Palestra a reencarnacao

499 visualizações

Publicada em

reencarnação

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
499
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
44
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Palestra a reencarnacao

  1. 1. Roteiro de Estudo Reencarnação e Ciência Reencarnação como Processo Educativo Planeamento Reencarnatório
  2. 2. Reencarnação e Ciência
  3. 3. O que é reencarnação? • Retorno do Espírito à vivência da matéria  É retorno a um novo corpo, através de um novo nascimento (via fecundação biológica) da personalidade individualizada do ser humano (Personalidade entendida como o eu).
  4. 4. Reencarnação na História • Vedas – Índia • Antigo Egipto • Pérsia – Zoroastrismo • Pré-Socráticos • Sócrates, Platão e Aristóteles • Judaísmo – Fariseus • América - Primeiros habitantes • Cristianismo – até 553 d.c.
  5. 5. Provas Científicas Dr. Ian Stevenson (1918–2007)  Canadense, Médico, diretor do departamento de psiquiatria da Universidade da Virginia.  Dedicou 40 anos a estudos científicos com mais de 3.000 casos sobre :  Lembranças Espontâneas na Infância  Marcas e defeitos de nascença  Memórias de vidas passadas.  Regressão a vidas passadas ”Twenty Cases Suggestive of Reencarnation” por Dr. Stevenson
  6. 6. Marcas e Defeitos de Nascença “Reincarnation & Biology” Dr. Stevenson descreve sobre marcas de nascença e defeitos congênitos As marcas são consideradas grandes evidências do renascimento sucessivo. Stevenson estudou extensamente as marcas de nascença em crianças e chegou a resultados surpreendentes.
  7. 7. Marcas e Defeitos de Nascença “Where Reincarnation and Biology Intersect” • Crianças que afirmam se lembrar de uma vida anterior foram encontradas em muitas partes do mundo, particularmente nos países budistas e hindu do sul da Ásia, entre os povos xiitas do Líbano e Turquia, as tribos da África Ocidental, e do noroeste americano. Stevenson reuniu mais de 2.600 casos notificados de memórias de vidas passadas dos quais 65 relatórios detalhados foram publicados.
  8. 8. Marcas e Defeitos de Nascença • Foi constatado que muitas das marcas, sinais, manchas, vermelhão na pele eram um vestígio de feridas em vidas passadas. São comuns marcas que se formam a partir de tiros, de facas, de lanças, de espadas, de golpes fortes, de cortes na pele, de queimaduras mais profundas, dentre outros. • As marcas de nascença ficam mais fortes em decorrência de traumas ou feridas de grande intensidade que ficam gravadas no corpo etérico.
  9. 9. Regressão a Vidas Passadas É o processo provocado ou espontâneo, por meio do qual, o espírito encarnado ou desencarnado fica em condições de relembrar o passado. Inúmeros casos têm surgido de pessoas que passam a relatar vivências anteriores durante a regressão de memória. No final do século passado, o pesquisador francês Albert Des Rochas, fez várias experiências com regressão de memória. A partir daí vários outros cientistas, começaram a desenvolver essa técnica. (*) Eugène Auguste Albert Des Rochas d'Aiglun (20 de maio de 1837 - 2 de Setembro de 1914) foi um parapsicólogo líder francês, historiador, tradutor, escritor, engenheiro militar e administrador.
  10. 10. Regressão a Vidas Passadas A doutora Helen Wambach (PhD) foi uma das primeiras cientistas pesquisadoras norte- americanas em reencarnação e vidas passadas Helen Wambach (1982) fez um relatório aproximadamente de 1.000 casos de pessoas que retornaram (usualmente através da hipnose num grupo de regressão) à experiência do nascimento e antes deste. Um padrão desenvolveu-se nitidamente devido aos relatos destes indivíduos que mostram uma consistência considerável. Em muitos casos, o indivíduo lembra-se de uma vida anterior e do tempo entre as vidas. “Não acredito em reencarnação tenho a certeza de que ela existe". H.Wambach
  11. 11. Reencarnação como Processo Educativo
  12. 12.  É a superação da condição humana através das reencarnações na Terra e em outros mundos habitados para atingir a Espiritualidade através do conhecimento das LEIS DE DEUS. Por que reencarnamos? Para Gerar:  Aprendizado  Elevação Moral  Espiritual
  13. 13. Reencarna-se para aprender, educar-se, crescer, a partir de novos elementos, de uma nova oportunidade, num novo ambiente, onde se possa construir ou reconstruir sua própria elevação espiritual”. Por que reencarnamos?(cont.) O aprendizado se da através das experiências vivenciadas na terra e na vida espiritual.
  14. 14. Como se processa a reencarnação? Automática Imposta LEI NATURAL
  15. 15. Reencarnação: ato de amor ou punição? Educativo não punitivo O ser não volta para pagar nada do passado e sim aprender o que ainda não foi aprendido. A justiça se processa de forma a educar o Espírito. É comum dizer-se que o espírito reencarnou para “pagar” pois quem deve tem de pagar. Tal afirmação deve ser entendida no seu sentido figurado. A “divida” deve ser entendida como ausência de conhecimento, isto é, desconhecimento em relação à Lei de Deus.
  16. 16. O espírito esta sempre a começar onde ele parou. Ele pode não se desenvolver muito, mas não regride. Podemos regredir com a reencarnação? Espírito não involui
  17. 17. O número das existências corpóreas é limitado, ou o Espírito reencarna perpetuamente? A cada nova existência, o Espírito dá um passo no caminho do progresso; quando se despojou de todas as suas impurezas, não necessita mais das provas da vida corpórea. (LE Q. 168) Quantas vezes reencarnaremos? Encarnações Quantas vezes for necessário
  18. 18. Planeamento Reencarnatório
  19. 19. Como se dá o planeamento reencarnatório? Em geral as reencarnações são planeadas com antecipação O tempo de preparo será proporcional as necessidades educativas do Espírito Esse planeamento pode ser elaborado pelo próprio Espírito desde que tenha condições morais e intelectuais Pode ser confiado a Espíritos mais esclarecidos
  20. 20. Escolha das provas “O Espírito poderá escolher o tipo de provas que atravessará. Essas escolhas dão-se ao nível de possibilidades, podendo haver alterações”
  21. 21. Livre-Arbítrio “Embora planeado o caminho e exista a pressão interna das experiências pregressas, o livre-arbítrio é soberano, podendo alterar quaisquer daqueles fatores”
  22. 22. Lei de Ação e Reação “As ações humanas levam a consequências, nada fica sem resposta. Toda ação corresponde uma reação, porém, acreditar que tal reação obedeça de forma linear a ação precedente é admitir o determinismo. Há apenas um determinismo para o Espírito: a evolução”
  23. 23. Alterações no Planeamento da Reencarnação • “Há circunstâncias diversas que promovem alteração no planeamento da reencarnação, que pode ocorrer sem o que estava programado , principalmente nos casos de reencarnações acidentais” “União sexual fortuita – o Espírito que esteja próximo ao casal será “atraído” pela concepção” “Nesses casos encaixam-se os reencarnantes oriundos de estupros, Espíritos suicidas, entre outros”
  24. 24. Considerações finais... A união da alma ao corpo começa na concepção, mas só é completa por ocasião do nascimento. ( Excessão: Natimortos) - L.E – 356, 356-a, 356-b A ligação se dá molécula a molécula do perispírito com o corpo A união é definitiva. Outro Espírito não pode substituir o que está designado para aquele corpo
  25. 25. “A reencarnação é o meio, a educação Divina é o fim. Temos necessidade da luta que corrige, renova, restaura e aperfeiçoa.” André Luiz
  26. 26. Esta passagem é curta por isso aproveitemo-la bem… Muita paz Victor Passos APA
  27. 27. Bibliografia • Allan Kardec: o O Livro dos Espíritos, Cap.IV, Pluralidade das Existências • Adenaúer Novaes: o Conhecendo o Espiritismo o Reencarnação, Processo Educativo • André Luiz / Chico Xavier o Missionários da Luz

×