SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
FISIOLOGIA
•Órgão mais importante
do aparelho respiratório;

•Função: captar oxigênio
para o corpo e expelir o
dióxido     de     carbono
produzido               pelas
combustões metabólicas;

•O ser humano é dotado
de dois pulmões, situados
na cavidade torácica.
O pulmão é local frequente de infecções, metástases e tumores

benignos e malignos.

 Abrange um grupo de tumores malignos localizados no pulmão e é

a causa mais comum de óbitos por câncer.

É um dos tipos de câncer mais difíceis de serem diagnosticados no

inicio. No Brasil, o câncer de pulmão foi responsável por 14.715

óbitos em 2000.

No câncer, a própria doença e seu tratamento podem afetar

significativamente as necessidades nutricionais do paciente. Podem

ser alternadas a sua capacidade dos nutrientes.
A maioria dos Cânceres
de Pulmão iniciam no hilo
pulmonar, a partir dos
brônquios principais e
secundários.
Os adenocarcinomas se
originam nos bronquíolos
mais periféricos. Pode
apresentar-se         como
elevação verrucosa do
epitélio, na forma de
erosão ou infiltram o
tecido brônquico.
A       consistência     é
firme,     com        áreas
necróticas                e
hemorrágicas.
Carcinoma de células escamosas (epidermóide). Corresponde a 35-
50% dos casos.Caracteriza-se pela produção de queratina. Relacionado ao
hábito de fumar.

 Adenocarcinoma - 15-35% dos casos. Microscopicamente é formado
por células formadoras de mucina. A relação como tabagismo é menor.
Ocorre nos brônquios e bronquíolos.

 Carcinoma de pequenas células. Corresponde a 20-25% dos casos.
As células epiteliais são pequenas, arredondadas, com escasso
citoplasma. São tumores agressivos, com estreita relação com o tabagismo.

 Carcinoma de células grandes. Corresponde a 10-15%. As células
são grandes, claras, com núcleos vesiculares.
Tomografia no Câncer de Pulmão
 Tabaco: é o principal fator de risco de câncer
pulmonar, sendo responsável por 90% dos casos.
 Fatores genéticos: predispõem a ação carcinogênica de
compostos inorgânicos.
 Fatores dietéticos: baixo consumo de frutas e verduras.
 Agentes                                         químicos:
arsênico, berílio, cromo, radônio, níquel, cádmio e cloreto
de vinila.
Fitoestrógenos:    soja e derivados,      grão   de
centeio, semente de linhaça, etc.

 antioxidantes : cenoura, tomate, manga, peixes, chá
verde.etc.
•Exterioriza-se por tosse continua;

•Escarro sanguinolento;

•Dor no tórax e pneumonia recorrente;

•Perda de peso ou bronquite;

•Geralmente as células cancerosas se alastram ate o
cérebro, os ossos, o fígado e a pele;

•Muitas vezes nenhum sintoma se manifesta, embora já
mostre na radiografia mostre a imagem do câncer.
a escolha do tratamento para carcinoma
brônquico é a ressecção cirúrgica, porque é a
modalidade que oferece a maior chance de cura.
 Pode-se ainda realizar radioterapia, quimioterapia e
cirurgia.
ALGUNS DOS FARMACOS CITOSTÁTICOS
GRUPOS          PRINCIPAIS FÁRMACOS    PRINCIPAIS INDICAÇOES


ALCALÓIDES DE         Vimblastina     Testículo, linfomas,sarcomas.
PLANTAS               Vincristina     Leucemias, linfomas, mama, sarcomas;.
                      Etoposide       Testículos, pulmões, leucemia.
 raio-x
Tomografia computadorizada
Punção com agulha fina
Broncoscopia
Mediastinoscopia

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Câncer de pulmão
Câncer de pulmãoCâncer de pulmão
Câncer de pulmão
 
Tumores Cerebrais / Sistema Nervoso Central
Tumores Cerebrais / Sistema Nervoso CentralTumores Cerebrais / Sistema Nervoso Central
Tumores Cerebrais / Sistema Nervoso Central
 
1 aula enfermagem em oncologia
1 aula enfermagem em oncologia1 aula enfermagem em oncologia
1 aula enfermagem em oncologia
 
Oncologia Enfermagem
Oncologia EnfermagemOncologia Enfermagem
Oncologia Enfermagem
 
Oncologia +i
Oncologia +iOncologia +i
Oncologia +i
 
Câncer de Pâncreas
Câncer de PâncreasCâncer de Pâncreas
Câncer de Pâncreas
 
Câncer de pele
Câncer de peleCâncer de pele
Câncer de pele
 
Apresentação câncer de pele
Apresentação câncer de peleApresentação câncer de pele
Apresentação câncer de pele
 
Infarto agudo do miocárdio (IAM)
Infarto agudo do miocárdio   (IAM)Infarto agudo do miocárdio   (IAM)
Infarto agudo do miocárdio (IAM)
 
TCE
TCETCE
TCE
 
Acidente Vascular Encefálico
Acidente Vascular EncefálicoAcidente Vascular Encefálico
Acidente Vascular Encefálico
 
TC tórax: câncer de pulmão
TC tórax: câncer de pulmãoTC tórax: câncer de pulmão
TC tórax: câncer de pulmão
 
Iam
IamIam
Iam
 
Infarto agudo do miocárdio
Infarto agudo do miocárdioInfarto agudo do miocárdio
Infarto agudo do miocárdio
 
Infarto Agudo do Miocárdio
Infarto Agudo do MiocárdioInfarto Agudo do Miocárdio
Infarto Agudo do Miocárdio
 
Embolia pulmonar - diagnóstico e tratamento
Embolia pulmonar - diagnóstico e tratamentoEmbolia pulmonar - diagnóstico e tratamento
Embolia pulmonar - diagnóstico e tratamento
 
Câncer de mama - Palestra para comunidade
Câncer de mama -  Palestra para comunidadeCâncer de mama -  Palestra para comunidade
Câncer de mama - Palestra para comunidade
 
Acidente Vascular Encefálico (AVE)
Acidente Vascular Encefálico (AVE)Acidente Vascular Encefálico (AVE)
Acidente Vascular Encefálico (AVE)
 
Cancer de Estômago
Cancer de EstômagoCancer de Estômago
Cancer de Estômago
 
CN9-doenças cardiovasculares
CN9-doenças cardiovascularesCN9-doenças cardiovasculares
CN9-doenças cardiovasculares
 

Destaque

Doenças caracterizadas principalmente por opacidades lineares e reticulares
Doenças caracterizadas principalmente por opacidades lineares e reticularesDoenças caracterizadas principalmente por opacidades lineares e reticulares
Doenças caracterizadas principalmente por opacidades lineares e reticularesNorberto Werle
 
Pesquisa sobre Câncer de Pulmão
Pesquisa sobre Câncer de PulmãoPesquisa sobre Câncer de Pulmão
Pesquisa sobre Câncer de PulmãoOncoguia
 
Câncer de pulmão novembro 2011
Câncer de pulmão novembro 2011Câncer de pulmão novembro 2011
Câncer de pulmão novembro 2011upload718
 
11 petct no câncer de pulmão, esôfago e reto
11   petct no câncer de pulmão, esôfago e reto11   petct no câncer de pulmão, esôfago e reto
11 petct no câncer de pulmão, esôfago e retoONCOcare
 
4. Sistema Respiratorio - Profesorado de Educación Física - Quitilipi
4.  Sistema Respiratorio - Profesorado de Educación Física - Quitilipi4.  Sistema Respiratorio - Profesorado de Educación Física - Quitilipi
4. Sistema Respiratorio - Profesorado de Educación Física - QuitilipiDaniel Rubén Ruiz
 
Risco de Câncer de Pulmão: Mitos e Fatos
Risco de Câncer de Pulmão: Mitos e FatosRisco de Câncer de Pulmão: Mitos e Fatos
Risco de Câncer de Pulmão: Mitos e FatosOncoguia
 
Dor Oncológica
Dor OncológicaDor Oncológica
Dor OncológicaOncoguia
 
Sistemas reprodutores
Sistemas reprodutoresSistemas reprodutores
Sistemas reprodutoresRosa Pereira
 
Saude da mulher
Saude da mulherSaude da mulher
Saude da mulherdpoiati
 
Saúde do homem e câncer de próstata
Saúde do homem e câncer de próstataSaúde do homem e câncer de próstata
Saúde do homem e câncer de próstataMarcos Soares
 
Semiologia cancer de pulmones, mama, prostata y colon
Semiologia cancer de pulmones, mama, prostata y colonSemiologia cancer de pulmones, mama, prostata y colon
Semiologia cancer de pulmones, mama, prostata y colonFedeVillani
 

Destaque (20)

Cancer pulmonar
Cancer pulmonarCancer pulmonar
Cancer pulmonar
 
Doenças caracterizadas principalmente por opacidades lineares e reticulares
Doenças caracterizadas principalmente por opacidades lineares e reticularesDoenças caracterizadas principalmente por opacidades lineares e reticulares
Doenças caracterizadas principalmente por opacidades lineares e reticulares
 
Pesquisa sobre Câncer de Pulmão
Pesquisa sobre Câncer de PulmãoPesquisa sobre Câncer de Pulmão
Pesquisa sobre Câncer de Pulmão
 
Câncer de Pulmão tem cura !
Câncer de Pulmão tem cura ! Câncer de Pulmão tem cura !
Câncer de Pulmão tem cura !
 
Cancro do pulmão
Cancro do pulmãoCancro do pulmão
Cancro do pulmão
 
CANCER DE PULMON
CANCER DE PULMONCANCER DE PULMON
CANCER DE PULMON
 
Cancer de pulmón
Cancer de pulmónCancer de pulmón
Cancer de pulmón
 
Câncer de pulmão novembro 2011
Câncer de pulmão novembro 2011Câncer de pulmão novembro 2011
Câncer de pulmão novembro 2011
 
11 petct no câncer de pulmão, esôfago e reto
11   petct no câncer de pulmão, esôfago e reto11   petct no câncer de pulmão, esôfago e reto
11 petct no câncer de pulmão, esôfago e reto
 
4. Sistema Respiratorio - Profesorado de Educación Física - Quitilipi
4.  Sistema Respiratorio - Profesorado de Educación Física - Quitilipi4.  Sistema Respiratorio - Profesorado de Educación Física - Quitilipi
4. Sistema Respiratorio - Profesorado de Educación Física - Quitilipi
 
Risco de Câncer de Pulmão: Mitos e Fatos
Risco de Câncer de Pulmão: Mitos e FatosRisco de Câncer de Pulmão: Mitos e Fatos
Risco de Câncer de Pulmão: Mitos e Fatos
 
Dor Oncológica
Dor OncológicaDor Oncológica
Dor Oncológica
 
Sistemas reprodutores
Sistemas reprodutoresSistemas reprodutores
Sistemas reprodutores
 
Diretrizes SBU - Câncer de Próstata
Diretrizes SBU - Câncer de PróstataDiretrizes SBU - Câncer de Próstata
Diretrizes SBU - Câncer de Próstata
 
Laringe ligamento vocal
Laringe   ligamento vocal Laringe   ligamento vocal
Laringe ligamento vocal
 
Saude da mulher
Saude da mulherSaude da mulher
Saude da mulher
 
Câncer de próstata final
Câncer de próstata finalCâncer de próstata final
Câncer de próstata final
 
Menopausa
Menopausa Menopausa
Menopausa
 
Saúde do homem e câncer de próstata
Saúde do homem e câncer de próstataSaúde do homem e câncer de próstata
Saúde do homem e câncer de próstata
 
Semiologia cancer de pulmones, mama, prostata y colon
Semiologia cancer de pulmones, mama, prostata y colonSemiologia cancer de pulmones, mama, prostata y colon
Semiologia cancer de pulmones, mama, prostata y colon
 

Semelhante a Câncer de pulmão

Síndromes Respiratórias PL 03
Síndromes Respiratórias PL 03Síndromes Respiratórias PL 03
Síndromes Respiratórias PL 03rdgomlk
 
Oncoguia_trabalho_e_execução_de_trabalho.pdf
Oncoguia_trabalho_e_execução_de_trabalho.pdfOncoguia_trabalho_e_execução_de_trabalho.pdf
Oncoguia_trabalho_e_execução_de_trabalho.pdfGustavoArouche1
 
Clínica médica pneumologia - neoplasias pulmonares
Clínica médica   pneumologia - neoplasias pulmonaresClínica médica   pneumologia - neoplasias pulmonares
Clínica médica pneumologia - neoplasias pulmonaresLucas Nicola
 
Cancer estomago, coloretal
Cancer estomago, coloretalCancer estomago, coloretal
Cancer estomago, coloretalFisioterapeuta
 
Paciente oncológico - Assistência de Enfermagem
Paciente oncológico - Assistência de EnfermagemPaciente oncológico - Assistência de Enfermagem
Paciente oncológico - Assistência de EnfermagemBruna Guimarães
 
6ºb cancro (2)
6ºb cancro (2)6ºb cancro (2)
6ºb cancro (2)boaera
 
Cancer colorretal 18022013
Cancer colorretal 18022013Cancer colorretal 18022013
Cancer colorretal 18022013Graciela Luongo
 
Câncer de Rim
Câncer de RimCâncer de Rim
Câncer de RimOncoguia
 
CâNcer
CâNcerCâNcer
CâNcerISJ
 
Massa cervical graduação
Massa cervical   graduaçãoMassa cervical   graduação
Massa cervical graduaçãoLeonardo Rangel
 

Semelhante a Câncer de pulmão (20)

Síndromes Respiratórias PL 03
Síndromes Respiratórias PL 03Síndromes Respiratórias PL 03
Síndromes Respiratórias PL 03
 
Apresentação câncer de pulmão
Apresentação câncer de pulmãoApresentação câncer de pulmão
Apresentação câncer de pulmão
 
Oncoguia_trabalho_e_execução_de_trabalho.pdf
Oncoguia_trabalho_e_execução_de_trabalho.pdfOncoguia_trabalho_e_execução_de_trabalho.pdf
Oncoguia_trabalho_e_execução_de_trabalho.pdf
 
Clínica médica pneumologia - neoplasias pulmonares
Clínica médica   pneumologia - neoplasias pulmonaresClínica médica   pneumologia - neoplasias pulmonares
Clínica médica pneumologia - neoplasias pulmonares
 
Cancer estomago, coloretal
Cancer estomago, coloretalCancer estomago, coloretal
Cancer estomago, coloretal
 
Paciente oncológico - Assistência de Enfermagem
Paciente oncológico - Assistência de EnfermagemPaciente oncológico - Assistência de Enfermagem
Paciente oncológico - Assistência de Enfermagem
 
Nódulo Pulmonar Solitário
Nódulo Pulmonar SolitárioNódulo Pulmonar Solitário
Nódulo Pulmonar Solitário
 
Cancer
CancerCancer
Cancer
 
6ºb cancro (2)
6ºb cancro (2)6ºb cancro (2)
6ºb cancro (2)
 
Cancer colorretal 18022013
Cancer colorretal 18022013Cancer colorretal 18022013
Cancer colorretal 18022013
 
Câncer de Rim
Câncer de RimCâncer de Rim
Câncer de Rim
 
Neoplasia slide
Neoplasia slideNeoplasia slide
Neoplasia slide
 
CâNcer
CâNcerCâNcer
CâNcer
 
Cancer.ppt
Cancer.pptCancer.ppt
Cancer.ppt
 
Cancer
CancerCancer
Cancer
 
Cancer.ppt
Cancer.pptCancer.ppt
Cancer.ppt
 
Mediastino e hilos
Mediastino e hilosMediastino e hilos
Mediastino e hilos
 
O que é o câncer
O que é o câncerO que é o câncer
O que é o câncer
 
Massa cervical graduação
Massa cervical   graduaçãoMassa cervical   graduação
Massa cervical graduação
 
Oncogenia .pptx
Oncogenia .pptxOncogenia .pptx
Oncogenia .pptx
 

Câncer de pulmão

  • 1.
  • 2.
  • 3. FISIOLOGIA •Órgão mais importante do aparelho respiratório; •Função: captar oxigênio para o corpo e expelir o dióxido de carbono produzido pelas combustões metabólicas; •O ser humano é dotado de dois pulmões, situados na cavidade torácica.
  • 4. O pulmão é local frequente de infecções, metástases e tumores benignos e malignos.  Abrange um grupo de tumores malignos localizados no pulmão e é a causa mais comum de óbitos por câncer. É um dos tipos de câncer mais difíceis de serem diagnosticados no inicio. No Brasil, o câncer de pulmão foi responsável por 14.715 óbitos em 2000. No câncer, a própria doença e seu tratamento podem afetar significativamente as necessidades nutricionais do paciente. Podem ser alternadas a sua capacidade dos nutrientes.
  • 5. A maioria dos Cânceres de Pulmão iniciam no hilo pulmonar, a partir dos brônquios principais e secundários. Os adenocarcinomas se originam nos bronquíolos mais periféricos. Pode apresentar-se como elevação verrucosa do epitélio, na forma de erosão ou infiltram o tecido brônquico. A consistência é firme, com áreas necróticas e hemorrágicas.
  • 6. Carcinoma de células escamosas (epidermóide). Corresponde a 35- 50% dos casos.Caracteriza-se pela produção de queratina. Relacionado ao hábito de fumar.  Adenocarcinoma - 15-35% dos casos. Microscopicamente é formado por células formadoras de mucina. A relação como tabagismo é menor. Ocorre nos brônquios e bronquíolos.  Carcinoma de pequenas células. Corresponde a 20-25% dos casos. As células epiteliais são pequenas, arredondadas, com escasso citoplasma. São tumores agressivos, com estreita relação com o tabagismo.  Carcinoma de células grandes. Corresponde a 10-15%. As células são grandes, claras, com núcleos vesiculares.
  • 8.  Tabaco: é o principal fator de risco de câncer pulmonar, sendo responsável por 90% dos casos.  Fatores genéticos: predispõem a ação carcinogênica de compostos inorgânicos.  Fatores dietéticos: baixo consumo de frutas e verduras.  Agentes químicos: arsênico, berílio, cromo, radônio, níquel, cádmio e cloreto de vinila.
  • 9. Fitoestrógenos: soja e derivados, grão de centeio, semente de linhaça, etc.  antioxidantes : cenoura, tomate, manga, peixes, chá verde.etc.
  • 10. •Exterioriza-se por tosse continua; •Escarro sanguinolento; •Dor no tórax e pneumonia recorrente; •Perda de peso ou bronquite; •Geralmente as células cancerosas se alastram ate o cérebro, os ossos, o fígado e a pele; •Muitas vezes nenhum sintoma se manifesta, embora já mostre na radiografia mostre a imagem do câncer.
  • 11. a escolha do tratamento para carcinoma brônquico é a ressecção cirúrgica, porque é a modalidade que oferece a maior chance de cura.  Pode-se ainda realizar radioterapia, quimioterapia e cirurgia.
  • 12. ALGUNS DOS FARMACOS CITOSTÁTICOS GRUPOS PRINCIPAIS FÁRMACOS PRINCIPAIS INDICAÇOES ALCALÓIDES DE Vimblastina Testículo, linfomas,sarcomas. PLANTAS Vincristina Leucemias, linfomas, mama, sarcomas;. Etoposide Testículos, pulmões, leucemia.
  • 13.  raio-x Tomografia computadorizada Punção com agulha fina Broncoscopia Mediastinoscopia