SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 5
Baixar para ler offline
MAPA - CCONT - CONTABILIDADE E
PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO - 532023
Precisando de assessoria nos seus TRABALHOS entre em contato com
a 2M ASSESSORIA.
Mais de 10 mil clientes atendidos!
E-mail: assessoria.academica2m@gmail.com
(15) 98115 - 0680
QUESTÃO 1

PROBLEMATIZAÇÃO
Você já sabe que no Simples Nacional temos três anexos utilizados para recolhimento
dos tributos das empresas prestadoras de serviço: o III, IV e V. Mas, você sabe a diferença
entre eles?
SIGNIFICAÇÃO
Embora o Simples Nacional seja um regime “simplificado” de tributação, esse
entendimento aplica-se apenas à forma como se apura seus tributos, pois há diversas
particularidades a serem observadas neste regime.
EXPERIMENTAÇÃO
Suponhamos que você precise dar suporte fiscal e contábil à uma empresa prestadora de
serviços de diversos tipos, como saberia corretamente em quais anexos suas receitas
seriam enquadradas? A resposta é simples, mas sua análise não: à partir da Lei 123/2006.
REFLEXÃO
Vamos dar uma olhadinha na própria legislação e entender melhor sobre como os anexos
se comportam?
CONCEITUAÇÃO
Consideraremos apenas algumas atividades como exemplo, mas salientamos que para
cada uma delas precisam ser analisados artigos específicos.
Observe:
Segundo o §5°- F do art. 18 da Lei 123/2006, as atividades de serviço sem previsão de
anexo específico, serão tributadas pelo anexo III. Desta forma, entendemos que os
serviços de forma geral são sujeitos à esse anexo. Já para o anexo IV, o art. §5°-C deste
mesmo art. menciona serviços de vigilância, construção civil e advocatícios. E para o
anexo V, temos algumas particularidades, pois alguns seguimentos podem ser tributados
tanto pelo anexo V quanto pelo anexo III, dependendo do cálculo do fator “R”- que é a
folha acumulada dividida pela receita acumulada- se o resultado dessa operação for
maior ou igual à 28%, se sujeitarão ao anexo III, caso contrário ao V, conforme pergunta
5.2 do “Perguntas e Respostas do Simples Nacional” são elas:
5.2. São enquadradas como prestação de serviços sujeitos ao fator “r” as seguintes
atividades (Anexo III ou V da LC 123, de 2006, conforme o fato “r”):
(...)
• administração e locação de imóveis de terceiros, assim entendidas a gestão e
administração de imóveis de terceiros para qualquer finalidade, incluída a cobrança de
alugueis de imóveis de terceiros;
• academias de dança, de capoeira, de ioga e de artes marciais;
• academias de atividades físicas, desportivas, de natação e escolas de esportes;
elaboração de programas de computadores, inclusive jogos eletrônicos, desde que
desenvolvidos em estabelecimento da optante;
• licenciamento ou cessão de direito de uso de programas de computação;
• planejamento, confecção, manutenção e atualização de páginas eletrônicas, desde que
realizados em estabelecimento da optante;
• empresas montadoras de estandes para feiras;
• laboratórios de análises clínicas ou de patologia clínica; serviços de tomografia,
diagnósticos médicos por imagem, registros gráficos e métodos óticos, bem como
ressonância magnética;
• serviços de prótese em geral;
• fisioterapia;
• medicina, inclusive laboratorial, e enfermagem;
• medicina veterinária;
• odontologia e prótese dentária;
• psicologia, psicanálise, terapia ocupacional, acupuntura, podologia, fonoaudiologia,
clínicas de nutrição e de vacinação e bancos de leite;
• serviços de comissaria, de despachantes, de tradução e de interpretação;
• arquitetura e urbanismo; engenharia, medição, cartografia, topografia, geologia,
geodésia, testes, suporte e análises técnicas e tecnológicas, pesquisa, design, desenho e
agronomia; o inclusive desenho técnico – ver Pergunta 5.23;
• representação comercial e demais atividades de intermediação de negócios e serviços
de terceiros;
• perícia e avaliação;
• auditoria, economia, consultoria, gestão, organização, controle e administração; •
jornalismo e publicidade;
• agenciamento;
• OUTROS serviços intelectuais sem previsão específica de tributação pelos outros Anexos
(ou seja, não relacionados no art. 25, § 1º, III e IV, § 2º, I, e § 11, da Resolução CGSN nº
140, de 2018).
Também destacamos as explicações da pergunta “5.11” da mesma fonte para entender
melhor o cálculo do fator “R”.
Disponível em:
https://www8.receita.fazenda.gov.br/SimplesNacional/Arquivos/manual/PerguntaoSN.pdf
AÇÃO
Uma determinada empresa, clínica de fisioterapia enquadrada no CNAE 8650-0/04,
localizada em Curitiba-PR e optante pelo Simples Nacional, auferiu no ano de 20X1 as
seguintes receitas e despesas com folha de pagamento mensais:
20X1 Receita Folha de pagamento
Janeiro 27.000,00 4.540,00
Fevereiro 28.000,00 4.540,00
Março 22.000,00 4.540,00
Abril 13.000,00 4.540,00
Maio 16.000,00 4.540,00
Junho 15.000,00 4.540,00
Julho 23.500,00 4.540,00
Agosto 23.500,00 4.540,00
Setembro 23.500,00 4.540,00
Outubro 23.500,00 4.540,00
Novembro 23.500,00 4.540,00
Dezembro 23.500,00 4.540,00
262.000,00 54.480,00
Ocorre que, como é possível visualizar, à partir de julho a empresa mudou sua forma de
atendimento, de forma que seus pacientes passaram a ser atendidos por contratos anuais
com pagamentos mensais, fazendo com que sua receita passasse a ser um valor fixo de
R$ 23.500,00.
À partir de janeiro de 20X2 os contratos sofrerão atualização de 10%, alterando a receita
mensal para R$ 25.850,00.
Diante da possibilidade de prever antecipadamente a receita, a sócia da empresa deseja
aumentar seu pró-labore, e solicitou ao seu contabilista uma projeção de recolhimentos
do DAS durante 20X2 considerando, portanto, a receita de R$ 25.850,00 e as despesas
com folha de R$ 9.680,00.
Dentro dessa projeção, responda:
Quais os anexos serão utilizados para calculo dos DAS em cada um dos meses?
Qual o valor do DAS à recolher referente à cada mês de 20X2?
Qual a proporção do IRPJ, CSLL, COFINS, PIS, CPP e ISS presentes no DAS de cada um dos
meses de 20X2.
Análise da atividade: Inciso XVI do §5°-B e inciso I do §5°-M do Art. 18 da Lei 123/2006.
Disponível em:
https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/lcp/lcp123.htm
RESPOSTA NO
FINAL!!!!
RESPOSTA!!!!
Solicite um orçamento com
a nossa equipe

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a PROBLEMATIZAÇÃO Você já sabe que no Simples Nacional temos três anexos utilizados para recolhimento dos tributos das empresas prestadoras de serviço: o III, IV e V.

SAGE | IOB CORPORATE - MAPEAMENTO DE RISCOS - REVISÃO TRIBUTÁRIA
SAGE | IOB CORPORATE - MAPEAMENTO DE RISCOS - REVISÃO TRIBUTÁRIASAGE | IOB CORPORATE - MAPEAMENTO DE RISCOS - REVISÃO TRIBUTÁRIA
SAGE | IOB CORPORATE - MAPEAMENTO DE RISCOS - REVISÃO TRIBUTÁRIAMartcom Digital
 
E social apresentação_ssa
E social apresentação_ssaE social apresentação_ssa
E social apresentação_ssaEurides Soares
 
Viii congresso ibet palestra julia de menezes nogueira
Viii congresso ibet   palestra julia de menezes nogueiraViii congresso ibet   palestra julia de menezes nogueira
Viii congresso ibet palestra julia de menezes nogueiraJulia De Menezes Nogueira
 
Filantropia chapina monello
Filantropia chapina    monelloFilantropia chapina    monello
Filantropia chapina monelloFIFE2014
 
E social fortaleza-crc
E social fortaleza-crcE social fortaleza-crc
E social fortaleza-crcDaniel Gondim
 
Workshop - Planejamento Tributário
Workshop - Planejamento TributárioWorkshop - Planejamento Tributário
Workshop - Planejamento TributárioMazars Brasil
 
Apresentação simples nacioanal para corretores de imóveis ricarte urbano crec...
Apresentação simples nacioanal para corretores de imóveis ricarte urbano crec...Apresentação simples nacioanal para corretores de imóveis ricarte urbano crec...
Apresentação simples nacioanal para corretores de imóveis ricarte urbano crec...Clube House
 
SAGE | IOB CORPORATE - MAPEAMENTO DE RISCOS ESOCIAL
SAGE | IOB  CORPORATE - MAPEAMENTO DE RISCOS ESOCIALSAGE | IOB  CORPORATE - MAPEAMENTO DE RISCOS ESOCIAL
SAGE | IOB CORPORATE - MAPEAMENTO DE RISCOS ESOCIALMartcom Digital
 
Palestra Empreendedor Individual
Palestra Empreendedor IndividualPalestra Empreendedor Individual
Palestra Empreendedor IndividualSEBRAE MS
 
Red&White E-SOCIAL 2014
Red&White E-SOCIAL 2014Red&White E-SOCIAL 2014
Red&White E-SOCIAL 2014Pedro Saddi
 
Apresentacao alderir zanatha contabilidade macae
Apresentacao alderir zanatha contabilidade macaeApresentacao alderir zanatha contabilidade macae
Apresentacao alderir zanatha contabilidade macaeaepremerj
 
Apresentaocontabilidadepblica 101111061029-phpapp01
Apresentaocontabilidadepblica 101111061029-phpapp01Apresentaocontabilidadepblica 101111061029-phpapp01
Apresentaocontabilidadepblica 101111061029-phpapp01Artemisia Ribeiro
 
Betha Sistemas - A contabilidade pública hoje e suas alterações a partir de 2...
Betha Sistemas - A contabilidade pública hoje e suas alterações a partir de 2...Betha Sistemas - A contabilidade pública hoje e suas alterações a partir de 2...
Betha Sistemas - A contabilidade pública hoje e suas alterações a partir de 2...Betha Sistemas
 
ELABORBR - Plataforma de Integração
ELABORBR - Plataforma de IntegraçãoELABORBR - Plataforma de Integração
ELABORBR - Plataforma de IntegraçãoAlan Pereira
 

Semelhante a PROBLEMATIZAÇÃO Você já sabe que no Simples Nacional temos três anexos utilizados para recolhimento dos tributos das empresas prestadoras de serviço: o III, IV e V. (20)

eSocial por Filemon Oliveira
eSocial por Filemon OliveiraeSocial por Filemon Oliveira
eSocial por Filemon Oliveira
 
SAGE | IOB CORPORATE - MAPEAMENTO DE RISCOS - REVISÃO TRIBUTÁRIA
SAGE | IOB CORPORATE - MAPEAMENTO DE RISCOS - REVISÃO TRIBUTÁRIASAGE | IOB CORPORATE - MAPEAMENTO DE RISCOS - REVISÃO TRIBUTÁRIA
SAGE | IOB CORPORATE - MAPEAMENTO DE RISCOS - REVISÃO TRIBUTÁRIA
 
Painel | eSocial
Painel | eSocial Painel | eSocial
Painel | eSocial
 
E social apresentação_ssa
E social apresentação_ssaE social apresentação_ssa
E social apresentação_ssa
 
eSocial - 2.2
eSocial - 2.2eSocial - 2.2
eSocial - 2.2
 
Webinar | eSocial
Webinar | eSocialWebinar | eSocial
Webinar | eSocial
 
Viii congresso ibet palestra julia de menezes nogueira
Viii congresso ibet   palestra julia de menezes nogueiraViii congresso ibet   palestra julia de menezes nogueira
Viii congresso ibet palestra julia de menezes nogueira
 
Filantropia chapina monello
Filantropia chapina    monelloFilantropia chapina    monello
Filantropia chapina monello
 
E social fortaleza-crc
E social fortaleza-crcE social fortaleza-crc
E social fortaleza-crc
 
Workshop - Planejamento Tributário
Workshop - Planejamento TributárioWorkshop - Planejamento Tributário
Workshop - Planejamento Tributário
 
Você está preparado para o REINF?
Você está preparado para o REINF?Você está preparado para o REINF?
Você está preparado para o REINF?
 
Apresentação simples nacioanal para corretores de imóveis ricarte urbano crec...
Apresentação simples nacioanal para corretores de imóveis ricarte urbano crec...Apresentação simples nacioanal para corretores de imóveis ricarte urbano crec...
Apresentação simples nacioanal para corretores de imóveis ricarte urbano crec...
 
SAGE | IOB CORPORATE - MAPEAMENTO DE RISCOS ESOCIAL
SAGE | IOB  CORPORATE - MAPEAMENTO DE RISCOS ESOCIALSAGE | IOB  CORPORATE - MAPEAMENTO DE RISCOS ESOCIAL
SAGE | IOB CORPORATE - MAPEAMENTO DE RISCOS ESOCIAL
 
Palestra Empreendedor Individual
Palestra Empreendedor IndividualPalestra Empreendedor Individual
Palestra Empreendedor Individual
 
Red&White E-SOCIAL 2014
Red&White E-SOCIAL 2014Red&White E-SOCIAL 2014
Red&White E-SOCIAL 2014
 
Apresentacao alderir zanatha contabilidade macae
Apresentacao alderir zanatha contabilidade macaeApresentacao alderir zanatha contabilidade macae
Apresentacao alderir zanatha contabilidade macae
 
SISCOSERV
SISCOSERVSISCOSERV
SISCOSERV
 
Apresentaocontabilidadepblica 101111061029-phpapp01
Apresentaocontabilidadepblica 101111061029-phpapp01Apresentaocontabilidadepblica 101111061029-phpapp01
Apresentaocontabilidadepblica 101111061029-phpapp01
 
Betha Sistemas - A contabilidade pública hoje e suas alterações a partir de 2...
Betha Sistemas - A contabilidade pública hoje e suas alterações a partir de 2...Betha Sistemas - A contabilidade pública hoje e suas alterações a partir de 2...
Betha Sistemas - A contabilidade pública hoje e suas alterações a partir de 2...
 
ELABORBR - Plataforma de Integração
ELABORBR - Plataforma de IntegraçãoELABORBR - Plataforma de Integração
ELABORBR - Plataforma de Integração
 

Mais de VandersonCouto2

MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docx
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docxMAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docx
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docxVandersonCouto2
 
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docx
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docxMAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docx
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docxVandersonCouto2
 
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docx
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docxMAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docx
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docxVandersonCouto2
 
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docx
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docxMAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docx
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docxVandersonCouto2
 
M.A.P.A. DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA
M.A.P.A. DESENHO MECÂNICO E METROLOGIAM.A.P.A. DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA
M.A.P.A. DESENHO MECÂNICO E METROLOGIAVandersonCouto2
 
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docx
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docxMAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docx
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docxVandersonCouto2
 
Na mecânica, uma das áreas de estudo fundamentais é a análise e compreensão d...
Na mecânica, uma das áreas de estudo fundamentais é a análise e compreensão d...Na mecânica, uma das áreas de estudo fundamentais é a análise e compreensão d...
Na mecânica, uma das áreas de estudo fundamentais é a análise e compreensão d...VandersonCouto2
 
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.pdf
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.pdfMAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.pdf
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.pdfVandersonCouto2
 
DESENVOLVENDO UM CONJUNTO DE ENGRENAGENS CILÍNDRICAS DE DENTES RETOS PARA SIS...
DESENVOLVENDO UM CONJUNTO DE ENGRENAGENS CILÍNDRICAS DE DENTES RETOS PARA SIS...DESENVOLVENDO UM CONJUNTO DE ENGRENAGENS CILÍNDRICAS DE DENTES RETOS PARA SIS...
DESENVOLVENDO UM CONJUNTO DE ENGRENAGENS CILÍNDRICAS DE DENTES RETOS PARA SIS...VandersonCouto2
 
DESENVOLVENDO UM CONJUNTO DE ENGRENAGENS CILÍNDRICAS DE DENTES RETOS PARA SIS...
DESENVOLVENDO UM CONJUNTO DE ENGRENAGENS CILÍNDRICAS DE DENTES RETOS PARA SIS...DESENVOLVENDO UM CONJUNTO DE ENGRENAGENS CILÍNDRICAS DE DENTES RETOS PARA SIS...
DESENVOLVENDO UM CONJUNTO DE ENGRENAGENS CILÍNDRICAS DE DENTES RETOS PARA SIS...VandersonCouto2
 
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docx
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docxMAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docx
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docxVandersonCouto2
 
Hidrologia é a ciência que trata da água no nosso planeta
Hidrologia é a ciência que trata da água no nosso planetaHidrologia é a ciência que trata da água no nosso planeta
Hidrologia é a ciência que trata da água no nosso planetaVandersonCouto2
 

Mais de VandersonCouto2 (12)

MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docx
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docxMAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docx
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docx
 
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docx
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docxMAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docx
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docx
 
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docx
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docxMAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docx
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docx
 
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docx
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docxMAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docx
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docx
 
M.A.P.A. DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA
M.A.P.A. DESENHO MECÂNICO E METROLOGIAM.A.P.A. DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA
M.A.P.A. DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA
 
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docx
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docxMAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docx
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docx
 
Na mecânica, uma das áreas de estudo fundamentais é a análise e compreensão d...
Na mecânica, uma das áreas de estudo fundamentais é a análise e compreensão d...Na mecânica, uma das áreas de estudo fundamentais é a análise e compreensão d...
Na mecânica, uma das áreas de estudo fundamentais é a análise e compreensão d...
 
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.pdf
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.pdfMAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.pdf
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.pdf
 
DESENVOLVENDO UM CONJUNTO DE ENGRENAGENS CILÍNDRICAS DE DENTES RETOS PARA SIS...
DESENVOLVENDO UM CONJUNTO DE ENGRENAGENS CILÍNDRICAS DE DENTES RETOS PARA SIS...DESENVOLVENDO UM CONJUNTO DE ENGRENAGENS CILÍNDRICAS DE DENTES RETOS PARA SIS...
DESENVOLVENDO UM CONJUNTO DE ENGRENAGENS CILÍNDRICAS DE DENTES RETOS PARA SIS...
 
DESENVOLVENDO UM CONJUNTO DE ENGRENAGENS CILÍNDRICAS DE DENTES RETOS PARA SIS...
DESENVOLVENDO UM CONJUNTO DE ENGRENAGENS CILÍNDRICAS DE DENTES RETOS PARA SIS...DESENVOLVENDO UM CONJUNTO DE ENGRENAGENS CILÍNDRICAS DE DENTES RETOS PARA SIS...
DESENVOLVENDO UM CONJUNTO DE ENGRENAGENS CILÍNDRICAS DE DENTES RETOS PARA SIS...
 
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docx
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docxMAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docx
MAPA - DESENHO MECÂNICO E METROLOGIA - 532023.docx
 
Hidrologia é a ciência que trata da água no nosso planeta
Hidrologia é a ciência que trata da água no nosso planetaHidrologia é a ciência que trata da água no nosso planeta
Hidrologia é a ciência que trata da água no nosso planeta
 

PROBLEMATIZAÇÃO Você já sabe que no Simples Nacional temos três anexos utilizados para recolhimento dos tributos das empresas prestadoras de serviço: o III, IV e V.

  • 1. MAPA - CCONT - CONTABILIDADE E PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO - 532023 Precisando de assessoria nos seus TRABALHOS entre em contato com a 2M ASSESSORIA. Mais de 10 mil clientes atendidos! E-mail: assessoria.academica2m@gmail.com (15) 98115 - 0680 QUESTÃO 1  PROBLEMATIZAÇÃO Você já sabe que no Simples Nacional temos três anexos utilizados para recolhimento dos tributos das empresas prestadoras de serviço: o III, IV e V. Mas, você sabe a diferença entre eles? SIGNIFICAÇÃO Embora o Simples Nacional seja um regime “simplificado” de tributação, esse entendimento aplica-se apenas à forma como se apura seus tributos, pois há diversas particularidades a serem observadas neste regime. EXPERIMENTAÇÃO Suponhamos que você precise dar suporte fiscal e contábil à uma empresa prestadora de serviços de diversos tipos, como saberia corretamente em quais anexos suas receitas
  • 2. seriam enquadradas? A resposta é simples, mas sua análise não: à partir da Lei 123/2006. REFLEXÃO Vamos dar uma olhadinha na própria legislação e entender melhor sobre como os anexos se comportam? CONCEITUAÇÃO Consideraremos apenas algumas atividades como exemplo, mas salientamos que para cada uma delas precisam ser analisados artigos específicos. Observe: Segundo o §5°- F do art. 18 da Lei 123/2006, as atividades de serviço sem previsão de anexo específico, serão tributadas pelo anexo III. Desta forma, entendemos que os serviços de forma geral são sujeitos à esse anexo. Já para o anexo IV, o art. §5°-C deste mesmo art. menciona serviços de vigilância, construção civil e advocatícios. E para o anexo V, temos algumas particularidades, pois alguns seguimentos podem ser tributados tanto pelo anexo V quanto pelo anexo III, dependendo do cálculo do fator “R”- que é a folha acumulada dividida pela receita acumulada- se o resultado dessa operação for maior ou igual à 28%, se sujeitarão ao anexo III, caso contrário ao V, conforme pergunta 5.2 do “Perguntas e Respostas do Simples Nacional” são elas: 5.2. São enquadradas como prestação de serviços sujeitos ao fator “r” as seguintes atividades (Anexo III ou V da LC 123, de 2006, conforme o fato “r”): (...) • administração e locação de imóveis de terceiros, assim entendidas a gestão e administração de imóveis de terceiros para qualquer finalidade, incluída a cobrança de alugueis de imóveis de terceiros; • academias de dança, de capoeira, de ioga e de artes marciais; • academias de atividades físicas, desportivas, de natação e escolas de esportes; elaboração de programas de computadores, inclusive jogos eletrônicos, desde que desenvolvidos em estabelecimento da optante; • licenciamento ou cessão de direito de uso de programas de computação; • planejamento, confecção, manutenção e atualização de páginas eletrônicas, desde que realizados em estabelecimento da optante; • empresas montadoras de estandes para feiras; • laboratórios de análises clínicas ou de patologia clínica; serviços de tomografia, diagnósticos médicos por imagem, registros gráficos e métodos óticos, bem como ressonância magnética; • serviços de prótese em geral; • fisioterapia; • medicina, inclusive laboratorial, e enfermagem; • medicina veterinária; • odontologia e prótese dentária; • psicologia, psicanálise, terapia ocupacional, acupuntura, podologia, fonoaudiologia, clínicas de nutrição e de vacinação e bancos de leite; • serviços de comissaria, de despachantes, de tradução e de interpretação; • arquitetura e urbanismo; engenharia, medição, cartografia, topografia, geologia, geodésia, testes, suporte e análises técnicas e tecnológicas, pesquisa, design, desenho e agronomia; o inclusive desenho técnico – ver Pergunta 5.23; • representação comercial e demais atividades de intermediação de negócios e serviços de terceiros; • perícia e avaliação;
  • 3. • auditoria, economia, consultoria, gestão, organização, controle e administração; • jornalismo e publicidade; • agenciamento; • OUTROS serviços intelectuais sem previsão específica de tributação pelos outros Anexos (ou seja, não relacionados no art. 25, § 1º, III e IV, § 2º, I, e § 11, da Resolução CGSN nº 140, de 2018). Também destacamos as explicações da pergunta “5.11” da mesma fonte para entender melhor o cálculo do fator “R”. Disponível em: https://www8.receita.fazenda.gov.br/SimplesNacional/Arquivos/manual/PerguntaoSN.pdf AÇÃO Uma determinada empresa, clínica de fisioterapia enquadrada no CNAE 8650-0/04, localizada em Curitiba-PR e optante pelo Simples Nacional, auferiu no ano de 20X1 as seguintes receitas e despesas com folha de pagamento mensais: 20X1 Receita Folha de pagamento Janeiro 27.000,00 4.540,00 Fevereiro 28.000,00 4.540,00 Março 22.000,00 4.540,00 Abril 13.000,00 4.540,00 Maio 16.000,00 4.540,00 Junho 15.000,00 4.540,00 Julho 23.500,00 4.540,00 Agosto 23.500,00 4.540,00 Setembro 23.500,00 4.540,00 Outubro 23.500,00 4.540,00 Novembro 23.500,00 4.540,00 Dezembro 23.500,00 4.540,00 262.000,00 54.480,00 Ocorre que, como é possível visualizar, à partir de julho a empresa mudou sua forma de atendimento, de forma que seus pacientes passaram a ser atendidos por contratos anuais com pagamentos mensais, fazendo com que sua receita passasse a ser um valor fixo de R$ 23.500,00. À partir de janeiro de 20X2 os contratos sofrerão atualização de 10%, alterando a receita mensal para R$ 25.850,00. Diante da possibilidade de prever antecipadamente a receita, a sócia da empresa deseja aumentar seu pró-labore, e solicitou ao seu contabilista uma projeção de recolhimentos do DAS durante 20X2 considerando, portanto, a receita de R$ 25.850,00 e as despesas com folha de R$ 9.680,00. Dentro dessa projeção, responda: Quais os anexos serão utilizados para calculo dos DAS em cada um dos meses? Qual o valor do DAS à recolher referente à cada mês de 20X2? Qual a proporção do IRPJ, CSLL, COFINS, PIS, CPP e ISS presentes no DAS de cada um dos meses de 20X2. Análise da atividade: Inciso XVI do §5°-B e inciso I do §5°-M do Art. 18 da Lei 123/2006. Disponível em:
  • 5. Solicite um orçamento com a nossa equipe