UCT para visitants

179 visualizações

Publicada em

Apresentação sobre a Universidade Corporativa do Transporte.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
179
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

UCT para visitants

  1. 1. ERSIDADE CORPORATIVA DO TRANSPO
  2. 2. AGENDA pouco da história conceito estruturante início: um site jornada eguir em frente esultados
  3. 3. UM POUCO DA
  4. 4. 20072007 Início doInício do Grupo deGrupo de TrabalhoTrabalho + FGV Rio+ FGV Rio 20072007 Início doInício do Grupo deGrupo de TrabalhoTrabalho + FGV Rio+ FGV Rio 08/ 200808/ 2008 Anúncio OficialAnúncio Oficial de seu nascimentode seu nascimento 08/ 200808/ 2008 Anúncio OficialAnúncio Oficial de seu nascimentode seu nascimento 12/200912/2009 Inauguração daInauguração da sede dasede da UniversidadeUniversidade 12/200912/2009 Inauguração daInauguração da sede dasede da UniversidadeUniversidade 08/201008/2010 LançamentoLançamento da Web TVda Web TV 08/201008/2010 LançamentoLançamento da Web TVda Web TV 10/201210/2012 Trabalho comTrabalho com o simuladoro simulador 10/201210/2012 Trabalho comTrabalho com o simuladoro simulador MARCOS
  5. 5. ROPOSTA E PATROCÍNI “Quero mudar a cultura do setor de transportes... Lélis Teixeira Presidente da Fetranspor
  6. 6. O CONTEXTO SISTEMA FETRANSPOR Federação das Empresas de Transporte de Passageiros Transporte por ônibus urbanos, intermunicipais, turismo e fretamentoTransporte por ônibus urbanos, intermunicipais, turismo e fretamento ESTADO DO RIO DE JANEIRO ASSOCIADOSASSOCIADOS 10 sindicatos patronais 204 empresas 102 mil empregados diretos
  7. 7. CULTURA DOMINANTE Jelson da Costa Antunes – Viação 1001
  8. 8. INDUSTRIA Viação Redentor - 2013 Processos baixa complexidade; Informatização limitada aos processos de controles; Aprendizagem inspirada nos modelos de “mestre / aprendiz”; Absorção de modelos de gestão baseados na qualidade total.
  9. 9. O CONCE ITO ESTRUTUR
  10. 10. SISTEMA SETORIAL DE EDUCAÇÃO CORPORATIVAAção sobre um conjunto de empresas; Compromisso com desenvolvimento do negócio; Medida indireta sobre desempenho; Compartilhamento de custos; Resultado: fortalecimento setorial.
  11. 11. FOCO PESSOA S FOCO EMPRESAS
  12. 12. O INÍCI O:
  13. 13. MARCOS 20072007 Início doInício do Grupo deGrupo de TrabalhoTrabalho + FGV Rio+ FGV Rio 20072007 Início doInício do Grupo deGrupo de TrabalhoTrabalho + FGV Rio+ FGV Rio 12/200912/2009 Inauguração daInauguração da sede dasede da UniversidadeUniversidade 12/200912/2009 Inauguração daInauguração da sede dasede da UniversidadeUniversidade 08/201008/2010 LançamentoLançamento da Web TVda Web TV 08/201008/2010 LançamentoLançamento da Web TVda Web TV 10/201210/2012 Trabalho comTrabalho com o simuladoro simulador 10/201210/2012 Trabalho comTrabalho com o simuladoro simulador 08/ 200808/ 2008 Anúncio OficialAnúncio Oficial de seu nascimentode seu nascimento 08/ 200808/ 2008 Anúncio OficialAnúncio Oficial de seu nascimentode seu nascimento
  14. 14. A JORNA DA
  15. 15. IR, GERENCIAR & ADMINI 1. SITE1. SITE 2. CONSELHO2. CONSELHO CONSULTIVOCONSULTIVO 3.3. PLATAFORMAPLATAFORMA DE GESTÃODE GESTÃO DEDE APRENDIZGEAPRENDIZGE MM
  16. 16. UCAR (RAZÃO DE SER) DEFINIR ESTRATÉGIAS EDUCACIONAIS BASEADA EM PEDAGOGIA DO PÚBLICO, DO CONTEÚDO E DOS MEIOS DE ENSINO. •Quem educo? •O que ensino? •Como ensino?
  17. 17. QUEM EDUCO? GOVERNANÇA BASE Razão de Ser da UCT Razão de Ser da UCT 70% 30% Mudança de Cultura Visão de futuro Efetivação do propósito Reputação Peso na cadeia de valor 1%
  18. 18. SINO CONVENCIONAL -Excelência do conteúdo /parceiros -Excelência dos professores -Excelência do material didático -Produção de livros, coletâneas (registro e disseminação de conhecimentos) -Acompanhamento e avaliação -Certificação com solenidade (ritualização da conquista)
  19. 19. SINO A DISTÂNCIA GRADE DE PROGRAMAÇÃO Cultura e estímulo ao autodesenvolvimento PRODUÇÃO POLO 1 PRODUÇÃO POLO 1 TECNOLOGIA WEBTV
  20. 20. TODESENVOLVIMENTO endizagem informal” Cultura e estímulo ao autodesenvolvimento REDES SOCIAIS PUBLICAÇÕES WEB & FÍSICAS WEBSÉRIES PROGRAMAS EM VÍDEO
  21. 21. PANDINDO OS RECURSOS Aplicação de simuladores de direção.
  22. 22. SEGUI R EM FRENT
  23. 23. COMPETÊNCIAS CULTURA ORGANIZACIONAL GESTÃO DO CONHECIMENTO
  24. 24. ACOMPANHARACOMPANHAR AVALIARAVALIAR •ABORDAGENS FÍSICAS EABORDAGENS FÍSICAS E FINANCEIRASFINANCEIRAS
  25. 25. DESENVOLVE R ...acorda José!!!!!
  26. 26. RESULT ADOS
  27. 27. MACRO ESTRATÉGIAS E NÚMEROS Qualificar motoristas, cobradores, fiscais e despachantes (a turma da rua, da entrega. Afinal são 60 mil só no nosso Estado!). 118.617 participações •Programa Rodoviário Cidadão (20.522) •Programa Rodoviário Carioca em Ação : 54.006 •Programa Simulador de Direção (Formação de Instrutores e Motoristas): 1.187 •Como Lidar com Clientes em Situação de Conflitos: 1.248 •SISTEMA BRT : Integração de Motoristas ao Sistema BRT: 762 •Videoaulas Idiomas Inglês e Espanhol para Motoristas e Cobradores do Município do Rio: 22.000
  28. 28. Estimular mudanças de comportamento, especialmente no atendimento da população e despertar sentimentos de cidadania. 18.892 participações •Programa NO PONTO CERTO! 11.169 motoristas envolvidos na redação de seu próprio Código de Conduta •Disseminação e Adesão ao Código de Conduta nas Empresas: 7.723
  29. 29. Apoiar as empresas na busca de novos modelos de gestão, capacitando as lideranças. Estimular a reflexão sobre o sentido da Mobilidade Urbana e o transporte orientando os planos de urbanização das cidades. 2.016 participações •MBAS em Gestão de Empresas de Transportes de Passageiros; Logística; Gestão de Pessoas; Extensão em MKT: 309 •Ciclo de Palestras: 1.707
  30. 30. Apoiar a implantação dos novos modelos de prestação de serviços, e o uso de novas tecnologias na cadeia produtiva! 73.554 participações em programas convencionais e webTV
  31. 31. MUITO OBRIGA DO PELA
  32. 32. Ana Rosa Chopard Bonilauri ana.bonilauri@fetranspor.com.br Márcia Araújo Calçada marcia.calcada@fetranspor.com.br Ronaldo Luzes ronaldo.luzes@fetranspor.com.br Universidade Corporativa do Transporte - UCT www.uct-fetranspor.com.br

×