Aula 10a

1.408 visualizações

Publicada em

aula de fisiologia

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.408
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 10a

  1. 1. Fluxo Sanguíneo e ControleFluxo Sanguíneo e Controle da Pressão Arterialda Pressão Arterial
  2. 2. Os Vasos SanguíneosOs Vasos Sanguíneos  Os vasos sanguíneos são compostos deOs vasos sanguíneos são compostos de camadas de músculo liso, tecido conjun-camadas de músculo liso, tecido conjun- tivo elástico e tecido conjuntivo fibroso, etivo elástico e tecido conjuntivo fibroso, e de endotélio.de endotélio.  Os vasos sanguíneos contêm músculoOs vasos sanguíneos contêm músculo liso organizado em camadas circulares ouliso organizado em camadas circulares ou espirais.espirais.  Na maioria dos vasos sanguíneos, as cé-Na maioria dos vasos sanguíneos, as cé- lulas do músculo liso mantém um estadolulas do músculo liso mantém um estado de contração parcial –de contração parcial – tônus musculartônus muscular..
  3. 3. Os Vasos SanguíneosOs Vasos Sanguíneos  VasoconstriçãoVasoconstrição estreita o diâmetro daestreita o diâmetro da luz do vaso sanguíneo (contração do mús-luz do vaso sanguíneo (contração do mús- culo liso).culo liso).  VasodilataçãoVasodilatação alarga o diâmetro da luzalarga o diâmetro da luz do vaso sanguíneo (relaxamento do mús-do vaso sanguíneo (relaxamento do mús- culo liso).culo liso).  A contração do músculo liso depende daA contração do músculo liso depende da entrada de Caentrada de Ca++++ do LEC através dosdo LEC através dos canais de Cacanais de Ca++++ ..
  4. 4. Os Vasos SanguíneosOs Vasos Sanguíneos ■ O sistema arterial é formado pelas artérias e arteríolas. ■ Artérias constituem os tubos de alta pressão que impulsionam o sangue rico em O2 para os tecidos. ■ As paredes das arteríolas contêm camadas circulares de músculo liso que se contraem ou relaxam com a finalidade de regular o fluxo sanguíneo para a periferia.
  5. 5. Os Vasos SanguíneosOs Vasos Sanguíneos  As arteríolas se ramificam e formamAs arteríolas se ramificam e formam vasos menores –vasos menores – metarteríolasmetarteríolas..  Esses vasos terminam em uma rede deEsses vasos terminam em uma rede de vasos sanguíneos microscópios:vasos sanguíneos microscópios: capila-capila- resres..  Um esfíncter pré-capilar, um anel deUm esfíncter pré-capilar, um anel de músculo liso que circunda o vaso em suamúsculo liso que circunda o vaso em sua origem, controla o diâmetro do capilar.origem, controla o diâmetro do capilar.
  6. 6. Os Vasos SanguíneosOs Vasos Sanguíneos  O sistema venoso é formado pela vênulasO sistema venoso é formado pela vênulas e veias.e veias.  As veias possuem paredes muito maisAs veias possuem paredes muito mais finas e menos musculares que as artérias,finas e menos musculares que as artérias, pois o sistema venoso opera sob umapois o sistema venoso opera sob uma pressão relativa-mente baixa.pressão relativa-mente baixa.  A pressão cai para aproximadamente 0A pressão cai para aproximadamente 0 mmHg quando o sangue alcança o AD.mmHg quando o sangue alcança o AD.
  7. 7. A Pressão ArterialA Pressão Arterial  Pressão sanguínea é a força que o san-Pressão sanguínea é a força que o san- gue exerce contra a parede do vaso san-gue exerce contra a parede do vaso san- guíneo.guíneo.  Esta força condutora do fluxo sanguíneo éEsta força condutora do fluxo sanguíneo é causada pela contração ventricular.causada pela contração ventricular. Contração ventricularContração ventriculardistensão dasdistensão das artériasartériasrelaxamentorelaxamento ventricularventricularretração dasretração das artériasartériaspropulsão do sanguepropulsão do sangue
  8. 8. A Pressão ArterialA Pressão Arterial  A pressão arterial na circulação sistêmicaA pressão arterial na circulação sistêmica é mais alta nas artérias e mais baixa nasé mais alta nas artérias e mais baixa nas veias.veias.  A diminuição na pressão ocorre porque aA diminuição na pressão ocorre porque a energia é perdida devido à resistência dosenergia é perdida devido à resistência dos vasos ao fluxo sanguíneo.vasos ao fluxo sanguíneo.  PASPASpressão arterial durante a sístolepressão arterial durante a sístole (indica o trabalho do coração).(indica o trabalho do coração).  PADPADpressão arterial durante a diástolepressão arterial durante a diástole (indica a resistência ao fluxo).(indica a resistência ao fluxo).
  9. 9. A Pressão ArterialA Pressão Arterial  Retorno venosoRetorno venosoquantidade de sanguequantidade de sangue que retorna ao átrio direito.que retorna ao átrio direito.  Fatores que podem influenciar:Fatores que podem influenciar: 1.1. Bomba muscular.Bomba muscular. 2.2. Bomba respiratória.Bomba respiratória. 3.3. Válvulas venosas.Válvulas venosas. 4.4. Posição do corpo.Posição do corpo.
  10. 10. A Pressão ArterialA Pressão Arterial  O débito cardíaco e a resistência periféri-O débito cardíaco e a resistência periféri- ca são os maiores fatores que influenciamca são os maiores fatores que influenciam a pressão arterial.a pressão arterial. P = DC x RP = DC x R  O aumento da pressão pode ocorrerO aumento da pressão pode ocorrer devido:devido: 1.1. Aumento do débito cardíaco.Aumento do débito cardíaco. 2.2. Aumento da resistência periférica.Aumento da resistência periférica.
  11. 11. Resistência nas ArteríolasResistência nas Arteríolas  Cerca de 60% de toda a resistência aCerca de 60% de toda a resistência a circulação sistêmica está localizada nascirculação sistêmica está localizada nas arteríolas.arteríolas.  Uma pequena mudança no raio de umaUma pequena mudança no raio de uma arteríola cria uma grande mudança naarteríola cria uma grande mudança na resistência.resistência. R ∞ 1/rR ∞ 1/r44  ↓↓ DiâmetroDiâmetro↑ RVP↑ RVP↓ o fluxo sanguíneo.↓ o fluxo sanguíneo.  ↑↑ DiâmetroDiâmetro↓ RVP↓ RVP↑ o fluxo sanguíneo.↑ o fluxo sanguíneo.
  12. 12. Resistência nas ArteríolasResistência nas Arteríolas  A auto-regulação miogênica ajusta auto-A auto-regulação miogênica ajusta auto- maticamente o fluxo sanguíneo.maticamente o fluxo sanguíneo.  ↑↑ da Pressãoda Pressão↑ fluxo sanguíneo nas↑ fluxo sanguíneo nas arteríolasarteríolasdistensão das arteríolasdistensão das arteríolascon-con- tração das arteríolastração das arteríolas↑ da RVP↑ da RVP↓ do↓ do fluxo sanguíneo nas arteríolas (auto-regu-fluxo sanguíneo nas arteríolas (auto-regu- lação).lação).
  13. 13. Resistência nas ArteríolasResistência nas Arteríolas  A divisão simpática é responsável pelaA divisão simpática é responsável pela maior parte do controle reflexo da muscu-maior parte do controle reflexo da muscu- latura lisa vascular.latura lisa vascular.  A noradrenalina age sobre os receptoresA noradrenalina age sobre os receptores do músculo liso vascular e causa vaso-do músculo liso vascular e causa vaso- constrição.constrição.  A diminuição do estímulo simpático causaA diminuição do estímulo simpático causa vasodilatação.vasodilatação.  A adrenalina liga-se aos receptores arte-A adrenalina liga-se aos receptores arte- ríolares.ríolares.
  14. 14. Resistência nas ArteríolasResistência nas Arteríolas  A adrenalina liga-se aos receptoresA adrenalina liga-se aos receptores arteriolaresarteriolares αα ee causa vasoconstriçãocausa vasoconstrição..  A adrenalina nos receptoresA adrenalina nos receptores ββ22 encontra-encontra- dos nas arteríolas do coração, do fígado edos nas arteríolas do coração, do fígado e da musculatura esquelética,da musculatura esquelética, causa vasodi-causa vasodi- lataçãolatação..
  15. 15. Distribuição de SangueDistribuição de Sangue Para os TecidosPara os Tecidos  A distribuição do sangue sistêmico variaA distribuição do sangue sistêmico varia de acordo com as necessidades metabóli-de acordo com as necessidades metabóli- cas de cada órgão.cas de cada órgão.  A distribuição é comandada por umaA distribuição é comandada por uma combinação de controle local e reflexocombinação de controle local e reflexo homeostáticos.homeostáticos.  O fluxo sanguíneo ao longo das arteríolasO fluxo sanguíneo ao longo das arteríolas depende da sua resistência (relaçãodepende da sua resistência (relação inversamente proporcional).inversamente proporcional).
  16. 16. Regulação da PressãoRegulação da Pressão ArterialArterial  O controle reflexo da pressão arterialO controle reflexo da pressão arterial reside no bulbo (reside no bulbo (centro de controle cardio-centro de controle cardio- vascular medularvascular medular).).  A meta principal do centro de controle car-A meta principal do centro de controle car- diovascular é manter um fluxo sanguíneodiovascular é manter um fluxo sanguíneo adequado para o encéfalo e o coração.adequado para o encéfalo e o coração.  Os macanorreceptores sensíveis ao esti-Os macanorreceptores sensíveis ao esti- ramento –ramento – barorreceptoresbarorreceptores localizadoslocalizados nas paredes da artéria carótida e da aortanas paredes da artéria carótida e da aorta monitoram a pressão sanguínea.monitoram a pressão sanguínea.
  17. 17. Regulação da PressãoRegulação da Pressão ArterialArterial  Os barorreceptores carotídeos e aórticosOs barorreceptores carotídeos e aórticos são receptores ativos tonicamente ao esti-são receptores ativos tonicamente ao esti- ramento que disparam potenciais de açãoramento que disparam potenciais de ação continuamente.continuamente.  O primeiro mecanismo reflexo para o con-O primeiro mecanismo reflexo para o con- trole homeostático da PA é otrole homeostático da PA é o reflexoreflexo barorreceptorbarorreceptor..  ↑↑ PAPA ↑ estiramento da membrana dos↑ estiramento da membrana dos barorreceptoresbarorreceptores ↑ a taxa de disparo do↑ a taxa de disparo do receptor.receptor.
  18. 18. Regulação da PressãoRegulação da Pressão ArterialArterial  ↓↓ PAPA ↓ estiramento da membrana dos↓ estiramento da membrana dos barorreceptoresbarorreceptores ↓ a taxa de disparo do↓ a taxa de disparo do receptor.receptor.  Os PA dos barorreceptores viajam até oOs PA dos barorreceptores viajam até o centro de controle cardiovascular viacentro de controle cardiovascular via neurônios sensitivos.neurônios sensitivos.  A resposta do reflexo barorreceptor éA resposta do reflexo barorreceptor é muito rápida:muito rápida: alterações no débito cardía-alterações no débito cardía- co e na resistência periféricaco e na resistência periférica..
  19. 19. Regulação da PressãoRegulação da Pressão ArterialArterial  Em pé, a gravidade causa acúmulo deEm pé, a gravidade causa acúmulo de sangue nas extremidades inferiores; redu-sangue nas extremidades inferiores; redu- ção do retorno venoso; diminuição do DC;ção do retorno venoso; diminuição do DC; queda da PA (hipotensão ortostática) ; ati-queda da PA (hipotensão ortostática) ; ati- vação do reflexo do barorreceptor evação do reflexo do barorreceptor e aumento da PA.aumento da PA.

×