Planisferio (atividade do site Ponto Ciência)

983 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
983
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
140
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Planisferio (atividade do site Ponto Ciência)

  1. 1. Planisfério Celeste Rotativo Experimento cadastrado por Grupo de Física UERJ do DEQ em 31/03/2010 Classificação ••••• (baseado em 8 avaliações) Total de exibições: 18457 (até 12/10/2013) Palavras-chave: astronomia, planisfério, hemisfério sul, olimpíada de astronomia Onde encontrar o material? em casa Quanto custa o material? até 10 reais Tempo de apresentação até 10 minutos Dificuldade fácil Segurança seguro Introdução Um planifério é uma esfera celeste planificada que deixa à mostra apenas a parte do céu que é visivel ao longo do ano em uma determinada região da Terra. A aparência do céu visível em um determinado lugar vai depender da hora, do dia, da época do ano e da latitude do lugar. O planisfério combina em um único dispositivo as cartas celestes de um ano inteiro para uma determinada latitude. Consiste de um mapa do céu inteiro, coberto por uma máscara que deixa à mostra apenas o céu visível de um determinado lugar, em uma determinada hora e época do ano. Girando a cobertura, podemos ver como varia a aparência do céu visível nesse lugar com o passar do tempo. Esse instrumento é de grande utilidade como auxiliar na localização dos astros.Geralmente os planisférios mostram todas as estrelas mais brilhantes do céu; a Lua, o Sol e os planetas não aparecem nele, pois esses astros mudam de posição em relação às estrelas em pouco tempo. Devido ao movimento de rotação da Terra, todos os astros que são visíveis em um determinado lugar executam uma volta completa em 24 horas, de forma que as suas alturas (elevação em relação ao horizonte) e os seus azimutes (os ângulos em relação à direção norte-sul) variam constantemente. Como durante o dia as estrelas são ofuscadas pelo Sol, em uma determinada datas só vemos aquelas estrelas que estão na direção oposta ao Sol e que ficam acima do horizonte durante a noite. À medida que a Terra gira em torno do Sol, muda a posição deste entre as estrelas e, conseqüentemente, muda a parte do céu que está acima do horizonte durante a noite. A cada dia a Terra se move aproximadamente 1º em sua órbita. Como reflexo disso, o Sol se move 1° por dia em relação às estrelas, no mesmo sentido ao movimento de translação da Terra. Conseqüentemente, se no inicio da noite observarmos a mesma estrela em meses sucessivos, veremos que a cada dia ela nasce aproximadamente quatro minutos mais cedo que no dia anterior. Em quinze dias ela já fica 15º para oeste em relação ao Sol, o que significa que ela já estará nascendo e se pondo uma hora mais cedo. Devido a isso, o céu visível em uma determinada data à meia-noite, quinze dias mais tarde será visível às 23h, e dali a mais quinze dias às 22h, e assim por diante. No ciclo de um ano as estrelas voltam a ocupar a mesma posição no céu à mesma hora do dia. Algumas orientações sobre o uso do planisfério estão no verso do mesmo, outras estão aqui neste link. Materiais necessários Tesoura Cola Cartolina Barbante Passo 1 Montando o Planisfério Celeste Você terá que ter em mãos três figuras que correspondem à montagem do Planisfério Celeste rotativo para o hemisfério Sul, centrado na latitude de Brasília. As três partes do planisfério são: o céu (com as estrelas e constelações), as instruções de manuseio que irão atrás do céu e a máscara com as horas. Obtenha estas três partes neste link. © 2013 pontociência / www.pontociencia.org.br 1
  2. 2. Planisfério Celeste Rotativo Passo 2 Para a montagem, você deverá ter em mãos: Tesoura, cola e cartolina, de qualquer cor, pois ela apenas serve para deixar o planisfério mais firme, pois uma folha de A4 é muito fina e rasgará com mais facilidade; barbante, ou qualquer outro objeto que sirva para unir o céu com a máscara dos dias e das horas, podendo ser um alfinete daqueles que tem a cabeça colorida, uma bailarina daquelas que colocamos em pastas para prender folhas de papel oficio, um palito de dente ou de fósforo. Pense, inove! Use a sua criatividade! Desde que prenda o céu e a máscara das horas! Passo 3 © 2013 pontociência / www.pontociencia.org.br 2
  3. 3. Planisfério Celeste Rotativo Cole o céu na cartolina e corte beirando a borda preta da figura. Passo 4 Para que o seu planisfério fique mais firme, cole as instruções em outra folha de cartolina e corte, também, na borda preta da figura. Use sempre o mínimo possível de cola, pois ela molha o papel. Coloque somente o mínimo possível e na borda dos discos. Agora, usando a cola, una o céu com as instruções de forma que você só tenha apenas um único disco. Passo 5 © 2013 pontociência / www.pontociencia.org.br 3
  4. 4. Planisfério Celeste Rotativo Cole a máscara das horas em outro pedaço de cartolina Passo 6 Corte bem rente a borda preta, MAS CUIDADO! NÃO CORTE AS SETINHAS! ELAS SERÃO AS GUIAS DOS DIAS! Passo 7 Após ter cortado em volta da máscara, bem rente à borda preta e sem cortas as setinhas, com a tesoura, faremos um corte na parte branca da máscara de modo que as estrelas “vazem” por este corte. © 2013 pontociência / www.pontociencia.org.br 4
  5. 5. Planisfério Celeste Rotativo Passo 8 Agora, você possui dois discos, um que contém o céu e as instruções (um mesmo disco) e o outro que tem um “vazamento”. Repare que nas duas figuras existe um circulo definindo o centro de cada figura Passo 9 Repare que nas duas figuras existe um circulo definindo o centro de cada figura. Coloque como apoio, um pedaço de papelão e com um clips, ou qualquer objeto que você prefira, fure as duas figuras bem no centro. Fure uma por vez e não faça um furo muito largo, pois o barbante não pode ficar solto e nem os dois discos que você possui, os dois discos precisam estar bem presos, de forma que você consiga girar a máscara das horas. © 2013 pontociência / www.pontociencia.org.br 5
  6. 6. Planisfério Celeste Rotativo Passo 10 Feitos os dois furos, agora, com a ajuda de um palito de dente, ou ate mesmo do próprio clips que você usou para fazer o furinho, passe o barbante pelos dois furos. Passo 11 Passado o barbante, faça um nó na frente primeiro. Feito o nó na frente, puxe o barbante e faça o mesmo nó na parte de trás do planisfério, corte o que sobrar do barbante. Com isto está pronto o seu planisfério. Algumas orientaçoes sobre o seu uso está no verso do mesmo, outras podem ser obtidas nestas "Dicas de Uso do Planisfério", feita pelo Jair Barroso. © 2013 pontociência / www.pontociencia.org.br 6
  7. 7. Planisfério Celeste Rotativo © 2013 pontociência / www.pontociencia.org.br Powered by TCPDF (www.tcpdf.org) 7

×