SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 46
A CASA DAS DEZ FURUNFUNFELHAS
ESCOLA MUNICIPAL LINDA WAGNER GUSE
PACTO PELAALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA
PROFESSORA RITA DE CÁSSIA BECK DE OLIVEIRA
ORIENTADORA: ROSE MEIRE VALDERRAMA
Sequência didática partindo da obra:
A CASA DAS DEZ FURUNFUNFELHAS de Gomes, Lenice editora Ática, 2010, 15ª edição.
Indicado para 5º ano
Nº alunos 20
RESUMO DA OBRA
O livro "A casa das dez Furunfunfelhas", da autora Lenice Gomes, fala sobre dez
moças que moram em uma casa cheia de fitas; essas moças gostam de se sentar em
roda da calçada para soltar seus nós de línguas (trava-línguas).
Na história, cada furunfunfelhas fala o seu nó de língua, cada um mais engraçado
que o outro; ao término de cada nó de língua, desaparece uma Furunfunfelha . No
fim da história, aparecem mais dois personagens - o menino em cima do muro e o
velho Félix com o seu fole velho nas costas.
É muito bom ler este livro, ensina diversos nós de línguas e faz o leitor ter aquela
curiosidade a cada vez que vira a página.
0BJETIVO GERAL
Oportunizar, a partir da leitura, o amadurecimento dos processos matemáticos
DIREITOS DE MATEMÁTICA
UTILIZAR CAMINHOS PRÓPRIOS NA CONSTRUÇÃO DO
CONHECIMENTO MATEMÁTICO, COMO CIÊNCIA E CULTURA
CONSTRUÍDOS PELO HOMEM ATRAVÉS DOS TEMPOS, EM RESPOSTAA
NECESSIDADE CONCRETAS E A DESAFIOS PRÓPRIOS DESSA
CONSTRUÇÃO.
PERCEBER A IMPORTÂNCIA DA UTILIZAÇÃO DE UMA LINGUAGEM
SIMBÓLICA UNIVERSAL NA REPRESENTAÇÃO E MODELAGEM DE
SITUAÇÕES MATEMÁTICAS COMO FORMA DE MATEMÁTICA.
DESENVOLVER O ESPÍRITO INVESTIGATIVO, CRÍTICO E CRIATIVO, NO
CONTEXTO DE SITUAÇÕES PROBLEMA, PRODUZINDO REGISTROS
PRÓPRIOS E BUSCANDO DIFERENTES ESTRATÉGIAS DE SOLUÇÃO
DIREITOS DE LINGUAGEM
APRECIAR E USAR EM SITUAÇÃO SIGNIFICATIVAS OS GÊNEROS
LITERÁRIOS DO PATRIMÔNIO CULTURAL DA INFÂNCIA, COMO
PARLENDA, CANTIGAS, TRAVA-LÍNGUAS.
PARTICIPAR DE SITUAÇÕES DE LEITURA/ESCRITA DE TEXTOS
DESTINADOS A REFLEXÃO E DISCUSSÃO ACERCA DE TEMAS SOCIAIS
RELEVANTES (NOTÍCIAS, REPORTAGENS, ARTIGOS DE OPINIÃO,
CARTAS DE LEITORES, DEBATES, DOCUMENTÁRIO...)
EIXOS CONTEMPLADOS
NÚMEROS
OPERAÇÕES
SITUAÇÃO-PROBLEMA
CÁLCULO MENTAL
CONTEÚDOS MATEMÁTICA
SISTEMA DE NUMERAÇÃO DECIMAL
NÚMEROS ORDINAIS
SEQUÊNCIA NUMÉRICA
ADIÇÃO
SUBTRAÇÃO
CONTEÚDOS LINGUAGEM
LEITURA
PRODUÇÃO TEXTUAL ( SITUAÇÕES- PROBLEMAS)
INTERPRETAÇÃO
ADIVINHAS
TRAVAS-LÍNGUAS
ESTRATEGIA DIDATICA
MATEMÁTICA
Primeiro dia:
• Leitura do texto em data show feita pelo educador;
• Trabalho com os números ordinais, observando a sequência em que as Furunfunfelhas aparecem na história, relacionando-as às
suas características;
• Utilizar a centopéia (anexo 1) de números ordinais
• Segundo dia
• Conhecer os números ordinais, considerando-se as noções de lugar e sequência relacionados à ordem em que aparecem as
personagens da narrativa.
• Utilização da Centopéia com números ordinais
• Terceiro dia
• Promover 4 grupos com 5 integrantes e cada grupo proporá 1 problema matemático
• Após esse momento os grupos deverão solucionar os problemas do outros grupo
• Socializar os resultados
• Quarto dia
• Resolução da atividade 1, subtração e adição (Anexo 2) pelos grupos formados com o Disco mágico (anexo 3)
ESTRATÉGIA DIDÁTICA
Língua Portuguesa
• Quinto dia
• Leitura do texto individual silenciosa
• Utilização cartões com trava-línguas para declamação em grupos (anexo 4 )
• Sexto dia
• Adivinhas em grupos (Anexo 5) – Cada grupo perguntará uma adivinha para o outro grupo responder
ESTRATÉGIA DIDÁTICA
LÍNGUA PORTUGUESA
Leitura - compreendendo-se como correlatos à leitura a decodificação do código escrito, leitura individual, em duplas e em
grupos, processos de compreensão para pontuação e construção da entonação – enquanto momento de envolvimento,
fruição e de trocas com os colegas.
DESENVOLVIMENTO
Antes de contar a história, ouvir os alunos sobre o que pensam que devam ser as “Furunfunfelhas”.
Contação da história: “A casa das dez Furunfunfelhas” da autora Lenice Gomes (em anexo).
Explorar com os alunos a narrativa com relação aos seus elementos constitutivos: quem é o autor, quem é o ilustrador, o que faz cada uma
dessas pessoas... Qual é o grande desafio de cada Furunfunfelha? Quem é o seu Félix?
- Em grupos, os alunos receberão cartões contendo os trava-línguas (em anexo). Cada cartão será lido e os alunos poderão brincar com esta
possibilidade de leitura.
Cada aluno escolherá qual trava-língua mais gostou para apresentar ao seu grupo.
No caderno, cada aluno fará o registro do nome da história e do trava-língua que apresentou. Em casa, pesquisarão com os pais se eles
conhecem outros trava-línguas, adivinhas ou brincadeiras de criança do folclore, trazendo-os para que sejam socializados com o grupo.
Brincadeira com as adivinhações da história fazendo com que os alunos tentem descobrir as respostas
(em anexo).
Trabalho de compreensão e de produção a partir de elementos da obra (em anexo).
Trabalho com os números ordinais, observando a sequência em que as Furunfunfelhas aparecem na
história, relacionando-as às suas características. Há também a possibilidade de trabalhar com a lista de
chamada da turma. Observar qual nome vem por primeiro,
CENTOPÉIA DOS NÚMEROS ORDINAIS
ANEXO 1 – CENTOPÉIA – NÚMEROS
ORDINAIS
AN
JOGO E FOLHA DE REGISTRO – DISCO MÁGICO
ANEXO 3 QUADRO DE REGISTRO
CARTÕES COM TRAVA-LÍNGUAS
ANEXO 4 PARTE 2 ANEXO 4
ADIVINHAS
ANEXO 5 - ADIVINHAS ADIVINHAS - PARTE 2
AVALIAÇÃO
OCORRERÁ DURANTE TODO O PROCESSO E MEDIANTE AS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS EM SALA.
REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS
A casa das dez furunfunfelhas
http://despactando.blogspot.com.br/2014/04/direitos-de-aprendizagem-de-
matematica.html
http://pacto.mec.gov.br/2012-09-19-19-09-11
http://www.slideshare.net/fullscreen/pnaicdertsis/direitos-de-aprendizagem-de-
lngua-portuguesa-1-ao-3-ano-23279878/1
RELATÓRIO
O PRIMEIRO DIA FOI MUITO INTERESSANTE QUANDO APRESENTEI A CAPA DO LIVRO , POIS AS CRIANÇAS SE
INTERESSARAM PRINCIPALMENTE POR CAUSA DA PALAVRA FUNFUNFELHAS E LOGO QUERIAM SABER O QUE
SIGNIFICAVA ESSA PALAVRA. ENTÃO PROPUS UMAATIVIDADE DEPOIS DA LEITURA QUE CADA UM EXPRESSASSE O
QUE PODERIA SER “FURUNFUNFELHAS
FOI MUITO INTERESSANTE A ATIVIDADE . DEPOIS DE FALAREM O QUE PENSAVAM, COLOQUEI UM CARTAZ NO CHÃO PARA
QUE CADA UM ESCREVESSE UMA PALAVRA EXPRESSANDO ESSE SGNIFICADO, CONFORME FIGURAS ABAIXO:
RELATÓRIO DA AULA
No segundo dia lemos novamente o livro no intuito de
famializarem mais com a história.
E então após a leitura solicitei que me relatassem
inícios da matematica na história, ou seja que relação
havia entre a leitura e a matematica. Entao passaram
a me relatar que viram sequencia numérica, quando
apareciam cada furunfunfelha.
Depois outros disseram que havia os números de
páginas no livro, outros ainda perceberam a
existência de adição e subtração quando adicionava
na sequencia as furunfunfelhas e depois quando ia
sumindo cada uma delas.
Outra criança disse sobre o sistema de numeração
com base dez por causa do numero de
furunfunfelhas.
Enfim eu perguntei se ainda havia algo, mas ninguem
percebeu o aparecimento dos números ordinais.
Passeia mostrar a eles entao a difernaça entre os
numeros ordinais e os cardinais.
Entrguei a cada um um numero ordinal e um cardinal,
ao finaç solicitei que se organizassem conforme os
numeros que tinham, houve certa confusao em
organizarem, porem logo conseguiram. Percebi
apenas a dificuldade de entenderam a leitura dos
ordinais, pis em vez de falaram (1º primeiro, 2º
segundo) diziam um, dois.....etc...
Percebi entao que tinham certa dificuldade de
entender o que é cardinal e ordinal. Expliquei fazendo
a demonstração ladoa lado com a centopeia conforme
fotos ao lado
ORGANIZAÇÃO - CENTOPÉIA
CONSTRUINDO A CENTOPÉIA
TERCEIRO DIA
Iniciamos novamente a aula com a leitura da obra, após a sala ser dividida
em grupos (6 grupos com 3 e 4 pessoas).
Após a leitura feita por mim, coloquei folhas de sulfite coloridas para os
grupos elaborarem situações problemas relacionadas a história das
furunfunfelhas. Disse a eles que deveriam elaborar a questão para que
outro grupo resolvesse o problema. No início tiveram dificuldades de
compreender o que seria situação-problema. Expliquei, pois estavam
confundindo com cálculos propriamente dito. A partir daí eles passaram a
empenhar-se muito em elaborar os problemas. Achei muito interessante a
atividade porque todos se empenharam muito em elaborar essas situações
de modo que a outra equipe que seria contemplada com o problema ficaria
mesmo desafiada.
Depois desse momento , trocamos as folhas e novamente todo o grupos
demonstrou muito interesse em desenvolver a atividade.
O que mais me chamou a atenção em toda essa tarefa foi que os alunos
ficaram o tempo todo atentos a atividade, de modo que a indisciplina foi
trocada pelo interesse de ser desafiado, vencer e promover desafio aos
colegas.
EMPENHO EM LUGAR DA INDISCIPLINA
ORGANIZAÇÃO GRUPOS EMPENHO – ELABORAÇÃO PROBLEMAS
SITUAÇÕES – PROBLEMAS ELABORADAS
SITUAÇÕES - PROBLEMAS
ATIVIDADE EM GRUPO ATIVIDADE EM GRUPO
RESOLUÇÃO SITUAÇÕES-PROBLEMAS
QUARTO DIA
No dia anterior havia deixado como tarefa para
os grupos previamente organizados, trazerem
como desafio trava-línguas e adivinhas como
atividade individual e em grupo
QUINTO DIA
Organização do material para o jogo do “Disco
mágico”
ANEXOS
A CASA DAS DEZ FURUNFUNFELHAS
Está vendo aquela casa cheia de fitas?
É a casa das dez Furunfunfelhas.
Nela tem uma placa:
Esta casa está ladrilhada.
Quem a desladrilhará?
O desladrilhador.
Quem a desladrilhar
Bom desladrilhador será.
As irmãs Furunfunfelhas, sempre muito animadas, gostam de se reunir
numa grande roda na calçada e, assim, vão soltando seus nós da língua.
A primeira Furunfunfelha, muito senhora de si, fala:
- Fui ao cinema – nema – nema
Ver um filme chato – chato – chato – chato.
Era de cachorro – osso – osso – osso,
Tinha carrapato – pato – pato – pato
Deu um tangolomango nela, não ficaram senão nove Furunfunfelhas.
A segunda Furunfunfelha, com o nariz arrebitado, tropeça aqui,
tropeça lá, brinca:
- A aranha arranha a rã,
A rã arranha a aranha,
A rã não arranha a aranha
Nem a aranha arranha a rã.
Deu um tangolomango nela, não ficaram senão oito Furunfunfelhas.
A terceira Furunfunfelha, se sacudindo de contente, melodia:
- Maria – mole é molenga.
Se não é molenga,
não é Maria – mole.
É coisa malemolente,
nem mala, nem mola,
nem Maria, nem mole.
Deu um tangolomango nela, não ficaram senão sete Furunfunfelhas.
A quarta Furunfunfelha, para lá de Chiquita Bacana, cantarola:
- Esta burra trota, trota, trota.
A burra trota, trinca
a murta brota,
brota a murta
ao pé da porta.
Deu um tangolomango nela, não ficaram senão seis Furunfunfelhas.
A quinta Furunfunfelha, com ares de que tudo sabe, tagarela:
- Se cada um vai
à casa de cada um,
é porque cada um
quer que cada um lá vá.
Se cada um não fosse
à casa de cada um
é porque cada um não queria
que cada um fosse lá.
Deu um tangolomango nela, não ficaram senão cinco Furunfunfelhas.
A sexta Furunfunfelha, com sua saia rendada, profetiza:
- Alice disse que eu disse
que o que ela disse
era um poço de tolice.
Mas eu disse que ela disse
que eu disse o que ela disse.
E quem fez o disse não disse
foi a Dona Berenice.
Deu um tangolomango nela, não ficaram senão quatro Furunfunfelhas.
A sétima Furunfunfelha, magricela que só ela, anuncia:
- O princípio principal
do príncipe principia
principalmente no
princípio principesco
da princesa
Deu um tangolomango nela, não ficaram senão três Furunfunfelhas.
A oitava Furunfunfelha, dando nozinhos no cabelo, fofoca:
- Maria é de Jaguamimbaba,
mas seu marido é de
Jaguamambabi.Ela é boa cozinheira
e sempre diz que farofa
feita com farinha fofa
faz uma fofoca feia.
Deu um tangolomango nela, não ficaram senão duas Furunfunfelhas.
A nona Furunfunfelha, com os olhos brilhantes, revela:
- Três bruxas olham
para três relógios Swatch.
Qual bruxa olha para qual
relógio Swatch?
Essa Furunfunfelha era metida a gringa:
- Threee witches watch
three Swatch watches.
Which witch watches which
Swatch watch?
Deu um tangolomango nela, não ficou senão uma Furunfunfelha.
A décima Furunfunfelha, metida a elegante no seu salto fino, rima:
- No alto daquela serra
está uma pega a papar a fava.
A pega papa a fava
para a fava não papar a pega.
Deu um tangolomango nela, não ficou nenhuma Furunfunfelha.
A rua ficou muda.
(...)
De repente, um menino em cima do telhado, de onde tudo observava,
grita:
- Lá vem o velho Félix
com o fole velho nas costas.
Tanto fagulha o velho Félix,
como o fole do velho Félix fagulha
O velho Félix se desmancha em sorrisos!
Ele vem acordar as dez Furunfunfelhas com seu fole.
Todo mundo sabe que elas morrem de amores pelo Félix. E do fole
fagulham adivinhas.
A cada adivinha descoberta uma Furunfunfelha despertará.
- O que é, o que é...
“Eu a vi viva,
eu a vi morta,
Eu a vi correr
Depois de morta.” (a folha)
“Aqui estão
muitas irmãs.
Levam anos no mar
e ainda não sabem nadar.” (a areia)
“Irmão e irmã são
e jamais juntos estão.
Quando ele vem, ela vai,
e, se ela chega, ele sai.” (o dia e a noite)
E, com isso, acordaram cinco Furunfunfelhas meio sonolentas.
Entusiasmadas com o velho Félix, começam a dizer:
“São três irmãs numa casa:
uma foge sem querer,
uma quer ir e não pode,
outra fica até morrer.” (a fumaça, a labareda e a brasa)
“Seu botão ninguém aperta,
seu perfume ninguém vende,
sua cor não é pintura,
sua beleza surpreende.” (a flor)
“Duas bolas coloridas
carregam um brilho profundo.
São como duas janelas
mostrando a vida e o mundo.” (os olhos)
“Brilha, mas não é joia,
boia redonda e nua,
Cresce e desaparece,
durante a noite flutua.” (a lua)
As outras cinco Furunfunfelhas vão acordando. E Félix, envolvido no
jogo, recomeça a tocar o fole:
“Umas vão
e outras vêm.
Debaixo do céu
se mantêm.” (as nuvens)
“Amarelo é meu centro,
branca sou ao redor,
me consultam os namorados,
quando apareço na primavera.” (a margarida)
“Quando eu te vejo, me vês,
quando me vês, eu te vejo
e não aparento ser feio.” (o espelho)
“Somos sete e todas nós
boa harmonia formamos.
Os nossos nomes dependem
do lugar que ocupamos.” (as notas musicais)
E, deixando o fole de lado, o velho Félix foi experimentar estes
desenrolares tão conhecidos das dez irmãs
- Era uma vez um cantador
Furunfunfor, triunfunfor, miserincuntor
Que foi à cantoria
Furunfunfaça, triunfunfaça, misteriofunfaça
E se enamorou por uma
Furunfunfelha, triunfunfelha, misteriofunfelha
E elas olham uma para a outra e pensam: “será comigo ou com ela?”.
E as Furunfunfelhas vão cercando o velho Félix...
A quem Félix vai dar o coração?
Deu um tangolomango nele, e perguntaram as dez irmãs:
- O que é uma coisa que se quebra a falar? (o segredo ou o silêncio)
- O velho Félix acorda e toma de novo seu fole.
- O menino no telhado aplaude aquela animação.
- E as Furunfunfelhas desatam as línguas:
- Não sei se é fita,
não sei se é fato,
o fato é que o velho Félix
nos fita mesmo de fato
http://despactando.blogspot.com.br/p/livros.html

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

PNAIC - O trabalho com ortografia na escola
PNAIC - O trabalho com ortografia na escolaPNAIC - O trabalho com ortografia na escola
PNAIC - O trabalho com ortografia na escolaElieneDias
 
20 atividades para colagens e pinturas em flores
20 atividades para colagens e pinturas em flores20 atividades para colagens e pinturas em flores
20 atividades para colagens e pinturas em floresJosy Fonseca
 
Como fazer um plano de aula para o ensino infantil simone helen drumond
Como fazer um plano de aula para o ensino infantil simone helen drumondComo fazer um plano de aula para o ensino infantil simone helen drumond
Como fazer um plano de aula para o ensino infantil simone helen drumondSimoneHelenDrumond
 
Relatório da sequênca didática sobre cantigas de roda
Relatório da sequênca didática sobre cantigas de rodaRelatório da sequênca didática sobre cantigas de roda
Relatório da sequênca didática sobre cantigas de rodaManuela Amancio Amancio
 
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli BorgesReunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borgespdescola
 
Paulo freire e as vogais apostila 1 simone helen drumond
Paulo freire e as vogais apostila 1 simone helen drumondPaulo freire e as vogais apostila 1 simone helen drumond
Paulo freire e as vogais apostila 1 simone helen drumondSimoneHelenDrumond
 
Planejamento adaptação escolar por simone helen drumond
Planejamento adaptação escolar  por simone helen drumondPlanejamento adaptação escolar  por simone helen drumond
Planejamento adaptação escolar por simone helen drumondSimoneHelenDrumond
 
Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira
Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira
Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira Solange Goulart
 
ProjetFábula: Projeto fábulas
ProjetFábula: Projeto  fábulas ProjetFábula: Projeto  fábulas
ProjetFábula: Projeto fábulas Salomé Rocha
 
Projeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestreProjeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestreheliane
 
Minha cidade soleidi
Minha cidade   soleidiMinha cidade   soleidi
Minha cidade soleidiQueila Stein
 
Projeto Minha Cidade
Projeto Minha CidadeProjeto Minha Cidade
Projeto Minha CidadePaula Pereira
 
Planejamento Educação Infantil fase I
 Planejamento Educação Infantil fase I Planejamento Educação Infantil fase I
Planejamento Educação Infantil fase Ilucianoproenca21
 
Alfabetização_28 palavras completa
Alfabetização_28 palavras completaAlfabetização_28 palavras completa
Alfabetização_28 palavras completaIsa ...
 
Ler e escrever na escola o real o possivel e o necessario delia lerner
Ler e escrever na escola o real o possivel e o necessario delia lernerLer e escrever na escola o real o possivel e o necessario delia lerner
Ler e escrever na escola o real o possivel e o necessario delia lernerMonica Oliveira
 
Apostila adaptada/alfabetização
Apostila adaptada/alfabetizaçãoApostila adaptada/alfabetização
Apostila adaptada/alfabetizaçãoIsa ...
 
Plano de aula agosto
Plano de aula agostoPlano de aula agosto
Plano de aula agosto95594892168
 

Mais procurados (20)

PNAIC - O trabalho com ortografia na escola
PNAIC - O trabalho com ortografia na escolaPNAIC - O trabalho com ortografia na escola
PNAIC - O trabalho com ortografia na escola
 
20 atividades para colagens e pinturas em flores
20 atividades para colagens e pinturas em flores20 atividades para colagens e pinturas em flores
20 atividades para colagens e pinturas em flores
 
Como fazer um plano de aula para o ensino infantil simone helen drumond
Como fazer um plano de aula para o ensino infantil simone helen drumondComo fazer um plano de aula para o ensino infantil simone helen drumond
Como fazer um plano de aula para o ensino infantil simone helen drumond
 
Relatório da sequênca didática sobre cantigas de roda
Relatório da sequênca didática sobre cantigas de rodaRelatório da sequênca didática sobre cantigas de roda
Relatório da sequênca didática sobre cantigas de roda
 
Projeto Dengue
Projeto Dengue Projeto Dengue
Projeto Dengue
 
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli BorgesReunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
Reunião Pedagógica - E.M. Norma Sueli Borges
 
Paulo freire e as vogais apostila 1 simone helen drumond
Paulo freire e as vogais apostila 1 simone helen drumondPaulo freire e as vogais apostila 1 simone helen drumond
Paulo freire e as vogais apostila 1 simone helen drumond
 
Planejamento adaptação escolar por simone helen drumond
Planejamento adaptação escolar  por simone helen drumondPlanejamento adaptação escolar  por simone helen drumond
Planejamento adaptação escolar por simone helen drumond
 
Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira
Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira
Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira
 
ProjetFábula: Projeto fábulas
ProjetFábula: Projeto  fábulas ProjetFábula: Projeto  fábulas
ProjetFábula: Projeto fábulas
 
Plano de aula moradia
Plano de aula moradiaPlano de aula moradia
Plano de aula moradia
 
Projeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestreProjeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestre
 
Minha cidade soleidi
Minha cidade   soleidiMinha cidade   soleidi
Minha cidade soleidi
 
Projeto Minha Cidade
Projeto Minha CidadeProjeto Minha Cidade
Projeto Minha Cidade
 
Vaca Amarela 2
Vaca Amarela 2Vaca Amarela 2
Vaca Amarela 2
 
Planejamento Educação Infantil fase I
 Planejamento Educação Infantil fase I Planejamento Educação Infantil fase I
Planejamento Educação Infantil fase I
 
Alfabetização_28 palavras completa
Alfabetização_28 palavras completaAlfabetização_28 palavras completa
Alfabetização_28 palavras completa
 
Ler e escrever na escola o real o possivel e o necessario delia lerner
Ler e escrever na escola o real o possivel e o necessario delia lernerLer e escrever na escola o real o possivel e o necessario delia lerner
Ler e escrever na escola o real o possivel e o necessario delia lerner
 
Apostila adaptada/alfabetização
Apostila adaptada/alfabetizaçãoApostila adaptada/alfabetização
Apostila adaptada/alfabetização
 
Plano de aula agosto
Plano de aula agostoPlano de aula agosto
Plano de aula agosto
 

Destaque

Sequencia didatica a casa das furunfunfelhas
Sequencia didatica   a casa das furunfunfelhasSequencia didatica   a casa das furunfunfelhas
Sequencia didatica a casa das furunfunfelhasRita Oliveira
 
A casa das dez furunfunfelhas
A casa das dez furunfunfelhasA casa das dez furunfunfelhas
A casa das dez furunfunfelhasaabbn
 
Sequência didática dez sacizinhos
Sequência didática dez sacizinhosSequência didática dez sacizinhos
Sequência didática dez sacizinhosAndré Moraes
 
A casa das dez furunfunfelhas
A casa das dez furunfunfelhasA casa das dez furunfunfelhas
A casa das dez furunfunfelhasaabbn
 
Apresentação todos no sofá
Apresentação todos no sofáApresentação todos no sofá
Apresentação todos no sofáJoao Ferreira
 
Gêneros diversos
Gêneros diversosGêneros diversos
Gêneros diversosLicaraujo
 
Textos da tradição oral
Textos da tradição oralTextos da tradição oral
Textos da tradição oralLicaraujo
 
A casa da mosca fosca
A casa da mosca foscaA casa da mosca fosca
A casa da mosca foscagigilu
 
Sessão de mediação michelle
Sessão de mediação michelleSessão de mediação michelle
Sessão de mediação michelleRosemary Batista
 
Mediação de leitura com parceiros
Mediação de leitura com parceirosMediação de leitura com parceiros
Mediação de leitura com parceirosRosemary Batista
 
A casa das dez furunfunfelhas e o folclore
A casa das dez furunfunfelhas e o folcloreA casa das dez furunfunfelhas e o folclore
A casa das dez furunfunfelhas e o folcloreJosianne Lacerda
 

Destaque (20)

Sequencia didatica a casa das furunfunfelhas
Sequencia didatica   a casa das furunfunfelhasSequencia didatica   a casa das furunfunfelhas
Sequencia didatica a casa das furunfunfelhas
 
A casa das dez furunfunfelhas
A casa das dez furunfunfelhasA casa das dez furunfunfelhas
A casa das dez furunfunfelhas
 
Sequência didática dez sacizinhos
Sequência didática dez sacizinhosSequência didática dez sacizinhos
Sequência didática dez sacizinhos
 
O chá das dez
O chá das dezO chá das dez
O chá das dez
 
História do dez sacizinhos
História do dez sacizinhosHistória do dez sacizinhos
História do dez sacizinhos
 
A casa das dez furunfunfelhas
A casa das dez furunfunfelhasA casa das dez furunfunfelhas
A casa das dez furunfunfelhas
 
Livro chá das dez (4)
Livro chá das dez (4)Livro chá das dez (4)
Livro chá das dez (4)
 
Apresentação todos no sofá
Apresentação todos no sofáApresentação todos no sofá
Apresentação todos no sofá
 
O CASO DO BOLINHO
O CASO DO BOLINHOO CASO DO BOLINHO
O CASO DO BOLINHO
 
Os três jacarezinhos
Os três jacarezinhosOs três jacarezinhos
Os três jacarezinhos
 
A CASA SONOLENTA
A CASA SONOLENTAA CASA SONOLENTA
A CASA SONOLENTA
 
Jogos
JogosJogos
Jogos
 
Gêneros diversos
Gêneros diversosGêneros diversos
Gêneros diversos
 
Uma Vaca De Estimação
Uma Vaca De EstimaçãoUma Vaca De Estimação
Uma Vaca De Estimação
 
Textos da tradição oral
Textos da tradição oralTextos da tradição oral
Textos da tradição oral
 
A casa da mosca fosca
A casa da mosca foscaA casa da mosca fosca
A casa da mosca fosca
 
LIVRO DIGITAL
LIVRO DIGITALLIVRO DIGITAL
LIVRO DIGITAL
 
Sessão de mediação michelle
Sessão de mediação michelleSessão de mediação michelle
Sessão de mediação michelle
 
Mediação de leitura com parceiros
Mediação de leitura com parceirosMediação de leitura com parceiros
Mediação de leitura com parceiros
 
A casa das dez furunfunfelhas e o folclore
A casa das dez furunfunfelhas e o folcloreA casa das dez furunfunfelhas e o folclore
A casa das dez furunfunfelhas e o folclore
 

Semelhante a Sequencia didática a casa das furunfunfelhas-141129113547-conversion-gate01

Trabalhando alfabetização
Trabalhando alfabetizaçãoTrabalhando alfabetização
Trabalhando alfabetizaçãoMarly Freitas
 
Sequencia didática minha identidade maternal
Sequencia didática minha identidade    maternalSequencia didática minha identidade    maternal
Sequencia didática minha identidade maternaljosivaldopassos
 
Sequência didática: O Leão e o Ratinho
Sequência didática: O Leão e o RatinhoSequência didática: O Leão e o Ratinho
Sequência didática: O Leão e o RatinhoShirley Lauria
 
Sequência didática: O Leão e o Ratinho
Sequência didática: O Leão e o RatinhoSequência didática: O Leão e o Ratinho
Sequência didática: O Leão e o RatinhoShirley Lauria
 
Quadro de rotina 2º ano PNAIC -Professora Orientadora Solange Goulart de Souza
Quadro de rotina 2º ano PNAIC -Professora Orientadora Solange Goulart de SouzaQuadro de rotina 2º ano PNAIC -Professora Orientadora Solange Goulart de Souza
Quadro de rotina 2º ano PNAIC -Professora Orientadora Solange Goulart de SouzaSolange Goulart
 
Atividade biblioteca nivando
Atividade biblioteca nivandoAtividade biblioteca nivando
Atividade biblioteca nivandoRosemary Batista
 
Planejamento começar leitura
Planejamento começar leituraPlanejamento começar leitura
Planejamento começar leituraJONAS AMBROSIO
 
Atividades Pedagógicas 1_2_ano_Alfabetização
Atividades Pedagógicas 1_2_ano_AlfabetizaçãoAtividades Pedagógicas 1_2_ano_Alfabetização
Atividades Pedagógicas 1_2_ano_Alfabetizaçãosrentesupor
 
Sequencia didatica intermediario_e_recomendavel (1)
Sequencia didatica intermediario_e_recomendavel (1)Sequencia didatica intermediario_e_recomendavel (1)
Sequencia didatica intermediario_e_recomendavel (1)vanessa villio
 
Resumo das actividades desenvolver a consciencia_linguistica
Resumo das actividades desenvolver a consciencia_linguisticaResumo das actividades desenvolver a consciencia_linguistica
Resumo das actividades desenvolver a consciencia_linguisticaameliamardm
 
Proposta de trabalho feita pelas professoras de 1º e 2º ano
Proposta de trabalho feita pelas professoras de  1º e  2º ano Proposta de trabalho feita pelas professoras de  1º e  2º ano
Proposta de trabalho feita pelas professoras de 1º e 2º ano Soleducador1
 
Sétimo encontro do PNAIC -Quadro de rotina . Oitavo encontro A Aprendizagem ...
Sétimo encontro do PNAIC -Quadro de rotina . Oitavo encontro A  Aprendizagem ...Sétimo encontro do PNAIC -Quadro de rotina . Oitavo encontro A  Aprendizagem ...
Sétimo encontro do PNAIC -Quadro de rotina . Oitavo encontro A Aprendizagem ...Solange Goulart
 
A apropriação do sistema de escrita alfabético e consolidação do processo de ...
A apropriação do sistema de escrita alfabético e consolidação do processo de ...A apropriação do sistema de escrita alfabético e consolidação do processo de ...
A apropriação do sistema de escrita alfabético e consolidação do processo de ...Solange Goulart
 

Semelhante a Sequencia didática a casa das furunfunfelhas-141129113547-conversion-gate01 (20)

Trabalhando alfabetização
Trabalhando alfabetizaçãoTrabalhando alfabetização
Trabalhando alfabetização
 
Sequencia didática minha identidade maternal
Sequencia didática minha identidade    maternalSequencia didática minha identidade    maternal
Sequencia didática minha identidade maternal
 
Sequência didática: O Leão e o Ratinho
Sequência didática: O Leão e o RatinhoSequência didática: O Leão e o Ratinho
Sequência didática: O Leão e o Ratinho
 
Sequência didática: O Leão e o Ratinho
Sequência didática: O Leão e o RatinhoSequência didática: O Leão e o Ratinho
Sequência didática: O Leão e o Ratinho
 
Quadro de rotina 2º ano PNAIC -Professora Orientadora Solange Goulart de Souza
Quadro de rotina 2º ano PNAIC -Professora Orientadora Solange Goulart de SouzaQuadro de rotina 2º ano PNAIC -Professora Orientadora Solange Goulart de Souza
Quadro de rotina 2º ano PNAIC -Professora Orientadora Solange Goulart de Souza
 
Relato ocridalina
Relato ocridalinaRelato ocridalina
Relato ocridalina
 
Sugestão de oficinas
Sugestão de oficinasSugestão de oficinas
Sugestão de oficinas
 
Como iniciar a alfabetização com sentido (1)
Como iniciar a alfabetização com sentido (1)Como iniciar a alfabetização com sentido (1)
Como iniciar a alfabetização com sentido (1)
 
Atividade biblioteca nivando
Atividade biblioteca nivandoAtividade biblioteca nivando
Atividade biblioteca nivando
 
Sequencia didatica baixo_desempenho
Sequencia didatica baixo_desempenhoSequencia didatica baixo_desempenho
Sequencia didatica baixo_desempenho
 
Planejamento começar leitura
Planejamento começar leituraPlanejamento começar leitura
Planejamento começar leitura
 
Projeto tatu e_o_lobo
Projeto tatu e_o_loboProjeto tatu e_o_lobo
Projeto tatu e_o_lobo
 
Brincadeiras
BrincadeirasBrincadeiras
Brincadeiras
 
Atividades Pedagógicas 1_2_ano_Alfabetização
Atividades Pedagógicas 1_2_ano_AlfabetizaçãoAtividades Pedagógicas 1_2_ano_Alfabetização
Atividades Pedagógicas 1_2_ano_Alfabetização
 
Sequencia didatica intermediario_e_recomendavel (1)
Sequencia didatica intermediario_e_recomendavel (1)Sequencia didatica intermediario_e_recomendavel (1)
Sequencia didatica intermediario_e_recomendavel (1)
 
Resumo das actividades desenvolver a consciencia_linguistica
Resumo das actividades desenvolver a consciencia_linguisticaResumo das actividades desenvolver a consciencia_linguistica
Resumo das actividades desenvolver a consciencia_linguistica
 
Proposta de trabalho feita pelas professoras de 1º e 2º ano
Proposta de trabalho feita pelas professoras de  1º e  2º ano Proposta de trabalho feita pelas professoras de  1º e  2º ano
Proposta de trabalho feita pelas professoras de 1º e 2º ano
 
Sétimo encontro do PNAIC -Quadro de rotina . Oitavo encontro A Aprendizagem ...
Sétimo encontro do PNAIC -Quadro de rotina . Oitavo encontro A  Aprendizagem ...Sétimo encontro do PNAIC -Quadro de rotina . Oitavo encontro A  Aprendizagem ...
Sétimo encontro do PNAIC -Quadro de rotina . Oitavo encontro A Aprendizagem ...
 
A apropriação do sistema de escrita alfabético e consolidação do processo de ...
A apropriação do sistema de escrita alfabético e consolidação do processo de ...A apropriação do sistema de escrita alfabético e consolidação do processo de ...
A apropriação do sistema de escrita alfabético e consolidação do processo de ...
 
Projeto tatu e_bobo
Projeto tatu e_boboProjeto tatu e_bobo
Projeto tatu e_bobo
 

Mais de Vanderlita Gomes B Marquetti

Sequencia didática eleições 141109160901-conversion-gate01
Sequencia didática eleições 141109160901-conversion-gate01Sequencia didática eleições 141109160901-conversion-gate01
Sequencia didática eleições 141109160901-conversion-gate01Vanderlita Gomes B Marquetti
 
Sequencia didatica-saci-perere-pnaic-doc-140705233955-phpapp02
Sequencia didatica-saci-perere-pnaic-doc-140705233955-phpapp02Sequencia didatica-saci-perere-pnaic-doc-140705233955-phpapp02
Sequencia didatica-saci-perere-pnaic-doc-140705233955-phpapp02Vanderlita Gomes B Marquetti
 
Boas atividades com textos maravilhosas 1-140103181045-phpapp01
Boas atividades com textos maravilhosas 1-140103181045-phpapp01Boas atividades com textos maravilhosas 1-140103181045-phpapp01
Boas atividades com textos maravilhosas 1-140103181045-phpapp01Vanderlita Gomes B Marquetti
 
Atividades com musicas infantis 130721074807-phpapp01
Atividades com musicas infantis 130721074807-phpapp01Atividades com musicas infantis 130721074807-phpapp01
Atividades com musicas infantis 130721074807-phpapp01Vanderlita Gomes B Marquetti
 
Atividades com musicas infantis 130721074807-phpapp01
Atividades com musicas infantis 130721074807-phpapp01Atividades com musicas infantis 130721074807-phpapp01
Atividades com musicas infantis 130721074807-phpapp01Vanderlita Gomes B Marquetti
 
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagem
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagemO lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagem
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagemVanderlita Gomes B Marquetti
 
Jogos rápidos na sala de aula 130919123558-phpapp01
Jogos rápidos na sala de aula 130919123558-phpapp01Jogos rápidos na sala de aula 130919123558-phpapp01
Jogos rápidos na sala de aula 130919123558-phpapp01Vanderlita Gomes B Marquetti
 
Oficina para o jogos e brincadeiras para matemática 130508115328-phpapp01
Oficina para o jogos e brincadeiras para matemática 130508115328-phpapp01Oficina para o jogos e brincadeiras para matemática 130508115328-phpapp01
Oficina para o jogos e brincadeiras para matemática 130508115328-phpapp01Vanderlita Gomes B Marquetti
 
Jogos matemáticos -3c2ba-a-5c2ba-ano-vol-1-130911124711-phpapp01
Jogos matemáticos -3c2ba-a-5c2ba-ano-vol-1-130911124711-phpapp01Jogos matemáticos -3c2ba-a-5c2ba-ano-vol-1-130911124711-phpapp01
Jogos matemáticos -3c2ba-a-5c2ba-ano-vol-1-130911124711-phpapp01Vanderlita Gomes B Marquetti
 
Princípios e métodos de supervisão e orientação educacional oliveira e grispun
Princípios e métodos de supervisão e orientação educacional   oliveira e grispunPrincípios e métodos de supervisão e orientação educacional   oliveira e grispun
Princípios e métodos de supervisão e orientação educacional oliveira e grispunVanderlita Gomes B Marquetti
 

Mais de Vanderlita Gomes B Marquetti (20)

Sequencia didática eleições 141109160901-conversion-gate01
Sequencia didática eleições 141109160901-conversion-gate01Sequencia didática eleições 141109160901-conversion-gate01
Sequencia didática eleições 141109160901-conversion-gate01
 
Sequencia didatica-saci-perere-pnaic-doc-140705233955-phpapp02
Sequencia didatica-saci-perere-pnaic-doc-140705233955-phpapp02Sequencia didatica-saci-perere-pnaic-doc-140705233955-phpapp02
Sequencia didatica-saci-perere-pnaic-doc-140705233955-phpapp02
 
Cantigas de roda 130721172139-phpapp01
Cantigas de roda 130721172139-phpapp01Cantigas de roda 130721172139-phpapp01
Cantigas de roda 130721172139-phpapp01
 
Boas atividades com textos maravilhosas 1-140103181045-phpapp01
Boas atividades com textos maravilhosas 1-140103181045-phpapp01Boas atividades com textos maravilhosas 1-140103181045-phpapp01
Boas atividades com textos maravilhosas 1-140103181045-phpapp01
 
Atividades sequenciadas
Atividades sequenciadas Atividades sequenciadas
Atividades sequenciadas
 
Atividades com musicas infantis 130721074807-phpapp01
Atividades com musicas infantis 130721074807-phpapp01Atividades com musicas infantis 130721074807-phpapp01
Atividades com musicas infantis 130721074807-phpapp01
 
zoom in_your_life
 zoom in_your_life zoom in_your_life
zoom in_your_life
 
Parlenda blog 140824145440-phpapp01 (1)
Parlenda blog 140824145440-phpapp01 (1)Parlenda blog 140824145440-phpapp01 (1)
Parlenda blog 140824145440-phpapp01 (1)
 
Parlendablog 140824145440-phpapp01 (1)
Parlendablog 140824145440-phpapp01 (1)Parlendablog 140824145440-phpapp01 (1)
Parlendablog 140824145440-phpapp01 (1)
 
Atividades com musicas infantis 130721074807-phpapp01
Atividades com musicas infantis 130721074807-phpapp01Atividades com musicas infantis 130721074807-phpapp01
Atividades com musicas infantis 130721074807-phpapp01
 
Atividades sequenciadas para alfabetizar letrando
Atividades sequenciadas para alfabetizar letrandoAtividades sequenciadas para alfabetizar letrando
Atividades sequenciadas para alfabetizar letrando
 
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagem
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagemO lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagem
O lúdico jogos brinquedos e brincadeiras na construção do de aprendindizagem
 
Jogos rápidos na sala de aula 130919123558-phpapp01
Jogos rápidos na sala de aula 130919123558-phpapp01Jogos rápidos na sala de aula 130919123558-phpapp01
Jogos rápidos na sala de aula 130919123558-phpapp01
 
Oficina para o jogos e brincadeiras para matemática 130508115328-phpapp01
Oficina para o jogos e brincadeiras para matemática 130508115328-phpapp01Oficina para o jogos e brincadeiras para matemática 130508115328-phpapp01
Oficina para o jogos e brincadeiras para matemática 130508115328-phpapp01
 
Jogos matemáticos -3c2ba-a-5c2ba-ano-vol-1-130911124711-phpapp01
Jogos matemáticos -3c2ba-a-5c2ba-ano-vol-1-130911124711-phpapp01Jogos matemáticos -3c2ba-a-5c2ba-ano-vol-1-130911124711-phpapp01
Jogos matemáticos -3c2ba-a-5c2ba-ano-vol-1-130911124711-phpapp01
 
Jogos matemáticos 3o 4o 5oano-
Jogos matemáticos 3o 4o 5oano-Jogos matemáticos 3o 4o 5oano-
Jogos matemáticos 3o 4o 5oano-
 
Rotina do coordenador Pedagógico
Rotina do coordenador PedagógicoRotina do coordenador Pedagógico
Rotina do coordenador Pedagógico
 
Princípios e métodos de supervisão e orientação educacional oliveira e grispun
Princípios e métodos de supervisão e orientação educacional   oliveira e grispunPrincípios e métodos de supervisão e orientação educacional   oliveira e grispun
Princípios e métodos de supervisão e orientação educacional oliveira e grispun
 
Práticas na educação infantil
Práticas na educação infantilPráticas na educação infantil
Práticas na educação infantil
 
Pnaic mat caderno jogos_pg001-072
Pnaic mat caderno jogos_pg001-072Pnaic mat caderno jogos_pg001-072
Pnaic mat caderno jogos_pg001-072
 

Último

Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxOsnilReis1
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalJacqueline Cerqueira
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfAnaGonalves804156
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniCassio Meira Jr.
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 

Último (20)

Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 

Sequencia didática a casa das furunfunfelhas-141129113547-conversion-gate01

  • 1. A CASA DAS DEZ FURUNFUNFELHAS
  • 2. ESCOLA MUNICIPAL LINDA WAGNER GUSE PACTO PELAALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA PROFESSORA RITA DE CÁSSIA BECK DE OLIVEIRA ORIENTADORA: ROSE MEIRE VALDERRAMA Sequência didática partindo da obra: A CASA DAS DEZ FURUNFUNFELHAS de Gomes, Lenice editora Ática, 2010, 15ª edição. Indicado para 5º ano Nº alunos 20
  • 3. RESUMO DA OBRA O livro "A casa das dez Furunfunfelhas", da autora Lenice Gomes, fala sobre dez moças que moram em uma casa cheia de fitas; essas moças gostam de se sentar em roda da calçada para soltar seus nós de línguas (trava-línguas). Na história, cada furunfunfelhas fala o seu nó de língua, cada um mais engraçado que o outro; ao término de cada nó de língua, desaparece uma Furunfunfelha . No fim da história, aparecem mais dois personagens - o menino em cima do muro e o velho Félix com o seu fole velho nas costas. É muito bom ler este livro, ensina diversos nós de línguas e faz o leitor ter aquela curiosidade a cada vez que vira a página.
  • 4. 0BJETIVO GERAL Oportunizar, a partir da leitura, o amadurecimento dos processos matemáticos
  • 5. DIREITOS DE MATEMÁTICA UTILIZAR CAMINHOS PRÓPRIOS NA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO MATEMÁTICO, COMO CIÊNCIA E CULTURA CONSTRUÍDOS PELO HOMEM ATRAVÉS DOS TEMPOS, EM RESPOSTAA NECESSIDADE CONCRETAS E A DESAFIOS PRÓPRIOS DESSA CONSTRUÇÃO. PERCEBER A IMPORTÂNCIA DA UTILIZAÇÃO DE UMA LINGUAGEM SIMBÓLICA UNIVERSAL NA REPRESENTAÇÃO E MODELAGEM DE SITUAÇÕES MATEMÁTICAS COMO FORMA DE MATEMÁTICA. DESENVOLVER O ESPÍRITO INVESTIGATIVO, CRÍTICO E CRIATIVO, NO CONTEXTO DE SITUAÇÕES PROBLEMA, PRODUZINDO REGISTROS PRÓPRIOS E BUSCANDO DIFERENTES ESTRATÉGIAS DE SOLUÇÃO
  • 6. DIREITOS DE LINGUAGEM APRECIAR E USAR EM SITUAÇÃO SIGNIFICATIVAS OS GÊNEROS LITERÁRIOS DO PATRIMÔNIO CULTURAL DA INFÂNCIA, COMO PARLENDA, CANTIGAS, TRAVA-LÍNGUAS. PARTICIPAR DE SITUAÇÕES DE LEITURA/ESCRITA DE TEXTOS DESTINADOS A REFLEXÃO E DISCUSSÃO ACERCA DE TEMAS SOCIAIS RELEVANTES (NOTÍCIAS, REPORTAGENS, ARTIGOS DE OPINIÃO, CARTAS DE LEITORES, DEBATES, DOCUMENTÁRIO...)
  • 8. CONTEÚDOS MATEMÁTICA SISTEMA DE NUMERAÇÃO DECIMAL NÚMEROS ORDINAIS SEQUÊNCIA NUMÉRICA ADIÇÃO SUBTRAÇÃO
  • 9. CONTEÚDOS LINGUAGEM LEITURA PRODUÇÃO TEXTUAL ( SITUAÇÕES- PROBLEMAS) INTERPRETAÇÃO ADIVINHAS TRAVAS-LÍNGUAS
  • 10. ESTRATEGIA DIDATICA MATEMÁTICA Primeiro dia: • Leitura do texto em data show feita pelo educador; • Trabalho com os números ordinais, observando a sequência em que as Furunfunfelhas aparecem na história, relacionando-as às suas características; • Utilizar a centopéia (anexo 1) de números ordinais • Segundo dia • Conhecer os números ordinais, considerando-se as noções de lugar e sequência relacionados à ordem em que aparecem as personagens da narrativa. • Utilização da Centopéia com números ordinais • Terceiro dia • Promover 4 grupos com 5 integrantes e cada grupo proporá 1 problema matemático • Após esse momento os grupos deverão solucionar os problemas do outros grupo • Socializar os resultados • Quarto dia • Resolução da atividade 1, subtração e adição (Anexo 2) pelos grupos formados com o Disco mágico (anexo 3)
  • 11. ESTRATÉGIA DIDÁTICA Língua Portuguesa • Quinto dia • Leitura do texto individual silenciosa • Utilização cartões com trava-línguas para declamação em grupos (anexo 4 ) • Sexto dia • Adivinhas em grupos (Anexo 5) – Cada grupo perguntará uma adivinha para o outro grupo responder
  • 12. ESTRATÉGIA DIDÁTICA LÍNGUA PORTUGUESA Leitura - compreendendo-se como correlatos à leitura a decodificação do código escrito, leitura individual, em duplas e em grupos, processos de compreensão para pontuação e construção da entonação – enquanto momento de envolvimento, fruição e de trocas com os colegas.
  • 13. DESENVOLVIMENTO Antes de contar a história, ouvir os alunos sobre o que pensam que devam ser as “Furunfunfelhas”. Contação da história: “A casa das dez Furunfunfelhas” da autora Lenice Gomes (em anexo). Explorar com os alunos a narrativa com relação aos seus elementos constitutivos: quem é o autor, quem é o ilustrador, o que faz cada uma dessas pessoas... Qual é o grande desafio de cada Furunfunfelha? Quem é o seu Félix? - Em grupos, os alunos receberão cartões contendo os trava-línguas (em anexo). Cada cartão será lido e os alunos poderão brincar com esta possibilidade de leitura. Cada aluno escolherá qual trava-língua mais gostou para apresentar ao seu grupo. No caderno, cada aluno fará o registro do nome da história e do trava-língua que apresentou. Em casa, pesquisarão com os pais se eles conhecem outros trava-línguas, adivinhas ou brincadeiras de criança do folclore, trazendo-os para que sejam socializados com o grupo. Brincadeira com as adivinhações da história fazendo com que os alunos tentem descobrir as respostas (em anexo). Trabalho de compreensão e de produção a partir de elementos da obra (em anexo). Trabalho com os números ordinais, observando a sequência em que as Furunfunfelhas aparecem na história, relacionando-as às suas características. Há também a possibilidade de trabalhar com a lista de chamada da turma. Observar qual nome vem por primeiro,
  • 14. CENTOPÉIA DOS NÚMEROS ORDINAIS ANEXO 1 – CENTOPÉIA – NÚMEROS ORDINAIS
  • 15. AN
  • 16. JOGO E FOLHA DE REGISTRO – DISCO MÁGICO ANEXO 3 QUADRO DE REGISTRO
  • 18. ADIVINHAS ANEXO 5 - ADIVINHAS ADIVINHAS - PARTE 2
  • 19. AVALIAÇÃO OCORRERÁ DURANTE TODO O PROCESSO E MEDIANTE AS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS EM SALA.
  • 20. REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS A casa das dez furunfunfelhas http://despactando.blogspot.com.br/2014/04/direitos-de-aprendizagem-de- matematica.html http://pacto.mec.gov.br/2012-09-19-19-09-11 http://www.slideshare.net/fullscreen/pnaicdertsis/direitos-de-aprendizagem-de- lngua-portuguesa-1-ao-3-ano-23279878/1
  • 21. RELATÓRIO O PRIMEIRO DIA FOI MUITO INTERESSANTE QUANDO APRESENTEI A CAPA DO LIVRO , POIS AS CRIANÇAS SE INTERESSARAM PRINCIPALMENTE POR CAUSA DA PALAVRA FUNFUNFELHAS E LOGO QUERIAM SABER O QUE SIGNIFICAVA ESSA PALAVRA. ENTÃO PROPUS UMAATIVIDADE DEPOIS DA LEITURA QUE CADA UM EXPRESSASSE O QUE PODERIA SER “FURUNFUNFELHAS FOI MUITO INTERESSANTE A ATIVIDADE . DEPOIS DE FALAREM O QUE PENSAVAM, COLOQUEI UM CARTAZ NO CHÃO PARA QUE CADA UM ESCREVESSE UMA PALAVRA EXPRESSANDO ESSE SGNIFICADO, CONFORME FIGURAS ABAIXO:
  • 22.
  • 23.
  • 24. RELATÓRIO DA AULA No segundo dia lemos novamente o livro no intuito de famializarem mais com a história. E então após a leitura solicitei que me relatassem inícios da matematica na história, ou seja que relação havia entre a leitura e a matematica. Entao passaram a me relatar que viram sequencia numérica, quando apareciam cada furunfunfelha. Depois outros disseram que havia os números de páginas no livro, outros ainda perceberam a existência de adição e subtração quando adicionava na sequencia as furunfunfelhas e depois quando ia sumindo cada uma delas. Outra criança disse sobre o sistema de numeração com base dez por causa do numero de furunfunfelhas. Enfim eu perguntei se ainda havia algo, mas ninguem percebeu o aparecimento dos números ordinais. Passeia mostrar a eles entao a difernaça entre os numeros ordinais e os cardinais. Entrguei a cada um um numero ordinal e um cardinal, ao finaç solicitei que se organizassem conforme os numeros que tinham, houve certa confusao em organizarem, porem logo conseguiram. Percebi apenas a dificuldade de entenderam a leitura dos ordinais, pis em vez de falaram (1º primeiro, 2º segundo) diziam um, dois.....etc... Percebi entao que tinham certa dificuldade de entender o que é cardinal e ordinal. Expliquei fazendo a demonstração ladoa lado com a centopeia conforme fotos ao lado
  • 27. TERCEIRO DIA Iniciamos novamente a aula com a leitura da obra, após a sala ser dividida em grupos (6 grupos com 3 e 4 pessoas). Após a leitura feita por mim, coloquei folhas de sulfite coloridas para os grupos elaborarem situações problemas relacionadas a história das furunfunfelhas. Disse a eles que deveriam elaborar a questão para que outro grupo resolvesse o problema. No início tiveram dificuldades de compreender o que seria situação-problema. Expliquei, pois estavam confundindo com cálculos propriamente dito. A partir daí eles passaram a empenhar-se muito em elaborar os problemas. Achei muito interessante a atividade porque todos se empenharam muito em elaborar essas situações de modo que a outra equipe que seria contemplada com o problema ficaria mesmo desafiada. Depois desse momento , trocamos as folhas e novamente todo o grupos demonstrou muito interesse em desenvolver a atividade. O que mais me chamou a atenção em toda essa tarefa foi que os alunos ficaram o tempo todo atentos a atividade, de modo que a indisciplina foi trocada pelo interesse de ser desafiado, vencer e promover desafio aos colegas.
  • 28. EMPENHO EM LUGAR DA INDISCIPLINA
  • 29. ORGANIZAÇÃO GRUPOS EMPENHO – ELABORAÇÃO PROBLEMAS
  • 31. SITUAÇÕES - PROBLEMAS ATIVIDADE EM GRUPO ATIVIDADE EM GRUPO
  • 33. QUARTO DIA No dia anterior havia deixado como tarefa para os grupos previamente organizados, trazerem como desafio trava-línguas e adivinhas como atividade individual e em grupo
  • 34. QUINTO DIA Organização do material para o jogo do “Disco mágico”
  • 36. A CASA DAS DEZ FURUNFUNFELHAS
  • 37. Está vendo aquela casa cheia de fitas? É a casa das dez Furunfunfelhas. Nela tem uma placa: Esta casa está ladrilhada. Quem a desladrilhará? O desladrilhador. Quem a desladrilhar Bom desladrilhador será. As irmãs Furunfunfelhas, sempre muito animadas, gostam de se reunir numa grande roda na calçada e, assim, vão soltando seus nós da língua. A primeira Furunfunfelha, muito senhora de si, fala: - Fui ao cinema – nema – nema Ver um filme chato – chato – chato – chato. Era de cachorro – osso – osso – osso, Tinha carrapato – pato – pato – pato Deu um tangolomango nela, não ficaram senão nove Furunfunfelhas. A segunda Furunfunfelha, com o nariz arrebitado, tropeça aqui, tropeça lá, brinca:
  • 38. - A aranha arranha a rã, A rã arranha a aranha, A rã não arranha a aranha Nem a aranha arranha a rã. Deu um tangolomango nela, não ficaram senão oito Furunfunfelhas. A terceira Furunfunfelha, se sacudindo de contente, melodia: - Maria – mole é molenga. Se não é molenga, não é Maria – mole. É coisa malemolente, nem mala, nem mola, nem Maria, nem mole. Deu um tangolomango nela, não ficaram senão sete Furunfunfelhas. A quarta Furunfunfelha, para lá de Chiquita Bacana, cantarola: - Esta burra trota, trota, trota. A burra trota, trinca a murta brota, brota a murta ao pé da porta.
  • 39. Deu um tangolomango nela, não ficaram senão seis Furunfunfelhas. A quinta Furunfunfelha, com ares de que tudo sabe, tagarela: - Se cada um vai à casa de cada um, é porque cada um quer que cada um lá vá. Se cada um não fosse à casa de cada um é porque cada um não queria que cada um fosse lá. Deu um tangolomango nela, não ficaram senão cinco Furunfunfelhas. A sexta Furunfunfelha, com sua saia rendada, profetiza: - Alice disse que eu disse que o que ela disse era um poço de tolice. Mas eu disse que ela disse que eu disse o que ela disse. E quem fez o disse não disse foi a Dona Berenice.
  • 40. Deu um tangolomango nela, não ficaram senão quatro Furunfunfelhas. A sétima Furunfunfelha, magricela que só ela, anuncia: - O princípio principal do príncipe principia principalmente no princípio principesco da princesa Deu um tangolomango nela, não ficaram senão três Furunfunfelhas. A oitava Furunfunfelha, dando nozinhos no cabelo, fofoca: - Maria é de Jaguamimbaba, mas seu marido é de Jaguamambabi.Ela é boa cozinheira e sempre diz que farofa feita com farinha fofa faz uma fofoca feia. Deu um tangolomango nela, não ficaram senão duas Furunfunfelhas. A nona Furunfunfelha, com os olhos brilhantes, revela: - Três bruxas olham para três relógios Swatch. Qual bruxa olha para qual relógio Swatch? Essa Furunfunfelha era metida a gringa:
  • 41. - Threee witches watch three Swatch watches. Which witch watches which Swatch watch? Deu um tangolomango nela, não ficou senão uma Furunfunfelha. A décima Furunfunfelha, metida a elegante no seu salto fino, rima: - No alto daquela serra está uma pega a papar a fava. A pega papa a fava para a fava não papar a pega. Deu um tangolomango nela, não ficou nenhuma Furunfunfelha. A rua ficou muda. (...) De repente, um menino em cima do telhado, de onde tudo observava, grita: - Lá vem o velho Félix com o fole velho nas costas. Tanto fagulha o velho Félix, como o fole do velho Félix fagulha
  • 42. O velho Félix se desmancha em sorrisos! Ele vem acordar as dez Furunfunfelhas com seu fole. Todo mundo sabe que elas morrem de amores pelo Félix. E do fole fagulham adivinhas. A cada adivinha descoberta uma Furunfunfelha despertará. - O que é, o que é... “Eu a vi viva, eu a vi morta, Eu a vi correr Depois de morta.” (a folha) “Aqui estão muitas irmãs. Levam anos no mar e ainda não sabem nadar.” (a areia) “Irmão e irmã são e jamais juntos estão. Quando ele vem, ela vai, e, se ela chega, ele sai.” (o dia e a noite) E, com isso, acordaram cinco Furunfunfelhas meio sonolentas. Entusiasmadas com o velho Félix, começam a dizer:
  • 43. “São três irmãs numa casa: uma foge sem querer, uma quer ir e não pode, outra fica até morrer.” (a fumaça, a labareda e a brasa) “Seu botão ninguém aperta, seu perfume ninguém vende, sua cor não é pintura, sua beleza surpreende.” (a flor) “Duas bolas coloridas carregam um brilho profundo. São como duas janelas mostrando a vida e o mundo.” (os olhos) “Brilha, mas não é joia, boia redonda e nua, Cresce e desaparece, durante a noite flutua.” (a lua) As outras cinco Furunfunfelhas vão acordando. E Félix, envolvido no jogo, recomeça a tocar o fole:
  • 44. “Umas vão e outras vêm. Debaixo do céu se mantêm.” (as nuvens) “Amarelo é meu centro, branca sou ao redor, me consultam os namorados, quando apareço na primavera.” (a margarida) “Quando eu te vejo, me vês, quando me vês, eu te vejo e não aparento ser feio.” (o espelho) “Somos sete e todas nós boa harmonia formamos. Os nossos nomes dependem do lugar que ocupamos.” (as notas musicais) E, deixando o fole de lado, o velho Félix foi experimentar estes desenrolares tão conhecidos das dez irmãs
  • 45. - Era uma vez um cantador Furunfunfor, triunfunfor, miserincuntor Que foi à cantoria Furunfunfaça, triunfunfaça, misteriofunfaça E se enamorou por uma Furunfunfelha, triunfunfelha, misteriofunfelha E elas olham uma para a outra e pensam: “será comigo ou com ela?”. E as Furunfunfelhas vão cercando o velho Félix... A quem Félix vai dar o coração? Deu um tangolomango nele, e perguntaram as dez irmãs: - O que é uma coisa que se quebra a falar? (o segredo ou o silêncio) - O velho Félix acorda e toma de novo seu fole. - O menino no telhado aplaude aquela animação. - E as Furunfunfelhas desatam as línguas: - Não sei se é fita, não sei se é fato, o fato é que o velho Félix nos fita mesmo de fato