A sexualidade dentro do casamento

4.791 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.791
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
230
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
273
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A sexualidade dentro do casamento

  1. 1. A SEXUALIDADE DENTRO DO CASAMENTO Texto: 1 Co 7.1-9
  2. 2. INTRODUÇÃO:• O casamento é dádiva de Deus – Gn 2.24• O sexo é dádiva de Deus – Gn 1.28• O celibato é dádiva de Deus – Mt 19.11, 12• O divórcio e a separação segundo a Palavra de Deus – Ml 2.16; Mt 19.3-12; 1 Co 7.10, 15
  3. 3. • O abrasamento conjugal segundo a Palavra de Deus – 1 Co 7.9• A base do casamento segundo a Palavra de Deus – Hb 13.4• A procriação é dádiva de Deus – Sl 127.3-5
  4. 4. 1 – O SEXO SÓ É PERMITIDO DENTRO DO CASAMENTO V.2 “Mas, por causa da impureza, cada um tenha a sua própria esposa e cada uma o seu próprio marido”.→Para evitar a impureza: “Mas, por causa da impureza, cada um tenha a sua própria esposa e cada uma o seu próprio marido”.
  5. 5. • A palavra gr. para impureza é porneia, de onde deriva-se a palavra pornografia. Paulo usa aqui para designar em geral impureza sexual: fornicação, prostituição, adultério, etc.• Exemplos:Esaú – Hb 12.16Homossexualismo – Rm 1.26, 27Bestialidade – Lv 18.23Amnon – 2 Sm 13.14, 15
  6. 6. → Para evitar a promiscuidade: Pv 5.8: “Afasta o teu caminho da mulher adúltera, e não te aproximes da porta da sua casa, para que não dês a outrem a tua honra, nem teus anos a cruéis. Por que, filho meu, andarias cego pela estranha, e abraçarias o peito da outra?”
  7. 7. → Para a procriação dahumanidade:Gn 1.27, 28: “Criou Deus, pois, ohomem à sua imagem, à imagemde Deus os criou; homem e mulheros criou. E Deus os abençoou, elhes disse: Sede fecundos,multiplicai-vos, enchei a terra esujeitai-a...”
  8. 8. 2 – O SEXO É UM DEVER DENTRO DO CASAMENTO V.3“O marido conceda à esposa o que lheé devido, e também semelhantemente a esposa ao seu marido”.A palavra gr. para “devido” é ofeilh, quesignifica dívida.Mt 6.12: “...perdoa as nossas dívidas”
  9. 9. • Rm 4.4: “Ora, ao que trabalha, o salário não é considerado como favor, e, sim, como dívida”• Mt 18.34: “E, indignando-se, o seu senhor o entregou aos verdugos, até que lhe pagasse toda a dívida”.
  10. 10. • O sexo é um dever mútuo:v.3 – “O marido conceda à esposa o que lhe é devido, e também semelhantemente a esposa ao seu marido”v.4 – “A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, e, sim o marido; e também, semelhantemente, o marido não tem poder sobre o seu próprio corpo, e, sim, a mulher”
  11. 11. •O sexo é um dever prazeroso:Pv 5.15, 18-19: “Beba a água da tuaprópria cisterna e das correntes doteu poço. Seja bendito o teumanancial, e alegra-te com a mulherda tua mocidade, corça de amores egazela graciosa. Saciem-te os seusseios em todo tempo; e embriaga-tesempre com as suas carícias”.
  12. 12. • Ct 7.1-3: "Os meneios dos teus quadris são como colares trabalhados por mãos de artista. O teu umbigo é taça redonda, a que não falta bebida, o teu ventre é monte de trigo, cercado por lírios, e os teus dois seios como duas crias gêmeas de uma gazela”
  13. 13. • Ct 7.7, 8: “Esse teu porte é semelhante à palmeira, e os teus seios a seus cachos. Dizia eu: subirei a palmeira, pegarei os seus ramos. Sejam os teus seios como os cachos da vide, e o aroma da tua respiração o das maçãs”
  14. 14. A ABSTINÊNCIA SEXUAL É PERMITIDA DENTRO DO CASAMENTO V.5• “Não vos priveis um ao outro, salvo talvez por mútuo consentimento, por algum tempo, para vos dedicardes à oração e novamente vos ajuntardes, para que Satanás não vos tente por causa da incontinência”.• Algumas observações para a abstinência sexual:
  15. 15. • Tem que ser em comum acordo“Não vos priveis um ao outro, salvo talvez por mútuo consentimento”• Tem que ser por breve tempo“Não vos priveis um ao outro, salvo talvez por mútuo consentimento, por algum tempo”• Tem que ser com objetivo espiritual“...para vos dedicardes à oração...”
  16. 16. •Tem que ser acompanhado devigilância“...para que Satanás não vos tentepor causa da incontinência”•Tem que ser para o fortalecimentoconjugal “...e novamente vos ajuntardes,para que Satanás não vos tentepor causa da incontinência”
  17. 17. CONCLUSÃO:• Ct 7.10: “Eu sou do meu amado, e ele tem saudades de mim.• Ct 1.2: “Beija-me com os beijos da tua boca; porque melhor é o teu amor do que o vinho”.• Ct 7.11: “Vem, ó meu amado, saiamos ao campo, passemos as noites nas aldeias”• Ct 7.6: “Quão formosa, e aprazível és, ó amor em delícias”

×