SENAI MURIAÉ - CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL
CÉZAR AUGUSTO BIANCHI BOTARO
GERENCIAMENTO DE TEMPO DO PROJETO
Discente: Ví...
SENAI MURIAÉ - CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL
CÉZAR AUGUSTO BIANCHI BOTARO
GERENCIAMENTO DE TEMPO DO PROJETO
Trabalho apr...
3
1. INTRODUÇÃO (CAIXA ALTA – FONTES TIMES OU ARIAL – TAM. 12 –
NEGRITO) Cada título se inicia numa nova página.
(01 espaç...
4
2. GERENCIAMENTO DO TEMPO DO PROJETO
O gerenciamento do tempo é a utilização de métodos para realização de determinada
a...
5
A decomposição divide e subdivide o escopo do projeto e suas entregas em partes
menores, assim deixando mais fáceis de g...
6
O benefício deste processo é que, no término dele, o resultado é um cronograma com
datas para a conclusão das atividades...
7
- Todo o texto deve ser formatado em espaçamento de 1,5, deixando sempre 1 espaço entre os
títulos e parágrafos.
- Fonte...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Teste

56 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
56
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Teste

  1. 1. SENAI MURIAÉ - CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL CÉZAR AUGUSTO BIANCHI BOTARO GERENCIAMENTO DE TEMPO DO PROJETO Discente: Vítor Costa Xavier Muriaé 2015
  2. 2. SENAI MURIAÉ - CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL CÉZAR AUGUSTO BIANCHI BOTARO GERENCIAMENTO DE TEMPO DO PROJETO Trabalho apresentado na disciplina de Desenvolvimento de Projetos, do Curso Técnico em Logística do SENAI Muriaé – Centro de Formação Profissional Cézar Augusto Bianchi Botaro, como requisito parcial para aprovação na disciplina. Discente: Vítor Costa Xavier Instrutor: Anna Carolline de O. Barbosa Abreu Muriaé 2015
  3. 3. 3 1. INTRODUÇÃO (CAIXA ALTA – FONTES TIMES OU ARIAL – TAM. 12 – NEGRITO) Cada título se inicia numa nova página. (01 espaço de 1,5 entre o título e palavras) Na introdução deve ser apresentado o trabalho, ou seja, deve-se falar de forma geral e convidativa sobre o que consiste o trabalho, num texto de aproximadamente 10 a 15 linhas. Lembre-se que o texto é sempre na primeira pessoa do plural (nós). Ex) Faremos, iremos, etc. Ao terminar seu trabalho, releia a Introdução e otimize-a.
  4. 4. 4 2. GERENCIAMENTO DO TEMPO DO PROJETO O gerenciamento do tempo é a utilização de métodos para realização de determinada atividade dentro do tempo desejado, assim permitindo-se ter uma noção do tempo gasto até o término da atividade. O gerenciamento do tempo do projeto não é uma única atividade, e sim várias. Essas atividades podem ser chamadas de processos. 2.1. Processos do gerenciamento do tempo do projeto Quem gerencia o tempo do projeto tem que ter cautela para não cometer nenhum erro, pois um erro no gerenciamento do tempo no início do projeto pode afetar o final do mesmo. Por exemplo, se um indivíduo demora a iniciar o segundo processo, pode ser que não consiga terminá-lo dentro do prazo estipulado, e assim adiará o início dos outros processos. O gerenciamento do tempo do projeto é dividido em sete processos que interagem entre si e com os de outras áreas de conhecimento. Os processos são: planejar o gerenciamento do cronograma, definir as atividades, sequenciar as atividades, estimar os recursos das atividades, estimar as durações das atividades, desenvolver o cronograma e controlar o cronograma. (PMBOK, 2014) 2.1.2. Planejar o gerenciamento do cronograma O processo de planejamento do gerenciamento do cronograma estabelece as políticas, os procedimentos e toda a documentação para o projeto. Um projeto precisa ter documentação para o planejamento, desenvolvimento, gerenciamento, execução e controle do cronograma. (PMBOK, 2014) Após a conclusão do planejamento do gerenciamento do cronograma, obtém-se instruções e orientações de como o cronograma do projeto poderá ser gerenciado. 2.1.3. Definir as atividades O processo de definição das atividades é aquele em que vai ser identificada e feita a documentação de determinadas ações a serem realizadas para produzir as entregas do projeto. (PMBOK,2014) A decomposição é uma técnica utilizada na definição de atividades para facilitar a realização das mesmas.
  5. 5. 5 A decomposição divide e subdivide o escopo do projeto e suas entregas em partes menores, assim deixando mais fáceis de gerenciar. (PMBOK,2014) Este processo traz o benefício de fornecer estimativa, programação, execução, monitoramento e controle dos trabalhos do projeto. 2.1.4. Sequenciar as atividades O processo de sequenciamento das atividades faz a identificação e documentação entre as atividades do projeto. A função do processo de sequenciar as atividades é analisar a situação antes da próxima etapa ou próximo processo, e conferir se tudo sai como o planejado. Além deste, traz outro benefício, o de poder definir a sequência lógica do trabalho, e assim obter o mais alto nível de eficiência em face de todas as restrições do projeto. (PMBOK,2014) 2.1.5. Estimar os recursos das atividades O processo de estimação de recursos das atividades realiza as estimativas de tudo que estará envolvido na atividade. O que estão envolvidos nas atividades são as quantidades e tipos de materiais, equipamentos ou suprimentos e as pessoas. Este processo mostra todos os dados necessários para a conclusão da atividade, que são: os tipos, quantidades e características dos recursos que serão necessários, assim permitindo fazer uma estimativa mais exata dos custos e da duração da atividade. (PMBOK,2014) 2.1.6. Estimar as durações das atividades O processo de estimativas das durações das atividades realiza a estimativa do número de períodos de trabalho que serão necessários para terminar determinada atividade dentro do prazo e com os recursos disponíveis. (PMBOK,2014) Este processo passa a informação de quanto tempo é necessário para concluir cada atividade, e por isso é considerado de extrema importância em um projeto. 2.1.7. Desenvolver o cronograma O processo de desenvolvimento do cronograma visa criar o modelo do cronograma do projeto, através da análise de sequências das atividades, suas durações, recursos necessários e restrições do cronograma. (PMBOK, 2014)
  6. 6. 6 O benefício deste processo é que, no término dele, o resultado é um cronograma com datas para a conclusão das atividades do projeto. 2.1.8. Controlar o cronograma O processo de controle do cronograma faz o monitoramento das atividades do projeto para atualização no seu processo, e assim fazer o gerenciamento das mudanças feitas para realizar o planejado. (PMBOK, 2014) Este processo permite reconhecer se houve algum desvio durante a realização das atividades, o que não permite alcançar o objetivo; e permite tomar ou criar alguma medida preventiva, para diminuição dos riscos. 3. CONSIDERAÇÕES FINAIS Um projeto deve ter um bom gerenciamento do tempo, porque é o gerenciamento do tempo que realiza as estimativas de quanto tempo vai durar o projeto, e quanto tempo cada atividade ou etapa tem para ser concluída. E como dito antes, se algum imprevisto atrasar o término das atividades ou etapas, com certeza irá adiar o início das mesmas no próximo processo. E tal atraso pode causar um adiamento na data de entrega do projeto. O gerenciamento do tempo identifica com antecedência os riscos de atraso no projeto e disponibiliza um maior controle sobre eles, possibilitando utilizar métodos para amenizar o impacto destes riscos durante e no término do projeto. Caso não identificados os riscos podem causar um grande impacto no fim do projeto e trazer um resultado negativo. Contudo, podemos perceber o quanto é importante saber gerenciar cada etapa do projeto. E que um projeto deve ser dividido e subdividido em partes menores, para poder ser gerenciado de forma mais fácil e eficaz. 8. REFERÊNCIAS Um guia de Conhecimento em Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK). 5.ed. em português.Pennsylvania: Project Management Institute, 2014. FORMATAÇÃO
  7. 7. 7 - Todo o texto deve ser formatado em espaçamento de 1,5, deixando sempre 1 espaço entre os títulos e parágrafos. - Fontes e Título de Figuras, Livros listados nas referências e na bibliografia consultada e citações diretas longas devem vir com espaçamento simples. - Para as figuras pular sempre 03 linhas no espaçamento simples entre a fonte da figura e o próximo parágrafo ou título. - Entre os títulos dos livros pular sempre 01 linha. - O layout da página deve ser configurado da seguinte forma: Margens: Superior: 3,0 Inferior: 2,0 Esquerda: 3,0 Direita: 2,0 Layout: Cabeçalho: 2,0 Rodapé: 0,5 - Todo o texto deve ser justificado. - Todo início de parágrafo deve receber recuo (TAB). - Para citações diretas (trecho do autor na íntegra) usa-se recuo de 7,0. Tamanho da fonte 10 e espaçamento simples. -Para citações indiretas (trecho do autor, porém com suas palavras): Segundo FREIRE, Paulo (2009), fazer a citação, porém com suas palavras. - Para nome de discente e orientador e finalidade do trabalho na capa usa-se recuo de 7,0. Numeração das páginas: - A partir da folha de rosto devem-se contar as páginas sequencialmente, mas essas não devem ser enumeradas. As páginas serão enumeradas a partir da primeira folha da parte textual, que corresponde à introdução. - A enumeração deverá ser colocada à direita, no canto inferior da página, em algarismos arábicos (2 cm da borda inferior). - Os anexos devem ser enumerados de forma contínua. Antes de iniciar seu projeto, utilize o comando “salvar como”, para que não perca este arquivo com dicas. Antes de imprimir seu projeto, utilize o comando “salvar como” e no “tipo” selecione “PDF”, para que seu trabalho não desconfigure.

×