SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 16
Baixar para ler offline
1
Panorama de Negócios – Maestra
Fernando Real
Cabotagem
Navegação de cabotagem é o transporte marítimo
entre portos da costa brasileira.
2
A cabotagem atende 8.000 km da costa brasileira.
70% das indústrias brasileiras estão localizadas
a 200 km da costa.
Matriz de transportes no Brasil
1%
20%
4%
Rodoviário 61%
Marítimo 14%Marítimo 14%
3
61%14%
Aéreo 1%
Trem 20%
Balsa 4%
Concorrentes Diretos
Participantes do mercado Share Movimentação
Login 20% 110 mil TEUs/ano
Mercosul Line 10% 40 mil TEUs/ano
4
Mercosul Line 10% 40 mil TEUs/ano
Aliança 70% 440 mil TEUs/ano
TEU: Twenty-foot equivalent unit
O histórico de serviço e capacidade insuficiente dos outros modais;
Prioridade nos investimentos governamentais;
Razões para o Domínio do Rodoviário
5
Falta de regulação ou desrespeito à mesma:
- normas de trabalho;
- idade ou manutenção dos veículos;
- peso máximo por eixo;
Excesso de oferta e preços baixos.
Mesmos problemas enfrentados pela navegação de longo curso: estrutura e
custos portuários, calado, acesso aos portos, etc;
Conexões ferroviárias (portofer);
Gargalos
6
Falta de normatização;
Preço do Bunker: imposto;
Vantagens da Cabotagem
Menor risco (avaria e roubo);
Melhores opções de estoque;
Diminui os gargalos na expedição de produtos e capacidade de absorver grandes
volumes;
7
Modal ecologicamente correto, menor emissão de CO2;
Menor custo de transporte e seguro.
Melhor controle logístico, maior regularidade operacional (porta-a-porta, solução
integrada, único contato);
Serviço porto-a-porto
Porto de
destino
Porto de
origem
Transporte de navio
Agentes de carga: carga geral;
Cerâmica, ferro e aço;
8
Madeira;
Arroz;
Carga refrigerada;
Resina e alguns clientes de papel.
Local de
origem
Coleta da
mercadoria
Armazenagem
Local de
destino
Porta-a-porta
9
Porto de
origem
Navio
Porto de
destino
Transporte
via trem
2°
3°
Principais Portos e Mercadorias
Resina / Eletrônicos /
Bebidas / Metal / Duas Rodas
Cerâmica / Sal
Resina / Cerâmica / Ferro e Aço / Bebida /
Malte / Químicos / Açúcar /Polo Petroqímico
10
1°
Móveis / Arroz / Reefer / Calçados / Químico/
Resina
Cerâmica / Arroz / Reefer / Papel / Resina /
Móveis /Madeira
Cerâmica/ Ferro e Aço / Papel / Químicos /
Bebidas / Higiene e Limpeza / Alimentos
Novas oportunidades em cabotagem
Carga LCL – Less than Container Load (fracionada);
Carga refrigerada;
11
Carga de projeto;
Produtos químicos.
Serviço Maestra
2011
75 mil TEUs
Início
Movimentação
Manaus
Suape
12
75 mil TEUs
12%
Market share
Suape
Salvador
Santos
Navegantes
* Valores estimados
Maestra Mediterraneo
1.996
1.100 TEUs
Construção
Capacidade
13
17.050 ton
156
Tomadas
Deadweight
Maestra Atlântico
1.985
1.356 TEUs
Capacidade
Construção
14
28.078 ton
256
Tomadas
Deadweight
Navios oferecendo escalas semanais regulares;
Recepção e armazenagem de carga; integração com modais rodoviário e
ferroviário;
Infraestrutura / parcerias nas pontas terrestres;
Premissas do serviço
15
Transporte multimodal porta-a-porta, com serviço de qualidade a custo competitivo,
viabilizando uma opção única, direta, de longa distância: CABOTAGEM.
Simplicidade documental e FOCO EM CABOTAGEM;
www.triunfo.com
16
Rua Olimpíadas 205 14º andar cj. 142/143 CEP 04551-000 São Paulo SP BR
Fone 55 11 2169 3999 Fax 55 11 2169 3939

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Logística Portuária - Gestão da Indústria Portuária
Logística Portuária - Gestão da Indústria PortuáriaLogística Portuária - Gestão da Indústria Portuária
Logística Portuária - Gestão da Indústria PortuáriaRicardo Rodrigues
 
Cabotagem - Entraves e propostas de soluções
Cabotagem - Entraves e propostas de soluçõesCabotagem - Entraves e propostas de soluções
Cabotagem - Entraves e propostas de soluçõescomunicacaousuport
 
INVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESES
INVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESESINVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESES
INVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESESaplop
 
A JUL - Janela Única Logística
A JUL - Janela Única LogísticaA JUL - Janela Única Logística
A JUL - Janela Única Logísticaaplop
 
"Gestão Portuária: Oportunidades e Desafios da Profissão no Brasil e no Mundo"
"Gestão Portuária:Oportunidades e Desafios da Profissão no Brasil e no Mundo""Gestão Portuária:Oportunidades e Desafios da Profissão no Brasil e no Mundo"
"Gestão Portuária: Oportunidades e Desafios da Profissão no Brasil e no Mundo"ABRACOMEX
 
Seminário sobre a Nova Lei dos Portos (Lei n° 12.815/2013)
Seminário sobre a Nova Lei dos Portos (Lei n° 12.815/2013)Seminário sobre a Nova Lei dos Portos (Lei n° 12.815/2013)
Seminário sobre a Nova Lei dos Portos (Lei n° 12.815/2013)Fernando S. Marcato
 
SHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e Incertezas
SHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e IncertezasSHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e Incertezas
SHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e Incertezasaplop
 
Logistica no Brasil e no Mundo (2005)
Logistica no Brasil e no Mundo (2005)Logistica no Brasil e no Mundo (2005)
Logistica no Brasil e no Mundo (2005)Mario Silvestri Filho
 
Etapa 2 - Transporte Maritimo
Etapa 2 - Transporte MaritimoEtapa 2 - Transporte Maritimo
Etapa 2 - Transporte Maritimocomexgrupopanela
 
Transporte hidroviario
Transporte hidroviarioTransporte hidroviario
Transporte hidroviariovaltoti
 
Anteprojecto sobre a viabilidade de um terminal de Contentores no Barreiro
Anteprojecto sobre a viabilidade de um terminal  de Contentores no Barreiro Anteprojecto sobre a viabilidade de um terminal  de Contentores no Barreiro
Anteprojecto sobre a viabilidade de um terminal de Contentores no Barreiro Cláudio Carneiro
 
Infraestrutura Brasileira de Transporte Hidroviário
Infraestrutura Brasileira de Transporte HidroviárioInfraestrutura Brasileira de Transporte Hidroviário
Infraestrutura Brasileira de Transporte HidroviárioJunior Souza
 
Transporte hidroviário
Transporte hidroviárioTransporte hidroviário
Transporte hidroviárioDanielecirilo
 
Transportes fluviais
Transportes fluviaisTransportes fluviais
Transportes fluviaisLena Ferreira
 

Mais procurados (17)

Logística Portuária - Gestão da Indústria Portuária
Logística Portuária - Gestão da Indústria PortuáriaLogística Portuária - Gestão da Indústria Portuária
Logística Portuária - Gestão da Indústria Portuária
 
Cabotagem - Entraves e propostas de soluções
Cabotagem - Entraves e propostas de soluçõesCabotagem - Entraves e propostas de soluções
Cabotagem - Entraves e propostas de soluções
 
INVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESES
INVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESESINVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESES
INVESTIMENTO NOS PORTOS PORTUGUESES
 
A JUL - Janela Única Logística
A JUL - Janela Única LogísticaA JUL - Janela Única Logística
A JUL - Janela Única Logística
 
"Gestão Portuária: Oportunidades e Desafios da Profissão no Brasil e no Mundo"
"Gestão Portuária:Oportunidades e Desafios da Profissão no Brasil e no Mundo""Gestão Portuária:Oportunidades e Desafios da Profissão no Brasil e no Mundo"
"Gestão Portuária: Oportunidades e Desafios da Profissão no Brasil e no Mundo"
 
Seminário sobre a Nova Lei dos Portos (Lei n° 12.815/2013)
Seminário sobre a Nova Lei dos Portos (Lei n° 12.815/2013)Seminário sobre a Nova Lei dos Portos (Lei n° 12.815/2013)
Seminário sobre a Nova Lei dos Portos (Lei n° 12.815/2013)
 
SHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e Incertezas
SHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e IncertezasSHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e Incertezas
SHIPPING – Momentos de Interessantes Tendências e Incertezas
 
Logistica no Brasil e no Mundo (2005)
Logistica no Brasil e no Mundo (2005)Logistica no Brasil e no Mundo (2005)
Logistica no Brasil e no Mundo (2005)
 
Jose Candido Senn
Jose Candido SennJose Candido Senn
Jose Candido Senn
 
Etapa 2 - Transporte Maritimo
Etapa 2 - Transporte MaritimoEtapa 2 - Transporte Maritimo
Etapa 2 - Transporte Maritimo
 
Transporte hidroviario
Transporte hidroviarioTransporte hidroviario
Transporte hidroviario
 
Anteprojecto sobre a viabilidade de um terminal de Contentores no Barreiro
Anteprojecto sobre a viabilidade de um terminal  de Contentores no Barreiro Anteprojecto sobre a viabilidade de um terminal  de Contentores no Barreiro
Anteprojecto sobre a viabilidade de um terminal de Contentores no Barreiro
 
Cabotagem, novo conceito
Cabotagem, novo conceito Cabotagem, novo conceito
Cabotagem, novo conceito
 
Infraestrutura Brasileira de Transporte Hidroviário
Infraestrutura Brasileira de Transporte HidroviárioInfraestrutura Brasileira de Transporte Hidroviário
Infraestrutura Brasileira de Transporte Hidroviário
 
Revista APS N.º 66 – Setembro 2015
Revista APS N.º 66 – Setembro 2015Revista APS N.º 66 – Setembro 2015
Revista APS N.º 66 – Setembro 2015
 
Transporte hidroviário
Transporte hidroviárioTransporte hidroviário
Transporte hidroviário
 
Transportes fluviais
Transportes fluviaisTransportes fluviais
Transportes fluviais
 

Semelhante a Panorama de negócios – maestra (fernando real)

I Encontro de Portos da CPLP – Apresentação do Porto de Setúbal
I Encontro de Portos da CPLP – Apresentação do Porto de SetúbalI Encontro de Portos da CPLP – Apresentação do Porto de Setúbal
I Encontro de Portos da CPLP – Apresentação do Porto de Setúbalaplop
 
Porto de leixões andre maia
Porto de leixões andre maiaPorto de leixões andre maia
Porto de leixões andre maiaaeplognorte
 
Técnologia de transportes Leis Farias
Técnologia de transportes Leis Farias Técnologia de transportes Leis Farias
Técnologia de transportes Leis Farias Leís Farias
 
Transportes marítimos em portugal
Transportes marítimos em portugalTransportes marítimos em portugal
Transportes marítimos em portugalMayjö .
 
Mobilidade e Redes de Transportes
 Mobilidade e Redes de Transportes Mobilidade e Redes de Transportes
Mobilidade e Redes de TransportesIdalina Leite
 
Fórum Brasilianas.org "Indústria Naval", superintendente de Portos e Hidrovia...
Fórum Brasilianas.org "Indústria Naval", superintendente de Portos e Hidrovia...Fórum Brasilianas.org "Indústria Naval", superintendente de Portos e Hidrovia...
Fórum Brasilianas.org "Indústria Naval", superintendente de Portos e Hidrovia...LilianMilena
 
“INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - A...
“INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - A...“INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - A...
“INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - A...aplop
 
A operação comercial da portonave
A operação comercial da portonaveA operação comercial da portonave
A operação comercial da portonaveTriunfoRi
 
Novo Porto do Dande - Domingos Fortes
Novo Porto do Dande - Domingos FortesNovo Porto do Dande - Domingos Fortes
Novo Porto do Dande - Domingos FortesPorto de Luanda
 
004 mindelo-porto-de-dande
004 mindelo-porto-de-dande004 mindelo-porto-de-dande
004 mindelo-porto-de-dandeJoao Rodrigues
 
Projecto do novo Porto do Dande
Projecto do novo Porto do DandeProjecto do novo Porto do Dande
Projecto do novo Porto do DandeAni Santos
 
Operações Portuárias Granel Líquido -.pptx
Operações Portuárias Granel Líquido -.pptxOperações Portuárias Granel Líquido -.pptx
Operações Portuárias Granel Líquido -.pptxLeandroSilva565226
 
Rocha gil didi e dany
Rocha gil didi e danyRocha gil didi e dany
Rocha gil didi e danyMayjö .
 
Vantagens e desvantagens do transporte maritimo
Vantagens e desvantagens do transporte maritimoVantagens e desvantagens do transporte maritimo
Vantagens e desvantagens do transporte maritimofrancisogam
 
Vantagens e desvantagens do transporte maritimo
Vantagens e desvantagens do transporte maritimoVantagens e desvantagens do transporte maritimo
Vantagens e desvantagens do transporte maritimofrancisogam
 
Manoel Reis, coordenador de estudos logísticos da FGV projetos
Manoel Reis, coordenador de estudos logísticos da FGV projetosManoel Reis, coordenador de estudos logísticos da FGV projetos
Manoel Reis, coordenador de estudos logísticos da FGV projetosJornal GGN
 
Manoel Reis, coordenador de estudos logísticos da FGV Projetos
Manoel Reis, coordenador de estudos logísticos da FGV ProjetosManoel Reis, coordenador de estudos logísticos da FGV Projetos
Manoel Reis, coordenador de estudos logísticos da FGV ProjetosLuiz de Queiroz
 

Semelhante a Panorama de negócios – maestra (fernando real) (20)

I Encontro de Portos da CPLP – Apresentação do Porto de Setúbal
I Encontro de Portos da CPLP – Apresentação do Porto de SetúbalI Encontro de Portos da CPLP – Apresentação do Porto de Setúbal
I Encontro de Portos da CPLP – Apresentação do Porto de Setúbal
 
Porto de leixões andre maia
Porto de leixões andre maiaPorto de leixões andre maia
Porto de leixões andre maia
 
Técnologia de transportes Leis Farias
Técnologia de transportes Leis Farias Técnologia de transportes Leis Farias
Técnologia de transportes Leis Farias
 
Transportes marítimos em portugal
Transportes marítimos em portugalTransportes marítimos em portugal
Transportes marítimos em portugal
 
Mobilidade e Redes de Transportes
 Mobilidade e Redes de Transportes Mobilidade e Redes de Transportes
Mobilidade e Redes de Transportes
 
Fórum Brasilianas.org "Indústria Naval", superintendente de Portos e Hidrovia...
Fórum Brasilianas.org "Indústria Naval", superintendente de Portos e Hidrovia...Fórum Brasilianas.org "Indústria Naval", superintendente de Portos e Hidrovia...
Fórum Brasilianas.org "Indústria Naval", superintendente de Portos e Hidrovia...
 
“INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - A...
“INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - A...“INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - A...
“INTEGRAÇÃO DOS PORTOS DE TRANSHIPMENT NA AMÉRICA, ÁFRICA, EUROPA e ÁSIA” - A...
 
A operação comercial da portonave
A operação comercial da portonaveA operação comercial da portonave
A operação comercial da portonave
 
Novo Porto do Dande - Domingos Fortes
Novo Porto do Dande - Domingos FortesNovo Porto do Dande - Domingos Fortes
Novo Porto do Dande - Domingos Fortes
 
004 mindelo-porto-de-dande
004 mindelo-porto-de-dande004 mindelo-porto-de-dande
004 mindelo-porto-de-dande
 
Projecto do novo Porto do Dande
Projecto do novo Porto do DandeProjecto do novo Porto do Dande
Projecto do novo Porto do Dande
 
Operações Portuárias Granel Líquido -.pptx
Operações Portuárias Granel Líquido -.pptxOperações Portuárias Granel Líquido -.pptx
Operações Portuárias Granel Líquido -.pptx
 
Rocha gil didi e dany
Rocha gil didi e danyRocha gil didi e dany
Rocha gil didi e dany
 
Porto 24 Horas
Porto 24 HorasPorto 24 Horas
Porto 24 Horas
 
Vantagens e desvantagens do transporte maritimo
Vantagens e desvantagens do transporte maritimoVantagens e desvantagens do transporte maritimo
Vantagens e desvantagens do transporte maritimo
 
Transportes
TransportesTransportes
Transportes
 
Vantagens e desvantagens do transporte maritimo
Vantagens e desvantagens do transporte maritimoVantagens e desvantagens do transporte maritimo
Vantagens e desvantagens do transporte maritimo
 
Transporte maritimo2
Transporte maritimo2Transporte maritimo2
Transporte maritimo2
 
Manoel Reis, coordenador de estudos logísticos da FGV projetos
Manoel Reis, coordenador de estudos logísticos da FGV projetosManoel Reis, coordenador de estudos logísticos da FGV projetos
Manoel Reis, coordenador de estudos logísticos da FGV projetos
 
Manoel Reis, coordenador de estudos logísticos da FGV Projetos
Manoel Reis, coordenador de estudos logísticos da FGV ProjetosManoel Reis, coordenador de estudos logísticos da FGV Projetos
Manoel Reis, coordenador de estudos logísticos da FGV Projetos
 

Mais de TriunfoRi

Apresentação resultados 3_t13_port_final
Apresentação resultados 3_t13_port_finalApresentação resultados 3_t13_port_final
Apresentação resultados 3_t13_port_finalTriunfoRi
 
Apresentação resultados 3_t13_eng
Apresentação resultados 3_t13_engApresentação resultados 3_t13_eng
Apresentação resultados 3_t13_engTriunfoRi
 
2 t08 inglês 080811-v04 (final)
2 t08 inglês   080811-v04 (final)2 t08 inglês   080811-v04 (final)
2 t08 inglês 080811-v04 (final)TriunfoRi
 
2 t08 port 080811-v06 (final)
2 t08 port   080811-v06 (final)2 t08 port   080811-v06 (final)
2 t08 port 080811-v06 (final)TriunfoRi
 
1 t08 eng 080512-v6
1 t08 eng   080512-v61 t08 eng   080512-v6
1 t08 eng 080512-v6TriunfoRi
 
3 t09 inglês 091109
3 t09 inglês   0911093 t09 inglês   091109
3 t09 inglês 091109TriunfoRi
 
Apresentacao 2 t09_12-08-2009port
Apresentacao 2 t09_12-08-2009portApresentacao 2 t09_12-08-2009port
Apresentacao 2 t09_12-08-2009portTriunfoRi
 
1 t09 inglês 090518 v03
1 t09 inglês   090518 v031 t09 inglês   090518 v03
1 t09 inglês 090518 v03TriunfoRi
 
Apresentacao 1 t09_18-05-2009port
Apresentacao 1 t09_18-05-2009portApresentacao 1 t09_18-05-2009port
Apresentacao 1 t09_18-05-2009portTriunfoRi
 
Apresentacao resultados 2_t13_eng
Apresentacao resultados 2_t13_engApresentacao resultados 2_t13_eng
Apresentacao resultados 2_t13_engTriunfoRi
 
Apresentacao resultados 2_t13_port
Apresentacao resultados 2_t13_portApresentacao resultados 2_t13_port
Apresentacao resultados 2_t13_portTriunfoRi
 
A regulação do setor portuário (flávio bettega)
A regulação do setor portuário (flávio bettega)A regulação do setor portuário (flávio bettega)
A regulação do setor portuário (flávio bettega)TriunfoRi
 
Resultados 3 t10 (sandro lima)
Resultados 3 t10 (sandro lima)Resultados 3 t10 (sandro lima)
Resultados 3 t10 (sandro lima)TriunfoRi
 
Panorama de negócios – rodovias (carlo alberto bottarelli)
Panorama de negócios – rodovias (carlo alberto bottarelli)Panorama de negócios – rodovias (carlo alberto bottarelli)
Panorama de negócios – rodovias (carlo alberto bottarelli)TriunfoRi
 
Panorama de negócios – energia (luiz alberto kuster)
Panorama de negócios – energia (luiz alberto kuster)Panorama de negócios – energia (luiz alberto kuster)
Panorama de negócios – energia (luiz alberto kuster)TriunfoRi
 
Apresentação reunião pública impactos do ifrs nas demonstrações financeiras
Apresentação reunião pública   impactos do ifrs nas demonstrações financeirasApresentação reunião pública   impactos do ifrs nas demonstrações financeiras
Apresentação reunião pública impactos do ifrs nas demonstrações financeirasTriunfoRi
 
Public meeting presentation june 2011
Public meeting presentation   june 2011Public meeting presentation   june 2011
Public meeting presentation june 2011TriunfoRi
 
Apresentação reunião pública junho 2011
Apresentação reunião pública   junho 2011Apresentação reunião pública   junho 2011
Apresentação reunião pública junho 2011TriunfoRi
 
Apresentação web conferência corretora souza barros
Apresentação web conferência   corretora souza barrosApresentação web conferência   corretora souza barros
Apresentação web conferência corretora souza barrosTriunfoRi
 
Speech 3 q11 presentation
Speech   3 q11 presentationSpeech   3 q11 presentation
Speech 3 q11 presentationTriunfoRi
 

Mais de TriunfoRi (20)

Apresentação resultados 3_t13_port_final
Apresentação resultados 3_t13_port_finalApresentação resultados 3_t13_port_final
Apresentação resultados 3_t13_port_final
 
Apresentação resultados 3_t13_eng
Apresentação resultados 3_t13_engApresentação resultados 3_t13_eng
Apresentação resultados 3_t13_eng
 
2 t08 inglês 080811-v04 (final)
2 t08 inglês   080811-v04 (final)2 t08 inglês   080811-v04 (final)
2 t08 inglês 080811-v04 (final)
 
2 t08 port 080811-v06 (final)
2 t08 port   080811-v06 (final)2 t08 port   080811-v06 (final)
2 t08 port 080811-v06 (final)
 
1 t08 eng 080512-v6
1 t08 eng   080512-v61 t08 eng   080512-v6
1 t08 eng 080512-v6
 
3 t09 inglês 091109
3 t09 inglês   0911093 t09 inglês   091109
3 t09 inglês 091109
 
Apresentacao 2 t09_12-08-2009port
Apresentacao 2 t09_12-08-2009portApresentacao 2 t09_12-08-2009port
Apresentacao 2 t09_12-08-2009port
 
1 t09 inglês 090518 v03
1 t09 inglês   090518 v031 t09 inglês   090518 v03
1 t09 inglês 090518 v03
 
Apresentacao 1 t09_18-05-2009port
Apresentacao 1 t09_18-05-2009portApresentacao 1 t09_18-05-2009port
Apresentacao 1 t09_18-05-2009port
 
Apresentacao resultados 2_t13_eng
Apresentacao resultados 2_t13_engApresentacao resultados 2_t13_eng
Apresentacao resultados 2_t13_eng
 
Apresentacao resultados 2_t13_port
Apresentacao resultados 2_t13_portApresentacao resultados 2_t13_port
Apresentacao resultados 2_t13_port
 
A regulação do setor portuário (flávio bettega)
A regulação do setor portuário (flávio bettega)A regulação do setor portuário (flávio bettega)
A regulação do setor portuário (flávio bettega)
 
Resultados 3 t10 (sandro lima)
Resultados 3 t10 (sandro lima)Resultados 3 t10 (sandro lima)
Resultados 3 t10 (sandro lima)
 
Panorama de negócios – rodovias (carlo alberto bottarelli)
Panorama de negócios – rodovias (carlo alberto bottarelli)Panorama de negócios – rodovias (carlo alberto bottarelli)
Panorama de negócios – rodovias (carlo alberto bottarelli)
 
Panorama de negócios – energia (luiz alberto kuster)
Panorama de negócios – energia (luiz alberto kuster)Panorama de negócios – energia (luiz alberto kuster)
Panorama de negócios – energia (luiz alberto kuster)
 
Apresentação reunião pública impactos do ifrs nas demonstrações financeiras
Apresentação reunião pública   impactos do ifrs nas demonstrações financeirasApresentação reunião pública   impactos do ifrs nas demonstrações financeiras
Apresentação reunião pública impactos do ifrs nas demonstrações financeiras
 
Public meeting presentation june 2011
Public meeting presentation   june 2011Public meeting presentation   june 2011
Public meeting presentation june 2011
 
Apresentação reunião pública junho 2011
Apresentação reunião pública   junho 2011Apresentação reunião pública   junho 2011
Apresentação reunião pública junho 2011
 
Apresentação web conferência corretora souza barros
Apresentação web conferência   corretora souza barrosApresentação web conferência   corretora souza barros
Apresentação web conferência corretora souza barros
 
Speech 3 q11 presentation
Speech   3 q11 presentationSpeech   3 q11 presentation
Speech 3 q11 presentation
 

Panorama de negócios – maestra (fernando real)

  • 1. 1 Panorama de Negócios – Maestra Fernando Real
  • 2. Cabotagem Navegação de cabotagem é o transporte marítimo entre portos da costa brasileira. 2 A cabotagem atende 8.000 km da costa brasileira. 70% das indústrias brasileiras estão localizadas a 200 km da costa.
  • 3. Matriz de transportes no Brasil 1% 20% 4% Rodoviário 61% Marítimo 14%Marítimo 14% 3 61%14% Aéreo 1% Trem 20% Balsa 4%
  • 4. Concorrentes Diretos Participantes do mercado Share Movimentação Login 20% 110 mil TEUs/ano Mercosul Line 10% 40 mil TEUs/ano 4 Mercosul Line 10% 40 mil TEUs/ano Aliança 70% 440 mil TEUs/ano TEU: Twenty-foot equivalent unit
  • 5. O histórico de serviço e capacidade insuficiente dos outros modais; Prioridade nos investimentos governamentais; Razões para o Domínio do Rodoviário 5 Falta de regulação ou desrespeito à mesma: - normas de trabalho; - idade ou manutenção dos veículos; - peso máximo por eixo; Excesso de oferta e preços baixos.
  • 6. Mesmos problemas enfrentados pela navegação de longo curso: estrutura e custos portuários, calado, acesso aos portos, etc; Conexões ferroviárias (portofer); Gargalos 6 Falta de normatização; Preço do Bunker: imposto;
  • 7. Vantagens da Cabotagem Menor risco (avaria e roubo); Melhores opções de estoque; Diminui os gargalos na expedição de produtos e capacidade de absorver grandes volumes; 7 Modal ecologicamente correto, menor emissão de CO2; Menor custo de transporte e seguro. Melhor controle logístico, maior regularidade operacional (porta-a-porta, solução integrada, único contato);
  • 8. Serviço porto-a-porto Porto de destino Porto de origem Transporte de navio Agentes de carga: carga geral; Cerâmica, ferro e aço; 8 Madeira; Arroz; Carga refrigerada; Resina e alguns clientes de papel.
  • 9. Local de origem Coleta da mercadoria Armazenagem Local de destino Porta-a-porta 9 Porto de origem Navio Porto de destino Transporte via trem
  • 10. 2° 3° Principais Portos e Mercadorias Resina / Eletrônicos / Bebidas / Metal / Duas Rodas Cerâmica / Sal Resina / Cerâmica / Ferro e Aço / Bebida / Malte / Químicos / Açúcar /Polo Petroqímico 10 1° Móveis / Arroz / Reefer / Calçados / Químico/ Resina Cerâmica / Arroz / Reefer / Papel / Resina / Móveis /Madeira Cerâmica/ Ferro e Aço / Papel / Químicos / Bebidas / Higiene e Limpeza / Alimentos
  • 11. Novas oportunidades em cabotagem Carga LCL – Less than Container Load (fracionada); Carga refrigerada; 11 Carga de projeto; Produtos químicos.
  • 12. Serviço Maestra 2011 75 mil TEUs Início Movimentação Manaus Suape 12 75 mil TEUs 12% Market share Suape Salvador Santos Navegantes * Valores estimados
  • 15. Navios oferecendo escalas semanais regulares; Recepção e armazenagem de carga; integração com modais rodoviário e ferroviário; Infraestrutura / parcerias nas pontas terrestres; Premissas do serviço 15 Transporte multimodal porta-a-porta, com serviço de qualidade a custo competitivo, viabilizando uma opção única, direta, de longa distância: CABOTAGEM. Simplicidade documental e FOCO EM CABOTAGEM;
  • 16. www.triunfo.com 16 Rua Olimpíadas 205 14º andar cj. 142/143 CEP 04551-000 São Paulo SP BR Fone 55 11 2169 3999 Fax 55 11 2169 3939