Lilli Marlen

376 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
376
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lilli Marlen

  1. 2. Esta é, sem dúvida, a canção mais popular da 2.ª Guerra Mundial. Era o hino não oficial de todos os soldados de Infantaria de ambos os lados do conflito. A poesia foi escrita em 1915 pelo soldado alemão Hans Leip (1893-1983), que lhe deu o título combinando o nome da sua namorada, Lili, com o apelido de uma jovem enfermeira com quem simpatizou. A poesia chamou a atenção de Norbert Schultze, que a musicou em 1938.
  2. 3. Após a ocupação alemã da Iugoslávia, o diretor de uma Rádio alemã sediada em Belgrado, o jovem tenente Karl-Heinz Reintgen começou a transmiti-la de novo, com grande agrado de Rommel. Tornou-se a canção oficial da estação, que a transmitia diariamente às 21.55, antes do fim da emissão. Lili Marlene era ouvida também pelos Aliados. Depressa se tornou a canção preferida dos soldados de ambos os lados.
  3. 4. Em 1944, apareceu uma versão inglesa, escrita por um certo J.J. Phillips, aborrecido por ouvir os ingleses cantarem em alemão. O Oitavo Exército Inglês adotou a canção.
  4. 5. Marlene Dietrich cantou “The Girl under the Lantern” em muitos espectáculos, na Rádio e “em três longos anos, na África do Norte, Sicília, Itália, no Alasca, Groenlândia, Islândia e Inglaterra”, como ela gostava de dizer mais tarde. Diz-se que a canção foi traduzida em 48 línguas, incluindo o francês, o russo, o italiano e o hebreu.
  5. 6. Tradução (Português) Em frente ao quartel, diante do portão Um poste com um velho lampião Está ele ainda lá? Queremos lá nos reencontrar Queremos junto à sua luz ficar Como outrora, Lili Marlene?
  6. 7. Nossas duas sombras pareciam uma só E todos percebiam o amor que nós tínhamos Toda a gente ficava a contemplar Quando estávamos junto ao lampião Outrora, Lili Marlene?
  7. 8. Gritou o sentinela para avisar Tá na hora! um atraso, três dias vai te custar Já vou, já vou companheiro! E dissemos adeus, com que gosto eu iria Com você, Lili Marlene?
  8. 9. O lampião reconhece teus passos Teu belo caminhar Ele ilumina tudo na noite Mas há tempos se esqueceu de mim E se algo me acontecer..., Quem vai estar junto ao lampião, Com você Lili Marlene?
  9. 10. Do alto céu; do fundo da terra, Surge como em sonho teu rosto amado Envolto na névoa da noite... Será que voltarei para nosso lampião... Como outrora, Lili Marlene? Mísica: Werner Muller and Marlene Dietrich - Lilli Marlen Montagem: [email_address] www.pranos.com.br

×