Multimeios aplicados a educação

2.779 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.779
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
51
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Multimeios aplicados a educação

  1. 1. VHSFonte: Site:www.google.com.br Fonte: Site: www.google.com.br
  2. 2. VHS-VÍDEO HOME SYSTEM(SISTEMA DE VÍDEO CASEIRO)
  3. 3.  VHS: é um sistema de gravação de áudio e vídeo inventado pela JVC que foi lançado em 1976, ele era composto de fitas de vídeos e de um equipamento de gravação e reprodução que permitia o registro de programas de TV e sua posterior visualização. A facilidade de operação e a uma razoável qualidade fizeram com que o sistema se difundisse, com o tempo foram introduzidos gravadores portáteis alimentando por baterias que acoplados a câmeras permitiam gravações caseiras em vídeo. VHS aplicado na educação (em sala de aula)
  4. 4. HISTÓRIA DO DVDEm maio de 1994, as empresasSony e Philips anunciaram queiriam trabalhar cooperativamenteno desenvolvimento de uma novamídia de alta densidade,conhecido hoje em dia com onome de Digital Vídeo Disk (DVD).Essa tecnologia chegou parasubstituir os compact disks (CD- Fonte: Site:ROM) para computadores e o VHS www.google.com.br(Vídeo Cassete).
  5. 5. Os primeiros DVD Players (leitores de DVD)e discos estavam disponíveis em Novembrode 1997 no Japão, Março de 1998 nosEstados Unidos, 1999 na Europa e 2000na Austrália. No Brasil a tecnologiacomeçou a ganhar força em 2002 e 2003. Oprimeiro filme em DVD lançado nos EstadosUnidos foi o Twister em 1996. No Brasil, oprimeiro DVD de filme foi Era uma vez naAmérica, da FlashStar lançado em 1998.
  6. 6. Uso em Armazenamento de dados, áudio,vídeo e jogos. CAPACIDADE 4.7 GB (uma camada – comum) 8.5 GB (duas camadas) 9.4 GB (dois lados, uma camada) 17.08 GB (dois lados, duas camadas –raro)
  7. 7. Tipos de DVDDVD Não RegravávelO DVD-R permitem somente uma gravação, não sendopossível excluir nada depois, acrescentar dados épossível se o disco não for finalizado.DVD RegravávelOs DVD-RW permitem apagar e regravar dados.
  8. 8. Leitores de DVDO leitor de DVD é um acessório doméstico capaz dereproduzir mídias no formato DVD. Alguns maismodernos reproduzem também outros formatos comoCD (de música mp3 e fotos), VCD, SVCD, mini-CD,DVD-RAM e discos de dados, com por exemplo,filmes no formato *.avi (que foram compactados emDivX ou XviD).
  9. 9. Unidade de leitura de CD/DVDTambém é possível visualizar DVD em computadorespessoais, usando uma unidade de leitura de DVD, eum software ou programa tocador de DVD.
  10. 10. SUCESSORES DO DVD Blu-ray e HD DVDEstes formatos utilizam um disco diferente,que é gravado e reproduzido com um laserazul-violeta ao invés do tradicionalvermelho. O laser azul possui umcomprimento de onda menor, o que permiteo traçado de uma espiral maior no disco,podendo render até 50 GB e 30 GB decapacidade no caso do Blu-ray e HD DVD,respectivamente.
  11. 11. O Vídeo e o DVD na sala de aula O uso didático do vídeo teve a sua raiz no cinema. Antes disso, porém, o que havia à disposição de professores e alunos eram imagens fixas projetadas por meio de aparelhos como as então denominadas “lanternas mágicas”.
  12. 12.  Em 1929 foi instituído o uso do cinema educativo em todas as escolas primárias do Rio de Janeiro, quando o acervo nacional já contava com vários títulos produzidos dentro e fora do País O uso do cinema educativo para o ensino médico logo provou ter grande importância. Franceses e Alemães foram os pioneiros do cinema científico.
  13. 13. TELEVISÃO versus VÍDEO Vídeo e televisão estão estreitamente vinculados; O vídeo tem alta penetração social; A televisão ainda é considerada o mais popular meio de comunicação social.
  14. 14. LINGUAGENS DA TV E DO VÍDEO O vídeo parte do concreto, do visível, do imediato, próximo, que toca todos os sentidos. TV e vídeo encontraram a fórmula de comunicar-se com a maioria das pessoas, tanto crianças como adultas. O ritmo torna-se cada vez mais alucinante (por exemplo nos videoclips).
  15. 15. USOS DO VÍDEOPROPOSTAS DE UTILIZAÇÃO EM AULA: Vídeo como Sensibilidade- Um bom vídeo é interessantíssimo para introduzir um novo assunto. Vídeo como Ilustração- O vídeo muitas vezes ajuda a mostrar o que se fala em sala de aula, a compor cenários desconhecidos dos alunos.
  16. 16.  Vídeo como Simulação- É uma ilustração mais sofisticada. O vídeo pode simular, por exemplo, experiências de química que seriam perigosas em laboratório ou que exigiriam muito tempo e recursos. Vídeo como Conteúdo de Ensino- Vídeo que mostra determinado assunto, de forma direta ou indireta. Direta quando informa sobre um tema específico, indireta quando mostra um tema, permitindo abordagens múltiplas.
  17. 17. USOS INADEQUADOS EM AULAVídeo tapa-buraco- colocar vídeo quando há um problemainesperado, como ausência do professor.Vídeo enrolação- exibir um vídeo sem muita relação com amatéria.Vídeo deslumbramento- O professor que acaba dedescobrir o uso do vídeo costuma empolgar-se e passavídeo em todas as aulas, enfraquecendo outras dinâmicasmais pertinentes.Vídeo perfeição- Existem professores que questionamtodos os vídeos possíveis porque possuem defeitos deinformação ou estéticos. Os vídeos que apresentamconceitos problemáticos podem ser usados para descobri-los, junto com os alunos, e questioná-los.
  18. 18. DINÂMICA DE ANÁLISEO professor exibe as cenas mais importantes e as comentajunto com os alunos, a partir do que estes destacam ouperguntam. É uma conversa sobre o vídeo, com o professorcomo moderador.O professor não deve ser o primeiro a dar a sua opinião,principalmente em matérias controvertidas, nemmonopolizar a discussão, mas tampouco deve ficar encimado muro. Deve posicionar-se, depois dos alunos,trabalhando sempre dois planos: o ideal e o real; o quedeveria ser (modelo ideal) e o que costuma ser (modeloreal).
  19. 19. CONSIDERAÇÕES FINAIS Em termos de uso de recursos múltimídia, como TV, Vídeo ou DVD, podemos considerar que o suporte visual proporcionado pela tela da TV, veiculando imagens de programas, filmes séries, etc. através de vídeo ou DVD, é essencial como proposta pedagógica, no sentido de ilustrar e enriquecer as aulas. Também é altamente motivador, para o aluno, que vê nessas possibilidades uma espécie de “fuga” dos modelos de aulas enfadonhas de “quadro-negro, explicações e anotações”, e também para o professor, que se utiliza de mais subsídios para sedimentar suas aulas e fazer delas momentos interessantes de ensino-aprendizagem.

×