Plano de aula: prática esquecida pelo professor?

5.399 visualizações

Publicada em

Adaptação de slides postados no share por outros professores aos quais acrescentam-se citações do texto de Roxane Rojo de mesmo titulo desta apresentação.

Plano de aula: prática esquecida pelo professor?

  1. 1. prática esquecida pelo professor?Maria da Conceição Ferreira de Souza Valéria Rios Oliveira Alves
  2. 2. O significado e a importância do planejamento escolar: O trabalho docente é uma atividade consciente e sistemática,cujo centro está a aprendizagem ouo estudo dos alunos sob a direção do professor. A complexidade deste trabalho não está vinculada apenas à sala de aula; está também diretamente ligado a exigências sociais e à experiência de vida dos alunos.
  3. 3. O planejamento é um processo deracionalização, organização e coordenação daação docente, articulando a atividade escolar e a problemática do contexto social.
  4. 4. A ação de planejar, portanto não se reduz ao simples preenchimento de formulário paracontrole pedagógico; deve ser uma atividade consciente de previsão das ações docentes, fundamentadas em opções político- pedagógicas, e tendo como referência permanente as situações didáticas concretas que envolvem a comunidade escolar que interagem no processo de ensino.
  5. 5. Funções do planejamento:· Assegurar a racionalização,organização e coordenação dotrabalho docente, permitindo aoprofessor e escola um ensino dequalidade, evitando a improvisaçãoe a rotina;· Explicitar princípios, diretrizese procedimentos do trabalho docenteque assegurem a articulação entre astarefas da escola e as exigências docontexto social e do processo departicipação democrática;
  6. 6. - Expressar os vínculos entre o posicionamentofilosófico, político-pedagógico e profissional e as açõesefetivas que o professor irá realizar na sala de aula,através de objetivos, conteúdos, métodos e formasorganizativas do ensino; - Assegurar a unidade e a coerência do trabalhodocente, inter-relacionando: os objetivos (para queensinar), os conteúdos (o que ensinar), os alunos (aquem ensinar), os métodos e técnicas (como ensinar) ea avaliação.
  7. 7. - Facilitar a preparação das aulas:selecionar o material didático emtempo hábil, saber o que professor ealuno devem executar, replanejar otrabalho frente a novas situaçõesque aparecem no decorrer dasaulas
  8. 8. Para que os planos sejam efetivamenteinstrumentos para ação, devem:- ser um guia de orientação;- apresentar uma ordem sequencial;- ter objetividade;- ter coerência;- apresentar flexibilidade;
  9. 9. Tipos de planos: Plano da instituição: é um documento mais global que expressa as ligações entre o projeto pedagógico da escola com os planos de ensino propriamente dito;Plano da disciplina (em algumas escolas, chamado planode unidades): é um documento elaborado para um ano ou semestre, dividido por unidades sequenciais, no qual aparecem objetivos específicos, conteúdos e encaminhamento metodológico. Plano de aula: é a previsão do desenvolvimento do conteúdo para uma aula ou conjunto de aulas e tem um caráter específico.
  10. 10. Recomendações: - Os planos precisam estar vinculados à prática, por isso muitas vezes precisam ser revistos e refeitos.- O professor precisa ir criando e recriando sua própria didática, enriquecendo sua prática profissional e ganhando mais segurança.- O planejamento deve ser encarado também como uma oportunidade de reflexão e avaliação da sua prática.
  11. 11. De acordo com Rojo (2001),“[...] a elaboração de projetos educativos daescola envolve – dentre outros aspectos, masde maneira central – a capacidade de elegermetas e objetivos e de organizar ações paraatingi-los, acompanhando sua consecução ereorganizando-as, na medida do necessário.Isto é, envolve, centralmente, a capacidadede planejar”.
  12. 12. Vale lembrar que...“O projeto educativo não é um documentoformal elaborado ao início de cada anoletivo para ser arquivado[...] O processo deelaboração e de desenvolvimento do projetoeducativo de cada escola pressupõe algunsaspectos, dentre os quais se destacam:
  13. 13. Repensar sobre a sistemática deplanejamento, definindo metas a serem atingidas, em cronogramas exequíveis, fazendo com que as propostas tenham continuidade, prevendo recursos necessários, utilizando de forma plena, funcional e sem desperdício, os recursos disponíveis, definindo um acompanhamento e uma avaliação sistemática e não realizar o planejamento como tarefa burocrática, legalmente imposta, alienada, sem criatividade, desprovida de significado para os que dela participam. (Brasil [SEF/MEC] 1998, p. 85-88)
  14. 14. Para pensar com seus professores:Levando em conta as capacidades e dificuldadesde sua turma, percebidas nas avaliaçõesdiagnósticas:Quais conteúdos de ensino você escolheriaabordar em seu plano de unidade?Quanto tempo você precisaria para isso?Como você distribuiria os conteúdos pelas aulasnecessárias?
  15. 15. Que objetivos você teria para cada uma dasaulas?Que atividades proporia?De que materiais necessitaria para essasatividades?Qual dispositivo de avaliação de aprendizagemvocê usaria em cada uma das atividadespropostas?

×