SlideShare uma empresa Scribd logo
Escola Técnica João Belarmino
Liceu
Trabalho de Literatura
Amparo
02/2014
Principais características
• A Semana de Arte Moderna ou
também conhecida como
Semana de 22 foi realizada
entre 11 e 18 de fevereiro de
1922 no Teatro Municipal de
São Paulo.
• Foram apresentadas novas
correntes artísticas que se
opunham ao estilo tradicional.
• Os artistas buscavam temas
nacionalistas procurando uma
identidade própria.
• Apesar do designativo
"semana", o evento ocorreu
em cinco dias. Cada dia da
semana trabalhou um aspecto
cultural: pintura , escultura, po
esia, literatura e música.
• O evento marcou o início
do modernismo no Brasil e
tornou-se referência cultural
do século XX.
Capa do catálogo da Semana da Arte Moderna
Ingresso comprado da Semana da Arte
Moderna.
Nomes consagrados pelo Modernismo
 Pintura: Anita Malfatti, Di Cavalcanti, Zina
Aita, Lasar Segall e Tarsila do Amaral
 Escultura: Victor Brecheret e Wilhelm
Haarberg.
 Literatura: Oswald de Andrade, Mário
de Andrade, Graça Aranha, Guilherme de
Almeida, Menotti del Picchia e Manuel
Bandeira.
 Música: Heitor Villa-Lobos e Debussy.
Destaque de Pinturas
A Boba – 1915/1916
Anita Malfatti
Mulheres Protestando
1941 – Di Cavalcanti
Homens Trabalhando
1922 - Zina Aita
Perfil de Zumilra
1928 - Lasar Segall Operários – Tarsila do
Amaral
A Família – 1925 –
Tarsila do Amaral
Outros grandes nomes na pintura modernista brasileira foi Tarsila do Amaral e Lasar Segall,
porém não participaram da semana de 22, Tarsila estava em Paris e Lasar já havia retornado
a Alemanha.
Objetivos
 Rompimento com as estruturas do passado; contra os padrões clássicos e a tradição
 Os artistas buscavam temas nacionais, procurando uma identidade própria, criar
uma arte puramente brasileira
 Buscar antropofagismo (Na arte, significa absorver as influências estrangeiras como
Futurismo, Cubismo e Expressionismo e recriá-las com elementos da cultura
nacional)
 Tentativa de criar uma língua brasileira; a língua do povo; linguagem coloquial, do
dia-a-dia; regionalismo.
 Na literatura, em meio a esse turbilhão de acontecimentos sociais, a Semana da Arte
Moderna surgiu como marco cultural de um novo movimento literário: o
Modernismo.
Os objetivos da Semana eram de trazer, primeiramente, a homogeneidade dos
movimentos artísticos, bem como o de: ter o direito à pesquisa estética, reagir em
desfavor do ―helenismo‖ de Coelho Neto e do purismo de Rui Barbosa e da ruptura
com o passado de natureza acadêmica, liberdade na escrita e expressão lingüística,
sem pudores de linguagem culta e de métricas rígidas.
Principais nomes na literatura:
 Mario de Andrade
 Manuel Bandeira
 Oswald de Andrade
Mário de Andrade
 Mário Raul de Morais Andrade nascido em São Paulo, 9 de
outubro de 1893 — São Paulo, 25 de fevereiro de 1945
 Um dos principais articuladores da Semana de 22.
 O prefácio de ―Pauliceia desvairada‖, publicado pouco depois da
Semana, inspirou a fase inicial do movimento.
 A pesquisa folclórica e a linguagem inventiva de ―Macunaíma‖ (1928)
definiram o lugar que o modernismo ocupa até hoje no imaginário
nacional.
 Nas décadas seguintes, foi interlocutor de autores das novas gerações,
como Drummond e Sabino, e publicou trabalhos importantes sobre
música tradicional brasileira.
Semana da arte moderna
Manuel Bandeira
 O pernambucano Manuel Bandeira (1886-1968) já era um poeta
estabelecido na época da Semana.
 Na década anterior, difundira o verso livre em textos críticos e em
obras como ―Carnaval‖, de 1919.
 Doente, não pôde ir a São Paulo para o evento, mas os modernistas
escolheram seu poema ―Os sapos‖ como uma espécie de declaração de
princípios.
 Publicou algumas das principais obras da poesia brasileira da primeira
metade do século XX, como ―Libertinagem‖ (1930) e ―Estrela da
Manhã‖ (1936).
Semana da arte moderna
Oswald de Andrade
 Oswald de Andrade (1890-1954) foi o mais transgressor e experimental dos
modernistas.
 Autor de irônicos discursos e artigos de ataque aos ―passadistas‖, nos meses
próximos à Semana de 1922, da qual foi um dos idealizadores.
 ―A alegria é a prova dos nove‖, declarou no ―Manifesto Antropófago‖ de 1928,
que defendia de forma poética uma língua brasileira e a metáfora do
canibalismo do índio que deglute o estrangeiro.
 Era a ideia de antropofagia como caminho para a cultura brasileira,
reapropriada pela Tropicália nos anos 1960. Esse projeto construtivo de um
modernismo ligado à brasilidade já tinha se anunciado no ―Manifesto da
Poesia Pau-Brasil‖, de 1924, que deu origem ao livro ―Pau-Brasil‖, publicado
no ano seguinte.
Semana da arte moderna
Grupo do Cinco
 Composto por Tarsila do Amaral, Anita
Malfatti, Menotti del Picchia, Mário de
Andrade e Oswald de Andrade.
 O Grupo defendia as ideias da Semana de Arte
Moderna e toma a frente do
movimento modernista no Brasil.
 http://virzionair.com/biblioteca/work/o-grupo-dos-
cinco/
Livros
 ―Os sapos‖, poema do livro ―Carnaval‖ (1919), de Manuel Bandeira.
 ―Pauliceia desvairada‖ (1922)
 ―Macunaíma, o herói sem nenhum caráter‖
 ―Pauliceia desvairada‖, Oswald de Andrade publicava ―Pau-Brasil‖. O
livro foi um desdobramento de seu ―Manifesto da Poesia Pau-Brasil‖
 ―Memórias sentimentais de João Miramar‖
 ―Manifesto Antropófago‖
 ―Cobra Norato ‖
Curiosidades
 Durante a leitura do poema "Os Sapos", de Manuel Bandeira (leitura
feita por Ronald de Carvalho) , o público presente no Teatro Municipal
fez coro e atrapalhou a leitura, mostrando desta forma a desaprovação.
 No dia 17 de fevereiro, Villa-Lobos fez uma apresentação musical.
Entrou no palco calçando num pé um sapato e em outro um chinelo. O
público vaiou, pois considerou a atitude futurista e desrespeitosa.
Depois, foi esclarecido que Villa-Lobos entrou desta forma, pois estava
com um calo no pé.
 Embora tenha sido alvo de muitas críticas, a Semana de Arte Moderna
só foi adquirir sua real importância ao inserir suas idéias ao longo do
tempo. O movimento modernista continuou a expandir-se por
divulgações através da Revista Antropofágica e da Revista Klaxon, e
também pelos seguintes movimentos: Movimento Pau-Brasil, Grupo da
Anta, Verde-Amarelismo e pelo Movimento Antropofágico.
Grupo
 Bruna Oliveira Nº05
 Gabriela Pereira Nº12
 Julia Brito Nº19
 Michele Fortunato Nº29
 Vinícius Santos Nº34
 Amanda Genu Nº40

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Arte contemporânea
Arte contemporâneaArte contemporânea
Arte contemporânea
VIVIAN TROMBINI
 
A segunda geração modernista no brasil
A segunda geração modernista no brasilA segunda geração modernista no brasil
A segunda geração modernista no brasil
Maria De Lourdes Ramos
 
Arte contemporânea
Arte contemporâneaArte contemporânea
Arte contemporânea
annaartes
 
Semana de arte moderna
Semana de arte modernaSemana de arte moderna
Semana de arte moderna
Robson Oliveira
 
Modernismo
Modernismo Modernismo
Modernismo
Cláudia Heloísa
 
Simbolismo
SimbolismoSimbolismo
Simbolismo
Anjo da Luz
 
Semana da arte moderna 1992
Semana da arte moderna 1992Semana da arte moderna 1992
Semana da arte moderna 1992
GabrielaLimaPereira
 
Semana de arte moderna
Semana de arte moderna Semana de arte moderna
Semana de arte moderna
licss
 
Slide semana de arte moderna
Slide   semana de arte modernaSlide   semana de arte moderna
Slide semana de arte moderna
Ana Paim
 
Arte Moderna
Arte ModernaArte Moderna
Arte Moderna
guest1652ff
 
Semana de arte moderna e 1ª fase do Modernismo brasileiro
Semana de arte moderna e 1ª fase do Modernismo brasileiroSemana de arte moderna e 1ª fase do Modernismo brasileiro
Semana de arte moderna e 1ª fase do Modernismo brasileiro
Colégio Santa Luzia
 
Slide autorretrato
Slide autorretratoSlide autorretrato
Slide autorretrato
Lismara de Oliveira
 
Comedia dell’arte
Comedia dell’arteComedia dell’arte
Comedia dell’arte
profar
 
Modernismo Brasileiro (1ª fase)
Modernismo Brasileiro (1ª fase)Modernismo Brasileiro (1ª fase)
Modernismo Brasileiro (1ª fase)
Blog Estudo
 
Básico do Teatro
Básico do TeatroBásico do Teatro
Básico do Teatro
Andinhogr
 
Tarsila do amaral
Tarsila do amaral Tarsila do amaral
Tarsila do amaral
Roselynn B. Araújo
 
As raízes do modernismo brasileiro
As raízes do modernismo brasileiroAs raízes do modernismo brasileiro
As raízes do modernismo brasileiro
Miguel De Lima
 
História do Teatro
História do TeatroHistória do Teatro
História do Teatro
Experiências Português
 
Atividades sobre teatro novinho rsr
Atividades sobre teatro novinho rsrAtividades sobre teatro novinho rsr
Atividades sobre teatro novinho rsr
Atividades Diversas Cláudia
 
Modernismo Modernismo
Modernismo   ModernismoModernismo   Modernismo
Modernismo Modernismo
Caroline Canales
 

Mais procurados (20)

Arte contemporânea
Arte contemporâneaArte contemporânea
Arte contemporânea
 
A segunda geração modernista no brasil
A segunda geração modernista no brasilA segunda geração modernista no brasil
A segunda geração modernista no brasil
 
Arte contemporânea
Arte contemporâneaArte contemporânea
Arte contemporânea
 
Semana de arte moderna
Semana de arte modernaSemana de arte moderna
Semana de arte moderna
 
Modernismo
Modernismo Modernismo
Modernismo
 
Simbolismo
SimbolismoSimbolismo
Simbolismo
 
Semana da arte moderna 1992
Semana da arte moderna 1992Semana da arte moderna 1992
Semana da arte moderna 1992
 
Semana de arte moderna
Semana de arte moderna Semana de arte moderna
Semana de arte moderna
 
Slide semana de arte moderna
Slide   semana de arte modernaSlide   semana de arte moderna
Slide semana de arte moderna
 
Arte Moderna
Arte ModernaArte Moderna
Arte Moderna
 
Semana de arte moderna e 1ª fase do Modernismo brasileiro
Semana de arte moderna e 1ª fase do Modernismo brasileiroSemana de arte moderna e 1ª fase do Modernismo brasileiro
Semana de arte moderna e 1ª fase do Modernismo brasileiro
 
Slide autorretrato
Slide autorretratoSlide autorretrato
Slide autorretrato
 
Comedia dell’arte
Comedia dell’arteComedia dell’arte
Comedia dell’arte
 
Modernismo Brasileiro (1ª fase)
Modernismo Brasileiro (1ª fase)Modernismo Brasileiro (1ª fase)
Modernismo Brasileiro (1ª fase)
 
Básico do Teatro
Básico do TeatroBásico do Teatro
Básico do Teatro
 
Tarsila do amaral
Tarsila do amaral Tarsila do amaral
Tarsila do amaral
 
As raízes do modernismo brasileiro
As raízes do modernismo brasileiroAs raízes do modernismo brasileiro
As raízes do modernismo brasileiro
 
História do Teatro
História do TeatroHistória do Teatro
História do Teatro
 
Atividades sobre teatro novinho rsr
Atividades sobre teatro novinho rsrAtividades sobre teatro novinho rsr
Atividades sobre teatro novinho rsr
 
Modernismo Modernismo
Modernismo   ModernismoModernismo   Modernismo
Modernismo Modernismo
 

Semelhante a Semana da arte moderna

Semana da arte moderna 1992
Semana da arte moderna 1992Semana da arte moderna 1992
Semana da arte moderna 1992
GabrielaLimaPereira
 
Modernismo fases
Modernismo fasesModernismo fases
Modernismo fases
Matheus Italo Nascimento
 
Literatura aula 22 - modernismo no brasil
Literatura   aula 22 - modernismo no brasilLiteratura   aula 22 - modernismo no brasil
Literatura aula 22 - modernismo no brasil
Juliana Oliveira
 
Aula 22 modernismo no brasil
Aula 22   modernismo no brasilAula 22   modernismo no brasil
Aula 22 modernismo no brasil
Jonatas Carlos
 
A
AA
Semana de arte moderna de 1922, conflitos e confrontos.
Semana de arte moderna de 1922, conflitos e confrontos.Semana de arte moderna de 1922, conflitos e confrontos.
Semana de arte moderna de 1922, conflitos e confrontos.
Grupo Educacional Opet
 
Escola CEJAR - Aquidauana - Apostila 9º A e B 1ºB
Escola CEJAR - Aquidauana - Apostila 9º A e B 1ºBEscola CEJAR - Aquidauana - Apostila 9º A e B 1ºB
Escola CEJAR - Aquidauana - Apostila 9º A e B 1ºB
Priscila Barbosa
 
Modernismo
ModernismoModernismo
Modernismo
PATRICIA VIANA
 
MODERNISMO.pptx
MODERNISMO.pptxMODERNISMO.pptx
MODERNISMO.pptx
kowe2
 
Arte MODERNA.pptx
Arte MODERNA.pptxArte MODERNA.pptx
Arte MODERNA.pptx
Marcia Tavares
 
Semana de Arte Moderna de 1922
Semana de Arte Moderna de 1922Semana de Arte Moderna de 1922
Semana de Arte Moderna de 1922
Edu Oliveira
 
Apresentação (4).pptx
Apresentação (4).pptxApresentação (4).pptx
Apresentação (4).pptx
EndelCosta1
 
Pré-modernismo e mordenismo 1°geração.pptx
Pré-modernismo e mordenismo 1°geração.pptxPré-modernismo e mordenismo 1°geração.pptx
Pré-modernismo e mordenismo 1°geração.pptx
EndelCosta1
 
Semana 2.0
Semana 2.0Semana 2.0
Semana 2.0
José Ricardo Lima
 
A semana-da-arte-moderna
A semana-da-arte-modernaA semana-da-arte-moderna
A semana-da-arte-moderna
Mirceya Lima
 
Trabs Molezinha
Trabs MolezinhaTrabs Molezinha
Trabs Molezinha
yannvp1
 
Modernismo e a semana de 22
Modernismo e a semana de 22Modernismo e a semana de 22
Modernismo e a semana de 22
Angeli Arte Educadora
 
Arte moderna
Arte modernaArte moderna
Arte moderna
ISJ
 
Modernismo e suas gerações no brasil sintetico
Modernismo e suas gerações no brasil sinteticoModernismo e suas gerações no brasil sintetico
Modernismo e suas gerações no brasil sintetico
Carlos Zaranza
 
Arte Moderna
Arte ModernaArte Moderna
Arte Moderna
ISJ
 

Semelhante a Semana da arte moderna (20)

Semana da arte moderna 1992
Semana da arte moderna 1992Semana da arte moderna 1992
Semana da arte moderna 1992
 
Modernismo fases
Modernismo fasesModernismo fases
Modernismo fases
 
Literatura aula 22 - modernismo no brasil
Literatura   aula 22 - modernismo no brasilLiteratura   aula 22 - modernismo no brasil
Literatura aula 22 - modernismo no brasil
 
Aula 22 modernismo no brasil
Aula 22   modernismo no brasilAula 22   modernismo no brasil
Aula 22 modernismo no brasil
 
A
AA
A
 
Semana de arte moderna de 1922, conflitos e confrontos.
Semana de arte moderna de 1922, conflitos e confrontos.Semana de arte moderna de 1922, conflitos e confrontos.
Semana de arte moderna de 1922, conflitos e confrontos.
 
Escola CEJAR - Aquidauana - Apostila 9º A e B 1ºB
Escola CEJAR - Aquidauana - Apostila 9º A e B 1ºBEscola CEJAR - Aquidauana - Apostila 9º A e B 1ºB
Escola CEJAR - Aquidauana - Apostila 9º A e B 1ºB
 
Modernismo
ModernismoModernismo
Modernismo
 
MODERNISMO.pptx
MODERNISMO.pptxMODERNISMO.pptx
MODERNISMO.pptx
 
Arte MODERNA.pptx
Arte MODERNA.pptxArte MODERNA.pptx
Arte MODERNA.pptx
 
Semana de Arte Moderna de 1922
Semana de Arte Moderna de 1922Semana de Arte Moderna de 1922
Semana de Arte Moderna de 1922
 
Apresentação (4).pptx
Apresentação (4).pptxApresentação (4).pptx
Apresentação (4).pptx
 
Pré-modernismo e mordenismo 1°geração.pptx
Pré-modernismo e mordenismo 1°geração.pptxPré-modernismo e mordenismo 1°geração.pptx
Pré-modernismo e mordenismo 1°geração.pptx
 
Semana 2.0
Semana 2.0Semana 2.0
Semana 2.0
 
A semana-da-arte-moderna
A semana-da-arte-modernaA semana-da-arte-moderna
A semana-da-arte-moderna
 
Trabs Molezinha
Trabs MolezinhaTrabs Molezinha
Trabs Molezinha
 
Modernismo e a semana de 22
Modernismo e a semana de 22Modernismo e a semana de 22
Modernismo e a semana de 22
 
Arte moderna
Arte modernaArte moderna
Arte moderna
 
Modernismo e suas gerações no brasil sintetico
Modernismo e suas gerações no brasil sinteticoModernismo e suas gerações no brasil sintetico
Modernismo e suas gerações no brasil sintetico
 
Arte Moderna
Arte ModernaArte Moderna
Arte Moderna
 

Último

Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 

Semana da arte moderna

  • 1. Escola Técnica João Belarmino Liceu Trabalho de Literatura Amparo 02/2014
  • 2. Principais características • A Semana de Arte Moderna ou também conhecida como Semana de 22 foi realizada entre 11 e 18 de fevereiro de 1922 no Teatro Municipal de São Paulo. • Foram apresentadas novas correntes artísticas que se opunham ao estilo tradicional. • Os artistas buscavam temas nacionalistas procurando uma identidade própria. • Apesar do designativo "semana", o evento ocorreu em cinco dias. Cada dia da semana trabalhou um aspecto cultural: pintura , escultura, po esia, literatura e música. • O evento marcou o início do modernismo no Brasil e tornou-se referência cultural do século XX.
  • 3. Capa do catálogo da Semana da Arte Moderna Ingresso comprado da Semana da Arte Moderna.
  • 4. Nomes consagrados pelo Modernismo  Pintura: Anita Malfatti, Di Cavalcanti, Zina Aita, Lasar Segall e Tarsila do Amaral  Escultura: Victor Brecheret e Wilhelm Haarberg.  Literatura: Oswald de Andrade, Mário de Andrade, Graça Aranha, Guilherme de Almeida, Menotti del Picchia e Manuel Bandeira.  Música: Heitor Villa-Lobos e Debussy.
  • 5. Destaque de Pinturas A Boba – 1915/1916 Anita Malfatti Mulheres Protestando 1941 – Di Cavalcanti Homens Trabalhando 1922 - Zina Aita
  • 6. Perfil de Zumilra 1928 - Lasar Segall Operários – Tarsila do Amaral A Família – 1925 – Tarsila do Amaral Outros grandes nomes na pintura modernista brasileira foi Tarsila do Amaral e Lasar Segall, porém não participaram da semana de 22, Tarsila estava em Paris e Lasar já havia retornado a Alemanha.
  • 7. Objetivos  Rompimento com as estruturas do passado; contra os padrões clássicos e a tradição  Os artistas buscavam temas nacionais, procurando uma identidade própria, criar uma arte puramente brasileira  Buscar antropofagismo (Na arte, significa absorver as influências estrangeiras como Futurismo, Cubismo e Expressionismo e recriá-las com elementos da cultura nacional)  Tentativa de criar uma língua brasileira; a língua do povo; linguagem coloquial, do dia-a-dia; regionalismo.  Na literatura, em meio a esse turbilhão de acontecimentos sociais, a Semana da Arte Moderna surgiu como marco cultural de um novo movimento literário: o Modernismo. Os objetivos da Semana eram de trazer, primeiramente, a homogeneidade dos movimentos artísticos, bem como o de: ter o direito à pesquisa estética, reagir em desfavor do ―helenismo‖ de Coelho Neto e do purismo de Rui Barbosa e da ruptura com o passado de natureza acadêmica, liberdade na escrita e expressão lingüística, sem pudores de linguagem culta e de métricas rígidas.
  • 8. Principais nomes na literatura:  Mario de Andrade  Manuel Bandeira  Oswald de Andrade
  • 9. Mário de Andrade  Mário Raul de Morais Andrade nascido em São Paulo, 9 de outubro de 1893 — São Paulo, 25 de fevereiro de 1945  Um dos principais articuladores da Semana de 22.  O prefácio de ―Pauliceia desvairada‖, publicado pouco depois da Semana, inspirou a fase inicial do movimento.  A pesquisa folclórica e a linguagem inventiva de ―Macunaíma‖ (1928) definiram o lugar que o modernismo ocupa até hoje no imaginário nacional.  Nas décadas seguintes, foi interlocutor de autores das novas gerações, como Drummond e Sabino, e publicou trabalhos importantes sobre música tradicional brasileira.
  • 11. Manuel Bandeira  O pernambucano Manuel Bandeira (1886-1968) já era um poeta estabelecido na época da Semana.  Na década anterior, difundira o verso livre em textos críticos e em obras como ―Carnaval‖, de 1919.  Doente, não pôde ir a São Paulo para o evento, mas os modernistas escolheram seu poema ―Os sapos‖ como uma espécie de declaração de princípios.  Publicou algumas das principais obras da poesia brasileira da primeira metade do século XX, como ―Libertinagem‖ (1930) e ―Estrela da Manhã‖ (1936).
  • 13. Oswald de Andrade  Oswald de Andrade (1890-1954) foi o mais transgressor e experimental dos modernistas.  Autor de irônicos discursos e artigos de ataque aos ―passadistas‖, nos meses próximos à Semana de 1922, da qual foi um dos idealizadores.  ―A alegria é a prova dos nove‖, declarou no ―Manifesto Antropófago‖ de 1928, que defendia de forma poética uma língua brasileira e a metáfora do canibalismo do índio que deglute o estrangeiro.  Era a ideia de antropofagia como caminho para a cultura brasileira, reapropriada pela Tropicália nos anos 1960. Esse projeto construtivo de um modernismo ligado à brasilidade já tinha se anunciado no ―Manifesto da Poesia Pau-Brasil‖, de 1924, que deu origem ao livro ―Pau-Brasil‖, publicado no ano seguinte.
  • 15. Grupo do Cinco  Composto por Tarsila do Amaral, Anita Malfatti, Menotti del Picchia, Mário de Andrade e Oswald de Andrade.  O Grupo defendia as ideias da Semana de Arte Moderna e toma a frente do movimento modernista no Brasil.  http://virzionair.com/biblioteca/work/o-grupo-dos- cinco/
  • 16. Livros  ―Os sapos‖, poema do livro ―Carnaval‖ (1919), de Manuel Bandeira.  ―Pauliceia desvairada‖ (1922)  ―Macunaíma, o herói sem nenhum caráter‖  ―Pauliceia desvairada‖, Oswald de Andrade publicava ―Pau-Brasil‖. O livro foi um desdobramento de seu ―Manifesto da Poesia Pau-Brasil‖  ―Memórias sentimentais de João Miramar‖  ―Manifesto Antropófago‖  ―Cobra Norato ‖
  • 17. Curiosidades  Durante a leitura do poema "Os Sapos", de Manuel Bandeira (leitura feita por Ronald de Carvalho) , o público presente no Teatro Municipal fez coro e atrapalhou a leitura, mostrando desta forma a desaprovação.  No dia 17 de fevereiro, Villa-Lobos fez uma apresentação musical. Entrou no palco calçando num pé um sapato e em outro um chinelo. O público vaiou, pois considerou a atitude futurista e desrespeitosa. Depois, foi esclarecido que Villa-Lobos entrou desta forma, pois estava com um calo no pé.  Embora tenha sido alvo de muitas críticas, a Semana de Arte Moderna só foi adquirir sua real importância ao inserir suas idéias ao longo do tempo. O movimento modernista continuou a expandir-se por divulgações através da Revista Antropofágica e da Revista Klaxon, e também pelos seguintes movimentos: Movimento Pau-Brasil, Grupo da Anta, Verde-Amarelismo e pelo Movimento Antropofágico.
  • 18. Grupo  Bruna Oliveira Nº05  Gabriela Pereira Nº12  Julia Brito Nº19  Michele Fortunato Nº29  Vinícius Santos Nº34  Amanda Genu Nº40