Material :: VIDA DE PLANNER :: Digital IsCool

357 visualizações

Publicada em

O curso abordou uma metodologia para planejamento de comunicação, com foco em negócios, com diversas finalidades: desenvolvimento de produtos/serviços, entendimento de cenários, públicos e mercados, diagnósticos de social media etc. Falamos, de forma prática, da importância de um bom planejamento, como elemento estratégico de uma empresa/organização/agência. O público conheceu e experimentou metodologias para abordagens de percepção de mercado, desenho de perfil de público, montagem de apresentação para venda de projetos, com direito a dicas sobre ferramentas e literaturas sobre o tema.

O curso foi concebido pela Digital IsCool

Publicada em: Carreiras
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
357
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Material :: VIDA DE PLANNER :: Digital IsCool

  1. 1. VIDA PLANEJAMENTO EM COMUNICAÇÃO DIGITAL Ferramentas e Metodologias para a Comunicação e Desenvolvimento de Negócios por THAIANE MACHADO PLANNER DE Agosto/2015 Salvador/BA
  2. 2. APRESENTAÇÃO Thaiane Machado é Jornalista de formação, Mestre em Comunicação e Cultura Contemporânea, pela Universidade Federal da Bahia, e se Especializa em Previsão de Tendências e Comportamento do Consumidor, pela IESB/Brasília. Com experiência de mais de 10 anos em Planejamento de Comunicação, já atendeu clientes como Governo da Bahia, Governo de Sergipe, Shopping da Bahia (antigo Shopping Iguatemi), ACBEU/Ba, Prefeitura de Vitoria da Conquista/Ba, DirecTV, HBO e atuou com Marketing Político em Angola, Bahia, Brasília e Sergipe. Atualmente, como Planner da Agência Isobar Brasil, atende ao Banco do Brasil, e em sua empresa, Gaveta do Pensamento, transforma ideias de empresas em soluções de serviço/comunicação para o usuário. Agosto/2015 Salvador/BA
  3. 3. schedule Entrega de Briefing Criação das Agências Levantando Insights DESIGN THINKING ALMOÇO SPRINTS PERSONAS INTRODUÇÃO Ponto de Partida: BENCHMARKING Consumidor e Necessidade: EMPATIA Organizando Insights: MODELOS MENTAIS ENCERRAMENTO Pensando em Soluções IDEAÇÃO Apresentando Ideias: VISUAL THINKING Executando CHECK LIST 5W2H Agosto/2015 Salvador/BA
  4. 4. INTRODUÇÃO NOVIDADE Comunicação Digital era novidade para empresas e marcas que faziam uso. Mesmo sem metodologia, o importante era usar. REDES SOCIAIS NECESSIDADE A Comunicação Digital entra no patamar de necessário , sendo ou não inovadora, mas o importante é que ele seja uma ferramenta de conteúdo e relacionamento com o seu público CONTEÚDO INOVAÇÃO Após a novidade vem busca incansável de ser inovador por usar ferramentas da Comunicação Digital que crescem sem controle: Sites, Portais, Mobile, Geolocalização, Bluetooth, QR Code etc… FERRAMENTAS NEGÓCIO Empresas e Consumidores já entenderam a regra do jogo. Para os consumidores só vantagem, para as empresas o que importa é conversão. A Comunicação Digital vai além e agrega necessidade de pensar em soluções e problemas. SOLUÇÕES, SERVIÇOS, PRODUTOS DIGITAIS Agosto/2015 Salvador/BA
  5. 5. INTRODUÇÃO IDENTIFICAÇÃO DO PROBLEMA LEVANTAR INSIGHTS TRANSFORMAR EM SOLUÇÃO OUVIR E ENTENDER BRAINSTORM EXECUTAR E TESTAR A Comunicação Digital não pode ser pensada sozinha, sem que seja levado em conta a necessidade do público a qual ela se destina. A comunicação pode ser resolvida com estratégia, um produto ou um serviço. Isso vale para o Digital, também. Agosto/2015 Salvador/BA
  6. 6. LET’S WORK 1 FORMAÇÃO DAS AGÊNCIAS 2 qual o problema a ser resolvido? Agosto/2015 Salvador/BA
  7. 7. PONTO DE PARTIDA: BENCHMARKING CRIAÇÃO DE PARÂMETROS 1 FONTE DE PESQUISA 2 APRENDIZADOS3 APRENDER COM OUTROS 1 O mais importante que sair buscando o que há no mercado, é válido que antes se crie parâmetros de quais serão os aprendizados. O que pretende-se descobrir? 2 FONTES CONFIÁVEIS A fonte é um dos fatores mais importantes a ser levado em conta. Pode ser de um dado secundário ou primário, mas tem que ter relevância, temporalidade e abrangência 3 INSUMOS QUE ARGUMENTAM Ser capaz de gerar os primeiros aprendizados para se pensar nos próximos passos. Os insumos do bench pode reforçar sua estratégia, solução ou serviço que foi pensado. Agosto/2015 Salvador/BA
  8. 8. PONTO DE PARTIDA: BENCHMARKING PESQUISA Levantamento de dados e informações a partir dos parâmetros criados INSIGHTS Extrair os insights e aprendizados das informações levantadas SELEÇÃO E ORGANIZAÇÃO Seleção daqueles questão relevantes e que possuem fontes confiáveis PENSAMENTO VISUAL Construção de um mapa visual para visualização do pensamento. Agosto/2015 Salvador/BA
  9. 9. design thinking Agosto/2015 Salvador/BA É uma abordagem: Oferece um espaço para as ideias THINKING Serve para organizar as coisas DESIGN É o jeito de pensar do Design: Logo…é sobre pessoas. Sobre compreender e trazer à tona o que as coisas significam para elas e projetar tendo elas em mente. (HUMAN CENTERED DESIGN) Resgate da essência do design de forma orientada para negócios BAUHAUS Escola de Arquitetura, Design e Artes Plásticas 1939, Alemanha. “A escola de construir" Incorporação do Design no processo de produção em massa, que trouxe para a indústria um novo ponto de vista humanístico
  10. 10. design thinking Agosto/2015 Salvador/BA EMPATIA Muito falado, porém pouco praticado: Habilidade que possuímos de compreender e vivenciar os sentimentos de outras pessoas O olhar empático do Design Thinking nos permite atacar um problema utilizando novos pontos de vista. COLABORAÇÃO Pensar conjuntamente, co-criar em equipes multidisciplinares para que a capacidade de entendimento e acerto se multipliquem. CRIATIVIDADE COLETIVA: envolve profissionais envolvidos no projeto e, inclusive, os clientes e usuários.EXPERIMENTAÇÃO Sair dos campos das ideias, da fala. Significa testar soluções, experimentá-las para evitar problemas na fase de implementação.
  11. 11. design thinking Agosto/2015 Salvador/BA Divergência ESCOLHAS CRIATIVAS CONVERGÊNCIA ESCOLHAS FEITAS Desenhar uma solução é desenhar uma jornada. Isso significa, no final das contas, desenhar momentos da vida das pessoas. SERVICE EXPERIENCE
  12. 12. Agosto/2015 Salvador/BA DESAFIO O que saber das pessoas? Qual o desafio do projeto? Qual problema está tentando resolver? SUJEITO VERBO DA AÇÃO+ OBJETO DA AÇÃO+ CONTEXTO+ = DIREÇÃO DA AÇÃO+ (minimizar, aumentar…) UNIDADE DE MEDIDA+ (tempo, custo, esforço…) design thinking
  13. 13. SPRINTS Agosto/2015 Salvador/BA COMO RECRUTAR? Onde estão essas pessoas? O que elas possuem em comum? O que elas possuem de divergente? USUÁRIOS EXTREMOS Os usuários extremos são as pessoas que, em algum aspecto, seu comportamento e sentimentos são amplificados. Eles ajudam a identificar inconsistências ou fatos interessantes para desenvolver insights. É melhor que se tenha 1.000 insights conversando com 10 pessoas a 10 insights conversando com 1.000 pessoas. Uma forma de encontrar quem são os usuários extremos é eleger de 3 a 6 perguntas relacionadas ao tema, ao que se quer saber em relação ao meu desafio e conversar rapidamente com a pessoa.
  14. 14. EMPATIA Agosto/2015 Salvador/BA Colocar-se no lugar do outro para entendimento do contexto Viver o que as pessoas estão vivendo é essencial para entender o lado de quem está sendo afetado pelo problema.
  15. 15. EMPATIA Agosto/2015 Salvador/BA Como melhorar a qualidade dos produtos e o atendimento dos os clientes que frequentam a Junk Fast Food?
  16. 16. MODELOS MENTAIS Agosto/2015 Salvador/BA Organizar os insights transformando em grupos de temas correlacionados. AGRUPAMENTOS DE INSIGHT 01 AGRUPAMENTOS DE INSIGHT 02 AGRUPAMENTOS DE INSIGHT 03 PROBLEMA CENTRAL
  17. 17. PERSONAS Agosto/2015 Salvador/BA Perfil de usuário fictício que representa uma fatia do público alvo e serve para motivar e guiar membros de um projeto Representação de um grupo dentro de um universo de possibilidade Definição de papéis para melhorar a descrição de uma história CRIE NOME INUSITADOS PARA GRUPOS Ex.: Tio Patinhas, se seu grupo de público tem o perfil de economizar INVISTA EM NARRATIVAS CONVICENTES Construa a persona de uma forma que a sua história seja de fato a representação do real para que todas as vezes que tiver que pensar no público ela seja uma inspiração.
  18. 18. PERSONAS Agosto/2015 Salvador/BA Dê uma cara TRAGA REFERÊNCIAS SÓCIO DEMOGRÁFIcAS CONTE A SUA HISTÓRIA DE VIDA BATIZE EXPLICITE GOSTOS O QUE MOTIVA “COMPRAR" A SUA IDEIA? EXPLICITE PENSAMENTOS
  19. 19. IDEAÇÃO Agosto/2015 Salvador/BA GERAÇÃO SÍNTESE Projetar algo novo ou inovador requer um processo criativo para gerar um grande número de ideias e isolar as melhores Para gerar opções é preciso que seja levantado todas as inúmeras possibilidades sem que seja pensando em quais delas são possíveis e concebíveis. A QUANTIDADE É O QUE IMPORTA Depois do momento de gerar, sem preocupação em ser a melhor ou a mais aplicável, vai chegar a hora em que essas ideias serão afuniladas de acordo com parâmetros que, naturalmente, serão levantados em discussão. AS IDEIAS SÃO DISCUTIDAS
  20. 20. IDEAÇÃO Agosto/2015 Salvador/BA Processo colaborativo em que a participação de toda a equipe deve ser efetiva, com adição de ideias, sugestões, referências etc DINÂMICA Descartar qualquer possibilidade apontada Pensar nos pós, contras ou status quo nessa fase inicial Cortar a ideia de outros que estejam colaborando no projeto Estar livre para pensar em qualquer possibilidade, sem pré julgamentos Colocar no centro os insights do modelo mental Anotar e compartilhar toda e qualquer ideia que seja colocada no grupo
  21. 21. IDEAÇÃO O status quo adormece a nossa imaginação E SE…? Pontos de partida Desafia nossas presunções iniciais Quebra de amarras impostas pelos modelos tradicionais Provoca e desafia os nossos pensamentos Nos perturba como proposições intrigantes e de difícil execução Algumas, inclusive, podem ficar sem respostas, por ser tão provocativas.
  22. 22. VISUAL THINKING Agosto/2015 Salvador/BA Vender um projeto é uma etapa que se faz não somente para o cliente, mas também para os próprios envolvidos na concepção. QUER QUE EU DESENHE? Utilização de ferramentas visuais como figuras, rascunhos, diagramas, Post-Its etc para construir e discutir significados É uma transformação de suposições em informações explícitas. A ideia/informação se torna tangível e permite discussões e alterações mais claras.
  23. 23. VISUAL THINKING Agosto/2015 Salvador/BA Mapeie a sua ideia DESENHE CADA ETAPA DEFINA A LINHA NARRATIVACONTE A HISTÓRIA Escreva cada elemento, por exemplo, num Post-It individual, pensando na forma como foi concebida Acrescente para cada Post-it um desenho. Sem muito refino. A qualidade do desenho não importa. Decida a ordem dos Post-Its. Experimente diferentes caminhos até que seja criado o ponto de partida da narrativa. Conte a história a partir do que foi estabelecido na linha narrativa Post-Its é uma ideia, mas o mesmo pode ser aplicado para uma apresentação em Power Point ou Keynote CONTANDO UMA HISTÓRIA VISUAL
  24. 24. check list 5w2h Agosto/2015 Salvador/BA Perguntas para gerar um planejamento e implantar as soluções apontadas pelas respostas obtidas para o um determinado problema ou desenvolvimento de estratégia WHAT? WHEN? WHY? WHERE?WHO? HOW? HOW MUCH? O foco principal do projeto deve ser inserido aqui, de forma concisa, clara e sem prolongamentos Indicar a data exata para que o plano entre em ação. Ainda não é um cronograma, mas é um início efetivo. Pessoas envolvidas no projeto. Ainda não é preciso escrever os nomes, mas os atores, funções e responsabilidades Qual a causa desse projeto? Deve conter as suas motivações para a sua realização, pois são elas que vão mover os esforçvos para que seja executado. É preciso identificar onde as ações ocorrerão, relatando o ambiente, seja físico ou virtual. Esse passo minimiza os possíveis imprevistos. De que forma ele será executado, pensando, de forma prática nas ideias, no que foi levantado, o que precisa ser levado em conta como próximos passos. O custo do projeto e possíveis alternativas para as questões financeiras. Terão parceiros? Será patrocinado? Precisa ser captado?
  25. 25. ENCERRAMENTO Agosto/2015 Salvador/BA FERRAMENTAS VISUAIS P A R A ESTRATEGISTAS COCRIAçÃO 17 COLABORADORES
  26. 26. OBRIGADA! thaiane@gavetadopensamento.com.br

×