“Floresta inteligente
e rentável”
Existem basicamente dois biomas na região centro-leste do Brasil:
•Mata atlântica - Ocorre em lugares com terra boa
•Cerra...
Situação da
Mata Atlântica
no Brasil
Situação do Cerrado no Brasil
Vamos fazer uma limonada?
• No ano 2.000 SP tinha apenas 1% da vegetação original.
• A lei exige entre 20 e 30% da vegetaç...
Fatos (2):
• Produtores não querem perder área agricultável.
• Pressão e o enquadramento inevitáveis.
• Para cumprir a Lei...
1. Benefícios diretos
• Produtos madeireiros;
• Produtos não madeireiros;
• Recreação e turismo;
• Fonte de plantas medici...
2. Benefícios indiretos:
1. Proteção da bacia hidrográfica;
2. Reciclagem de nutrientes;
3. Redução da poluição do ar;
4. ...
Vantagens de uma floresta inteligente:
1. Continuidade de produção;
2. Rentabilidade;
3. Oportunidade de mercado;
4. Conse...
Objetivo:
implantar uma floresta com plantas nativas
selecionadas com inteligência para obter
produtos e serviços que dêem...
Modelo de floresta:
1. Plantas para alimentação da fauna;
2. Plantas para alimentação Humana;
3. Plantas para produzir ext...
Linha 1: Plantas para alimentação da fauna:
Fumo bravo
Produz frutos o ano todo. Alimenta pássaros, peixes e ratos.
Ratos ...
Linha 2: Alimentação humana (Mata Atlântica)
Jaracatiá
Árvore em extinção. Os antigos colonos a conhecem muito bem pelo sa...
Marolo
Quando maduro o fruto pode exalar aroma percebido até 4 km de
distancia. Imagine o preço deste fruto no “mercadão” ...
Linha 3: Plantas que produzem extrativos
Faveira (falso barbatimão)
Alto teor de rutina em sua casca e frutos. É uma subst...
Copaíba
Oléo com inúmeras aplicações farmacêuticas.
Preço/litro: R$ 150. Uma arvore com 20 anos produz 6 litros por ano.
U...
Proposta:
1. Buscar grandes laboratórios no Brasil e Exterior dispostos a investir.
1. Extrativismo x planejamento estraté...
Etapas do projeto:
1. Definição da área de plantio;
2. Busca/desenvolvimento de tecnologia: Convênios c/ instituições
3. P...
Expectativas:
• Alavancar indústrias a partir da oferta de matérias primas hoje
existentes apenas a partir de extrativismo...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Up floresta inteligente e rentável

328 visualizações

Publicada em

Projeto para ser implementado após a instalação da contabilidade ambiental da entidade. Com a medição sistemática dos direitos e obrigações ambientais é possível estabelecer planos e angariar recursos para atingir os objetivos definidos.

Publicada em: Meio ambiente
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
328
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Up floresta inteligente e rentável

  1. 1. “Floresta inteligente e rentável”
  2. 2. Existem basicamente dois biomas na região centro-leste do Brasil: •Mata atlântica - Ocorre em lugares com terra boa •Cerrado – Ocorre nas terras mais arenosas. Veja a situação destas áreas:
  3. 3. Situação da Mata Atlântica no Brasil
  4. 4. Situação do Cerrado no Brasil
  5. 5. Vamos fazer uma limonada? • No ano 2.000 SP tinha apenas 1% da vegetação original. • A lei exige entre 20 e 30% da vegetação nativa • SP tem 25 milhões de ha => 6 milhões ha terão que ser regenerados. • Um “limão” para proprietários. Oportunidade para uma boa limonada. Fatos (1): • Produtos naturais raros aumentam seu valor em mais de 20 vezes com industrialização simples. • Mercado internacional excitado com produtos naturais brasileiros, especialmente os social e ecologicamente corretos. • Industria farmacêutica está ganhando cada vez mais dinheiro.
  6. 6. Fatos (2): • Produtores não querem perder área agricultável. • Pressão e o enquadramento inevitáveis. • Para cumprir a Lei cercam a área e a deixam lá. Pior ainda, plantam sem saber o que e porque. • EX.: Goiaba, leucena -> não são espécies aceitas. Pelo contrario são plantas invasoras que precisam ser retiradas. • Porque não plantam algo inteligente que dá lucro? Dinheiro tem! • Resposta: ?
  7. 7. 1. Benefícios diretos • Produtos madeireiros; • Produtos não madeireiros; • Recreação e turismo; • Fonte de plantas medicinais; • Pesquisa e educação; • Fonte de recursos genéticos (sementes e mudas); • Atender os anseios da sociedade, com reflexos na marca; • Banco de inimigos naturais de pragas e doenças
  8. 8. 2. Benefícios indiretos: 1. Proteção da bacia hidrográfica; 2. Reciclagem de nutrientes; 3. Redução da poluição do ar; 4. Melhoria das funções climáticas; 5. Fixação de carbono; 6. Melhoramento da biodiversidade local; 7. Manutenção da fertilidade do solo.
  9. 9. Vantagens de uma floresta inteligente: 1. Continuidade de produção; 2. Rentabilidade; 3. Oportunidade de mercado; 4. Conservação florestal; 5. Serviços ambientais; 6. Respeito a lei.
  10. 10. Objetivo: implantar uma floresta com plantas nativas selecionadas com inteligência para obter produtos e serviços que dêem retornos diretos e indiretos para a empresa. Manejada de forma sustentável alavancará a atividade agroindustrial e atenderá os anseios da sociedade. “Pela atitude inovadora é esperado resultado financeiro melhor do que as culturas exploradas atualmente”
  11. 11. Modelo de floresta: 1. Plantas para alimentação da fauna; 2. Plantas para alimentação Humana; 3. Plantas para produzir extrativos e essências; 4. Plantas que exalam perfumes; 5. Plantas que produzem flores. “Imagine-se, didaticamente, olhando uma mata ciliar do alto de um morro, vendo uma floresta composta de 5 linhas a partir do rio. Cada cada uma delas com objetivos diferentes:”
  12. 12. Linha 1: Plantas para alimentação da fauna: Fumo bravo Produz frutos o ano todo. Alimenta pássaros, peixes e ratos. Ratos = Base da cadeia alimentar de animais maiores.
  13. 13. Linha 2: Alimentação humana (Mata Atlântica) Jaracatiá Árvore em extinção. Os antigos colonos a conhecem muito bem pelo saboroso doce da madeira. Não precisa sacrificar a árvore. Utiliza-se galhos e raízes. Não parece difícil fabricar e nem vender este doce.
  14. 14. Marolo Quando maduro o fruto pode exalar aroma percebido até 4 km de distancia. Imagine o preço deste fruto no “mercadão” em SP. Linha 2: Alimentação Humana (cerrado)
  15. 15. Linha 3: Plantas que produzem extrativos Faveira (falso barbatimão) Alto teor de rutina em sua casca e frutos. É uma substância que retarda o processo de envelhecimento, melhora a circulação sanguínea e alivia as dores de varizes e hemorróidas por meio de mecanismos ainda desconhecidos pela Ciência. O Brasil atende 60% do mercado mundial. O Laboratório Merck é um dos maiores produtores em nosso país. É uma planta rústica e nativa do cerrado.Depois de industrialização simples tem seu valor multiplicado por 20.
  16. 16. Copaíba Oléo com inúmeras aplicações farmacêuticas. Preço/litro: R$ 150. Uma arvore com 20 anos produz 6 litros por ano. Um faturamento de mais de R$ 15.000/ha por mês? Será possível? Linha 3: Plantas que produzem extrativos
  17. 17. Proposta: 1. Buscar grandes laboratórios no Brasil e Exterior dispostos a investir. 1. Extrativismo x planejamento estratégico 2. Atrativo: Grande área sob domínio seguro do setor privado. 3. Sem depender do governo. (Contar no que puder). 2. Buscar nos laboratórios espécies que produzem matéria prima cara. 3. Identificar e selecionar as principais. 4. Apresentar um projeto com análise de negócio. 5. Buscar adesão de instituições públicas e privadas. 6. Envolver comunidades locais.
  18. 18. Etapas do projeto: 1. Definição da área de plantio; 2. Busca/desenvolvimento de tecnologia: Convênios c/ instituições 3. Preparo de mudas; 4. Preparo do solo/covas; 5. Plantio; 6. Manutenção; 7. Condução da floresta; 8. Exploração.
  19. 19. Expectativas: • Alavancar indústrias a partir da oferta de matérias primas hoje existentes apenas a partir de extrativismos que em breve será coibido. • Interação com a comunidade se for desejável • Participação de grandes laboratórios a partir de um projeto sério e com lastro de uma grande empresa de ponta no setor agrícola.

×