UCT na revista Indo e Vindo - Edição 18

171 visualizações

Publicada em

A editoria Educação em Foco traz quatro páginas dedicadas exclusivamente à Universidade Corporativa do Transporte, na Revista Indo & Vindo.

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

UCT na revista Indo e Vindo - Edição 18

  1. 1. EDUCACÃO EM FOCO Destaques na UCT Comemoramos, com alegria, o desafio de estimular cerca de 12 mil motoristas a redigi-rem seu próprio Código de Conduta! Sem falsa modéstia: o primeiro código, no País, escrito pelo próprio profissional motorista! Foram 218 dias de redação: entre o mo-mento da primeira linha, na primeira Oficina de Aprendizagem, até a última Oficina de Vali-dação do documento. Foram 10.293 motoristas que falaram dos valores associados à profissão. Foram 876 motoristas que validaram o “ras-cunhão” bruto do código. Foram 2.645 palavras escritas sobre condu-tas e comportamentos, relações de trabalho, 28 Indo & Vindo 18 - Junho / Julho 2014 direitos e deveres de passageiros e de moto-ristas, crenças e comprometimento. Foram 55 Oficinas de Aprendizagem e mais 4 de Validação. Foram grupos e mais grupos de pessoas li-gadas ao transporte discutindo metodologias e objetivos de um projeto educacional, defini-do na letra fria de um decreto, para ser atendi-do em um ano. Afinal, 11.169 “almas” puseram o ponto fi-nal no texto. Que sejam mais milhares de dias, meses e anos, em que a prática de cada profissional possa vivenciar esse documento, humanizan-do um pouco as cidades que habitamos.
  2. 2. Indo & Vindo 18 - Junho / Julho 2014 29 Agenda UCT Programa Motorista Cidadão Motorista, você que já concluiu o curso, procure o RH de sua em-presa para fazer a prova e obter a sua certificação. A data da próxima prova do PMC é no dia 27 de julho. Encontro Ética & Cidadania no Transporte A grande festa dos rodoviários trouxe novidades. O Encontro Ética & Cida-dania no Transporte, realizado no dia 10/6 (terça-feira), às 18h30, no Centro de Convenções SulAmérica, reuniu autoridades, sindicatos, empresas afiliadas e rodoviários do Estado do Rio de Janeiro. O evento incluiu a certificação dos motoristas e líderes do projeto Rodoviário Cidadão e a cerimônia de adesão ao Código de Conduta, resultado do trabalho dos condutores profissionais do mu-nicípio do Rio, construído durante as oficinas educacionais do No Ponto Certo. Pesquisa Perfil e Expectativas dos Motoristas Neste ano, a Fetranspor realiza uma pesquisa sobre o perfil dos mo-toristas profissionais. Vários itens são avaliados, como a perspectiva da carreira, a imagem que os motoristas têm das empresas e os canais de comunicação utilizados pela categoria, incluindo a própria Revista Indo & Vindo. Ao todo 1.000 motoristas do Estado serão ouvidos. O estudo deverá ser comparado com os dados já levantados em 2010 e 2012. A divulgação dos resultados está prevista para o início do segundo semestre de 2014, e servirá para futuras ações e projetos. Simulador de Direção O programa Simulador de Dire-ção só tem o que comemorar. Qua-se 500 alunos participaram das aulas. Foram 79 instrutores envol-vidos e 90 turmas concluídas. Os quatro equipamentos estão insta-lados nas sedes do TransÔnibus, em Nova Iguaçu; do Sest Senat Deodoro; do Sest Senat Paciência; e do Setrerj, em Niterói. Tecnologia de ponta e educação unidas para melhorar o transporte urbano! Para participar, entre em contato com o RH da sua empresa. Biometria na Bilhetagem Eletrônica O reconhecimento biométrico chegou ao setor de transportes. A UCT desenvolveu ações educa-cionais e todo o material didático do treinamento para os rodoviários. Foram capacitados 103 mul-tiplicadores – profissionais que irão compartilhar o conhecimento com os demais funcionários. No momento, as empresas do Setrerj que atendem São Gonçalo, Itaboraí, Tanguá, Maricá e Niterói participam da iniciativa, pois a tecnologia já está em funcionamento nas cidades. Contudo, existe a ideia de estender o projeto para as demais. Ou-tros detalhes você encontra no nosso site: www. uct-fetranspor.com.br. 27 JUL 10 JUN 2014
  3. 3. UCT indica Pensando em como aproveitar melhor as folgas? A UCT separou dicas imperdíveis: Exposição Salvador Dalí – CCBB O Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB) pro-mete uma viagem ao excêntrico mundo do gênio do surrealismo. A mostra Salvador Dalí traz cerca de 150 obras do artista espanhol, entre pinturas, gravuras, documentos, fotografi as e ilustrações. Ela abrange as diversas fases criativas do pintor, com destaque para o período surrealista. A marca de Salvador Dalí era pintar os contrastes do mun-do dos sonhos que se aproximavam da realidade. Aproveite e leve toda a família para curtir essa opor-tunidade. Até 22/9. Entrada gratuita. Rua Primeiro de Março, 66 – Centro/Rio de Janeiro. 30 Indo & Vindo 18 - Junho / Julho 2014 Websérie “Atração & Seleção” A UCT exibe nova websérie que vai fi sgar você para o mundo do RH. Os vídeos aprovei-tam o universo dos relacionamentos afetivos para abordar os processos de contratação no setor de transportes. São cinco episódios que trazem entrevistas com especialistas da área de Recursos Humanos. Outra novida-de é o emprego da linguagem no conteúdo, com o uso de técnicas de animação. Partici-pe e deixe seus comentários nos vídeos. EDUCACÃO EM FOCO Assista a estes e outros programas no site: www.uct-fetranspor.com.br Dicionário: Futebolês E, quem diria, o futebol caiu nas graças de um dicionário. Sabrina Matuda e Tiago Rosa Machado, pesquisadores da Universi-dade de São Paulo, traduziram o “futebo-lês” brasileiro para duas línguas: o inglês e o português. O interessante é que ele ser-ve, principalmente, para quem fi ca perdido no meio de campo, com o número grande de termos. E olha que legal: o livro estará disponível, de graça, no mês de junho. Para saber mais, acesse o endereço eletrônico: www.usp.br/ludens Guia Politicamente Incorreto do Futebol Aproveitando o ano de Copa do Mundo, que tal jogar para es-canteio aqueles velhos clichês sobre um dos esportes mais ama-dos do Brasil? É o que pretende o “Guia Politicamente Incorreto do Futebol”, dos jornalistas Jones Rossi e Leonardo Mendes Júnior. Os temas são: Democracia Corintiana, Batalha dos Afl itos, Racis-mo, Torcidas Organizadas, João Saldanha, Ricardo Teixeira e outros assuntos polêmicos. Pode ser a sua chance de ter mais “bala na agulha” na hora de discutir futebol com os colegas!
  4. 4. Com a palavra, Andrea Ramal O que a Copa do Mundo pode ensinar ao seu filho Indo & Vindo 18 - Junho / Julho 2014 31 A educação deve estar sempre conectada com a realidade e os acontecimentos sociais. Como o Brasil é sede da Copa do Mundo nes-te ano, isso pode funcionar como oportunidade para você educar e formar seu filho para a cida-dania. Quer ver como fazer? Em primeiro lugar, aproveite este momento para estimular a prática de esportes. O esporte aumenta a qualidade de vida em todas as ida-des. Ele nos leva ao desejo de superação pes-soal, o que acaba por se refletir em hábitos sau-dáveis e numa alimentação balanceada. Quem pratica esporte costuma evitar o que pode tra-zer danos ao organismo. Por isso, no caso dos jovens, o esporte é também um aliado contra as drogas. Esporte também envolve competên-cias como estratégia, capacidade de lidar com desafios, habilidades de cooperação e espírito de equipe. Aproveite a Copa para incentivar seu filho a deixar de lado os games e o computador, e jogar bola, correr, brincar ao ar livre. Além disso, a Copa é um bom momento para tratar da postura dos torcedores. A toda hora ve-mos notícias sobre brigas e violência entre torci-das, muitas vezes causando vítimas fatais. Ensine seu filho a torcer com amor pelo país e pelo seu time, mas sempre com respeito pelos demais, com espírito esportivo e elegância, para saber ga-nhar ou perder. O futebol é apenas um jogo, mas é também uma oportunidade para mostrar nossa atitude e nossa ética como cidadãos. Aproveite, inclusive, para trazer para casa a discussão política que vem marcando este evento. Há uma parcela da população que é contra a realização da Copa no país e defende que os mesmos recursos poderiam ser usados para projetos na educação e na saúde. Outros argumentam que eventos esportivos como este podem trazer desenvolvimento para as cidades e deixar melhorias que serão aproveitadas pelo povo nos anos seguintes, além de fortalecer o turismo. Discuta estas questões com seu filho, incentivando-o a se posicionar. Esta é uma for-ma de estimular o pensamento crítico e a pos-tura cidadã. No caso de crianças muito pequenas, use a Copa para começar a mostrar as diferenças culturais entre os países. Pesquise com elas os hábitos e costumes de cada nação participante. Esta pode ser uma forma de começar a educar para o respeito às diferenças, a abertura para a diversidade, e de abrir o olhar para além da pró-pria realidade. Depois da Copa, incentive seu filho a fazer uma avaliação de tudo o que aconteceu. Por exemplo, se houve manifestações: serviram para expressar ideias e conscientizar sobre mu-danças? O que o povo pediu? Isso é justo e ne-cessário? Como pode ser conseguido? Aí está uma oportunidade de ligar a Copa a um evento do segundo semestre – as eleições. Além disso, será interessante debater o que aconteceu nos estádios: houve atos de discri-minação? Brigas entre torcedores? Que valores deveriam predominar num evento que reúne ci-dadãos de tantos países e culturas? Com conversas como estas, você cumpre seu papel de educador, usando o futebol para formar seu filho como um cidadão consciente e mais comprometido com a mudança social. Andrea Ramal é doutora em Educação. Atualmente é consultora do “Bom Dia Rio”, da Rede Globo, sempre às terças-feiras. Conheça mais em: www.andrearamal.com.br

×