O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

56 newsletter maio 2014

227 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

56 newsletter maio 2014

  1. 1. Diretor da Terra Roxa embarca em missão ao País Basco Março de 2014 Com o objetivo de buscar mais informações sobre associativismo e cooperativismo numa região em que as práticas trazem grande impacto ao PIB nacional, uma equipe organizada pela Faciap (Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná) embarca no próximo dia 10 de maio para a Espanha, mais precisamente para a região conhecida como País Basco. O diretor da Terra Roxa, Hélder Miranda de Paiva, que também é dirigente da Faciap e presidente da Cacinp (Coordenadoria das Associações Comerciais e Industriais do Norte do Paraná), fará parte da delegação, composta por cerca de 20 pessoas de várias regiões do Estado. Segundo Hélder, será uma excelente oportunidade de se estabelecer um intercâmbio com uma região já bastante desenvolvida. “Pretendemos convidá-los a nos conhecer e também divulgar nossa região”, comenta o diretor. Região é referência mundial O País Basco é uma região considerada referência em política industrial no mundo, que tem como características marcantes as políticas de clusters (agrupamentos por áreas de interesse), de inovação e tecnologia; a cultura cooperativista, a estratégia de desenvolvimento territorial; a aposta em um desenvolvimento local mediante a criação de agências de desenvolvimento impulsionadas por regiões unidas para gerar emprego e riqueza em seus municípios; entre outras. Além de várias visitas agendadas, consta também no programa da viagem reuniões de discussão e refl exão sobre as informações recebidas, analisando a possibilidade de sua aplicabilidade no Paraná. “Esperamos trazer muitas informações que possam ajudar no desenvolvimento de nossa região e do Estado”, comenta Hélder Paiva. 1
  2. 2. 2 150 reuniões com os paquistaneses Londrina e Maringá receberam, em março, a primeira delegação de empresários paquistaneses para rodadas de negócios na região. Em apenas dois dias, 27 e 28 de março, foram realizadas 150 reuniões de negócios com a participação de 40 empresas locais. “Um sucesso absoluto, com grande interesse tanto da parte dos paquistaneses quanto da parte de empresários de nossa região”, comentou o presidente Terra Roxa, organizadora do evento, José Carlos Valêncio. Participaram das reuniões com os paquistaneses os mais variados setores. “Agradecemos o apoio de todos os nossos parceiros na realização deste grande evento, que visa proporcionar aos empresários locais oportunidades de negócios com o mercado internacional”, comentou Valêncio. A equipe da Terra Roxa realiza neste momento o monitoramento dos contatos e oferece suporte para a concretização de negócios. Termos de cooperação Também foram assinados termos de cooperação entre a Câmara de Comércio e Indústria de Faisalabad e Associação Comercial e Industrial de Londrina, Associação Comercial e Empresarial de Maringá, Sociedade Rural do Paraná e Terra Roxa Investimentos. Pelo acordo, as partes envolvidas se comprometem a trocar informações sobre a economia, setores estratégicos e a promover interação de oportunidades entre Brasil e Paquistão. Resultados animadores As empresas que participaram das rodadas de negócios com o grupo de empresários do Paquistão, de uma forma geral, saíram satisfeitas e com boas perspectivas de negócios futuros.
  3. 3. 3 A executiva de negócios da Hraifa, que atua na área de logística internacional e despacho aduaneiro, Fabrícia Moreira comenta, “Nossa empresa estava interessada em formar parcerias com agentes de negócios do Paquistão, de forma a oferecer um serviço de excelência na rota Paraná-Faisalabad, nos transportes internacionais. Ficamos muito satisfeitos com o resultado da reunião e já tivemos avanço nas conversas com empresas de lá”, disse. Também para a Paraná Trading, o evento abriu novas perspectivas de negócios. O executivo João Fernando Zogheib informou que houve avanços nas negociações com um dos grupos participantes que, inclusive, já retornou ao Brasil para dar continuidade aos negócios. Protocolo de Intenções com APD A Terra Roxa ofi cializou sua relação com a Agência Paraná de Desenvolvimento, por meio da assinatura de um protocolo de intenções, durante a cerimonia de posse da diretoria da Associação Comercial e Empresarial de Maringá. Com isso, as agências, que têm em comum o objetivo de buscar o desenvolvimento regional e Estadual, passam a somar esforços para criar, no Estado, um ambiente cada vez mais confi ável para atração de investimentos. “Desde a criação da APD, temos tido contatos e realizado atividades conjuntas, mas pontuais. Agora estamos discutindo a realização de projetos em conjunto, com troca de informações, prospecção de novos investimentos e debates sobre o adensamento de cadeias produtivas”, informou o diretor-executivo da TRI, Alexandre Farina. Reuniões em Brasília Nos dias 28 e 29 de abril, o diretor-executivo da Terra Roxa, Alexandre Farina, teve uma extensa agenda de reuniões e evento em Brasília. Ele participou de reuniões no Ministério das Relações Exteriores, órgão
  4. 4. que vem sendo parceiro da Terra Roxa nos últimos meses em ações importantes; e também na Apex-Brasil, com o qual já possui um histórico de atividades conjuntas de mais tempo. No MRE, no Palácio do Itamaraty, a reunião contou com a participação da chefe e do secretário da Divisão de Operações e Promoção Comercial, respectivamente, Andrea Watson e Felipe Vivas. Na Apex-Brasil, participou o gerente de Promoção e Facilitação de Investimentos, Alexandre Petry. “A intenção foi de reforçar laços e alinhar ações que tenham o Norte do Paraná como alvo. Tanto o MRE quanto a Apex-Brasil são órgãos oficiais e de referência na atração de investimentos e promoção comercial do Brasil no exterior”, comentou Farina. Tema Trem de Passageiros entra numa nova e decisiva fase na esfera Federal Outro importante evento que contou com a participação da Terra Roxa foi II Seminário de Trens de Passageiros, realizado no auditório da Agência Nacional de Transportes Terrestres. Foi apresentado o diagnóstico elaborado ao longo de mais de um ano pelo Grupo de Trabalho Trens de Passageiros (GTTP), criado em março do ano passado no âmbito da ANTT, para elaborar diagnóstico e propor ações para incentivar esse tipo de transporte. As sugestões apresentadas pelo GTTP serão encaminhadas do Ministério dos Transportes e órgãos relacionados no governo federal para subsidiar a formulação de políticas nessa área. “Com os trabalhos realizados e apresentados dia 29 de abril, o cenário para os trens de passageiros no Brasil tem uma base melhor para seu planejamento e andamento. Estão sendo discutidas normas, estudos de viabilidade, projetos executivos, financiamentos, etc, dando ao governo federal informações essenciais para tomadas de decisões”, comentou Farina, que representou a Terra Roxa no Conselho Consultivo do GTTP desde sua criação. O diagnóstico completo pode ser acessado através da página dedicada ao tema. Neste documento também consta a indicação feita pelo grupo de seis projetos que se encontram com maturidade avançada para sua sequência e implantação. Entre eles está o trecho Londrina-Maringá. “Foi um evento muito positivo. Para dar continuidade, foi proposta a criação de um grupo de trabalho interministerial, envolvendo além da ANTT e Ministério dos Transportes, também o Ministério das Cidades, Ministério do Planejamento e outros órgãos anuentes”, informou Farina. 4
  5. 5. Na sua avaliação, tendo os seis projetos já elencados e um grupo mais abrangente, consegue-se avançar e ter ainda mais argumentos que sustentem a defesa dessas obras. “Teremos ainda uma melhor articulação e com isso, aliado a um cenário mais maduro, espera-se que haja maior agilidade na concretização desses importantes projetos”, comentou. Muitas atividades em andamento A Terra Roxa segue com diversas atividades, atendendo empresas locais e estrangeiras. Trata-se de prospecções a respeito de inovação, parcerias e negócios em setores como: agricultura, energias renováveis, metalmecânico. moveleiro, saúde e bem estar, suplementos alimentares e tecnologia da informação. O países em contato atualmente são: África do Sul, Alemanha, Canadá, Coréia do Sul, Estados Unidos, Japão, Namíbia e Paquistão. Misão “Ser um agente independente para atrair novos investimentos e promover negócios, integrando e desenvolvendo os setores econômicos da região Norte do Paraná”. www.terraroxa.org.br

×