Evolução

222 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Evolução

  1. 1. IDÉIAS EVOLUCIONISTASIDÉIAS EVOLUCIONISTAS ConceitosConceitos PensamentosPensamentos Evidências eEvidências e TeoriasTeorias
  2. 2. EVOLUÇÃO BIOLÓGICAEVOLUÇÃO BIOLÓGICA  É A OCORRÊNCIA DE DIVERSOSÉ A OCORRÊNCIA DE DIVERSOS PROCESSOS DE TRANSFORMAÇÃO EPROCESSOS DE TRANSFORMAÇÃO E ADAPTAÇÃO INERENTES À VIDA.ADAPTAÇÃO INERENTES À VIDA.  FOI PROPOSTA ORIGINALMENTE PELOFOI PROPOSTA ORIGINALMENTE PELO NATURALISTA INGLÊS CHARLESNATURALISTA INGLÊS CHARLES DARWIN (1809 – 1882);DARWIN (1809 – 1882);  SURGIA ASSIM O EVOLUCIONISMO,SURGIA ASSIM O EVOLUCIONISMO, QUE ADIMITE PARENTESCO ENTREQUE ADIMITE PARENTESCO ENTRE NÓS E OUTROS ANIMAIS;NÓS E OUTROS ANIMAIS;
  3. 3. TEORIASTEORIAS  CRIACIONISMO:CRIACIONISMO: TODAS AS ESPÉCIESTODAS AS ESPÉCIES VIVAS FORAM CRIADAS POR UM ATOVIVAS FORAM CRIADAS POR UM ATO DIVINO; (não é científico)DIVINO; (não é científico)  EVOLUCIONISMO:EVOLUCIONISMO: OS SERES VIVOS SEOS SERES VIVOS SE MODIFICARAM AO LONGO DO TEMPO,MODIFICARAM AO LONGO DO TEMPO, COM NOVAS ESPÉCIES SURGINDO ACOM NOVAS ESPÉCIES SURGINDO A PARTIR DE ESPÉCIES ANCESTRAIS; (éPARTIR DE ESPÉCIES ANCESTRAIS; (é científico)científico)
  4. 4. LAMARCK E DARWINLAMARCK E DARWIN
  5. 5. IDÉIAS EVOLUCIONISTASIDÉIAS EVOLUCIONISTAS  LAMARCKISMO: O DESAPARECIMENTO DELAMARCKISMO: O DESAPARECIMENTO DE UMA ESPÉCIE OCORRE POR QUE A MESMAUMA ESPÉCIE OCORRE POR QUE A MESMA SE TRANSFORMA EM OUTRA, OU SEJA, ELASE TRANSFORMA EM OUTRA, OU SEJA, ELA EVOLUI. Lamarck postulou a lei do “uso eEVOLUI. Lamarck postulou a lei do “uso e desuso”: O que você não usa atrofia, e o que édesuso”: O que você não usa atrofia, e o que é bastante usado se desenvolve bem; Sua idéiabastante usado se desenvolve bem; Sua idéia ficou conhecida como Lei dos caracteresficou conhecida como Lei dos caracteres adquiridos, pois ele supôs que o uso ou a falta deadquiridos, pois ele supôs que o uso ou a falta de uso poderiam ser transmitidas às geraçõesuso poderiam ser transmitidas às gerações seguintes;seguintes;
  6. 6. ..........................................................................................................  DARWINISMO: AS ESPÉCIES ACUMULAMDARWINISMO: AS ESPÉCIES ACUMULAM MODIFICAÇÕES EM FUNÇÃO DASMODIFICAÇÕES EM FUNÇÃO DAS CARACTERÍSTICAS AMBIENTAIS. ACARACTERÍSTICAS AMBIENTAIS. A NATUREZA SELECIONA OS MAIS APTOS, ENATUREZA SELECIONA OS MAIS APTOS, E OS ORGANISMOS QUE SOBREVIVEMOS ORGANISMOS QUE SOBREVIVEM CONSEGUEM GERAR DESCENDENTES. É ACONSEGUEM GERAR DESCENDENTES. É A SELEÇÃO NATURAL EM AÇÃO. ASSIM OSSELEÇÃO NATURAL EM AÇÃO. ASSIM OS MELHORES GENES PERMANECEM EMELHORES GENES PERMANECEM E APRIMORAM A ADAPTAÇÃO;APRIMORAM A ADAPTAÇÃO;
  7. 7. INFLUÊNCIASINFLUÊNCIAS  THOMAS R. MALTHUSTHOMAS R. MALTHUS –– DIZIA QUE:DIZIA QUE: “A POPULAÇÃO CRESCE EM“A POPULAÇÃO CRESCE EM PROGRESSÃOPROGRESSÃO GEOMÉTRICAGEOMÉTRICA,, ENQUANTO OS MEIOS DEENQUANTO OS MEIOS DE SUBSISTÊNCIA AUMENTAM EMSUBSISTÊNCIA AUMENTAM EM PROGRESSÃOPROGRESSÃO ARITMÉTICAARITMÉTICA”;”;
  8. 8. SELEÇÃO NATURALSELEÇÃO NATURAL  A NATUREZA SELECIONA INDIVÍDUOSA NATUREZA SELECIONA INDIVÍDUOS MAIS ADAPTADOS ÀS CONDIÇÕES DOMAIS ADAPTADOS ÀS CONDIÇÕES DO MEIO, E ESTES DEIXAM UM NÚMEROMEIO, E ESTES DEIXAM UM NÚMERO MAIOR DE DESCENDENTES,MAIOR DE DESCENDENTES, CONTRIBUINDO SIGNIFICATIVAMENTECONTRIBUINDO SIGNIFICATIVAMENTE PARA A GERAÇÃO SEGUINTE;PARA A GERAÇÃO SEGUINTE;
  9. 9. EVIDÊNCIAS DA EVOLUÇÃOEVIDÊNCIAS DA EVOLUÇÃO  FÓSSEIS: SÃO VESTÍGIOS DEIXADOSFÓSSEIS: SÃO VESTÍGIOS DEIXADOS POR SERES QUE VIVERAM NOPOR SERES QUE VIVERAM NO PASSADO: OSSOS, DENTES,PASSADO: OSSOS, DENTES, ESQUELETOS, PEGADAS, IMPRESSÕES,ESQUELETOS, PEGADAS, IMPRESSÕES, FEZES PETRIFICADAS OU CORPOSFEZES PETRIFICADAS OU CORPOS INTEIROS CONSERVADOS NO GELO;INTEIROS CONSERVADOS NO GELO;  PODEM SER: MOLDES,PODEM SER: MOLDES, CONTRAMOLDES, IMPRESSÕES OUCONTRAMOLDES, IMPRESSÕES OU PETRIFICAÇÕES;PETRIFICAÇÕES;
  10. 10. IDADE SOS FÓSSEISIDADE SOS FÓSSEIS  DATAÇÃO RELATIVA: DESCOBRINDO-SEDATAÇÃO RELATIVA: DESCOBRINDO-SE A IDADE DA ROCHA PODE-SE DEDUZIRA IDADE DA ROCHA PODE-SE DEDUZIR A IDADE DO FÓSSIL;A IDADE DO FÓSSIL;  DATAÇÃO RADIOMÉTRICA (C14):DATAÇÃO RADIOMÉTRICA (C14): DETERMINA-SE A MEIA VIDA DO FÓSSILDETERMINA-SE A MEIA VIDA DO FÓSSIL ATRAVÉS DO CÁLCULO DA MEIA-VIDAATRAVÉS DO CÁLCULO DA MEIA-VIDA DO CARBONO 14 EXISTENTE NODO CARBONO 14 EXISTENTE NO FÓSSIL;FÓSSIL;
  11. 11. FÓSSEISFÓSSEIS
  12. 12. FÓSSEISFÓSSEIS
  13. 13. FOSSILIZAÇÃOFOSSILIZAÇÃO
  14. 14. ADAPTAÇÕESADAPTAÇÕES  É O CONJUNTO DE AJUSTAMENTOSÉ O CONJUNTO DE AJUSTAMENTOS QUE TODOS OS ORGANISMOSQUE TODOS OS ORGANISMOS APRESENTAM EM RELAÇÃO AOAPRESENTAM EM RELAÇÃO AO AMBIENTE EM QUE VIVEM;AMBIENTE EM QUE VIVEM;  EX: CAMUFLAGEM E MIMETISMOEX: CAMUFLAGEM E MIMETISMO
  15. 15. CAMUFLAGEMCAMUFLAGEM
  16. 16. CAMUFLAGEMCAMUFLAGEM
  17. 17. MIMETISMOMIMETISMO
  18. 18. MIMETISMOMIMETISMO
  19. 19. Mimetismo (Mimetismo (Ophrys apiferaOphrys apifera))
  20. 20. SEMELHANÇAS ANATÔMICASSEMELHANÇAS ANATÔMICAS  SEMELHANÇA ENTRE EMBRIÕESSEMELHANÇA ENTRE EMBRIÕES  ÓRGÃOS HOMÓLOGOS (MESMAÓRGÃOS HOMÓLOGOS (MESMA ORIGEM EMBRIONÁRIA)ORIGEM EMBRIONÁRIA)  ÒRGÃOS ANÁLOGOS (ORIGENSÒRGÃOS ANÁLOGOS (ORIGENS DIFERENTES)DIFERENTES)
  21. 21. FIMFIM  ATÉ O PROXIMO ESTÁGIO EVOLUTIVOATÉ O PROXIMO ESTÁGIO EVOLUTIVO
  22. 22. CHIPANZÉ / GORILACHIPANZÉ / GORILA
  23. 23. AUSTRALOPITECUS AFRICANUSAUSTRALOPITECUS AFRICANUS
  24. 24. HOMO HABILLISHOMO HABILLIS
  25. 25. NEANDERTHALNEANDERTHAL
  26. 26. HOMO SAPIENS ARCAICOHOMO SAPIENS ARCAICO
  27. 27. HOMO SAPIENS SAPIENSHOMO SAPIENS SAPIENS

×