Metodologias para avaliação de impactos ambientais

1.277 visualizações

Publicada em

0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.277
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
43
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Metodologias para avaliação de impactos ambientais

  1. 1.  No final da década de 60, nos países industrializados e também em alguns em países desenvolvimento, o crescimento da conscientização do público quanto à rápida degradação ambiental e aos problemas sociais decorrentes levou as comunidades a demandar uma melhor qualidade ambiental. Considerações Iniciais
  2. 2. Considerações Iniciais Plano Nacional do Meio Ambiente Avaliação de Impactos Ambientais EIA RIMA Licenciamento Ambiental Licença Prévia Licença de Instalação Licença de Operação Resolução CONAMA 001 de 23/01/1986 Audiências públicas
  3. 3.  Para efeito dessa resolução, considera-se impacto ambiental “qualquer alteração das propriedades físicas, químicas e biológicas do meio ambiente, causadas por qualquer forma de matéria ou energia resultante das atividades humanas que direta ou indiretamente, afetem: a saúde, a segurança e o bem-estar da população; as atividades sociais e econômicas; a biota; as condições estéticas e sanitárias do meio ambiente; a qualidade dos recursos ambientais” (art. 1º) Considerações Iniciais
  4. 4.  A referida resolução regulamentou a elaboração de EIA/RIMA para 16 categorias de projetos que possam ser instalados ou ampliados, além de outros projetos que as autoridades considerem relevantes, entre eles:  Linhas de transmissão de energia elétrica acima de 230Kw;  Aterros sanitários, processamento e destino final de resíduos tóxicos ou perigosos;  Projetos urbanísticos acima de 100ha, ou em áreas consideradas de relevante interesse ambiental a critério do IBAMA, ou dos órgãos municipais ou estaduais competentes. Considerações Iniciais
  5. 5.  A política Nacional do meio Ambiente visa atender as seguintes diretrizes:  Ação governamental na manutenção do equilíbrio ecológico.  planejamento e fiscalização do uso dos recursos ambientais;  Controle e zoneamento das atividades potencialmente poluidoras;  Entre outras. Considerações Iniciais
  6. 6. Localização Fonte: http://pt.slideshare.net/jrcruzoficial/usinas- hidreltricas, 2015. Considerações Iniciais
  7. 7. RIMA Belo Monte. Fonte: http://www.eletrobras.com/ELB/data/Pages/LUMIS46763BB8PTBRIE.htm/, 2015. Considerações Iniciais
  8. 8. RIMA Belo Monte. Fonte: http://www.eletrobras.com/ELB/data/Pages/LUMIS46763BB8PTBRIE.htm/, 2015. Considerações Iniciais
  9. 9.  O que é impacto Ambiental.  Delimitação das áreas de influência.  Disponibilidade e organização dos dados necessários. Estudos de Impacto Ambiental
  10. 10.  As metodologias são os procedimentos técnicos, lógicos e operacionais de elaboração da AIA.  Elas são selecionadas pela equipe de realização do EIA e RIMA através das seguintes condições: 1. Atendimento aos requisitos e normas legais estabelecidas para os estudos, 2. Os recursos financeiros disponíveis, 3. Dos dados existentes para o estudo. Metodologias de Avaliação de Impactos Ambientais
  11. 11.  Metodologias espontâneas: baseada no conhecimento empírico de profissionais experientes no assunto em questão, são adequadas para casos com escassez de dados e tempo curto para a avaliação. Metodologias de Avaliação de Impactos Ambientais
  12. 12.  Metodologias de listagem: consiste na identificação e enumeração dos impactos, a partir da diagnose ambiental realizada por especialistas dos meios físico, biótico e sócio- econômico. Metodologias de Avaliação de Impactos Ambientais
  13. 13. Metodologias de Avaliação de Impactos Ambientais
  14. 14.  Matrizes de interações: consiste na elaboração de uma tabela dos impactos (positivos, negativos, implantação, operação etc.), classificando em atributos, tais como: Metodologias de Avaliação de Impactos Ambientais Tipos de ação Ignição Criticidade Extensão Periodicidade Intensidade Magnitude Importância dos impactos
  15. 15. Matrizes de interações. Criado para corrigir as falhas das listagens, consiste na elaboração de uma tabela detalhada de dados sobre cada ação do empreendimento, classificando as ações em termos de tipo de ação, ignição, sinergia, extensão, periodicidade e intensidade. Metodologias de Avaliação de Impactos Ambientais José Carlos Cesar Amorim. Fonte: http://slideplayer.com.br/slide/279550/, 2015. Impactos de um dos locais de deposição da dragagem de aprofundamento no Porto de Santos/SP
  16. 16.  Redes de interações: busca estabelecer a sequência de impactos a partir de uma intervenção, utilizando forma gráfico. Metodologias de Avaliação de Impactos Ambientais CarlaDaniellesantos.Fonte: http://www.ebah.com.br/content/ABAAAA1 3MAC/artigo-redes-interacao,2015.
  17. 17.  Metodologias quantitativas: consiste na associação de valores às considerações qualitativas. Metodologias de Avaliação de Impactos Ambientais José Carlos Cesar Amorim. Fonte:http://slideplayer.co m.br/slide/279550/, 2015.
  18. 18.  Modelos de simulação: destinados a representar tanto quanto possível o comportamento de parâmetros ambientais ou as relações e interações de causa e efeitos de determinada ações. Metodologias de Avaliação de Impactos Ambientais Impactos de um dos locais de deposição da dragagem de aprofundamento no Porto de Santos/SP José Carlos Cesar Amorim. Fonte: http://slideplayer.com.br/slide/279550/, 2015.
  19. 19.  Mapas de superposição: utilização das técnicas cartográficas na localização e extensão de impactos. Consiste na elaboração de mapas temáticos da área de estudo e sobrepostos em papel transparente para orientar nos estudos em questão. Metodologias de Avaliação de Impactos AmbientaisJoséCarlosCesarAmorim.Fonte: http://slideplayer.com.br/slide/2795 50/,2015.
  20. 20.  Projeção de cenários: baseia-se na análise de situações ambientais prováveis em termos de evolução de uma ambiente e/ou situações hipotéticas, referentes a situações diferenciadas geradas por proposições de alternativas de projetos. Metodologias de Avaliação de Impactos Ambientais
  21. 21.  Contudo, toda e qualquer alteração do homem no ambiente causa um impacto ambiental, porém, uma obra apenas é valida quando a maior parte da população afetada recebe os benefícios da obra, ou seja, quando os impactos positivos superam os negativos. Considerações Finais
  22. 22. RIMA – Relatório de Impactos Ambientais. De belo Monte. BASTOS, Ana Christina Saramago; ALMEIDA, Josimar Ribeiro de. Licenciamento ambiental brasileiro no contexto dos impactos ambientais. In: CUNHA, Sandra Baptista; GUERRA, Antônio José Teixeira (org.). Avaliação e perícia ambiental. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1999. Referências
  23. 23. Obrigado...

×