Tópicos 1961 a 1969

608 visualizações

Publicada em

CCB Tópicos

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
608
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tópicos 1961 a 1969

  1. 1. TÓPICOS - ASSEMBLÉIA DE 28 A 31 DE MARÇO E 1° DE ABRIL DE 1961PREGAÇÕES:1ª Palavra: Atos, 20, 17 (Por um dos servos presentes):...Nas Sagradas Escrituras vem dito, que quem não é mudo fala, porém existem palavras que em vez de edificar derrubam, nãotrazendo a edificação da igreja porém a sua destruição.....A palavra quando vem a igreja liberta o tentado pelo demônio. A Palavra de Deus é escora para aqueles que necessitam deamparo, de uma libertação e nada acontecerá àquele que se encontra amparado por Ela....Temos que ter a certeza que é o Espírito Santo que nos move fazendo saber a seus servos que a Palavra de Cristo enviadamuitas vezes, o Senhor conhecendo a situação de uma alma que está sedenta dela, vem então para liberta-la de tudo. Essa almaencontra assim, graça para se ver livre da tentação; encontrando graça na Palavra que veio na Congregação. Porém, se vae aCongregação e em vez da Palavra da graça encontra a Palavra do bastão, é derrubado e aniquilado... - ...Examinemo-nos paraver si a palavra que está em nossa boca traz consolação, dá força ao cansado, refrigera a alma do atribulado e do aflito. Se oservo de Deus se faz guiar da parte de Deus o Senhor nunca deixa a igreja sem a Palavra; sem a Palavra de Deus a vida nossaacaba, pois Cristo sendo a nossa Rocha, dela mana a água viva que nunca Deus deixou de mandar a Sua igreja.... - Mas se assimo fizermos, veremos que nunca a igreja minguará, ... - ... A Palavra que bate no povo não é a palavra da graça e quem assim faznão está servindo a Deus, pois essa pancada derruba, pois não vem da parte de Deus. ... - ...A palavra que não vem da parte deDeus não consola, não conforta, não traz alegaria, pois o povo de Deus vem a casa de Deus para ficar cheio das coisas de Deus.Esperamos que os servos de Deus, sempre tenham a graça de poder edificar as almas que Deus por misericórdia traz a suaigreja para serem pastoreadas.2ª Palavra: I Timóteo, cap. V, verso l (Pregada por outro servo presente):....Muitas vezes vemos dentro de uma casa onde existe um filho ou uma filha mais dedicada, mais amorosa, tomando um lugarsuperior, um lugar de pae ou de mãe. Não se vae asperamente sobre um irmão mais velho quando o tivermos que repreender;Timóteo era moço, todavia fazia as vezes de pae, mãe e de tudo para a todos servir. Deus nos pôz à frente de uma família, essafamília não é nossa, porém de Deus, assim sendo, temos sempre que ser de acordo com o que se encontra no filho de Deus. ... -... Temos que ter cuidado não indo asperamente sobre o que faltou; não abusando, porém sendo de exemplo, pois o que se temde mais estima depois da graça de nosso Senhor Jesus cristo é a nossa família pelo laço de sangue..... - ... O Senhor permite quese erre para podermos conhecer o erro; o bem e o mal para nos desviarmos deste último. Enfim caros irmãos todos nósdevemos ser conhecedores de nossa profissão espiritual.= TÓPICOS DE ENSINAMENTOS - 1961:- BATISMOS E SANTAS CEIASComo Deus vae preparando novos servos, irmãos anciães, nem todos receberam o primitivo ensinamento este é para os novos,assim como para aos velhos. Os servos de Deus são os anjos da Igreja e que o Senhor já isso tem confirmado pelo primeiroancião que ordenou aqui em São Paulo. O povo de Deus tem um crédito ilimitado nos servos, acatando-os como anjos de Deus,assim nunca se pode perder esta moral espiritual. Que dirá o povo em caso de uma transferência de data de batismo ou santaceia?....- ....Essa parte é muito importante para que tenhamos o crédito não só com os de fora assim como os de dentro; se sesae fora perde-se um tanto por cento do crédito. É necessário trabalhar 100% para que ninguém possa nos condenar; ... - .... Anossa palavra é uma palavra de respeito, se não se cumprir é uma falsidade. Em todos os pontos de vista a palavra do servodeve ser boa; devemos ser então sempre por cabeça dando testemunho em toda nossa palavra com firmeza.....- DOUTRINA DO BATISMOQuando se vae batisar, sendo o servo de Deus um mandado do Senhor, para cumprir o mandamento deve usar as palavras “EmNome do Senhor Jesus te batiso Em Nome do Pae, do Filho e do Espírito Santo” tudo conforme se encontra em S. MateusXXVIII, vs. 19 e Atos II, vs. 38. Pois o sacramento que está cumprindo é um mandamento do Senhor Jesus. Sempre temosconsiderado que todos sejam batisados segundo o Senhor nos tem feito claro desde o princípio desta Obra. O Senhor nosguiou em que só sejam considerados nossos irmãos aqueles que se batisam entre nós. Na obra de Deus não temos parentesnem amigos, todos somos iguaes e quem não está na doutrina não é considerado como irmão nem tem liberdade nos cultos.Sempre se recomenda que não se batisem quem vive amasiado, porém só casado pela lei, já que essa é uma instituição deDeus. Um amasiado estando selado com o Espírito Santo, com evidência de linguagem tem o ancião liberdade em batisa-lo.Tem vindo as vezes criaturas já idosas amasiadas que tem constituído família possuindo filhos, genros, noras, netos e as vezesbisnetos, nesse caso tem sido batisados.Quem quer se salvar deve orar a Deus que tem todo poder; quem quer salvar sua alma sente a responsabilidade, clama a Deusque tudo pode preparar; os casos as vezes dependem da lei e de bem a conhecer. Um irmão ancião é sempre livre deconsciência para batisar um amasiado caso o Senhor aprove, ainda mais si naquela criatura o Senhor mostra a Sua Obra. Existem
  2. 2. muitos casos preparados por Deus, haja visto o da meretriz em Jericó que foi perdoada junto aos seus de família; assim o quesempre vale é a consciência diante de Deus.- AINDA DOUTRINAO amasiado é uma parte finíssima na Obra de Deus, não se tem tido uma liberdade em poder atende-los cada semana, poistantos são os casos apresentados. O plano de Deus só Ele é quem os conhece; onde há o Espírito Santo há liberdade. As vezesum casal amasiado vivendo no erro, ao receberem o Espírito Santo é iluminado e sente o que deve fazer pois entrou noconhecimento da doutrina. É uma parte delicada essa questão; e uma parte delicada é aquela dos que ainda não chegaram aaltura madura para poder dar o necessário esclarecimento, convindo nesse caso deixar parado até que Deus venha com sua luzesclarecer o que ainda na lhe foi dado compreender.- SANTA CEIANo cumprimento desse sacramento, o pão deve vir inteiro para a mesa; para ser usado não deve ser cortado com faca. Nãodeve ser pão doce, porém pão comum; a bandeja pode ser apropriada, assim como pode ser um simples prato. Deve ser usadoum cálice e não copo e nem cálice pequenino de aperitivo; os irmãos de fora podem pedir um modelo ou comprar o cálice aquiem São Paulo.... - ...O vinho deve ser tinto, feito de uva “o fruto da vide, como diz o Evangelho”. Não há bebida alguma ouqualquer refrigerante ou refresco que possa substituir o vinho na Santa Ceia; se não há vinho é impossível realisa-la. ..... -Lembremo-nos que o povo de Deus muitas vezes não tendo cultura é sábio e nota tudo o que está fora da palavra. A santa ceiadeve ser feita a tarde ou a noite e nunca pela manhã.- CARTA DO SERVO DE DEUS IRMÃO LOUIS FRANCESCONPor ocasião destas reuniões gerais foi lida que bastante confortou a quanto ouviram a seguinte carta desse servo de Deus:Fevereiro 20, 1961.“L. Francescon aos meus caros irmãos anciães, cooperadores, diáconos e administradores presentes a reunião anual que tendesem 29 de Março a 1º de Abril próximo na cidade de São Paulo. A Paz de Deus seja multiplicada. Com a ajuda de Deus vos possoenviar também neste ano estas poucas linhas, no geral, baseadas nas Sagradas Escrituras, afim de que vosso progresso em tudocresça num templo santo ao Senhor.......”- INSTRUMENTOS MUSICAISExistem instrumentos para músicas sacras e instrumentos para músicas profanas. Esses últimos são para moverem com a carneporém os de músicas sacras para moverem com o espírito. Na Obra de Deus nossa carne está sacrificada com Cristo e vivemosem espírito; o som dos últimos instrumentos em referência, preenchem o efeito das palavras do espírito. Assim não se adotamem nossos conjuntos musicais, violões, banjos, bumbos, cavaquinhos, bandolins, e alguns outros instrumentos desse gênero.Todavia não e proibido tocar esses instrumentos em casa; não se pode dar mandamento nessa parte, proibindo-se somente nascasas de orações. Existem irmãs que estudam harmônicas, porém convém deixar claro a todos que nas congregações só épermitido a irmãs tocarem órgãos. Outros instrumentos podem estudar e são livres, porém só para tocarem em suas casas.Sabe-se que uma irmã diz haver tido uma revelação para tocar harmônica nos cultos, está errado, pois os irmãos anciães sesentiram há tantos anos em os tirar. Estará ela então certa e os irmãos anciães errados?O Senhor tem esclarecido aos irmãos anciães de as excluírem dos conjuntos musicais, a não ser no órgão, ficando assimimpedida toda e qualquer oportunidade para o inimigo causar dano à Obra de Deus.- PREGADORES EXTRANHOS A NOSSA FÉEm hipótese alguma jamais devemos convidar ou permitir que pregadores de outras denominações ou de seitas se levantemperante o povo de Deus para pregarem a Palavra em nossas casas de orações. Se porventura se levantassem e lançassem entrea irmandade uma doutrina extranha, o único responsável seria o servo de Deus que, deszmazeladamente cedeu o seu lugar aquem não devia. Os servos de Deus são suficientes para explicar as coisas de Deus, não obstante algumas vezes a astúcia doadversário. Veio a nosso conhecimento que Americanos de seitas dizem que precisam estudar um meio de se infiltrar na Obrade Deus no Brasil; todavia as suas manobras são conhecidas e que já ocorreu quando um, tentou assim fazer na casa de oraçãodo Brás, quando o Senhor guiou um seu servo para impedi-lo. Isso é importante para os irmãos anciães que tem granderesponsabilidade pelo rebanho e pela Obra de Deus. Não se pode dar entrada em nosso meio de pessoas extranhas a fé, querde seitas, quer políticos. Nessa última parte em especial o povo de Deus é livre, no entretanto nunca devem apoiar àqueles quenegam a existência de Deus. Não se respeita a qualidade da pessoa, não se dando liberdade a quem quer que seja extranho a fée a doutrina da Congregação. Nada temamos pois Aquele que está conosco é superior a todos e o Senhor nos tem posto comoatalaias. Ele nos guarda dos destruidores, especialmente daqueles que arruinaram a Obra de Deus na Itália, na Argentina e naAmérica do Norte. Esses grupos de Americanos, afirmam que não saíram dos fundamentos no entretanto sabe-se que, em tudose afastaram do que o Senhor deu por revelação a seu servo ensinar. Vemos como é diferente o nosso espírito e o que osdomina: nós oramos constantemente para que Deus os abençoe e os ilumine e em contra-posição eles estudam meios afim dedestruírem a Obra de Deus.- AJUDANTES PARA TRABALHAR NA OBRA DE DEUSOs servos de Deus não necessitam de ajudantes ou auxiliares não colocados por Deus; existem casos de servos queinadvertidamente solicitaram a irmãos que se exoneraram de seus cargos de cooperadores, ou procuradores em outras
  3. 3. localidades, para ficarem colaborando com eles, para ajudarem a Obra de Deus a progredir. Mais tarde muitos se arrependeram,pois tais irmãos não tendo sido colocados por Deus, porém pelo homem, vieram a dar muito trabalho. Houve até um caso emque por fim o Senhor teve que recolher deste mundo a um desses perturbadores, cumprindo-se assim o que vem dito naPalavra de Deus: “Maldito o homem que confia em outro homem”- QUADRO REVELAÇÃO DO IRMÃO LOUIS FRANCESCONO Senhor preparando não há mal algum em se ter no saguão de uma casa de oração a inscrição em um quadro da revelaçãoque o Senhor deu ao irmão ancião Louis Francescon e que se encontra no preâmbulo do Estatuto da Congregação. Noentretanto convém que seja uma coisa em ordem e em proporção em tamanho, com o local onde venha a ser colocado. Não hámal algum nisto como não há lei sobre o caso.- QUADRO EXTERNO COM HORÁRIO DOS CULTOSPode ser usado nas grandes cidades com especialidade, uma pedra geralmente de mármore ou granito que será colocada emum canteiro na parte externa da casa de oração quando própria, onde poderá ser gravado horários dos dias de cultos.- REUNIÃO PARA COOPERADORES E AUXILIARES DOS CULTOS DE JOVENS E MENORESFica abolida essa reunião que era costume ser feita no último sábado de janeiro de cada não. Não deram bons resultados,trazendo até determinada confusão entre irmãos cooperadores de cultos de adultos com os de menores. Esses últimos vinham aessas reuniões, faziam perguntas e as vezes não interpretando as respostas que Deus dava oportunidade em serem dadas,entravam em choque com os cooperadores e mesmo anciães da comum congregação de sua localidade; essas reuniões assim,em vez de proveito, traziam transtornos causando as vezes sérios aborrecimentos. De agora em diante quando os cooperadoresdas reuniões de Jovens e Menores desejarem saber alguma cousa, que busquem o ancião local ou aqueles que atendem a suacidade. Esses anciães devem se esforçar para assistir uma ou outra vez a reunião de Jovens e Menores, tendo oportunidadeentão em ver si tudo corre em ordem.- CULTOS DE JOVENS E MENORESÉ importante que se doutrinem os filhos enquanto estão sob o domínio dos paes. A semente da palavra de Deus semeada emseus corações na infância frutificará quando forem adultos; e assim, se alguém se desviar indo para as coisas mundanas aspalavras que então ouviram na infância estarão tinindo em seus ouvidos chamando-os a razão para voltarem ao caminho daVerdade. Os anciães devem prestar toda a colaboração a esse trabalho da Obra de Deus, dando o exemplo ao enviar seus filhosàs reuniões. Alguns irmãos relegam esse serviço a um plano inferior, porem si se ensina a doutrina e a Palavra da Verdade aospecadores e a todos os homens, como não as ensinar aos nossos próprios filhos? Nossos filhos bem doutrinados e firmes nascoisas de Deus não são úteis somente em seus lares e na Igreja, são de utilidade até para a Nação e para a sociedade. Nossosfilhos são guiados a fugir do erro e da corrupção do presente século.- OBRAS DA PIEDADEEsta parte não é mandamento nem lei que devemos estabelecer; sempre houve na Obra de Deus, a piedade atendida pordiáconos e algumas irmãs cada qual em sua comum congregação. Hoje nesta Capital, a Obra cresceu grandemente e Deuspermitiu que há alguns anos passados se iniciasse em comum o ser atendido a piedade, instituindo um grupo formado pordiáconos e irmãs de quasi todas as congregações dos arredores de São Paulo. Reúnam-se aqui no Brás por ser umacongregação central, .... - ....Ocasionalmente surgem casos de necessidade que se nota a mão de Deus estar sobre eles,castigando-os por desobediência; esses casos costumam então deixar para o fim das reuniões quando novamente oramespecialmente para eles. Se o Senhor nada responde, ficam em paz, no entretanto si responde, atendem prontamente semcolocar objeções. Os irmãos e as irmãs põem em prática o que aconselhou o servo de Deus irmão Louis Francescon: Deuscastiga mas não abandona, faz a ferida porem a enfaixa..., Todavia se fazendo guiar pelo Espírito Santo que nos é enviado paranos guiar em toda a Verdade. É solicitado aos irmãos cooperadores a incentivar a irmandade a colaborar nessa parte e tambémpara viagens de servos de Deus.- FREQUENTAR SEITASTem existido no meio da irmandade irmãos que não se satisfazendo, aliás, acham talvez, que o que o Senhor envia pelo EspíritoSanto nas congregações não é suficiente para saciar suas almas buscando assim ser alimentados pela sabedoria humana,freqüentando seitas onde predomina o saber e a ambição do homem. Até no espiritismo tem ido irmãos nossos; aquele queiluminado pelo Espírito Santo deve saber discernir a moeda falsa da verdadeira. Sabemos por quem somos guiados e quemopera em nosso meio; todavia, não é possível ser admitido que nossos irmãos freqüentando seitas e denominações extranhas anossa fé possam ser considerados nascidos da água e do espírito como um fiel que tem aceito o Senhor nosso Jesus Cristocomo o seu único e Pessoal Salvador. Assim devem taes irmãos serem exortados com veemência e, si porventura nãorenunciarem a taes habitos, não serão mais considerados como irmãos e impedidos assim da comunhão da Igreja. Existemirmãos que tem em si o desejo de ser pregadores, não possuindo para tal o Dom de Deus, em casos taes alguns tem ido paraseitas onde lhe dão a liberdade desejada. Devemos nos guardar desses espíritos de ambição e inveja pois mais tarde ou maiscedo o Senhor esclarece o que se encontra no coração daquela pessoa.- CIRCULARES FEITAS FORA DA CAPITAL
  4. 4. A não ser no Estado do Paraná onde a Obra de Deus vem tendo grande surto e os irmãos anciães deliberam tudo em conselho,não pode ser admissível que se faça circular espelhando-se no meio da irmandade, especialmente pedindo auxílio para qualquercaso particular da comum congregação, o que já tem ocorrido. Isso está completamente fora dos ensinamentos que até entãotemos recebido. Qualquer circular que se fizer convém passar pelos irmãos anciãos em São Paulo que, com mais experiênciadeliberarão o caso e se for necessário também a assinarão.- NOVOS ESTATUTOSNa reunião do ano passado falou-se que este ano seriam submetidos a apreciação da irmandade os novos estatutos; todavia,devido a constantes viagens de alguns irmãos anciães ainda não houve tempo. O assunto foi levado ao servo de Deus irmãoancião Louis Francescon, por alguns irmãos anciães que ali estiveram em missão em Chicago, juntos em oração foramconcluídas as alterações necessárias, guiados e orientados pelo Senhor.- MUDANÇA DE ANCIÃES E COOPERADORESGeralmente a mudança de um irmão ancião para uma localidade onde já existe a Obra e um cooperador a frente dela, ocasionaperturbação e muitas vezes provoca até divisão e partidos. Se existe um cooperador é natural que ele fique enciumado com avinda e mudança de um ancião para a sua cidade. Quem recebeu a graça de Deus sendo instável nas coisas desta vida tambémo será nas coisas espirituais. Deixar o lugar onde o Senhor o colocou faz parar a prosperidade do ancião se bem que ele nãotenha fronteiras para atender a Obra de Deus. Entretanto existem casos que são necessários serem meditados; não se podeimputar como desobediência a mudança de um irmão de uma localidade onde não possa mais subsistir materialmente. Deus vêa necessidade e sabe que não é por inconstância ou falta de zelo pela Obra mas por motivo de força maior; entre nós existemcasos de irmãos que foram forçados a assim agir e o Senhor continuou abençoa-los na nova localidade para onde sedestinaram. No entretanto existem casos de irmãos que receberam forças para resistir a miséria e a fome e o Senhor ao fim lhesdeu a vitória e libertação. Que cada qual se faça guiar da parte de Deus procurando obedece-lo; temos visto famílias que semoveram sem ordem da parte do Senhor e sofreram duros castigos tendo que voltar para o lugar de onde tinham saído.- COMPARECIMENTO A ESTAS REUNIÕESNão se devem trazer irmãos que não estão investidos de ministério; tanto se tem falado sobre esse assunto e os irmãos jádeveriam ter atendido. Se ouvissem os conselhos evitar-se-iam aborrecimentos. Nesta reunião se tem visto que até esposasacompanharam seus maridos servos de Deus, contrariando os ensinamentos já dados.- LOTERIAS, RIFAS E CESTAS DE NATALÉ determinação da Palavra de Deus que um resgatado no sangue do concerto eterno não se envolva em jogos de qualquerespécie, muito menos sendo tentado a comprar loterias, rifas, cesta de natal ou outra qualquer espécie de jogos. Ocorreu emuma cidade do interior do Estado de São Paulo que um irmão foi sorteado na loteria com determinada importância,imediatamente a irmandade ficou alarmada. Como o irmão pertencia ao conjunto musical, foi deliberado então que fosseafastado, e tirado toda a liberdade nos cultos. Quem joga, compra bilhetes de loteria ou rifa perde a liberdade não estando maisem comunhão na igreja; todavia, poderá continuar a se congregar até que Deus mostre novamente os frutos desta alma. Comreferência a cesta de natal é a mesma coisa pois a pessoa compra comestíveis que vem nessas cestas que valem por suposiçãodois mil cruzeiros e pagam o dobro. A intenção está no prêmio que corre pela loteria. Todos também são exortados a se absterda idolatria não só aquele que se refere a ídolos e imagens assim como em qualquer aspecto que se apresentar. Os servos deDeus devem advertir o povo, os anciães e cooperadores são atalaias e só Deus é o Senhor.- MISSÕES NA OBRA DE DEUSFoi dada oportunidade ao irmão ancião Miguel Spina em relatar a viagem em missão que preparado por Deus fez a Chicago,América do Norte, Portugal e Espanha, no primeiro país, juntamente com os irmãos anciães Rizzieri Lavander e Vitório Angare.Acompanhou-o também o irmão Francisco Gonzáles Garcia, que foi até Portugal e Espanha. Nesse país o servo de Deus estevepreso juntamente com os irmãos que o acompanharam por haver realisado um batismo determinado por Deus; todavia tudo foipara testemunho da Obra de Deus. Trouxeram todos os servos de Deus saudações de toda a irmandade onde o Senhorpreparou visitassem, assim como os servos de Deus, irmão ancião Louis Francescon, a quantos hoje se encontram aqui reunidose que também fossem portadores a irmandade das respectivas localidades. Na viagem a Espanha foram acompanhados por doisirmãos de Portugal, sendo um o irmão ancião José Batista do Nascimento. Levantaram-se também em testemunho os irmãos:ancião Samuel Grecco e diácono Luciano Leo, da igreja de Chicago, os quaes expressaram sua alegria por se acharem em visita aObra de Deus aqui no Brasil, aproveitando a oportunidade para tomarem parte nesta reunião. Transmitiram saudações de toda airmandade daquela cidade, assim como também do irmão ancião Louis Francescon. Foi ouvido a testemunhança do irmãoancião José Batista do Nascimento, do Porto, Portugal que o Senhor preparou se encontrasse presente que se confessamaravilhado com tudo o que Deus está lhe dando oportunidade em contemplar nesta visita a Sua Obra no Brasil. Trouxe assaudações dos servos de Deus de Portugal, de toda a irmandade e especialmente do irmão ancião Domingos de Sá. Dizendomais que a Obra de Deus em Portugal demorou em florescer porém hoje os seus olhos choram de alegria ao ver as casas deoração repletas. O Senhor tem tudo aplainado pela Sua Palavra vem sendo recebida a vitamina para o espírito não só emPortugal assim como nas províncias ultramarinas e agora também na Espanha. Ainda o Senhor preparou que se encontrasse emnosso meio o irmão Manoel Lourenço Tubia da Espanha, para cujos familiares foi feito o batismo nessa nação.
  5. 5. DIRETORIA ADMINISTRATIVA - Terminaram estas reuniões de ensinamentos com a assembléia geral realisada no dia 1º de abrilquando foi reeleita para o lustro 1961/1966, a seguinte administração:Presidente: Antonio MarquesSecretario Geral: Reynaldo RibeiroVice-Secretário: Gregório Ros Soto FilhoTesourreiro Geral: Paschoalino DanieloVice-Tesoureiro: José Baltazar AffonsoConselho Fiscal para o ano de 1961: Antono Di PompoRufino Lopes da SilvaMiguel D’AngeloSuplentes: Arnaldo Herbet; Jeremias Guido e Ângelo Lavander= TÓPICOS - ASSEMBLÉIA DE 17 A 20 DE ABRIL DE 1962= PREGAÇÃO:- Palavra: S. Tiago, cap. 1, v. 16/18 (Por um dos servos presentes):....Ai de nós, si Deus mudasse o que está escrito; passará o céu e a terra, mas a Sua Palavra não passará. Muitos outros exemplos,Deus nos deixou mostrando que a Igreja precisa ser alimentada e nutrida com o que vem do Alto. Os dons perfeitos que Deusderramou é que edificam a Igreja. Esses dons não são dados para que sejamos engrandecidos, glorificados e honrados, porémpara edificar a Igreja, até que seus componentes cheguem à medida de varão perfeito.....Na igreja às vezes existem dons que não vem do Alto; muitos falam linguagem mas sua vida é um horror. Se falassem peloEspírito Santo, Este dirigiria suas vidas pelo caminho do bem; pode existir também o caso de algum pregador que prega bonito,mas sua vida é de pecado. Acaso Cristo é ministro do pecado? Permite Ele que a pessoa permaneça no pecado e ensine aIgreja? Qualquer um está sujeito ao erro, mas o que não é admissível é permanecer no erro. Examina a tua vida, se tu pregasbem, mas se tua vida é vida de horror, olha que Cristo não está contigo. Todo dom perfeito vem do Alto; como pode o que saide uma boca aperfeiçoar os outros e não a ti próprio? .........Quem é guiado por Deus cumpre o seu ministério e nada lhe acontece mas, o que se aventura sozinho, fica embaraçado, vemsobre ele as trevas e com elas também o demônio. Ele é o príncípe das trevas, rei da confusão. Se tu pregas a Palavra sem serpelo Esírito Santo, olha que vem as trevas sobre ti;.........Quem permanece no erro não ama sua alma e nem a Obra de Deus; lembra-te que todo dom perfeito vem do Alto não vemda tua escrivaninha, nem da tua biblioteca, nem dos teus livros. .....= TÓPICOS DE ENSINAMENTOS - 1962:- ASSUNTOS EM PAUTA PARA ENSINAMENTOSAntes de serem feitas as explanações sobre os assuntos em pauta o servo de Deus que presidia o serviço lembrou a todos que,Deus permite que erremos para então vir o ensinamento necessário. Porisso estamos sujeitos a errar, errar é humano, o que nãopodemos é permanecer no erro. Se tropeçamos em algum ponto, procuremos para o futuro não cair nesse mesmo ponto, antesdevemos conservar essa experiência. Sendo a Palavra, luz aos nossos olhos e lâmpada aos nosso pés, só cae quem quer. Pela“Mensagem”, Deus nos diz que quer provar o Seu povo, pois a viagem é longa; é como um exército onde os soldados sãoadestrados. É por essa razão que o Senhor tem preparado estas reuniões, para termos os ensinamentos, vermo-nos face a face econservarmo-nos unidos na fé que uma vez foi dada ao santos.- SANTA CEIAFoi apresentado o caso de um irmão cooperador do Ofício ministerial que recusou perdoar a uma irmã nas proximidades dasanta ceia, só porque conhecia a vida dessa irmã e julgava que ela não merecia ser perdoada e participar do corpo e do cálicedo Senhor. Chegando o caso ao conhecimento dos servos de Deus, aquele cooperador após muitos conselhos entendeu echegou a uma compreensão e perdoou a nossa irmã. Não devemos nos carregar dos pecados alheios, antes como nos ensinouo Senhor Jesus, devemos perdoar a quem faltou contra nós até setenta vezes sete ao dia. Se a pessoa se arrepende comsinceridade, Deus a abençoa; porém si é com fingimento ela terá que prestar contas a Deus. De nossa parte, cumpre-nosperdoar e permitir que a pessoa tome a santa ceia; Cristo não negou a santa ceia nem a Judas Iscariotes.- CASAIS AMASIADOSNo Brasil não existindo a Lei do Divórcio, casais em tais condições, quando em impedimento legal, não podem casar-se; noentretanto sempre se apresentam pedindo batismo. A Palavra de Deus é universal; lei alguma pode impedir a sua execução. Nãohá lei que não tenha sido posta por Deus; porém os homens procuram desvirtuar o que na Palavra de Deus é determinado. Nósaceitamos a Palavra de Deus em toda a sua plenitude. O servo de Deus nosso irmão ancião Louis Francescon aconselhou-nos,quando não fosse possível resolver o problema de um casal em tais condições, que se levasse diante do Senhor, realisando apósaquilo que Ele fizer saber. Orando-se, o Senhor que tem todos os corações em suas mãos, faz compreender Sua vontade nocaso. Ignorando-se o motivo da separação, sempre se apresenta ao Senhor. Não sendo por motivo de infidelidade matrimonial,que é o único caso que o Senhor permite divórcio, apresentando-se um casal, não se pode impedi-lo pois tudo o quecometeram, foi no tempo do pecado e tudo o que foi feito nesse tempo, o Sangue de Cristo lava de todo o pecado. No
  6. 6. entretanto sempre se ora em casos tais. Sendo a pessoa selada com o Espírito Santo não se pode impedir a obediência aosacramento do batismo. Si alguém perguntar ao servo de Deus que tem conhecimento de casal amasiado que batisou-se, eleresponderá que o Senhor foi Quem determinou fazer o batismo, pois se são almas predestinadas a vida eterna, mais cedo oumais tarde o Senhor operará. Em um casal amasiado, ambos sendo solteiros, não podem ser considerados como irmãos si nãose casarem; este assunto não é para ser pregado na Igreja.- PASSES LIVRES NAS ESTRADAS DE FERRONão havia ensinamento sobre esse assunto; não somos impedidos em recebe-lo, no entretanto a Congregação não deveagradecer porque em regra geral tais ofertas, tem sempre um fundo político. Todavia sendo o caso movido pelos diretores deestradas é de se agradecer pessoalmente; embora não sejamos políticos devemos cumprir os nossos deveres de educação e decidadãos, embora não se traga para a Congregação, facções partidárias de qualquer espécie.- DOUTRINA - MINISTÉRIO DE ANCIÃO - DIÁCONOS - COOPERADORES DO OFICIO MINISTERIALO ministério do diácono é muito importante na Obra de Deus, é o ministério da piedade, é um complemento distinto da Palavrade Deus. O ancião e cooperador têm um ministério e o diácono tem outro completamente distinto. Deus se usou de Felipe parabatisar ao Eunuco porque Felipe era também evangelista. Quando ficou constituída a Igreja Apostólica e havia tudo em comumos apóstolos sentiram-se da parte de Deus em constituir diáconos para atender as mesas, ou seja as necessidades materiais dopovo de Deus e foram ordenados diáconos, sete varões de bom testemunho, cheios do Espírito Santo. Vindo por essa ocasiãoda perseguição, dispersaram-se os discípulos e, por onde passavam anunciavam o evangelho e batisavam; assim Felipe nãobatisou porque era diácono porém porque era evangelista também. Não se pode por uma barreira ou u’a medida para oEspírito Santo que se usa de cada um como o Senhor determina. O ministério do diácono é excelente e fino, nele se manifestamgrandemente as virtudes da paciência e da humildade. Os anciães e cooperadores no ministério da Palavra, e também essesDeus os tem constituídos para substituírem os anciães, menos em batismos e santa ceia. Deus tem se usado de irmãosgrandemente abençoados e cheios do Espírito Santo neste ofício de cooperadores.Numa Congregação onde existe ancião, cooperador e diácono, na falta do ancião o cooperador deve presidir o culto. Quanto aler a Palavra não podemos pôr limite; se o diácono se sente de ler, tem liberdade. Alguns diáconos tem o dom da Palavra eoutros não o tem; não é necessário que o diácono tenha o dom da Palavra, seu ministério é diferente. Mas na ausência doancião e do cooperador, compete ao diácono presidir ao serviço e também fazer unções sobre enfermos. Si ele não tem o domda Palavra, pode dar oportunidade a quem Deus levantar. O modo como o Senhor opera para constituir um cooperador édiferente do modo que são ordenados os anciães ou diáconos.Tantas e tantas vezes um irmão sente-se de levar o testemunho a uma determinada localidade; quando então passam a sereunir em uma sala. Começa assim a obra, vae aumentando, são feitos os batismos, o irmão vae lendo a Palavra e Deus vaedesenvolvendo nele o dom. Posteriormente surge uma congregação ficando esse irmão atendendo a essa Obra. Outroscooperadores são constituídos para atender obra já existente, mas de ambas as maneiras é diferente da ordenação do ancião ediácono. Esses são ordenados com imposição das mãos do presbitério e só são ordenados si tem a Promessa do Espírito Santo.Os cooperadores tem o mesmo trabalho dos anciães; só não efetuam batismos e não presidem os serviços de santa ceias.Embora nem todos tenham ainda o dom do Espírito Santo com evidência de novas línguas, tem entretanto em si o dom deDeus pelo qual Este dispensa Sua Palavra ao povo. São estas as funções diferentes umas das outras destes três ministérios. Cabea Igreja orar a Deus para que Ele levante mais obreiros também nessa parte de Sua Obra.- SOCIEDADE BÍBLICA DO BRASIL - NOVAS BÍBLIASFoi relatado os resultados de u’a missão junto a Sociedade Bíblica do Brasil sobre o caso das Bíblias novas editadas por essaSociedade. Estas Bíblias são da edição originada de uma versão e revisão das Bíblias do padre João Ferreira de Almeida e Grega.A comissão que trabalha nesta versão empregou termos atualizados populares da língua portuguesa do Brasil, entretanto essaadaptação prejudicou um pouco o sentido e principalmente alterou a forma com a qual nossa irmandade está habituada.Sentiram-se os servos de Deus em oração de enviarem alguns irmãos ao Rio de Janeiro em Junho do ano passado. Lá forammuito bem recebidos pela diretoria da Sociedade Bíblica e Deus preparou de serem atendidos no que foram solicitar. Bíbliasimpressas pela versão antiga de Almeida. Sendo assim em Maio do corrente ano esperemos ter essas Bíblias na nossadisposição conforme prometeram. Oremos para essas pessoas para que Deus as abençoe nesse serviço de distribuição dasEscrituras, já que nesta contingência as evidências e maneira gloriosa pela qual Deus guiou aos seus servos, há alguns anos atrázao lhes fazer sentir que deveria a Congregação contribuir para auxiliar a Sociedade Bíblica. Assim sendo a Congregação a maiorcontribuinte e a maior consumidora de Bíblias, tivemos força moral para expormos nossa opinião sobre o caso das Bíblias novase Deus nos deu plena vitória.- CASA DE ORAÇÃO QUE FOI DE SEITAEm determinada localidade uma pessoa que ainda não obedeceu ao sacramento do batismo, quis ofertar-nos o prédio ondeatualmente se realisam cultos de determinada denominação religiosa. Não aceitamos essa oferta, pois poderia parecer umaprovocação; o que não queremos para nós não devemos fazer para os outros.- FALECIMENTO DOS IRMÃOS FRANCISCO ROMANO GUILHERME E JANUÁRIO TETTI
  7. 7. Foi notificado a todos os presentes o falecimento daqueles dois servos de Deus. O irmão Romano a 3 de fevereiro e o irmãoJanuário a 26 de março, ambos no corrente ano. Foram obreiros que muito trabalharam na Obra de Deus,- MANDAMENTOSO povo de Deus aumenta; muitos sem entendimento ainda das determinações da Palavra de Deus trazem para o meio dairmandade certos costumes e moda perniciosa e de má aparência. Não podemos entretanto determinar às irmãs se vestiremcomo freiras no entretanto podemos exorta-las porém, não obriga-las a se vestir com vestidos até aos pés e fechados até aopescoço e mangas até nas mãos. Todavia não podemos deixa-las em modas livres e decompostas acompanhando omodernismo, fazendo-lhes ver que não se devem vestir escandalosamente pois tal não é a porte de uma serva de Deus. Tudo oque é para o bem da Obra de Deus traz ordem e testemunho devendo ser feito com entendimento e em conjunto. Pessoas quenão estão decentemente trajadas, nem deveriam vir à frente testemunhar, pois assim estão mostrando que a Palavra de Deusnão operou em seus corações. Todavia não se deve ser exigente demais, fazendo tudo com oração e com entendimento paraque as irmãs mesmas aprendam como entrar na casa de Deus. Que se peça a Deus que envie a Sua Palavra pois vindo Ela peloEspírito de Deus acomoda a situação e assim todos igualmente procedamos no amor de Deus e no entendimento mútuo.Si surge uma desobediência, convém dar o conselho e deixar nas mãos de Deus. Tem os servos de Deus que pedir para oSenhor mandar a Sua Palavra que é como um trator; arranca as coisas existentes no coração do crente. Pois o povo é de Deus;assim temos que esperar que Deus faça a Sua obra nos corações; um conselho é bom, porem o Senhor mandando a Palavra émelhor ainda, pois os servos de Deus querendo falar acabam por dar um mandamento. Existe servo de Deus que ensina comexagero, com zelo demasiado na Obra de Deus; ninguém pode se constituir como autoridade sobre a herança de Deus. APalavra de Deus é que remodela e remove as dificuldades. Não podemos impôr mandamentos; não podemos ter domínio. Oque é vaidade o Senhor é Quem tira com Sua Palavra.- OBRA DE DEUS NA ARGENTINA E BOLIVIALevantou-se o irmão Ricardo Rebuffo, de Buenos Aires (Vila Lyneh) fazendo um rápido histórico como começou a obra naRepública Argentina. Em 1909 chegou o testemunho a eles por intermédio dos servos de Deus, irmão Louis Francescon eGiacomo Lombardi, vindos de U. S. A. A Obra prosperou grandemente espalhando-se por quase todo o país; entretanto de unstempos para cá, as coisas não seguiram como deviam seguir. Alguma cousa que não convém a sã doutrina infiltrou-se no meioda Igreja e entrou a desunião danificando a obra. Nas reuniões, como a que estamos assistindo aqui, deveríamos ter tambémum grande número de irmãos de todas as partes, mas pela divisão não foi possível isso, a divisão não serve. Ela não nos leva anada bom; é permanecendo unidos que Deus agrega a nós os que devem ser salvos conforme Deus mandou Sua Palavra aindanesta manhã “O dom perfeito desce do Alto”. Vós vos reunis sob estas palavras: Em Nome do Senhor Jesus e tudo é feito porEle entre vós. Quanto a nós da Argentina, não queremos que a mão do Senhor se afaste de nós, mas sim que continue a noslevar avante.- OBRA DE DEUS NO PARAGUAIJá tem o Senhor Sua Obra em Assunção, Capital do Paraguai. Já foi efetuado o batismo e existe uma sala de oração ondediversas almas se congregam. Um dos irmãos batisado recentemente levantou-se e testemunhou perante todos nesta reuniãodando graças a Deus, pela salvação de sua alma e pelo conhecimento dessa graça e pediu as nossas orações pela Obra de Deusnaquele país.- IRMÃOS BOLIVIANOSDeu-se oportunidade a três futuros irmãos de La Paz, capital da Bolívia, pertencentes a uma seita evangélica de fundaçãoestrangeira; eles se interessaram pela Obra de Deus, quando receberam o testemunho por um irmão que foi para aquele país, equando há alguns meses se aprouve enviar um irmão ancião no meio deles, sentiam-se convertidos ao Senhor e desejaram virassistir estas reuniões. Confessaram-se cheios de júbilo e consolação por ouvirem os benditos conselhos que Deus está enviado,desejando retornar logo para seu país afim de testemunharem o que viram e ouviram. Estão cansados de padecer sob o jugohumano, debaixo de ordens de pessoas que não tem a guia do Espírito Santo e que só visam auferir lucros pregando oEvangelho. Assim pedem nossas orações para que Deus estabeleça Sua Obra entre eles. Também o Senhor deu ao seu servoirmão ancião Luiz Sanches que visitou os dois países, Argentina e Bolívia há alguns meses atráz, em fazer um relato sobre amissão determinada da parte de Deus juntamente com o seu companheiro de ministério, irmão ancião Vitório Angare. Estiveramna Argentina (Buenos Aires e Mondeza) e nesta última localidade o Senhor deu de pôr em ordem todas as coisas conformehavia necessidade. Em Buenos Aires oraram ao Senhor e Este respondeu ser de Sua vontade que o irmão Ricardo Rebuffo viesseao Brasil assistir esta reunião. Já em Janeiro deste ano o irmão ancião Luiz Sanches partiu para fazer batismo no Chile e naBolívia, e em La Paz esteve atendendo a solicitação daquele grupo a que petencem estes três futuros irmãos bolivianos. Deusdeu ao seu servo de ficar vários dias dando esclarecimentos e conselhos sobre como é esta graça e o que é a Obra de Deus.Vários deles louvavam a Deus e queriam romper com aquela organização imediatamente para obedecerem conforme os servosde Deus lhes estavam ensinando. Mas este com toda a prudência, aconselhou-os a ficarem provisoriamente como estavam atépoderem vir a São Paulo e verem e ouvirem com seus próprios olhos o que é a Obra de Deus. Terão assim autoridade paraorientar na verdadeira dotrina os que querem obedecer ao Senhor. Oremos por essas almas pois tem grande fome e sede dejustiça; pelo que dizem, seus pastores não possuem alimento algum espiritual para lhes dar, somente lhes tiram o dinheiro.
  8. 8. - ORAR EM CASA DE IRMÃOS QUE TEM TELEVISÃOExistem anciães e cooperadores que não oram em casa de irmãos que possuem televisão; não podemos ser tão rigorosos.Devemos ir orar sem olhar a essas coisas, assim como vamos orar para pessoas que não são crentes e não olhamos si existemrádio, televisão ou ídolos na parede ou à cabeceira da cama. Tem havido casos em que vamos a funerais de nossos irmãos, cujafamília não é crente; os familiares colocam velas, crucifixos e todos os outros aparatos e, tem havido mesmo casos até em que opadre, após o serviço do funeral, entra para fazer o seu serviço. Não podemos impedir pois não podemos mandar nas casas dosoutros. Isso não faz bem nem mal para o corpo do irmão que Deus levou, e não devemos ordenar que a irmandade saia da salapois isso provocaria transtornos e confusão.- RATEIOSOs rateios eram feitos para atender necessidades momentâneas da Obra de Deus, porém não foram instituídos por meio deoração como comumente se faz para construções e outras necessidades. Determinaram os servos de Deus não permitir maisque os mesmos sejam feitos e nem que se use da Palavra rateio. Chegou a ser feito nesta Capital, num desses rateios até umaespécie de leilão e, assim começaram pelo espírito e acabaram pela carne, saindo fora da Palavra de Deus que nos recomenda:“não saiba a tua mão esquerda o que faz a direita”. ....- CASAMENTO SEM SER DA VONTADE DE DEUS EMBORA CRENTESTambém nos casamentos entre crentes, quando não é preparado por Deus, as pessoas não encontram bênçãos e as vezes atérecebem pesados castigos. Houve o caso de uma irmã que, estando noiva com um incrédulo, sendo repreendida e exortada pelaPalavra desfez aquele noivado. Pouco tempo depois começou a namorar um irmão nosso; pediram a confirmação pela Palavra eo Senhor lhes respondeu claramente que aquele casamento não era de Sua vontade; se insistisse, vindo a realisar essa união, apesada mão de Deus os castigaria. Estes dois irmãos apesar desta Palavra, resolveram se casar e o cumprimento do que veiopela boca do servo de Deus realisou-se, nunca tiveram um dia de felicidade; passaram por tudo; miséria, fome e enfermidadessobre a filha e por fim o marido adoeceu com gravíssima moléstia que o deixou paralítico e quase à morte. A esposa, então aopedir oração para o próprio servo que lera a Palavra, chegou até a lhe pedir perdão, por não haver obedecido ao que Deusmandara pela sua boca. Depois de ser apresentado em oração, o enfermo começou a melhorar e já está andando; este exemplodeve ser conhecido por todos e ficar patente a toda mocidade.- CASAMENTOS NA IDOLATRIAQuanto ao que foi dito que não devemos entrar em templos de ídolos, sabemos que o ídolo nada é, mas se um irmão nos vêentrar nesses lugares, será induzido a participar também da idolatria e o culto da idolatria é o culto de demônios. Ferindo assima consciência dos fracos pecamos contra os irmãos. Não podemos ir à festa e participar nos manjares de casamento de quemcasa na idolatria, todavia ressalvando-se o caso de um irmão cujos familiares não são crentes e há em sua casa um jantar porocasião do casamento.- UNÇÃO PARA DESVIADOS OU PARA AQUELES QUE SE CASAM COM EXTRANHOS Á FÉQuando somos solicitados a fazer unção para esses, deixemo-nos guiar pelo Senhor. Só Deus é quem sabe o íntimo da pessoa;às vezes pode ser que Ele já deu o arrependimento ao irmão ou à irmã e já foi ao encontro da pessoa. Ao ungirmos a um edeixarmos de ungir a outro não estamos livres de sermos criticados e murmurarem contra nós, porém somos servos de Deus enão do povo. Estamos prontos a servir ao povo em tudo, mas a nossa guia vem do Senhor. Devemos com referência aos quecasam com incrédulo ou se desviam, considerar as circunstâncias que levaram as pessoas a taes situações, ninguém está livre detentações e fraquezas, porém só o Senhor é potente para dar o perdão.- LITÍGIO JUDICIALDeus nos tem sempre guiado desde o princípio desta Obra, a nunca entrarmos em litígio judicial. A Congregação nunca deveenvolver-se em casos que tenham de ser levados à Justiça terrena. Nos casos que tem surgido, com referência a imóveis dopatrimônio da Congregação e pessoas que não pertencem à irmandade temos o Senhor Jesus como nosso advogado. Elesempre nos tem dado a vitória, melhor é confiar N’Ele do que nos homens. E temos como ensinamento que é melhorperdermos e abrirmos mão quanto ao que nos exigem, do que litigarmos; se nos pedem a túnica, devemos também dar a capa.Houve um caso que o terreno da irmandade estava sendo prejudicado em sua largura, o visinho pretendia se apoderar de umafaixa de setenta centímetros. Os irmãos e principalmente os procuradores, desatendendo a orientação do servo de Deus queatende a região, levaram o caso perante as autoridades, constituíram um advogado, dispenderam dinheiro e tiveram muitascontrariedades. Ao ter conhecimento do caso dois irmãos administradores dirigiram-se então a localidade, sustaram o processoe requereram seu arquivamento, explicando tamém às autoridades que aos procuradores de uma localidade não assiste odireito em abrir processos judiciais. Essa competência é da alçada do Presidente da Congregação, com a assistência do Conselhode Irmãos Anciães. No caso em referência vendeu-se aquela faixa de terra ao vizinho e assim, foi eliminado este tão grandetranstorno que afligia a irmandade.- APRESENTAÇÃO EM FORMA TEATRAL DE PASSAGENS BÍBLICAS EM CULTOTemos conhecimento que, nas reuniões para jovens e menores durante o culto, em alguns lugares do interior de São Paulo,surgiu a novidade de se fazer representações em forma teatral de trechos bíblicos. Não se deve assim agir com a Palavra deDeus; Ela deve ser temida, reverenciada e obedecida. Não podemos deixar passar essas coisas, transformando em abominação a
  9. 9. Verdade de Deus e incutindo nas crianças o espírito de teatro. Rejeitemos pois essas coisas que não são determinadas peloSenhor.- IRMÃOS PERTENCENTES AO MINISTÉRIO QUE NÃO GOSTAM DE TRABALHARPara ensinarmos aos outros temos que dar o exemplo; irmãos que se encontram no caso em referência, vivendo à custa dairmandade dão um péssimo testemunho. Cada um precisa trabalhar para sustento próprio e da sua família.- COOPERADORES DO OFÍCIO MINISTERIAL, PREPARAR-SE PARA ENFERMEIROChegou ao nosso conhecimento que um irmão cooperador está fazendo curso de enfermeiro para que, quando chamado porum irmão enfermo possa levar a Palavra da Fé e também o medicamento. Isso está errado; compete ao servo de Deus quandochamado, levar ao enfermo só a Palavra da Fé. Como é possível ministrar a fé juntamente com o medicamento? Si existe nocooperador o intento de se aproveitar de seu cargo ministerial para aplicar o medicamento, ele não pode exercer o ministério.Essa resolução entretanto não se aplica à aqueles que já antes de exercerem o ministério tinham a profissão de enfermeiro,farmacêutico, como temos entre os irmãos, onde até médicos tem sido dispertos a esta Graça.- HINOS QUE NÃO CONSTAM DE NOSSOS HINÁRIOSSe tem conhecimento que em várias congregações estão cantando hinos que não constam de nosso hinário. Até irmãos anciãestem escrito hinos e determinam que sejam cantados em cultos e batismos. Já temos sido ensinados a não cantar hinos que nãoconstam do nosso hinário; está em andamento a compilação do novo hinário e estamos fazendo traduções de hinos de Italiano,Inglês e Espanhol. Quanto aos hinos que a irmandade envia quase nada se vem aproveitando para o novo hinário. Os músicosdevem executar os hinos tocando só o que está escrito, sem aumentar nem diminuir nem fazer passagens nem floreados, e nemtocar em menor. As cousas de Deus são santas quer nas Congregações ou em outro qualquer lugar. Espera-se no novo hináriomodificar a clave de fá de vários hinos que tenham o ritmo de valsa, procuraremos dar a eles um sentido mais sonoro.- COOPERADORES QUE DÃO LIBERDADE DE PREGAÇÃO A PESSOAS EXTRANHAS A NOSSA FÉJá temos tido inúmeros ensinamentos com referência a essa parte, mas tem chegado a nosso conhecimento que irmãoscooperadores sem entendimento dão liberdade a pastores ou quaisquer pregadores em ler perante o povo. Não é permitido, demaneira alguma. Somos responsáveis pelas ovelhas que Deus nos tem confiado e se alguns desses pregadores insuflarem nocoração do povo de um veneno, ou uma nova doutrina, Deus pedirá contas a nós. Sejamos intransigentes e vigilantes nestaparte, caros irmãos, e não permitamos em hipótese alguma, que taes fatos se registrem. Quando algumas dessas pessoas, sejareverendos, pastores ou quem quer que seja nos visitarem, expliquemos-lhes claramente que podem nos visitar e ouvir aPalavra, porém quanto a pregar ou se manifestar não é permitido nem o povo aceita.- OUVIR PREGAÇÕES EM RÁDIO OU TVNós temos a guia do Espírito Santo, não tendo necessidade assim em ouvir pregações por rádio, televisão, jornais e revistas.Não nos traz bom resultado ouvirmos, termos ou lermos essas propagandas que estão completamente fora da vontade deDeus. Temos que estar sempre acertados que é Deus que nos revela pela Sua Palavra para a distribuirmos ao Seu povo. Se nossamente está cheia daquilo que temos ouvido pelo rádio, ou lido nas revistas e jornais, que alimento iremos dar ao povo? Iremosdar-lhes o alimento falso, já que muitas vezes calam em nossa mente o que temos ouvido, visto ou lido.= ATA DA REUNIÃO EXTRA PARA AS IRMÃS ORGANISTAS REALIZADA A 22 DE SETEMBRO DE 1962Às quatorze horas e vinte minutos iniciou-se esta Reunião, em Nome do Senhor Jesus, estando presentes os irmãos AnciãesJoão Finotti, Luiz Sanches e Luciano Carbone, o irmão Miguel Oliva, auxiliar de Encarregado Geral das Orquestras, assim comoalguns encarregados de Orquestra e demais irmãos, bem como irmãs organistas da Capital e arredores....- REGULARIZAÇÃO DO SISTEMA DE EXECUTAR A MEIA HORADiversos servos de Deus tem comentado que, em muitas Congregações, as irmãs organistas executam os hinos da meia horaantes do culto, de uma maneira incompreensível e inadequada. Exageram no colorido, tocando às vezes muito alto; floreiammuito; empregam demasiada expressão. O hino acaba ficando irreconhecível. Quem ouve não sabe qual é o hino que estãotocando. Na Reunião de Encarregados de Orquestra deste ano tratou-se deste ponto importante, ou seja, o de se recomendar atodas as irmãs organistas a tocarem de modo mais claro, mais suave de maneira mais apropriada. É necessário que todasprocurem tocar essa meia hora de maneira conveniente. Não é preciso tanto floreado, nem tanto colorido e nem muitainterpretação; isso não se coaduna com o momento. ....= ASSEMBLÉIA DE 1963 - TÓPICOS SÓ PARA MÚSICOS= TÓPICOS - ASSEMBLÉIA DE 25 A 27 DE MARÇO DE 1964= PREGAÇÃO:= Palavra: II Coríntios, 3, versos 4 a 6......Aquele que prega ao povo, porem em si mesmo não tem sua vida transformada, o povo entra na glória de Deus mas ele ficade fora. Por outro lado, si o Senhor abençoa bastante aquele que prega e ele começa se considerar muito grande, o Senhoracaba por lhe tirar tudo que já havia dado. Nesta Obra quem deve aparecer é Cristo e não nós, temos por exemplo um pintor esuas obras de pintura. Quando um quadro famoso é exposto e aparece nos jornais a fotografia do pintor, porventura é afotografia da mão do pintor que aparece? Não é a fotografia da mão que aparece é a do rosto; assim é a cabeça do pintor queaparece. Nesta Obra é a mesma cousa, a cabeça é Cristo. Enquanto Cristo for Cabeça este povo terá grande força e nada o
  10. 10. poderá deter; porém temos que deixar que Ele seja a cabeça entre nós. Si nos consideramos incapazes, nossa capacidade virá deDeus; porém si nos considerarmos capazes, estaremos sós. Portanto não estejamos preocupados da maneira pela qual nosapresentaremos ao povo de Deus. Pode ocorrer às vezes que o servo de Deus não tem ao menos uma roupa apresentável; issonão importa .....Quando Deus chama uma pessoa ela conserva-se em seu devido lugar, com humildade; mas à medida que o Senhor o vaiabençoando e revestindo, pode suceder que o povo ponha os olhos em nosso irmão e comece a engrandece-lo. O resultado éque, quem se ensoberbece cai na condenação, cilada armada pelo diabo. Lembremo-nos sempre que o único grande no meiode nós é o Senhor. Aquele que tem o espírito de grandeza, não irá adiante nesta Obra. É necessário tomarmos o exemplo deCristo Jesus, revestindo-nos do espírito de humildade..... - Nunca se exaltou; nunca quiz ser grande. Recusou ser chamado “bommestre”. Por conseguinte, irmãos, si o Senhor nos abençoa devemos dar-Lhe graças por tudo, mantendo-nos na humildade e Elefará ainda uma maior obra entre nós.= CONSELHOS EM CONTINUAÇÃO A PREGAÇÃO - 1964:....O Senhor preparou um povo Seu, especial zeloso e de boas obras. Completar-se-ão 54 anos que Ele iniciou esta gloriosa Obraem nosso país.....Paralalelamente a isso inúmeras são cartas que nos enviam convidando a que nos unamos com denominações. Nunca asrespondemos. A igreja de Cristo jamais se unirá com seitas ou organizações de espécie alguma, permaneceremos sobre estefundamento: Cristo Jesus. Ele é a Cabeça deste glorioso corpo, que é a Sua Igreja. Ele a governa e dirige pelo Espírito Santo.Porisso é que esta Obra aumenta, progride. O Senhor realisa tudo por nós. Não possuímos propaganda, não temos pregaçõesem praças públicas. Os servos de Deus não tem estudos de seminário; não damos dízimos e nem pagamos salários aospregadores. - ... Se quebrássemos essa união e ligássemos a organisações humanas, o Senhor se retiraria de nós. Ele não precisade nós.....Recomenda-se aos servos de Deus a que permaneçam fiéis como os que receberam os talentos e grangearam outros. Quetratem o rebanho sobre o qual estão colocados, com amor e tolerância, esperando de Deus a orientação e a guia. Não se guiempor si próprios, também não devemos permitir interferências das esposas, no ministério. Quem se deixa dirigir pela esposa nãoé servo de Deus, mas da esposa. Si nossa esposa nos deseja aconselhar sobre alguma falta nossa que ela tenha notado, isso éoutra cousa. Devemos aceitar e procurar corrigirmos; porém si ela nos vem trazer comentários e novidades de uma e de outros,não aceitemos. É conveniente que o servo de Deus fique alheio aos comentários sobre as cousas que correm entre a irmandade,......... quanto ao que já foi falado sobre as denominações evangélicas, de fato inúmeras são as propostas para que nos unamos.Mas a resposta nossa tem sido sempre a mesma. Não nos uniremos com denominações alguma e, assim lhes temos semprefechado as portas. Não despresamos ninguém porém, queremos nos conservar livres. Em nosso meio existem pregadores e atépastores que aceitaram esta graça. Mas não vieram para pregar, e sim para estarem assentados ouvindo somente a Palavra queDeus dispensa a Seu povo..... Vemos portanto como Deus opera em nosso meio e certamente continuará a operar, porém temos que permanecer firmesneste fundamento, na humildade e sinceridade, fazendo tudo com oração, deixando-nos assim guiar e controlar pelo EspíritoSanto.= TÓPICOS DE ENSINAMENTOS - 1964- CADA CONGREGAÇÃO OU SALA DE ORAÇÃO DEVE TER O SEU PRÓPRIO COOPERADOR DO OFICIO MINISTERIALOs nossos irmãos cooperadores que estão atendendo a mais de uma congregação ou sala de oração devem orar ao Senhorpara que Este levante cooperadores nesses locais, ficando assim cada qual atendendo uma única própria localidade. Devemosdar oportunidade quando vemos que Deus quer se servir de algum irmão no ministério da Palavra. Não devemos demonstrarciúmes, nem ambição. Existem cooperadores que atendem até oito Congregações. Será que não existem outros irmãospreparados por Deus que poderiam ser colocados a frente do povo em algumas dessas congregações? Será que Deus se usa sódesse cooperador? Não deve ser assim. É necessário que cada localidade tenha o seu cooperador, morando este no bairro,estando assim mais próximo da irmandade para atende-la no que for necessário, seja durante o dia ou a noite assim sendo osirmãos que estão atendendo várias localidades comecem a pedir ao Senhor que levante um obreiro para cada congregação; nãosendo isso uma lei, porém um ensinamento. Do mesmo modo quando o cooperador de uma congregação atende também aReunião de Jovens e Menores, deve clamar a Deus para que Este aponte algum irmão com requisitos necessários afim de sercolocado a atender essa reunião. Ficando assim cada qual em seu setor; o cooperador da congregação atendendo aos cultosdos maiores e o de Jovens e Menores, atendendo as respectivas reuniões.- COMUM CONGREGAÇÃOOs irmãos anciães e cooperadores e diáconos tem compromissos onde Deus os colocou, porém a irmandade e os músicos nãoprecisam ficar sob um mandamento de que devem freqüentar obrigatoriamente a sua comum congregação, ou seja, a do bairroonde residem. Para nós toda a extensa Obra de Deus nos é comum, pois temos um só Deus, uma só fé, um só batismo. Todossomos uma só família; em qualquer congregação que estamos, esta é a nossa comum congregação. É necessário haver bastante
  11. 11. cuidado por parte dos servos de Deus e principalmente pelos irmãos encarregados de Orquestras para que não oprimam algumirmão pelo fato dele se congregar em outros bairros e, não na congregação de sua própria localidade. Não podemos obrigar opovo de Deus a freqüentar a Congregação de seu bairro. Muitos irmãos moram em um bairro e por necessidade do seutrabalho são forçados a freqüentar outra congregação. Outros ao assumirem compromisso do noivado com irmãs de outralocalidade passam a se congregar na congregação onde se encontra sua noiva. Não devemos ir contra e nem oprimi-los pois, senós os oprimimos sem necessidade nós os transformamos em rebeldes e os fazemos errar pela nossa imprudência. Em qualquercaso os irmãos tem faculdade em se congregar onde o Senhor lhes der oportunidade; são livres, não os podemos impedir.Porém o que podemos fazer é aconselha-los quando sabemos que não se congregam na congregação de seu bairro porquenão gostam do servo de Deus ou se encontram incompatibilisados com outros irmãos. Deus não aceitará o louvor de taispessoas, devem se por de acordo a Palavra de Deus.- OBRAS DE PIEDADE - NÃO DEVEM SER ANUNCIADAS PUBLICAMENTENão se deve anunciar os resultados das coletas destinadas a Obra da Piedade. A Palavra de Deus nos diz: “não saiba a tua mãoesquerda o que faz a direita”. Os nossos irmãos diáconos que atendem esta parte anotem tudo particularmente para o seucontrole, podendo mostrar aos servos de Deus de sua congregação, pondo-os a par do andamento dessa importante parte daObra de Deus. Mas não se deve anunciar perante o povo os resultados de coletas para a Obra da Piedade.-VIAGENS DE SERVOS DE DEUSExistem servos de Deus que contraem dívidas para poder viajar e atender a Obra de Deus. Não havendo diáconos compete aoscooperadores ou administradores providenciar o necessário; a irmandade deve ser doutrinada sobre esta parte. Deve aprender acolaborar nas viagens dos servos de Deus; estes não viajam a passeio porém para atender a necessidade da Obra de Deus e, embenefício do próprio povo. Deixam seu trabalho e sua família durante dias e até semanas; não trabalhando não ganham cousaalguma. Compete então a irmandade olhar pela família desses servos, visitando-as para ver se lhes falta alguma cousa,colaborando então com o que Deus lhes faz sentir. Temos por certo que Deus abençoará ao seu povo e isso não será de pesopara ninguém, pelo contrário, Deus nos retribuirá tudo o que fazemos pela Sua santa Obra. As coletas para viagens dos servosde Deus também não devem ser anunciadas publicamente, pois si assim o fizermos iremos humilhar a esse servo. É necessárioque se tenha entendimento em tudo.- ABRIR SALA DE ORAÇÃO COM INTUITO DE SER COOPERADORGeralmente a pessoa tem esse bom desejo; abre então uma sala em sua própria casa e conta prontamente com a presença dealgumas famílias da redondeza e também vizinhos. Passam então a se reunir regularmente; acontece entretanto que a pessoa àsvezes não está preparada para o ministério. Não tem o dom de Deus; tem o espírito da solicitude, começando agir segundosuas próprias idéias sem consultar a servos de Deus mais antigos no ministério, atraindo a irmandade após si. É preciso muitocuidado; não se pode começar uma reunião de qualquer maneira só porque desejamos nos tornar cooperador. A Obra devecomeçar em um lugar onde realmente haja necessidade; quando por exemplo, a congregação mais próxima seja muito longe ese torna desconfortável para a irmandade freqüenta-la. Entretanto às vezes vemos que iniciam-se reuniões familiares quase queencostadas a uma congregação. Não convém que isso se faça; para se abrir uma sala de oração é necessário esperar a guia doSenhor pois, os que agem com outra intenção movidos pela solicitude, só poderão causar trabalhos e complicações futuras e aObra de Deus acaba sofrendo vitupério perante os de fora.- DESASTRES COM IRMÃOS ANCIÃESTem havido casos em que, devido a desastre um servo de Deus fica temporariamente impossibilitado sem poder prover onecessário a sua família. A irmandade compete olhar para essas cousas e estar preparada para auxilia-lo em casos tais. Si o povoda localidade não possue recursos é conveniente que as igrejas dos arredores ou outras localidades tratem disso, todavia, faça-se tudo com discrição, sem alarde, pois isso não fica bem para quem estiver sendo ajudado. É obrigação da irmandade estaratenta a esses casos, demonstrando prontidão e zelo em benefício dos que Deus se usa nesta Obra.- CONSTRUÇÕES.....- Este importante ponto deve se notar, deve estar ligado ao comportamento ao Ancião ou Cooperador, perante toda airmandade. Em certos lugares a construção pára; porém não é por culpa da irmandade e sim daquele que está à frente do povo,de quem deve obter a simpatia e a confiança. Temos que atender a parte espiritual mas também nos toca, pensar pela partematerial; quando o povo se acostuma a estar ligado ao corpo ministerial participando do empreendimentos, tudo vai avante noamor e temor de Deus. Nas grandes cidades o povo coopera monetariamente com mais facilidade. No interior é mais difícil,entretanto si não puder dar dinheiro pode-se dar material ou outras ofertas que vendidas produzirão o que é necessário. Não seobriga nem se manda o povo fazer isso ou aquilo; leva-se a irmandade com boas maneiras e com bom exemplo. Se o ancião oucooperador pede a colaboração da irmandade ele mesmo não se esforça para também dar, Deus endurece o coração dairmandade e esta não dá nada. Não é preciso que sejamos ricos, damos segundo nossas forças e o Senhor operará no coraçãode todo o povo a quem ajudará nas coletas. .......... - O prazo normal para iniciar e concluir uma congregação vai entre dezoito e vinte meses; quando se vê vai passando esseprazo, tem que exortar a irmandade para o máximo esforço, pois não podemos deixar a construção parada dando assim umpéssimo testemunho para os de fora. É indispensável pois antes de se dar início a construção, obter todos os cálculos e
  12. 12. orçamentos feitos por engenheiros, pessoa habilitada, etc... devemos levar em conta também a ação desfavorável da constantedesvalorização da moeda pois a inflação altera os orçamentos. Além do mais devemos planejar uma obra sempre de acordocom a possibilidade da irmandade local.- CONSTRUÇÕES SUNTUOSAS E EXÓTICASCompete aos irmãos anciães da localidade ou que atendem a zona a orientarem aos demais irmãos tanto da parteadministrativa assim como do Departamento de Construções para que evitem construir congregações com linhas cheias deornatos, com muita suntuosidade ou em formato exótico. O prédio atendendo a necessidade da irmandade é o suficiente; nãose devendo pois ambicionar uma congregação muito maior que a estritamente necessária. Quanto maior o templo maiores sãoas despesas e o custo da construção.- OFERTA DE ALIMENTO PELO POVO NORTE AMERICANOO povo dessa nação tem proporcionado ajuda a população pobre de nosso país, dando alimentos, principalmente latas de leiteem pó. Estas doações eram confiadas a alguns políticos para que as distribuíssem; porém como houve irregularidades e abusoso governo americano deliberou confiar essa distribuição às igrejas evangélicas. Quanto a nós podemos também aceitar paradistribuir a nossa irmandade; não se trata de doação com fundo político. Não vem propaganda junto e nem noscomprometemos com quem quer que seja. Também não iremos dar o nome da congregação para ser incluída na lista dosdistribuidores.- ÁGUA DE BATISMONunca se deve dizer que a água do batismo é santa água. Batisar na água por imersão sepultando o velho homem écumprimento do santo mandamento da Palavra de Deus, mas a água não é santa. É uma água como outra qualquer, de um rio,de uma vasca, de um lagoa, etc...- MANDA TUA PALAVRAOutra frase muito comum é se dizer: “Senhor faz com que tua Palavra venha pelo Espírtio Santo”. Esta deve vir sempre peloEspírito Santo. Si não vem pelo Espírito Santo, não cura, não ensina, não liberta e não traz virtude ao povo. Nunca a Palavrapoderá vir pela carne; quando vier da carne é terrena, animal e diabólica.- CARTA DE APRESETAÇÃO MENCIONANDO DONSNas cartas de apresentação que fazemos para irmãos que se mudam de localidade para outra ou vão em visita, não se devemencionar que o irmão tem este ou aquele dom. Alguns põem na carta: o irmão que está mudando tem o dom da Palavra.Nada se deve por sobre o assunto e nem outras qualidades ou dons. Somente se declara que o irmão tem bom testemunho.- ORAÇÕES NA CONGREGAÇÃOO servo de Deus que preside ao culto deve ter entendimento também nessa parte da oração. Não é obrigatório ficar esperandoque haja três orações, quando estamos de joelhos dobrados perante ao Senhor e Este toma um irmão ou irmã numa oraçãofervorosa, cheia de inspiração e edifica a Igreja. Não é necessário pois ficar de joelhos esperando que haja mais uma ou duasorações. Muitas vezes ficando ajoelhados esperando mais um pouco, começa a orar um que não foi chamado pelo Senhor. Issorouba toda a comunhão e alegria que a primeira oração trouxe ao povo; tenhamos pois entendimento nessa parte evitando taiscousas.- ESTÁ FECHADA A LIBERDADE PARA TESTEMUNHANÇASÉ essa a frase que devemos dizer quando queremos encerrar a liberdade para os irmãos testemunharem. Não podemos dizer demodo algum, como dizem muitos: “está fechada a liberdade do Espírito Santo”. Isso está completamente errado. O EspíritoSanto tem livre curso em nosso meio, pois esta é Obra de Deus. Ele é o Dono da Obra. Ai de nós se, em determinada horafechássemos a liberdade do Espírito Santo. É necessário pois que todos aprendamos com toda atenção a maneira certa de sefalar as cousas.- HORÁRIO DE DURAÇÃO DE CULTOExistem determinadas congregações que geralmente o culto passa da hora e meia levando até duas horas. Isto já é um costumee sucede porque o cooperador ou mesmo o ancião costuma exortar antes da oração, antes do testemunho, fazendo longasadmoestações sem ser necessário. Há tempo para tudo; os hinos não são para serem exortados e sim para com eles louvar aDeus. Mesmo quanto a exortar a Palavra é melhor poucas palavras porém que sejam fixadas como pregos no coração do povo.- RESSALVA QUANTO A FALAR DA OBRA DA PIEDADEFicou dito anteriormente que não convém dar publicidade ao povo quanto deu a coleta em benefício da Obra da Piedade;porém não é porisso que não se pode falar mais desta Obra na Congregação. Temos obrigação de falar admoestando o povo ase esforçar para colaborar na Obra da Piedade, expondo a todos a necessidade de que a irmandade abra o coração ao Senhor eEle o mova para contribuir nessas coletas. O que se não deve falar é quanto rendeu, quanto entrou, quanto saiu.- ADMINISTRAÇÃO E OUTROS CARGOSExistem lugares em que o cooperador quer tomar conta de tudo; havendo diáconos, administração, departamento deconstrução, obra da piedade, não é pre ciso o cooperador se sobrecarregar com esses assuntos. Nós do ministério espiritualdevemos deixar isso a cargo dos que Deus preparou para esses assuntos. O que compete ao ancião ou cooperador é doutrinaro povo a colaborar com amor e alegria nas coletas, na obra da piedade, necessidades da Igreja, viagens de servos de Deus, etc...
  13. 13. Os que estão na frente do povo devem pedir franqueza a Deus para falar, ensinar, esclarecer a irmandade sobre a necessidadede sermos cheios de frutos na Obra de Deus.- UNÇÃO PARA ENDEMONINHADOSSi chamados a orar por pessoas endemoninhadas, possuídas por espíritos malignos, não as devemos ungir com azeite. Somentese faz uma oração; a unção de acordo com a Palavra de Deus é para enfermos e não para endemoninhados.- SOCIEDADE BÍBLICA DO BRASILJá há alguns anos que esta Congregação vem colaborando com a Sociedade Bíblica, enviando donativos anuais, fruto de coletasrealisadas entre toda a nossa irmandade no Brasil. Isto Deus nos fez sentir em fazer em virtude do preço das Bíblias no geral, serinferior ao seu valor de custo e a Sociedade nessas condições necessita de contribuições para poder produzi-las. As Bíblias nãodão lucro; assim é em quase todo o mundo. - .... Entretanto ultimamente a Sociedade Bíblica do Brasil editou uma versão deJoão Ferreira de Almeida corrigida e revisada que foi profundamente alterada, a ponto de ferir a Sã Doutrina. Inúmeros pontosestão completamente modificados; assim não a podemos aceitar e nem adotarmos para o uso de nossa irmandade. Tem sidofeito confronto entre a velha versão e a nova, encontrando-se muitos erros de doutrina na nova, pois esta foi modificada peloshomens. Existe uma lista bem grande de erros encontrados. Dada essa situação esperamos na Guia do Senhor quanto àscontribuições daqui para o futuro; devendo a irmandade esperar orientação quanto ao que convém fazer.- ANCIÃES COM RECURSOS E ANCIÃES SEM RECURSOSOcorre às vezes em algumas localidades existirem dois anciães; um possue recursos financeiros não dependendo de auxílio dairmandade para viajar a serviço da Obra de Deus. Porém outro não possue recurso algum, competindo então àquele que temrecursos exortar a irmandade a colaborar para as viagens do que tem necessidade.- SINDICATOSJá temos tido inúmeros ensinamentos sobre isso, porém o Senhor permite que novamente venha este conselho; “nós crentes,não devemos aceitar cargo algum nos sindicatos. Quem aceita cargos necessita se sujeitar a organizar greves, a ir contrapatrões, etc., e nós crentes devemos fugir de tudo isso”. O que nos compete é unicamente pagar o imposto sindical porque a leiassim o determina. Fujamos de todo o embaraço. É necessário semear no Espírito, pois do espírito ceifaremos a vida eterna.- HORÁRIO DE VERÃOQuando é instituído o horário de verão os relógios devem ser adiantados uma hora; isso é feito para se economizar energiaelétrica. Nas cidades é evidente que temos que respeitar o horário de verão em tudo, inclusive para o horário do inicio dosnossos cultos. No campo entretanto onde quase ninguém se baseia pelo relógio e sim pelo giro do sol, não há importância emnão se observar o horário de verão. Sabemos que, quem trabalha na lavoura, trabalha de sol a sol e assim devemos nosconservar conforme o próprio ambiente a que estamos habituados.- VENDA DE CASA DE ORAÇÃO VELHAQuando Deus prepara uma nova Congregação para a irmandade de determinada localidade e a velha precisa ser vendida, énecessário que se tomem certas precauções na venda. Onde esteve por muitos anos a Obra de Deus, não podemos vender paraseitas de espécie alguma. Os sectários poderiam se prevalecer do local e ludibriar o povo, querendo fazer crer tratar-se damesma irmandade, acarretando graves prejuízos a Obra de Deus. É evidente também que não podemos vender um prédio queserviu para a irmandade se reunir e louvar a Deus, para ser nele instalada uma casa de diversões, cinema, salão de baile, etc.....- BATISMOS EM PRESÍDIOSEsses batismos são geralmente permitidos em particular pelos diretores. Muitas vezes não são eles comunicados a CorregedoriaGeral. Assim não devemos anunciar esses batismos nas listas pois colocaríamos os diretores em má situação. Fazendo tudo comreserva indo o ancião acompanhado do cooperador ou de mais alguns irmãos si houver oportunidade. Não se avisa na Igrejaque se vai realisar tais batismos. Nunca se deve marcar o batismo sem antes conversar com o diretor, pois ele é que determina eautoriza o dia para realisá-lo.- EMPRESTAR CASA DE ORAÇÃOTem nos chegado solicitações de entidades diversas e de pessoas que ocupam cargos públicos para que lhes emprestemosnossas casas de orações a fim de realisarem conferências, conclavos políticos ou para outros fins particulares. Temos respondidosempre que não podemos atender a essas solicitações. Não cedemos nossas salas de orações. Si o Tribunal Regional Eleitoralrequisitar qualquer sala de oração para realisação de uma eleição, o caso é diferente; não podemos recusar. Porém temos odireito de fazer que se respeite o horário do culto. Em casos tais geralmente se recebe o aviso com bastante antecedênciadando margem e tempo a que a irmandade seja também notificada.- NOVOS ESTATUTOS E ASSEMBLÉIAS DE DESCENTRALIZAÇÃOEm cumprimento ao que Deus tem determinado por meio de seu servo, estamos fazendo gradativamente essas assembléias econstituindo administrações locais, desmembrando assim cada patrimônio da parte total da Congregação - São Paulo. ..... - OsEstatutos são os mesmos para todas as localidades do Brasil.- COOPERADOR DE ANTA BRAVAEsse nosso irmão cooperador levantou-se perante todos e pediu perdão a todo o ministério reunido de todas as partes do Brasilpelo fato de ter ele acompanhado as idéias do ex-irmão Nilson Santos. Pediu perdão também a Deus. Naquela ocasião quis se
  14. 14. separar de nós para acompanhar tal pessoa, porém Deus lhe fez ver que estava fora da comunhão e fora da humildade.Reconciliou-se assim novamente com todos o que foi motivo de alegria e conforto geral.- PANFLETOS DE PROPAGANDAUm servo de Deus do Estado do Paraná preveniu a todos os presentes a esta reunião sobre a distribuição de folhetos depropaganda e convite a um batismo que se iria realisar na cidade de Pitanga, daquele Estado. O servo de Deus declara a todosque tais folhetos não foram impressos pelos irmãos responsáveis pela Obra de Deus, porém por irmãos novos na graça sementendimento, entretanto movidos pela boa vontade. Estes irmãos foram admoestados e ensinados a não repetirem tal cousa; aObra de Deus é Ele Quem a realisa. Não temos necessidade de propaganda, nem publicações em jornais e revistas, nem deprograma de rádio ou televisão. Não fazemos também pregações em praças públicas; Deus é Quem manda as almas em nossomeio.- TANQUE DE BATISMO EM SÍTIOEm determinadas fazendas ou sítios nossa irmandade tem feito tais tanques, para realisação de batismos. Todavia o proprietárioda fazenda ou do sítio costuma cede-los também para sectários fazerem o seu batismo. Isso ocasiona confusão. Quem vemassistir suporá que a Congregação e as seitas são a mesma cousa; na medida do possível devemos impedir que tais cousasaconteçam. Si porventura não formos nós os únicos a usar o tanque façamos então o batismo em um rio.- IRMÃOS ANCIÃES JOÃO CLARO, LUIZ COSTA E ALFREDO DE SOUZAÉ comunicado a todos que o Senhor nosso Deus tem se comprazido em recolher ao repouso eterno os caros irmãos anciães emreferência.- PORTO NOVO - ESTADO DE SÃO PAULOÉ comunicado também que que o ex-ancião desta localidade irmão Gentil Ribeiro do Nascimento, renunciou ao ministério, poiscaiu em pecado de adultério.- VIAGEM MISSIONÁRIA DE IRMÃOS DIÁCONOSÉ necessário que todos compreendam que o Senhor tem constituído o ministério de diácono “Atos 6, 1:7 e I Timóteo 3, 8:13”para o importante negócio de atender o povo de Deus em suas necessidades materiais. Os pobres, as viúvas e tantas outrascousas que se apresentam na extensa Obra de Deus. Atendem a Obra da Piedade; competindo-lhes também abrir e presidir oscultos na ausência do irmão ancião ou cooperador. E o Senhor pode se usar deles com a Palavra. Filipe e Estevão forampregadores e evangelistas. Se bem que Felipe tenha batisado ao eunuco; ele o fez na dispensação; o sacramento do batismopertence aos irmãos anciães. Em localidades onde ainda não haja diáconos pode surgir às vezes dúvidas quanto a Obra daPiedade por parte de irmãos e irmãs que atendem. Estes irmãos pedem então a presença de um diácono o que é uma boacousa, principalmente si podem ir em companhia de um ancião, facilitando a que qualquer necessidade que surgir naCongregação possa assim ser solucionada. Entretanto as viagens de nossos irmãos diáconos não podem ser feitas por umcostume, só em casos de necessidade, pois cada um tem sobre si grande responsabilidade e ocupação na Congregação onde oSenhor o constituiu.- MUDANÇA DE ANCIÃES - NÃO TOMAR O LUGAR DO COOPERADORIrmãos anciães que mudam de uma localidade para outra por conveniências particulares, não devem tomar o lugar docooperador. Pode ajuda-lo, colaborando com ele; porém tirar o seu lugar, só porque é ancião isso não é permitido. Não se podeobrigar o ancião a permanecer na localidade onde Deus o colocou; já que não recebe ordenado como nenhum de nósrecebemos. Mas si ele mudou-se de localidade deve se lembrar que não poderá deslocar o cooperador da cidade para onde vai.Às vezes um ancião sai de mudança da cidade onde mora por falta de trabalho material e vai se radicar em outra onde hácooperador na Obra de Deus. Nessa cidade as cousas da Obra correm tudo muito bem, qual é a atitude conveniente ao ancião?Ficar assentado em seu lugar, deixando que Deus mova tudo em Sua Obra. Muitos irmãos anciães já fizeram isso e depois decerto tempo o Senhor lhes preparou outra localidade onde não havia ancião e nem cooperador e lá ficaram definitivamente.Esclarece-se todavia, si algum irmão ancião muda de sua localidade não é porisso que perde o ministério. Pode continuar a fazerbatismos e santas ceias, ler a Palavra de vez em quando na localidade onde passa a morar. Porém o que não deve é tirar aoportunidade do cooperador da Congregação. Devendo o irmão ancião esclarecer ao povo que o cooperador não o impede emse levantar com a Palavra antes lhe dá liberdade; porém as cousas devem ser feitas com entendimento, dentro da ordem semmenosprezar a pessoa alguma na Obra de Deus. Quando o ancião vai de mudança em missão, é Deus que o está enviando, ocaso é diferente. Deus o reveste de toda autoridade necessária. Irmãos anciães e cooperadores devem se conservar no lugar emque Deus os colocou. Provas e apertos da vida todos nós passamos; porém não serão essas cousas que nos farão deixar o nossoposto onde fomos colocados como um sentinela. Devemos pedir forças a Deus para poder atravessar os apertos e necessidadesda vida. É certo que nós todos somos livres, mas convém esperar pela Guia do Senhor. Temos visto muitos exemplos e algunsdeles bastante lastimável, de ancião que se mudaram, por conveniência de seu trabalho material. Uns transtornaramcompletamente a congregação para onde foram e outros acabaram caindo da graça. Portanto no lugar em que fomos postospelo Senhor nesta Obra esperemos muitas bênçãos, mas esperamos também as provas materiais e espirituais. Conforme já ficoudito se a mudança é em missão, si é pela conveniência da Obra de Deus, devemos receber com alegria. Às vezes é necessáriomesmo que o ancião se mude de sua localidade para um lugar mais centralizado de onde poderá melhor atender a Obra. Porém
  15. 15. deve ser feita com oração do ministério; existindo muitos Estados no Brasil em que a Obra deve ser atendida por setoreshavendo muitas dificuldades. É conveniente então que o ancião se transfira para o lugar mais central.- SUBSTITUIÇÃO NA PRESIDÊNCIA DAS ASSEMBLÉIAS E REUNIÕES SEMANAIS NO BRÁSCom o falecimento de nosso irmão Luiz Pedroso, o Senhor tem colocado para presidir essas reuniões nas assembléias, o nossoirmão ancião João Finotti, na ausência deste sempre atendia o irmão Romano. Com o falecimento do irmão Romano, passou aatender o irmão João Claro; porém agora o Senhor recolheu o irmão João Claro, ficando assim determinado, para atender apresidência o irmão João Finotti, como mais velho no ministério. Em sua substituição o irmão ancião Miguel Spina e na ausênciadeste o irmão ancião Rizieri Lavander.- VIAGEM MISSIONÁRIA DO IRMÃO ANCIÃO MIGUEL SPINA E ESPOSAO Senhor concedeu oportunidade ao seu servo de fazer um breve relato da viagem realisada no ano passado: Europa, OrienteMédio e Extremo Oriente e Norte América. Fez ele juntamente com sua esposa uma volta em torno do globo terrestre; visitaramirmandade de países onde já haviam estado em viagens anteriores, confirmando-os na fé. Visitaram outros paísesprincipalmente os do Extremo Oriente onde o Eterno Deus lhes concedeu em apresentar àquelas almas famintas e sedentas dejustiça as boas novas desta Graça que Deus vem realisando nestes últimos dias em nosso meio, no Brasil. Visitaram grupo decrentes nesses países onde, pelo Espírito Santo o servo de Deus apresentou todos os pontos os quais essas almas deveriamobedecer, a fim de se encontrarem dentro do firme fundamento e da Sã Doutrina, pois a volta de Cristo está próxima às portas.- IRMÃOS ESTRANGEIROS PRESENTES A ESTA REUNIÃODeus preparou de estarem presentes a esta reunião neste ano os nossos irmãos de vários países, como sejam: ESTADOSUNIDOS: Nicola Di Gregorio; Emigdio Puglia e Venâncio Boléa, todos anciães e a irmã Conceta Boléa. REPÚBLICA ARGENTINA:ancião José Lopes de Mar Del Plata; Daniel Caparrota, diácono; José Palma, administrador; Daniel Orega, músico; todos estes deBUENOS AIRES. José Cercamondi e João Syria, de Mendoza. REPÚBLICA DO PARAGUAI: Fidencio Franco, oe João Alcaraz,cooperadores. REPÚBLICA DO URUGAUI: Vilar Rodrigues, ancião da cidade de Paissandu.- APÓSTATAS DA FÉ - MARINGÁ, ESTADO DO PARANÁO servo de Deus que atende a esta Congregação trouxe-nos a notícia sobre a rebelião promovida por um pequeno grupo depessoas que eram nossos irmãos, porém se deixaram iludir pelo adversário. Começaram a estudar materialmente a Bíblia tendosido tomados por um espírito de engrandecimento que os leva a menosprezar os servos de Deus. Blasfemam contra a SãDoutrina e contra as cousas santas de Deus. Utilizam-se também da liberdade de se levantar perante o povo para lançardoutrinas totalmente extranhas, intentando dividir a Obra de Deus. Tendo sido chamados e admoestados diversas vezes pelosirmãos anciães, não acataram e não se humilharam; antes continuam a promover a dissolução no meio da irmandade. Emreunião do Conselho de irmãos Anciães realisada a 25 de março de 1964, deliberou fazer-se uma circular excluindo essaspessoas, nome por nome, de membro da irmandade, aliás da Congregação. Que ninguém os receba e nem tenha parte comeles, pois colocam-se no lugar de Core, Datham e Abiram, que se rebelaram contra o servo de Deus Moisés, e a terra abriu suaboca e os enguliu e vivos desceram ao sepulcro. “Números 16; 1/35”. A palavra de pessoas que apostatam da Fé roerá como agangrena; escapemos nossas almas evitando tais criaturas corrompidas.- FUNERALNão existe determinação quanto a funeral para crianças recém-nascidas; não há mandamentos si fazemos ou não o serviço.Fazemos como o Senhor guia no momento. Temos notado pelas experiências de vários casos em que os servos de Deus tiveramde comparecer a funerais de irmãos que perderam o testemunho, que o Senhor não permitiu que se faça às vezes nem umasimples oração. Cada qual que se deixe guiar e orientar da parte de Deus nesses casos, pois temos visto por outro lado o Senhorrestaurar pessoa que perdeu o testemunho, recolhendo-o para Sua Glória.Quanto aos suicidas não tem parte no Reino de Deus; não se faz serviço algum. Se os familiares são crentes, pode-se orar poreles depois que o féretro saiu, para conforto de seus corações. É o que temos feito nesses casos.Não há mandamento de se fazer ou não funeral quando uma pessoa na é crente. Havendo na família pessoas contrárias a graçade Deus é bom sempre consulta-los para saber si tem prazer que se faça o serviço de funeral. Assim fazendo evitaremosdissabores e contrariedades. A prudência é necessária. Si tem prazer, fazemos; e si não tem, deixamos de fazer. Cada qualmanda em sua própria casa. Nunca se deve prolongar demasiadamente o serviço de funeral; abreviado é mais adequado. Temosque considerar que a hora de saída do corpo está marcada e ainda devemos deixar após terminar o serviço, pelo menos umquarto de hora para os familiares e parentes se despedirem do corpo.- CARTEIRA DE IDENTIDADE PARA ANCIÃESAs Diretorias das Estradas de Ferro de que os servos de Deus se usam e ainda as dos Hospitais onde os servos de Deusnecessitam entrar freqüentemente para orar para enfermos, têm sugerido que usem eles carteira de identidade que osidentifiquem como membros do ministério da Congregação, aliás da Obra de Deus. Tudo isso é bom, porém si tal cousafizéssemos, iríamos sair fora do fundamento desviando-nos do que Deus nos tem ensinado.Os irmãos anciães, quando Deus os manda a qualquer lugar não necessitam de prova de identidade como ancião; o únicodocumento que devem apresentar é a Palavra de Deus.
  16. 16. E quanto a gozar desconto nas passagens de trens não há necessidade; ou julgamos que Deus seja pobre ou impotente paranos preparar todo o valor da passagem? Deus é potente e dono dos céus e da terra; tudo preparando suficientemente parapassagem e o mais que for necessário sem termos necessidade de sair fora de seus ensinamentos ao querer obter os descontos.Podemos entretanto, usar e levar conosco, como simples cidadãos nossa prova de identidade pela secção da políciaencarregada dessa parte. Isso é um documento que qualquer pessoa deve ter pois a qualquer momento nas grandes cidadesestá sujeita a ser inquirida pelas autoridades. O que podemos ter também conosco e é muito útil é o ultimo relatório e osEstatutos da Congregação.- APRRESENTAÇÃO DE IRMÃOS PARA ANCIÃESÉ necessário bastante prudência nesse caso. A experiência também nos vai ensinando, às vezes Deus permite erremos paraaprender. Tem se cumprido em muitos a parte que vem mencionada em I Timóteo, cap. 3, verso 6 “...Não neófitos, para queensoberbecendo-se não caia na condenação do diabo”. Sabemos que o neófito é o novo na fé; inexperiente na fé. Também nãose deve olhar a aparência da pessoa; Samuel olhou ao ir ungir um rei para Israel, na aparência. Deus porém o advertiu a nãoolhar as aparências mas ungir aquele a quem Ele lhe indicasse. E assim foi ungido David o menor de todos aqueles irmãos.Entretanto devemos apresentar aqueles que Deus nos aponta de acordo a Sua Palavra, sem nos basearmos na aparência física,isso para o nosso bem e para o bem da Obra de Deus. Da mesma maneira o Senhor Jesus ao escolher seus apóstolos, não foibusca-los de entre os legisladores, doutores, principais da lei, magistrados e entendidos desta vida. Jesus buscou a pescadores eos elegeu apóstolos desta gloriosa Obra.- CARTA DO SERVO DE DEUS IRMÃO ANCIÃO LOUIS FRANCESCONÉ lida perante esta assembléia, como anualmente é feito uma carta que o velho servo de Deus irmão Louis Francescon enviou.Em sua avançada idade (98) anos tem sempre o seu pensamento e seu espírito voltado para a Obra de Deus aqui no Brasil. E porocasião destas reuniões gerais anuais de ensinamentos remete-nos uma carta, com conselhos inspirados pelo Senhor, que temservido de grande edificação e conforto para o ministério. Louvado seja o Senhor.= TÓPICOS - ASSEMBLÉIA DE 14 A 16 DE ABRIL DE 1965= PREGAÇÃO:= 1ª Palavra: Salmos, 74 - 3 a 7 e 21 a 22......Esta é a herança de Deus na terra. O templo não é mais o de Jerusalém. O templo somos nós. Dentro deste templo somenteDeus deve ser exaltado e glorificado. O povo de Deus se reúne nas casa de oração em muitos lugares e todos vem buscar oalimento para a alma, os sinais e as promessas. O crente vive pela fé e em suas necessidades vai consultar a Deus. Os servosdevem viver prudentemente, com temor e tremor revestidos de caridade, ........Na Congregação também o adversário entra. Mas se fica só dentro do salão e não encontra oportunidade de entrar noscorações, ainda não é nada. Porém se entra em algum coração, faz grande estrago. Principalmente se é no coração do que estána frente do povo. Quando um demônio se apossa de uma pessoa, faz um estrago somente no corpo daquela pessoa. Masquando penetra nos que estão no Ministério, com sentimento de ciúmes, inveja, avareza, pode fazer estragos em umaCongregação inteira. Às vezes o que está perante o povo é tomado por esse espírito e nem percebe. E é levado a destruir a Obrade Deus. Pela ganância, a pessoa pode ser levada a introduzir falsas doutrinas no meio do povo. Pelo espírito de soberba, podese transformar em um ditador. Quem se deixa levar pelo espírito de ciúmes, pode dividir e derrotar a Obra de Deus. É por meiodesses espíritos que o inimigo faz desolações no meio da herança de Deus..... - ....Quando os servos de Deus estão cheios devirtude, e de graça ministram os dons ao povo, o Senhor colabora com sinais, respostas e maravilhas. Mas quando em umaCongregação um Ancião ou Cooperador permitem que em seu coração se instale a inveja ou a presunção de que um é maior doque o outro, surge o assolamento na Obra e os sinais, maravilhas e respostas desaparecem naquela Igreja. E quandodesaparecem isto, logo surgem os sinais de nosso adversário. Esses sinais são conhecidos: dissenção, divisão, inveja, ódio,malícia, murmuração. Que ninguém se engane a si próprio........A irmandade se esforça por vir a casa de oração. E se em vez de alimento encontra contenda, dissenção, pancada, ódio einveja, a irmandade volta vazia para casa. Saibam todos então que os pequeninos de Deus chegam em casa e elevam a queixaperante o Altíssimo, dizendo: “Senhor, hoje eu não me alimentei. Voltei vazio para casa!”. E, quando o povo começa a clamar,chega o dia em que Deus se levanta e acerta contas contigo. Coloca-te em uma cama, ou te envia para o cemitério , ou faz comque caias no pecado..... -.... Não consintas mais em seres instrumento nas mãos do adversário para este destruir e assolar osantuário de Deus!....- ....Não esperando pacientemente que o Senhor da seara levante um obreiro, a pessoa coloca quem elapensou que iria servir. Depois começam os combatimentos, os ciúmes, a inveja. Assim, não devemos pretender insistir com oSenhor, ou querer fazer prevalecer o que pensamentos. Esperemos que Ele execute Sua santa vontade e jamais erraremos..... - Um servo fiel a Deus é como uma locomotiva, que leva 20 ou 30 carros. A força motriz que move a locomotiva é o vaporobtido da água e do fogo, na caldeira. A força que move o servo é o amor. Quando falta isto é como quando a caldeira deixa defuncionar na locomotiva. O servo ao qual lhe falta o amor começa a espancar o povo e a machucar as ovelhas do rebanho. Deushoje chama tal pessoa à responsabilidade, para que não torne a tocar no rebanho. .... -.... Mas se alguém insiste em dividir aObra de Deus, Deus o destruirá. Somos testemunhas de muitos casos em que o Senhor tem tirado da face da terra certos maus
  17. 17. obreiros, que não quizeram se arrepender e se emendar. Deus edifica e Deus derriba. Cura mas também mata. Enfermidade emorte são como emissários de Deus e tem que servi-Lo também.= 2ª Palavra: Efésios, cap. 04....Paulo sofreu muitas prisões e açoites, mas nunca desanimou.... - ....Se ele recomendava a humildade, ele próprio a tinha. Sefalava em misericórdia, ele mesmo estava cheio de misericórdia.... - ....O povo, quando vê que um servo já não anda mais como édigno da vocação em que foi chamado, não recebe mais tal servo. Quantas e quantas cartas que recebemos, da irmandade sequeixando do Ancião ou do Cooperador de sua Congregação! ... - .... O povo nota também quando o servo vem a esta Reinião eo Senhor opera nele, tirando-lhe as cousas que não estavam de acordo. Impaciência, orgulho, arrogância e outras falhas. Apessoa, ao ser colocada no Ministério, estava revestida de humildade, bondade, mansidão, caridade, amor fraternal, piedade,misericórdia. E agora, algum tempo após estar no cargo, modificou-se? Perdeu aquela paciência que antes tinha, deixou amansidão, já não usa mais de misericórdia? A irmandade sabia que tu tinhas os requisitos e por isso te recebeu. E agora? Pensasque, mudando de atitude continuarás a gozar do mesmo crédito perante o povo de Deus? Enganas-te! O povo, quando vê queum servo já não anda mais como é digno da vocação em que foi chamado, não recebe mais tal servo. Quantas e quantas cartasque recebemos da irmandade se queixando do Ancião ou do Cooperador de sua congregação!.... Se estava fora do rumo certo, como um trem que saiu da rota, coloca-te novamente sobre os trilhos e chegarás ao rumocerto. E se alguém, embora ouvindo esta advertência, não pretende voltar ao que era antes, o Senhor que o colocou no cargo otirará. E talvez até o tire do mundo. Lembremo-nos, queridos, que não estamos tratndo com um homem, mas com o DeusTodo-Poderoso. Não estamos ocupando um cargo maerial, como o de chefe em qualquer oficina ou companhia. Estamoslidando com as cousas santas de Deus!Há irmãos Anciães e Cooperadores que agem com rigorosidade excessiva e lançam pessoas fora da Igreja. Nessas localidades aObra vai sempre de mal pra pior. E há Anciães e Cooperadores que nunca lançaram fora ninguém. E a Obra nas localidades queatendem vai as mil maravilhas, abençoadas por Deus.= TÓPICOS DE ENSINAMENTOS – 1965- CIRCULARES E CONVITES - ABERTURAS E BANQUETESTem chegado até nós circulares sobre muitos assuntos, de diversos lugares. Isto não é cousa boa. ....As aglomerações não trazem proveito para a irmandade. Não convém também convidarmos políticos ou autoridades para o diada abertura. Geralmente estes desejam se manifestar e temos que negar. Compete aos irmãos do Ministério advertirem airmandade para não estarem a convidar este ou aquele.Circulares para Reuniões de Mocidade também não devem ser mandadas. ...Nunca uma circular deve ser mandada sem a assinatura dos servos de Deus. E só se faz circular quando é para alertar airmandade, e com a autorização dos irmãos Anciães que atendem a região.....É preferível uma Congregação menor, mas terminada. Somos ensinados pela prática a planejar uma casa de oração quecomporte três vezes mais o número da irmandade do momento. Isso é o bastante.- PÁSCOA E SANTA CEIAMuitos confundem uma cousa com outra. Pensam que Santa Ceia e Páscoa são a mesma cousa. Mas não é assim. Jesus celebrouprimeiro a Páscoa que quer dizer Passagem e assim cumpriu e encerou o Velho Testamento. Depois celebrou a Santa Ceia,instituindo o Novo Testamento em Seu sangue, deixando-nos esse mandamento. (Mateus 25: 17/30; Lucas 22: 7/23; I Cor. 11:23/29.)- HINOS PARTICULARES: CANTAR HINOS QUE PERTENCEM A SEITASVeio ao nosso conhecimento que, em inúmeras localidades a nossa mocidade e a irmandade em geral estão tomando estehábito de cantar hinos de seitas. Cantam em suas casas e pelas casas de famílias. Este hábito é uma novidade que está entrandoe se não fazemos atenção acabaremos nos misturando com as seitas. Nunca jamais façamos isso. Deus tem preparado para Seupovo o novo hinário: “HINOS DE LOVUORES E SÚPLICAS A DEUS” Nº 04, contendo além da maioria dos hinos antigos, maiscento e quarenta hinos completamente novos. Assim pois, não é necessário estar cantando hinos de seitas. Recomendamostambém a irmandade para deixar de cantar hinos feitos por irmãos nossos. Há irmãos que fizeram hinos até para casamento!Nós não temos este costume. Assim, devemos nos contentar com os hinos que o Senhor preparou de serem incluídos no novoHinário e sejamos gratos a Deus também por esta benção e permaneçamos na obediência.- SEMINÁRIO TEOLÓGICO EVANGÉLICO - PERGUNTAS DE SECTÁRIOS SOBRE COMO A OBRA DE DEUS CRESCE E PROGRIDETANTO EM NOSSO MEIOPessoas pertencentes ao Seminário Teológico Evangélico, que fazem estudos sobre a origem e o desenvolvimento das diversasIgrejas Evangélicas, tem vindo, muito frequentemente, assistir aos nossos cultos. Desejam saber que segredo usamos para aObra progredir tanto. Temos respondido sempre que não é absolutamente segredo algum, nem virtude e qualidade nossa. Éporque esta Obra é de Deus. Pertence a Ele e não a nós.Temos sido convidados também a fazer parte de debates sobre a Bíblia. Temos recusado, pois o que temos não é sabedorianossa mas é dom concedido por Deus. Não podemos exibir uma cousa que não é nossa.- FALSOS DOUTRINADORES

×