O Deus soberano que elege os que salva

58 visualizações

Publicada em

Eleição incondicional. Deus escolhe os que são seus com base somente na sua própria e soberana vontade.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
58
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Deus soberano que elege os que salva

  1. 1. O Deus soberano que elege os que salva Deuteronômio 7:7,8 Não vos teve o SENHOR afeição, nem vos escolheu porque fôsseis mais numerosos do que qualquer povo, pois éreis o menor de todos os povos, mas porque o SENHOR vos amava e, para guardar o juramento que fizera a vossos pais, o SENHOR vos tirou com mão poderosa e vos resgatou da casa da servidão, do poder de Faraó, rei do Egito.
  2. 2. Eleição incondicional: consequência da Corrupção total  Se o homem está morto espiritualmente, preso por satanás e cego, a solução para o seu destino eterno está fora dele  Se somente Deus pode salvar e se nem todos são salvos, concluímos que Deus não escolheu salvar a todos
  3. 3. A História da Bíblia é a história da eleição  E ainda não eram os gêmeos nascidos, nem tinham praticado o bem ou o mal (para que o propósito de Deus, quanto à eleição, prevalecesse, não por obras, mas por aquele que chama), já fora dito a ela: O mais velho será servo do mais moço. Como está escrito: Amei Jacó, porém me aborreci de Esaú (Rm 9:11-13)  Na verdade vos digo que muitas viúvas havia em Israel no tempo de Elias, quando o céu se fechou por três anos e seis meses, reinando grande fome em toda a terra; e a nenhuma delas foi Elias enviado, senão a uma viúva de Sarepta de Sidom. Havia também muitos leprosos em Israel nos dias do profeta Eliseu, e nenhum deles foi purificado, senão Naamã, o siro. (Lc 4:25-27)
  4. 4. A História da Bíblia é a história da eleição  Tão-somente o SENHOR se afeiçoou a teus pais para os amar; a vós outros, descendentes deles, escolheu de todos os povos, como hoje se vê. (Dt 10:15)  Bem-aventurada é a nação cujo Deus é o Senhor, o povo que ele escolheu para sua herança. (Sl 33:12)  A Igreja do Senhor é a Igreja dos eleitos por Ele. Nem todos que estão na igreja foram eleitos, mas todos os eleitos estão na sua Igreja
  5. 5. A Eleição se baseia na graça  Estávamos condenados, sem condições de nos salvarmos  Deus escolheu nos salvar. Isso é aplicação da sua graça eterna, não vem nada de mim
  6. 6. A Eleição se baseia na graça  Participa comigo dos sofrimentos, a favor do evangelho, segundo o poder de Deus, que nos salvou e nos chamou com santa vocação; não segundo as nossas obras, mas conforme a sua própria determinação e graça que nos foi dada em Cristo Jesus, antes dos tempos eternos (2Tm 1:8,9)  Assim como nos escolheu, nele, antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante ele; e em amor (Ef 1:4)
  7. 7. Somente aos que Deus já elegeu é que chegarão a Cristo  Ninguém pode vir a mim se o Pai, que me enviou, não o trouxer; e eu o ressuscitarei no último dia (Jo 6:44)  Todo aquele que o Pai me dá, esse virá a mim; e o que vem a mim, de modo nenhum o lançarei fora (Jo 6:37)  Não fostes vós que me escolhestes a mim; pelo contrário, eu vos escolhi a vós outros e vos designei para que vades e deis fruto (Jo 15:16a)
  8. 8. Somente aos que Deus já elegeu é que chegarão a Cristo  Os gentios, ouvindo isto, regozijavam-se e glorificavam a palavra do Senhor, e creram todos os que haviam sido destinados para a vida eterna (At 13:48)
  9. 9. Escolhidos para dar frutos  Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz (1Pe 2:9)  Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas (Ef 2:10)
  10. 10. A declaração da Confissão de Westminster “Antes da fundação do mundo, e de acordo com seu eterno e imutável propósito, de seu secreto conselho e do bom prazer de sua vontade - movido por sua só livre graça e sem qualquer outra razão que, na criatura, servisse de condição para movê-lo a agir assim - , Deus predestinou para a Vida àqueles que escolheu em Cristo para a glória eterna”.

×