Mídias e meios de comunicação rádio

6.557 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.557
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
60
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mídias e meios de comunicação rádio

  1. 1. Adriana Ribeiro, Amanda Bernardes, ÉricaFontoura, Gabriela Ziegler, Julia deAlencastro, Lohanne, Paloma Belus, TaugiSantos e Thaís Rodrigues.
  2. 2. • Este trabalho trata do rádio, seu surgimento, os papéis que ele assume, com enfoque principal na sua história no Brasil. Os métodos utilizados foram visitas a duas rádios de Brasília, a Rádio Câmara e a Rádio Senado, onde foram entrevistados os funcionários e radialistas, além da emissão de gravações antigas e importantes no Brasil e no mundo, e a simulação de como funcionava a radionovela.
  3. 3. • O objetivo deste trabalho é fazer com que se conheça melhor o papel da rádio na sociedade e, principalmente, no Brasil, ontem e hoje, sua importância histórica e sua transformação com o tempo, que acompanhou as mudanças na sociedade.
  4. 4. • O rádio tem uma importância fundamental na vida do cidadão e da comunidade a que ele pertence.• Por conta da sua autonomia, a rádio deixou de ser um meio de recepção coletiva e tornou-se individualizado.• A rádio precisa de mais apoio para se solidificar cada vez mais e alcançar a importância que tem em todos os setores da sociedade.
  5. 5. • O rádio é o meio publicitário mais democrático dentre todas as mídias.• 3 mil emissoras cobrem o território nacional com programação dirigida em função das áreas geograficas em que atuam.• Vantagens e desvantagens.
  6. 6. • Veículo de comunicação baseado na difusão de informações sonoras, por meio de ondas eletromagnéticas, em diversas frequências.• Pode ser considerado o mais popular entre os meios de comunicação em massa.• O Brasil possui aproximadamente 3.000 emissoras de rádio.
  7. 7. • Tudo começou com Michael Faraday que descobriu em 1831 a indução magnética. E James C. Maxwell que descobriu a existência das ondas eletromagnéticas.• Outro personagem que marcou a história das comunicações foi Thomas A. Edison.• Grande contribuição também foi dada pelo professor alemão Henrich Rudolph Hertz que provou a existência das ondas eletromagnéticas.
  8. 8. • Em 1893 o padre, cientista e engenheiro gaúcho Roberto Landell de Moura testa a primeira transmissão de fala por ondas eletromagnéticas, sem fio.• Graças a ele, a Marinha Brasileira realizou, em 1 de março de 1905, diversos testes de mensagens telegráficas encouraçado Aquidaban.• Todavia, o primeiro mundo reconhece o cientista Guglielmo Marconi como o “descobridor do rádio”.
  9. 9. • 1922 - Em caráter experimental, foi realizada pela Rádio Sociedade do Rio de Janeiro a primeira transmissão oficial de radiodifusão na Praia Vermelha – RJ.• 1923 - Dia 20 de abril, é fundada a primeira emissora brasileira, a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro, criada para atuar sem fins comerciais.• 1931 - Inauguração das rádios: Record e América de São Paulo.• 1933 - Nasce a Sociedade Rádio Educadora de Campinas (atual Rádio Bandeirantes AM)
  10. 10. • 1936 - É fundada a Rádio Nacional do Rio de Janeiro.• 1938 - Surge a Rádio Globo do Rio de Janeiro, que mais tarde passa a ser a rádio AM mais popular do país.• 1941 - A Rádio Nacional lança o Repórter Esso, primeiro rádio jornal brasileiro.• 1955 - Primeira transmissão experimental de rádio FM, pela Rádio Imprensa do Rio de Janeiro, extinta no final de dezembro/2000.
  11. 11. • 1958 - Surge a Bossa Nova. As Rádios testemunham títulos mundiais de futebol, box e tênis.• 1967 - No dia 25 de fevereiro é criado o Ministério das Comunicações.• 1991 - O sistema Globo de rádio inaugura a CBN (Central Brasileira de Notícias), emissora especializada em jornalismo.• 2005 – Comemorando os 84 anos do rádio no Brasil, inicia-se no país em 26 de setembro as primeiras transmissões de rádio no sistema digital
  12. 12. • O rádio como um meio de comunicação tem uma importância fundamental na vida do cidadão e da comunidade a que ele pertence.• Espera-se que a imparcialidade reine na grade de programação das emissoras de rádio.• É de primordial importância que radialistas não se envolvam nos acontecimentos que descrevem.• O rádio serve tanto como entretenimento como forma de informação sobre as notícias de seu país/cidade/mundo.
  13. 13. • As rádios jornalísticas também prestam serviços, elas auxiliaram muitas pessoas ensinando quais os cuidados que deveriam ser tomados quando houve o “apagão”.• Há pouco tempo , alguns comunicadores entendiam que o papel reservado ao ouvinte era ouvir. Jamais participar. Hoje em dia isso não existe mais.• Curiosidade: a população ouve mais rádio do que assiste TV a cabo. Mas é claro, há também o problema econômico.
  14. 14. • A participação das pessoas ajuda muito na melhoria desses meios de comunicação.• O que também ajuda são os programas voluntários que auxiliam as pessoas nos problemas sociais.• A utilidade pública atende uma necessidade imediata dos ouvintes, enquanto o serviço atende uma necessidade social, presta orientação para as pessoas, o que necessariamente não precisa ser imediato.
  15. 15. • Podemos observar na forma como os meios de comunicação apresentam as notícias de que o discurso do poder (neste caso o discurso dos jornais, rádio e tv) precisa ser um discurso ideológico, para apresentar-se como discurso universal e não como discurso particular, representante de uma única classe, como de fato o é.• A programação de grande parte das emissoras, se resume em tocar as músicas que interessam as gravadoras, ao chamado “besteirol”, ao jornalismo feito com base no que sai nos jornais, com ênfase para o jornalismo policial (principalmente as AMs).
  16. 16. • O QUE É RADIONOVELA?Narrativa folhetinesca sonora, nascida da dramatização dogênero literário novela, produzida e divulgada em rádio.• A primeira radionovela no Brasil: Em busca da felicidade, transmitida pela Rádio Nacional do Rio de Janeiro em 1941.• Originalmente cubano de Leandro Blanco com adaptação de Gilberto Martins.
  17. 17. Zezé Fonseca é Saint Clair Lopes é Brandão Filho éAnita de Mantemar Benjamim Prates Mão Leve Rodolfo Mayer é Isis de Oliveira é Floriano Faissal é o Alfredo Medina Alice Medina Dr. Mendonça Radionovela “EM BUSCA DA FELICIDADE”
  18. 18. • Uma característica importante das radionovelas é a sonoplastia.• Urgel de Castro da “Rádio Nacional RJ” foi considerado um mestre nessa área.• sons e ruídos mais comuns: O som da chuva, do telefone, da passagem de tempo, da campainha, dos passos dos personagens e outros.
  19. 19. • Entre os brasileiros pioneiros na radiodramaturgia, estão Oduvaldo Vianna e Amaral Gurgel.• Muitos escritores de radionovelas se imortalizaram escrevendo para outro gênero, a telenovela. Amaral Gurgel 1909 - 1992 Oduvaldo Vianna 1892 - 1972
  20. 20. • O ápice do rádio no Brasil aconteceu a partir dos anos 40, quando o país assiste ao surgimento de ídolos, novelas e revistas a expor o meio artístico.• Dessa época, podemos citar nomes como o de Mário Lago, Cauby Peixoto, Emilinha Borba, Paulo Gracindo, Janete Claire e muitos outros.
  21. 21. • Chico Buarque, Elis Regina, Caetano Veloso, Tom Jobim, são alguns dos nomes que mais se ouviam nas décadas de 60,70 e 80.• A bossa nova teve grande influência do violinista baiano João Gilberto com a música “Chega de saudade”.• Tom Jobim e Vinícius de Moraes com “Garota de Ipanema”
  22. 22. • Uma Rádio Educativa deve antes de tudo pautar a sua conduta e programação sempre voltadas para objetivos educacionais, sem pretender dar lições ou puxões de orelha.• Reafirma-se o princípio de que uma emissora educativa não deve ser uma rádio institucional, porta-voz do governo, mas sim uma rádio que através desse governo sirva à população com uma programação plural e democrática.• Também objetiva proporcionar oportunidade de divulgação da produção cultural da própria cidade, de grupos sociais, e, ainda, abrir espaços para difundir as notícias dos bairros, das comunidades, debatendo os problemas pertinentes à realidade de cada comunidade.• A programação da emissora para se constituir em uma marca enquanto rádio educativa, deve ser composta por música, jornalismo/prestação de serviços e programas culturais/educativos.
  23. 23. • Projeto “DESPERTAI”- INTERNET• Linguagem formal• é um Ministério que divulga a Palavra de Deus na Internet por meio de áudios, da rádio e agora também em vídeo.• “A Palavra que anunciamos se destina a todos os homens, sejam evangélicos, católicos, protestantes, ou a qualquer outro tipo de crente que encontre em Jesus Cristo o Caminho a Verdade e a Vida.”
  24. 24. • Você pergunta e o pastor responde, todas as Quintas- feiras, às 9:00 horas(horário de Brasília), um programa ao vivo.• Transmissão do Culto da Comunidade Todos os domingos, a partir das 9:30 horas da manhã.• Fonte: http://www.despertai.org/segundo/index.html
  25. 25. • “Jovem Pan”• Linguagem informal• O programa Pânico surgiu na rádio na década de 90.• O sucesso do programa foi tão grande que ganhou sua versão televisiva em 2003.• Durante anos, o programa Pânico é líder de audiência no Brasil.• Horários: De segunda a sexta das 12h às 14h
  26. 26. • O Pânico na rádio sempre foi um programa voltado para jovens, porém sua identidade sarcástica surgiu quando muitos dos ouvintes que entravam no ar ao vivo para pedir brindes, passaram a ser xingados pelos apresentadores, o que tornou o programa mais divertido e atraiu a atenção de seus produtores.• O programa conta com Amanda Ramalho, conhecida por perguntas provocativas aos convidados do programa.• Marcelo Senna, interpreta um gago e usa um fone com atraso no retorno.
  27. 27. • “CBN” – 95.3 FM• Linguagem formal• Surgiu com o objetivo de passar informações sobre os fatos mais relevantes que acontecem na cidade, no país e no mundo.• “Jornal da CBN” - Segunda a sexta, 6h a 9h30 / Sábado e domingo, 6h a 9h.• “Análise CBN” - Sábados, das 21h às 21h30 / Segundas, às 0h30 (reprise).• “Show da notícia” - Sábados, das 15h às 21h / Domingos, das 15h às 19h.
  28. 28. • “Rádio Câmara” - 96.9 FM• Linguagem Formal• Iniciou suas transmissões em Brasília em 20 de janeiro de 1999 para dar transparência aos trabalhos da Câmara dos Deputados.• Oferece transmissão ao vivo das votações em Plenário, a cobertura jornalística das atividades parlamentares, programas voltados à formação de cidadania, campanhas de utilidade pública, radionovelas, além da programação cultural e musical.
  29. 29. • “Câmara é Notícia” – 00:00• “Palavra Aberta” – 06:15• “Brasil em Debate” – 06:30• “Plenário” – 14:00• “Voz do Brasil” - 19h40 às 20h.• Etc.
  30. 30. • A história da rádio no Brasil muitas vezes se confunde com a própria história recente brasileira, visto que foi sempre marcada por acontecimentos políticos, como a Era Vargas, e culturais, como o surgimento da Bossa Nova.• Hoje em dia, mesmo com o advento da televisão e das tecnologias digitais, as pessoas continuam ouvindo rádio, e o papel da rádio na sociedade é de divulgação cultural, informar, entreter, sendo um meio de comunicação ainda em alta, e muito útil à sociedade.
  31. 31. • http://musikcity.mus.br/historia_do_radio.html• http://srhistoria.blogspot.com.br/• http://www.locutor.info/index_era_de_ouro.htm• http://pt.wikipedia.org/wiki/R%C3%A1dio_(comunica%C3%A7 %C3%A3o)• http://www.recantodasletras.com.br/artigos/755171• http://www.gostodeler.com.br/materia/3130/o_radio_esta_na_ moda.html• http://alb.com.br/arquivo-morto/anais- jornal/jornal1/MesasRedondas/IveteCardoso.htm• http://www.carosouvintes.org.br/blog/?p=6635 Pesquisa de campo nas rádios Câmara e Senado.

×