Plano De Negócios - SOLUTION – GESTÃO E ENGENHARIA LTDA

36.824 visualizações

Publicada em

Este Plano de Negócio tem como objetivo apresentar os estudos de viabilidade da criação da empresa SOLUTION – GESTÃO E ENGENHARIA LTDA, pretensa a inovar o setor de engenharia e gestão de serviços de manutenção predial. A empresa terá seu foco na viabilização a empresas, entidades, organizações, condomínios verticais e horizontais de soluções inteligentes técnicas e administrativas necessárias a condução de gerenciamento, supervisão, controle, fiscalização, elaboração e execução de projetos relacionados a serviços de manutenção de sistemas e instalações elétricas / hidráulicas, reparos civis, mecânicas de climatização de ambientes, máquinas e equipamentos, comunicação, mobiliários, conservação e limpeza que estejam envolvidos em suas estruturas físicas e instalações.

Publicada em: Negócios
3 comentários
16 gostaram
Estatísticas
Notas
  • 'O Plano de Negócios da Solution tinha o objetivo de propor à UFMG sua incubação. Não foi implementada a incubação diante a pouca abordagem em relação a responsabilidade socio-ambiental do projeto.
    A Estratégia de precificação estabelecida foi pelo método de custeio por absorção, determinação de Ponto de Equilíbrio, Margem de Contribuição e Margem de Segurança de preços. Como são dimensionados custos de serviços, eu possuia um parâmetro de preços de contratos de prestação de serviços fornecidos por outras empresas gerenciadoras de serviços terceirizados. Com isso pude trabalhar variações em quantidade de serviços e identificar o CVL (Custo, Volume. Lucro) que me proporcionava um prazo de retorno de investimento (Payback) satisfatório em relação ao capital inicial. Esse plano de negócio possui uma viabilidade líquida enorme e independia de capital de terceiros, ou seja, possuia um prazo de retorno impressionante de apenas 30 dias. Mas possuia, como já disse, pouquíssima abordagem sócio-ambiental, o que inviabilizou sua incubação.'
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • O Plano de Negócios da Solution tinha o objetivo de propor à UFMG sua incubação. Não foi implementada a incubação diante a pouca abordagem em relação a responsabilidade socio-ambiental do projeto.
    A Estratégia de precificação estabelecida foi pelo método de custeio por absorção, determinação de Ponto de Equilíbrio, Margem de Contribuição e Margem de Segurança de preços. Como são dimensionados custos de serviços, eu possuia um parâmetro de preços de contratos de prestação de serviços fornecidos por outras empresas gerenciadoras de serviços terceirizados. Com isso pude trabalhar variações em quantidade de serviços e identificar o CVL (Custo, Volume. Lucro) que me proporcionava um prazo de retorno de investimento (Payback) satisfatório em relação ao capital inicial. Esse plano de negócio possui uma viabilidade líquida enorme e independia de capital de terceiros, ou seja, possuia um prazo de retorno impressionante de apenas 30 dias. Mas possuia, como já disse, pouquíssima abordagem sócio-ambiental, o que inviabilizou sua incubação.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Fique a vontade para fazer o download.
    Abraço!
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
36.824
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1.920
Comentários
3
Gostaram
16
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Plano De Negócios - SOLUTION – GESTÃO E ENGENHARIA LTDA

  1. 1. PLANO DE NEGÓCIO SOLUTIONGESTÃO E ENGENHARIA LTDA APOIO: EMPREENDEDOR:
  2. 2. ADM. VICTOR AUGUSTO ANTUNES MENDES A EVOLUÇÃO DO CONCEITO EM GESTÃO DE SERVIÇOS 2
  3. 3. 1. SUMÁRIO EXECUTIVO ...................................................................................................... 4 2. VISÃO E MISSÃO..................................................... .......................................................... 5 3. PRINCÍPIOS ........................................................................................................................ 5 4. OBJETIVOS / METAS.......................................................................................................... 6 5. ESTRUTURA LEGAL / ORGANIZACIONAL........................................................................ 8 5.1. Forma Jurídica Organizacional ......................................................................................... 8 5.2. Estrutura Física ................................................................................................................. 9 6 EQUIPE GERENCIAL ......................................................................................................... 10 6.1 Organograma..................................................................................................................... 10 6.2 Análise de Responsabilidades............................................................................................ 11 3
  4. 4. 7. PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO NEGÓCIO.............................................................. 12 7.1. Análise SWOT ................................................................................................................. 13 7.1.1 Ameaças e Oportunidades............................................................................................... 16 7.1.2 Pontos Fortes e Fracos ................................................................................................... 17 7.1.3 Fatores Críticos de Sucesso (FCS).................................................................................. 20 7.2 Análise 5 forças – Michael Porter........................................................................................ 23 7.2.1 Pontos Fracos - Concorrente ........................................................................................... 23 8 PLANEJAMENTO FINANCEIRO ......................................................................................... 25 8.1. Precificação....................................................................................................................... 25 8.2 Investimento Inicial ............................................................................................................ 25 8.3 Receitas Operacionais ....................................................................................................... 26 8.4 Custos Fixos ....................................................................................................................... 26 8.5 Custos Variáveis................................................................................................................. 27 8.6 Demonstrativo de Resultado do Exercício ........................................................................ 27 8.7 Demonstrativo Simplificado do Resultado do Exercício..................................................... 27 8.8 Demonstrativo Simplificado do Fluxo de Caixa................................................................... 28 8.9 Ponto de Equilíbrio.............................................................................................................. 29 9. FONTES DE INFORMAÇÕES.............................................................................................. 29 10. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ............................................................................... 29 4
  5. 5. 1. SUMÁRIO EXECUTIVO Este Plano de Negócio tem como objetivo apresentar os estudos de viabilidade da criação da empresa SOLUTION – GESTÃO E ENGENHARIA LTDA, pretensa a inovar o setor de engenharia e gestão de serviços de manutenção predial. A empresa terá seu foco na viabilização a empresas, entidades, organizações, condomínios verticais e horizontais de soluções inteligentes técnicas e administrativas necessárias a condução de gerenciamento, supervisão, controle, fiscalização, elaboração e execução de projetos relacionados a serviços de manutenção de sistemas e instalações elétricas / hidráulicas, reparos civis, mecânicas de climatização de ambientes, máquinas e equipamentos, comunicação, mobiliários, conservação e limpeza que estejam envolvidos em suas estruturas físicas e instalações. O negócio da SOLUTION vem atender a tendências relevantes do mercado com enfoque na idéia de Estratégia de Diferenciação que implica em orientar esforços para criar serviços percebidos pelo mercado por suas características peculiares de competência concentrada no seu capital humano, dotado de habilidade técnica e gerencial suficiente para adequar metodologias avançadas aplicadas ao atendimento das necessidades relacionadas ao suporte técnico em manutenção de bens de capitais. O motivo que levou os sócios a montarem o negócio foi principalmente o de vislumbrarem uma excelente oportunidade empreendedora de negócios que, como verão adiante, apresenta diferenciais competitivos. Os empreendedores da SOLUTION partem do princípio que: a organização que não tiver, no século XXI, uma visão clara de ser diferente e única não sobreviverá e será devorada pela concorrência. Os sócios têm como uma das suas referências empreendedoras os conselhos do pensador da Harvard Business School – Michael Porter – que define: “Deixar de pensar na estratégia é a morte”. 5
  6. 6. 2. VISÃO E MISSÃO “DESENVOLVER E SUSTENTAR COM EXCELÊNCIA E COMPETÊNCIA O VALOR PATRIMONIAL DAS ORGANIZAÇÕES” 3. PRINCÍPIOS Como princípios balizam estratégias, eis os nossos: Satisfação do Cliente: Nosso trabalho deve ser permanentemente orientado para atender e superar expectativas dos nossos clientes. Qualidade: A qualidade das nossas ações, em todas os níveis organizacionais, é condição básica para a continuarmos no negócio. Tecnologia: Devemos assegurar a atualização tecnológica da empresa e dos nossos serviços. Continuidade: A visão a longo prazo deve prevalecer sobre resultados de curto prazo. Buscaremos desenvolver relações duradouras e em parceria com nossos funcionários, fornecedores e clientes. Lucro: É a real medida da eficácia do nosso trabalho e o seu reinvestimento será a base do nosso crescimento. Recursos Humanos: Os funcionários são a nossa maior força. Devemos proteger o desenvolvimento profissional, o crescimento e a valorização dos nossos funcionários. 6
  7. 7. Responsabilidade Social: Ser útil à comunidade. Respeitar e fazer se respeitar o indivíduo, a sociedade e o meio ambiente. 4. OBJETIVOS / METAS A SOLUTION contará com uma equipe de profissionais provenientes de um projeto de sucesso em terceirização no gerenciamento de serviços realizado junto a uma grande instituição financeira bancária o que possibilitou desenvolver habilidades e competências essenciais e específicas ao aprimoramento dos processos gerenciais administrativos e técnicos em manutenção predial. A equipe com esses profissionais será uma das principais forças da SOLUTION na estratégia de diferenciação que, de forma líquida e certa, motivará o primeiro contrato de gerenciamento da empresa junto a esta instituição. Mais adiante demonstraremos a expectativa de Resultados Operacionais que a SOLUTION pretende com a viabilização deste contrato. A curtíssimo-prazo o principal objetivo da nossa vantagem competitiva, capital humano e intelectual, deverá ser o de estar centrado no desenvolvimento a percepção desta instituição financeira, demonstrando-a que a metodologia da SOLUTION agregará mais valor ao seu produto / serviço final por contar com habilidades humanas reconhecidamente competentes, tanto no âmbito técnico quanto administrativo, experientes, motivadas e eficazes no atendimento às necessidades do cliente. A elaboração deste Plano de Negócio vislumbra, também, os objetivos a seguir: a) Estudo da viabilidade da idéia. Exploramos, ao longo dos últimos 5 meses, a idéia aqui proposta, em todos os aspectos, criticando todas as possibilidades e levantando todos os possíveis problemas que possam surgir ao longo da implementação e execução do projeto. Alternativas foram levantadas e 7
  8. 8. consideradas através de cenários distintos. Este documento retrata todo este trabalho de respaldo da idéia com bases concretas e fontes fidedignas de informação. b) Captação de recursos. Um montante de recursos financeiros será necessário para dar início ao projeto, na forma de investimentos de base em bens de capitais relacionados a informática, instalações e recursos humanos (vide o item Plano Financeiro). Este plano procurará mostrar a futuros interessados que sua viabilidade e atratividade representarão uma oportunidade única e imperdível de ganhos consistentes. Os sócios acreditam que um aporte financeiro proporcional às suas metas de curto prazo e condizente com o mínimo de investimentos praticados no mercado poderá alavancar seu crescimento já em patamares que a levariam a assumir uma posição de liderança no seu segmento-alvo. c) Incubação. A elaboração deste plano de negócio tem, também, como um dos seus principais objetivos, o de participar do processo seletivo de projetos empreendedores que serão incubados pela UFMG em 2004 por entender que o Custo / Benefício que gerará esta parceria, além de credibilidade da organização, proporcionará o desenvolvimento e o aprimoramento de uma das principais vantagens competitivas da SOLUTION – Capital Intelectual. d) Licitações. Para a empresa lograr êxito em licitações, principalmente na primeira que a SOLUTION pretende participar referente a prestação de serviços de gerenciamento de manutenção predial a uma instituição financeira nacional de grande porte citada anteriormente, uma equipe será montada com elementos que mais se identifiquem com o tipo do serviço. A equipe formada, se lograr êxito na licitação, ficará responsável pelo gerenciamento da 8
  9. 9. execução do serviço. A partir do acervo deste Atestado Técnico de Gerenciamento pretendemos participar de outras licitações públicas e privadas. 5. ESTRUTURA LEGAL E ORGANIZACIONAL. 5.1. FORMA JURÍDICA / REPRESENTAÇÃO LEGAL A sua forma jurídica será de sociedade limitada de acordo com o decreto-lei n.º 3708 de 10.10.1919. A sociedade terá a denominação social; SOLUTION – GESTÃO E ENGENHARIA LTDA. e será por tempo indeterminado, sendo sua sede social nesta capital, na Av. Luiz Paulo Franco, n.º 479, CJ 1402, bairro Belvedere, podendo abrir filiais ou agências em quaisquer partes do território nacional ou no exterior. Conforme Lei no 9.317, de 5/12/1996 empresas que auferirem no ano calendário receita bruta superior a R$ 120.000,00 e igual ou inferior a R$ 1.200.000,00 poderá ser enquadrada como EPP Empresa de Pequeno-Porte. A SOLUTION não será optante pelo simples por se tratar de uma organização com finalidades sociais que envolve atividades de consultoria, assessoria e engenharia. Capital Social será de R$ 10.000,00 (dez mil reais) dividido em 10.000 (dez mil) quotas, no valor nominal unitário de R$ 1,00 (hum real), totalmente integralizado, assim distribuído: SÓCIOS N.º DE QUOTAS VALOR UNITÁRIO DAS QUOTAS TOTAL em R$ VICTOR AUGUSTO ANTUNES MENDES 5.000 1,00 5.000,00 LICIO FABIO MENDES ANTUNES 5.000 1,00 5.000,00 TOTAL 10.000 10.000,00 9
  10. 10. A SOLUTION terá a participação de dois sócios, cada qual com experiências distintas, em condições de, somando o know-how adquirido por eles, conquistar boa fatia do mercado e atender às expectativas e necessidades de seus clientes. ADM. VICTOR AUGUSTO ANTUNES MENDES Profissional graduado em administração de empresas com ampla experiência em gerenciamento organizacional e especializado em Gestão de Negócios pela UFMG em dezembro de 2003. Estilo de liderança orientado à obtenção de resultados e habilidade no gerenciamento de pessoas. Nacionalmente considerado, nos anos de 2001 e 2002, o melhor gerenciador de contratos de serviços terceirizados às unidades do Banco Itaú S/A em Minas Gerais. Habilidade em negociação com fornecedores e parceiros reduzindo em até 80% os custos com materiais e serviços de empreendimentos no setor da construção civil e manutenção predial. No âmbito comercial viabilizou o maior empreendimento de salas no bairro Belvedere em Belo Horizonte. Adepto à iniciativa empresarial orientada ao desenvolvimento de projetos e investimentos sociais junto ao setor empresarial. ENG.º LICIO FÁBIO MENDES ANTUNES Profissional graduado em Engenharia Civil na PUC – Pontífica Universidade Católica de Minas Gerais com ampla experiência na viabilização e execução projetos no setor da construção civil. Atualmente gerencia a execução de projetos no setor de telecomunicações implantando torres de transmissão de dados high-tech GSM. 5.2. ESTRUTURA FÍSICA A estrutura organizacional da empresa será simples, com utilização intensiva de informática e internet como agente de conexão com a clientela. Para isso pretende estabelecer-se em Belo Horizonte num conjunto de salas de 210 m2, ainda em construção, localizado na Av. Luiz Paulo Franco n.º 479, bairro Belvedere. Conforme estudo e experiência anterior essa estrutura física é suficiente para instalação da mão de obra e bens de capital necessários à viabilização do negócio. 10
  11. 11. 4 microcomputadores Pentium 4 2.6 – 128 Mhz – em rede 2 impressoras HP Deskjet 680 C 1 Scanner TC Data 64k 4 telefones fixos 1 PABX Siemens 8 linhas Telemar 1 máquina fotográfica digital Jogos de ferramentas diversas (alicates, chaves...) Mobiliário (10 mesas, 20 cadeiras, 8 prateleiras arquivo morto e 5 arquivos) 6. EQUIPE GERENCIAL A distribuição de competências ou funções ao longo da estrutura organizacional da SOLUTION se desenvolverá através do que denominaremos de CG´s ou Células Gerenciais que terão suas atribuições e responsabilidades definidas conforme as finalidades de cada serviço contratado. 6.1. ORGANOGRAMA Como o nosso objetivo de curto-prazo serão contratos de gerenciamento, disporemos de uma equipe inicial de 8 colaboradores, composta por 4 técnicos e 2 engenheiros e 2 administrativos. Dividimos o que seria uma estrutura organizacional a curto e a médio prazo, de acordo com a consolidação do negócio. - A CURTO PRAZO (CONTRATOS DE GERENCIAMENTO) Célula Gerencial de Manutenção Predial - CGM Célula Gerencial de Projetos - CGP Célula Gerencial Administrativa - CGA - A MÉDIO PRAZO Célula Gerencial de Manutenção Predial - CGM Célula Gerencial de Comunicação - CGC Célula Gerencial de Projetos - CGP 11
  12. 12. Célula Gerencial de Tecnologia da Informação - CGTI Célula Gerencial Administrativa - CGA Apresentamos a seguir apenas o organograma a curto-prazo, que inicialmente julgamos ser o mais importante. 6.2. ANÁLISE DE RESPONSABILIDADES Responsabilidades: Gerente de Projetos: Responsável pela elaboração e gerenciamento da execução de projetos de engenharia (manutenção, reparos civis e obras). Gerente de Manutenção: Responsável pela solução de demandas, controle de ordens de serviço e ocorrências de manutenção. Gerente Administrativo: Responsável pelo gerenciamento de contratos com empresas, gestão financeira e administrativa geral (departamento pessoal, contas a pagar e a receber). 12 O rg a n o g ra m a In ic ia l - G e re n c ia m e n to T é cn ic o E d ifica ç õ e s E n g .º D e n ils o n T rin d a d e G e re n te d e P r o je to s - C G P T é c n ico E le tr ic is ta T é cn ic o M e c â n ic o T é c n ic o M e c â n ic o E n g .º J o ã o M a rc e lo G e re n te d e M a n u te n ç ã o - C G M R o d rig o F ra n ça G e r e n te A d m in ist ra tivo - C G A V ic to r M e n d e s D ir e to r C o m e r c ia l
  13. 13. Suporte à contabilidade externa. Terá o Diretor Comercial como subsídio às suas funções tarefas. Técnicos: Atendimento a ordens de serviço e ocorrências de manutenção. O início das atividades da SOLUTION está previsto para Junho/04, prazo este estabelecido conforme cronograma de atividades pré-operacionais de pesquisa e desenvolvimento do negócio. 7. PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO NEGÓCIO Para definir o negócio da SOLUTION baseamos nas seguintes questões: - Quais são os nossos clientes potenciais? A princípio o nosso foco será o setor de business tendo as instituições bancárias como nosso principal alvo. Nem por isso podemos descartar o potencial de outras organizações como condomínios residenciais verticais e horizontais, onde adotaremos uma postura organizacional e mercadológica também diferenciada para o atendimento deste mercado. Entendemos que toda e qualquer organização, que não tem a sua finalidade principal a manutenção predial, poderá se tornar um cliente potencial da SOLUTION. - A expectativa do nosso cliente. Qual é o principal benefício que o nosso cliente efetivamente procura ao adquirir ou usar os nossos serviços? Como já citado anteriormente, o maior benefício é de poderem concentrar seus esforços nas suas atividades principais. Percebemos que as empresas e a sociedade como um todo demonstram no mercado uma expressiva tendência e necessidade na aquisição de serviços técnicos terceirizados que sejam especializados no gerenciamento da manutenção de suas instalações prediais. 13
  14. 14. - Quem são e quais serão nossos concorrentes? Em virtude de estarmos explorando e direcionando o negócio de prestação de serviços de manutenção na viabilização de parcerias com empresas do ramo de manutenção, faz com que nossos concorrentes se tornem verdadeiros parceiros. A SOLUTION viabilizará e gerenciará junto a clientes potenciais novas oportunidades de negócios a empresas do setor de manutenção e serviços. - Parceiros. Como atrairemos e manteremos os nossos parceiros que serão primordiais na operação da empresa? Através da nossa experiência no ramo, consolidamos um sólido relacionamento com várias empresas de pequeno e médio porte do setor de serviços de manutenção predial. Adquirimos um elevado conceito de potenciais viabilizadores de negócios junto a estas empresas de serviço. Realizamos um rigoroso processo de análise das oportunidades e riscos inerentes ao negócio e a identificação dos fatores críticos de sucesso, para então, desenvolver um cronograma de ações e o estabelecimento de marcos que servirão de referência para avaliação das metas estabelecidas e dar suporte às decisões futuras que serão tomadas. No nosso caso optamos em utilizar dois modelos de análise do processos de planejamento estratégico: Análise SWOT e Análise do Modelo das 5 Forças de Porter . 7.1 ANÁLISE SWOT A análise SWOT é uma metodologia muito difundida para realização do diagnóstico estratégico da empresa. O que se pretende é definir as relações existentes entre as forças e fraquezas da empresa com as tendências mais importantes que se verificam na estrutura da empresa, e a sua atuação diante dos fatores sistêmicos que a envolvem seja do mercado específico, da conjuntura econômica, social, política das imposições legais, etc. É a análise da situação interna da instituição, bem como do ambiente externo que a envolve, com o 14
  15. 15. objetivo de se identificarem os pontos fortes e fracos, a fim de planificar o futuro com base em critérios objetivos, realistas e científicos. SWOT é a junção das iniciais (em inglês) dos quatro elementos-chave desta análise estratégica, a saber: • Strenghts -forças: vantagens internas da empresa em relação aos fatores sistêmicos • Weaknesses -fraquezas: desvantagens internas da empresa em relação aos fatores sistêmicos • Opportunities -oportunidades: aspectos positivos do ambiente externo com o potencial de fazer crescer a vantagem competitiva da empresa; • Threats -ameaças: aspectos negativos do ambiente externo com o potencial de comprometer a vantagem competitiva da empresa. A metodologia consiste em avaliar através de uma reflexão aprofundada, de quais são elementos componentes da matriz SWOT, contudo previamente foi necessário reunir uma série de informações de âmbito interno, para forças e fraquezas; e de âmbito externo, para as oportunidades e ameaças. Finalmente, construímos a matriz com estes quatro elementos: de um lado as forças e fraquezas e do outro as oportunidades e ameaças. A matriz desenvolvida a seguir objetiva melhor compreender a atuação frente ao ambiente sistêmico e adotar estratégias para tornar a SOLUTION mais competitiva. 15
  16. 16. Matriz SWOT – SOLUTION GESTÃO E ENGENHARIA LTDA. AMBIENTE EXTERNO Oportunidades Ameaças MBIENTEINTERNO Forças • Subsídios e apoio governamental a empresas de Pequeno Porte • Baixo investimento inicial • Baixa concorrência • Concorrente local com baixo nível de tecnologia e gestão • Farta Mão-de-obra • Mão de obra barata • Ambudâcia de mão de obra especializada • Perspectiva de crescimento do PIB nos próximos anos • Perspectiva de melhor política tributária do novo governo • Perspectiva de melhor política previdenciária do novo governo • Estabelecimento da empresa na Capital do Estado de Minas Gerais • Região auto-suficiente em energia elétrica • Reconhecimento do nosso capital humano no segmento-alvo de mercado • Facilidades para telefonia fixa, móvel e internet • Boa infra-estrutura de meios de transporte • Existência na região de insumos básicos, hardwares, softwares, etc. • Centros de pesquisa e apoio na região – AGE/UFMG – SEBRAE/MG • Instituições de ensino profissionalizante • Instituições de ensino superior • Disponibilidade de meios de divulgação à sociedade dos benefícios relacionados à terceirização de serviços • Capacidades e habilidades disponíveis para o atendimento e • Restritas linhas de crédito 16
  17. 17. entrega de serviços no prazo • Eficiência da Gestão Administrativa da SOLUTION. Fraquezas • Quebra de paradigmas estabelecidos em relação à inserção e posicionamento de uma empresa com filosofias diferenciadas no ramo de serviços. • Natural resistência da sociedade a mudanças no conceito de prestação de serviços; • Baixa qualidade de serviços terceirizados • Excessiva carga tributária • Baixa escolaridade da mão de obra operária • Desemprego • Diminuição do poder aquisitivo da classe média • Pequeno capital de giro em circulação no mercado • Possibilidade de entrada de empresas concorrentes fortes de outras regiões • Possibilidade de retorno do processo inflacionário 7.1.1 Ameaças e Oportunidades Ao se examinar o ambiente externo do negócio, percebemos a necessidade de relacionar as principais variáveis que afetam este segmento de negócio, criando ameaças ou oportunidades, apresentadas na seguinte tabela SWOT: Ambiente Externo Impactos sobre o Negócio Variável Ambiental Ameaças Oportunidades Econômica Um concorrente mais afirmado no mercado com o mesmo preço que o nosso. Uma crise econômica que reduza o poder aquisitivo dos clientes em potencial. Não existem empresas de gerenciamento, em Belo Horizonte, com o mesmo perfil que o nosso. A demanda por serviços terceirizados com habilidades técnicas e administrativas, que ofereçam alternativas qualitativas e sustentáveis de satisfação às 17
  18. 18. necessidades das organizações é emergente dada a baixa qualidade de serviços ofertados ao consumidor atualmente. Tecnológica A tecnologia está em constante mudança; assim sendo, os serviços que disponibilizamos, devem estar aptos a acompanhar esta mudança. A empresa e seus serviços estão atualizados em relação às novas tecnologias. As habilidades gerenciais estão sintonizadas com avanço tecnológico. Cultural O hábito de aquisição de serviços gerenciais ainda não está muito enraizado na cultura empresarial do nosso país, pois há um certo descrédito à qualidade na prestação de serviços de empresas terceirizadas. A diversidade de opções que as empresas dispõem para a redução de custo no gerenciamento de serviços de manutenção dos seus bens reduz a opção à terceirização . A conscientização bem fundamentada e sensibilização de que a transferência de responsabilidade na execução do gerenciamento de manutenção dos bens patrimoniais fomentam a sustentação de vantagens competitivas das organizações, diante da possibilidade de usufruírem da tranquilidade de se concentrarem suas preocupações apenas em suas atividades principais. Demonstrar e desenvolver a necessidade das empresas convencendo-as a contratarem serviços gerenciais técnicos e capacitados na manutenção dos seus bens patrimoniais. 7.1.2 Pontos Fortes e Fracos O ambiente interno pode ser controlado pelos dirigentes da organização, já que ele é o resultado de estratégias de atuação definidas por nós mesmos. Desta forma, quando percebemos um ponto forte em nossa análise, devemos ressaltá-lo ainda mais; quando 18
  19. 19. percebemos um ponto fraco, devemos agir para controlá-lo ou, pelo menos, minimizar seu efeito. Da mesma maneira que ocorre em relação ao ambiente externo, o ambiente interno deverá ser monitorado permanentemente. Em primeiro lugar relacionamos quais são as variáveis que devem ser monitoradas. No nosso caso específico essas variáveis foram divididas em 4 grandes áreas: - Marketing - Finanças - Produção -Organização O próximo passo foi determinar qual é a importância que cada um destes itens tem em relação aos objetivos da organização. Na mesma tabela pode-se colocar avaliações em relação à importância de cada item, como a seguir: 19
  20. 20. 7.1.3. FATORES CRÍTICOS DE SUCESSO Verificamos que os pontos fortes só podem ser considerados fortes se suas capacidades e recursos estiverem alinhadas aos Fatores Críticos de Sucesso (FCS) Desempenho Grau de importância Grande Força Força Caract. Neutra Fraqueza Grande Fraqueza Alta Média Baixa Marketing 1. Reputação da empresa X X 2.Participação de mercado X X 3. Satisfação do Cliente X X 4. Retenção do Cliente (Relacionamento) X X 5. Qualidade do serviço X X 6. Efetividade dos preços X X 7. Efetividade de promoções X X 8.Efetividadeda força de vendas X X 9.Efetividade das inovações X X 10. Cobertura geográfica X X Finanças 11. Custo ou disponibilida- de de capital x X 12. Fluxo de caixa X X 13.Estabilidade financeira X X Produção 14.Instalações X X 15.Economias de escala X X 16.Capacidade X X 17. Força de trabalho capaz e dedicada X X 18.Capacidade de produzir no prazo X X 19. Habilidade técnica na execução X X Organização 20. Liderança visionária e capaz X X 21.Funcionários dedicados X X 22.Orientação empreende- Dora X X 23.Flexibilida-de ou boa capacidade de resposta X X
  21. 21. da empresa. Os FCS são as habilidades e os recursos que a empresa precisa necessariamente ter para vencer. Os mesmos têm a função de fornecer informações estratégicas sobre a adequação da empresa no mercado. Essas informações têm de estar sintonizadas com os objetivos da empresa. Tendo como base a análise SWOT obtida, pode-se determinar os Fatores Críticos para o Sucesso do nosso negócio: 1. Inovação, atualização tecnológica e qualidade; 2. Conhecimento do negócio e do mercado; 3. Relacionamento com empresas parceiras técnicas; 4. Experiência satisfatória do cliente com a equipe SOLUTION; 5. Capacitação e motivação dos funcionários e parceiros; 6. Capital intelectual; 7. Suporte em pesquisa e desenvolvimento administrativo. Este tipo de análise nos ajuda na priorização das atividades, o que é muito útil na administração dos recursos das organizações. Quando temos claro quais são as áreas de maior importância e quais as áreas que são consideradas fraquezas de nossa organização, fica mais fácil decidirmos onde devem ser alocados os esforços para melhoria, já que não seria possível investir em todas as áreas ao mesmo tempo. Com os resultados obtidos através da análise SWOT podemos delinear o processo de planejamento estratégico da empresa, com o objetivo de avaliar o posicionamento da organização e sua capacidade de competição. Os principais resultados obtidos com a análise SWOT foram: 1 -Criação de equipe para dinamizar a estrutura da tecnologia das Informações; 2 -Aumento dos serviços e complexidade no acompanhamento de execução dos projetos, das obras, custos, prazos e qualidade. Deste modo, a SOLUTION deve ter um
  22. 22. sistema estruturado em hardware e software e assim empregar recursos da tecnologia capazes de auxiliar no gerenciamento e que possam processar, de maneira mais rápida e eficiente, grande volume de dados, gerando informações tanto para acompanhamento quanto para tomadas de decisão. 3. Vendas e Marketing serão contemplados com uma página na Internet com divulgação dos lançamentos de serviços, a estrutura e qualidade da empresa, permitindo também navegação interativa do cliente e permitindo também colher informações sobre suas necessidades e preferências. 4. Ainda em vendas e marketing, elaboraremos um plano de ação de abrangência e foco na viabilização de soluções e atendimento às necessidades de gerenciamento de manutenção em condomínios verticais e horizontais, fechados ou abertos. 3 -A Seção de Recursos Humanos ganhou status de Gerência para ter maior dinamismo e acompanhar com mais liberdade os problemas dos Recursos Humanos oferecendo maior apoio aos funcionários e estímulos necessários à elevação de auto- estima e conseqüente elevação da sua contribuição e envolvimento com as metas e objetivos da SOLUTION. 4 -Considerando as perspectivas de crescimento do setor de serviços terceirizados para os próximos anos, a SOLUTION conduzirá a criação de uma equipe, estruturando a empresa com elementos chaves para, de forma ágil e dinâmica, propor projetos tanto ao setor público quanto ao privado participando de licitações de serviços, projetos e obras públicas.
  23. 23. 7.2. ANÁLISE DE MERCADO – Estratégia das 5 Forças – Michael Porter
  24. 24. 7.2.1. PONTOS FRACOS – Concorrência - Inexistência de assessoria contábil, fiscal e tributária aos seus funcionários e parceiros; - Inexistência de apoio técnico e administrativo aos parceiros no planejamento e execução dos seus serviços. Pouco intensa. Não há exploração do ramo de serviços terceirizados de gerenciamento de manutenção no mercado. RI VALI DADE MUITO INTENSA Os compradores por não perceberem a necessidade, estão convictos de sua auto-suficiência. Isto eleva o poder de negociação / barganha por preços melhores pelo consumidor. Nesse mercado não é relevante a ELASTICIDADE de preços. A partir do momento que se desenvolver um laço de CREDIBILIDADE e de RELACIONAMENTO junto ao consumidor, a tendência natural é a redução do seu poder de barganha exatamente por se estabelecer um APRENDIZADO e domesticação dos compradores. POUCO INTENSA- Os fornecedores se tornarão parceiros. A possibilidade de substitutos está relacionada à auto-suficiência das organizações. Devemos atuar na na percepção da necessidade e e aprendizado do mercado. ANÁLI SE - SOLUTI ON PODER DE BARGANHA DOS COMPRADORES AMEAÇA DE SUBSTITUTOS POUCO INTENSA PODER DE BARGANHA DOS FORNECEDORES AMEAÇA DE NOVOS POUCO INTENSA A facilidade de se estabelecer uma empresa de gerenciamento de serviços não é ameaçadora.
  25. 25. - Inexistência de assessoria à informática para esclarecimento de dúvidas operacionais dos seus funcionários; - Inexistência de fiscalização e controle das atividades dos seus parceiros técnicos; -Inexistência de contratos de manutenção de computadores importando em ineficiência operacional; - Ausência de conectividade, interferência, compromisso da alta administração com as reais necessidades do cliente. Ou seja, a alta administração não procura se sintonizar e permanece distante da realidade do cliente. - Inexistência de valorização ao cliente interno com indisponibilidade para troca de conhecimentos e compartilhamento de decisões. O fato de existir uma única empresa em Minas Gerais a redução de custos com motivação e benefícios ao seu cliente interno é influente na suas estratégias. A prestação do serviço se limita em comodities e não apresenta diferenciais representando assim, baixo obstáculo ao poder de entrantes no setor. - O conceito de Marketing não é aplicado na organização, dada a inexistência de aspectos gerenciais como; aprendizado, reciclagem, desenvolvimento de habilidades e competências, caracterizando a indisponibilidade para trocas com seu cliente interno. O próprio mercado propicia este tipo de postura pois é pouco ou nada competitivo. Exemplificamos: - Desconhecimento dos procedimentos e métodos utilizados por sua equipe operacional. - Planos de Ação para alcance de metas de regularização e atualização de contratos físicos expostos ao cliente e não cumpridos. Falta de compromisso da alta administração com o cliente forçando o próprio cliente a adotar alternativas para a solução de problemas que deveriam ser de iniciativa, de inteira responsabilidade e obrigação da contratada. Este tipo de ausência é percebida pela gerência da empresa que com os maus exemplos da alta administração se desmotivam provocando natural desinteresse e descompromisso com suas funções gerenciais.
  26. 26. 8. PLANEJAMENTO FINANCEIRO Desenvolvemos os demonstrativos financeiros para atividade de gerenciamento, que é, como já citado, a nossa prioridade no momento. 8.1. PRECIFICAÇÃO Definimos abaixo valores (precificação) para os itens contratuais que julgamos serem competitivos para contratos de gerenciamento: Precificação Descrição de itens contratuais Quant Vr. Unit R$ Vr. Total p/ item R$ 379 pontos – Vr. Unitário: R$ 100,00 379 100,00 37900,00 413 pontos – Vr. Unitário: R$ 11,19 413 11,19 4621,47 2 pontos – Vr. Unitário: R$ 500,00 2 500,00 1000,00 Vr. Aproximado faturamento mensal Projetos Variáveis 1 12500,00 12500,00 Receita por Km rodado: R$ 0,72 1 3000,00 3000,00 Vr. Total do Contrato 59021,47 8.2. INVESTIMENTO INICIAL Quadro 1 – Investimento Inicial NATUREZA DO INVESTIMENTO (ITAÚ GER/MG) VALOR R$ 1 – INVESTIMENTO EM CAPITAL DE GIRO 1.1. Despesas com viagens, alimentação e estadias (BH/São Paulo) 2.000,00 SUBTOTAL (I) 2.000,00 2 – DESPESAS PRÉ-OPERACIONAIS 2.1. Despesas com licenças, alvarás e registro (JUCEMG, PMBH, Receita ) 2.000,00 2.2. Outras despesas eventuais. 1.000,00 SUBTOTAL (II) 3.000,00 3 – EQUIPAMENTOS 3.1. Compra de 4 microcomputadores Pentium 4 2.6 – 128 Mhz – em rede 12.000,00 3.2. Compra de 2 impressoras HP 650 C 1.000,00 3.3. Compra de 1 Scanner 280,00 3.4. TC Data 64k 500,00 3.5. Compra de 4 telefones fixos Siemens 400,00 3.6. Compra de 1 PABX Siemens 3.000,00 3.7. Compra de 8 linhas Telemar 640,00 3.8. Compra de 1 máquina fotográfica digital 800,00 3.9. Compra de ferramentas 1.500,00 SUBTOTAL (III) 20.120,00
  27. 27. 4 – MÓVEIS E UTENSÍLIOS 4.1. Despesas com mobiliário (10 mesas, 20 cadeiras, 8 prateleiras arquivo morto e 5 arquivos). 2.700,00 SUBTOTAL (IV) 2.700,00 5 – SOFTWARES 5.1. Compra de Software “Gerenciamento” 1.000,00 SUBTOTAL (V) 1.000,00 TOTAL (I+II+III+IV+V) 28.820,00 8.3. RECEITAS OPERACIONAIS Quadro 2 - Receitas Operacionais Anual R$ Mensal R$ (Precificação) 708.300,00 59.025,00 8.4. CUSTO FIXO Quadro 3 - Custo Fixo Descrição Valor Anual R$ Valor Mensal R$ 1. Salários 114.000,00 9500,00 2. Encargos Sociais (70%) 79.800,00 6650,00 3. Pró-labore 72.000,00 6000,00 4. Encargos Sociais s/ pró-labore (20%) 14.400,00 1.200,00 4. Assessoria Contábil 6.000,00 500,00 5. Despesas com Luz e Telefone 42.000,00 3500,00 6. Aluguel e Condomínio 18.000,00 1500,00 6. IPTU 720,00 60,00 6. Materiais Diversos (Material Escritório, Limpeza) 3.600,00 300,00 7. Manutenção e Conservação 4.200,00 350,00 8. Propaganda e Eventos 21.600,00 1800,00 9. Seguros 6.000,00 500,00 10. Viagens 12.000,00 1000,00 11. Segurança Eletrônica 1.200,00 100,00 12. Outros (2% sobre sub total) 7.622,40 635,20 13. Total 388.742,40 32.395,20 8.5. CUSTO VARIÁVEL Quadro 4 - Custo Variável (1º ano)
  28. 28. Descrição Valor Anual R$ Valor Mensal R$ 1. Custo dos Serviços Vendidos (Contrato) 0,00 0,00 2. Impostos ISSQN (2,0% RB) 14.166,00 1180,55 3. IRPJ (15% LL) 45.808,74 3817,40 4. PIS/PASEP (0,65% RB) 4.603,95 383,66 5. COFINS (3% RB) 21.249,00 1770,75 6. CSLL (2,88% LL) 7.475,99 623,00 8. Outros (2% sobre sub total) 1866,07 151,51 7. Total 95.169,75 7930,81 8.6. DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADOS DO EXERCÍCIO - DRE Quadro 5 - Demonstração de Resultados do Exercício Prevista – DRE Valor Anual R$ Valor Mensal R$ 1. Receita Bruta de Vendas 708.300,00 59025,00 (-) Custo Serviços Vendidos (ISSQN s/ Venda) 14.166,00 1180,50 2. Lucro Bruto 694.134,00 57844,50 (-) Despesas Operacionais 388.742,40 32395,20 3. Lucro Operacional 305.391,60 25449,30 (-) Despesas financeiras (juros,desc. concedidos) 0 0,00 4. Lucro Antes do IR 305.391,60 25449,30 (-) Provisão para IR (15%) 45.808,74 3817,40 (-) Provisão para CSLL (2,88%) 7475,99 623,00 (-) PIS/Pasep (0,65% RB)* 4.603,95 383,66 (-) COFINS (3% RB) 21.249,00 1770,75 5. Lucro Líquido 226.253,92 18854,49 *pessoas jurídicas não sujeitas a incidência do PIS/Pasep não-cumulativo de que trata a Lei no 10.637, de 2002 – Lucro Real 8.7. DEMONSTRATIVO SIMPLIFICADO DE RESULTADOS Quadro 6 - Demonstrativo Simplificado de Resultados Item Descrição Valor Anual R$ 1 Receita Bruta (Quadro 2) 708.300,00 2 (-) Custos Fixos (Quadro 3) 388.742,40 3 (-) Custos Variáveis (Quadro 4) 95.169,75 4 Resultado Operacional (1 – 2 – 3) 224.387,85 5 (+) Receitas não Operacionais 0,00 6 (-) Despesas não Operacionais 0,00 7 Lucro Bruto (4 + 5 – 6) 224.387,85
  29. 29. 8.8. DEMONSTRATIVO SIMPLIFICADO DO FLUXO DE CAIXA Quadro 7 - Demonstrativo Simplificado do Fluxo de Caixa Descrição Total Ano 1 (R$) Total Ano 2 (R$) Total Ano 3 (R$) 1. Total de Entradas 708.300,00 708.300,00 708.300,00 2. Total de Saídas (525.266,08) (523.290,37) (547.803,08) 2.2. Despesas com Pessoal (193.800,00) (213.180,00) (245.157,00) 2.3. Despesas Administrativas (122.942,40) (122.942,40) (122.942,40) 2.4. Investimentos (28.820,00) - - 2.5. Despesas Tributárias (93.303,68) (93.303,68) (93.303,68) 2.6. Dividendos (86.400,00) (86.400,00) (86.400,00) 3. Fluxo do Período 183.033,92 185.009,63 155.996,92 1. Observações: - Para o Ano 2 Renegociação c/ Reajuste Contratual (IPCA Acum. 12 meses) = 0% Dissídio da categoria = 10% - Para o Ano 3 Renegociação c/ Reajuste Contratual (IPCA Acum. 12 meses) = 0% Dissídio da categoria = 15% 2. Conclusão com base nos cálculos do Fluxo de Caixa: Mesmo sendo pessimista em relação às negociações dos reajustes previstos em contrato e reajustes salariais expressivos, verifica-se saldo positivo anual de caixa, demonstrando a viabilidade financeira do negócio. 8.9. PONTO DE EQUILÍBRIO
  30. 30. O Ponto de Equilíbrio corresponde ao valor do faturamento, para que a empresa possa cobrir, exatamente , os seus custos (custo fixo + custo variável), ou seja, atingir um lucro operacional igual a zero. Ponto de Equilíbrio = Custo Fixo X 100 Receita – Custo Variável O Ponto de equilíbrio é um percentual sobre a Receita Prevista. Anual Ponto de Equilíbrio = 388.742,40 X 100 = 63,4%708.300,00 – 95.169,75 9. FONTES DE INFORMAÇÕES www.portaltributario.com.br www.fgv.com.br www.sebraemg.com.br www.cepead.face.ufmg.br/age-ufmg 10.REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA VASCONCELOS FILHO, Paulo de – Construindo Estratégias para Vencer: um método prático, objetivo e testado para o sucesso de sua empresa – 658.401 / V331c / 7ed – Editora Campus

×