SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 40
Gamofobia - o medo persistente de entrar de cabeça nos
relacionamentos amorosos
Thiago de Almeida
www.thiagodealmeida.com.br
“O casamento é a pior ou a
melhor coisa do mundo; pura
questão de temperamento.”
(Machado de Assis)
Questionamentos
• De onde vem esse medo?
• Como essa pessoa se relaciona com seu (sua) parceiro(a), como posso
identificar uma pessoa com gamofobia?
• Quais critérios o profissional poderia usar para determinar a
gamofobia?
• Como lidar com um(a) parceiro(a) gamofóbico?
Introdução
O que é a Gamofobia?
• A gamofobia é o medo persistente e excessivo de se engajar em regime
de matrimônio.
Possíveis desencadeadores
Como surge a gamofobia na vida de seus acometidos?
• experiências aversivas e traumáticas com o casamento ou demais uniões
constituídas;
• situações matrimoniais insatisfatórias, culminando no evitar novas
experiências e ter medo excessivo de exposição ao estimulo aversivo
Sugestão de filme para entendermos mais desse tema:
Considerações finais
A gamofobia é um fenômeno relativamente novo no que
se refere a questões diagnosticas, e até mesmo para o
conhecimento cientifico e popular.
Cientificamente são escassas as publicações sobre o
tema. É considerável que a produção cientifica comece a se
dedicar ao estudo da gamofobia, considerando que tal
fenômeno está presente em nossa dinâmica social e
produzindo implicações negativas para os indivíduos.
Enquanto uma fobia especifica, a gamofobia foi
descrita como um medo intenso, excessivo e irracional de
matrimonio. Os indivíduos acometidos podem vir a sofrer com
crises ansiosas e ataques de pânico, e levar um estilo de vida
limitado por seu medo.
Para maiores informações acesse:
• www.thiagodealmeida.com.br
• Livros disponíveis a venda pelo o Mercado livre:
Outros livros de minha autoria:
Livro:
Relacionamentos amorosos:
o antes, o durante... e o depois gratuito para download em:
http://www.thiagodealmeida.com.br/site/files/livros/relacionamentos_antes_durante_depois.pdf
A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e...
Ao Amor... Sempre!!
A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e...
Ao Amor... Sempre!!
A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e...
Ao Amor... Sempre!!
A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e...
Ao Amor... Sempre!!
A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e...
Ao Amor... Sempre!!
A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e...
Ao Amor... Sempre!!
A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e...
Ao Amor... Sempre!!
A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e...
Ao Amor... Sempre!!
A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e...
Ao Amor... Sempre!!
A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e...
Ao Amor... Sempre!!
A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e...
Ao Amor... Sempre!!
A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e...
Ao Amor... Sempre!!
A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e...
Ao Amor... Sempre!!
A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e...
Ao Amor... Sempre!!
A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e...
Ao Amor... Sempre!!
A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e...
Ao Amor... Sempre!!
A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e...
Ao Amor... Sempre!!
A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e...
Ao Amor... Sempre!!
A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e...
Ao Amor... Sempre!!
A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e...
Ao Amor... Sempre!!
A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e...
Ao Amor... Sempre!!
A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e...
Ao Amor... Sempre!!
A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e...
Ao Amor... Sempre!!
A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e...
Ao Amor... Sempre!!
A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e...
Ao Amor... Sempre!!
A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e...
Ao Amor... Sempre!!
A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e...
Ao Amor... Sempre!!
A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e...
Ao Amor... Sempre!!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Busco um amigo
Busco um amigoBusco um amigo
Busco um amigo
 
Somos todos um
Somos todos umSomos todos um
Somos todos um
 
Amigas, simplesmente lindo
Amigas, simplesmente lindoAmigas, simplesmente lindo
Amigas, simplesmente lindo
 
Amigas 1
Amigas 1Amigas 1
Amigas 1
 
Para que serve um amigo
Para que serve um amigoPara que serve um amigo
Para que serve um amigo
 
Mulheresamigas[1][1][1]
Mulheresamigas[1][1][1]Mulheresamigas[1][1][1]
Mulheresamigas[1][1][1]
 
Amigas
AmigasAmigas
Amigas
 
Amigas!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Amigas!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Amigas!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Amigas!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
 
Pra voce
Pra vocePra voce
Pra voce
 
0316
03160316
0316
 
Amiga pra sempre
Amiga pra sempreAmiga pra sempre
Amiga pra sempre
 
Minhasamigas
MinhasamigasMinhasamigas
Minhasamigas
 
Cultive
CultiveCultive
Cultive
 
Soparaamigasmulheres
SoparaamigasmulheresSoparaamigasmulheres
Soparaamigasmulheres
 
So para amigas mulheres
So para amigas mulheresSo para amigas mulheres
So para amigas mulheres
 
Soparaamigas Mulheres
Soparaamigas MulheresSoparaamigas Mulheres
Soparaamigas Mulheres
 
Amigas...
Amigas...Amigas...
Amigas...
 
Sopara amigas Mulheres
Sopara amigas MulheresSopara amigas Mulheres
Sopara amigas Mulheres
 
Soparaamigas Mulheres
Soparaamigas MulheresSoparaamigas Mulheres
Soparaamigas Mulheres
 
SóParaasamigas
SóParaasamigasSóParaasamigas
SóParaasamigas
 

Semelhante a Gamofobia : o medo persistente de entrar de cabeça nos relacionamentos amorosos

O poder das crenças - Material de apoio
O poder das crenças - Material de apoioO poder das crenças - Material de apoio
O poder das crenças - Material de apoioEspaço da Mente
 
Violencia no namoro
Violencia no namoroViolencia no namoro
Violencia no namoroPaula Lopes
 
Divulgação disciplina Emrc_ camp matrículas
Divulgação disciplina Emrc_ camp matrículasDivulgação disciplina Emrc_ camp matrículas
Divulgação disciplina Emrc_ camp matrículasSandra Figueiredo
 
FORMACAO_CIDADA_autoconfianca.pptx
FORMACAO_CIDADA_autoconfianca.pptxFORMACAO_CIDADA_autoconfianca.pptx
FORMACAO_CIDADA_autoconfianca.pptxssuser6b433b
 
Literatura ideia teoria e gêneros
Literatura   ideia teoria e gênerosLiteratura   ideia teoria e gêneros
Literatura ideia teoria e gênerosisaianabrito
 
Tese Doutorado Ana Barandas - versao final
Tese Doutorado Ana Barandas - versao finalTese Doutorado Ana Barandas - versao final
Tese Doutorado Ana Barandas - versao finalAna Barandas
 
Jornal de parede psicologia
Jornal de parede psicologiaJornal de parede psicologia
Jornal de parede psicologiabecresforte
 
Jornal de parede psicologia
Jornal de parede psicologiaJornal de parede psicologia
Jornal de parede psicologiabecresforte
 
Jornal de parede psicologia
Jornal de parede psicologiaJornal de parede psicologia
Jornal de parede psicologiabecresforte
 
A amizade e mais que o amor
A amizade e mais que o amorA amizade e mais que o amor
A amizade e mais que o amorpietra bravo
 

Semelhante a Gamofobia : o medo persistente de entrar de cabeça nos relacionamentos amorosos (20)

O poder das crenças - Material de apoio
O poder das crenças - Material de apoioO poder das crenças - Material de apoio
O poder das crenças - Material de apoio
 
Utopia
UtopiaUtopia
Utopia
 
A vida sem amor
A vida sem amorA vida sem amor
A vida sem amor
 
Crenças
CrençasCrenças
Crenças
 
Violencia no namoro
Violencia no namoroViolencia no namoro
Violencia no namoro
 
Bichos Amor E Carinho
Bichos  Amor E CarinhoBichos  Amor E Carinho
Bichos Amor E Carinho
 
Divulgação disciplina Emrc_ camp matrículas
Divulgação disciplina Emrc_ camp matrículasDivulgação disciplina Emrc_ camp matrículas
Divulgação disciplina Emrc_ camp matrículas
 
FORMACAO_CIDADA_autoconfianca.pptx
FORMACAO_CIDADA_autoconfianca.pptxFORMACAO_CIDADA_autoconfianca.pptx
FORMACAO_CIDADA_autoconfianca.pptx
 
Afectos 97
Afectos 97Afectos 97
Afectos 97
 
Literatura ideia teoria e gêneros
Literatura   ideia teoria e gênerosLiteratura   ideia teoria e gêneros
Literatura ideia teoria e gêneros
 
HOMOFOBIA NO iBIRAPUERA
HOMOFOBIA NO iBIRAPUERAHOMOFOBIA NO iBIRAPUERA
HOMOFOBIA NO iBIRAPUERA
 
Tese Doutorado Ana Barandas - versao final
Tese Doutorado Ana Barandas - versao finalTese Doutorado Ana Barandas - versao final
Tese Doutorado Ana Barandas - versao final
 
Amigo de verdade
Amigo de verdadeAmigo de verdade
Amigo de verdade
 
Amigo depressivo
Amigo depressivo Amigo depressivo
Amigo depressivo
 
Amigo depressivo 11
Amigo depressivo  11Amigo depressivo  11
Amigo depressivo 11
 
Jornal de parede psicologia
Jornal de parede psicologiaJornal de parede psicologia
Jornal de parede psicologia
 
Jornal de parede psicologia
Jornal de parede psicologiaJornal de parede psicologia
Jornal de parede psicologia
 
Jornal de parede psicologia
Jornal de parede psicologiaJornal de parede psicologia
Jornal de parede psicologia
 
O que é emrc
O que é emrcO que é emrc
O que é emrc
 
A amizade e mais que o amor
A amizade e mais que o amorA amizade e mais que o amor
A amizade e mais que o amor
 

Mais de Thiago de Almeida

Gamofobia o medo persistente de entrar de cabeça nos relacionamentos amorosos
Gamofobia   o medo persistente de entrar de cabeça nos relacionamentos amorososGamofobia   o medo persistente de entrar de cabeça nos relacionamentos amorosos
Gamofobia o medo persistente de entrar de cabeça nos relacionamentos amorososThiago de Almeida
 
Psicologia escolar e educacional
Psicologia escolar e educacionalPsicologia escolar e educacional
Psicologia escolar e educacionalThiago de Almeida
 
Como ensinar os conceitos de Sexo e de Sexualidade na escola?
Como ensinar os conceitos de Sexo e de Sexualidade na escola?Como ensinar os conceitos de Sexo e de Sexualidade na escola?
Como ensinar os conceitos de Sexo e de Sexualidade na escola?Thiago de Almeida
 
Educação inclusiva: feitos e efeitos
Educação inclusiva: feitos e efeitosEducação inclusiva: feitos e efeitos
Educação inclusiva: feitos e efeitosThiago de Almeida
 
Violência Doméstica Contra Crianças e Adolescentes: o que é e como combatê-la
Violência Doméstica Contra Crianças e Adolescentes: o que é e como combatê-laViolência Doméstica Contra Crianças e Adolescentes: o que é e como combatê-la
Violência Doméstica Contra Crianças e Adolescentes: o que é e como combatê-laThiago de Almeida
 
Vaginismo o que é como superar
Vaginismo  o que é como superarVaginismo  o que é como superar
Vaginismo o que é como superarThiago de Almeida
 
John Bowlby e a Teoria do Apego
John Bowlby e a Teoria do ApegoJohn Bowlby e a Teoria do Apego
John Bowlby e a Teoria do ApegoThiago de Almeida
 
Teoria psicossexual do desenvolvimento humano
Teoria psicossexual do desenvolvimento humanoTeoria psicossexual do desenvolvimento humano
Teoria psicossexual do desenvolvimento humanoThiago de Almeida
 
Piaget e a teoria psicogenética
Piaget e a teoria psicogenéticaPiaget e a teoria psicogenética
Piaget e a teoria psicogenéticaThiago de Almeida
 
Modelo bioecológico do desenvolvimento de Bronfenbrenner
Modelo bioecológico do desenvolvimento de BronfenbrennerModelo bioecológico do desenvolvimento de Bronfenbrenner
Modelo bioecológico do desenvolvimento de BronfenbrennerThiago de Almeida
 
Psicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimentoPsicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimentoThiago de Almeida
 
Vygotsky e a teoria sociohistórica
Vygotsky e a teoria sociohistóricaVygotsky e a teoria sociohistórica
Vygotsky e a teoria sociohistóricaThiago de Almeida
 
A teoria do desenvolvimento humano segundo Erik Erikson
A teoria do desenvolvimento humano segundo Erik EriksonA teoria do desenvolvimento humano segundo Erik Erikson
A teoria do desenvolvimento humano segundo Erik EriksonThiago de Almeida
 
Bullying: o que é e como combatê-lo?
Bullying: o que é e como combatê-lo?Bullying: o que é e como combatê-lo?
Bullying: o que é e como combatê-lo?Thiago de Almeida
 
Fracasso escolar: o que é e como combatê-lo?
Fracasso escolar: o que é e como combatê-lo?Fracasso escolar: o que é e como combatê-lo?
Fracasso escolar: o que é e como combatê-lo?Thiago de Almeida
 
Relacionamentos Amorosos Para Homens E Mulheres De Terceiro
Relacionamentos Amorosos Para Homens E Mulheres De TerceiroRelacionamentos Amorosos Para Homens E Mulheres De Terceiro
Relacionamentos Amorosos Para Homens E Mulheres De TerceiroThiago de Almeida
 
Amor, Qualidade De Vida E Produtividade No Ambiente De Trabalho
Amor, Qualidade De Vida E Produtividade No Ambiente De TrabalhoAmor, Qualidade De Vida E Produtividade No Ambiente De Trabalho
Amor, Qualidade De Vida E Produtividade No Ambiente De TrabalhoThiago de Almeida
 

Mais de Thiago de Almeida (20)

Gamofobia o medo persistente de entrar de cabeça nos relacionamentos amorosos
Gamofobia   o medo persistente de entrar de cabeça nos relacionamentos amorososGamofobia   o medo persistente de entrar de cabeça nos relacionamentos amorosos
Gamofobia o medo persistente de entrar de cabeça nos relacionamentos amorosos
 
Psicologia escolar e educacional
Psicologia escolar e educacionalPsicologia escolar e educacional
Psicologia escolar e educacional
 
Ciúme e inveja
Ciúme e inveja Ciúme e inveja
Ciúme e inveja
 
A relação família-escola
A relação família-escolaA relação família-escola
A relação família-escola
 
Como ensinar os conceitos de Sexo e de Sexualidade na escola?
Como ensinar os conceitos de Sexo e de Sexualidade na escola?Como ensinar os conceitos de Sexo e de Sexualidade na escola?
Como ensinar os conceitos de Sexo e de Sexualidade na escola?
 
Educação inclusiva: feitos e efeitos
Educação inclusiva: feitos e efeitosEducação inclusiva: feitos e efeitos
Educação inclusiva: feitos e efeitos
 
Violência Doméstica Contra Crianças e Adolescentes: o que é e como combatê-la
Violência Doméstica Contra Crianças e Adolescentes: o que é e como combatê-laViolência Doméstica Contra Crianças e Adolescentes: o que é e como combatê-la
Violência Doméstica Contra Crianças e Adolescentes: o que é e como combatê-la
 
Henri Wallon e sua teoria
Henri Wallon e sua teoriaHenri Wallon e sua teoria
Henri Wallon e sua teoria
 
Vaginismo o que é como superar
Vaginismo  o que é como superarVaginismo  o que é como superar
Vaginismo o que é como superar
 
John Bowlby e a Teoria do Apego
John Bowlby e a Teoria do ApegoJohn Bowlby e a Teoria do Apego
John Bowlby e a Teoria do Apego
 
Teoria psicossexual do desenvolvimento humano
Teoria psicossexual do desenvolvimento humanoTeoria psicossexual do desenvolvimento humano
Teoria psicossexual do desenvolvimento humano
 
Piaget e a teoria psicogenética
Piaget e a teoria psicogenéticaPiaget e a teoria psicogenética
Piaget e a teoria psicogenética
 
Modelo bioecológico do desenvolvimento de Bronfenbrenner
Modelo bioecológico do desenvolvimento de BronfenbrennerModelo bioecológico do desenvolvimento de Bronfenbrenner
Modelo bioecológico do desenvolvimento de Bronfenbrenner
 
Psicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimentoPsicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimento
 
Vygotsky e a teoria sociohistórica
Vygotsky e a teoria sociohistóricaVygotsky e a teoria sociohistórica
Vygotsky e a teoria sociohistórica
 
A teoria do desenvolvimento humano segundo Erik Erikson
A teoria do desenvolvimento humano segundo Erik EriksonA teoria do desenvolvimento humano segundo Erik Erikson
A teoria do desenvolvimento humano segundo Erik Erikson
 
Bullying: o que é e como combatê-lo?
Bullying: o que é e como combatê-lo?Bullying: o que é e como combatê-lo?
Bullying: o que é e como combatê-lo?
 
Fracasso escolar: o que é e como combatê-lo?
Fracasso escolar: o que é e como combatê-lo?Fracasso escolar: o que é e como combatê-lo?
Fracasso escolar: o que é e como combatê-lo?
 
Relacionamentos Amorosos Para Homens E Mulheres De Terceiro
Relacionamentos Amorosos Para Homens E Mulheres De TerceiroRelacionamentos Amorosos Para Homens E Mulheres De Terceiro
Relacionamentos Amorosos Para Homens E Mulheres De Terceiro
 
Amor, Qualidade De Vida E Produtividade No Ambiente De Trabalho
Amor, Qualidade De Vida E Produtividade No Ambiente De TrabalhoAmor, Qualidade De Vida E Produtividade No Ambiente De Trabalho
Amor, Qualidade De Vida E Produtividade No Ambiente De Trabalho
 

Último

Crianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdf
Crianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdfCrianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdf
Crianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdfivana Sobrenome
 
AULA 02 TEMPO CIRURGICO-SEGURANÇA DO PACIENTE.pptx
AULA 02 TEMPO CIRURGICO-SEGURANÇA DO PACIENTE.pptxAULA 02 TEMPO CIRURGICO-SEGURANÇA DO PACIENTE.pptx
AULA 02 TEMPO CIRURGICO-SEGURANÇA DO PACIENTE.pptxmikashopassos123
 
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfHELLEN CRISTINA
 
Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................paulo222341
 
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdf
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdfATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdf
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdfvejic16888
 
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfHELLEN CRISTINA
 
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSHomens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSProf. Marcus Renato de Carvalho
 
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfRELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfHELLEN CRISTINA
 
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion  ais.pdfrelatorio ciencias morfofuncion  ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdfHELLEN CRISTINA
 

Último (9)

Crianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdf
Crianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdfCrianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdf
Crianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdf
 
AULA 02 TEMPO CIRURGICO-SEGURANÇA DO PACIENTE.pptx
AULA 02 TEMPO CIRURGICO-SEGURANÇA DO PACIENTE.pptxAULA 02 TEMPO CIRURGICO-SEGURANÇA DO PACIENTE.pptx
AULA 02 TEMPO CIRURGICO-SEGURANÇA DO PACIENTE.pptx
 
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
 
Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................
 
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdf
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdfATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdf
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdf
 
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
 
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSHomens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
 
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfRELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
 
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion  ais.pdfrelatorio ciencias morfofuncion  ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
 

Gamofobia : o medo persistente de entrar de cabeça nos relacionamentos amorosos

  • 1. Gamofobia - o medo persistente de entrar de cabeça nos relacionamentos amorosos Thiago de Almeida www.thiagodealmeida.com.br
  • 2. “O casamento é a pior ou a melhor coisa do mundo; pura questão de temperamento.” (Machado de Assis)
  • 3. Questionamentos • De onde vem esse medo? • Como essa pessoa se relaciona com seu (sua) parceiro(a), como posso identificar uma pessoa com gamofobia? • Quais critérios o profissional poderia usar para determinar a gamofobia? • Como lidar com um(a) parceiro(a) gamofóbico?
  • 5. O que é a Gamofobia? • A gamofobia é o medo persistente e excessivo de se engajar em regime de matrimônio.
  • 7. Como surge a gamofobia na vida de seus acometidos? • experiências aversivas e traumáticas com o casamento ou demais uniões constituídas; • situações matrimoniais insatisfatórias, culminando no evitar novas experiências e ter medo excessivo de exposição ao estimulo aversivo
  • 8. Sugestão de filme para entendermos mais desse tema:
  • 9. Considerações finais A gamofobia é um fenômeno relativamente novo no que se refere a questões diagnosticas, e até mesmo para o conhecimento cientifico e popular. Cientificamente são escassas as publicações sobre o tema. É considerável que a produção cientifica comece a se dedicar ao estudo da gamofobia, considerando que tal fenômeno está presente em nossa dinâmica social e produzindo implicações negativas para os indivíduos. Enquanto uma fobia especifica, a gamofobia foi descrita como um medo intenso, excessivo e irracional de matrimonio. Os indivíduos acometidos podem vir a sofrer com crises ansiosas e ataques de pânico, e levar um estilo de vida limitado por seu medo.
  • 10. Para maiores informações acesse: • www.thiagodealmeida.com.br • Livros disponíveis a venda pelo o Mercado livre:
  • 11. Outros livros de minha autoria:
  • 12. Livro: Relacionamentos amorosos: o antes, o durante... e o depois gratuito para download em: http://www.thiagodealmeida.com.br/site/files/livros/relacionamentos_antes_durante_depois.pdf
  • 13. A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e... Ao Amor... Sempre!!
  • 14. A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e... Ao Amor... Sempre!!
  • 15. A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e... Ao Amor... Sempre!!
  • 16. A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e... Ao Amor... Sempre!!
  • 17. A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e... Ao Amor... Sempre!!
  • 18. A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e... Ao Amor... Sempre!!
  • 19. A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e... Ao Amor... Sempre!!
  • 20. A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e... Ao Amor... Sempre!!
  • 21. A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e... Ao Amor... Sempre!!
  • 22. A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e... Ao Amor... Sempre!!
  • 23. A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e... Ao Amor... Sempre!!
  • 24. A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e... Ao Amor... Sempre!!
  • 25. A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e... Ao Amor... Sempre!!
  • 26. A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e... Ao Amor... Sempre!!
  • 27. A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e... Ao Amor... Sempre!!
  • 28. A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e... Ao Amor... Sempre!!
  • 29. A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e... Ao Amor... Sempre!!
  • 30. A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e... Ao Amor... Sempre!!
  • 31. A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e... Ao Amor... Sempre!!
  • 32. A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e... Ao Amor... Sempre!!
  • 33. A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e... Ao Amor... Sempre!!
  • 34. A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e... Ao Amor... Sempre!!
  • 35. A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e... Ao Amor... Sempre!!
  • 36. A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e... Ao Amor... Sempre!!
  • 37. A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e... Ao Amor... Sempre!!
  • 38. A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e... Ao Amor... Sempre!!
  • 39. A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e... Ao Amor... Sempre!!
  • 40. A todos vocês, o meu MUITO OBRIGADO pela a atenção recebida e... Ao Amor... Sempre!!