O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

The Magic Wardrobe - 1º Lugar Trilha SBGames 2018

47 visualizações

Publicada em

Um jogo digital pode entreter e também possibilitar aos jogadores reflexões sobre as realidades ficcional e não-ficcional por meio dos sentidos que produz semioticamente. Tendo em vista que os mundos ficcionais muitas vezes são delineados a partir de traços do mundo real, um jogo eletrônico pode construir discursivamente representações que conduzam o jogador a uma comparação da ficção com a realidade social em que ele está inserido. É neste sentido que a presente discussão irá se desencadear, uma vez que consideramos os discursos hegemônicos como regulamentadores de algumas práticas sociais, o que acaba inviabilizando e deslegitimando outras práticas de maneira natural. Afinal, é convencional não encontrar personagens gays e drag queens nos jogos digitais porque tais corporeidades são menos hegemônicas em relação àquelas cis-heteronormativas. Em virtude disso, este artigo se propõe a refletir sobre a representatividade LGBTQ+ nos games reconhecendo o jogo digital como discurso - isso nos parece essencial, já que as lutas contra-hegemônicas podem se
delinear em discursos que almejam mudanças sociais. Dessa forma, apresentaremos a noção de design consciente a fim de instaurar um debate sobre a importância de se considerar
valores e crenças dos jogadores no processo de criação dos games.

Artigo completo em: http://www.sbgames.org/sbgames2018/files/papers/CulturaFull/188386.pdf

Publicada em: Design
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

The Magic Wardrobe - 1º Lugar Trilha SBGames 2018

  1. 1. The Magic Wardrobe: a subversão da metáfora “sair do armário” como um artefato de resistência e luta em um jogo digital VICTOR HUGO DA PIEVE RODRIGUES VALADARES (PUC MINAS) SAMUEL DE SÁ RIBEIRO (UFV)
  2. 2. 3 SERIAM ESSES DISCURSOS RESPONSÁVEIS POR MANTER OS MEMBROS DA COMUNIDADE LGBTQ+ POUCO PROTAGONIZADOS OU ATÉ MESMO APAGADOS DA PRODUÇÃO DE GAMES?
  3. 3. 4 DISCURSO COMO PRÁTICA SOCIAL - FAIRCLOUGH, 2001 (1992) VALUES AT PLAY: VALORES EM JOGOS DIGITAIS - FLANAGAN E NISSENBAUM, 2016 PERSPECTIVAS
  4. 4. 5 DISCURSO É UM MODO DE AÇÃO E REPRESENTAÇÃO, UMA FORMA PELA QUAL AS PESSOAS PODEM AGIR E INTERAGIR NO/SOBRE O MUNDO E ESPECIALMENTE SOBRE OS OUTROS. (FAIRCLOUGH, 2001)
  5. 5. 6 MODO DE AÇÃO ● MECÂNICAS; ● NARRATIVAS; ● GAME DESIGN; ● MULTIMODALIDADE;
  6. 6. 7 MODO DE REPRESENTAÇÃO ● MATERIALIZAÇÃO DE IDEOLOGIAS;
  7. 7. 8 QUANDO NÓS SIGNIFICAMOS COISAS POR MEIO DE UMA METÁFORA E NÃO DE OUTRA, ESTAMOS CONSTRUINDO NOSSA REALIDADE DE UMA MANEIRA E NÃO DE OUTRA. (FAIRCLOUGH, 2001)
  8. 8. 9 PARA FAZER PARTE DA COMUNIDADE HOMOSSEXUAL, SERIA INDISPENSÁVEL, ANTES DE TUDO, QUE O INDIVÍDUO SE “ASSUMISSE”, ISTO É, REVELASSE SEU “SEGREDO”, TORNANDO PÚBLICA SUA CONDIÇÃO. (ZAGO, 2013)
  9. 9. 10 DESIGNERS CONSCIENCIOSOS CONSIDERAM VALORES QUANDO PROJETAM E CONSTROEM SISTEMAS. ● AS SOCIEDADES TÊM VALORES EM COMUM; ● AS TECNOLOGIAS, INCLUINDO JOGOS DIGITAIS, INCORPORAM VALORES ÉTICOS E POLÍTICOS; ● AQUELES QUE FAZEM O DESIGN DESSES JOGOS TÊM O PODER DE MOLDAR E MANTER O ENVOLVIMENTO DOS JOGADORES COM ESSES VALORES; (FLANAGAN E NISSENBAUM, 2016)
  10. 10. 11 1. O MUNDO COMUM E O ASSASSINATO DA PESSOA AMADA; 2. O HERÓI PARTE PARA RECUPERAR O QUE LHE FOI ROUBADO; 3. AO FINAL, RETORNA PARA PARA O PONTO DE PARTIDA; 4. METAMORFO VS. TRANSFORMISTA; (SERBENA, 2006) NOSSO PROJETO
  11. 11. 12 O GUARDA-ROUPA “MARTIRUS” COMO PESSOA, AMULETO, ARMA; UM INDIVÍDUO COMPLEXO; UM SER MÁGICO E TRANSFORMADOR; UM “EU PLURAL E AINDA MAIS FORTE”; PROPOSTA DE SUBVERSÃO
  12. 12. 13 PROPOSTA DE SUBVERSÃO
  13. 13. 14 ● MUDANÇAS SOCIAIS ATRAVÉS DOS DISCURSOS CRIADOS E SUSTENTADOS PELOS/NOS JOGOS; ● DESAFIO CRIATIVO; CONSIDERAÇÕES
  14. 14. 15 ENTENDEMOS OS JOGOS DIGITAIS COMO UMA NOVA FORMA DE COMPOR SUBJETIVIDADES, COMO UM LÓCUS POTENCIAL DE UM PROJETO POLÍTICO DE CONSTRUÇÕES LOCALIZADAS DE SABERES E DE IDENTIDADES CAPAZES DE CONFRONTAR AS HEGEMONIAS IDENTITÁRIAS. (GOULART ET AL, 2017) CONSIDERAÇÕES
  15. 15. pieverodrigues@hotmail.com facebook.com/pieverodrigues 31 9 7523 5053 OBRIGADX. Victória Invicta/Victor Hugo Da Pieve 16 samuelsaribeiro@hotmail.com facebook.com/samuel.ribeiro.549 31 9 9387 8469 Samuel de Sá Ribeiro

×