Manual de serviço cbr600 f(1) (~1997) alterna

361 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
361
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Manual de serviço cbr600 f(1) (~1997) alterna

  1. 1. 15. SISTEMA DE CARGA/ ALTERNADORCBR600F INFORMAÇÕES DE SERVIÇO 15-1 DIAGNOSE DE DEFEITOS 15-3 BATERIA 15-5 INSPEÇÃO DO SISTEMA DE CARGA 15-6 REGULADOR/RETIFICADOR 15-8 ALTERNADOR 15-8 CARCAÇA DA BATERIA 15-11 15-1 15 INFORMAÇÕES DE SERVIÇO INSTRUÇÕES GERAIS c c • Ao inspecionar o sistema de carga, verifique os componentes e fios passo a passo de acordo com o fluxograma de diagnose de defeitos na página 15-3. • A remoção do alternador é descrita no capítulo 8. • Alguns componentes elétricos podem ser danificados se os conectores forem ligados ou desligados com o interruptor de ignição ligado ou com a presença de corrente elétrica. • Se a motocicleta for permanecer inativa por um período prolongado, remova a bateria e carregue-a. Armazene-a em local fresco e seco. Para maior vida útil, carregue a bateria a cada duas semanas. • Se a bateria permanecer instalada na motocicleta inativa, desconecte o cabo negativo do terminal. • A bateria pode ser danificada se permanecer com carga excessiva ou insuficiente, ou se permanecer descarregada por períodos prolongados. Essas mesmas condições contribuem para a diminuição da vida útil da bateria. Mesmo sob condições normais de uso, o rendimento da bateria diminui após 2 ou 3 anos. • A voltagem da bateria pode ser recuperada após a carga, porém se o consumo for alto, a voltagem cairá rapidamente e eventualmente desaparecerá. Por esta razão, geralmente suspeita-se que o problema seja relacionado ao sistema de carga. A sobrecarga da bateria geralmente resulta de problemas da própria bateria, podendo parecer um sintoma de sobrecarga. Se uma das células da bateria estiver em curto-circuito e a voltagem não aumentar, o regulador/retificador fornecerá voltagem em excesso. Sob essas condições, o nível do eletrólito diminuirá rapidamente. • Antes de diagnosticar o sistema de carga, verifique o uso e a manutenção da bateria. Verifique se a bateria é freqüentemente submetida a alto consumo, tal como uso prolongado do farol e lanterna com o motor ligado e a motocicleta parada. • A bateria será descarregada quando a motocicleta não estiver sendo utilizada. Por esta razão, carregue-a a cada duas semanas para evitar sulfatação. • O abastecimento de uma nova bateria com eletrólito irá produzir alguma voltagem, porém a fim de se obter rendimento máximo, sempre carregue a bateria. A sua vida útil também será aumentada com a carga inicial. • A bateria produz gases explosivos. Não fume e mantenha a bateria afastada de chamas ou faíscas. Providencie ventilação adequada durante a carga em locais fechados. • A bateria contém ácido sulfúrico (eletrólito). O contato com a pele e os olhos provoca graves queimaduras. Use roupas e máscara de proteção. – Em caso de contato com a pele, lave a região atingida com bastante água. – Em caso de contato com os olhos, lave-os com bastante água por pelo menos 15 minutos e procure assistência médica imediatamente. • O eletrólito da bateria é venenoso. Em caso de ingestão, tome bastante água, leite de magnésia ou óleo vegetal e procure um médico. MANTENHA-O AFASTADO DE CRIANÇAS. • Se houver necessidade de ligar o motor para efetuar algum serviço, certifique-se de que o local seja bem ventilado. Nunca deixe o motor em funcionamento em áreas fechadas. Os gases de escapamento contêm monóxido de carbono venenoso que pode causar perda de consciência podendo causar conseqüências fatais. Acione o motor em áreas abertas ou em local fechado que apresente um sistema de evacuação de escapamento. • Desligue sempre o interruptor de ignição antes de desconectar qualquer componente elétrico.
  2. 2. CBR600FSISTEMA DE CARGA/ALTERNADOR 15-0 FUSÍVEL PRINCIPAL 30A FUSÍVEL PRINCIPAL 30A REGULADOR/RETIFICADOR REGULADOR/RETIFICADOR BATERIA BATERIA ALTERNADOR ALTERNADOR Y Y Y G R/W
  3. 3. CBR600F 15-2 SISTEMA DE CARGA/ALTERNADOR VALORES DE TORQUE Parafuso do estator 12 N.m (1,2 kg.m) Parafuso da presilha da fiação do estator 10 N.m (1,0 kg.m) FERRAMENTAS Multímetro digital Disponível no mercado ESPECIFICAÇÕES Item Especificações Fulga de corrente 1,2 mA máximo Resistência da bobina de carga do alternador (20°) 0,1-1,0 Ω Voltagem regulada do regulador/retificador 13,0-15,5V a 5.000 rpm Bateria Capacidade 12 V-8 Ah Tempo de carga Normal 0,9 A/5-10 hr Rápida 4,0 A/1,0 hr Voltagem Completamente acima de 13,0 V carregada Necessitando de abaixo de 12,3 V carga
  4. 4. CBR600F SISTEMA DE CARGA/ALTERNADOR 15-3 Incorreta Correta Verifique a voltagem entre a linha da bateria e o fio terra do regulador/retificador (página 15-8). Correta Incorreta Verifique a resistência da bobina de carga na linha da bobina de carga do conector do regulador/retificador (página 15-8). Verifique a bobina de carga do alternador (página 15-8). Regulador/retificador defeituoso Incorreta • Fiação em curto-circuito • Conector solto Correta Correta Incorreta CorretoMeça a voltagem de carga com a bateria completamente carregada e em boas condições (página 15-6). Verifique a fuga de corrente da bateria (teste de fuga de corrente; página 15-7) Desligue o conector do regulador/retificador e verifique novamente a fuga de corrente da bateria. • Fiação em curto-circuito • Interruptor de ignição defeituoso • Bateria defeituosa Incorreta Correta Conector do alternador solto Regulador/retificador defeituoso Bobina de carga defeituosa DIAGNOSE DE DEFEITOS 1. Bateria com carga insuficiente (A voltagem não atinge a voltagem regulada). A voltagem regulada padrão não é atingida quando as rotações do motor aumentam.
  5. 5. CBR600F 15-4 SISTEMA DE CARGA/ALTERNADOR Incorreta Verifique a continuidade entre a linha do terra e o terra do conector do regulador/retificador (página 15-8). • Fiação com circuito aberto • Conector solto • Regulador/retificador defeituoso • Conector solto Correta CorretaMeça a voltagem de carga com a bateria completamente carregada e em boas condições (página 15-6). Bateria defeituosa 2. Excesso de carga na bateria (voltagem regulada muito alta). A voltagem regulada excede muito o valor padrão.
  6. 6. CBR600F SISTEMA DE CARGA/ALTERNADOR 15-5 BATERIA REMOÇÃO/INSTALAÇÃO Remova o assento (página 2-2). NOTA Remova os parafusos e a tampa da bateria. Remova a tampa do cabo positivo da bateria. Remova primeiramente o cabo negativo da bateria e, em seguida, o cabo positivo. Coloque sempre o interruptor de ignição na posição OFF antes de remover ou instalar a bateria. Remova o jogo de ferramentas e a bateria. A instalação é o procedimento inverso da remoção. NOTA • Aplique graxa limpa nos terminais da bateria. • Retire a tampa do terminal positivo da bateria. INSPEÇÃO DA VOLTAGEM Meça a voltagem da bateria usando um multímetro digital. Voltagem: Completamente carregada : Acima de 13,0V Descarregada: Abaixo de 12,3V Ferramenta: Multímetro digital Disponível no mercado CARGA DA BATERIA c • A bateria produz gases explosivos. Mantenha as velas, chamas e cigarros distante do local. Providencie uma ventilação adequada durante a carga da bateria. • A bateria produz ácido sulfúrico (eletrólito). O contato com os olhos podem causar graves consequencias. Utilize roupas e óculos de proteção. – Se o eletrólito atingir sua pele lave-a com bastante água corrente. – Se o eletrólito atingir seus olhos lave-os com bastante água corrente durante 15 minutos e procure um médico imediatamente. • O eletrólito é venenoso. Caso tenha sido ingerido, tome uma grande quantidade de água, leite, leite de magnésia, ou óleo vegetal e chame imediatamente um médico. • Ligue ou desligue os terminais do carregador e nunca os terminais da bateira. JOGO DE FERRAMENTAS TERMINAL NEGATIVO TAMPA PARAFUSOS TERMINAL POSITIVO BATERIA
  7. 7. CBR600F 15-6 Remova a bateria Instale o cabo positivo (+) do carregador no terminal positivo (+) da bateria. Instale o cabo negativo (–) do carregador no terminal negativo (–) da bateria. a INSPEÇÃO DO SISTEMA DE CARGA NOTA • Durante a medição dos circuitos, não exceda a capacidade do testador. Caso contrário, o testador será danificado. Antes de iniciar cada teste, ajuste o testador primeiramente na capacidade mais alta. Em seguida, diminua gradativamente a capacidade a fim de evitar danos. • Ao medir circuitos com capacidade pequena, mantenha o interruptor de ignição desligado. Se o interruptor for ligado repentinamente durante o teste o fusível do testador queimará. • A carga rápida deverá ser aplicada somente em caso de uma emergência. Recomendamos o uso de carga lenta. • Durante a carga da bateria, não exceda a corrente de carga e o tempo especificados. Poderão ocorrer danos se a corrente for excessiva ou o tempo de carga muito longo. INSPEÇÃO DA VOLTAGEM REGULADA c Se houver necessidade de ligar o motor para efetuar algum serviço, certifique-se de que o local seja bem ventilado. Nunca deixe o motor em funcionamento em áreas fechadas. Os gases de escapamento contém monóxido de carbono venenoso que pode causar perda de consciência podendo causar conseqüências fatais. Acione o motor em áreas abertas ou em local fechado que apersente um sistema de evacuação de ecapamento. Instale uma bateria totalmente carregada. Ligue o motor e aqueça-o até a temperatura normal de funcionamento. Em seguida, desligue o motor. Conecte o multímetro entre os teminais positivo e negativo da bateria. a • Para evitar curto-circuito, cetifique-se de distinguir os teminais positivo e negativo. • Não desconecte a bateria ou qualquer cabo do sistema de carga sem desligar primeiramente o interruptor de ignição. Caso contrário, o testador ou componentes elétricos serão danificados. SISTEMA DE CARGA/ALTERNADOR BATERIA MULTÍMETRO DIGITAL Carga Normal Carga Rápida Corrente de carga 0,9 A 4,0 A Tempo de carga 5 hs 1 h
  8. 8. CBR600F SISTEMA DE CARGA/ALTERNADOR 15-7 Com o farol ligado (farol baixo), ligue novamente o motor. Meça a voltagem no multímetro quando a rotação do motor for de 5.000 rpm. Voltagem regulada: 13,0-15,5V a 5.000 rpm. A bateria estará normal quando a voltagem regulada especificada for mostrada no multitester. NOTA As rotações nas quais a voltagem começa a aumentar não podem ser verificadas, pois elas variam com a temperatura e a carga do alternador. Se a bateria descarregar freqüentemente, isto significa que está deteriorada, mesmo que a inspeção da voltagem regulada esteja normal. O circuito de carga pode ser considerado anormal caso algum dos seguintes sintomas sejam encontrados. 1. A VOLTAGEM NÃO ATINGE A VOLTAGEM REGULADA (PÁGINA 15-3): • Curto-circuito ou circuito aberto na fiação do sistema de carga ou conector solto; • Alternador em curto ou com circuito aberto; • Regulador/retificador defeituoso. 2. VOLTAGEM REGULADA MUITO ALTA (PÁGINA 15-4): • Regulador/retificador com aterramento incorreto; • Bateria defeituosa; • Regulador/retificador defeituoso. TESTE DE FUGA DE CORRENTE Remova a tampa da bateria (pág. 15-5). Desligue o interruptor de ignição e desconecte o cabo negativo (–) da bateria. Conecte o terminal positivo (+) do amperímetro no cabo Terra da bateria e o terminal negativo (–) do amperímetro no terminal negativo (–) da bateria. Com o interruptor de ignição desligado, verifique se existe fuga da corrente. NOTA • Ao medir a corrente utilizando um testador, ajuste-o na escala mais alta. Em seguida, diminua a escala para o nível apropriado. Um fluxo de corrente maior do que a escala selecionada poderá queimar o fusível do testador. • Durante a medição da corrente, não ligue o interruptor de ignição. Um fluxo repentino de corrente poderá queimar o fusível do testador. Fuga de corrente especificada: 1,2 mA máx. Se a fuga de corrente exceder o valor especificado, é provável que exista um curto-circuito. Localize o curto, soltando os teminais um a um e medindo a corrente. AMPERÍMETRO TERMINAL TERRA VOLTAGEM DE CARGA NORMAL VOLTAGEM DE CARGA ANORMAL ROTAÇÃO DO MOTOR Ǟ min -1 (rpm) ROTAÇÃO DO MOTOR Ǟ min -1 (rpm) V O L T A G E M (V) V O L T A G E M (V) VOLTAGEM CONTROLADA VOLTAGEM DA BATERIA b a
  9. 9. CBR600F 15-8 REGULADOR/RETIFICADOR INSPEÇÃO DA FIAÇÃO PRINCIPAL. Remova a tampa lateral direita (página 2-2). Desacople o conector do regulador/retificador. Linha da bateria Certifique-se de que existe voltagem entre os fios Vermelho/Branco (+) e Verde (-). Se não existir voltagem, efetue os seguintes procedimentos: Linha de carga Meça a resistência entre os terminais do conector (Amarelo e Amarelo). Padrão: 0,1-1,0 Ω (20°C) Verifique a continuidade entre os terminais do fio amarelo e o terra. Não deverá existir continuidade. ALTERNADOR NOTA Remova o tanque de combustível (página 2-5) e desacople o conector (Branco) 3P do alternador. Meça a resistência entre os terminais do conector (Amarelo e Amarelo). Padrão: 0,1-1,0 Ω (20°C) Verifique a continuidade entre os fios amarelo e o terra. Não deverá existir continuidade. Não é necessário remover a bobina do estator para efetuar este teste. SISTEMA DE CARGA/ALTERNADOR REGULADOR/RETIFICADOR CONECTOR 3P DO ALTERNADOR Item Terminais Especificações Linha de carga da Vermelho/Branco (+) Deverá registrar bateria e terra (-). a voltagem da bateria Linha de Verde e terra Deverá existir aterramento continuidade
  10. 10. CBR600F SISTEMA DE CARGA/ALTERNADOR 15-9 REMOÇÃO DA TAMPA LATERAL ESQUERDA Remova a carenagem lateral (pág. 2-5). Desacople o conector 3P do alternador. Remova os parafusos e a tampa lateral esquerda. Remova a junta e o pino guia. INSTALAÇÃO/REMOÇÃO DO ESTATOR NOTA REMOÇÃO Remova o parafuso e a braçadeira. Remova os parafusos e as borrachas da fiação e, em seguida, o estator da tampa lateral esquerda. Os procedimentos de remoção e instalação do estator estão descritos na pág. 17-10 “Estator/Embreagem de Partida”. INSTALAÇÃO Posicione o estator na tampa lateral esquerda. Aplique junta líquida nas superfícies da borracha da fiação e instale-a nas ranhuras da tampa lateral esquerda. PARAFUSOS BORRACHAS ESTATOR PARAFUSOS CONECTOR 3P DO ALTERNADOR TAMPA LATERAL ESQUERDA PRESILHA DA FIAÇÃO BORRACHAS ALINHAR JUNTA
  11. 11. CBR600F 15-10 Posicione corretamente a fiação e fixe a presilha com o parafuso. TORQUE: 10 N.m (1,0 kg.m) Instale e aperte os parafusos do estator. TORQUE: 12 N.m (1,2 kg.m) INSTALAÇÃO DA TAMPA LATERAL ESQUERDA Instale o pino guia e a junta nova na carcaça do motor. Instale a tampa lateral esquerda e aperte os parafusos. Posicione corretamente a fiação do alternador através do chassi (pág. 1-21). Acople o conector 3P do alternador. Instale a carenagem lateral e o tanque de combustível (pág. 2-5). SISTEMA DE CARGA/ALTERNADOR PARAFUSOS JUNTA TAMPA LATERAL ESQUERDA PINO GUIA PARAFUSOS CONECTOR 3P DO ALTERNADOR PRESILHA DA FIAÇÃO NOVA
  12. 12. CBR600F SISTEMA DE CARGA/ALTERNADOR 15-11 CARCAÇA DA BATERIA REMOÇÃO/INSTALAÇÃO Remova o tanque de combustível (pág. 2-5). Remova a carenagem lateral (pág. 2-5). Remova a bateria (pág. 15-5). Remova o interruptor do relé de partida. Remova a tampa de borracha. Desacople os conectores. Remova o reservatório do cilindro mestre do freio traseiro. Remova os parafusos e a carcaça da bateria. TAMPA DE BORRACHA CONECTORES PARAFUSO CARCAÇA DA BATERIA INTERRUPTOR DO RELÉ DE PARTIDA RESERVATÓRIO PARAFUSO
  13. 13. NOTAS CBR600F 15-12 A instalação da carcaça da bateria é o procedimento inverso da remoção. NOTA • Posicione corretamente a fiação (pág. 1-21). • Instale a tampa de borracha, alinhando os furos da tampa com os ganchos na carcaça da bateria. SISTEMA DE CARGA/ALTERNADOR GANCHOS
  14. 14. CBR600F SISTEMA DE CARGA/ALTERNADOR 15-13 NOTAS
  15. 15. INFORMAÇÕES GERAIS COMO USAR ESTE MANUAL Este manual descreve os procedimentos de serviço para a motocicleta CBR600 modelos (FS 95), (FT 96) e (FV 97). Siga as recomendações da Tabela de Manutenção (Capítulo 3) para assegurar que o veículo esteja em perfeitas condições de funcionamento. A realização da primeira manutenção programada é extremamente importante. O desgaste inicial que ocorre durante o período de amaciamento será compensado. Os capítulos 1 e 3 aplicam-se para toda a motocicleta. Os capítulo 4 a 19 descrevem as peças da motocicleta, agrupadas de acordo com sua localização. Encontre o capítulo desejado nesta página e consulte a tabela de índice na primeira página do capítulo. A maioria dos capítulos apresenta inicialmente a ilustração de um conjunto ou sistema, informações de serviço e diagnose de defeitos para aquele capítulo. As páginas seguintes apresentam procedimentos detalhados. Se não houver conhecimento sobre a causa do problema, consulte o capítulo 20 "Diagnose de Defeitos". MOTO HONDA DA AMAZÔNIA LTDA. Departamento de Serviços Pós-Venda Setor de Publicações Técnicas TODAS AS INFORMAÇÕES, ILUSTRAÇÕES, INSTRUÇÕES E ESPECIFICAÇÕES INCLUÍDAS NESTA PUBLICAÇÃO SÃO BASEADAS NAS INFORMAÇÕES MAIS RECENTES DISPONÍVEIS NA OCASIÃO DA APROVAÇÃO DA IMPRESSÃO DO MANUAL. A MOTO HONDA DA AMAZÔNIA LTDA SE RESERVA O DIREITO DE ALTERAR AS CARACTERÍSTICAS DA MOTOCICLETA A QUALQUER MOMENTO E SEM PRÉVIO AVISO, NÃO INCORRENDO, ASSIM, EM OBRIGAÇÕES DE QUALQUER ESPÉCIE. NENHUMA PARTE DESTA PUBLICAÇÃO PODE SER REPRODUZIDA SEM AVISO PRÉVIO. ESTE MANUAL FOI ELABORADO PARA PESSOAS QUE TENHAM CONHECIMENTOS BÁSICOS SOBRE A MANUTENÇÃO DAS MOTOS HONDA. ÍNDICE GERAL INFORMAÇÕES GERAIS 1 AGREGADOS DO CHASSI/ESCAPAMENTO 2 MANUTENÇÃO 3 SISTEMA DE LUBRIFICAÇÃO 4 SISTEMA DE COMBUSTÍVEL 5 SISTEMA DE ARREFECIMENTO 6 REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO MOTOR 7 CABEÇOTE/VÁLVULAS 8 EMBREAGEM/SELETOR DE MARCHAS 9 CARCAÇA DO MOTOR/TRANSMISSÃO 10 CILINDRO/PISTÃO/ÁRVORE DE MANIVELAS 11 RODA DIANTEIRA/SUSPENSÃO/ SISTEMA DE DIREÇÃO 12 RODA TRASEIRA/SUSPENSÃO 13 FREIO HIDRÁULICO 14 SISTEMA DE CARGA/ALTERNADOR 15 SISTEMA DE IGNIÇÃO 16 MOTOR DE PARTIDA/ EMBREAGEM DE PARTIDA 17 INSTRUMENTOS/INTERRUPTORES SISTEMA ELÉTRICO CHASSIMOTORETRANSMISSÃO 18 DIAGRAMA ELÉTRICO 19 DIAGNOSE DE DEFEITOS 20

×