Centros Integrados de Educação Pública-CIEP
• Mineiro,nascido 26 de outubro de 1922;
• Antropólogo,escritor e educador;
• Discípulo de Anísio Teixeira,que também
defe...
• Centros comunitários de educação e lazer;
• Principal objetivo: Oferecer escola pública em
horário integral de qualidade...
• Profissional de referência convidado para atuar
num projeto educacional;
• Projeto amplo,econômico de rápida construção;...
• Desenhos do projeto
• Ampliação do tempo e espaço de
permanência dos alunos na escola;
• Assistência médico-odontológico;
• Esporte,cultura e ...
• Estimulação de convivência respeitosa e solidaria;
• Local estratégico de localização:áreas de
carências sociais;
• Part...
• Redefinição dos conteúdos curriculares, com a
eliminação de saberes que atribuíam legitimidade
ao poder dos grupos domin...
• Críticas imediatistas que os Cieps seriam uma
construção em um luxo excessivo e irracional;
• Queriam que os Cieps atend...
• Divergências de visão política do governo sucessor de Brizola;
• Infelizmente, os sucessivos governos que ocuparam o pod...
• Poucos ainda com horário integral;
• A grande maioria só herdaram a estrutura
física;
• Muitos foram desativados;
• E gr...
• “Muito bem,os prédios estão aí,bonitos e
causando impacto,mas e o que têm
dentro?”,perguntam os amedrontados com o
“novo...
Seminário história da educação ciep
Seminário história da educação ciep
Seminário história da educação ciep
Seminário história da educação ciep
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Seminário história da educação ciep

779 visualizações

Publicada em

seminario historia da educação ufrrj

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
779
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seminário história da educação ciep

  1. 1. Centros Integrados de Educação Pública-CIEP
  2. 2. • Mineiro,nascido 26 de outubro de 1922; • Antropólogo,escritor e educador; • Discípulo de Anísio Teixeira,que também defendia a escola integral e assistencialista; • Amigo de Oscar Niemeyer; • Ministro da Educação no governo de João Goulart (Jango); • Exilado na época da ditadura; • No primeiro governo de Brizola (1983- 87)como vice-governador,criou,planejou e dirigiu o Ciep;
  3. 3. • Centros comunitários de educação e lazer; • Principal objetivo: Oferecer escola pública em horário integral de qualidade contendo série de atividades culturais, educação física e lazer; • Assistência médico-odontológico,banho e alimentação de qualidade com quatro refeições; • Escola popular:visando oportunizar assistência aos mais carentes com baixa renda que são os “marginalizados”do país;
  4. 4. • Profissional de referência convidado para atuar num projeto educacional; • Projeto amplo,econômico de rápida construção; • Técnica de concreto pré-moldado; • Projeto padrão composto por 3 construções:prédio principal,salão polivalente e biblioteca;
  5. 5. • Desenhos do projeto
  6. 6. • Ampliação do tempo e espaço de permanência dos alunos na escola; • Assistência médico-odontológico; • Esporte,cultura e lazer; • Rotina diária:alunos atividades múltiplas e professores de estudo e planejamento; • Horário noturno em alguns Cieps; • Nem todos os Cieps foram integrais; • Implementação:criação de 500 Cieps; • Alimentação adequada e de qualidade para alunos professores/momento de socialização;
  7. 7. • Estimulação de convivência respeitosa e solidaria; • Local estratégico de localização:áreas de carências sociais; • Participação da comunidade nos projetos do Ciep e conhecimento da situação social da comunidade pelos profissionais; • Professores especializados e preparados,trabalhando em múltiplas atividades com finalidade de articulação da educação,cultura e saúde de forma orgânica; • Escola laica;
  8. 8. • Redefinição dos conteúdos curriculares, com a eliminação de saberes que atribuíam legitimidade ao poder dos grupos dominantes. Esse processo foi bastante marcante na disciplina História, onde a ênfase é a História do Brasil. Com isso a participação de afrodescendentes e indígenas começou a merecer maior atenção; • O ensino é voltado para estimular a reflexão crítica sobre as questões, principalmente questões sociais, onde a classe dominada saberá cumprir seus deveres e cobrar seus direitos. Exercendo na prática a cidadania.
  9. 9. • Críticas imediatistas que os Cieps seriam uma construção em um luxo excessivo e irracional; • Queriam que os Cieps atendessem um grande número da população a curto prazo,mas era um projeto de médio e longo prazo no sentido de padronização; • O objetivo final é que, verificando a viabilidade econômica,política e pedagógica dos Cieps, os governantes seriam mobilizados pela própria população a criar as condições materiais e administrativas para transformar todas as escolas públicas em Cieps;
  10. 10. • Divergências de visão política do governo sucessor de Brizola; • Infelizmente, os sucessivos governos que ocuparam o poder depois dele por mesquinhez não deram continuidade ao projeto dos Cieps, o mais revolucionário programa educacional já realizado no Brasil, criado por ele como governador fluminense, junto com o professor Darcy Ribeiro. A santa trindade era formada pela colaboração do arquiteto Oscar Niemeyer, que projetou em concreto a ideia de que todas as comunidades do Rio, do subúrbio à favela, poderiam se orgulhar de uma arquitetura de primeira classe, dando a cada criança as mesmas oportunidades. Hoje, alguns poucos Cieps resistem graças à bravura e à garra de diretoras, professores e pais de alunos. Lembro-me de sempre ouvi-lo dizer com brilhos nos olhos enquanto arqueava as grandes sobrancelhas: “Dos Cieps há de sair aqueles homens e mulheres que farão pelo povo brasileiro e pelo Brasil tudo aquilo que nós não conseguimos ou não tivemos coragem de fazer. • Juliana Brizola: Mesquinhez contra Cieps • O Dia - IG - 13/05/2014 Juliana Brizola
  11. 11. • Poucos ainda com horário integral; • A grande maioria só herdaram a estrutura física; • Muitos foram desativados; • E grande maioria com os problemas de investimentos e descaso das autoridades;
  12. 12. • “Muito bem,os prédios estão aí,bonitos e causando impacto,mas e o que têm dentro?”,perguntam os amedrontados com o “novo” • O que tem dentro está sendo construído penosamente,passo a passo,por quem tem acreditado que em educação ainda se pode sonhar. “Lia Faria ,Ciep a utopia possível,Livros do Tatu”.

×