Informação + Sistemas =Informação + Sistemas =Informação + SistemasInformação + Sistemas
Sistemas de InformaçãoSistemas de...
RESUMORESUMO
• Informação
• Hierarquia DIK e outras
• Sistemas
• Sistemas de Informação
FONTES - LivrosFONTES Livros
[HKL95] - R. Hischheim, H. Klein, K. Lyytinen, Information
Systems Development and Data Model...
FONTES - ArtigosFONTES Artigos
[Aze06] Filipe Azevedo,Termos linguísticos – As relações entre palavras, (2006)
www.vertent...
FONTES - ArtigosFONTES Artigos
[Liew07] Anthony Liew Understanding Data Information Knowledge And[Liew07] Anthony Liew, Un...
INFORMAÇÃOINFORMAÇÃO
Conceitos de Informação:ç
1. Instrucional StanfEncyclPhil
2. Factual
Informação:
FRISCO ReportÉ o aum...
INFORMAÇÃOINFORMAÇÃO
Loewe – 4 Category Ontology:g y gy
Non­substantial Substantial
Universal Non-substantial
universals:
...
INFORMAÇÃOINFORMAÇÃO
Estrutura DIK:Estrutura DIK:
B /B d D d• Banco/Base de Dados
• Sistema de Informação (Computadorizado...
INFORMAÇÃOINFORMAÇÃO
Pirâmides: Trabalho de Zins [Zi07]
DIK:
Colheu de questionários com 57
participantes 44 definições de...
INFORMAÇÃOINFORMAÇÃO
Zins Tipos de conhecimento:Zins – Tipos de conhecimento:
• Prático (di i i ) h bilid d f i l• Prático...
INFORMAÇÃOINFORMAÇÃO
Zins – Subjetivo ( privado) Objetivo (universal) -
ambientes:
j ( p )
conhecimento do sujeito
(um pen...
INFORMAÇÃOINFORMAÇÃO
Zins – Síntese:
Conhecimento
__________________
I f ã
Modelos 1,3,4 e 5 justificam Ciência da Informa...
INFORMAÇÃOINFORMAÇÃO
Ulrich: Linguística DIK:Exemplo:g
• Sintaxe • Dados: são sinais sem
significado
p
• Dado: 33, 33, um ...
INFORMAÇÃOINFORMAÇÃO
Extensões: O que como porque O melhor
DIKW:
S b d iSabedoria
_____________
Conhecimento
_____________...
INFORMAÇÃOINFORMAÇÃO
Pirâmides: DIKUEWI [Dor02]:
Ingenuidade
_________
Faísca ou erupção de sabedoria
_encontrando inovaçõ...
INFORMAÇÃOINFORMAÇÃO
FRISCO
SOCIAL WORLD:
PRAGMATICS:
SOCIAL WORLD:
beliefs, expectations, commitments,
contracts, social ...
INFORMAÇÃOINFORMAÇÃO
Implícito
Dado
Explícito
33
Implícito
1. Metadados
33:idadeInformação
2. Relações
Semânticas
33:idade...
INFORMAÇÃORelações semânticasINFORMAÇÃO
Implícito Metadados
Relações semânticas
hi iImplícito Metadados • hieraquia
• hipe...
SISTEMASSISTEMAS
SISTEMA
ENTRADAS SAÍDAS
"Um sistema é um
SISTEMA
"Um sistema é um
conjunto de partes
coordenadas
S = < E,...
SISTEMAS - ClassificaçãoSISTEMAS Classificação
Classificação de SistemasClassificação de Sistemas
Fechados: E = S = ∅
Quan...
SISTEMAS - TiposSISTEMAS Tipos
Tipos de Sistemas [Wie03]
• Sistemas Reativos
• É um sistema que, em execução, cria
os efei...
SISTEMAS - TiposSISTEMAS Tipos
Tipos de Sistemas [Dor02]Tipos de Sistemas [Dor02]
• Sistemas Autopoiéticos (Maturana)• Sis...
SISTEMASSISTEMAS
TAM – Technology Acceptance Modelgy p
TRA – Theory of Reasoned
A ti (Fi hb i &Aj )Actions (Fischbein&Ajze...
SISTEMASSISTEMAS
TRA – Theory of Reasoned Actions (Fischbein&Ajzen)TRA Theory of Reasoned Actions (Fischbein&Ajzen)
• Atit...
SISTEMASSISTEMAS
TPB – Theory of Planned Behavior (Ajzen)
• Relação entre Atitudes e comportamento
TPB Theory of Planned B...
SISTEMASSISTEMAS
Alternativas ao TAM:Alternativas ao TAM:
• Dissonância cognitiva; teoria do julgamento social; teoria do
...
SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO
"Um sistema de informação éUm sistema de informação é
uma coleção de unidades...
SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO
"Um sistema de informação é um Sistema Reativo eUm sistema de informação é um...
SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO
DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO
• NYAM – Not Yet Another Method (Wi...
SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO
Conceitos de Sistema de Informação [HKL95]
• Fact-based School
• Objetivismo
...
SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO
• Rule-based School
• An Information System is a linguistic communication• An...
SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO
• Rule-based School – Language Action Perspective (LAP)
• Speech Act Theory. ...
SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO
• Rule-based School – Language Action Perspective (LAP)
• Metodologias:
• Spe...
SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO
• Mudança de paradigma:
• OO (Orientação a objetos) para OS (Orientação a ser...
SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO
•Web-Services – Desafios:
• Proteção contra ataques
• Serviços compostos conf...
SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO
•Web-Services – Teorias [UP2007]:
• Foram analizados 640 artigos IEEE entre 2...
SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO
•Web-Services – Teorias
•[UP2007]:
SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO
•Web-Services – Teorias [UP2007]:
SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO
•Web-Services – Teorias [UP2007]:
SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO
•Web-Services – Arquitetura:
• Teorias pontuais• Teorias pontuais
• Falta uma...
SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO
•Web-Services – Arquitetura:
• Teorias pontuais• Teorias pontuais
• Falta uma...
SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO
• LAP como Framework de Referência unificado–
Umapathy & Purao
I iti ti• Init...
SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO
• LAP como Framework de Referência unificado–
Umapathy & Purao
1. Plataforma ...
SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO
• LAP como Framework de Referência unificado–
Umapathy & Purao
1. Plataforma ...
SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO
• LAP como Framework de Referência unificado–
Umapathy & Purao
1. Plataforma ...
SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO
• LAP como Framework de Referência unificado–
Umapathy & Purao
1. Plataforma ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Informação+Sistemas=Sistemas de Informação?

1.167 visualizações

Publicada em

Uma breve análise dos conceitos de informação, sistemas e sistemas de informação

Publicada em: Dados e análise
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Informação+Sistemas=Sistemas de Informação?

  1. 1. Informação + Sistemas =Informação + Sistemas =Informação + SistemasInformação + Sistemas Sistemas de InformaçãoSistemas de Informação Ulrich Schiel SINBAD – BDLanche – Abril 2010
  2. 2. RESUMORESUMO • Informação • Hierarquia DIK e outras • Sistemas • Sistemas de Informação
  3. 3. FONTES - LivrosFONTES Livros [HKL95] - R. Hischheim, H. Klein, K. Lyytinen, Information Systems Development and Data Modeling – Conceptual andSystems Development and Data Modeling Conceptual and Philosophical Foundations, Cambridge (1995) • Cap. 7 – Data Modeling Approaches – Fact based School and Rule-based school [Loe07] E. J. Lowe, The Four-Category Ontology: A Metaphysical[ ] , g y gy p y Foundation for Natural Science, Oxford University Press (2007) • Universal/Particular X Non-substantial/Substantial [Dor02] Dov Dori, Object-Process Methodology – A Holistic Systems Paradigm, Springer Verlag (2002) • Integração de Estrutura e Comportamento •[Wie02] R.J. Wieringa, Design Methods for Reactive Systems,[ ] g , g f y , Morgan Kaufman (2002) • Sistemas Reativos
  4. 4. FONTES - ArtigosFONTES Artigos [Aze06] Filipe Azevedo,Termos linguísticos – As relações entre palavras, (2006) www.vertentes.na-internet.com [OGS07] Hugo Gonçalo Oliveira, Paulo Gomes, Diana Santos, PAPEL - Palavras Associadas Porto Editora Linguateca, Relatório Técnico (2007) [I f 05] S C f I f S f d E l di f[Info05] Semantic Conceptions of Information, Stanford Encyclopedia of Philosophy (2005) [Know06] The analysis of Knowledge Stanford Encyclopedia of Philosophy[Know06] The analysis of Knowledge, Stanford Encyclopedia of Philosophy (2006) [Mereo09] Mereology, Stanford Encyclopedia of Philosophy (2009)[ ] gy, y p p y ( ) [Uma07] Umapathy, K. Language-Action Perspective (LAP) em Handbook of Research on Contemporary Theoretical Models in Information Systems, IGI- global, 2009 [UP07] Umapathy, K., & Purao, S. (2007). Towards A Theoretical Foundation for Web Services – The Language-Action Perspective (LAP) Approach. IEEE International Conference on Services Computing (SCC) [Wis07] Wisdom, Stanford Encyclopedia of Philosophy (2007)
  5. 5. FONTES - ArtigosFONTES Artigos [Liew07] Anthony Liew Understanding Data Information Knowledge And[Liew07] Anthony Liew, Understanding Data, Information, Knowledge And Their Inter-Relationships, Journal of Knowledge Management Practice, Vol. 8, No. 2, (2007) [Zins07] C. Zins Conceptual Approaches for Defining Data, Information, and Knowledge, Journal of the American Society for Information Science and Technology Vol 58 (4) (2007)Technology Vol. 58 (4) (2007) [Carl05] Sven A. Carlsson, Critical Realism: A Way Forward in IS Research, ECIS-2005 [Lo96] M. Agamemnon Lopes, Dados, Informação, Conhecimento e Realidade: Uma abordagem epistemológica, RT-DSC-1996-03
  6. 6. INFORMAÇÃOINFORMAÇÃO Conceitos de Informação:ç 1. Instrucional StanfEncyclPhil 2. Factual Informação: FRISCO ReportÉ o aumento do conhecimento ganho pela ação de recepção de uma mensagens FRISCO Report
  7. 7. INFORMAÇÃOINFORMAÇÃO Loewe – 4 Category Ontology:g y gy Non­substantial Substantial Universal Non-substantial universals: Substantial universals: Natural kinds and Properties and relations (“fogo queima palha”) persisting objects (“o fogo”, “palha”) Particular Non-substantial particular: Property-instances and Substantial particular: Propertied individuals, concrete objects relation-instances (“estou vendo a palha de meu sítio queimando”) (“a palha de meu sítio”)
  8. 8. INFORMAÇÃOINFORMAÇÃO Estrutura DIK:Estrutura DIK: B /B d D d• Banco/Base de Dados • Sistema de Informação (Computadorizado) • Base de Conhecimento • Tecnologia da Informação• Tecnologia da Informação • Ciência da Informação ou Ciência do Conhecimento?
  9. 9. INFORMAÇÃOINFORMAÇÃO Pirâmides: Trabalho de Zins [Zi07] DIK: Colheu de questionários com 57 participantes 44 definições de Dados, I f ã C h i tInformação e Conhecimento Pesquisa Delphi em 3 rodadas dePesquisa Delphi em 3 rodadas de questionários com 57 participantes Conhecimento __________________ InformaçãoInformação _______________________ Dados
  10. 10. INFORMAÇÃOINFORMAÇÃO Zins Tipos de conhecimento:Zins – Tipos de conhecimento: • Prático (di i i ) h bilid d f i l• Prático (dirigir um carro) – habilidade funcional • de Entendimento (estou com fome; este é Einstein) • Proposicional (eu –sujeito- sei que..- objeto-) i f i Conhecimento __________________ I f ã • inferencial – uma dedução ou indução (se ... então...) • não-inferencial – entendimento direto de Informação _______________________ Dados não inferencial entendimento direto de fenômenos (é uma paixão real) DIK → conhecimento proposicional inferencial
  11. 11. INFORMAÇÃOINFORMAÇÃO Zins – Subjetivo ( privado) Objetivo (universal) - ambientes: j ( p ) conhecimento do sujeito (um pensamento) j ( ) conhecimento externo (um livro) • Dados: estímulos sensoriais (percepção de um carro andando) • Dados: são sinais que representam estímulos empíricosum carro andando) • Informação: conhecimento empírico (o p • Informação: são sinais que representam conhecimento í i Conhecimento __________________ I f ã carro está ligado e vai embora) C h i t é empírico • Conhecimento: são sinais que representam oInformação _______________________ Dados • Conhecimento: é um pensamento de que algo é verdadeiro (Um triângulo que representam o significado de pensamentos assumidos como d d d item 3 lados, Deus existe) verdadedeiros
  12. 12. INFORMAÇÃOINFORMAÇÃO Zins – Síntese: Conhecimento __________________ I f ã Modelos 1,3,4 e 5 justificam Ciência da Informação Informação _______________________ Dados Modelo 5 justifica Base de Conhecimento
  13. 13. INFORMAÇÃOINFORMAÇÃO Ulrich: Linguística DIK:Exemplo:g • Sintaxe • Dados: são sinais sem significado p • Dado: 33, 33, um som I f ã id d 33 • Semântica • Informação: são sinais com significado • Informação: idade:33 Pessoa(nome:João, idade:33) • Pragmática • Conhecimento: é informação em um contexto idade:33) • Conhecimento: ele é jovem Conhecimento __________________ I f ã informação em um contexto j Informação _______________________ Dados • Sabedoria: é uma coleção acumulada de informações
  14. 14. INFORMAÇÃOINFORMAÇÃO Extensões: O que como porque O melhor DIKW: S b d iSabedoria _____________ Conhecimento __________________ Informaçãoç _______________________ Dados Wikipedia
  15. 15. INFORMAÇÃOINFORMAÇÃO Pirâmides: DIKUEWI [Dor02]: Ingenuidade _________ Faísca ou erupção de sabedoria _encontrando inovações, formas de pensar__________ Sabedoria ______________ Expertise _ ç p _ Capacidade de capitalizar expertise __para achar soluções novas e criativas__ Alto nível deExpertise ___________________ Entendimento Alto nível de _entendimento para solução de problemas_ Conhecimento digerido habilitando um modelo mental ________________________ Conhecimento habilitando um modelo mental _____de causa e efeito____ É informação assimilada, d li d_____________________________ Informação _________________________________ __processada e analisada________ Dados processados e ___agrupados de forma significativa___ Dados Símbolos elementares
  16. 16. INFORMAÇÃOINFORMAÇÃO FRISCO SOCIAL WORLD: PRAGMATICS: SOCIAL WORLD: beliefs, expectations, commitments, contracts, social laws, culture, ... SEMANTICS: PRAGMATICS: intentions, communication, conversations, negotiations, speech acts, ... SYNTACTICS: SEMANTICS: meanings, propositions, validity, truth, signification, denotations, ... SYNTACTICS: formal structure, language, logic, data, records, deduction, software, files, ... EMPIRICS: PHYSICAL WORLD: EMPIRICS: pattern, variety, noise, entropy, channel capacity, codes, efficiency, redundancy, ... PHYSICAL WORLD: signals, traces, physical destinctions, hardware, physical tokens, component density, speeds, economics, laws of nature,...
  17. 17. INFORMAÇÃOINFORMAÇÃO Implícito Dado Explícito 33 Implícito 1. Metadados 33:idadeInformação 2. Relações Semânticas 33:idadeInformação Ele é jovem Conhecimento
  18. 18. INFORMAÇÃORelações semânticasINFORMAÇÃO Implícito Metadados Relações semânticas hi iImplícito Metadados • hieraquia • hiper-/hiponímia • koiponímia (irmãos) Dado • objetos MM • Textos: • inclusão • mero-/holonímia • equivalência (sinonímia) • Autor, título, resumo, pc • oposição • antonímia • polisemiapolisemia • outras • Anáfora (pronome) • Metonímia (figura de ling ) Informação • Metonímia (figura de ling.) • Anthroponímia • Toponímia • Akronímia• Akronímia • Orthonímia
  19. 19. SISTEMASSISTEMAS SISTEMA ENTRADAS SAÍDAS "Um sistema é um SISTEMA "Um sistema é um conjunto de partes coordenadas S = < E, S, X, T, Θ > E = conjunto de todas as entradas possíveis, para realizar um conjunto de fi lid d " E conjunto de todas as entradas possíveis, S = conjunto de todas as saídas possíveis, X = conjunto de todos estados, T = conjunto do tempo,finalidades". Churchman T conjunto do tempo, Θ é uma função de mudança de estado: Θ : E × X × T → X × SC u c Θ : E × X × T → X × S
  20. 20. SISTEMAS - ClassificaçãoSISTEMAS Classificação Classificação de SistemasClassificação de Sistemas Fechados: E = S = ∅ Quanto a interação com o ambiente Fechados: E S ∅ Abertos: Quanto à temporalidade Temporais/Atemporais D t i í ti /E t á tiQuanto ao comportamento Determinísticos/Estocásticos Passivos/Ativos Quanto ao feedback Estáticos/Dinâmicos
  21. 21. SISTEMAS - TiposSISTEMAS Tipos Tipos de Sistemas [Wie03] • Sistemas Reativos • É um sistema que, em execução, cria os efeitos desejados, habilitando, • Sistemas Transformacionais • Transforma uma entrada para uma saída realizando ou evitando eventos em seu ambiente. • Exemplos: Sistemas de Informação, W kfl M t é i l t ô i • Exemplos: Compiladores, Wrappers, Bibliotecas de funções numéricas, folha de pagamento Workflow Management, comércio eletrônico, Planejamento de Recursos (ERP), Comunicação, Sistemas operacionaisSistema Reativo Sistema Transformacional Muito Interativo Pouco interativoMuito Interativo Pouco interativo Processo não deterministico Processo deterministico Orientado a interrupções Contínuo Saida depende do estado Saída depende da entrada Sensível ao ambiente Insensível Processos paralelos Processo único Requisitos de tempo-real
  22. 22. SISTEMAS - TiposSISTEMAS Tipos Tipos de Sistemas [Dor02]Tipos de Sistemas [Dor02] • Sistemas Autopoiéticos (Maturana)• Sistemas Autopoiéticos (Maturana) • É uma rede de processos de produção de componentes do sistema. • Exemplos: Organismos vivos; Sociedades.p g Si All i i• Sistemas Allopoietico • O produto do sistema não faz parte dele. • Exemplos: Sistemas de Informação; Compiladores,p f ç p
  23. 23. SISTEMASSISTEMAS TAM – Technology Acceptance Modelgy p TRA – Theory of Reasoned A ti (Fi hb i &Aj )Actions (Fischbein&Ajzen) M did d it ã • utilidade (usefulness) Medidas de aceitação: ( ) • usabilidade (easy-of-use) TRA – Theory of Reasoned Actions (Fischbein&Ajzen) Intenção de comportamento (BI) Atitude (A) N bj ti (SN)Norma subjetiva (SN)
  24. 24. SISTEMASSISTEMAS TRA – Theory of Reasoned Actions (Fischbein&Ajzen)TRA Theory of Reasoned Actions (Fischbein&Ajzen) • Atitude (A): soma ponderada de crenças sobre certos comportamentos N bj ti (SN) i fl ê i d bi b• Norma subjetiva (SN): influência do ambiente sobre o comportamento • Intenção de comportamento (BI): comportamento pretendido resultante da análise ponderada de A e SNda análise ponderada de A e SN BI = A + SN Extensões que podem BI = A.w1+ SN.w2 influenciar o comportamento: • Objetivo TPB – Theory of Planned Behavior (Ajzen) • Alternativas • Intenção e realização Behavior (Ajzen)
  25. 25. SISTEMASSISTEMAS TPB – Theory of Planned Behavior (Ajzen) • Relação entre Atitudes e comportamento TPB Theory of Planned Behavior (Ajzen) Relação entre Atitudes e comportamento APLICAÇÕES : Relações públicas; Campanhas publicitárias ; SaúdeSaúde BI = w1.AB(b+e)+ w2.SN(n+m) + w3.PBC (c+p) BI : Behavioral intention AB : Attitude toward behavior (b): the strength of each belief ( ) th l ti f th t tt ib t(e): the evaluation of the outcome or attribute SN : social norm (n): the strength of each normative belief (m): the motivation to comply with the referent PBC P i d B h i l C t lPBC : Perceived Behavioral Control (c): the strength of each control belief (p): the perceived power of the control factor W : empirically derived
  26. 26. SISTEMASSISTEMAS Alternativas ao TAM:Alternativas ao TAM: • Dissonância cognitiva; teoria do julgamento social; teoria do aprendizado passivo e teoria da auto-percepçãoaprendizado passivo e teoria da auto percepção • teoria do fluxo; teoria da carga cognitiva; teoria do processamento da informação • Grounded Theory - Teoria Gerada pelos Dados (indutiva) • Critical realism: o mundo é formado por estruturas que geram eventosp q g
  27. 27. SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO "Um sistema de informação éUm sistema de informação é uma coleção de unidades funcionaisuma coleção de unidades funcionais que interagem entre si, trocando informaçõestrocando informações de acordo com regras pré-estabelecidas.” G. Richter
  28. 28. SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO "Um sistema de informação é um Sistema Reativo eUm sistema de informação é um Sistema Reativo e composto por • Complexidade de dados (Modelo de Dados) C l id d t t l (E t C di õ• Complexidade comportamental (Eventos, Condições e Ações) • Complexidade de comunicação (Diagramas de Comunicação – Encapsulamento X Camadas, Arquiteturas, DFDs)
  29. 29. SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO • NYAM – Not Yet Another Method (Wieringa): • Reaproveitamento de técnicas consagradas (árvore de objetivos• Reaproveitamento de técnicas consagradas (árvore de objetivos funcionais, Workflow, DER, Diagrama de estados, Regras ECA, etc. • OPM Object Process Methodology (Dov Dori):• OPM – Object-Process Methodology (Dov Dori): • Metodologia de desenvolvimento integrado de objetos e processos • Object-Process Diagrams (zooms hierárquicos)j g ( q ) • Object-Process Language • Conceitos OPM • Dinâmica (Estados, transformações, papéis em processos)Dinâmica (Estados, transformações, papéis em processos) • Relações Estruturais – Agregação-participação; exibição- caracterização; generalização-especialização; classificação- instanciação)instanciação) • Ferramenta: SYSTEMANTICA
  30. 30. SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO Conceitos de Sistema de Informação [HKL95] • Fact-based School • Objetivismo • ANSI/SPARC • Rule-based School • Subjetivismo, construtivismo • Raizes:• ANSI/SPARC • Modelos: Modelo Relacional, Modelos semâticos de dados, Modelos OO • modelagem (Goldkuhl, Stamper, Winograd) • linguistica: Chomski, Kangassalo • IA: Minski, lógica de predicados (PROLOG, DATALOG) • Speech Act Theory (Austin, Searle) • Modelos: ISAC com grafos de atividades; LEGOL/NORMA (Stamper); LAP – Language Action Perspective Sistema baseado em fatos Sistema baseado em regras Única visão objetiva do UoD Diversas visões subjetivas Obj t S i MObjetos Serviços, Mensagens e regras Modelar Esquema conceitual Desenvolver comunicação entre comunidades
  31. 31. SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO • Rule-based School • An Information System is a linguistic communication• An Information System is a linguistic communication medium between different groups of people Language DEVELOPMENT MESSAGE (ACTION) FORMULATION R l Messages RulesMessage store Messages Message processing INTERPRETATIONInformation system
  32. 32. SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO • Rule-based School – Language Action Perspective (LAP) • Speech Act Theory. Atos consequentes de uma fala em um contexto: At d ã ( t t ) (Utt )• Ato de expressão (em um contexto) (Utterance) • Ato de dizer algo com significado (Locutionary) • Ato de fazer algo ao dizer algo (Illocutionary)Ato de fazer algo ao dizer algo (Illocutionary) • Ato de afetar o ouvinte com o dito (Perlocutionary) uma fala um discurso uma conversa
  33. 33. SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO • Rule-based School – Language Action Perspective (LAP) • Metodologias: • Speech-Act-based office Modelling aPprOach (SAMPO)• Speech-Act-based office Modelling aPprOach (SAMPO) • Dynamic Essential Modelling of Organizations (DEMO) • Níveis de uma organização: documental, informacional e essencial • Transações de negócio - fases: pedir, executar e resultado • Business Action Theory – BAT (Goldkuhl). 6 Fases: • Pré requisitos; exposição e procura por contato; contato e• Pré-requisitos; exposição e procura por contato; contato e proposta; contrato; execução; conclusão. • Atoms, molecules, and matters (Dietz) – interações inter- e intra-organizacionais • Formal Language for Business Communication (FLBC) • EDIFACT XLBCEDIFACT, XLBC
  34. 34. SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO • Mudança de paradigma: • OO (Orientação a objetos) para OS (Orientação a serviços)-SOC • SOC e Web-Services são considerados a infraestrutura e ( ç j ) p ( ç ç ) SOC e Web-Services são considerados a infraestrutura e tecnologia adequada para negócios na Internet LAP é f d i ã h• LAP é focado em comunicação humana • Web-Services tratam comunicação entre máquinas
  35. 35. SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO •Web-Services – Desafios: • Proteção contra ataques • Serviços compostos confiáveis • Conversação entre serviços S t t i l fiá l• Suporte transacional confiável • Aspectos não-funcionais • Proliferação de standards • Metodologias de desenvolvimento Fundamentação teórica• Metodologias de desenvolvimento teórica
  36. 36. SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO •Web-Services – Teorias [UP2007]: • Foram analizados 640 artigos IEEE entre 2004-2006 57 f l t i• 57 falavam em teorias
  37. 37. SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO •Web-Services – Teorias •[UP2007]:
  38. 38. SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO •Web-Services – Teorias [UP2007]:
  39. 39. SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO •Web-Services – Teorias [UP2007]:
  40. 40. SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO •Web-Services – Arquitetura: • Teorias pontuais• Teorias pontuais • Falta uma visão holística ⇒ COMUNICAÇÃO
  41. 41. SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO •Web-Services – Arquitetura: • Teorias pontuais• Teorias pontuais • Falta uma visão holística UDDI SOAP WSDL ⇒ COMUNICAÇÃO
  42. 42. SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO • LAP como Framework de Referência unificado– Umapathy & Purao I iti ti• Initiativas: • W3C • Web Semântica • OASIS O i ti f th Ad t f• OASIS - Organization for the Advancement of Structured Information Standards (EDI) • ebXML – ebusiness XML • EbBPSS – Business Process Specification Schema • CPP - Collaboration Protocol Profile Princípios: • Publicar Papéis: • Provedor • Encontrar • Conectar • Cliente • Agência
  43. 43. SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO • LAP como Framework de Referência unificado– Umapathy & Purao 1. Plataforma de comunicação 2. Ato de comunicação 3. Discurso racional
  44. 44. SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO • LAP como Framework de Referência unificado– Umapathy & Purao 1. Plataforma de comunicação 1. Canal de comunicação 2. Sintaxe comum 3. Semântica comum 4 C lt i l4. Cultura social comum 2. Ato de comunicação 3 Di i l3. Discurso racional
  45. 45. SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO • LAP como Framework de Referência unificado– Umapathy & Purao 1. Plataforma de comunicação 2. Ato de comunicaçãoç 1. Participante expõe sua ação de forma inteligível 2. Participante que precisa algo, procura quem tem isso a oferecer 3. Participantes que se encontraram, negociam e se t dentendem 4. Participantes fazem um contrato 3 Discurso racional3. Discurso racional
  46. 46. SISTEMAS DE INFORMAÇÃOSISTEMAS DE INFORMAÇÃO • LAP como Framework de Referência unificado– Umapathy & Purao 1. Plataforma de comunicação 2. Ato de comunicaçãoç 3. Discurso racional 1. Interação consiste de uma sequência finita de atos1. Interação consiste de uma sequência finita de atos comunicativos 2. Uma composição de ações pode levar ao objetivo 3. Transações recorrentes ou longas requerem relações existentes entre os atores 4 P d t t t4. Podem ocorrer contratos concorrentes

×