Mobilidade & Transporte Urbano na Era Digital

462 visualizações

Publicada em

Impacto das tecnologias digitais nos modelos de negócios e marketing da Mobilidade e Transporte Urbano.

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
462
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mobilidade & Transporte Urbano na Era Digital

  1. 1. Mobilidade & Transporte Urbano Impacto das tecnologias digitais nos modelos de negócios e marketing
  2. 2. Como era antigamente? Motoristas circulando pelas ruas sem conhecerem o caminho correto, pois iam por indicação e uso de guias desatualizados, gastando assim mais combustível e aumentando o trânsito com tráfego desnecessário. Usuários de transporte público sem saber quando seu ônibus irá chegar. Conseguir um táxi era uma tarefa quase impossível em lugares novos.
  3. 3. Guias e Mapas Quem não se lembra do Mapa de Ruas e o Guia 4 Rodas?
  4. 4. Táxi Linhas telefônicas ocupadas, táxis demorados e taxistas que não conhecem o caminho. Quem nunca passou por isso?
  5. 5. Transporte público Por que o metrô está demorando ou a linha vermelha está ruim agora? Em quanto tempo meu ônibus irá chegar?
  6. 6. Como é Hoje? O trânsito nas grandes cidades está cada vez mais caótico, e com isso as empresas e startups tem focado cada vez mais sua atenção em como facilitar a mobilidade urbana e a vida do motorista.
  7. 7. Google Maps O Google Maps foi criado em 8 de fevereiro de 2005, alguém se lembra de como era sua vida sem o Google Maps? Logo quando foi criado, as pessoas imprimiam suas rotas e levavam no carro. Suas grandes vantagens eram ter mapas atualizados e geração de rotas rápidas. Suas grandes atualizações foram: a inclusão de rotas com transporte público, aplicativo móvel com navegabilidade de GPS e otimização da rota em tempo-real levando em consideração os dados do trânsito (CET e outras fontes).
  8. 8. Waze é uma empresa israelense criada em 2008. O aplicativo Waze usa dados dos celulares inteligentes de seus usuários para gerar mapas e dados de tráfego de veículos. As informações são compartilhadas com outros membros do serviço, oferecendo dados de condições de congestionamento em tempo real. Em junho de 2013, a empresa foi comprada pelo Google por aproximadamente US$ 1,3 bilhão. Waze
  9. 9. Aplicativos de Táxi 99 Taxis, Easy Taxi e Taxi Beat, são os maiores players do Brasil de solicitação de Táxi por aplicativo móvel. Pedir um táxi nunca foi tão fácil! Com qualquer um dos aplicativos, você pode pedir um carro em diversas cidades, saber quem é o taxista que irá lhe buscar e acompanhar em tempo real se o carro já está próximo. E tudo isso apenas com o seu celular.
  10. 10. Aplicativos Móveis de Serviços Outros exemplos de aplicativos na mesma linha, são os programas para contratar motoboys, caminhoneiros, encontrar estabelecimentos comerciais e pedir comida em casa. Em comum, todos foram feitos para o cliente encontrar serviços nas redondezas com o melhor preço disponível, mais rápido e otimizando o tráfego urbano.
  11. 11. Moovit Moovit é aplicativo mais famoso de transporte urbano, por unificar todas as informações do transporte público. Tornando o uso do transporte público mais inteligente. Com ele, você pode escolher sempre as melhores rotas, baseado em informações coletadas em tempo real. Confira horários, tempos de chegada e receba alertas sobre os serviços de ônibus, trem, metrô e barcas.
  12. 12. Aplicativos de transporte público Diversos aplicativos móveis e web estão sendo desenvolvidos por prefeituras, empresas de transporte público e privado. Podemos citar cases como Metrô de SP, Metrô RIO, Busão EMTU, Cadê o Ônibus e Olho Vivo da SPTrans.
  13. 13. Redes Sociais Hoje as empresas de transporte público estão atuando cada vez mais nas redes sociais. Um case é o Metrô de SP que atua nas redes Twitter e Facebook.
  14. 14. Core Business Mobilidade urbana é a condição em que se realizam os deslocamentos de pessoas e cargas no espaço urbano de um Município. Assim, a mobilidade urbana adequada é obtida por meio de políticas de transporte e circulação que visam a melhoria da acessibilidade e mobilidade das pessoas e cargas no espaço urbano, através da priorização dos modos de transporte coletivo e não motorizados de maneira efetiva, socialmente inclusiva e ecologicamente sustentável.
  15. 15. Política Nacional de Mobilidade No Brasil, a lei federal nº 12.587, de 2012 estabeleceu as seguintes diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana: Dentre os princípios que embasam a Política Nacional de Mobilidade Urbana, destacam- se: a acessibilidade universal; o desenvolvimento sustentável das cidades; a equidade no acesso dos cidadãos ao transporte público coletivo; eficiência, eficácia e efetividade na prestação dos serviços de transporte urbano e na circulação urbana, dentre outros.
  16. 16. A Era da Busca Praticamente não existem mais pessoas que procuram mapas e enciclopédias físicas para procurar uma informação ou rota para um destino, principalmente pela demora e desatualização. No mundo digital, a resposta é instantânea e a atualização é em tempo real; Sem esquecer da ilimitada quantidade de dados.
  17. 17. Google Maps A busca é algo tão rotineiro no momento atual, que Google virou sinônimo de “sabe-tudo” na verdade desde 2006 a palavra Google se tornou um verbo na linguá inglesa. Com o Google Maps, é possível de qualquer lugar, solicitar uma ou mais rotas, sabendo tempo para chegada, opções de caminhos, comparação em diferentes opções de transporte e mais funcionalidades que permitem qualquer usuários de internet obter em muito poucos cliques, qualquer direção..
  18. 18. Google Street View Com o Google Street View Milhões de usuários podem estudar um caminho, visualizando ele de qualquer lugar, percorrendo através de fotografias continuas qualquer rota desejada. Quer encontrar uma pizzaria? Basta procurar no Google Maps. Quer observar a pizzaria? Basta procurar no Google Street View
  19. 19. Impacto da Mobilidade Com a revolução digital, os principais impactos na mobilidade são: ● Melhor mapeamento das condições de transporte ● Mais informação para maior fluidez ● Encurtamento de rotas
  20. 20. Melhor mapeamento das condições de transporte Através dos meios digitais é possível a consolidação de dados em tempo real da condição de tráfego e o mapeamento com maior qualidade de informações, através dos órgãos responsáveis e a utilização de softwares e apps colaborativos, onde os próprios usuários informam as condições do tráfego.
  21. 21. Mais informação para maior fluidez Com exemplo do App Waze, as infomações sobre engarrafamento, polícia, acidente, perigos e outras realizadas pelos seus próprios usuários garantem aos outros usuários realizarem outras rotas e possibilitar as melhores rotas
  22. 22. Encurtamento de rota Com o avanço tecnológico o encurtamento de rota já é uma realidade, está realidade só é possível por os softwares utilizarem informações de seus clientes, deixando de modo colaborativo.
  23. 23. Gestão Cada vez mais os órgãos públicos de fiscalização de trânsito, como a CET deve se utilizar dessas informações para prestar um melhor serviço e otimização do tráfego urbano.
  24. 24. Gestão - Marketing Os profissionais de marketing devem estar antenados a essa tendência. Atualmente você pode comprar mídia segmentada no Waze e no Google Maps (via Google Adwords). Com isso, você consegue otimizar a compra por impulso e necessidade, pois o visitante estará próximo do seu estabelecimento.
  25. 25. Estratégias para o Futuro Cada vez mais veremos uma corrente mais forte nas seguintes frentes: ● API's Colaborativas ● Big Data ● Redes Sociais ● CrowdSourcing ● Carros Autônomos e inteligentes
  26. 26. API's Uso de API's cada vez mais integradas tanto da parte dos transportes públicos como dos órgãos públicos, para assim facilitar o trabalho de aplicativos e sites na integração com esses dados.
  27. 27. Big Data Uso de sensores em todo o trânsito, para geração de dados, modelos estatísticos e inteligência artificial. Com isso o tráfego da cidade será otimizado em tempo-real com análises preditivas, além de alimentar com essas informações os semáforos inteligentes da cidade.
  28. 28. Participação nas redes sociais Uso intensivo nas redes sociais para informar o cidadão das melhorias e problemas no transporte. Além de monitoramento de possíveis problemas no transporte público e trânsito.
  29. 29. CrowdSourcing Todos poderão ajudar no ecossistema do trânsito, com informações sobre acidentes, obras, e qualidade do trânsito, usando as redes sociais, apps colaborativos, GPS e computador de bordo.
  30. 30. Carros autônomos e inteligentes O principal fator no combate ao trânsito nas cidades será, por mais estranho que pareça, o próprio carro. Empresas como Google, Microsoft, Ford e Volvo já desenvolvem carros com sistemas inteligentes capazes de mapear regiões de entorno e até trocar informações entre si. A Mercedes-Benz, por exemplo, tem o sistema BAS Plus com Cross-Traffic Assist, ou assistente de tráfego em cruzamento. Este sistema mapeia a área à frente e aos lados, o que permite que o Mercedes saiba se existe ou não algum veículo em um cruzamento ou em uma situação parecida, reduzindo o risco de colisões. Ao amenizar os acidentes, o trânsito consequentemente também é reduzido.
  31. 31. Grupo ● Andre Rascovschi ● Thiago Merli ● Victor Muraro ● Vinicius Viana

×