Educativo (n.º 1 do art. 15º) prevê que os estabelecimentos de Ensino Superior possam realizar ciclos de estudo curtos não conferentes de grau académico, cuja conclusão com aproveitamento conduz à atribuição de um diploma.  Cursos de Especialização Tecnológica (CET ): DL nº 88/2006, 23 de maio 60 a 90 ECTS (2 a 3 semestres)  Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP): DL nº 43/2014, 18 março 120 ECTS (4 semestres) Cursos curtos ligados ao primeiro ciclo de estudos (i.e. Licenciatura) Cursos de nível 5 do QEQ (Quadro Europeu de Qualificações) ministrados no âmbito do Ensino Superior Politécnico AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL CTeSP – porquê?  Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP): DL nº 43/2014, 18 março  Forte inserção regional  Atender às necessidades da economia regional  Fortalecer a interação obrigatória com as empresas e associações   Atrair novos públicos para o ensino superior (jovens e adultos)  Aumentar o nº de cidadãos com qualificações superiores  Aumentar a competitividade nacional
  17. 17. 22‐08‐2015 17 AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL CTeSP – para quê?  Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP): DL nº 43/2014, 18 março a) Assegurar ao diplomado conhecimentos abrangentes, especializados,  factuais e teóricos, numa determinada área de estudo ou de trabalho, e  consciência dos limites desses conhecimentos; b) Dotar o diplomado de uma gama abrangente de aptidões cognitivas e  práticas necessárias para conceber soluções criativas para problemas  abstratos; c) Desenvolver no diplomado a capacidade de gestão e supervisão, em  contextos de estudo ou de trabalho sujeitos a alterações imprevisíveis, e de  revisão e desenvolvimento do seu desempenho e do de terceiros. AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL CTeSP – para quem?  Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP): DL nº 43/2014, 18 março 1. Os titulares de um curso de ensino secundário ou de habilitação legalmente  equivalente; a) Os que tenham sido aprovados nas provas especialmente adequadas  destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos  maiores de 23 anos 2. Estudantes que, tendo obtido aprovação em todas as disciplinas dos 10.º e  11.º anos de um curso de ensino secundário, ou de habilitação legalmente  equivalente, e não tendo concluído o curso de ensino secundário, sejam  considerados aptos através de prova de avaliação de capacidade a realizar  pela instituição de ensino superior.   Se admitidos, realização de formação complementar com entre 15 a 30 créditos  tendo em consideração o resultado da prova de avaliação  + realização dos 120 créditos do CTeSP  = titularidade do diploma do ensino secundário
  18. 18. 22‐08‐2015 18 AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL CTeSP – para quem?  Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP): DL nº 43/2014, 18 março 3.  Podem igualmente candidatar‐se ao acesso aos cursos técnicos superiores  profissionais os titulares de um diploma de especialização tecnológica (CET),  de um diploma de técnico superior profissional ou de um grau de ensino  superior, que pretendam a sua requalificação profissional. AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL CTeSP – Estrutura do curso  Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP): DL nº 43/2014, 18 março ‐ Componente de formação geral e científica:  até 30% dos 90 ECTS (até  27 ECTS) ‐ Componente técnica:  não menos de 70% dos 90 ECTS (não menos de 63 ECTS) ‐ Formação em contexto de trabalho:  pelo menos um semestre (30 ECTS) (artigo 13º ao artigo 17º do DL nº 43/2014, 18 de março)
  19. 19. 22‐08‐2015 19 AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL CTeSP – Secretariado e Línguas CTeSP em Secretariado e Línguas (Personal Assistance and Languages)  Área de educação e formação: Secretariado e trabalho administrativo Início: ano letivo 2015/2016 Pretende‐se formar um profissional capaz de secretariar  direções e realizar trabalho administrativo adequado aos  interesses específicos da organização e aos requisitos da  atual sociedade da informação e do conhecimento.  AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL CTeSP – Secretariado e Línguas As atividades são coerentes com a descrição geral do perfil a formar e estão  ajustadas aos resultados de aprendizagem de nível cinco da qualificação QNQ (ANQEP, 2014). 1. Coordenar os serviços de apoio e as relações profissionais  2. Assessorar os gestores. 3. Utilizar o estilo de comunicação adequando a língua materna ou estrangeira 4. Assistir gestores na planificação, execução e avaliação de processos  organizacionais 5. Utilizar as TIC para suportar a comunicação e gestão organizacional 6. Elaborar e trabalhar a informação empresarial para suportar a tomada de  decisão 7. Selecionar, classificar, avaliar e arquivar documentos. 8. Recolher, filtrar e distribuir informação para facilitar a compreensão da  realidade empresarial e social. Atividades:
  20. 20. 22‐08‐2015 20 AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL CTeSP – Secretariado e Línguas Os resultados de aprendizagem satisfazem os requisitos desta  qualificação e são traduzidos em conhecimentos, aptidões e  atitudes (ANQEP, 2014). Conhecimentos: Abrangentes, especializados, factuais e teóricos nas áreas do  Secretariado e consciência dos limites desses conhecimentos Aptidões: Capacidade de aplicar o conhecimento e utilizar os recursos Aptidões cognitivas:  utilização do pensamento lógico, intuitivo e criativo Aptidões práticas:  destreza manual e recurso a métodos, materiais e instrumentos Atitudes: Capacidade de gestão e supervisão no seu contexto AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL CTeSP – Secretariado e Línguas 1. Técnicas, métodos e procedimentos de secretariado e das práticas  administrativas 2. Língua materna e das línguas estrangeiras 3. Ferramentas de gestão da informação e da comunicação em contexto  profissional Conhecimentos especializados: Conhecimentos fundamentais: 1. Componentes de uma organização e do perfil e das funções do  secretariado. 2. Diferentes formas de comunicação escrita e oral 3. Sistemas e tecnologias de informação e comunicação em contexto  organizacional. 4. Espírito intra‐empreendedor, reconhecendo os seus limites e fronteiras. 5. Arquivo e práticas de documentação. 6. Direito administrativo e comercial. 7. Estratégias de motivação e sobre formação de atitudes e de  comportamentos.
  21. 21. 22‐08‐2015 21 AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL CTeSP – Secretariado e Línguas 1. Aplicar regras de filtragem e de organização de informação. 2. Aplicar TIC diferenciadas consoante requisitos. 3. Utilizar as línguas e fórmulas mais correntes na intercomunicação. 4. Dinamizar um diálogo sobre assuntos e atividades habituais. 5. Aplicar orientações para a resolução de problemas e de conflitos. 6. Aplicar orientações decorrentes do regime jurídico nacional/internacional.  7. Executar o trabalho administrativo e interagir com os outros.  8. Aplicar técnicas de geração de ideias. 9. Preparar e organizar planos de negócio inovadores. 10.Analisar, avaliar e acompanhar a mudança socioeconómica e tecnológica. Aptidões: AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL CTeSP – Secretariado e Línguas 1. Demonstrar capacidade de persuasão e de estabelecer relações estáveis. 2. Revelar cortesia e respeito pelos outros no relacionamento com  interlocutores. 3. Demonstrar capacidade de iniciativa, responsabilidade e autonomia na  tomada de decisão. 4. Compreender que à medida que surgem as transformações, surgem novas  formas de trabalho e de relacionamento. 5. Demonstrar flexibilidade para integrar opiniões diferentes das suas. 6. Manifestar flexibilidade para se adaptar a diferentes situações e contextos. 7. Demonstrar capacidade de persuasão para a prevenção e intervenção em  situações de conflito (intra e interpessoais). 8. Demonstrar iniciativa na promoção de uma cultura da qualidade. 9. Desenvolver atitudes e comportamentos adequados a profissionais com  elevado nível de qualificação profissional e adaptabilidade ao mundo do  trabalho. 10.Prosseguir autonomamente o enriquecimento dos seus conhecimentos e  competências no domínio do secretariado e línguas. Atitudes:
  22. 22. 22‐08‐2015 22 AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL CTeSP – Secretariado e Línguas AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL CTeSP – Secretariado e Línguas
  23. 23. 22‐08‐2015 23 AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL CTeSP – Secretariado e Línguas Sozinhos não iremos longe… AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL CTeSP – Secretariado e Línguas
  24. 24. 22‐08‐2015 24 AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL CTeSP – Secretariado e Línguas Mas acha que vou mudar o mundo? SIM… Com ideias… AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL CTeSP – Secretariado e Línguas Mas com que ideias? Da sua área…
  25. 25. 22‐08‐2015 25 AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL CTeSP – Secretariado e Línguas Ohhhh… Mas não tenho ideias? AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL CTeSP – Secretariado e Línguas EM TEMPOS DE CRISE, TIRE O “S” E CRIE Mas não se fique pelo sonho…
  26. 26. 22‐08‐2015 26 AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL CTeSP – Secretariado e Línguas O processo Walt Disney Criar algo a partir de vários pontos de vista… Sonhador Designer Analista AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL CTeSP – Secretariado e Línguas CTeSP em Secretariado e Línguas (Personal Assistance and Languages)  Área de educação e formação: Secretariado e trabalho administrativo Início: ano letivo 2015/2016 Estrutura curricular: Secretariado e Trabalho Administrativo  (48 ECTS)  Língua e Literatura Materna (11 ECTS) Línguas e Literaturas Estrangeiras  (21 ECTS)  Informática na Ótica do Utilizador e Ciências Informáticas (11 ECTS) Psicologia, Sociologia e Outros Estudos  (14 ECTS) Direito, Contabilidade e Fiscalidade  (10 ECTS) Gestão e Administração  (5 ECTS)
  27. 27. 22‐08‐2015 27 AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL CTeSP – Secretariado e Línguas Unidade curricular Área de educação e formação Componente de  formação Ano  curricular Horas de  contacto Outras horas  de trabalho  Horas de  trabalho  totais Créditos (ECTS) Língua Estrangeira – Inglês 222 ‐ Línguas e Literaturas Estrangeiras Geral e científica 1.º ano 72 90 162 6 Língua Portuguesa 223 ‐ Língua e Literatura Materna Geral e científica 1.º ano 72 90 162 6 Psicologia Social 311 ‐ Psicologia Geral e científica 1.º ano 72 90 162 6 Tecnologias de Informação e Comunicação 482 ‐ Informática na Óptica do Utilizador Geral e científica 1.º ano 72 90 162 6 Técnicas de Secretariado 346 ‐ Secretariado e Trabalho Administrativo Técnica 1.º ano 36 45 81 3 Práticas de Secretariado e Administrativas 346 ‐ Secretariado e Trabalho Administrativo Técnica 1.º ano 54 81 135 5 Mediação Intercultural 312 ‐ Sociologia e Outros Estudos Técnica 1.º ano 36 45 81 3 Aplicações Informáticas para Secretariado 346 ‐ Secretariado e Trabalho Administrativo Técnica 1.º ano 54 81 135 5 Educação para o Empreendedorismo  345 ‐ Gestão e Administração Técnica 1.º ano 54 81 135 5 Inglês Aplicado 222 ‐ Línguas e Literaturas Estrangeiras Técnica 1.º ano 54 81 135 5 Língua Estrangeira Opção I  (Francês/Espanhol/Alemão) 222 ‐ Línguas e Literaturas Estrangeiras Técnica 1.º ano 54 81 135 5 Técnicas de Comunicação em Português 223 ‐ Língua e Literatura Materna Técnica 1.º ano 54 81 135 5 Língua Estrangeira Opção II  (Francês/Espanhol/Alemão) 222 ‐ Línguas e Literaturas Estrangeiras Técnica 2.º ano 54 81 135 5 Arquivo e Gestão Documental e Administrativa 346 ‐ Secretariado e Trabalho Administrativo Técnica 2.º ano 54 81 135 5 Direito Administrativo e Comercial 380 ‐ Direito Técnica 2.º ano 54 81 135 5 Projetos e Tecnologias Aplicadas 481 ‐ Ciências Informáticas Técnica 2.º ano 54 81 135 5 Trabalho Contabilístico para Secretariado 344 ‐ Contabilidade e Fiscalidade Técnica 2.º ano 54 81 135 5 Sociologia das Organizações 312 ‐ Sociologia e Outros Estudos Técnica 2.º ano 54 81 135 5 Estágio 346 ‐ Secretariado e Trabalho Administrativo Em contexto de trabalho 2.º ano 810 810 30 AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL CTeSP – Secretariado e Línguas Estágio Língua Estrangeira – Inglês Língua Portuguesa Psicologia Social Tecnologias de Informação e Comunicação Técnicas de Secretariado Práticas de Secretariado e Administrativas Mediação Intercultural Aplicações Informáticas para Secretariado Educação para o Empreendedorismo  Inglês Aplicado Língua Estrangeira (Francês/Espanhol/Alemão) – Opção I e Opção II Técnicas de Comunicação em Português Arquivo e Gestão Documental e Administrativa Direito Administrativo e Comercial Projetos e Tecnologias Aplicadas Trabalho Contabilístico para Secretariado Sociologia das Organizações Unidades curriculares 1º ano 2º ano
  28. 28. 22‐08‐2015 28 AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL Considerações finais Enquadrar o Secretariado como uma profissão indispensável e de  excelência nas organizações, evidenciando a multidisciplinaridade e  polivalência. 5 CTeSP | 6 Licenciaturas | 3 Licenciaturas com mestrado integrado CET foi um sucesso ‐ houve preenchimento das vagas oferecidas  (2 turmas) Indicação muito objetiva da procura de formação nesta área  CTeSP permitirá: • atualização de competências por parte dos que exercem funções na área • empregabilidade de futuros profissionais • continuidade em licenciaturas do IPB  (ou na área Secretariado noutras instituições) Para além da reestruturação, a formação linguística que a sociedade atual  exige mereceu particular atenção. AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL Considerações finais A formação em Secretariado deve compreender: • Competências, técnicas e instrumentos necessários ao  desempenho das funções de técnico de secretariado • Competências em língua materna e em línguas estrangeiras  • Competências em tecnologias de informação e comunicação • Competências em empreendedorismo (intraempreendedor)   Boa cultura geral  Bom espírito de iniciativa e de colaboração   Boa facilidade de expressão, organização, comunicação,  criatividade e inovação… …fatores base para o sucesso
  29. 29. 22‐08‐2015 29 AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL De regresso ao Desafio: Com qual deles se identificou? CENOURA: firme e forte  mole e frágil OVO: quebradiço e fraco  duro CAFÉ: Transforma o meio,  oferecendo algo melhor e  mais gostoso AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL Obrigado! 58 Sindicato das Secretárias e Secretários do Estado de São PauloSindicato das Secretárias e Secretários do Estado de São Paulo Rua Tupi, 118 Pacaembu - SP Rua Tupi, 118 Pacaembu - SP (11) 3662-0241 sinsesp@sinsesp.com.br (11) 3662-0241 sinsesp@sinsesp.com.br Evento: COINS 2015Evento: COINS 2015 www.coins.sinsesp.com.br www.sinsesp.com.br www.coins.sinsesp.com.br www.sinsesp.com.br Vitor Barrigão Gonçalves Departamento de Tecnologia Educativa e Gestão da Informação Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Bragança http://www.vgportal.ipb.pt twitter.com/vgportal facebook.com/vgportal pt.linkedin.com/in/vgportal google.com/+VitorGonçalvesvgportal Email: vg@ipb.pt ‐ Tel. (+351) 936 351 813 Alguns homens veem as coisas como são, e perguntam: Porquê? Eu sonho com as coisas que nunca existiram e pergunto: "Por que não?". George Bernard Shaw
  30. 30. 22‐08‐2015 30 AREALIDADEDAPROFISSÃOEESPECIALIZAÇÃODO SECRETARIADOEASSESSORIAADMINISTRATIVAEMPORTUGAL Tecnologias para a Web Semântica 59 Os metadados, ontologias e agentes são cruciais… Roma e Pavia não se fizeram num dia…

×