SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 26
REFORMA
ORTOGRÁFICA!
PROF. VALDIMIRO CARDOSO
A partir de 2009 entrou em vigor a
reforma ortográfica que torna a língua
portuguesa um idioma único.
Acordo ortográfico da
língua portuguesa
Pasquale Cipro Neto
MEIA-SOLA ORTOGRÁFICA
"Sou contra o acordo. Sei que
isso é um tiro no próprio pé,
pois, se o acordo passar, vou
ser chamado para fazer
muitas palestras. Mas não
quero esse dinheiro, não. Com
outro espírito, outra
proposta, uma unificação
talvez fosse possível. Mas
esta é uma reforma meia-
sola, que não unifica a escrita
de fato e mexe mal em
pontos como o acento
diferencial. Vamos enterrar
dinheiro em uma mudança que
não trará efeitos positivos."
Lya Luft
SIMPLES E CIVILIZADA
"A unificação já devia ter
ocorrido antes. É uma medida
civilizada. A diferença na
escrita dos países que falam
português atrapalha o
intercâmbio econômico e
editorial. Como toda reforma,
essa proposta tem suas
falhas. Mas acho ótimo, por
exemplo, o fim do trema. Sou
a favor de tudo que vai no
sentido da simplificação."
Lya Luft, escritora, autora de Perdas &
Ganhos e colunista de VEJA
Mudanças relacionadas à
acentuação
Tipo de
palavra
Quando
acentuar
Como era Como
ficou
Proparoxí -
tonas
Sempre Simpático
Sólido
Cômodo
Continua
tudo igual
Tipo de
palavra
Quando
acentuar
Como era Como ficou
Paroxítonas Regra
contrária
à regra
das
oxítonas.
Fácil
Táxi
Tênis
Cárie
Continua
tudo igual.
Tipo de
palavra
Quando
acentuar
Como era Como ficou
Oxítonas Se
terminadas
em: A, AS,
E, ES, O,
OS, EM,
ENS
Avô
Refém
Armazém
Vatapá
Continua
tudo igual
Tipo de
palavra
Quando
acentuar
Como era Como ficou
Monossí -
labos
tônicos
terminados
em A, AS,
E,
ES, O,OS
vá, pás, pé,
mês, pó,
pôs
Continua
tudo igual
Tipo de
palavra
Quando
acentuar
Como
era
Como ficou
Ditongos
abertos em
palavras
paroxítonas
Ei, OI idéia,
colméia,
bóia,
heróico
Essa regra
desapareceu
para
palavras
paroxítonas.
Escreve-se
agora ideia,
colmeia,
heroico,
boia,
debiloide...
Tipo de
palavra
Quando
acentuar
Como era Como ficou
Ditongos
abertos
em
palavras
oxítonas
ÉIS,
ÉU(S),
ÓI(S)
papéis,
herói,
heróis,
troféu,
céu, mói...
Continua
tudo igual
Tipo de
palavra
Quando
acentuar
Como era Como ficou
Í e Ú em
palavras
oxítonas e
paroxítonas
Í e Ú levam
acento se
estiverem
sozinhos na
sílaba (hiato)
ou se forem
seguidos de s.
saída, saúde,
miúdo, aí,
Araújo, Esaú,
Luís, Itaú,
baús, Piauí,
baiúca,
bocaiúva,
feiúra...
Esta regra é
nova: nas
paroxítonas, o i
e u não serão
mais acentuados
se vierem depois
de um ditongo:
baiuca, bocaiuva,
feiura.
Mas, se, nas
oxítonas, mesmo
com ditongo, o i
e u estiverem no
final, haverá
acento: Piauí,
teiú.
Tipo de
palavra
Quando
acentuar
Como era Como ficou
ôo (s),
êem
vôo, zôo,
enjôo, vêem,
abençôo,
lêem, magôo,
perdôo...
Esta regra
desapareceu
Agora se
escreve: zoo,
perdoo veem,
magoo, voo,
leem...
Acento diferencial
• Não se usa mais o acento que diferenciava
os pares pára/para, péla(s)/ pela(s),
pêlo(s)/pelo(s), pólo(s)/polo(s) e pêra/pera.
Como era Como fica
Ele pára o carro Ele para o carro
Ele foi ao pólo Norte Ele foi ao polo Norte
Ele gosta de jogar pólo Ele gosta de jogar polo
Esse gato tem pêlos brancos Esse gato tem pelos...
Comi uma pêra Comi uma pera
Quando permanece o acento
diferencial???
• Permanece o acento diferencial em
pôde/pode. Pôde é a forma do passado
do verbo poder (pretérito perfeito do
indicativo), na 3a pessoa do singular.
Pode é a forma do presente do indicativo,
na 3a pessoa do singular.
Ontem, ele não pôde sair
mais cedo, mas hoje ele pode.
Permanece o acento
diferencial em pôr/por.
Pôr é verbo.
Por é preposição.
Vou pôr o livro na estante
que foi feita por mim.
Permanecem os acentos que diferenciam o
singular do plural dos verbos ter e vir, assim
como de seus derivados (manter, deter,
reter, conter, convir, intervir, advir etc.)
Ele tem dois carros. / Eles têm dois carros.
Ele vem de Sorocaba. / Eles vêm de Sorocaba.
Ele mantém a palavra. / Eles mantêm a palavra.
Ele convém aos estudantes.
Eles convêm aos estudantes.
Ele detém o poder.
Eles detêm o poder.
Ele intervém em todas as aulas.
Eles intervêm em todas as aulas.
Emprego do hífen
1.Prefixo terminado em vogal:
• Sem hífen diante de vogal diferente:
autoescola, antiaéreo.
• Sem hífen diante de consoante diferente de r e s:
anteprojeto, semicírculo.
• Sem hífen diante de r e s. Dobram-se essas letras:
antirracismo, antissocial, ultrassom, contrarreforma.
• Com hífen diante de mesma vogal:
contra-ataque, micro-ondas.
2. Prefixo terminado em
consoante
• Com hífen diante de mesma consoante:
inter-regional, sub-bibliotecário.
• Sem hífen diante de consoante diferente:
intermunicipal, supersônico.
• Sem hífen diante de vogal: interestadual,
superinteressante, superexigente...
Observações
1. Com o prefixo sub, usa-se o hífen também
diante de palavra iniciada por r:
sub-região, sub-raça, etc.
Palavras iniciadas por h perdem essa letra e
juntam-se sem hífen:
subumano, subumanidade.
2. Com os prefixos circum e pan,
usa-se o hífen diante de palavra
iniciada por m, n e vogal:
circum-navegação, pan-americano
3. O prefixo co aglutina-se em geral
com o segundo elemento, mesmo quando
este se inicia por o:
coobrigação, coordenar, cooperar,
cooperação, cooptar, coocupante
4. Com o prefixo vice, usa-se sempre o
hífen:
vice-rei, vice-almirante
5. Não se deve usar o hífen em
certas palavras que perderam a
noção de composição, como
girassol, madressilva,
mandachuva, pontapé,
paraquedas, paraquedista etc.
6. Com os prefixos ex, sem, além,
aquém, recém, pós, pré, pró, usa-
se sempre o hífen:
ex-aluno, sem-terra, além-mar,
aquém-mar, recém-casado, pós-
graduação, pré-vestibular,
pró-europeu.
Bibliografia
• TUFANO, Douglas. Guia prático da nova
ortografia: saiba o que mudou na
ortografia brasileira. Editora
Melhoramentos, 2008.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a acordo-ortogrfico.ppt

Acordo ortográfico slides
Acordo ortográfico slidesAcordo ortográfico slides
Acordo ortográfico slideshomago
 
Novas regras ortograficas
Novas regras ortograficasNovas regras ortograficas
Novas regras ortograficasJorgelgl
 
Guia prático nova ortografia pg10
Guia prático   nova ortografia pg10Guia prático   nova ortografia pg10
Guia prático nova ortografia pg10kisb1337
 
Regras ortograficas (1)
Regras ortograficas (1)Regras ortograficas (1)
Regras ortograficas (1)Sonia Beth
 
Reforma OrtográFica
Reforma OrtográFicaReforma OrtográFica
Reforma OrtográFicaguest5a4e95d
 
Reforma OrtográFica
Reforma OrtográFicaReforma OrtográFica
Reforma OrtográFicaguest5a4e95d
 
Reforma ortográfica -Enem-Neo
Reforma ortográfica -Enem-NeoReforma ortográfica -Enem-Neo
Reforma ortográfica -Enem-Neoneocontextual
 
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01MkrH Uniesp
 
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01MkrH Uniesp
 
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01MkrH Uniesp
 
Português sem complicação dominando a nova ortografia
Português sem complicação   dominando a nova ortografiaPortuguês sem complicação   dominando a nova ortografia
Português sem complicação dominando a nova ortografiaPaulo Vitor Carneiro
 

Semelhante a acordo-ortogrfico.ppt (20)

Acordo ortográfico slides
Acordo ortográfico slidesAcordo ortográfico slides
Acordo ortográfico slides
 
REFORMA_ORTOGRAFICA[1].ppt
REFORMA_ORTOGRAFICA[1].pptREFORMA_ORTOGRAFICA[1].ppt
REFORMA_ORTOGRAFICA[1].ppt
 
Guia prático nova ortografia
Guia prático   nova ortografiaGuia prático   nova ortografia
Guia prático nova ortografia
 
Novas regras ortograficas
Novas regras ortograficasNovas regras ortograficas
Novas regras ortograficas
 
Guia prático nova ortografia pg10
Guia prático   nova ortografia pg10Guia prático   nova ortografia pg10
Guia prático nova ortografia pg10
 
Regras ortograficas (1)
Regras ortograficas (1)Regras ortograficas (1)
Regras ortograficas (1)
 
Reforma OrtográFica
Reforma OrtográFicaReforma OrtográFica
Reforma OrtográFica
 
Natacha
NatachaNatacha
Natacha
 
Natacha
NatachaNatacha
Natacha
 
Nova Ortografia
Nova OrtografiaNova Ortografia
Nova Ortografia
 
Guia prático da nova ortografia
Guia prático da nova ortografiaGuia prático da nova ortografia
Guia prático da nova ortografia
 
Reforma OrtográFica
Reforma OrtográFicaReforma OrtográFica
Reforma OrtográFica
 
Nova ortografia
Nova ortografiaNova ortografia
Nova ortografia
 
Nova ortografia
Nova ortografiaNova ortografia
Nova ortografia
 
Reforma ortográfica -Enem-Neo
Reforma ortográfica -Enem-NeoReforma ortográfica -Enem-Neo
Reforma ortográfica -Enem-Neo
 
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
 
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
 
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
 
Português sem complicação dominando a nova ortografia
Português sem complicação   dominando a nova ortografiaPortuguês sem complicação   dominando a nova ortografia
Português sem complicação dominando a nova ortografia
 
PEX- Novo Acordo Ortográfico
PEX- Novo Acordo OrtográficoPEX- Novo Acordo Ortográfico
PEX- Novo Acordo Ortográfico
 

Mais de Valdimiro Cardoso

1ª ano -Fonética e Fonologia.pdf
1ª ano -Fonética e Fonologia.pdf1ª ano -Fonética e Fonologia.pdf
1ª ano -Fonética e Fonologia.pdfValdimiro Cardoso
 
3ª ano - As preposições e sua construção de sentidos no texto..pdf
3ª ano - As preposições e sua construção de sentidos no texto..pdf3ª ano - As preposições e sua construção de sentidos no texto..pdf
3ª ano - As preposições e sua construção de sentidos no texto..pdfValdimiro Cardoso
 
Politica-de-Diversidade_Instituto_Natura_2019.pdf
Politica-de-Diversidade_Instituto_Natura_2019.pdfPolitica-de-Diversidade_Instituto_Natura_2019.pdf
Politica-de-Diversidade_Instituto_Natura_2019.pdfValdimiro Cardoso
 
a saude do idoso e o processo de envelhecimento.ppt
a saude do idoso e o processo de envelhecimento.ppta saude do idoso e o processo de envelhecimento.ppt
a saude do idoso e o processo de envelhecimento.pptValdimiro Cardoso
 
Representação lexical do sujeito da oração..ppt
Representação lexical do sujeito da oração..pptRepresentação lexical do sujeito da oração..ppt
Representação lexical do sujeito da oração..pptValdimiro Cardoso
 
Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519
Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519
Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519Valdimiro Cardoso
 
Apostila de licitacoes_e_contratos_administrativos cgu (1)
Apostila de licitacoes_e_contratos_administrativos cgu (1)Apostila de licitacoes_e_contratos_administrativos cgu (1)
Apostila de licitacoes_e_contratos_administrativos cgu (1)Valdimiro Cardoso
 
D.04.14.35 edital para exame online cpa-10 e atualiza -o
D.04.14.35   edital para exame online cpa-10 e atualiza -oD.04.14.35   edital para exame online cpa-10 e atualiza -o
D.04.14.35 edital para exame online cpa-10 e atualiza -oValdimiro Cardoso
 

Mais de Valdimiro Cardoso (15)

1ª ano -Fonética e Fonologia.pdf
1ª ano -Fonética e Fonologia.pdf1ª ano -Fonética e Fonologia.pdf
1ª ano -Fonética e Fonologia.pdf
 
8-interpretacao.ppt
8-interpretacao.ppt8-interpretacao.ppt
8-interpretacao.ppt
 
3ª ano - As preposições e sua construção de sentidos no texto..pdf
3ª ano - As preposições e sua construção de sentidos no texto..pdf3ª ano - As preposições e sua construção de sentidos no texto..pdf
3ª ano - As preposições e sua construção de sentidos no texto..pdf
 
Politica-de-Diversidade_Instituto_Natura_2019.pdf
Politica-de-Diversidade_Instituto_Natura_2019.pdfPolitica-de-Diversidade_Instituto_Natura_2019.pdf
Politica-de-Diversidade_Instituto_Natura_2019.pdf
 
a saude do idoso e o processo de envelhecimento.ppt
a saude do idoso e o processo de envelhecimento.ppta saude do idoso e o processo de envelhecimento.ppt
a saude do idoso e o processo de envelhecimento.ppt
 
GABARITOENEM1DIA.pdf
GABARITOENEM1DIA.pdfGABARITOENEM1DIA.pdf
GABARITOENEM1DIA.pdf
 
SIMULADOENEM1DIA.pdf
SIMULADOENEM1DIA.pdfSIMULADOENEM1DIA.pdf
SIMULADOENEM1DIA.pdf
 
2ano_machado_de_assis.ppt
2ano_machado_de_assis.ppt2ano_machado_de_assis.ppt
2ano_machado_de_assis.ppt
 
Representação lexical do sujeito da oração..ppt
Representação lexical do sujeito da oração..pptRepresentação lexical do sujeito da oração..ppt
Representação lexical do sujeito da oração..ppt
 
Analisedetexto2017
Analisedetexto2017Analisedetexto2017
Analisedetexto2017
 
Enem literatura
Enem  literaturaEnem  literatura
Enem literatura
 
Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519
Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519
Verbos e-vozes-verbais-ii2610201119519
 
Apostila de licitacoes_e_contratos_administrativos cgu (1)
Apostila de licitacoes_e_contratos_administrativos cgu (1)Apostila de licitacoes_e_contratos_administrativos cgu (1)
Apostila de licitacoes_e_contratos_administrativos cgu (1)
 
D.04.14.35 edital para exame online cpa-10 e atualiza -o
D.04.14.35   edital para exame online cpa-10 e atualiza -oD.04.14.35   edital para exame online cpa-10 e atualiza -o
D.04.14.35 edital para exame online cpa-10 e atualiza -o
 
Cpa 10
Cpa 10Cpa 10
Cpa 10
 

Último

Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfmaria794949
 
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - FalamansaMary Alvarenga
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assisbrunocali007
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdfPLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdfLUCASAUGUSTONASCENTE
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptxlucioalmeida2702
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfcarloseduardogonalve36
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalcarlaOliveira438
 
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptParticular
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxMartin M Flynn
 

Último (20)

Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdfPLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.pptAula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
Aula 5 - Fluxo de matéria e energia nos ecossistemas.ppt
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
 

acordo-ortogrfico.ppt

  • 2. A partir de 2009 entrou em vigor a reforma ortográfica que torna a língua portuguesa um idioma único.
  • 4. Pasquale Cipro Neto MEIA-SOLA ORTOGRÁFICA "Sou contra o acordo. Sei que isso é um tiro no próprio pé, pois, se o acordo passar, vou ser chamado para fazer muitas palestras. Mas não quero esse dinheiro, não. Com outro espírito, outra proposta, uma unificação talvez fosse possível. Mas esta é uma reforma meia- sola, que não unifica a escrita de fato e mexe mal em pontos como o acento diferencial. Vamos enterrar dinheiro em uma mudança que não trará efeitos positivos."
  • 5. Lya Luft SIMPLES E CIVILIZADA "A unificação já devia ter ocorrido antes. É uma medida civilizada. A diferença na escrita dos países que falam português atrapalha o intercâmbio econômico e editorial. Como toda reforma, essa proposta tem suas falhas. Mas acho ótimo, por exemplo, o fim do trema. Sou a favor de tudo que vai no sentido da simplificação." Lya Luft, escritora, autora de Perdas & Ganhos e colunista de VEJA
  • 6. Mudanças relacionadas à acentuação Tipo de palavra Quando acentuar Como era Como ficou Proparoxí - tonas Sempre Simpático Sólido Cômodo Continua tudo igual
  • 7. Tipo de palavra Quando acentuar Como era Como ficou Paroxítonas Regra contrária à regra das oxítonas. Fácil Táxi Tênis Cárie Continua tudo igual.
  • 8. Tipo de palavra Quando acentuar Como era Como ficou Oxítonas Se terminadas em: A, AS, E, ES, O, OS, EM, ENS Avô Refém Armazém Vatapá Continua tudo igual
  • 9. Tipo de palavra Quando acentuar Como era Como ficou Monossí - labos tônicos terminados em A, AS, E, ES, O,OS vá, pás, pé, mês, pó, pôs Continua tudo igual
  • 10. Tipo de palavra Quando acentuar Como era Como ficou Ditongos abertos em palavras paroxítonas Ei, OI idéia, colméia, bóia, heróico Essa regra desapareceu para palavras paroxítonas. Escreve-se agora ideia, colmeia, heroico, boia, debiloide...
  • 11. Tipo de palavra Quando acentuar Como era Como ficou Ditongos abertos em palavras oxítonas ÉIS, ÉU(S), ÓI(S) papéis, herói, heróis, troféu, céu, mói... Continua tudo igual
  • 12. Tipo de palavra Quando acentuar Como era Como ficou Í e Ú em palavras oxítonas e paroxítonas Í e Ú levam acento se estiverem sozinhos na sílaba (hiato) ou se forem seguidos de s. saída, saúde, miúdo, aí, Araújo, Esaú, Luís, Itaú, baús, Piauí, baiúca, bocaiúva, feiúra... Esta regra é nova: nas paroxítonas, o i e u não serão mais acentuados se vierem depois de um ditongo: baiuca, bocaiuva, feiura. Mas, se, nas oxítonas, mesmo com ditongo, o i e u estiverem no final, haverá acento: Piauí, teiú.
  • 13. Tipo de palavra Quando acentuar Como era Como ficou ôo (s), êem vôo, zôo, enjôo, vêem, abençôo, lêem, magôo, perdôo... Esta regra desapareceu Agora se escreve: zoo, perdoo veem, magoo, voo, leem...
  • 14. Acento diferencial • Não se usa mais o acento que diferenciava os pares pára/para, péla(s)/ pela(s), pêlo(s)/pelo(s), pólo(s)/polo(s) e pêra/pera. Como era Como fica Ele pára o carro Ele para o carro Ele foi ao pólo Norte Ele foi ao polo Norte Ele gosta de jogar pólo Ele gosta de jogar polo Esse gato tem pêlos brancos Esse gato tem pelos... Comi uma pêra Comi uma pera
  • 15. Quando permanece o acento diferencial??? • Permanece o acento diferencial em pôde/pode. Pôde é a forma do passado do verbo poder (pretérito perfeito do indicativo), na 3a pessoa do singular. Pode é a forma do presente do indicativo, na 3a pessoa do singular. Ontem, ele não pôde sair mais cedo, mas hoje ele pode.
  • 16. Permanece o acento diferencial em pôr/por. Pôr é verbo. Por é preposição. Vou pôr o livro na estante que foi feita por mim.
  • 17. Permanecem os acentos que diferenciam o singular do plural dos verbos ter e vir, assim como de seus derivados (manter, deter, reter, conter, convir, intervir, advir etc.) Ele tem dois carros. / Eles têm dois carros. Ele vem de Sorocaba. / Eles vêm de Sorocaba. Ele mantém a palavra. / Eles mantêm a palavra.
  • 18. Ele convém aos estudantes. Eles convêm aos estudantes. Ele detém o poder. Eles detêm o poder. Ele intervém em todas as aulas. Eles intervêm em todas as aulas.
  • 19. Emprego do hífen 1.Prefixo terminado em vogal: • Sem hífen diante de vogal diferente: autoescola, antiaéreo. • Sem hífen diante de consoante diferente de r e s: anteprojeto, semicírculo. • Sem hífen diante de r e s. Dobram-se essas letras: antirracismo, antissocial, ultrassom, contrarreforma. • Com hífen diante de mesma vogal: contra-ataque, micro-ondas.
  • 20. 2. Prefixo terminado em consoante • Com hífen diante de mesma consoante: inter-regional, sub-bibliotecário. • Sem hífen diante de consoante diferente: intermunicipal, supersônico. • Sem hífen diante de vogal: interestadual, superinteressante, superexigente...
  • 21. Observações 1. Com o prefixo sub, usa-se o hífen também diante de palavra iniciada por r: sub-região, sub-raça, etc. Palavras iniciadas por h perdem essa letra e juntam-se sem hífen: subumano, subumanidade.
  • 22. 2. Com os prefixos circum e pan, usa-se o hífen diante de palavra iniciada por m, n e vogal: circum-navegação, pan-americano
  • 23. 3. O prefixo co aglutina-se em geral com o segundo elemento, mesmo quando este se inicia por o: coobrigação, coordenar, cooperar, cooperação, cooptar, coocupante 4. Com o prefixo vice, usa-se sempre o hífen: vice-rei, vice-almirante
  • 24. 5. Não se deve usar o hífen em certas palavras que perderam a noção de composição, como girassol, madressilva, mandachuva, pontapé, paraquedas, paraquedista etc.
  • 25. 6. Com os prefixos ex, sem, além, aquém, recém, pós, pré, pró, usa- se sempre o hífen: ex-aluno, sem-terra, além-mar, aquém-mar, recém-casado, pós- graduação, pré-vestibular, pró-europeu.
  • 26. Bibliografia • TUFANO, Douglas. Guia prático da nova ortografia: saiba o que mudou na ortografia brasileira. Editora Melhoramentos, 2008.