Manual de serviço c 100 dream - 00 x6b-gn5-710 ignicao

4.045 visualizações

Publicada em

0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.045
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
75
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Manual de serviço c 100 dream - 00 x6b-gn5-710 ignicao

  1. 1. 15. SISTEMA DE IGNIÇÃO 15-1 C 100 DREAM LOCALIZAÇÃO DOS COMPONENTES 15-0 INFORMAÇÕES DE SERVIÇO 15-1 DIAGNOSE DE DEFEITOS 15-2 INSPEÇÃO DO SISTEMA DA UNIDADE C.D.I. 15-3 BOBINA DE IGNIÇÃO 15-4 BOBINA DE EXCITAÇÃO DO ALTERNADOR 15-6 GERADOR DE PULSOS 15-6 PONTO DE IGNIÇÃO 15-6 c INSTRUÇÕES GERAIS • O ponto de ignição normalmente não necessita de ajustes pois a unidade C.D.I. (Ignição por Descarga Capacitiva) é pré-ajustada na fábrica. • Os procedimentos de inspeção e ajuste da vela de ignição são descritos no capítulo 3. • Para remover e instalar o alternador e o gerador de pulsos consulte o capítulo 9. • Quando inspecionar o sistema de ignição, verifique os componentes do sistema e a fiação etapa por etapa de acordo com a seqüência do item DIAGNOSE DE DEFEITOS pág. 15-2. ESPECIFICAÇÕES FERRAMENTAS ESPECIAIS Adaptador “A” de inspeções (166/187) 07508-0010100 Adaptador da vela de ignição 07GGK-0010100 TESTADOR: Multiteste (SANWA) 07308-0020000 Se houver necessidade de ligar o motor no interior da oficina, certifique-se que o local é bem ventilado. Nunca ligue o motor em áreas fechadas. Os gases do escapamento contém monóxido de carbono que é um gás venenoso. ITEM ESPECIFICAÇÕES Vela de ignição NGK C7HSA Abertura dos eletrodos da vela de ignição 0,6-0,7 mm Ponto de ignição Avanço inicial (marca “F”) 15° ± 2° APMS a 1,400 r.p.m. Avanço inicial 18° APMS a 2,330 ± 350 r.p.m. Avanço máximo 28°30’ ± 2° APMS a 3,350 r.p.m. Bobina de ignição Resistência da bobina primária 0,51-0,55 Ω (20°C) (20°C/68°F) Resistência da sem supressor de ruídos 7,8-8,2 KΩ (20°C) bobina secundária com supressor de ruídos 11,6-14,5 KΩ (20°C) Resistência do gerador de pulsos 50-170 Ω (20°) Resistência da bobina de excitação do alternador 100-400 Ω (20°)
  2. 2. 15-0 SISTEMA DE IGNIÇÃO C 100 DREAM UNIDADE C.D.I. BOBINA DE IGNIÇÃO GERADOR DE PULSO UNIDADE C.D.I. INTERRUPTOR DE IGNIÇÃO BOBINA DE IGNIÇÃO VELA DE IGNIÇÃO GERADOR DE PULSO BOBINA DE EXCITAÇÃO DO ALTERNADOR ALTERNADOR VELA DE IGNIÇÃO INTERRUPTOR DE IGNIÇÃO LOCALIZAÇÃO DOS COMPONENTES
  3. 3. SISTEMA DE IGNIÇÃO 15-2 C 100 DREAM DIAGNOSE DE DEFEITOS Vela sem faísca ou com faísca fraca: Efetue o teste de faísca com uma vela nova. Verifique se o cabo da vela está solto tem mal contato com o supressor de ruídos. Faça novamente o teste de faísca. Verifique se os conectores da unidade C.D.I. estão soltos ou com mal contato. Verifique a resistência, continuidade e voltagem nos conectores da unidade C.D.I. no lado da fiação (pág. 15-3). Verifique também a resistência da bobina secundária da ignição (pág. 15-4). Verifique os componentes relacionados com as linhas que estiverem anormais. Após a verificação, compare as medidas obtidas com as medidas acima. (Inspeção no conector da unidade C.D.I. • Unidade C.D.I. defeituosa • Conectores soltos ou com mal contato nos componentes relacionados. • Circuito interrompido ou curto-circuito na fiação entre os componentes relacionados e a unidade C.D.I. ANORMAL NORMAL NORMAL (medidas diferentes) ANORMAL (medidas iguais) Componentes relacionados defeituosos: – bobina de ignição (pág. 15-4) – gerador de pulsos (pág. 15-6) – bobina de excitação do alternador (pág. 15-6) – interruptor de ignição (pág. 16-4) NORMAL VELA SEM FAÍSCA OU COM FAÍSCA FRACA VELA SEM FAÍSCA OU COM FAÍSCA FRACA • Conectores da unidade C.D.I. soltos ou com mal contato FAÍSCA BOA • Cabo da vela solto ou com mal contato com o supressor de ruídos FAÍSCA BOA • Vela de ignição defeituosa FAÍSCA BOA
  4. 4. SISTEMA DE IGNIÇÃO 15-3 C 100 DREAM INSPEÇÃO DO SISTEMA DA UNIDADE C.D.I. NOTA Desacople os conectores da unidade C.D.I. e verifique se os terminais dos conectores estão soltos ou oxidados. Meça a resistência e a continuidade entre os terminais dos conectores de acordo com a tabela abaixo: B1 = Preto Y = Amarelo G = Verde W = Branco R = Vermelho Verifique os componentes do sistema e a fiação etapa por etapa de acordo com a seqüência do item DIAGNOSE DE DEFEITOS (pág. 15-2). TESTE DE RENDIMENTO DA UNIDADE C.D.I. Inspecione o C.D.I. utilizando o teste (C.D.I.) NOTA Siga as instruções fornecidas pelo fabricante do dispositivo do teste. CORRENTE ALTERNADA TESTE DE C.D.I. ADAPTADOR “A” DE INSPEÇÕES CONECTOR DO C.D.I. UNIDADE C.D.I. ITENS TERMINAL ESPECIFICAÇÃO Bobina de ignição (bobina primária) B1/Y e G/W 0,5-0,6 Ω Bobina de ignição (bobina secundária/supressor da vela) G/W e Supressor da vela 11,6-14,5 Ω Bobina de excitação do alternador B1/R e G/W 100-400Ω Gerador de Pulsos Bu/Y e G/W 50-170 Ω Interruptor de ignição “Posição ON” B1/W e G/W Não deve existir continuidade Posição do Em bom Em mau interruptor estado estado 1. OFF Não há faísca – 2. P Não há faísca – 3. EXT Não há faísca Faísca 4. ON 1 Faísca Não há faísca 5. ON 2 Faísca Não há faísca
  5. 5. SISTEMA DE IGNIÇÃO 15-4 BOBINA DE IGNIÇÃO TESTE DE CONTINUIDADE Remova a bateria (pág. 14-3). Remova o parafuso do suporte da bateria e solte a fiação principal da presilha. Remova o suporte da bateria. C 100 DREAM SUPORTE DA BATERIA PRESILHA DA FIAÇÃO Desacople os conectores preto/amarelo e verde/branco. Meça a resistência da bobina primária entre os conectores acima. RESISTÊNCIA: Valor normal: 0,51-0,55 Ω (20°C) CONECTORES DA BOBINA PRIMÁRIA PARAFUSO DE FIXAÇÃO Meça a resistência da bobina secundária com o supressor de ruídos instalado e verifique se há continuidade entre o supressor de ruídos e o fio verde. RESISTÊNCIA: Valor normal: 11,6-14,5 Ω (20°C)
  6. 6. SISTEMA DE IGNIÇÃO 15-5 C 100 DREAM Se a resistência encontrada estiver em desacordo com a especificação, remova o supressor de ruídos e meça a resistência entre o cabo da vela de ignição e o fio verde. RESISTÊNCIA: Valor normal: 7,8-8,2 Ω (20°C) REMOÇÃO Remova o suporte da bateria (pág. 15-4). Remova a porca de fixação da bobina de ignição e desconecte a fiação da bobina primária. Desconecte o supressor de ruídos. Remova a bobina de ignição. BOBINA DE IGNIÇÃO PORCA DE FIXAÇÃO TESTE DE RENDIMENTO A bobina de ignição deve ser testada utilizando o teste de C.D.I. NOTA Siga a instruções fornecidas pelo fabricante do dispositivo de teste. UNIDADE DE C.D.I. ADAPTADOR “A” DE INSPEÇÃO TESTE DE C.D.I. TESTE DE C.D.I. BOBINA DE IGNIÇÃO CORRENTE ALTERNADA
  7. 7. SISTEMA DE IGNIÇÃO 15-6 BOBINA DE EXCITAÇÃO DO ALTERNADOR NOTA Remova a tampa dianteira. Desacople o terminal da bobina de excitação (fio preto/vermelho). Meça a resistência entre o fio preto/vermelho do terminal e o terra (CHASSI). RESISTÊNCIA: Valor normal: 100-400 Ω (20°C). Para remoção e instalação do alternador consulte o capítulo 9. Não é necessário remover o estator para realizar este teste. C 100 DREAM (TERRA-CHASSI) CONECTOR DO FIO PRETO/VERMELHO GERADOR DE PULSOS NOTA Remova a tampa dianteira. Desacople o conector do gerador de pulsos (fio azul/amarelo). Meça a resistência entre o fio (azul/amarelo) do terminal e o terra (CHASSI). RESISTÊNCIA: Valor normal: 50-170Ω (20°C) Para remoção e instalação do gerador de pulsos consulte o capítulo 9. Não é necessário remover o estator para realizar este teste. CONECTOR DO FIO AZUL/AMARELO PONTO DE IGNIÇÃO NOTA Ligue e aqueça o motor até atingir a temperatura normal de funcionamento. Remova a tampa lateral esquerda (pág. 9-2). Conecte uma lâmpada estroboscópica e um tacômetro. • O sistema de ignição por Descarga Capacitiva (C.D.I.) é pré ajustado na fábrica e não permite regulagens. Se o ponto de ignição estiver incorreto verifique o funcionamento dos componentes do sistema de ignição. (TERRA-CHASSI)
  8. 8. SISTEMA DE IGNIÇÃO 15-7 C 100 DREAM Ligue o motor e verifique o ponto de ignição 1.400 (rpm): A marca “F” do rotor deve estar alinhada com a marca de referência fixa da carcaça do motor. Aumente a rotação do motor e verifique o avanço de ignição. 2.330±350 (rpm): Começa o avanço. 3.350 (rpm): Cessa o avanço. A referência fixa deve estar entre as marcas de avanço. MARCAS DE AVANÇO MARCA “F” MARCA DE REFERÊNCIA NOTAS
  9. 9. COMO USAR ESTE MANUAL Este Manual de Serviço descreve as características técnicas e os procedimentos de serviço da motocicleta HONDA C 100 DREAM. Os capítulos 1 a 3 referem-se à motocicleta em geral, enquanto os capítulos 4 a 17, referem-se às partes da motocicleta, agrupadas de acordo com a localização. Localize o capítulo que você pretende consultar nesta página (Índice Geral). Na primeira página do capítulo você encontrará um índice específico. A maior parte dos capítulos começa com uma ilustração do conjunto do sistema, informações de serviços e diagnose de defeitos para o capítulo em questão. As páginas seguintes detalham os procedimentos de serviços. Caso você não consiga localizar a origem de algum defeito, consulte o capítulo 18 “DIAGNOSE DE DEFEITOS”, para obter uma orientação adicional. HTA INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA. Departamento de Serviços Setor de Publicações Técnicas C 100 DREAM Todas as informações, ilustrações e especificadas incluídas nesta publicação são baseadas nas informações mais recentes disponíveis sobre o produto na ocasião em que a impressão do manual foi autorizada. A HTA INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA. se reserva o direito de alterar a características da motocicleta a qualquer momento e sem prévio aviso, não incorrendo por isso em obrigações de qualquer espécie. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida sem autorização por escrito. 1INFORMAÇÕES GERAIS 2LUBRIFICAÇÃO 3MANUTENÇÃO 4SISTEMA DE ALIMENTAÇÃO 5REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO MOTOR 6CABEÇOTE/VÁLVULAS 7CILINDRO/PISTÃO 8EMBREAGEM/SELETOR DE MARCHAS 9ALTERNADOR/EMBREAGEM DO SISTEMA DE PARTIDA 10TRANSMISSÃO/ÁRVORE DE MANIVELAS/PEDAL DE PARTIDA 11RODA DIANTEIRA/SUSPENSÃO/ SISTEMA DE DIREÇÃO 12RODA TRASEIRA/FREIO/SUSPENSÃO 13PARALAMA TRASEIRO/ TUBO DE ESCAPE 14BATERIA/SISTEMA DE CARGA 15SISTEMA DE IGNIÇÃO 16INTERRUPTORES/SISTEMA DE ILUMI- NAÇÃO/MEDIDOR DE COMBUSTÍVEL 17DIAGRAMA ELÉTRICO 18DIAGNOSE DE DEFEITOS ÍNDICE GERAL SISTEMA ELÉTRICO CHASSIMOTORETRANSMISSÃO

×